SlideShare uma empresa Scribd logo
ENERGIA
Energia
Introdução
Formas de utilização
Tipos de geração de energia
Fontes renováveis
Uso eficiente
Energia na economia mundial
Fontes não
renováveis
Introdução
A palavra energia refere-se ao
potencial para executar
trabalho Qualquer coisa que esteja
trabalhando - por exemplo, mover
um objeto - está “transferindo”
energia ela não é perdida
e, sim, transformada ou
transferida para outro corpo.
Utilização
A energia está presente em tudo
que realizamos.
Pode ser química combustão a
energia de células fotoelétricas
e fotovoltaicas, oriundas das
reações
químicas mecânica, elétrica, at
ômica (oriunda da divisão do
átomo
A energia elétrica presente funcionamento
eletrodomésticos iluminação
equipamentos melhorar condições de
vida maior facilidade trabalho
Com o aumento no consumo de energia os pesquisadores têm
procurado maneiras mais eficientes e “limpas” de converter
outras formas de energia em energia elétrica.
Tipos de Geração
Fontes renováveis - Produzem energia elétrica a partir de recursos
ilimitados da natureza.
1. Hidroeletricidade a partir da força das águas, utiliza um rio para
impulsionar as turbinas além dos desníveis do relevo ou quedas
construídas pelo homem
Ao represar um rio, causamos impactos ambientais como
inundação de áreas, perda de florestas e morte de animais
Essas intervenções podem afetar rios menores.
Obs No Brasil devido à enorme quantidade de rios a maior parte
da energia é proveniente de grandes usinas hidrelétricas.
Fontes
renováveis
Formas de utilização
Hidroeletricidade
2. Solar proveniente do Sol energia térmica e luminosa É
captada por painéis solares e transformada em energia elétrica
ou mecânica.
Considerada uma fonte de energia limpa e renovável, pois
não polui o meio ambiente e não acaba, a energia solar ainda
é pouco utilizada, pois o custo para a fabricação e instalação
dos painéis solares é muito elevado.
Fontes
renováveis
Formas de utilização
Solar
Hidroeletricidade
3. Biomassa Obtida a partir de fontes variadas de matéria orgânica, tais
como: as plantas, os resíduos florestais e da agropecuária (bagaço da
cana-de-açúcar, esterco), os óleos vegetais (biodiesel de
buriti, babaçu, mamona e dendê), os resíduos urbanos (aterro de
lixo lodo de esgoto) e alguns resíduos industriais (indústria
madeireira, de alimentos e bebidas, de papel e celulose e
beneficiamento de grãos).
Fontes
renováveis
Formas de utilização
Solar
Hidroeletricidade
Biomassa
4. Maremotriz aproveita o movimento regular do fluxo do nível do
mar elevação e abaixamento
Esse sistema funciona de forma semelhante a uma hidrelétrica
Uma barragem é construída, formando-se um reservatório junto
ao mar; quando a maré enche, a água entra e fica armazenada no
reservatório; quando a maré baixa, a água sai, movimentando uma
turbina conectada a um sistema de conversão, produzindo
eletricidade.
Fontes
renováveis
Formas de utilização
Solar
Hidroeletricidade
Biomassa
Maremotriz
5. Eólica Obtida pelo movimento do ar (vento). É uma abundante fonte
de energia, renovável e limpa. Grandes turbinas, em formato de cata-
vento são colocadas em locais abertos e com boa quantidade de
vento e, por meio de um gerador movimento das turbinas produz
energia elétrica.
Fontes
renováveis
Formas de utilização
Solar
Hidroeletricidade
Biomassa
Maremotriz
Eólica
Recapitulando...
Vimos que a energia é realizada
através do movimento pode ser
mecânica, química, atômica e elétrica
Uma de suas fontes é renovável, ou
seja, usa recursos que são
naturalmente reabastecidos, como a
hidroeletricidade, solar, biomassa, ma
remotriz e eólica.
Fontes Não renováveis - As energias não-renováveis têm sua
origem no carvão mineral, no petróleo no gás natural e
urânio, combustíveis fósseis. Atualmente essas fontes de
energia suprem grande parte necessidade mundial, e, por
não serem renováveis, esses recursos estão cada vez mais
escassos
Petróleo - é uma fonte de energia de origem
fóssil constituindo a matéria-prima da indústria petrolífera
e petroquímica A partir do petróleo se produz gasolina e
diesel, combustíveis mais usados por automóveis.
Fontes
renováveis
Formas de utilização
Solar
Hidroeletricidade
Biomassa
Maremotriz
Eólica
Fontes não
renováveis
Petróleo
