SlideShare uma empresa Scribd logo
Novas Regras Ortográficas da Língua Portuguesa
[object Object],E TUDO MUDOU... O rouge virou blushO pó-de-arroz virou pó-compactoO brilho virou glossO rímel virou máscara incolorA Lycra virou stretchAnabela virou plataformaO corpete virou porta-seiosQue virou sutiãQue virou lib, que virou silicone(...) 	 		Luis Fernando Verissimo
 O novo Acordo Ortográfico busca um consenso, ele não modifica (e nem poderia fazê-lo) nossa forma de falar, mas procura padronizar/unificar a escrita da língua portuguesa, ou seja, mudanças apenas gráficas nos oito países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa – CPLP: Brasil Portugal Guiné-Bissau São Tomé e Príncipe Angola Moçambique Cabo Verde Timor Leste
Fonte: www.cplp.org
Por que uma nova reforma da ortografia?Argumentos a favor ,[object Object]
simplicidade de ensino e aprendizagem;
unificação de todos os países de língua oficial portuguesa;
fortalecimento da cooperação educacional dos países da CPLP (o português pode se tornar um dos idiomas oficiais da ONU);
preparação de um vocabulário técnico-científico comum.,[object Object]
1971 –Mudam alguns acentos gráficos  (êle/ele; sòmente/somente; sôbre/sobre; sózinho/sozinho...).
1990 – Celebrado o Acordo que foi assinado pelos sete países lusófonos – CPLP. Unificação da ortografia portuguesa, que, para entrar em vigor, cada país deverá ratificar.
2008 – Em 29 de setembro, foi assinado pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva o Decreto 6.586 que promulga o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990.
2009 – Entrou em vigor em 1º de janeiro de 2009 a nova ortografia da Língua Portuguesa aprovada em 1990.
2012 – Encerra-se o prazo de implantação da Reforma Ortográfica (quatro anos para a implantação plena do acordo).,[object Object]
Objetivos do acordo  ,[object Object]
Sentido político do Acordo: o grande objetivo do Acordo é unificar a ortografia de Língua Portuguesa.
Outros objetivos:
Facilitar o processo de intercâmbio cultural e científico entre as nações;
Ampliar a divulgação do idioma e da literatura em língua portuguesa.,[object Object]
1) Inclusão e letras no ALFABETO O alfabeto passa a ter 26 letras: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z. AntesAs letras “k”, “w” e “y” não eram consideradas integrantes do alfabeto AgoraEssas letras serão usadas em unidades de medida, nomes próprios, palavras estrangeiras e outras palavras em geral. Exemplos: km, kg, watt, playground, William, Kafka, kafkiano.
2) Eliminação do TREMA
Não se usa mais o trema (sinal colocado sobre a letra upara indicar que ela deve ser pronunciada nos grupos gue, gui, que, qui). Não existirá mais o trema na língua portuguesa. Será mantido apenas em casos de nomes estrangeiros. Exemplo: Müller, mülleriano.AntesAgüentar, conseqüência, cinqüenta, freqüência, tranqüilo, lingüiça, bilíngüe.DepoisAguentar, consequência, cinquenta, frequência, tranquilo, linguiça, bilíngue.
Acentuação – ditongos “ei” e “oi”Os ditongos abertos “ei” e “oi” não serão mais acentuados em palavras paroxítonas Antes Assembléia  platéia  Coréia  bóia, paranóia  paranóico Depois Assembleia plateia ideia boia paranoia, apoio paranoico Obs: Nos ditongos abertos de palavras oxítonas terminadas em éi, éu e ói e monossílabas o acento continua: herói, constrói, dói, anéis, papéis, troféu, céu, chapéu.he-róis,  a-néis,  gi-ras-sóis
Hiato
Acentuação – “i” e “u” formando hiato Antesbaiúca  boiúna  feiúra feiúme  bocaiúva Depoisbaiuca boiuna feiura feiume Bocaiuva. Obs 1: Se a palavra for oxítona e o “i” ou “u” estiverem em posição final o acento permanece: tuiuiú, Piauí.Obs 2: Nos demais “i” e “u” tônicos, formando hiato, o acento continua. Exemplo: saúde, saída, gaúcho,-sa-ú-de, ga-ú-cho
Nova regraOs hiatos “oo” e “ee” não serão mais acentuados Antes enjôo Vôo  perdôo  abençôo  povôo  crêem  dêem, lêem, vêem, relêem Depois enjoo voo Perdoo abençoo povoo creem, deem, leem, veem, releem enjôoen.jô.o
Palavras homônimasNão existirá mais o acento diferencial em palavras homônimas (grafia igual, som e sentido diferentes) Não se usa mais o acento que diferenciava os pares Mas você não para quieto!! A mãe pela o bebê para dar-lhe banho. Meu gato está perdendo pelo.  Polo Sul. AntesPára/para, péla/pela, pêlo/pelo, pêra/pera, pólo/polo Depoispara, pela, pelo, pera, polo
