Projeto lixo

9.133 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.133
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
53
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto lixo

  1. 1. - O LIXO - UM GRANDE PROBLEMA DA ATUALIDADE:Nesse mês de maio iremos trabalhar com o tema "O LIXO" uma problemática da atualidade,que perpassa por uma educação ambiental. Aos professores da rede pública e seguidores quese interessar pelo tema acesse com frequencia e veja as novidade, atividades, vídeos edinâmicas sugeridas para o tema. Segue abaixo o projeto.JUSTIFICATIVA:Os parâmetros curriculares do MEC trás a necessidade de trazermos para sala de aula temastransversal como a formação da consciência ambiental do homem no desperdício de água, nareciclagem do lixo entre outros . Vivemos numa aldeia global. O estilo de vida do homem sulamericano afeta de maneira indireta a vida de outros povos do planeta. Não podemos maispensar que as queimadas daqui não atingiram os povos de outras aldeias. O planeta Terra énossa moradia e pede socorro!
  2. 2. Nossa responsabilidade em cuidar do lixo não termina na porta de nossa casa. Vai muito maisalém. O aquecimento global é conseqüência desse estilo de vida egoísta e consumista que ohomem vem construindo dia a dia sem se preocupar com a sustentabilidade do planeta. Nós,professores e professoras da rede pública temos o estrito cumprimento do dever legal demudar essas realidade. Provocando discussões nas salas de aula, onde leve ao aluno a refletirsobre suas atitudes como um co-responsável por um planeta mais saudável, uma vida maisleve, como menos desperdício e responsabilidade social. Esse efeito dominó, com certeza,provocará resultados significativos se implantado desde cedo nas crianças e desde já nosadultos. Precisamos pensar em atitudes com urgência para melhoria da qualidade de vida esobrevivência da espécie humana no nosso planeta. Nesse sentido o colégio Quintino Cunhavem trazer para prática através desse projeto uma reflexão que possa provocar mudançasatitudinais em nossos alunos quanto à problemática do lixo, desde atitudes simples dearmazenamento do lixo doméstico, a coleta seletiva, a fiscalização de lixões abertos, como aexigir de nossas autoridades ações mais energética nesse sentido.OBJETIVO GERAL: Desenvolver nos alunos uma consciência participativa de responsabilidadesocial quanto a melhoria do meio ambiente para uma qualidade de vida saudável para todos.OBJETIVOS ESPECÍFICOS1. Capacitar os alunos a fazerem uma coleta seletiva do lixo doméstico;2. Descobrirem os alunos as doenças provocadas pelo acumulo do lixo;3. ampliar o conhecimento dos alunos sobre reciclagem do lixo;4. Conhecer o tempo de decomposição do lixo que produzimos;5. Conhecer a realidade daqueles que vivem do lixo
  3. 3. TÓPICOS SOBRE O TEMA Discussão político-pedagógica da palavra LIXOClassificação, característica origem do lixoDoenças causadas pelos acumulo do lixoFormas de reaproveitamento do lixoLeitura da Carta da Terra;Tabela do tempo de decomposição do lixoVisão da coleta do lixo nas principais cidades do Brasil;A indústria do lixo: catadores- empresários;As leis regulam o lixo;Dicionário do lixoDESENVOLVIMENTO:O projeto será lançado na primeira semana de maio e terá como cenário a recepção dosalunos em sala de aula toda cheia de lixo. Colocando os alunos diante dessa realidade,observar qual a reação deles e que atitudes irão tomar. Após a limpeza da sala, abrir círculo dedebate. Perguntar o que eles sentirem? Porque sentiram. Qual a sensação depois da limpeza?Como seria a escola, sua rua, a cidade sem a coleta de lixo? Deixar os alunos liberarem suaoralidade. Quando o professor sentir que o assunto estar se esgotando, instigar novamente,reformulando perguntas a partir de seus pensamentos e colocações. O projeto deverá todo diater esse momento de debate sobre o que eles aprenderam de novo, que viram sobre o assuntona imprensa, nos comentários de alguém ou leram. O professor(a) deverá estar sempre se