2. Carvão mineral – Proveniente da mineração do carvão, que
causam graves impactos ambientais, que vão das poeiras
criadas na detonação (e que provocam sérias doenças do
aparelho respiratório) até a chuva ácida e o aquecimento
global. Foi, por muito tempo, a principal fonte de energia
mundial (Séc. XIX).
Fontes
renováveis
Formas de utilização
Solar
Hidroeletricidade
Biomassa
Maremotriz
Eólica
Fontes não
renováveis
Petróleo
Carvão mineral
3. Gás natural - é uma mistura de hidrocarbonetos leves que à
temperatura ambiente e pressão atmosférica permanece no
estado gasoso Pode ser usado nas indústrias, substituindo
óleos combustíveis, lenha e carvão. Também é utilizado em
automóveis e em residências (Ex. Fogão de cozinha e
aquecimento de água)
Fontes
renováveis
Formas de utilização
Solar
Hidroeletricidade
Biomassa
Maremotriz
Eólica
Fontes não
renováveis
Petróleo
Carvão mineral
Gás natural
4. Nuclear – é obtida através da fissão do núcleo do átomo de
Urânio mineral encontrado na natureza que é
enriquecido, liberando uma grande quantidade de energia
Fontes
renováveis
Formas de utilização
Solar
Hidroeletricidade
Biomassa
Maremotriz
Eólica
Fontes não
renováveis
Petróleo
Carvão mineral
Gás natural
Nuclear
Praticando....
Dentre as alternativas citadas assinale a que contenha apenas as fontes de
energia renováveis mais utilizadas no Brasil:
a) Solar, hidrelétrica e eólica.
b) Hidráulica, lenha e biomassa.
c) Hidráulica, xisto e solar.
d) Petróleo, solar e lenha.
e) Álcool, eólica e solar.
Praticando....
1. Dentre as alternativas citadas, assinale a que contenha
apenas fontes de energia renováveis mais utilizadas
no Brasil
b) Hidráulica, lenha e biomassa.
Energia na economia mundial
os avanços tecnológicos em
geração, transmissão e uso final de
energia elétrica permitem que ela
chegue aos diversos lugares do
planeta transformando regiões
desocupadas ou pouco desenvolvidas
em pólos industriais e grandes centros
urbanos. impactos dessas
transformações são observados em
nosso cotidiano, até através por de
imagens de satélite
Uso eficiente
A melhor maneira de ter um uso
eficiente de energia em casa é
conhecer o consumo realizado por
aparelhos domésticos.
Assim, o quadro a baixo apresenta
alguns exemplos de consumo
residencial de energia.
Eletrodoméstico Consumo
Ar condicionado 1 kwh a cada 36 minutos
Chuveiro elétrico 1 kwh a cada 11 minutos
Computador 1 kwh a cada 6h40 minutos
Ferro de passar roupa 1 kwh a cada 50 minutos
Lâmpada incandescente de 100w 1 kwh a cada 10 Horas
Lâmpada incandescente de 60w 1 kwh a cada 16h40 minutos
Lâmpada fluorescente de 20w 1 kwh a cada 50 horas
Lavadora de roupas 1 kwh a cada 1h53 minutos
Liquidificador e batedeira 1 kwh a cada 3h20 minutos
Microondas 1 kwh a cada 40 minutos
TV 1 kwh a cada 11 horas
Ventilador 1 kwh a cada 5 horas
Exercício
1. Sobre o consumo de energia no Brasil é correto afirmar que:
a) a Região Sudeste não consegue consumir toda a energia que
produz;
b) o setor residencial e de comércio representam 80% do
consumo total de energia;
c) mais da metade da energia consumida no país provém de
fontes renováveis, como a hidráulica e a biomassa;
d) nesta década, devido às sucessivas crises econômicas, não
tem havido aumento do consumo de energia;
e) o petróleo e o carvão mineral representam mais de 70% de
energia produzida para consumo no país.
Exercício
1. Sobre o consumo de energia no Brasil é correto afirmar que
a) a Região Sudeste não consegue consumir toda a energia que
produz;
b) o setor residencial e de comércio representam 80% do
consumo total de energia;
c) mais da metade da energia consumida no país provém de
fontes renováveis, como a hidráulica e a biomassa;
d) nesta década, devido às sucessivas crises econômicas, não tem
havido aumento do consumo de energia;
e) o petróleo e o carvão mineral representam mais de 70% de
energia produzida para consumo no país.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
Fontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRieFontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRie
Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
guest65df5d
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
LuisMagina
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
anacarolina05
 