Palavras homônimas Obs 1: O acento diferencial ainda permanece no verbo poder (pôde, quando usado no passado) e no verbo pôr (para diferenciar da preposição por). Ontem, ele não pôdesair mais cedo, mas hoje ele pode. Vou pôr o livro na estante que foi feita por mim. Obs 2: É facultativo o uso do acento circunflexo para diferenciar as palavras forma/fôrma. Em alguns casos, o uso do acento deixa a frase mais clara. Exemplo: Qual é a forma da fôrma do bolo?
[object Object],professor temboa vontade. Os alunos têm disposição. Qualquer conhecimento vem da experiência. Para Sócrates, o erro e o mal vêm da ignorância.  Assaltante mantémclientesreféns em agência bancária.  Presos rebelados mantêm reféns em Goiás. Educação de qualidade nos convém.  Boas aulas convêm aos estudantes.
ARGUIR   E REDARGUIR e)Não se usa mais o acento agudo no utônico das formas do presente do indicativo dos verbos arguire redarguir: (tu) arguis			ANTES (ele) argui			argúi (eles) arguemargúem Tu arguis muito bem em tuas manifestações. Professores com doutorado arguem em bancas de defesa de teses.
Mudanças nas regras de acentuação
Vejamos: Se forem pronunciadas com a ou i  tônicos, essas formas devem ser acentuadasverbo enxaguar:enxáguo, enxáguas, enxágua, enxáguam; enxágue, enxágues, enxáguem.verbo averiguar:averíguo, averíguas, averígua, averíguam; averígue, averígues, averíguem. Se forem pronunciadas com u tônico, essas formas deixam de ser acentuadas. verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas, enxagua, enxaguam; enxague, enxagues, enxaguem. verbo averiguar: averiguo, averiguas, averigua, averiguam; averigue, averigues, averiguem.
As observações a seguir referem-se ao uso do hífen em palavras formadas por prefixos ou por elementos que podem funcionar como prefixos, como: aero agro  além                                 ante  anti  aquém arqui auto  circum  co contra eletro  entre  ex extra geo hidro hiper infra  inter  intra  macro micro  mini multi neo pan pluri proto  pós pré pró pseudo retro  semi sobre  sub super supra tele ultra  vice
O hífen não será mais utilizado em prefixos terminados em vogal seguida de palavras iniciadas com “r” ou “s”. Nesse caso, essas letras deverão ser duplicadas Antes ante-sala auto-retrato  anti-social  anti-rugas  arqui-rival auto-regulamentação  auto-sugestão  contra-senso Depois antessala autorretrato, antissocial antirrugas arquirrivalautorregulamentação autossugestão contrassenso .
Hífen – mesma vogalNova RegraO hífen será utilizado quando o prefixo terminar com uma vogal e a segunda palavra começar com a mesma vogal. Antes antiibérico antiinflamatório antiinflacionário Antiimperialista Arquiinimigo arquiirmandade microondas microônibus Depois anti-ibérico  anti-inflamatório  anti-inflacionário  anti-imperialista arqui-inimigo arqui-irmandade  micro-ondas  micro-ônibus.
Hífen – vogais diferentesO hífen não será utilizado quando o prefixo terminar em vogal diferente da que inicia a segunda palavra Antes auto-afirmação  auto-ajuda  auto-escola  contra-exemplo  contra-indicação Depois autoafirmação autoajuda autoescola contraexemplo contraindicação Obs: A regra não se encaixa quando a palavra seguinte iniciar por h: anti-herói, anti-higiênico, extra-humano, semi-herbáceo.
Quando o prefixo termina por consoante, usa-se o hífen se o segundo elemento começar pela mesma consoante. inter + racial              inter-racial hiper + resistente      hiper-resistente super-romântico super + romântico      sub-bibliotecário sub + bibliotecário      Nos demais casos, NÃO se usa o hífen: Atenção hiper + mercado           hipermercado inter + municipal          intermunicipal super + interessante    superinteressante
Empalavras com prefixosCIRCUM, PAN + Vogal, M, N,usa-se hífen. circum + adjacente       circum-adjacente circum + navegação      circum-navegação pan-americano pan + americano           pan-europeu pan + europeu             
Empalavras com prefixosCIRCUM, PAN + Vogal, M, N,usa-se hífen. circum + adjacente       circum-adjacente circum + navegação      circum-navegação pan-americano pan + americano           pan-europeu pan + europeu             
Palavras com pseudoprefixos: RECÉM,ALÉM,AQUÉM,SEM,PÓS,PRÉ,EX,VICE,usa-se sempre hífen. sem-terra recém-nascido sem-vergonha vice-presidente pré-datado pós-graduado ex-presidente recém-casados pré-vestibular
Em palavras com advérbiosBEMeMAL+VOGALouH,usa-se hífen. bem-estar                                  mal-estar bem-aventurado                        mal-aventurado bem-humorado                          mal-humorado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação nova ortografia
Apresentação nova ortografiaApresentação nova ortografia
Apresentação nova ortografiaBianca Dias
 
Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1Fabioarslonga
 
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesaApresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesarobioprof
 
Reformaortografica 2009 Vanessa
Reformaortografica 2009 VanessaReformaortografica 2009 Vanessa
Reformaortografica 2009 VanessaVanessa Dagostim
 
Guia Reforma Ortografica - Melhoramentos
Guia Reforma Ortografica - MelhoramentosGuia Reforma Ortografica - Melhoramentos
Guia Reforma Ortografica - Melhoramentoscarlinhosreis
 
Português sem complicação dominando a nova ortografia
Português sem complicação   dominando a nova ortografiaPortuguês sem complicação   dominando a nova ortografia
Português sem complicação dominando a nova ortografiaPaulo Vitor Carneiro
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografiahlemmur
 

Mais procurados (16)

Guia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografiaGuia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografia
 
Acordo ortográfico ppt
Acordo ortográfico pptAcordo ortográfico ppt
Acordo ortográfico ppt
 
Apresentação nova ortografia
Apresentação nova ortografiaApresentação nova ortografia
Apresentação nova ortografia
 
Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1
 
Nova Ortografia - Aula 01
Nova Ortografia - Aula 01Nova Ortografia - Aula 01
Nova Ortografia - Aula 01
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
 
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesaApresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
 
Novo acordo ortográfico[1]
Novo acordo ortográfico[1]Novo acordo ortográfico[1]
Novo acordo ortográfico[1]
 
Reformaortografica 2009 Vanessa
Reformaortografica 2009 VanessaReformaortografica 2009 Vanessa
Reformaortografica 2009 Vanessa
 
Guia Reforma Ortografica - Melhoramentos
Guia Reforma Ortografica - MelhoramentosGuia Reforma Ortografica - Melhoramentos
Guia Reforma Ortografica - Melhoramentos
 
Acordo ortográfico
Acordo ortográficoAcordo ortográfico
Acordo ortográfico
 
Português sem complicação dominando a nova ortografia
Português sem complicação   dominando a nova ortografiaPortuguês sem complicação   dominando a nova ortografia
Português sem complicação dominando a nova ortografia
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
 
Guia prático nova ortografia
Guia prático   nova ortografiaGuia prático   nova ortografia
Guia prático nova ortografia
 
Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
 
Reforma ortográfica
Reforma ortográficaReforma ortográfica
Reforma ortográfica
 

Semelhante a Oficina ana

Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)Sonia Beth
 
Reforma ortográfica
Reforma ortográficaReforma ortográfica
Reforma ortográficamfmpafatima
 
