SlideShare uma empresa Scribd logo
PROJETO AMBIENTAL EM DEFESA DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL  NO MUNICÍPIO DE DOURADOS “ S.O.S Nascentes do Córrego da Lagoa”
ESCOLA ESTADUAL FLORIANO VIEGAS MACHADO COORDENADORES DO PROJETO : Professores: Enio Ribeiro de Oliveira (Geografia) SONOPLASTIA E IMAGENS E PAINEL: Zélia PESQUISA DE CAMPO: Márcia Dramatização: Rosana Direção, Coordenação Pedagógica e demais professores
CARACTERÍSTICAS DO PROJETO: 03 anos (2009, 2010 e 2011); Realização: comunidade escolar do Viegas, com a responsabilidade maior cabendo aos alunos das turmas do 1º ano colegial e professores; Constituição de um movimento ambientalista permanente sob a responsabilidade da Escola Viegas.
A comunidade escolar do Viegas está desafiada a pensar coletivamente a contribuição que pode dar para que governantes e a sociedade preservem as áreas ambientais já previstas; a lutar pela criação de outras áreas ambientais;  orientar todo o seu fazer pedagógico na busca de um modelo de desenvolvimento economicamente e ecologicamente corretos .
Uma ação multidisciplinar. Os conteúdos curriculares devem ser trabalhados de forma a conscientizar a comunidade escolar de que a apropriação e produção do conhecimento ocorram buscando modelos de desenvolvimento sustentáveis.
Encaminhamentos: Relacionar todas as áreas ambientais existentes em Dourados, sendo que uma delas deverá ser escolhida para uma pesquisa “in locu” Fazer um tour à todas áreas remanescentes da cidade;
a realização deste trabalho tem o intuito de demonstrar que o município que respeita o meio ambiente tem maior facilidade para atrair investidores; elevar a auto-estima do cidadão; garantir qualidade de vida; projetar positivamente a imagem do município nos cenários nacional internacional; captar recursos para colocar em prática um modelo de desenvolvimento auto-sustentável e ecologicamente correto .
publicar na forma de artigos os resultados obtidos a partir dos estudos realizados;  Buscar patrocinadores para custear as despesas com publicações de materiais audiovisuais e revista;
Os alunos dos 1º anos do ensino médio serão, juntamente com os profissionais da educação, os realizadores do projeto;
aplicação de um questionário junto aos moradores, cujos quarteirões, chácaras ou sítios, fazem limite com a área ambiental a ser estudada. Este questionário diagnosticará benefícios e prejuízos, segundo a opinião dos moradores residentes nas proximidades da área ambiental a ser estudada;
realizar leituras de experiências já levadas a cabo no Brasil sobre as áreas ambientais . procurar o setor de habitação municipal para ter conhecimento das políticas públicas  habitacionais e se estas estão compatibilizadas com a preservação ambiental.
Para atingir aos objetivos propostos deverá ser feita na escola , especialmente das turmas de 1º ano do ensino médio, estudos e reflexões sobre os seguintes temas:
Temas modelo de desenvolvimento econômico dominante no Brasil e no mundo; valores morais e éticos que presidiram o modelo de desenvolvimento econômico brasileiro; matriz energética brasileira; os ecossistemas existentes em Mato Grosso do Sul; as práticas preservacionistas adotadas em Dourados; a relação da sociedade brasileira com o meio ambiente;
- compreender como o Brasil está inserido na economia mundial; - saber quais os valores morais, éticos e filosóficos que inspiraram as políticas públicas na definição da matriz energética brasileira; - estudar como é exercido o poder econômico e político em Dourados e região;
estudar quais os valores morais, éticos e filosóficos que referenciaram o modelo de desenvolvimento econômico douradense; - estudar os movimentos ambientalistas que existem em Dourados; - a qualidade de vida em Dourados e região.
as políticas públicas a serem adotadas para a construção de conjuntos habitacionais em Dourados.
Procedimentos:   aulas; Visitas; debates, palestras, seminários; exibição de documentários; confecção de cartazes;
produção de textos e artigos a serem veiculados na imprensa falada, escrita, televisiva e virtual; apresentações culturais (corais, grupos teatrais, poesias, músicas, repentes,etc.) versando sobre os eixos temáticos listados; produção de documentários audiovisuais, revistas,livros, etc;