Energias renováveis e não renováveis
Energias renováveis e não renováveisEnergias renováveis e não renováveis
Energias renováveis e não renováveis
patriciaqqq
 
Energias
EnergiasEnergias
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
VitorJunqueira
 
Apresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveisApresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveis
Weliton Araújo
 
Energia Elétrica Aula
Energia Elétrica AulaEnergia Elétrica Aula
Energia Elétrica Aula
Professor
 
Fontes alternativas e Energia no Brasil
Fontes alternativas e Energia no BrasilFontes alternativas e Energia no Brasil
Fontes alternativas e Energia no Brasil
Tais Santana
 
Energias Renovaveis
Energias RenovaveisEnergias Renovaveis
Energias Renovaveis
João Duarte
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
Espa Cn 8
 
Fontes De Energia
Fontes De EnergiaFontes De Energia
Fontes De Energia
guest3ad92c
 
Energias Alternativas
Energias AlternativasEnergias Alternativas
Energias Alternativas
Pedro Henriques
 
Energias renováveis e desenvolvimento sustentável
Energias renováveis e desenvolvimento sustentávelEnergias renováveis e desenvolvimento sustentável
Energias renováveis e desenvolvimento sustentável
António Matias
 
Fontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de EnergiaFontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de Energia
Sinara Lustosa
 
Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
anasanches96
 
Energias renováveis ppt
Energias renováveis pptEnergias renováveis ppt
Energias renováveis ppt
Cátia Oliveira
 
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia AmbientalFontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
Zé Moleza
 
Energias Alternativas
Energias AlternativasEnergias Alternativas
Energias Alternativas
Pedro Henriques
 
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10
VitorJunqueira
 

Mais procurados (20)

Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
Fontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRieFontes  E Formas De Energia  Energia 7ª SéRie
Fontes E Formas De Energia Energia 7ª SéRie
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Energias renováveis e não renováveis
Energias renováveis e não renováveisEnergias renováveis e não renováveis
Energias renováveis e não renováveis
 
Energias
EnergiasEnergias
Energias
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Apresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveisApresentação+energias+renováveis
Apresentação+energias+renováveis
 
Energia Elétrica Aula
Energia Elétrica AulaEnergia Elétrica Aula
Energia Elétrica Aula
 
Fontes alternativas e Energia no Brasil
Fontes alternativas e Energia no BrasilFontes alternativas e Energia no Brasil
Fontes alternativas e Energia no Brasil
 
Energias Renovaveis
Energias RenovaveisEnergias Renovaveis
Energias Renovaveis
 
Recursos energéticos
Recursos energéticosRecursos energéticos
Recursos energéticos
 
Fontes De Energia
Fontes De EnergiaFontes De Energia
Fontes De Energia
 
Energias Alternativas
Energias AlternativasEnergias Alternativas
Energias Alternativas
 
Energias renováveis e desenvolvimento sustentável
Energias renováveis e desenvolvimento sustentávelEnergias renováveis e desenvolvimento sustentável
Energias renováveis e desenvolvimento sustentável
 
Fontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de EnergiaFontes Alternativas de Energia
Fontes Alternativas de Energia
 
Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
 
Energias renováveis ppt
Energias renováveis pptEnergias renováveis ppt
Energias renováveis ppt
 
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia AmbientalFontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
Fontes De Energia Alternativa / Engenharia Ambiental
 
Energias Alternativas
Energias AlternativasEnergias Alternativas
Energias Alternativas
 
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10Energias RenováVeis E NãO RenováVeis   Lydia 8ºC  Nº10
Energias RenováVeis E NãO RenováVeis Lydia 8ºC Nº10
 

Destaque

Fontes de energia geografia
Fontes de energia geografia Fontes de energia geografia
Fontes de energia geografia
Eduardo Mendes
 
Das Fontes De Energia Ao Utilizador 1
Das Fontes De Energia Ao Utilizador 1Das Fontes De Energia Ao Utilizador 1
Das Fontes De Energia Ao Utilizador 1
Cátia Homem
 
