SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
Linguagem – Língua portuguesa
Ensino Médio, 2º ano
Preposição e sua construção de sentido
Conceito
• Preposições: ligam palavras e orações,
isoladamente NÃO possuem função sintática,
possuem na frase um valor semântico.
• A função da preposição é subordinar um
termo ao outro.
Ex: O chefe da nação sentiu-se ameaçado (1)
As preposições podem ser:
• Essenciais – a, ante, até, após, com, contra,
de desde, em, entre, para, perante, por,sem,
sob, sobre.
• Acidentais – afora, consoante, durante,
exceto, fora, mediante, salvo, senão, visto (2).
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
• Locuções Prepositivas – ao lado de,
antes de, além de, com respeito a (...)
*Na LP, a última palavra sempre é uma
preposição.
Exemplos: Lutou contra mim.
Confiava a mim seus segredos.
Todos comeram, salvo tu (3).
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
Relações semânticas das preposições
As preposições podem exprimir vários
sentidos:
1- Modo – Comeu um bife a cavalo.
2- Preço – A casa foi avaliada em 1 bilhão.
3- Direção – Atirou-se sobre o herói.
4- Companhia – Foram viajar com os amigos.
5- Instrumento – Martelava com o ferro.
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
6- Procedência – Vim de Paris.
7- Assunto – Falou sobre linguística.
8- Tempo – Por dez anos, vivi em Londres.
9- Lugar – Cantava pelos bares da vida.
10- Posição inferior – O livro estava sob a
carteira.
11- Posição superior – O livro estava sobre a
carteira (5).
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
PARA QUE SERVEM AS PREPOSIÇÕES ?
As preposições são muito importantes
na estrutura da língua, pois
estabelecem a coesão textual e
possuem valores semânticos
indispensáveis para a compreensão do
texto (5).
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
Coesão e preposição
• Confio em você.
regente regido
Observe:
• Dá-se chance a garoto com curso primário completo, que
saiba conversar com adultos, de cuidar de enfermos em
descanso na praia.
(Quando o termo regente está distante do termo regido há
problemas de coesão) (6).
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
DICAS IMPORTANTES!!!!
O “a” pode funcionar como preposição, pronome
pessoal oblíquo e artigo. Saiba diferenciar :
1) Caso o “a” seja um artigo, virá precedido a um
substantivo. Ele servirá para determiná-lo como
um substantivo singular e feminino.
Ex: A médica não quis nos atender.
Ex: Como posso fazer a Júlia concordar comigo (7)?
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
2) Quando é preposição, além de ser invariável,
liga dois termos e estabelecem relação de
subordinação entre eles.
• Ex: Cheguei a sua casa ontem pela manhã.
• Ex: Não queria, mas vou ter que ir a outra
cidade para procurar um médico (8).
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
3) Se for pronome pessoal oblíquo, estará
ocupando o lugar e/ou a função de substantivo.
• Ex: Nós temos Carol como parte da família./ Nós
a temos como parte da família.
• Ex: Creio que conhecemos nosso pai melhor que
ninguém./ Creio que o conhecemos melhor que
ninguém (9).
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
OBSERVAÇÃO IMPORTANTE!!!!
A preposição é invariável, no
entanto pode unir-se a outras
palavras e assim estabelecer