  4. 4. preocupando em elevar a criticidade do aluno sobre o tema.No decorrer do projeto deverão ser intercalados os conteúdos da grade curricular, conformeanexo abaixo. O projeto deverá ter uma lema escolhido pelos alunos com ajuda do professor(a) o qualconstará nas produções artísticas como cartazes, panfletos, desenhos etc. O projeto deverá contar com participação do pessoal da limpeza da escola, em discussão decirculo convidá-los para apresentar a problemática do lixo na escola, bem como a participaçãoda direção nesse sentido;Agendar junto à biblioteca da escola ou responsável para selecionar livros sobre o tema,bem como levá-los para assistir vídeos a respeito; Agendar uma visita junto aos órgãos responsáveis pela coleta de lixo ou empresa quetrabalhem com o lixo reciclado; Desenvolver a arte de dramatizar. Convidar um catador de lixo para dar seu depoimento emsala. Destacar as suas dificuldades e preconceitos enfrentados.Escolher os alunos pararepresentar um dia de catador de lixo. Designar uma data para o fechamento do projeto. O fechamento deverá uma atividade ondeos alunos tenha a oportunidade de expressar o que aprenderam com o projeto e aoportunidade para expressar que outros assuntos lhe interessaria para discutirem também.Como sugestões: uma exposição no auditório da escola ou pátio de objetos feito a partir dareciclagem, ou os trabalhos realizados pelos alunos, ou palestrante de alguma ONG ou órgãoque trabalhem com a questão ambiental. Fica a criatividade de cada professor(a).COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS1. Inteligência Lingüísticas;2. Inteligência Lógica-matemática;
  5. 5. 3. Inteligência Interpessoal4. Inteligência Cinestésica-CorporalANEXOCONTEÚDOS CURRICULARES – EJA I e IILINGUAGEM ORALContar fatos e experiências sem omissões sobre o tema em sala de aulaRecontar textos narrativos ou informativos lidos pelos professor em aulaDramatizar situações reais ou imagináriasRecitar em voz alta, contos e pequenos textosPosicionar fretes aos t emas tratadosRespeitar o turno da palavraLINGUAGEM ESCRITADiferenciar o alfabeto maiúsculo e minúsculo;Conhecer os diferentes tipos de letras: formas, cursivas, bastãoIdentificar as letras palavra geradora do tema : L I X OProduzir as famílias da palavra geradora e encontrar palavras a partir das famílias;Utilizar critérios quantitativos e qualitativos nos uso das letras pra escrever nomes oucomparar palavrasUtilizar imagem para associar as palavras. Associar a primeira letra a cada palavrasTrabalhar o alinhamento das palavras, e e o espaçamento das mesmas nas frases;
  6. 6. Trabalhar com textos enumerativos começando por listas;Produzir textos listas em forma de colunas ou separados por vírgulas;Ordenar as listas em ordem alfabéticas;Usa a lista para etiquetar, nomearConhecer os diferentes tipos de lista: lista telefônica, lista de compras, lista de classificação;Introduzir pequenos texto literários como poemas, adivinhações para memorizarTrabalhar com textos informativos: jornais: saber qual a função do jornal, como sãoorganizados e de que temas tratamIdentificar os elementos gráficos e visuais que o compõem ( diagramação, fotografia, ilustraçãoet)Identificar e ler manchete e títulos prevendo o conteúdo das notícias,MATEMÁTICA
  7. 7. Reconhecer números no contexto diárioUtilizar estratégica para fazer contagem de cabeça, estimativa,comparação e agrupamentoReconhecer e escrever os números naturais de 1 a 100Contar e escrever em escala ascendente e descendenteInterpretar códigos freqüente no cotidiano como n º de telefone, apt.,rua, CEP. Etc.Identificar antecessor e sucessor de um número;Identificar e ler número natural com dois, três , ou quatro dígitosNoções básicas de agrupamentos, conjuntoEscrita dos algarismos romanos de 1 a 10NATUREZA E SOCIEDADEDistinguir seres vivos e ambiente físicos com base na existência ou nãodo ciclo vitalConhecer a caldeia alimentar que traz o equilíbrio ecológicoClassificar os sres vivos em animais, vegetais, e decompositoresIdentificar a sua cidade- Fortaleza - dento de um contexto maior que éseu pais, na coleta de lixoConhecer os outros estados que fazem a coleta seletiva do lixo de formamais avançada e modernaEstudar o uso dos mapas e localizar o seu município no mapa do Brasil