Reflexões sobre energia no Brasil - Geração Distribuída
Reflexões sobre energia no Brasil - Geração DistribuídaReflexões sobre energia no Brasil - Geração Distribuída
Reflexões sobre energia no Brasil - Geração Distribuída
José Roberto Branco Ramos Filho
 
Fontes
FontesFontes
impactos ambientais causados na produçao de energia
impactos ambientais causados na produçao de energiaimpactos ambientais causados na produçao de energia
impactos ambientais causados na produçao de energia
eyshilla
 
Fontes de energia do brasil
Fontes de energia do brasilFontes de energia do brasil
Fontes de energia do brasil
João José Ferreira Tojal
 
A PRODUÇÃO MUNDIAL DE ENERGIA E A ENERGIA NO BRASIL - PARTE I
A PRODUÇÃO MUNDIAL DE ENERGIA E A ENERGIA NO BRASIL -  PARTE IA PRODUÇÃO MUNDIAL DE ENERGIA E A ENERGIA NO BRASIL -  PARTE I
A PRODUÇÃO MUNDIAL DE ENERGIA E A ENERGIA NO BRASIL - PARTE I
Renata Rodrigues
 
Fontes de energia e recursos minerais
Fontes de energia e recursos mineraisFontes de energia e recursos minerais
Fontes de energia e recursos minerais
flaviocosac
 
Desemprego No Brasil
Desemprego No BrasilDesemprego No Brasil
Desemprego No Brasil
José Miguel Dos Santos
 
Fusos horarios sartrecoc
Fusos horarios sartrecocFusos horarios sartrecoc
Fusos horarios sartrecoc
Ademir Aquino
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
Aline Gomes
 
REPRESENTAÇÃO DO RELEVO EM CARTA TOPOGRÁFICA - CURVAS DE NÍVE
REPRESENTAÇÃO DO RELEVO EM CARTA TOPOGRÁFICA - CURVAS DE NÍVEREPRESENTAÇÃO DO RELEVO EM CARTA TOPOGRÁFICA - CURVAS DE NÍVE
REPRESENTAÇÃO DO RELEVO EM CARTA TOPOGRÁFICA - CURVAS DE NÍVE
Renata Rodrigues
 
Desemprego no brasil
Desemprego no brasilDesemprego no brasil
Desemprego no brasil
ediposaraiva
 
Meios de Transportes - 9 ano
Meios de Transportes - 9 anoMeios de Transportes - 9 ano
Meios de Transportes - 9 ano
Jonatãs Demétrio
 
A produção mundial de energia e as fontes de energia no brasil parte ii
A produção mundial de energia e as fontes de energia no brasil   parte iiA produção mundial de energia e as fontes de energia no brasil   parte ii
A produção mundial de energia e as fontes de energia no brasil parte ii
Renata Rodrigues
 
Transportes e telecomunicações
Transportes e telecomunicaçõesTransportes e telecomunicações
Transportes e telecomunicações
Tânia Baptista
 
Meios de transporte
Meios de transporteMeios de transporte
Meios de transporte
Wanessa Marques
 
O desemprego
O desemprego O desemprego
O desemprego
Pedro Morais
 
Os fusos horários
Os fusos horáriosOs fusos horários
Os fusos horários
Andre Gardini
 
Geografia projecoes cartograficas
Geografia projecoes cartograficasGeografia projecoes cartograficas
Geografia projecoes cartograficas
Professor Renato Mascarenhas
 

Destaque (20)

Fontes de energia geografia
Fontes de energia geografia Fontes de energia geografia
Fontes de energia geografia
 
Das Fontes De Energia Ao Utilizador 1
Das Fontes De Energia Ao Utilizador 1Das Fontes De Energia Ao Utilizador 1
Das Fontes De Energia Ao Utilizador 1
 
Reflexões sobre energia no Brasil - Geração Distribuída
Reflexões sobre energia no Brasil - Geração DistribuídaReflexões sobre energia no Brasil - Geração Distribuída
Reflexões sobre energia no Brasil - Geração Distribuída
 
Fontes
FontesFontes
Fontes
 
impactos ambientais causados na produçao de energia
impactos ambientais causados na produçao de energiaimpactos ambientais causados na produçao de energia
impactos ambientais causados na produçao de energia
 
Fontes de energia do brasil
Fontes de energia do brasilFontes de energia do brasil
Fontes de energia do brasil
 