concordância em gênero e número
(10).
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
VOCÊ DEVE SABER:
• A função das preposições;
• O que são as locuções prepositivas;
• Diferenciar “a” (preposição, artigo e pronome
pessoal oblíquo);
• Quais são as preposições;
• Preposições essenciais ≠ Preposições acidentais;
• O que são preposições acidentais (11)?.
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
ATIVIDADES:
1) Qual o sentido relativo estabelecido nas
preposições das frases abaixo?
a) Sente-se melhor desde ontem .
b) Sentiu-se mais tranquilo após o resultado.
c) Sentiu-se melhor ao ver o resultado.
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
2) QUAL A RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA
ESTABELECIDA PELAS PREPOSIÇÕES NAS FRASES
ABAIXO?
a) Quero ir a São Paulo.
b) Comprei um barco a vela.
c) Só vendemos a prazo.
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
OBSERVAÇÃO IMPORTANTE!!!
PARA E PRA
Na linguagem informal, a preposição “para”
reduz-se frequentemente à forma “pra”.
Ex: “Por esse pão pra comer,
por esse chão pra dormir
A certidão pra nascer
e a concessão pra sorrir.”
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
OUTRAS OBSERVAÇÕES:
A preposição TRÁS
O sentido originário dessa preposição era
“além de”. Atualmente, ela é, em geral,
substituída pelas locuções “atrás de”, “depois de”.
Ex: Para trás, apenas a imensa tristeza.
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
As preposições acidentais
segundo, conforme, exceto,
salvo, são formas nominais que
se converteram em preposição.
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
LOCUÇÃO PREPOSITIVA X LOCUÇÃO ADVERBIAL
A diferença entre a locução prepositiva e a
adverbial é que na primeira, o último vocábulo é
sempre uma preposição e na segunda, nunca é
preposição.
Ex: Venho de longe. ( loc. Adverbial)
Ex: Estava longe de ti. (loc. Prepositiva)
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
A locução prepositiva :
EM VEZ DE X AO INVÉS DE
EM VEZ DE significa “ no lugar de” e pode ser
empregada também como sinônima de “ao invés
de”.
Ex: Então, em vez de engenharia, faça medicina.
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
Já em “ao invés de” significa “ao
contrário de” e só pode ser
empregada nesta acepção .
Ex: Ao invés de (= ao contrário de )
ficar quieta, respondeu-lhe.
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES:
1)Indique a função do “a”:
a)O amor não sossega a pessoa amada.
b)Ele vive a esmo.
c)e quando a sente alegre, fica triste.
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
2) Quais as relações que as preposições indicam ?
a) Após o almoço, tirei uma sesta.
b) b) Ela nasceu para a medicina.
c) c) As meninas apanhavam de cinta.
d) d) Seus cabelos estão incendiados de sol.
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
e) Com a doença, ele ficou mais magro.
f) O trabalho foi feito com muito amor.
g) O Brasil jogou com a Alemanha.
h) A pequena casa foi destruída a machado.
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido
3) Leia este texto transcrito de um anúncio
publicitário:
DEVIDO À GRANDE PROCURA, A EMPRESA
OFERECE MAIS UM VOO PARA SALVADOR.
Responda: Qual o sentido da preposição PARA,
nesse texto?
Língua Portuguesa, 1º ano
Preposição e sua construção de sentido