estimular diferentes formas de expressão (produção de textos, desenhos, charges, poesias, composições musicais, artigos, etc.) pela comunidade escolar relativas ao projeto.
criação de uma revista eletrônica no Viegas para a veiculação das diversas ações do projeto; edição de uma revista e um documentário audiovisual no mês de dezembro de todo o trabalho sobre o projeto pela Escola em 2009.
Recursos: Materiais: televisão, filmadora, DVD, computador, máquina fotográfica digital, biblioteca, cartolina, mural, papel sulfite, data-show, violão,viola,sanfona, xerocopiadora, ônibus;
Humanos: professores, alunos, funcionários administrativos, coordenadores pedagógicos, palestrantes das universidades locais, Sanesul,EMBRAPA, Prefeitura Municipal de Dourados. Serviços: Internet.
Avaliação: Aplicação de questionários em diferentes fases do projeto junto aos moradores da área estudada. O objetivo: visualização de atitudes adotadas pelos mesmos em decorrência da realização do projeto e que  contribuam para as práticas preservacionistas do meio ambiente;
Participação dos moradores nas diversas atividades desenvolvidas (questionários, palestras, lutas visando a proteção permanente da área;
Avaliação interna Produção de textos para jornais e revistas; Criação de charges, desenhos, poesias; Composições musicais; Apresentações culturais ;
CRONOGRAMA E EXECUAÇÃO: Lançamento solene do Projeto (05/06/2009 – período noturno);
Junho, Julho, Agosto modelo de desenvolvimento econômico dominante no Brasil e no mundo; - compreender como o Brasil está inserido na economia mundial; valores morais e éticos que presidiram o modelo de desenvolvimento econômico brasileiro; realização de leituras sobre práticas de preservação ambiental no Brasil;
aplicação do questionário junto aos moradores da área ambiental escolhida para o estudo; fotografar e filmar área ambiental alvo do estudo;
- Estudo das políticas públicas para matriz energética no Brasil; os ecossistemas existentes em Mato Grosso do Sul;
Setembro estudar o poder político e econômico em Dourados; estudar os movimentos ambientalistas e as práticas preservancionistas em Dourados;
Outubro e Novembro -  estudar quais os valores morais, éticos e filosóficos que referenciaram o modelo de desenvolvimento econômico douradense; refletir sobre as políticas públicas de construção de conjuntos habitacionais em Dourados;
Produção de um documentário (revista e  audiovisual) das conclusões feitas desta pesquisa; Realização de um grande evento no POLEM da Escola Municipal Clarice Bastos Rosa para apresentação à população da Cabeceira Alegre dos resultados  da pesquisa;
DEZEMBRO Apresentação e entrega da revista  as autoridades constituídas (poder executivo, judiciário e legislativo.
Público Alvo: Direto: alunos dos 1ª anos do ensino médio da Escola Viegas; População residente nas proximidades da reservas ambientais da Cabeceira Alegre; Indireto: comunidade escolar do Viegas,
EM 2010  e 2011, novo planejamento do desenvolvimento deste projeto deverá ser feito, tendo em vista que ele tem prazo previsto para ser executado em três anos.
autoridades pertencentes aos três poderes (executivo, judiciário, legislativo), lideranças (comunitárias, religiosas, sindicais, estudantis) ONGs e a sociedade douradense de maneira geral.
PARCERIAS: Empresa de Energia Elétrica de Mato Grosso do Sul (ENERSUL); Secretaria Estadual de Educação; PETROBRAS
CUSTOS: Frete de ÔNIBUS R$: 1.500,00; Computador completo:R$ 2.500,00; Internet e revista eletrônica: R$ 1.000,00; Máquina fotográfica: R$ 500,00; Filmadora :R$ 1.000,00; Data Show; R$ 8.000,00;
Papel Sulfite: R$ 100,00; Panfletos: R$ 1.000,00; Edição de 1000 livros: R$ 20.000,00; Vestimenta do coral: R$ 1.000,00; CD-ROM: R$ 100,00
Estabelecer Comissões: Cultura: Conselho Editorial: Patrocínio: Revista Eletrônica: Questionário: Visitas:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula Educação ambiental 1
Aula Educação ambiental 1Aula Educação ambiental 1
Aula Educação ambiental 1
henrique-182
 