Reforma ortográfica e redação técnica
Reforma ortográfica e redação técnicaReforma ortográfica e redação técnica
Reforma ortográfica e redação técnicaMaria Lina
 
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesaApresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesarobioprof
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografiahlemmur
 
Acordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slidesAcordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slideshomago
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01MkrH Uniesp
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01MkrH Uniesp
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01MkrH Uniesp
 
2 novo acordo - sílvia
2 novo acordo - sílvia2 novo acordo - sílvia
2 novo acordo - sílviaSadrak Silva
 
Guia prático nova ortografia pg10
Guia prático   nova ortografia pg10Guia prático   nova ortografia pg10
Guia prático nova ortografia pg10kisb1337
 

Semelhante a Oficina ana (20)

Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
 
Nova Ortografia
Nova OrtografiaNova Ortografia
Nova Ortografia
 
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].pptREFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
 
Reforma ortográfica
Reforma ortográficaReforma ortográfica
Reforma ortográfica
 
Reforma ortográfica e redação técnica
Reforma ortográfica e redação técnicaReforma ortográfica e redação técnica
Reforma ortográfica e redação técnica
 
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesaApresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
 
Acordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slidesAcordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slides
 
Guia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografiaGuia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografia
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
 
Reforma OrtográFica
Reforma OrtográFicaReforma OrtográFica
Reforma OrtográFica
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Reforma ortográfica adalzira
Reforma ortográfica  adalziraReforma ortográfica  adalzira
Reforma ortográfica adalzira
 
2 novo acordo - sílvia
2 novo acordo - sílvia2 novo acordo - sílvia
2 novo acordo - sílvia
 
Natacha
NatachaNatacha
Natacha
 
Guia prático nova ortografia pg10
Guia prático   nova ortografia pg10Guia prático   nova ortografia pg10
Guia prático nova ortografia pg10
 
nova ortografia.pdf
nova ortografia.pdfnova ortografia.pdf
nova ortografia.pdf
 

Mais de Ana Cristina sousa

Uma pobre viúva tinha um único filho
Uma pobre viúva tinha um único filhoUma pobre viúva tinha um único filho
Uma pobre viúva tinha um único filhoAna Cristina sousa
 
Admire As Flores Apenas Admire 1203467086961981 3
Admire As Flores Apenas Admire 1203467086961981 3Admire As Flores Apenas Admire 1203467086961981 3
Admire As Flores Apenas Admire 1203467086961981 3Ana Cristina sousa
 
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02Ana Cristina sousa
 
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02Ana Cristina sousa
 
Teatromodernoingls 090516205005 Phpapp01
Teatromodernoingls 090516205005 Phpapp01Teatromodernoingls 090516205005 Phpapp01
Teatromodernoingls 090516205005 Phpapp01Ana Cristina sousa
 
Ingles Para DocentesPara os professore cursistas
Ingles Para DocentesPara os professore cursistasIngles Para DocentesPara os professore cursistas
Ingles Para DocentesPara os professore cursistasAna Cristina sousa
 

Mais de Ana Cristina sousa (11)

Equipe do-nte
Equipe do-nteEquipe do-nte
Equipe do-nte
 
Uma pobre viúva tinha um único filho
Uma pobre viúva tinha um único filhoUma pobre viúva tinha um único filho
Uma pobre viúva tinha um único filho
 
Admire As Flores Apenas Admire 1203467086961981 3
Admire As Flores Apenas Admire 1203467086961981 3Admire As Flores Apenas Admire 1203467086961981 3
Admire As Flores Apenas Admire 1203467086961981 3
 
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02
 
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02
Poesiamodernainglesa 090516190151 Phpapp02
 
Teatromodernoingls 090516205005 Phpapp01
Teatromodernoingls 090516205005 Phpapp01Teatromodernoingls 090516205005 Phpapp01
Teatromodernoingls 090516205005 Phpapp01
 
ApresentaçãO Ea D 2
ApresentaçãO Ea D 2ApresentaçãO Ea D 2
ApresentaçãO Ea D 2
 
Inglês para crianças
Inglês para criançasInglês para crianças
Inglês para crianças
 
Ingles Para DocentesPara os professore cursistas
Ingles Para DocentesPara os professore cursistasIngles Para DocentesPara os professore cursistas
Ingles Para DocentesPara os professore cursistas
 