  8. 8. BIBLIOGRAFIA1. Revista : Série Educação ambiental da Prefeitura Municipal deFortaleza- e-mail: edcacaoambientalsemam@yahoo.com.br2. Site: ecoviagem.uol.com.br › Artigos › Meio Ambiente –3. Escrever e ler – Lluis Maruny Curto e outros- Editora artmed4. Educação de jovens e adultos- Proposta Curriculares – 1º segmento5. Jogos e dinâmicas de Albigeor e Rose MilitãoPROJETO “LIXO NO LIXO, COSTA NO CAPRICHO”Escola: EMEF. Presidente Costa e SilvaEndereço: Rua Ibirubá, nº 300; Bairro: Arco-Iris, Panambi RSDireção: André Eduardo VentoriniVice Direção: Helena Mari Freire WayhsCoordenação Pedagógica: Ana Flavia PavanCoordenação Projeto: Maria Rosania Oliveira
  9. 9. Público Alvo: Professores, funcionários e alunos da Educação Infantil a8ª sérieComponentes Curriculares: Ciências, Português, Artes, Matemática,História,Geografia, Educação Física.e Ensino Religioso.Duração Projeto: Ano Letivo 2007.OBJETIVO GERAL:Facilitar a interação pedagógica necessária à construção doconhecimento de formainterdisciplinar significativa e contextualizada.Conscientizar as pessoas quanto aos cuidados, controle egerenciamento do lixo,possibilitando oportunidades para que interajam como cidadãosconscientes, valorizando àsustentabilidade do meio em que vive e do planeta.JUSTIFICATIVA:Vivemos em urna sociedade de consumo onde cada vez é maior aprodução demateriais que são descartáveis diariamente, trazendo urna série deproblemas que interferemconstantemente na qualidade de nossas vidas.
  10. 10. Partindo dessas observações e problematizações nos propomosdesenvolver o projeto“Lixo no lixo, Costa no Capricho, pois o mesmo partiu de umanecessidade e preocupaçãoquanto a questão ambiental e o gerenciamento incorreto do lixo emnosso recinto escolar.Embasados nesta realidade, construímos o presente projeto deconscientização quantoa problemática do lixo, onde serão desenvolvidas e supervisionadasdiversas ações concretascom a comunidade escolar.ATIVIDADES1 )Observação e problematização;2)Escolha do nome do projeto;3)Apresentação e discussão do tema Lixo;4)Leitura e reflexão texto: “Lixo: Problema e Solução uma QuestãoSocial.” eConscientização comunidade escolar;5)Palestra com visita a área de colocação do lixo do município;6)Escolha dos representantes do projeto (fiscais) com inclusão doGrêmio Estudantil;7)Construção de unia composteira, para obtenção do hómus para ashortas e jardins da Escola;8)Palestra do geólogo (Moacir);9)Instalação posto de recolhimento de lixos tóxicos na escola, parapossíveis
  11. 11. encaminhamentos a lugares próprios;1O) Vídeo referente ao assunto;11) Construção de rninhocário;12) Construção de horta mandala e aspirai de ervas medicinais;13) Gincana interdisciplinar;14) Construção de uma estufa com litrões (garrafas Pet);15) Amostra de Arte com sucatas,com desfile de figurino comreciclagem de materiaisdescartáveis;16) Visitas com entrevista à oficinas de reciclagem de papel;17) Instalação de uma usina de reciclagem de papel na escola;18) Distribuição de Certificados de participação às pessoas envolvidasno projeto (fiscais eGrêmio Estudantil).PROJETO - LIXO E CIDADANIASex, 19 de Setembro de 2008 22:03 PROJETO - LIXO E CIDADANIAEstamos divulgando hoje o projeto LIXO E CIDADANIA, do Centro de Educação de Jovens eAdultos "Alternativo" - CEJA. Este projeto teve uma síntese publicada no site da Seduchttp://www.seduc.mt.gov.br/conteudo.php?sid=20&cid=8242&parent=20. Aqui vamospublicar o projeto na íntegra. Não deixe de conferir e prestigiar, lendo todo o Projeto, clicandono leia mais.LIXO E CIDADANIAA Coleta do lixo na ação comunitáriaJUINA/2008ESTADO DE MATO GROSSOSECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO - SEDUC
  12. 12. CENTRO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS “ALTERNATIVO”Nome da escola: Centro de Educação de Jovens e Adultos “Alternativo”Endereço completo: Avenida Loderites Correa da Rosa s/nE-mail da escola: jna.ee.alternativa@seduc.mt.gov.brE-mail do diretor: gebernardo@hotmail.comAlunos Matriculados: 1770Numero de alunos que participa do projeto: 1340DIRETOR: ELENILDO DAMIÃO DA CRUZPRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO-Ivani Cardoso Dalla ValleCOORDENADORAS DO PROJETO- Isaura Gonçalves Dorneles- Francisca Gecilda Alves Bernardo da CruzJUINA/2008IDENTIFICAÇÃO DO PROJETOCaracterização Geográfica do Município: O município de Juína foi criado em 1982, possui uma extensão territorial de 26.351km2, distância da Cuiabá 724km, sua população