Boa esperança.santa rita meio ambiente 1.ppt
Boa esperança.santa rita meio ambiente 1.pptBoa esperança.santa rita meio ambiente 1.ppt
Boa esperança.santa rita meio ambiente 1.ppt
temastransversais
 
Conferencia na escola iv conferência nacional infantojuvenil pelo meio ambiente
Conferencia na escola iv conferência nacional infantojuvenil pelo meio ambienteConferencia na escola iv conferência nacional infantojuvenil pelo meio ambiente
Conferencia na escola iv conferência nacional infantojuvenil pelo meio ambiente
Ricardo Ferrao
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
fflm
 
Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidade
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
Jane Mary Lima Castro
 
BICASTIRADENTES_MEIOAMBIENTE
BICASTIRADENTES_MEIOAMBIENTEBICASTIRADENTES_MEIOAMBIENTE
BICASTIRADENTES_MEIOAMBIENTE
temastransversais
 
1 educação ambiental parte 1
1 educação ambiental parte 11 educação ambiental parte 1
1 educação ambiental parte 1
Cristiane Taveira
 
Apresentacao escola sustentavel
Apresentacao escola sustentavelApresentacao escola sustentavel
Apresentacao escola sustentavel
Ricardo Ferrao
 
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
christianceapcursos
 
Apresentação - PROJEAM 2016/2
Apresentação - PROJEAM 2016/2Apresentação - PROJEAM 2016/2
Apresentação - PROJEAM 2016/2
🔵 Francivaldo Franco C. Júnior
 
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTAL
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTALDIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTAL
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTAL
Joel Soares
 
Plano de ação lauro barreira
Plano de ação   lauro barreiraPlano de ação   lauro barreira
Plano de ação lauro barreira
flaviaescola
 
Escolas sustentáveis construindo o futuro da educação
Escolas sustentáveis   construindo o futuro da educaçãoEscolas sustentáveis   construindo o futuro da educação
Escolas sustentáveis construindo o futuro da educação
Francisco Romanelli
 
A importancia da educação ambiental nas empresas
A importancia da educação ambiental nas empresasA importancia da educação ambiental nas empresas
A importancia da educação ambiental nas empresas
Adriane Martins da Silva
 
Percurso encontro 5
Percurso encontro 5Percurso encontro 5
Percurso encontro 5
bbetocosta77
 
Resíduos sólidos
Resíduos sólidosResíduos sólidos
Resíduos sólidos
Sara Santos
 
Meio ambiente, sociedade e educação
Meio ambiente, sociedade e educaçãoMeio ambiente, sociedade e educação
Meio ambiente, sociedade e educação
Gregorio Leal da Silva
 

Mais procurados (18)

Aula Educação ambiental 1
Aula Educação ambiental 1Aula Educação ambiental 1
Aula Educação ambiental 1
 
Boa esperança.santa rita meio ambiente 1.ppt
Boa esperança.santa rita meio ambiente 1.pptBoa esperança.santa rita meio ambiente 1.ppt
Boa esperança.santa rita meio ambiente 1.ppt
 
Conferencia na escola iv conferência nacional infantojuvenil pelo meio ambiente
Conferencia na escola iv conferência nacional infantojuvenil pelo meio ambienteConferencia na escola iv conferência nacional infantojuvenil pelo meio ambiente
Conferencia na escola iv conferência nacional infantojuvenil pelo meio ambiente
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
Educação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidadeEducação ambiental e sustentabilidade
Educação ambiental e sustentabilidade
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
BICASTIRADENTES_MEIOAMBIENTE
BICASTIRADENTES_MEIOAMBIENTEBICASTIRADENTES_MEIOAMBIENTE
BICASTIRADENTES_MEIOAMBIENTE
 
1 educação ambiental parte 1
1 educação ambiental parte 11 educação ambiental parte 1
1 educação ambiental parte 1
 
Apresentacao escola sustentavel
Apresentacao escola sustentavelApresentacao escola sustentavel
Apresentacao escola sustentavel
 
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
 
Apresentação - PROJEAM 2016/2
Apresentação - PROJEAM 2016/2Apresentação - PROJEAM 2016/2
Apresentação - PROJEAM 2016/2
 
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTAL
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTALDIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTAL
DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO AMBIENTAL
 
Plano de ação lauro barreira
Plano de ação   lauro barreiraPlano de ação   lauro barreira
Plano de ação lauro barreira
 
