CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL

2.730 visualizações

Publicada em

Concordância verbal e nominal
Exemplos práticos

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.730
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.442
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL

  1. 1. CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
  2. 2. Música - Samba do Arnesto O Arnesto nos convidou Prum samba ele mora no brás Nóis fumos e num econtremos ninguém Nóis vortemos cum uma baita de uma reiva Da outra veiz, nóis num vai mais Nóis não semos tatu! O Arnesto nos convidou Prum samba ele mora no brás Nóis fumos e num econtremos ninguém Nóis vortemos cum uma baita de uma reiva Da outra veiz, nóis num vai mais Noutro dia encontremo com o Arnesto Que pediu discurpas mais nóis não aceitemos Isso não si faiz Arnesto, nóis não si importa Mas você devia ter ponhado um recado na porta O Arnesto nos convidou Prum samba ele mora no brás Nóis fumos e num econtremos ninguém Nóis vortemos cum uma baita duma reiva Da outra veiz, nóis num vai mais Noutro dia encontrem o com o Arnesto Que pediu discurpa mais nóis não aceitemos Isso não si faiz Arnesto, nóis não si importa Mas você devia ter ponhado um recado na porta Um recado Anssim ói: "Ói, turma, num deu prá esperá A duvido que isso num faz mar, num tem importância, Assinado em cruz porque não sei escrever: Arnesto" Fonte: http://vagalume.uol.com. br/adoniran-barbosa/ samba-do-arnesto. html Acesso: 05 de outubro de 2009 VAMOS OUVIR DUAS MÚSICAS APESAR DE VOCÊ Hoje você é quem manda Falou, tá falado Não tem discussão, não. A minha gente hoje anda Falando de lado E olhando pro chão, viu Você que inventou esse estado E inventou de inventar Toda a escuridão Você que inventou o pecado Esqueceu-se de inventar O perdão (Apesar de você) Fonte: http://vagalume.uol.com.br/chico-buarque/ apesar-de-voce.html Acesso: 04 de outubro de 2009 CD: Chico Buarque, Chico Buarque, 1978.
  3. 3. A CONCORDÂNCIA É A COMBINAÇÃO DAS PALAVRAS NA FRASE E O QUE CHAMAMOS DE "CONCORDÂNCIA VERBAL" É A COMBINAÇÃO ENTRE VERBO E SUJEITO A G R A F I T E = S U J E I T O S U J E I T O = N Ó S
  4. 4. Regras Sujeito composto anteposto ao verbo = verbo no plural. A moça e o rapaz chegaram tarde. Sujeito composto posposto ao verbo = verbo no plural ou concorda com o núcleo mais próximo. Falarão o garoto e a garota. Falará o garoto e a garota. Sujeito composto de diferentes pessoas= o verbo vai para o plural na pessoa gramatical de número mais baixo (1a,2a,3a).Eu, tu e ele vamos sair. (1a pessoa do plural =nós = é mais baixa que 2a ou 3a). Sujeito coletivo -com coletivo = verbo no singular - O bando chegou com fome. -com coletivo anteposto ao verbo e seguido de adjunto adnominal no plural = verbo pode ir para o plural A multidão de jovens avançavam. -com coletivo, mas com verbo distante, este pode ir para o plural A multidão, apesar de tudo, gritavam muito.
  5. 5. ATENÇÃO COM CASOS ESPECIAIS Sujeito formado por nomes próprios que só tem plural -com artigo = verbo no plural -sem artigo = verbo no singular. Os Estados Unidos ficaram mais poderosos. Vassouras é uma cidade bonita. verbo fica no singular: 1. quando os sujeitos apresentam gradação de ideias. Os paulistanos, o Brasil, o mundo chorou a morte do atleta. Um olhar, um gesto, um aceno faz falta na partida. 2. quando os núcleos do sujeito são sinônimos. O rancor e o ódio não conduz a boa coisa. 3. quando o sujeito é formado por infinitivos desacompanhados de artigo. Amar e odiar faz parte na vida. Andar e nadar faz bem à saúde. Observação: Quando o sujeito é formado por infinitivos determinados pelo artigo, teremos o uso do plural: O amar e o odiar fazem parte da vida. O comer e o beber são necessários.
  6. 6. CONCORDÂNCIA DO VERBO “SER” -o sujeito e o predicativo são nomes de coisas, o verbo vai preferencialmente para o plural, mas é possível concordar com o termo que se quer destacar; As plantas são a paixão dela. -o sujeito ou o predicativo são nomes de pessoas ou pronome pessoal, a concordância é com a pessoa gramatical; Ele era as esperanças dos pais. José era as esperanças dos pais. -o sujeito é um dos pronomes tudo, isso, isto, aquilo, o verbo concorda com o predicativo; Tudo eram flores, no começo. -quando houver indicação de hora e distância, o verbo concorda com o predicativo; É uma hora./São cinco horas. É um metro./ São cinco metros. Dois metros é muito para a roupa -com as expressões é muito, é pouco, é tanto, é mais de, é menos de, o verbo fica invariável; Dois quilos é pouco Três pacotes é suficiente -nas indicações de dia do mês, o verbo pode ficar no singular ou no plural. É (dia) cinco de maio./São cinco (dias) de maio.