segundo o IBGE 2000, é de 38.017habitantes, sendo 30.470 da zona urbana e 7.547 da zona rural. “Localiza-se na RegiãoNoroeste do Estado de Mato Grosso, latitude 11º 25’ 46”, ao sul do oeste da Linha doEquador e 58º 45’ 25” , longitude a oeste de Greenwich.”fonte: mapa mundi – 2001.CARACTERIZAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAR: O Centro de Educação de Jovens e Adultos – CEJA – ALTERNATIVO, sediadoa Avenida Loderites Correa da Rosa s/n Módulo 4, prima em oferecer uma educaçãopara jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de estudar e aqueles que nãoconseguiram concluir a educação básica. População esta oriunda da zona urbana (centroe periferia) e também da zona rural (sítios e chácaras), com idade a partir de 14 anos eque exerce ocupações diversificadas: são donas de casa, empregadas domésticas,trabalhadores dos serviços públicos e privados, autônomos, pequenos empresários edesempregados. O CEJA desenvolve atividades metodológicas que se alicerça na práxispedagógica, pois acredita que as situações problemas proporcionam maior efetividadede aprendizagem, possibilitando uma melhor compreensão da realidade, um pensarsobre possíveis intervenções no fortalecimento de ações de superação de obstáculos
  13. 13. advindos do cotidiano, através do enfrentamento dos desafios da vida. Oferece cursoscom matrículas trimestrais por área de conhecimento com avaliação no processo.Possui uma estrutura física para atender a 1340 alunos. Conta com laboratório de informática com 8 computadores todos com acesso ainternet onde alunos e comunidade tem acesso mediante agendamento. A gestão democrática é uma das ações positivas do Centro, conta com diretor eleitopela comunidade escolar, uma coordenação geral, coordenadores pedagógicos,coordenadores de áreas e uma equipe de funcionários competentes e conta comprofissionais qualificados por área de conhecimento que dão suporte pedagógicoassegurando assim uma educação de qualidade. O Centro Alternativo conta com o órgão deliberativo (CDCE) composto por umconselho escolar qual é responsável pela parte financeira (dinheiro na escola) e tambémpelo Plano de Desenvolvimento Escolar (PDE). Com esta estrutura o CEJA busca relacionar os conteúdos temáticos nas áreas deconhecimento para que o aluno se integre ao mundo do trabalho, às práticas sociais e aoexercício de sua cidadania, sem prejuízo aos grupos sociais e ao meio, por isso, propõedesenvolver este Projeto juntamente com a comunidade escolar, parceiros, enfim e todasociedade juinense, com a finalidade de promover educação de preservação do meioambiente.JUSTIFICATIVA O CEJA “Alternativo” de Juina tem como concepção de educação a autonomia do serhumano na construção do conhecimento, respeitando as dimensões da condição humanados sujeitos.Nesta concepção enfocam-se Temas da Realidade Vivida, que proporcionam aoseducandos o desenvolvimento intelectual através das manifestações políticas, sociais eculturais, numa relação dialética entre homem/sociedade/natureza.São utilizados vários recursos pedagógicos para abordagem das temáticas, e uma deles éatravés de debates. Em um debate com a turma do I Segmento – Profª. Ilfa Hermestemática: Meio Ambiente, a conscientização do destina do lixo em Juina causou umimpacto significante sobre a problemática do lixo doméstico, ou seja, a forma como estásendo coletado o lixo pelo Poder Público no Município.No auge do impacto, as discussões entre os presentes (Profª., alunos, alunas, Coord.)foram calorosas, causando manifestações de insatisfação da situação atual e anecessidade de ação imediata de intervenção diante das situações ali postas.Os problemas levantados:• Período e forma de Coleta insatisfatória (sem cronograma);• Lixo acumulados por vários dias nas portas das residências e instituições;• Cheiro de Matéria Orgânica em decomposição nas Ruas em todos os bairros;• Desconhecimento da proposta de depósito do lixo coletado;• Desconhecimento da política de coleta de lixo;