A PRODUÇÃO MUNDIAL DE ENERGIA E A ENERGIA NO BRASIL - PARTE I
A PRODUÇÃO MUNDIAL DE ENERGIA E A ENERGIA NO BRASIL -  PARTE IA PRODUÇÃO MUNDIAL DE ENERGIA E A ENERGIA NO BRASIL -  PARTE I
A PRODUÇÃO MUNDIAL DE ENERGIA E A ENERGIA NO BRASIL - PARTE I
 
Fontes de energia e recursos minerais
Fontes de energia e recursos mineraisFontes de energia e recursos minerais
Fontes de energia e recursos minerais
 
Desemprego No Brasil
Desemprego No BrasilDesemprego No Brasil
Desemprego No Brasil
 
Fusos horarios sartrecoc
Fusos horarios sartrecocFusos horarios sartrecoc
Fusos horarios sartrecoc
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
REPRESENTAÇÃO DO RELEVO EM CARTA TOPOGRÁFICA - CURVAS DE NÍVE
REPRESENTAÇÃO DO RELEVO EM CARTA TOPOGRÁFICA - CURVAS DE NÍVEREPRESENTAÇÃO DO RELEVO EM CARTA TOPOGRÁFICA - CURVAS DE NÍVE
REPRESENTAÇÃO DO RELEVO EM CARTA TOPOGRÁFICA - CURVAS DE NÍVE
 
Desemprego no brasil
Desemprego no brasilDesemprego no brasil
Desemprego no brasil
 
Meios de Transportes - 9 ano
Meios de Transportes - 9 anoMeios de Transportes - 9 ano
Meios de Transportes - 9 ano
 
A produção mundial de energia e as fontes de energia no brasil parte ii
A produção mundial de energia e as fontes de energia no brasil   parte iiA produção mundial de energia e as fontes de energia no brasil   parte ii
A produção mundial de energia e as fontes de energia no brasil parte ii
 
Transportes e telecomunicações
Transportes e telecomunicaçõesTransportes e telecomunicações
Transportes e telecomunicações
 
Meios de transporte
Meios de transporteMeios de transporte
Meios de transporte
 
O desemprego
O desemprego O desemprego
O desemprego
 
Os fusos horários
Os fusos horáriosOs fusos horários
Os fusos horários
 
Geografia projecoes cartograficas
Geografia projecoes cartograficasGeografia projecoes cartograficas
Geografia projecoes cartograficas
 

Semelhante a www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Energia

Energia limpa uma questão de necessidade
Energia limpa   uma questão de necessidadeEnergia limpa   uma questão de necessidade
Energia limpa uma questão de necessidade
Nataliana Cabral
 
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptxENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
JosephAntoineLavoisi
 
Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.
guest69ca1e7
 
Situação Energética Mundial
Situação Energética MundialSituação Energética Mundial
Situação Energética Mundial
Gijasilvelitz 2
 
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Energia
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Energia www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Energia
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Energia
Aulas De Geografia Apoio
 
www.AulaParticularApoio.Com.Br -Geografia - Energia
www.AulaParticularApoio.Com.Br -Geografia -  Energiawww.AulaParticularApoio.Com.Br -Geografia -  Energia
www.AulaParticularApoio.Com.Br -Geografia - Energia
ApoioAulaParticular
 
www.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia - Energia
www.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia -  Energiawww.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia -  Energia
www.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia - Energia
Tuotes Escolares
 
Objeto De Aprendizagem
Objeto De AprendizagemObjeto De Aprendizagem
Objeto De Aprendizagem
Italo Cardoso Campos
 
Cap 26 energia
Cap 26 energiaCap 26 energia
Cap 26 energia
Ana Paula Bezerra
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Geografia - Energia
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Geografia -  Energiawww.AulasParticularesApoio.Com.Br - Geografia -  Energia
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Geografia - Energia
Anna Paula
 
2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)
Casimiro Coelho
 
2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)
Casimiro Coelho
 
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp022 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
Catiusa Alves
 
Energias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 CEnergias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 C
Maria Teresa Iannaco Grego
 
1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA
CETEP RECÔNCAVO SAJ/BAHIA
 
1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA
CETEP RECÔNCAVO SAJ/BAHIA
 
www.videoaulagratisapoio.com.br - - Geografia - Energia
www.videoaulagratisapoio.com.br - - Geografia -  Energiawww.videoaulagratisapoio.com.br - - Geografia -  Energia
www.videoaulagratisapoio.com.br - - Geografia - Energia
Video Aulas Apoio
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
Michele Pó
 
Energia 2013
Energia 2013Energia 2013
Energia 2013
aroudus
 
Usos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontesUsos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontes
José Karllos
 

Semelhante a www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Energia (20)

Energia limpa uma questão de necessidade
Energia limpa   uma questão de necessidadeEnergia limpa   uma questão de necessidade
Energia limpa uma questão de necessidade
 
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptxENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
ENERGIA RENOVAVEIS (3).pptx
 
Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.Recursos Energ. Renov.
Recursos Energ. Renov.
 