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
 
1.3 ortografia
1.3   ortografia1.3   ortografia
1.3 ortografia
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
 
Aula 13 vozes verbais
Aula 13   vozes verbaisAula 13   vozes verbais
Aula 13 vozes verbais
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
Funções do que, se e pronome relativo
Funções do que, se e pronome relativoFunções do que, se e pronome relativo
Funções do que, se e pronome relativo
 
O uso dos porquês
O uso dos porquêsO uso dos porquês
O uso dos porquês
 
Classes gramaticais slides.2
Classes gramaticais  slides.2Classes gramaticais  slides.2
Classes gramaticais slides.2
 
Regência Nominal
Regência NominalRegência Nominal
Regência Nominal
 
Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Níveis de linguagem
Níveis de linguagemNíveis de linguagem
Níveis de linguagem
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
 
Complementos verbais
Complementos verbaisComplementos verbais
Complementos verbais
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 
Significação de palavras aula 5
Significação de palavras   aula 5Significação de palavras   aula 5
Significação de palavras aula 5
 
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbialAdjunto adnominal e adjunto adverbial
Adjunto adnominal e adjunto adverbial
 
Pronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativosPronomes demonstrativos
Pronomes demonstrativos
 

Semelhante a Preposição e sua função

As preposições e sua construção de sentidos no texto..ppt
As preposições e sua construção de sentidos no texto..pptAs preposições e sua construção de sentidos no texto..ppt
As preposições e sua construção de sentidos no texto..pptJuanPablo426784
 
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdfValdimiro Cardoso
 
Aula 12
Aula 12Aula 12
Aula 12gsbq
 
Apost lingua portuguesa_-basica
Apost lingua portuguesa_-basicaApost lingua portuguesa_-basica
Apost lingua portuguesa_-basicaHarley Cunha
 
José Beniste - Dicionário Yorubá.pdf
José Beniste - Dicionário Yorubá.pdfJosé Beniste - Dicionário Yorubá.pdf
José Beniste - Dicionário Yorubá.pdfLuiz699299
 
Apostila Câmara Ribeirão Bonito 2016
Apostila Câmara Ribeirão Bonito 2016Apostila Câmara Ribeirão Bonito 2016
Apostila Câmara Ribeirão Bonito 2016Juliane Cristine
 
Interpretação de textos apostila
Interpretação de textos   apostilaInterpretação de textos   apostila
Interpretação de textos apostilaefomm2013
 
verbos-em-ingles.pdf
verbos-em-ingles.pdfverbos-em-ingles.pdf
verbos-em-ingles.pdfCarlotaLinder
 
Reforma ortográfica
Reforma ortográficaReforma ortográfica
Reforma ortográficamfmpafatima
 

Semelhante a Preposição e sua função (20)

As preposições e sua construção de sentidos no texto..ppt
As preposições e sua construção de sentidos no texto..pptAs preposições e sua construção de sentidos no texto..ppt
As preposições e sua construção de sentidos no texto..ppt
 
7.7 preposições
7.7   preposições7.7   preposições
7.7 preposições
 
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf
 
Aula 12
Aula 12Aula 12
Aula 12
 
PREPOSIÇÃO.pptx
PREPOSIÇÃO.pptxPREPOSIÇÃO.pptx
PREPOSIÇÃO.pptx
 
Advérbio.ppt
Advérbio.pptAdvérbio.ppt
Advérbio.ppt
 
Apost lingua portuguesa_-basica
Apost lingua portuguesa_-basicaApost lingua portuguesa_-basica
Apost lingua portuguesa_-basica
 
Aula 3 lp em
Aula 3   lp emAula 3   lp em
Aula 3 lp em
 
José Beniste - Dicionário Yorubá.pdf
José Beniste - Dicionário Yorubá.pdfJosé Beniste - Dicionário Yorubá.pdf
José Beniste - Dicionário Yorubá.pdf
 
1 ano -_acentuacao_grafica
1 ano -_acentuacao_grafica1 ano -_acentuacao_grafica
1 ano -_acentuacao_grafica
 
Primeiro veio o verbo.pdf
Primeiro veio o verbo.pdfPrimeiro veio o verbo.pdf
Primeiro veio o verbo.pdf
 
Apostila Câmara Ribeirão Bonito 2016
Apostila Câmara Ribeirão Bonito 2016Apostila Câmara Ribeirão Bonito 2016
Apostila Câmara Ribeirão Bonito 2016
 
Interpretação de textos apostila
Interpretação de textos   apostilaInterpretação de textos   apostila
Interpretação de textos apostila
 
verbos-em-ingles.pdf
verbos-em-ingles.pdfverbos-em-ingles.pdf
verbos-em-ingles.pdf
 
Reforma ortográfica
Reforma ortográficaReforma ortográfica
Reforma ortográfica
 
Acordo ortográfico ppt
Acordo ortográfico pptAcordo ortográfico ppt
Acordo ortográfico ppt
 
Oficina ana
Oficina anaOficina ana
Oficina ana
 
Class room (2)
Class room (2)Class room (2)
Class room (2)
 
Class room
Class roomClass room
Class room
 
Class room
Class roomClass room
Class room
 

Mais de Luana Lopes Martins

Mais de Luana Lopes Martins (7)