  14. 14. • Impactos ambientais e estruturais com prejuízo a pessoas no presente e no futuro.Na culminância da discussão, foi aprovada a idéia de se elaborar um Projeto deintervenção com o envolvimento da Comunidade, com a finalidade de amenizar osimpactos ambientais através de uma ação mais focada na localidade.Definiu-se que a problemática que a coleta de lixo seria o foco da Turma, e a idéiainicial foi de que se partisse para a construção de container para depósito dos resíduossólidos (embalagens plásticas, metal, papelão) coletados pela comunidade escolar.Tomou-se a decisão que esta ação seria concomitante à ação do CEJA de sensibilizar acomunidade em geral sobre a necessidade da coleta seletiva do lixo para mudanças dehábitos e atitudes dos cidadãos Juinense.Ainda se afirmou ser necessária a Parceria com poder Executivo e Legislativo para aaprovação de leis que desenvolvam Políticas Públicas de incentivo a Empresas,Instituições e Entidades para o destino dos resíduos (Lixo) sem impacto Ambiental queprejudique ainda mais a qualidade de vida de todos os seres vivos.OBJETIVO GERAL:Integrar a sociedade juinense na coleta seletiva de lixo sólido, visando seudirecionamento e reutilização, para a melhoria da qualidade de vida.OBJETIVOS ESPECÍFICOS:• Incentivar que a comunidade escolar promova a sensibilização junto acomunidade juinense os cuidados com seu ambiente;• Possibilitar o desenvolvimento de práticas pessoais cuidando da coleta seletiva dosresíduos, visando a melhoria da qualidade de vida;• Buscar, junto as políticas públicas municipais, a geração de estruturas para a coletaseletiva de resíduos visando a conservação do meio ambiente;• Constituir parcerias com órgãos a fins;• Criar estruturas internas na unidade escolar para o recebimento dos resíduos;• Destinar adequadamente os resíduos coletados;• Despertar nos educandos que a maior parte dos resíduos pode ser reutilizada;• Identificar os benefícios para a qualidade de vida com a coleta de resíduos;• Divulgar nos meios de comunicação este projeto;• Contribuir para a formação da consciência ecológica;• Identificar os benefícios para a qualidade de vida com a coleta seletiva de resíduos;METODOLOGIA1 Realizar o levantamento da demanda do lixo;2 Envolver a comunidade escolar no desenvolvimento do projeto;3 Construção de containeres4 Visita in-loco na área de destino final dos resíduos.
  15. 15. 5 Coleta de resíduos pelos alunos, funcionários e vizinho do Centro de EducaçãoJovens e Adultos Alternativo.6 Debate sobre: hábitos domésticos; separação de resíduos, impactos ambientais,local, Estadual e Mundial.7 Análise dos resultados8 Apresentação da produção de trabalhos coletivos e individuais para a comunidadeescolar.9 Leitura bibliográfica.10 Divulgar nos meios de comunicação este projeto;PLANO DE AÇÃO Para alcançar os objetivos busca-se desenvolver:• palestras com profissionais da área;• coletar os resíduos sólidos para reaproveitamento;• construir espaços para depositá-los• buscar parcerias para o destino final desses resíduos.OPERACIONALIZAÇÃO DO PROJETO A comunidade escolar (professores, pais e alunos) colaborarão para odesenvolvimento do projeto construindo um espaço no Centro de Educação de Jovens eAdultos Alternativo, para depósito dos resíduos sólidos coletados na comunidade,colaborará também com armazenamento e encaminhamento ao destino final.Essa é a primeira experiência da comunidade escolar desenvolvendo projeto dessanatureza, portanto conta com a participação de parceiros que possam contribuir nosentido de experiência e até mesmo financeira, para que os objetivos possam seralcançados.Acreditamos que, a partir do próximo ano civil, a responsabilidade da execução desteProjeto seja de total responsabilidade do Poder Público Municipal.METAS E AÇÕES A SEREM DESENVOLVIDAS NESTE PROJETO• Meta: Sensibilizar os educandos para que se conscientizem dos cuidados com o meioem que vivem;• Ação: Realização de três palestras.Responsável: Professora Michele, Isaura Dorneles, Maria Anaélia Braga de Almeida,Período: setembro a dezembro de 2008.Meta: Melhorar a limpeza do setor urbano.• Ação: seleção de resíduos, destinando-os para recipientes próprios.Responsável: Professoras Iramaia Floripes Almici Loureiro, Cristiane da Rosa e IlfaMaria Hermes, (toda comunidade escolar).Período: setembro a dezembro de 2008.Meta: Constituir uma comissão de articulação do Projeto.• Ação: Acompanhar e avaliar a execução do Projeto.Responsável: Professoras Francisca Gecilda e Isaura Gonçalves Dornelles.