Escolas sustentáveis construindo o futuro da educação
Escolas sustentáveis   construindo o futuro da educaçãoEscolas sustentáveis   construindo o futuro da educação
Escolas sustentáveis construindo o futuro da educação
 
A importancia da educação ambiental nas empresas
A importancia da educação ambiental nas empresasA importancia da educação ambiental nas empresas
A importancia da educação ambiental nas empresas
 
Percurso encontro 5
Percurso encontro 5Percurso encontro 5
Percurso encontro 5
 
Resíduos sólidos
Resíduos sólidosResíduos sólidos
Resíduos sólidos
 
Meio ambiente, sociedade e educação
Meio ambiente, sociedade e educaçãoMeio ambiente, sociedade e educação
Meio ambiente, sociedade e educação
 

Destaque

Aula #004 A Bíblia [2011]
Aula #004   A Bíblia [2011]Aula #004   A Bíblia [2011]
Aula #004 A Bíblia [2011]
TH
 
Pedro das malasartes picoto ppt
Pedro das malasartes   picoto pptPedro das malasartes   picoto ppt
Pedro das malasartes picoto ppt
Virgínia Ferreira
 
O impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor - FMR
O impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor - FMRO impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor - FMR
O impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor - FMR
Paulo Milreu
 
Sopa De Pedras[1]
Sopa De Pedras[1]Sopa De Pedras[1]
Sopa De Pedras[1]
vanusavalerio
 
Atv4marcia
Atv4marciaAtv4marcia
As aventuras de pedro malasartes II
As aventuras de pedro malasartes IIAs aventuras de pedro malasartes II
As aventuras de pedro malasartes II
Maria Aparecida de Almeida
 
Arte de contar histórias
Arte de contar históriasArte de contar histórias
Arte de contar histórias
keillans
 
Pedro malasarte e o fazendeiro
Pedro malasarte e o fazendeiroPedro malasarte e o fazendeiro
Pedro malasarte e o fazendeiro
Maria Aparecida de Almeida
 
Leónia devora os livros[1]
Leónia devora os livros[1]Leónia devora os livros[1]
Leónia devora os livros[1]
Li Tagarelinhas
 
Plano de aula com gibis
Plano de aula com gibisPlano de aula com gibis
Plano de aula com gibis
RaquelUFOP
 
Contos na educação infantil
Contos na educação infantilContos na educação infantil
Contos na educação infantil
Rosângela Gonçalves
 
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramentoLiteratura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Ana Lúcia Hennemann
 
Literatura Infantil Slides
Literatura Infantil   SlidesLiteratura Infantil   Slides
Literatura Infantil Slides
estercotrim
 
Folclore
FolcloreFolclore
Folclore
andreadc
 
[PT] trendwatching.com’s EMPATHETIC PRICING
[PT] trendwatching.com’s EMPATHETIC PRICING[PT] trendwatching.com’s EMPATHETIC PRICING
[PT] trendwatching.com’s EMPATHETIC PRICING
TrendWatching
 
Quem soltou o Pum (Livro adaptado em fonte ampliada para alunos baixa visão)
Quem soltou o Pum (Livro adaptado em fonte ampliada para alunos baixa visão)Quem soltou o Pum (Livro adaptado em fonte ampliada para alunos baixa visão)
Quem soltou o Pum (Livro adaptado em fonte ampliada para alunos baixa visão)
Isa ...
 

Destaque (16)

Aula #004 A Bíblia [2011]
Aula #004   A Bíblia [2011]Aula #004   A Bíblia [2011]
Aula #004 A Bíblia [2011]
 
Pedro das malasartes picoto ppt
Pedro das malasartes   picoto pptPedro das malasartes   picoto ppt
Pedro das malasartes picoto ppt
 
O impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor - FMR
O impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor - FMRO impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor - FMR
O impacto das novas mídias digitais no comportamento do consumidor - FMR
 
Sopa De Pedras[1]
Sopa De Pedras[1]Sopa De Pedras[1]
Sopa De Pedras[1]
 
Atv4marcia
Atv4marciaAtv4marcia
Atv4marcia
 
As aventuras de pedro malasartes II
As aventuras de pedro malasartes IIAs aventuras de pedro malasartes II
As aventuras de pedro malasartes II
 
Arte de contar histórias
Arte de contar históriasArte de contar histórias
Arte de contar histórias
 