Barroco no Brasil e no mundo, contexto histórico
Barroco no Brasil e no mundo, contexto históricoBarroco no Brasil e no mundo, contexto histórico
Barroco no Brasil e no mundo, contexto histórico
 
E-BOOK ESTUDOS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS.pdf
E-BOOK ESTUDOS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS.pdfE-BOOK ESTUDOS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS.pdf
E-BOOK ESTUDOS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS.pdf
 
variedades_linguisticas.ppt
variedades_linguisticas.pptvariedades_linguisticas.ppt
variedades_linguisticas.ppt
 
AULA 25 - ESTRUTURA DA CONCLUSÃO.pptx
AULA 25 - ESTRUTURA DA CONCLUSÃO.pptxAULA 25 - ESTRUTURA DA CONCLUSÃO.pptx
AULA 25 - ESTRUTURA DA CONCLUSÃO.pptx
 
Funções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptxFunções da linguagem 1º.pptx
Funções da linguagem 1º.pptx
 
_Funções.ppt
_Funções.ppt_Funções.ppt
_Funções.ppt
 
Walt Wit
Walt WitWalt Wit
Walt Wit
 

Último

HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 

Último (20)

HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 

Preposição e sua função

  • 1. Linguagem – Língua portuguesa Ensino Médio, 2º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 2. Conceito • Preposições: ligam palavras e orações, isoladamente NÃO possuem função sintática, possuem na frase um valor semântico. • A função da preposição é subordinar um termo ao outro. Ex: O chefe da nação sentiu-se ameaçado (1)
  • 3. As preposições podem ser: • Essenciais – a, ante, até, após, com, contra, de desde, em, entre, para, perante, por,sem, sob, sobre. • Acidentais – afora, consoante, durante, exceto, fora, mediante, salvo, senão, visto (2). Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 4. • Locuções Prepositivas – ao lado de, antes de, além de, com respeito a (...) *Na LP, a última palavra sempre é uma preposição. Exemplos: Lutou contra mim. Confiava a mim seus segredos. Todos comeram, salvo tu (3). Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 5. Relações semânticas das preposições As preposições podem exprimir vários sentidos: 1- Modo – Comeu um bife a cavalo. 2- Preço – A casa foi avaliada em 1 bilhão. 3- Direção – Atirou-se sobre o herói. 4- Companhia – Foram viajar com os amigos. 5- Instrumento – Martelava com o ferro. Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 6. 6- Procedência – Vim de Paris. 7- Assunto – Falou sobre linguística. 8- Tempo – Por dez anos, vivi em Londres. 9- Lugar – Cantava pelos bares da vida. 10- Posição inferior – O livro estava sob a carteira. 11- Posição superior – O livro estava sobre a carteira (5). Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 7. PARA QUE SERVEM AS PREPOSIÇÕES ? As preposições são muito importantes na estrutura da língua, pois estabelecem a coesão textual e possuem valores semânticos indispensáveis para a compreensão do texto (5). Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 8. Coesão e preposição • Confio em você. regente regido Observe: • Dá-se chance a garoto com curso primário completo, que saiba conversar com adultos, de cuidar de enfermos em descanso na praia. (Quando o termo regente está distante do termo regido há problemas de coesão) (6). Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 9. DICAS IMPORTANTES!!!! O “a” pode funcionar como preposição, pronome pessoal oblíquo e artigo. Saiba diferenciar : 1) Caso o “a” seja um artigo, virá precedido a um substantivo. Ele servirá para determiná-lo como um substantivo singular e feminino. Ex: A médica não quis nos atender. Ex: Como posso fazer a Júlia concordar comigo (7)? Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 10. 2) Quando é preposição, além de ser invariável, liga dois termos e estabelecem relação de subordinação entre eles. • Ex: Cheguei a sua casa ontem pela manhã. • Ex: Não queria, mas vou ter que ir a outra cidade para procurar um médico (8). Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 11. 