  16. 16. Período: setembro de 2008.Meta: Sensibilizar a comunidade juinense em relação ao meio ambiente.• Ação: Esclarecimentos do projeto na mídia.Período: setembro a dezembro de 2008.Responsável: Comissão de articulação do Projeto.• Ação: Visitas as residências em todos os bairros. Responsável: Comunidade Escolar, Isaura Gonçalves Dorneles, Francisca GecildaAlves Bernardo, Elenildo Damião da Cruz.Período: setembro a dezembro de 2008.Meta: Efetuar parceria com órgãos a fins.• Ação: Visitas aos Órgãos.Responsável: Comissão de articulação do Projeto, Diretor Presidente do CDCE doCEJA.Período: setembro de 2008.• Ação: Elaboração de Termos de Cooperação Técnica.Responsável: Diretor e Presidente do CDCE do CEJA.Período: setembro de 2008.Meta: Organizar espaço físico no CEJA para o recebimento dos resíduos coletados.• Ação: construção de containeres.Responsáveis: Berlin, Edivaldo Damião da Cruz, Enivaldo, Paulo, Gecieudo e André.Período: setembro de 2008.Meta: Destinar os resíduos coletados ao local recebimento.• Ação: contactar as empresas devidas para dar o destino final dos resíduos.Responsáveis: Nailde Lacerda, Sandro Alex Moreira, Alfredo Honório e Maria Gorete.Período: setembro a dezembro de 2008.Meta: Assegurar o Projeto “Lixo e Cidadania”, nas Políticas Públicas deste Municípiopara a coleta seletiva de resíduos.• Ação: Reunião com o Prefeito deste Município para apresentação e adequação desteProjeto.Responsável: Diretor Elenildo Damião da Cruz, Professora Ivani Dalla Valle Presidentedo CDCE e Comissão de articulação deste Projeto, (Sueli, Eurismar, Ivani, Isaura eFrancisca Gecilda, Isaura)Período: setembro de 2008.• Ação: Apresentação da proposta de projeto em plenária na Câmara com a finalidadede tornar Lei Municipal.Responsáveis: Professor Elenildo Damião da Cruz, (Toda comunidade Escolar eParceiros).Período: setembro de 2008.• Ação: Realização de reuniões mensais com os Vereadores para acompanhamento daimplantação deste projeto enquanto Lei.Responsável: Diretor, Presidente do CDCE e comissão de Articulação do Projeto.Período: setembro a dezembro de 2008.• Ação: Acompanhar as votações deste Projeto, nas sessões da Câmara de Vereadores,em assembléia.Responsáveis: Professores Helena Pinheiro, Lauro Castro, Maria Anaélia Braga, RosanaVolpato e Cesar Belmar, (Toda Comunidade Escolar).