Pedro malasarte e o fazendeiro
Pedro malasarte e o fazendeiroPedro malasarte e o fazendeiro
Pedro malasarte e o fazendeiro
 
Leónia devora os livros[1]
Leónia devora os livros[1]Leónia devora os livros[1]
Leónia devora os livros[1]
 
Plano de aula com gibis
Plano de aula com gibisPlano de aula com gibis
Plano de aula com gibis
 
Contos na educação infantil
Contos na educação infantilContos na educação infantil
Contos na educação infantil
 
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramentoLiteratura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
 
Literatura Infantil Slides
Literatura Infantil   SlidesLiteratura Infantil   Slides
Literatura Infantil Slides
 
Folclore
FolcloreFolclore
Folclore
 
[PT] trendwatching.com’s EMPATHETIC PRICING
[PT] trendwatching.com’s EMPATHETIC PRICING[PT] trendwatching.com’s EMPATHETIC PRICING
[PT] trendwatching.com’s EMPATHETIC PRICING
 
Quem soltou o Pum (Livro adaptado em fonte ampliada para alunos baixa visão)
Quem soltou o Pum (Livro adaptado em fonte ampliada para alunos baixa visão)Quem soltou o Pum (Livro adaptado em fonte ampliada para alunos baixa visão)
Quem soltou o Pum (Livro adaptado em fonte ampliada para alunos baixa visão)
 

Semelhante a Sobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa

Projeto trânsito na escola ok
Projeto trânsito na escola okProjeto trânsito na escola ok
Projeto trânsito na escola ok
SimoneHelenDrumond
 
PROJETO TRÂNSITO 2012
PROJETO TRÂNSITO 2012PROJETO TRÂNSITO 2012
PROJETO TRÂNSITO 2012
Ðouglas Rocha
 
Projeto ra (1) edvirges
Projeto ra (1) edvirgesProjeto ra (1) edvirges
Projeto ra (1) edvirges
Elena Roque Almeida
 
Projeto ra alunas
Projeto ra alunasProjeto ra alunas
Projeto ra alunas
Elena Roque Almeida
 
Projeto meio ambiente (construção)
Projeto meio ambiente (construção)Projeto meio ambiente (construção)
Projeto meio ambiente (construção)
escola sao francisco de assis
 
I CONFERÊNCIA INFANTO JUVENIL PELO MEIO AMBIENTE DO PAULO FRERE
I CONFERÊNCIA INFANTO JUVENIL PELO MEIO AMBIENTE DO PAULO FREREI CONFERÊNCIA INFANTO JUVENIL PELO MEIO AMBIENTE DO PAULO FRERE
I CONFERÊNCIA INFANTO JUVENIL PELO MEIO AMBIENTE DO PAULO FRERE
Colégio Municipal Paulo Freire
 
Projeto Meio Ambiente
Projeto Meio AmbienteProjeto Meio Ambiente
Projeto Meio Ambiente
Denise Nunes Ramos Antunes
 
Projeto água 2015
Projeto água 2015Projeto água 2015
Projeto água 2015
Claudia Priscila Moraes Agrela
 
Socializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projetoSocializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projeto
Elianacapimdourado
 
Socializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projetoSocializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projeto
Elianacapimdourado
 
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes EspaçosPráticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
petconexoes
 
Carta da Praia Vermelha
Carta da Praia VermelhaCarta da Praia Vermelha
Carta da Praia Vermelha
Geam Ufpa
 
Projeto lixo
Projeto lixoProjeto lixo
Projeto lixo
sergioaugusto38
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
Jesica Hencke
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
Jesica Hencke
 
Moc (1)
Moc (1)Moc (1)
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)
UyaraPortugal
 
Plano de trabalho 2017 geo
Plano de trabalho  2017  geoPlano de trabalho  2017  geo
Plano de trabalho 2017 geo
Flavia Blanco
 
Retrospectiva 2.009
Retrospectiva 2.009Retrospectiva 2.009
Retrospectiva 2.009
Cleide Avila
 
Cristóvão
CristóvãoCristóvão
Cristóvão
Bernardete Motter
 

Semelhante a Sobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa (20)

Projeto trânsito na escola ok
Projeto trânsito na escola okProjeto trânsito na escola ok
Projeto trânsito na escola ok
 