Slide Anacristina
Slide AnacristinaSlide Anacristina
Slide Anacristina
 
Slide Anacristina
Slide AnacristinaSlide Anacristina
Slide Anacristina
 

Último

04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorCasa Ciências
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergO carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergBrenda Fritz
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxGraycyelleCavalcanti
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfemeio123
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosbiancaborges0906
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 

Último (20)

04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan AhlbergO carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
O carteiro chegou - Janet & Allan Ahlberg
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 

Oficina ana

  • 1. Novas Regras Ortográficas da Língua Portuguesa
  • 2.
  • 3. O novo Acordo Ortográfico busca um consenso, ele não modifica (e nem poderia fazê-lo) nossa forma de falar, mas procura padronizar/unificar a escrita da língua portuguesa, ou seja, mudanças apenas gráficas nos oito países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa – CPLP: Brasil Portugal Guiné-Bissau São Tomé e Príncipe Angola Moçambique Cabo Verde Timor Leste
  • 5.
  • 6. simplicidade de ensino e aprendizagem;
  • 7. unificação de todos os países de língua oficial portuguesa;
  • 8. fortalecimento da cooperação educacional dos países da CPLP (o português pode se tornar um dos idiomas oficiais da ONU);
  • 9.
  • 10. 1971 –Mudam alguns acentos gráficos (êle/ele; sòmente/somente; sôbre/sobre; sózinho/sozinho...).
  • 11. 1990 – Celebrado o Acordo que foi assinado pelos sete países lusófonos – CPLP. Unificação da ortografia portuguesa, que, para entrar em vigor, cada país deverá ratificar.
  • 12. 2008 – Em 29 de setembro, foi assinado pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva o Decreto 6.586 que promulga o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990.
  • 13. 2009 – Entrou em vigor em 1º de janeiro de 2009 a nova ortografia da Língua Portuguesa aprovada em 1990.
  • 14.
  • 15.
  • 16. Sentido político do Acordo: o grande objetivo do Acordo é unificar a ortografia de Língua Portuguesa.
  • 18. Facilitar o processo de intercâmbio cultural e científico entre as nações;
  • 19.
  • 20.
  • 21. 1) Inclusão e letras no ALFABETO O alfabeto passa a ter 26 letras: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z. AntesAs letras “k”, “w” e “y” não eram consideradas integrantes do alfabeto AgoraEssas letras serão usadas em unidades de medida, nomes próprios, palavras estrangeiras e outras palavras em geral. Exemplos: km, kg, watt, playground, William, Kafka, kafkiano.
  • 23. Não se usa mais o trema (sinal colocado sobre a letra upara indicar que ela deve ser pronunciada nos grupos gue, gui, que, qui). Não existirá mais o trema na língua portuguesa. Será mantido apenas em casos de nomes estrangeiros. Exemplo: Müller, mülleriano.AntesAgüentar, conseqüência, cinqüenta, freqüência, tranqüilo, lingüiça, bilíngüe.DepoisAguentar, consequência, cinquenta, frequência, tranquilo, linguiça, bilíngue.
  • 24.
  • 25. Acentuação – ditongos “ei” e “oi”Os ditongos abertos “ei” e “oi” não serão mais acentuados em palavras paroxítonas Antes Assembléia platéia Coréia bóia, paranóia paranóico Depois Assembleia plateia ideia boia paranoia, apoio paranoico Obs: Nos ditongos abertos de palavras oxítonas terminadas em éi, éu e ói e monossílabas o acento continua: herói, constrói, dói, anéis, papéis, troféu, céu, chapéu.he-róis, a-néis, gi-ras-sóis
  • 26.
  • 27. Hiato