  17. 17. Período: setembro a dezembro de 2008.Meta: Sensibilizar as comunidades escolares do município para coleta seletiva dosresíduos sólidos.Ação: Orientação a todas as unidades escolares sobre a coleta seletiva de resíduossólidos, adesão ao Projeto Lixo e Cidadania.Responsáveis: Assessoras Pedagógicas.Período: Setembro a dezembro 2008;Meta: Orientar os Profissionais de Educação deste Município para coleta seletiva deresíduos sólidos.Ação: Orientação a todos os profissionais de educação deste município na formaçãocontinuada, sobre à coleta seletiva de resíduos sólidos.Responsáveis: Professores Formadores do CEFAPRO;Período: Setembro a dezembro;Meta: Orientar, fiscalizar e acompanhar a execução do Projeto.Ação: Acompanhar, com orientação e fiscalização a execução do Projeto tomandomedidas necessárias no que tange aos Poderes Legislativos e Executivo e Judiciário.Responsável: Promotoria PúblicaPeríodo: Indefinido Meta: Elaborar a lei para coleta seletivo do lixo.• Ação: Através do Projeto Lixo e Cidadania elaborar a lei que de sustentação aoPoder executivo no desenvolvimento deste Projeto.Responsáveis: Câmara dos VereadoresPeríodo: Setembro a NovembroMeta: Viabilizar todos os recursos possíveis para tornar realidade a efetivação doProjeto Lixo e Cidadania.• Ação: sancionar a Lei.• Ação: Destinar recursos devidos para aquisição e recipiente para recebimento doLixo e Incinerador de Lixo.Responsável: Prefeitura Municipal de JuínaPeríodo: Dezembro de 2008RESULTADOS ESPERADOS DO PROJETO1. Que os educandos compreendam a importância de proteger o ambiente em quevivem e se sintam verdadeiros agentes transformadores na sociedade.2. Que a população juinense adquira a cultura da coleta seletiva do lixo sabendo desua importância para a qualidade de vida.3. Que os representantes dos munícipes mudem seus comportamentos e tenhamatitudes sábias em relação a coleta de lixo para manter uma cidade limpa.4. Que o poder executivo do município assuma a organização e manutenção da coletaseletiva de resíduos dando o destino devido para os mesmos.5. Que o Ministério Público dê todo suporte para que este Projeto atinja seusobjetivos.
  18. 18. AVALIAÇÃOA avaliação dos resultados acontecerá trimestralmente com a apresentação de dadosestatístico nos quais deverão ser apresentados fatores negativos ou/e positivos, apósapreciação dos dados pela comunidade e uma análise crítica do alcance dos objetivos eenviar os resultados para os órgãos públicos responsáveis e setor de comunicação.PARCERIAS PRETENDIDAS:SAMA:- Secretaria de Agricultura e Meio AmbienteFEMA - Fundação Estadual do Meio AmbienteIBAMA - Instituto Brasileiro do Meio AmbienteSENAI - Serviço Nacional da Aprendizagem IndustrialSESI - Serviço Social da IndústriaPREFEITURA MUNICIPAL DE JUINACÂMARA MUNICIPAL DE JUINASECRETARIA DE INFRA INSTRUTURASECRETARIA DA SAÚDECOLETIVO JOVEM DO MEIO AMBIENTE ROTARY CLUB - ROTARACTLEONS - LEOMASSONARIA I E IIMINISTÉRIO PÚBLICOASSOCIAÇÃO DOS FEIRANTESASCOM - Associação ComercialSICRED - Sistema de Cooperativa de Crédito-ASSEMU - Associação dos Servidores MunicipaisSINTEP - Sindicatos dos Trabalhadores da Educação PúblicaAPROJU - Associação dos Produtores Rurais de JuinaCOORDENADORES DO CEJA ALTERNATIVO ENVOLVIDOS NO PROJETOCOORDENADORA GERAL: SANDRA MARIA ALVESCOORDENADORAS PEDAGOGICAS: ANAELIA BRAGA DE ALMEIDA;HELENA PINHEIRO DA S. ANDRADE; MICHELLE LEIVAS VIEIRACOORDENADORES DE ÁREA DE CIÊNCIA NATURAIS E MATEMATICAARACELE MORAES DA SILVAFRANCISCA GECILDA ALVES BERNARDO DE CRUZSANDRO ALEX MOREIRACOORDENADORES DE ÁREA DE LINGUAGEM E SUAS TENOLOGIASIRAMAIA FLORIPIS ALMICE LOUREIROCRISTIANE DA ROSAIVANI CARDOSO DALLA VALLECOORDENADORES DE ÁREA DE CIENCIAS HUMANASALFREDO HONORIO