PROJETO TRÂNSITO 2012
PROJETO TRÂNSITO 2012PROJETO TRÂNSITO 2012
PROJETO TRÂNSITO 2012
 
Projeto ra (1) edvirges
Projeto ra (1) edvirgesProjeto ra (1) edvirges
Projeto ra (1) edvirges
 
Projeto ra alunas
Projeto ra alunasProjeto ra alunas
Projeto ra alunas
 
Projeto meio ambiente (construção)
Projeto meio ambiente (construção)Projeto meio ambiente (construção)
Projeto meio ambiente (construção)
 
I CONFERÊNCIA INFANTO JUVENIL PELO MEIO AMBIENTE DO PAULO FRERE
I CONFERÊNCIA INFANTO JUVENIL PELO MEIO AMBIENTE DO PAULO FREREI CONFERÊNCIA INFANTO JUVENIL PELO MEIO AMBIENTE DO PAULO FRERE
I CONFERÊNCIA INFANTO JUVENIL PELO MEIO AMBIENTE DO PAULO FRERE
 
Projeto Meio Ambiente
Projeto Meio AmbienteProjeto Meio Ambiente
Projeto Meio Ambiente
 
Projeto água 2015
Projeto água 2015Projeto água 2015
Projeto água 2015
 
Socializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projetoSocializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projeto
 
Socializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projetoSocializando experiencia com projeto
Socializando experiencia com projeto
 
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes EspaçosPráticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
Práticas e Saberes Populares Interações com Diferentes Espaços
 
Carta da Praia Vermelha
Carta da Praia VermelhaCarta da Praia Vermelha
Carta da Praia Vermelha
 
Projeto lixo
Projeto lixoProjeto lixo
Projeto lixo
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Moc (1)
Moc (1)Moc (1)
Moc (1)
 
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)
 
Plano de trabalho 2017 geo
Plano de trabalho  2017  geoPlano de trabalho  2017  geo
Plano de trabalho 2017 geo
 
Retrospectiva 2.009
Retrospectiva 2.009Retrospectiva 2.009
Retrospectiva 2.009
 
Cristóvão
CristóvãoCristóvão
Cristóvão
 

Mais de Projeto S.O.S Córrego da Lagoa

Projeto SOS Nascentes 3°E 2009
Projeto SOS Nascentes 3°E 2009Projeto SOS Nascentes 3°E 2009
Projeto SOS Nascentes 3°E 2009
Projeto S.O.S Córrego da Lagoa
 
Livro
LivroLivro
Questiionario
QuestiionarioQuestiionario
S O S CóRrego Da Lagoa
S O S CóRrego Da LagoaS O S CóRrego Da Lagoa
S O S CóRrego Da Lagoa
Projeto S.O.S Córrego da Lagoa
 
Sobre o projeto SoS Córrego da LAgoa
Sobre o projeto SoS Córrego da LAgoaSobre o projeto SoS Córrego da LAgoa
Sobre o projeto SoS Córrego da LAgoa
Projeto S.O.S Córrego da Lagoa
 
Sobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
Sobre o Projeto SoS Córrego da LagoaSobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
Sobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
Projeto S.O.S Córrego da Lagoa
 
Ambiental 3
Ambiental 3Ambiental 3

Mais de Projeto S.O.S Córrego da Lagoa (7)

Projeto SOS Nascentes 3°E 2009
Projeto SOS Nascentes 3°E 2009Projeto SOS Nascentes 3°E 2009
Projeto SOS Nascentes 3°E 2009
 
Livro
LivroLivro
Livro
 
Questiionario
QuestiionarioQuestiionario
Questiionario
 
S O S CóRrego Da Lagoa
S O S CóRrego Da LagoaS O S CóRrego Da Lagoa
S O S CóRrego Da Lagoa
 
Sobre o projeto SoS Córrego da LAgoa
Sobre o projeto SoS Córrego da LAgoaSobre o projeto SoS Córrego da LAgoa
Sobre o projeto SoS Córrego da LAgoa
 
Sobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
Sobre o Projeto SoS Córrego da LagoaSobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
Sobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa
 
Ambiental 3
Ambiental 3Ambiental 3
Ambiental 3
 

Último

Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 

Último (20)

FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 

Sobre o Projeto SoS Córrego da Lagoa

  • 1. PROJETO AMBIENTAL EM DEFESA DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL NO MUNICÍPIO DE DOURADOS “ S.O.S Nascentes do Córrego da Lagoa”
  • 2. ESCOLA ESTADUAL FLORIANO VIEGAS MACHADO COORDENADORES DO PROJETO : Professores: Enio Ribeiro de Oliveira (Geografia) SONOPLASTIA E IMAGENS E PAINEL: Zélia PESQUISA DE CAMPO: Márcia Dramatização: Rosana Direção, Coordenação Pedagógica e demais professores
  • 3. CARACTERÍSTICAS DO PROJETO: 03 anos (2009, 2010 e 2011); Realização: comunidade escolar do Viegas, com a responsabilidade maior cabendo aos alunos das turmas do 1º ano colegial e professores; Constituição de um movimento ambientalista permanente sob a responsabilidade da Escola Viegas.
  • 4. A comunidade escolar do Viegas está desafiada a pensar coletivamente a contribuição que pode dar para que governantes e a sociedade preservem as áreas ambientais já previstas; a lutar pela criação de outras áreas ambientais; orientar todo o seu fazer pedagógico na busca de um modelo de desenvolvimento economicamente e ecologicamente corretos .
  • 5. Uma ação multidisciplinar. Os conteúdos curriculares devem ser trabalhados de forma a conscientizar a comunidade escolar de que a apropriação e produção do conhecimento ocorram buscando modelos de desenvolvimento sustentáveis.
  • 6. Encaminhamentos: Relacionar todas as áreas ambientais existentes em Dourados, sendo que uma delas deverá ser escolhida para uma pesquisa “in locu” Fazer um tour à todas áreas remanescentes da cidade;
  • 7. a realização deste trabalho tem o intuito de demonstrar que o município que respeita o meio ambiente tem maior facilidade para atrair investidores; elevar a auto-estima do cidadão; garantir qualidade de vida; projetar positivamente a imagem do município nos cenários nacional internacional; captar recursos para colocar em prática um modelo de desenvolvimento auto-sustentável e ecologicamente correto .
  • 8. publicar na forma de artigos os resultados obtidos a partir dos estudos realizados; Buscar patrocinadores para custear as despesas com publicações de materiais audiovisuais e revista;
  • 9. Os alunos dos 1º anos do ensino médio serão, juntamente com os profissionais da educação, os realizadores do projeto;
  • 10. aplicação de um questionário junto aos moradores, cujos quarteirões, chácaras ou sítios, fazem limite com a área ambiental a ser estudada. Este questionário diagnosticará benefícios e prejuízos, segundo a opinião dos moradores residentes nas proximidades da área ambiental a ser estudada;
  • 11. realizar leituras de experiências já levadas a cabo no Brasil sobre as áreas ambientais . procurar o setor de habitação municipal para ter conhecimento das políticas públicas habitacionais e se estas estão compatibilizadas com a preservação ambiental.
  • 12. Para atingir aos objetivos propostos deverá ser feita na escola , especialmente das turmas de 1º ano do ensino médio, estudos e reflexões sobre os seguintes temas:
  • 13. Temas modelo de desenvolvimento econômico dominante no Brasil e no mundo; valores morais e éticos que presidiram o modelo de desenvolvimento econômico brasileiro; matriz energética brasileira; os ecossistemas existentes em Mato Grosso do Sul; as práticas preservacionistas adotadas em Dourados; a relação da sociedade brasileira com o meio ambiente;
  • 14. - compreender como o Brasil está inserido na economia mundial; - saber quais os valores morais, éticos e filosóficos que inspiraram as políticas públicas na definição da matriz energética brasileira; - estudar como é exercido o poder econômico e político em Dourados e região;
  • 15. estudar quais os valores morais, éticos e filosóficos que referenciaram o modelo de desenvolvimento econômico douradense; - estudar os movimentos ambientalistas que existem em Dourados; - a qualidade de vida em Dourados e região.
  • 16. as políticas públicas a serem adotadas para a construção de conjuntos habitacionais em Dourados.
  • 17. Procedimentos: aulas; Visitas; debates, palestras, seminários; exibição de documentários; confecção de cartazes;