  7. 7. CONCORDÂNCIA NOMINAL - Os vocábulos determinantes (o adjetivo, o pronome adjetivo, o artigo, o numeral adjetivo ou o particípio) concordam em gênero e em número com os vocábulos determinados (o substantivo ou o pronome substantivo) a que se referem. Observe: As nossas duas melhores alunas saíram do colégio.  Se o adjetivo estiver posposto (colocado após os substantivos): Estudo a língua e a literatura portuguesa.  o adjetivo poderá ir para o plural, conservando o gênero dos substantivos (sendo estes do mesmo gênero) ou receberá a flexão do masculino (se os substantivos foram de gêneros diferentes): Flores e mesas despedaçadas. Tapetes e flores despedaçados.  se os substantivos forem antônimos, o adjetivo irá ao plural obrigatoriamente. Amor e ódio eternos. Dias e noites frios.  Se o adjetivo (ou a palavra com função de adjetivo) estiver anteposto (= antes) aos substantivos, ele concordará com o substantivo mais próximo. Você escolheu má hora e lugar. Você escolheu mau lugar e hora.  Observação:Adjetivo anteposto a nomes próprios de pessoas ou a títulos deverá ir para o plural. As estudiosas Camila e Patrícia estão na mesma classe.
  8. 8. Anteposto ao sujeito, a concordância poderá ser feita com o todo ou apenas com o núcleo do sujeito mais próximo. Estava calado o professor e a aluna. Estavam calados a aluna e o professor. -Observação: Essas mesmas regras valem para o adjetivo na função de predicativo do objeto. Quando há dois ou mais adjetivos determinando um único substantivo, temos os seguintes casos: • substantivo precedido de artigo singular: coloca-se o artigo em todos os adjetivos. O exército inglês, o chinês, o japonês e o brasileiro. A bandeira amarela, a vermelha, a azul e a roxa. • substantivo precedido de artigo plural: não se coloca artigo nos adjetivos. Os exércitos inglês, chinês, japonês e brasileiro. As bandeiras amarela, vermelha, azul e roxa. Casos Especiais Um e outro / Nem um nem outro. Exigem o substantivo no singular e, se houver, adjetivo no plural: Havia na escola somente um e outro aluno aplicados. Não comprei nem uma nem outra fruta maduras. Numerais ordinais acompanhando substantivo: 1. se os numerais vêm precedidos de artigo, o substantivo fica no singular ou vai ao plural: O sexto e o sétimo andar (ou andares) do edifício. A primeira e a segunda série (ou séries) do segundo grau. 2. se não houver repetição do artigo, o plural será obrigatório: A primeira e segunda séries do segundo grau. O sexto e sétimo andares do edifício. 3. o plural também será obrigatório se o substantivo vier anteposto aos numerais: As séries primeira e segunda do segundo grau. Mesmo, próprio, só (equivalente a sozinho), leso, anexo, junto, obrigado, quite, nenhum concordam normalmente com o nome a que se referem.
  9. 9. CASOS ESPECIAIS Mesmo, próprio, só (equivalente a sozinho), leso, anexo, junto, obrigado, quite, nenhum concordam normalmente com o nome a que se referem. Ela mesma, nós mesmos / Eles próprios, elas próprias. Eles viajaram sós. Crime de leso-carnaval, de lesa-pátria. Segue anexo o bilhete; Segue anexa a foto. Inclusa envio a carta. Segue junto o recibo. Segue junta a nota fiscal. Eles voltaram juntos. Elas permaneceram juntas. Ela disse muito obrigada. Elas disseram muito obrigadas. Eu estou quite com o imposto de renda. Nós estamos quites. Vocês não são nenhuns coitados e nenhumas criaturas. Observações: 1) mesmo = de fato é advérbio, não varia: Eles irão mesmo. 2) só = somente é advérbio, não varia: Só as mulheres entraram. 3) junto é invariável quando é parte da locução prepositiva: junto a, junto com, junto de: Junto às mães ficavam as filhas. 4) a expressão em anexo é invariável. É preciso / É necessário / É bom. Essas expressões (ou semelhantes) não variam quando acompanhadas de substantivos que exprimem ideia genérica, indeterminada. É bom cautela. É necessário atenção à noite. É preciso paciência com o Brasil. Locuções formadas por verbo ser mais adjetivo: .
  10. 10. CASOS ESPECIAIS Locuções formadas por verbo ser mais adjetivo: . 1. sem determinante antecedente não variam. Cerveja é bom. Entrada é proibido. Cenoura é bom para a pele. 2. com determinante antecedente variam. Esta cerveja é boa. A entrada é proibida. A cenoura é boa para a pele. Caro, bastante, meio, barato 1. essas palavras variam quando ligadas a um substantivo. Blusa cara - carros caros. Bastantes alunos. Comi meia maçã. É meio-dia e meia (hora). Brinquedos baratos. 2. ligadas a verbo, a adjetivo ou a advérbio, não variam. Elas estão bastante alegres. Eles falaram bastante. Ela está meio rouca. Esta camisa custa caro. Aquela calça custa barato. Menos, pseudo, alerta, exceto são invariáveis. Os bombeiros estavam alerta. Desejamos menos tarefas
  11. 11. PROFESSORA MARIA GLÁUCIA NOVEMBRO DE 2014

×