  • 28. Acentuação – “i” e “u” formando hiato Antesbaiúca boiúna feiúra feiúme bocaiúva Depoisbaiuca boiuna feiura feiume Bocaiuva. Obs 1: Se a palavra for oxítona e o “i” ou “u” estiverem em posição final o acento permanece: tuiuiú, Piauí.Obs 2: Nos demais “i” e “u” tônicos, formando hiato, o acento continua. Exemplo: saúde, saída, gaúcho,-sa-ú-de, ga-ú-cho
  • 29. Nova regraOs hiatos “oo” e “ee” não serão mais acentuados Antes enjôo Vôo perdôo abençôo povôo crêem dêem, lêem, vêem, relêem Depois enjoo voo Perdoo abençoo povoo creem, deem, leem, veem, releem enjôoen.jô.o
  • 30. Palavras homônimasNão existirá mais o acento diferencial em palavras homônimas (grafia igual, som e sentido diferentes) Não se usa mais o acento que diferenciava os pares Mas você não para quieto!! A mãe pela o bebê para dar-lhe banho. Meu gato está perdendo pelo. Polo Sul. AntesPára/para, péla/pela, pêlo/pelo, pêra/pera, pólo/polo Depoispara, pela, pelo, pera, polo
  • 31. Palavras homônimas Obs 1: O acento diferencial ainda permanece no verbo poder (pôde, quando usado no passado) e no verbo pôr (para diferenciar da preposição por). Ontem, ele não pôdesair mais cedo, mas hoje ele pode. Vou pôr o livro na estante que foi feita por mim. Obs 2: É facultativo o uso do acento circunflexo para diferenciar as palavras forma/fôrma. Em alguns casos, o uso do acento deixa a frase mais clara. Exemplo: Qual é a forma da fôrma do bolo?
  • 32.
  • 33. ARGUIR E REDARGUIR e)Não se usa mais o acento agudo no utônico das formas do presente do indicativo dos verbos arguire redarguir: (tu) arguis ANTES (ele) argui argúi (eles) arguemargúem Tu arguis muito bem em tuas manifestações. Professores com doutorado arguem em bancas de defesa de teses.
  • 34. Mudanças nas regras de acentuação
  • 35. Vejamos: Se forem pronunciadas com a ou i tônicos, essas formas devem ser acentuadasverbo enxaguar:enxáguo, enxáguas, enxágua, enxáguam; enxágue, enxágues, enxáguem.verbo averiguar:averíguo, averíguas, averígua, averíguam; averígue, averígues, averíguem. Se forem pronunciadas com u tônico, essas formas deixam de ser acentuadas. verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas, enxagua, enxaguam; enxague, enxagues, enxaguem. verbo averiguar: averiguo, averiguas, averigua, averiguam; averigue, averigues, averiguem.
  • 36. As observações a seguir referem-se ao uso do hífen em palavras formadas por prefixos ou por elementos que podem funcionar como prefixos, como: aero agro além ante anti aquém arqui auto circum co contra eletro entre ex extra geo hidro hiper infra inter intra macro micro mini multi neo pan pluri proto pós pré pró pseudo retro semi sobre sub super supra tele ultra vice
  • 37. O hífen não será mais utilizado em prefixos terminados em vogal seguida de palavras iniciadas com “r” ou “s”. Nesse caso, essas letras deverão ser duplicadas Antes ante-sala auto-retrato anti-social anti-rugas arqui-rival auto-regulamentação auto-sugestão contra-senso Depois antessala autorretrato, antissocial antirrugas arquirrivalautorregulamentação autossugestão contrassenso .
  • 38. Hífen – mesma vogalNova RegraO hífen será utilizado quando o prefixo terminar com uma vogal e a segunda palavra começar com a mesma vogal. Antes antiibérico antiinflamatório antiinflacionário Antiimperialista Arquiinimigo arquiirmandade microondas microônibus Depois anti-ibérico anti-inflamatório anti-inflacionário anti-imperialista arqui-inimigo arqui-irmandade micro-ondas micro-ônibus.
  • 39. Hífen – vogais diferentesO hífen não será utilizado quando o prefixo terminar em vogal diferente da que inicia a segunda palavra Antes auto-afirmação auto-ajuda auto-escola contra-exemplo contra-indicação Depois autoafirmação autoajuda autoescola contraexemplo contraindicação Obs: A regra não se encaixa quando a palavra seguinte iniciar por h: anti-herói, anti-higiênico, extra-humano, semi-herbáceo.