  • 18. produção de textos e artigos a serem veiculados na imprensa falada, escrita, televisiva e virtual; apresentações culturais (corais, grupos teatrais, poesias, músicas, repentes,etc.) versando sobre os eixos temáticos listados; produção de documentários audiovisuais, revistas,livros, etc;
  • 19. estimular diferentes formas de expressão (produção de textos, desenhos, charges, poesias, composições musicais, artigos, etc.) pela comunidade escolar relativas ao projeto.
  • 20. criação de uma revista eletrônica no Viegas para a veiculação das diversas ações do projeto; edição de uma revista e um documentário audiovisual no mês de dezembro de todo o trabalho sobre o projeto pela Escola em 2009.
  • 21. Recursos: Materiais: televisão, filmadora, DVD, computador, máquina fotográfica digital, biblioteca, cartolina, mural, papel sulfite, data-show, violão,viola,sanfona, xerocopiadora, ônibus;
  • 22. Humanos: professores, alunos, funcionários administrativos, coordenadores pedagógicos, palestrantes das universidades locais, Sanesul,EMBRAPA, Prefeitura Municipal de Dourados. Serviços: Internet.
  • 23. Avaliação: Aplicação de questionários em diferentes fases do projeto junto aos moradores da área estudada. O objetivo: visualização de atitudes adotadas pelos mesmos em decorrência da realização do projeto e que contribuam para as práticas preservacionistas do meio ambiente;
  • 24. Participação dos moradores nas diversas atividades desenvolvidas (questionários, palestras, lutas visando a proteção permanente da área;
  • 25. Avaliação interna Produção de textos para jornais e revistas; Criação de charges, desenhos, poesias; Composições musicais; Apresentações culturais ;
  • 26. CRONOGRAMA E EXECUAÇÃO: Lançamento solene do Projeto (05/06/2009 – período noturno);
  • 27. Junho, Julho, Agosto modelo de desenvolvimento econômico dominante no Brasil e no mundo; - compreender como o Brasil está inserido na economia mundial; valores morais e éticos que presidiram o modelo de desenvolvimento econômico brasileiro; realização de leituras sobre práticas de preservação ambiental no Brasil;
  • 28. aplicação do questionário junto aos moradores da área ambiental escolhida para o estudo; fotografar e filmar área ambiental alvo do estudo;
  • 29. - Estudo das políticas públicas para matriz energética no Brasil; os ecossistemas existentes em Mato Grosso do Sul;
  • 30. Setembro estudar o poder político e econômico em Dourados; estudar os movimentos ambientalistas e as práticas preservancionistas em Dourados;
  • 31. Outubro e Novembro - estudar quais os valores morais, éticos e filosóficos que referenciaram o modelo de desenvolvimento econômico douradense; refletir sobre as políticas públicas de construção de conjuntos habitacionais em Dourados;
  • 32. Produção de um documentário (revista e audiovisual) das conclusões feitas desta pesquisa; Realização de um grande evento no POLEM da Escola Municipal Clarice Bastos Rosa para apresentação à população da Cabeceira Alegre dos resultados da pesquisa;
  • 33. DEZEMBRO Apresentação e entrega da revista as autoridades constituídas (poder executivo, judiciário e legislativo.
  • 34. Público Alvo: Direto: alunos dos 1ª anos do ensino médio da Escola Viegas; População residente nas proximidades da reservas ambientais da Cabeceira Alegre; Indireto: comunidade escolar do Viegas,
  • 35. EM 2010 e 2011, novo planejamento do desenvolvimento deste projeto deverá ser feito, tendo em vista que ele tem prazo previsto para ser executado em três anos.
  • 36. autoridades pertencentes aos três poderes (executivo, judiciário, legislativo), lideranças (comunitárias, religiosas, sindicais, estudantis) ONGs e a sociedade douradense de maneira geral.
  • 37. PARCERIAS: Empresa de Energia Elétrica de Mato Grosso do Sul (ENERSUL); Secretaria Estadual de Educação; PETROBRAS
  • 38. CUSTOS: Frete de ÔNIBUS R$: 1.500,00; Computador completo:R$ 2.500,00; Internet e revista eletrônica: R$ 1.000,00; Máquina fotográfica: R$ 500,00; Filmadora :R$ 1.000,00; Data Show; R$ 8.000,00;
  • 39. Papel Sulfite: R$ 100,00; Panfletos: R$ 1.000,00; Edição de 1000 livros: R$ 20.000,00; Vestimenta do coral: R$ 1.000,00; CD-ROM: R$ 100,00
  • 40. Estabelecer Comissões: Cultura: Conselho Editorial: Patrocínio: Revista Eletrônica: Questionário: Visitas: