App ciências ambientais - síntese

1.211 visualizações

Publicada em

Publicada em: Ciências
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

App ciências ambientais - síntese

  1. 1. Análise de técnicas construtivas sustentáveis para indústria da construção civil. Estudo de caso em serviços de edifício residencial.
  2. 2. Sustentabilidade Objetivo: Evitar a escassez de recursos naturais e a discrepância entre as classes sociais Desenvolvimento socioeconômico Preservação e uso consciente do Meio Ambiente Desenvolvimento Sustentável
  3. 3. Sustentabilidade na Construção Civil Uso de grande quantidade de recursos naturais e geração de resíduos na mesma proporção Gerenciamento inadequado do processos produtivos Impactos ambientais (Escassez de recursos), Econômicos e Sociais
  4. 4. Adoção de políticas ambientais Intervenções efetivas (prevenção e manutenção) Menor desperdício Maior lucratividade, vantagens competividade no mercado e qualidade de vida Sustentabilidade na Construção Civil
  5. 5. Tecnologia de Fim de Tubo Produção mais Limpa (P+L)X
  6. 6. Organização Início do desenvolvimento de padrões de qualidade ambiental e de emissão de poluentes ao meio ambiente; “Ausência” de políticas e fiscalização quanto ao processos de descarte de resíduos; Inexistência quase total de responsabilidade empresarial com seu impacto ambiental. Correção Criação do sistema de licenciamento e impacto ambiental; Atitude reativa: cumprimento das normas ambientais perante acidentes e/ou impactos ou imposição legal; Predominância da técnica “Fim de Tubo”; Responsabilidade social isolada. Prevenção Instrumentos econômicos e código voluntário de conduta; Atitude pró-ativa: além do cumprimento das normas; Disseminação de tecnologias mais limpas (P+L) / Análise do ciclo de vida; Integração total da responsabilidade na estrutural empresarial. Décadas de 90/atual Décadas de 50/60 Décadas de 70/80
  7. 7. Tecnologia de Fim de Tubo FALHA Ação corretiva Causa da falha não são verificadas Não são tomadas ações para minimizar ou eliminar a causa Falha Reincidente
  8. 8. Entre 1989 e 1992 A UNIDO (Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial) em conjunto com a UNEP (Programa nas Nações Unidas para o Meio Ambiente) criam um programa para disseminação do conceito de P+L nas empresas. 1995 – O Brasil adere a pratica com a criação do CNTL (Centro Nacional de Tecnologias Limpas) 1999 – No Brasil é criado a Rede Brasileira de Produção mais Limpa. P+L - Histórico
  9. 9. Produção mais Limpa (P+L) Objetivo  Aumentar a vantagem econômica e competitiva da empresa;  Racionalizar o uso de insumos;  Reduzir os desperdícios;  Minimizar a geração de resíduos, diminuindo os impactos ambientais. Vantagens • Reduz o custo na produção; • Melhora a eficiência do processo e a qualidade do produto; • Reduz riscos aos trabalhadores e comunidade; • Proporciona melhorias na imagem da empresa.
  10. 10. Nível 1 Redução na fonte Modificação no processo Modificação de produto Modificações tecnológicas P+L- Níveis de aplicação
  11. 11. Estudo de Caso Paginação na aplicação dos azulejos e das cerâmicas Indicadores avaliados • Geração de resíduos e consumo de azulejos por área revestida Resultados • Redução de 10% no valor gasto para a execução do revestimento. • Redução de 6% na quantidade de azulejos utilizados. • Redução de 47% na quantidade de resíduos gerados. Antes Depois
  12. 12. Nível 2 - Reciclagem interna Utilizar as matérias primas ou produtos usados para um propósito diferente. P+L- Níveis de aplicação
  13. 13. Estudo de Caso Redução da Geração de Resíduos de Gesso acartonado pelo reaproveitamento das chapas Drywall Indicador avaliado • Consumo de placas de gesso por andar executado. Resultados • Economia de R$ 80,00/andar nas chapas de gesso; • Economia de R$ 1.120,00, decorrente da redução dos insumos; • Redução dos resíduos gerados de 322m de chapas para 280m (13% do total global).
  14. 14. Nível 3 Reciclagem externa Reciclagem externa de resíduos. P+L- Níveis de aplicação
  15. 15. Aproveitamento de embalagens de tinta para reciclagem Indicadores  Lucros com a venda do material;  Custos com o descarte das embalagens. Resultados  Benefício de R$ 1.151,76, proveniente da venda das embalagens de tinta;  Redução na geração de entulhos e riscos ambientais (resíduo Classe A);  Maior conscientização do colaborador no manuseio e no gerenciamento dos resíduos; Estudo de Caso
  16. 16. Estudo de Caso – Visão geral dos benefícios  Aplicação de 10 estudos de casos em três obras diferentes Benefícios Ambientais Unidade Quantidade Redução no consumo de matéria-prima t 312.00 Minimização da geração de resíduos sólidos m3 277,44 Beneficio econômico: Economia de R$ 38.077,00 Tabela: Benefícios ambientais obtidos com a aplicação dos estudos de caso. Fonte: Elaboração própria com base do artigo em estudo.
  17. 17. Obrigado pela atenção!

×