3) Se for pronome pessoal oblíquo, estará ocupando o lugar e/ou a função de substantivo. • Ex: Nós temos Carol como parte da família./ Nós a temos como parte da família. • Ex: Creio que conhecemos nosso pai melhor que ninguém./ Creio que o conhecemos melhor que ninguém (9). Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 12. OBSERVAÇÃO IMPORTANTE!!!! A preposição é invariável, no entanto pode unir-se a outras palavras e assim estabelecer concordância em gênero e número (10). Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 13. VOCÊ DEVE SABER: • A função das preposições; • O que são as locuções prepositivas; • Diferenciar “a” (preposição, artigo e pronome pessoal oblíquo); • Quais são as preposições; • Preposições essenciais ≠ Preposições acidentais; • O que são preposições acidentais (11)?. Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 14. ATIVIDADES: 1) Qual o sentido relativo estabelecido nas preposições das frases abaixo? a) Sente-se melhor desde ontem . b) Sentiu-se mais tranquilo após o resultado. c) Sentiu-se melhor ao ver o resultado. Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 15. 2) QUAL A RELAÇÃO DE DEPENDÊNCIA ESTABELECIDA PELAS PREPOSIÇÕES NAS FRASES ABAIXO? a) Quero ir a São Paulo. b) Comprei um barco a vela. c) Só vendemos a prazo. Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 16. OBSERVAÇÃO IMPORTANTE!!! PARA E PRA Na linguagem informal, a preposição “para” reduz-se frequentemente à forma “pra”. Ex: “Por esse pão pra comer, por esse chão pra dormir A certidão pra nascer e a concessão pra sorrir.” Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 17. OUTRAS OBSERVAÇÕES: A preposição TRÁS O sentido originário dessa preposição era “além de”. Atualmente, ela é, em geral, substituída pelas locuções “atrás de”, “depois de”. Ex: Para trás, apenas a imensa tristeza. Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 18. As preposições acidentais segundo, conforme, exceto, salvo, são formas nominais que se converteram em preposição. Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 19. LOCUÇÃO PREPOSITIVA X LOCUÇÃO ADVERBIAL A diferença entre a locução prepositiva e a adverbial é que na primeira, o último vocábulo é sempre uma preposição e na segunda, nunca é preposição. Ex: Venho de longe. ( loc. Adverbial) Ex: Estava longe de ti. (loc. Prepositiva) Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 20. A locução prepositiva : EM VEZ DE X AO INVÉS DE EM VEZ DE significa “ no lugar de” e pode ser empregada também como sinônima de “ao invés de”. Ex: Então, em vez de engenharia, faça medicina. Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 21. Já em “ao invés de” significa “ao contrário de” e só pode ser empregada nesta acepção . Ex: Ao invés de (= ao contrário de ) ficar quieta, respondeu-lhe. Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 22. EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES: 1)Indique a função do “a”: a)O amor não sossega a pessoa amada. b)Ele vive a esmo. c)e quando a sente alegre, fica triste. Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 23. 2) Quais as relações que as preposições indicam ? a) Após o almoço, tirei uma sesta. b) b) Ela nasceu para a medicina. c) c) As meninas apanhavam de cinta. d) d) Seus cabelos estão incendiados de sol. Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 24. e) Com a doença, ele ficou mais magro. f) O trabalho foi feito com muito amor. g) O Brasil jogou com a Alemanha. h) A pequena casa foi destruída a machado. Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido
  • 25. 3) Leia este texto transcrito de um anúncio publicitário: DEVIDO À GRANDE PROCURA, A EMPRESA OFERECE MAIS UM VOO PARA SALVADOR. Responda: Qual o sentido da preposição PARA, nesse texto? Língua Portuguesa, 1º ano Preposição e sua construção de sentido

Notas do Editor

  1. (AS TRÊS FRASES ESTABELECEM RELAÇÃO DE TEMPO)
  2. (relação de direção, meio, tempo)
  3. A (artigo) b(preposição) (pronome Oblíquo)
  4. (tempo) (fim) (instrumento) (meio)
  5. (causa) (modo) (oposição) (instrumento)
  6. Resposta: Indica direção.