Situação Energética Mundial
Situação Energética MundialSituação Energética Mundial
Situação Energética Mundial
 
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Energia
 www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Energia www.AulasDeGeografiaApoio.com  -  Geografia -  Energia
www.AulasDeGeografiaApoio.com - Geografia - Energia
 
www.AulaParticularApoio.Com.Br -Geografia - Energia
www.AulaParticularApoio.Com.Br -Geografia -  Energiawww.AulaParticularApoio.Com.Br -Geografia -  Energia
www.AulaParticularApoio.Com.Br -Geografia - Energia
 
www.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia - Energia
www.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia -  Energiawww.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia -  Energia
www.TutoresEscolares.Com.Br - Geografia - Energia
 
Objeto De Aprendizagem
Objeto De AprendizagemObjeto De Aprendizagem
Objeto De Aprendizagem
 
Cap 26 energia
Cap 26 energiaCap 26 energia
Cap 26 energia
 
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Geografia - Energia
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Geografia -  Energiawww.AulasParticularesApoio.Com.Br - Geografia -  Energia
www.AulasParticularesApoio.Com.Br - Geografia - Energia
 
2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)
 
2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)2 energias (trabalho)
2 energias (trabalho)
 
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp022 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
2 energiastrabalho-110504040402-phpapp02
 
Energias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 CEnergias renováveis 3 C
Energias renováveis 3 C
 
1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA
 
1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA1VC TAILAN ENERGIA
1VC TAILAN ENERGIA
 
www.videoaulagratisapoio.com.br - - Geografia - Energia
www.videoaulagratisapoio.com.br - - Geografia -  Energiawww.videoaulagratisapoio.com.br - - Geografia -  Energia
www.videoaulagratisapoio.com.br - - Geografia - Energia
 
Energias Renováveis
Energias RenováveisEnergias Renováveis
Energias Renováveis
 
Energia 2013
Energia 2013Energia 2013
Energia 2013
 
Usos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontesUsos da energia e suas fontes
Usos da energia e suas fontes
 

Mais de AulasEnsinoMedio

www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricaswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newtonwww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetriawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Trabalho e Energia Mecânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Trabalho e Energia Mecânicawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Trabalho e Energia Mecânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Trabalho e Energia Mecânica
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimentowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Colisão
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Colisãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Colisão
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Colisão
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vidawww.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genéticawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Evolução
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Evoluçãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Evolução
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Evolução
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentarwww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Química Orgânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Química Orgânicawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Química Orgânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Química Orgânica
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Sujeito e Vozes do Verbo
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Sujeito e Vozes do Verbowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Sujeito e Vozes do Verbo
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Sujeito e Vozes do Verbo
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Novo Acordo Ortográfico
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Novo Acordo Ortográficowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Novo Acordo Ortográfico
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Novo Acordo Ortográfico
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Contos e Crônicas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Contos e Crônicaswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Contos e Crônicas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Contos e Crônicas
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Probabilidade
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Probabilidadewww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Probabilidade
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Probabilidade
AulasEnsinoMedio
 
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricas
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricasCiclo trigonométrico e razões trigonométricas
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricas
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Prismas e Cilindros
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Prismas e Cilindroswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Prismas e Cilindros
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Prismas e Cilindros
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Números Complexos
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Números Complexoswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Números Complexos
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Números Complexos
AulasEnsinoMedio
 

Mais de AulasEnsinoMedio (20)

www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricaswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newtonwww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetriawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Trabalho e Energia Mecânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Trabalho e Energia Mecânicawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Trabalho e Energia Mecânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Trabalho e Energia Mecânica
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimentowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Colisão
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Colisãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Colisão
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Colisão
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vidawww.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genéticawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Evolução
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Evoluçãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Evolução
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Evolução
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentarwww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Química Orgânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Química Orgânicawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Química Orgânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Química Orgânica
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Sujeito e Vozes do Verbo
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Sujeito e Vozes do Verbowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Sujeito e Vozes do Verbo
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Sujeito e Vozes do Verbo
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Novo Acordo Ortográfico
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Novo Acordo Ortográficowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Novo Acordo Ortográfico
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Novo Acordo Ortográfico
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Contos e Crônicas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Contos e Crônicaswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Contos e Crônicas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Contos e Crônicas
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Probabilidade
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Probabilidadewww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Probabilidade
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Probabilidade
 
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricas
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricasCiclo trigonométrico e razões trigonométricas
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricas
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Prismas e Cilindros
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Prismas e Cilindroswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Prismas e Cilindros
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Prismas e Cilindros
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Números Complexos
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Números Complexoswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Números Complexos
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Números Complexos
 

Último

Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 

Último (20)

Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 

www.AulasEnsinoMedio.com.br - Geografia - Energia

  • 2. Energia Introdução Formas de utilização Tipos de geração de energia Fontes renováveis Uso eficiente Energia na economia mundial Fontes não renováveis
  • 3. Introdução A palavra energia refere-se ao potencial para executar trabalho Qualquer coisa que esteja trabalhando - por exemplo, mover um objeto - está “transferindo” energia ela não é perdida e, sim, transformada ou transferida para outro corpo.
  • 4. Utilização A energia está presente em tudo que realizamos. Pode ser química combustão a energia de células fotoelétricas e fotovoltaicas, oriundas das reações químicas mecânica, elétrica, at ômica (oriunda da divisão do átomo
  • 5. A energia elétrica presente funcionamento eletrodomésticos iluminação equipamentos melhorar condições de vida maior facilidade trabalho Com o aumento no consumo de energia os pesquisadores têm procurado maneiras mais eficientes e “limpas” de converter outras formas de energia em energia elétrica.
  • 6. Tipos de Geração Fontes renováveis - Produzem energia elétrica a partir de recursos ilimitados da natureza. 1. Hidroeletricidade a partir da força das águas, utiliza um rio para impulsionar as turbinas além dos desníveis do relevo ou quedas construídas pelo homem
  • 7. Ao represar um rio, causamos impactos ambientais como inundação de áreas, perda de florestas e morte de animais Essas intervenções podem afetar rios menores. Obs No Brasil devido à enorme quantidade de rios a maior parte da energia é proveniente de grandes usinas hidrelétricas.
  • 9. 2. Solar proveniente do Sol energia térmica e luminosa É captada por painéis solares e transformada em energia elétrica ou mecânica.
  • 10. Considerada uma fonte de energia limpa e renovável, pois não polui o meio ambiente e não acaba, a energia solar ainda é pouco utilizada, pois o custo para a fabricação e instalação dos painéis solares é muito elevado.
  • 12. 3. Biomassa Obtida a partir de fontes variadas de matéria orgânica, tais como: as plantas, os resíduos florestais e da agropecuária (bagaço da cana-de-açúcar, esterco), os óleos vegetais (biodiesel de buriti, babaçu, mamona e dendê), os resíduos urbanos (aterro de lixo lodo de esgoto) e alguns resíduos industriais (indústria madeireira, de alimentos e bebidas, de papel e celulose e beneficiamento de grãos).
  • 14. 4. Maremotriz aproveita o movimento regular do fluxo do nível do mar elevação e abaixamento
  • 15. Esse sistema funciona de forma semelhante a uma hidrelétrica Uma barragem é construída, formando-se um reservatório junto ao mar; quando a maré enche, a água entra e fica armazenada no reservatório; quando a maré baixa, a água sai, movimentando uma turbina conectada a um sistema de conversão, produzindo eletricidade.
  • 17. 5. Eólica Obtida pelo movimento do ar (vento). É uma abundante fonte de energia, renovável e limpa. Grandes turbinas, em formato de cata- vento são colocadas em locais abertos e com boa quantidade de vento e, por meio de um gerador movimento das turbinas produz energia elétrica.
  • 19. Recapitulando... Vimos que a energia é realizada através do movimento pode ser mecânica, química, atômica e elétrica Uma de suas fontes é renovável, ou seja, usa recursos que são naturalmente reabastecidos, como a hidroeletricidade, solar, biomassa, ma remotriz e eólica.
  • 20. Fontes Não renováveis - As energias não-renováveis têm sua origem no carvão mineral, no petróleo no gás natural e urânio, combustíveis fósseis. Atualmente essas fontes de energia suprem grande parte necessidade mundial, e, por não serem renováveis, esses recursos estão cada vez mais escassos Petróleo - é uma fonte de energia de origem fóssil constituindo a matéria-prima da indústria petrolífera e petroquímica A partir do petróleo se produz gasolina e diesel, combustíveis mais usados por automóveis.
  • 22. 2. Carvão mineral – Proveniente da mineração do carvão, que causam graves impactos ambientais, que vão das poeiras criadas na detonação (e que provocam sérias doenças do aparelho respiratório) até a chuva ácida e o aquecimento global. Foi, por muito tempo, a principal fonte de energia mundial (Séc. XIX).
  • 24. 3. Gás natural - é uma mistura de hidrocarbonetos leves que à temperatura ambiente e pressão atmosférica permanece no estado gasoso Pode ser usado nas indústrias, substituindo óleos combustíveis, lenha e carvão. Também é utilizado em automóveis e em residências (Ex. Fogão de cozinha e aquecimento de água)
  • 26. 4. Nuclear – é obtida através da fissão do núcleo do átomo de Urânio mineral encontrado na natureza que é enriquecido, liberando uma grande quantidade de energia
  • 27. Fontes renováveis Formas de utilização Solar Hidroeletricidade Biomassa Maremotriz Eólica Fontes não renováveis Petróleo Carvão mineral Gás natural Nuclear
  • 28. Praticando.... Dentre as alternativas citadas assinale a que contenha apenas as fontes de energia renováveis mais utilizadas no Brasil: a) Solar, hidrelétrica e eólica. b) Hidráulica, lenha e biomassa. c) Hidráulica, xisto e solar. d) Petróleo, solar e lenha. e) Álcool, eólica e solar.
  • 29. Praticando.... 1. Dentre as alternativas citadas, assinale a que contenha apenas fontes de energia renováveis mais utilizadas no Brasil b) Hidráulica, lenha e biomassa.
  • 30. Energia na economia mundial os avanços tecnológicos em geração, transmissão e uso final de energia elétrica permitem que ela chegue aos diversos lugares do planeta transformando regiões desocupadas ou pouco desenvolvidas em pólos industriais e grandes centros urbanos. impactos dessas transformações são observados em nosso cotidiano, até através por de imagens de satélite
  • 31. Uso eficiente A melhor maneira de ter um uso eficiente de energia em casa é conhecer o consumo realizado por aparelhos domésticos. Assim, o quadro a baixo apresenta alguns exemplos de consumo residencial de energia.
  • 32. Eletrodoméstico Consumo Ar condicionado 1 kwh a cada 36 minutos Chuveiro elétrico 1 kwh a cada 11 minutos Computador 1 kwh a cada 6h40 minutos Ferro de passar roupa 1 kwh a cada 50 minutos Lâmpada incandescente de 100w 1 kwh a cada 10 Horas Lâmpada incandescente de 60w 1 kwh a cada 16h40 minutos Lâmpada fluorescente de 20w 1 kwh a cada 50 horas Lavadora de roupas 1 kwh a cada 1h53 minutos Liquidificador e batedeira 1 kwh a cada 3h20 minutos Microondas 1 kwh a cada 40 minutos TV 1 kwh a cada 11 horas Ventilador 1 kwh a cada 5 horas
  • 33. Exercício 1. Sobre o consumo de energia no Brasil é correto afirmar que: a) a Região Sudeste não consegue consumir toda a energia que produz; b) o setor residencial e de comércio representam 80% do consumo total de energia; c) mais da metade da energia consumida no país provém de fontes renováveis, como a hidráulica e a biomassa; d) nesta década, devido às sucessivas crises econômicas, não tem havido aumento do consumo de energia; e) o petróleo e o carvão mineral representam mais de 70% de energia produzida para consumo no país.
  • 34. Exercício 1. Sobre o consumo de energia no Brasil é correto afirmar que a) a Região Sudeste não consegue consumir toda a energia que produz; b) o setor residencial e de comércio representam 80% do consumo total de energia; c) mais da metade da energia consumida no país provém de fontes renováveis, como a hidráulica e a biomassa; d) nesta década, devido às sucessivas crises econômicas, não tem havido aumento do consumo de energia; e) o petróleo e o carvão mineral representam mais de 70% de energia produzida para consumo no país.