  19. 19. DARLENE CORSINAILDE LACERDA DE SOUZAAutor: Centro de Educação de Jovens e Adultos “Alternativo”Projeto Lixo"É indispensável mudar o mundo. Substituir o consumismo e o desperdício por umavida de trabalho criador e de amor pela vida.A meta é um bem-estar que não se define por um consumo cada vez maior, mas pelaconquista de uma vida livre do medo, da escravidão do salário, da violência, do maucheiro, do barulho infernal da sociedade em que vivemos. Não se trata de embelezar afeiúra e esconder a miséria, de plantar flores em empresas e prisões temos que substituiresta sociedade, e não desodoriza-la.A poluição é física e mental. A luta por um meio ambiente que assegure uma vida maisfeliz pode fortalecer nos indivíduos as raízes do seu desejo de libertação. Se os sereshumanos já não sabem distinguir entre o belo e o feio, a tranqüilidade e o barulho éporque já não conhecem a qualidade essencial da liberdade, da felicidade.A verdadeira ecologia é um combate a favor da vida."Herberte Marcuse.IntroduçãoO ser humano não é mais importante que outros seres vivos. Nós dependemos dosrecursos do planeta para sobreviver. Já a terra, no entanto, não precisa de nós.Se a espécie humana for extinta como conseqüência de nossa própria incapacidade decontrolar a exploração do ambiente, o planeta continuará existindo, e muitos outrosseres vivos também.É preciso que o homem perceba que os recursos naturais são limitados e também não éinesgotável a capacidade que o nosso planeta tem de receber resíduos.Justificativa
  20. 20. Visando colocar em prática todas as discussões a respeito do lixo produzido pelassociedades atuais, as conseqüências geradas para o ambiente e os seres vivos, bemcomo, compreender a relação existente enter o consumismo que toma conta dahumanidade e o esgotamento dos recursos naturais, estaremos desenvolvendo ao longodesta unidade, uma série de atividades que contemplem os nossos objetivos no que dizrespeito à busca para uma qualidade de vida melhor e uma preocupação com asgerações futuras.Objetivos Analisar criticamente os hábitos de consumo das sociedades atuais; Estabelecer relação entre o consumismo e o esgotamento dos recursos naturais; Exercitar a cidadania; Atribuir responsabilidades aos educandos; Implantar o processo de "Coleta Seletiva" de lixo, dentro da escola e também no bairro; Diminuir a quantidade de lixo que será descartada no ambiente; Relacionar consumismo co as questões sócio-econômicas, políticas e culturais; Reconhecer a importância da reciclagem para a manutenção do equilíbrio dos ecossistemas e da vida no planeta.Metodologia a ser utilizada Leitura e discussão de textos envolvendo temas como: Lixo, reciclagem, consumismo, desperdíio e desenvolvimento sustentável; Apresentação e discussão do vídeo "Ilha das Flores"; Visita e palestra sobre reciclagem e destino do lixo na cidade de Salvador (LIMPURB); Leitura e discussão do paradidático: "LIXO: De onde vem? Para onde vai?; Oficinas de reciclagem: papéis, plásticos, vidros, metais,...ProcedimentosAos alunos serão atribuídas as seguintes responsabilidades: Implantar o projeto de "Coleta de Seletiva" dentro da escola; Divulgar a campanha de conscientização a respeito da importância da "Coleta Seletiva", perante toda a comunidade escolar; Sair em visita (observação) pelas ruas do bairro, identificando possíveis problemas de saneamento básico enfrentados pela comunidade local; Esta etapa terá a participação do professor de História Max Rangel. Registrar através de textos, fotografias, filmagens ou outros, informações atuais e compará-las com informações antigas (textos, reportagens, fotografias,...) que revelem a história do bairro do Imbuí e da boca do rio, no que diz respeito ao saneamento básico, ocupação do ambiente e exploração dos recursos naturais; Envolver a família e a comunidade local neste projeto;
  21. 21. Elaborar cartazes de divulgação da campanha, bem como, trazer informações atuais sobre reciclagem e outros assuntos que dizem respeito aos conteúdos dos trabalhos; Construir poemas, raps, paródias ou outros tipos de texto envolvendo os temas trabalhados; Expor os trabalhos elaborados nas oficinas de reciclagem realizadas pelos próprios alunos.Avaliação Valor: 5,0 pontos. Produção de texto em grupo (rap, paródia, poema,...): 2,0 Envolvimento e participação na oficina de reciclagem: 1,0 Relatório de visita feita à LIMPURB: 1,0 Confecção de cartazes informativos, divulgação da campanha e curiosidades: 1,0ATENÇÃO! Os prazos para entrega de textos, cartazes e oficina serão divulgadospela professora em sala de aula.

×