  • 40. Quando o prefixo termina por consoante, usa-se o hífen se o segundo elemento começar pela mesma consoante. inter + racial  inter-racial hiper + resistente  hiper-resistente super-romântico super + romântico  sub-bibliotecário sub + bibliotecário  Nos demais casos, NÃO se usa o hífen: Atenção hiper + mercado  hipermercado inter + municipal  intermunicipal super + interessante  superinteressante
  • 41. Empalavras com prefixosCIRCUM, PAN + Vogal, M, N,usa-se hífen. circum + adjacente  circum-adjacente circum + navegação  circum-navegação pan-americano pan + americano  pan-europeu pan + europeu 
  • 42. Empalavras com prefixosCIRCUM, PAN + Vogal, M, N,usa-se hífen. circum + adjacente  circum-adjacente circum + navegação  circum-navegação pan-americano pan + americano  pan-europeu pan + europeu 
  • 43. Palavras com pseudoprefixos: RECÉM,ALÉM,AQUÉM,SEM,PÓS,PRÉ,EX,VICE,usa-se sempre hífen. sem-terra recém-nascido sem-vergonha vice-presidente pré-datado pós-graduado ex-presidente recém-casados pré-vestibular
  • 44. Em palavras com advérbiosBEMeMAL+VOGALouH,usa-se hífen. bem-estar mal-estar bem-aventurado mal-aventurado bem-humorado mal-humorado
  • 45. Usa-se HÍFEN para ligar o advérbio NÃOa um substantivo, quando ele funciona como verdadeiro prefixo (=in-)‏ não-comparecimento não-presença não-pagamento
  • 46. Para clareza gráfica, se no final da linha a partição de uma palavra ou combinação de palavras coincidir com o hífen, ele deve ser repetido na linha seguinte. ex-marido Aqui perto, numa cidade vizinha, conta- -se que havia um prefeito. A diretora recebeu em sua sala os ex- -alunos.
  • 47. MAIÚSCULAS Nomes Próprios  Brasil, Pedro, Academia de Letras Instituições  Instituto Nacional de Previdência Social Festas, Festividades  Natal, Páscoa, Festa da Uva Pontos Cardeais o Norte (por o Norte do Brasil), “empregados absolutamente” o Nordeste, o Ocidente. Periódicos Correio do Povo, Veja, Jornal do Brasil
  • 48. Escrevem-se opcionalmente com iniciais maiúsculas Logradouros Públicos rua da Consolação ou Rua da Consolação avenida Brasil ou Avenida Brasil Templos, Edifícios igreja da Penha ou Igreja da Penha palácio da Polícia ou Palácio da Polícia Reverência, Cargos, Funções Religiosas senhor doutor Quincas ou Senhor Doutor Quincas bacharel Mauro ou Bacharel Mauro santo Onofre ou Santo Onofre Disciplinas, Cursos, Domínio do Saber língua portuguesa ou Língua Portuguesa curso de letras ou Curso de Letras física quântica ou Física Quântica
  • 49. MINÚSCULAS Nomes Comuns em Geral  casa, livro, edifício, guarda-chuva ... Nomes das Estações do Ano, primavera, verão, fevereiro dos Meses e Dias da Semana junho, domingo ... Pontos Cardeais norte, sul, leste, oeste
  • 50. VOLP Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa http://www.academia.org.br/abl
  • 51.
  • 52. INSTITUTO ANTÔNIO HOUAISS. Escrevendo pela nova ortografia: como usar as regras do novo Acordo Ortográfico da língua portuguesa. São Paulo: Publifolha, 2008.
  • 53. LEDUR, Paulo Flávio. Guia prático da nova ortografia: as mudanças do acordo ortográfico. Porto Alegre: Age, 2008.
  • 54. SACCONI, Luiz Antonio. Nossa gramática completa Sacconi: teoria e prática. São Paulo: Nova Geração, 2008.
  • 55. SILVA, Maurício (Org.). Ortografia da língua portuguesa: história, discurso e representações. São paulo: Contexto, 2009.
  • 56. SÓ PORTUGUÊS. Reforma Ortográfica. Disponível em: http://www.soportugues.com.br/secoes/acordo_ortografico/acordo_ortografico5.php, acessado em abr. 2009.
  • 57.
  • 58. “Não há vida sem correção, sem retificação.” Paulo Freire Obrigado pela atenção.