SlideShare uma empresa Scribd logo
Inovação em busca de competitividade e geração de valor

                       04/11/2011

                 ISBN 9788599809020




              www.fia.com.br/profuturo
WALL STREET DIRECIONANDO O
   PREÇO DO ALIMENTO AO
      REDOR DO MUNDO

      Eduardo de Souza Monteiro

          Prof. MSc. Carlos Honorato




             São Paulo, Novembro 2011
Tema

Discutir a influência do mercado
financeiro na formação do preço
dos alimentos, derivado da
variação     dos    preços   das
commodities agrícolas, como
suporte para oportunidades de
investimento com lucratividade
superior
Agenda
Metodologia e justificativa

Expor a dinâmica de funcionamento e principais participantes
do mercado de derivativos

Apresentar indicadores do fluxo de capitais e histórico de
regulamentação

Identificar a influência do mercado financeiro e das
commodities de energia na formação do preço dos alimentos

Observações sobre impacto no preço de alimentos e posição
dos fundos, comparado com cotação do preço de soja

Conclusão e considerações finais
Metodologia e Justificativa
•   Ensaio teórico

•   Justificativa – Crise e disparada no preço dos alimentos

•   Autores da área de economia e finanças: Gitman (2010), Hull (2005), Krugman (2011), Kaufman
    (2011), NAIK (2001), NEVES (2001), CORRÊA (2005)

•   Acesso a base secundárias do mercado e de organismos internacionais

                FAO – Marketing Review – 2010




                         IMF World Economic Outlook– 2010




                                        US Senate Comitee – Commodities Futures Trading Comission – 2008



                                                            World Bank – Global Economic Prospects – 2011
Dinâmica do Mercado de
      Derivativos

    O uso de derivativos
    agrícolas surgiu após a
    guerra civil dos EUA para
    reduzir o risco de incerteza
    nos preços
Principais Participantes dos
   Mercados derivativos


            • HEDGER - Fundos ou
              “Traders” Comerciais

            • ESPECULADOR -
              Fundos ou “Traders”
              Não Comerciais
Fluxo de Capitais Países em Desenvolvimento x
   Preço de Commodities x Preço de Energia
                                                                  Negociações de contratos
                                                                  de derivativos aumentaram
                                                                  6 vezes nesse período

                     Desregulamentação dos mercado de futuros
                     de commodities agrícolas liberando limites
                     de exposições em grãos. (1999)

           Goldman Sachs
           Commodities Index
           (GSCI). (1991)




  Fonte: Capital Flows to Developing Countries in a Historical
  Perspective–(2011)
Composição do Índice Standard & Poors-Goldman
                                Poors-
             Sachs Commodities


                                  Metais               Metais
         Energia         78.65%               6.12%              1.81%    Agropecuária 13.43%
                                  industriais          preciosos


         Petróleo bruto 55.46% Alumínio       2.17%    Ouro       1.58%   Trigo       3.42%

         Gasolina        4.62%    Cobre       2.64%    Prata      0.23%   Milho       3.12%


         Óleo de
                         5.59%    Chumbo      0.28%                       Carnes      3.01%
         aquecimento


         Gasóleo         4.53%    Níquel      0.60%                       Soja        1.91%

         Gás natural     5.78%    Zinco       0.85%                       Algodão     0.93%

                                                                          Açúcar      0.67%

                                                                          Café        0.46%

                                                                          Cacau       0.19%

          Fonte; adaptado de MB Associados / Bloomberg, (2011).
Evolução do S&P GSCI /
   Peso do Petróleo




 Fonte; adaptado de MB Associados / Bloomberg, (2011).
Evolução de Preços Commodities Agrícolas e
                     Petróleo
    900%
                           Soja           Preços
    800%                   Milho
                           Açúcar
    700%
                           Petróleo
    600%

    500%

    400%

    300%

    200%

    100%

      0%
           1993
           1993
           1994
           1994
           1995
           1995
           1996
           1996
           1997
           1998
           1998
           1999
           1999
           2000
           2000
           2001
           2001
           2002
           2003
           2003
           2004
           2004
           2005
           2005
           2006
           2006
           2007
           2008
           2008
           2009
           2009
           2010
           2010
           2011
Fonte; adaptado de MB Associados / Bloomberg, (2011)
Posição Fundos Não Comercias em Soja
           x Preço de Soja




                                                            Movimento de     2º Movimento
                                                          fuga e queda nos      de alta
                                                     1º Movimento
                                                                preços
                                                        de alta




      Fonte; adaptado de MB Associados / Bloomberg, (2011)
Impacto no Preço dos Alimentos
     Commodities agrícolas são impactadas por:

       Altos preços do petróleo
       Biocombustível
       Estoques mundiais de commodities
       alimentícias
       Crescimento econômico e populacional
       Restrições às exportações
       Condições climáticas
Conclusões
Rever a regulamentação do funcionamento das
bolsas de futuros de commodities

Estabelecer as diretrizes básicas desse
mercado com base em:

   Demanda
   Oferta
   Produtividade das safras
   Condições climáticas
Conclusões




O mercado financeiro, visando melhorar os
resultados em seus investimentos,       está
contribuído fortemente para uma distorção do
preço real das commodities agrícolas e
consequentemente dos alimentos
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Webquest - A trip to London
Webquest - A trip to LondonWebquest - A trip to London
Webquest - A trip to London
Maria Salud
 
The Essential Part 108 Air Cargo Security Guide July 2012
The Essential Part 108 Air Cargo Security Guide July 2012The Essential Part 108 Air Cargo Security Guide July 2012
The Essential Part 108 Air Cargo Security Guide July 2012
Professional Aviation Services
 
Training courses and rates
Training courses and ratesTraining courses and rates
Training courses and rates
Professional Aviation Services
 
Your business and ACC3 20 october 2013
Your business and ACC3 20 october 2013 Your business and ACC3 20 october 2013
Your business and ACC3 20 october 2013
Professional Aviation Services
 
Professional Aviation Background 2012
Professional Aviation Background 2012Professional Aviation Background 2012
Professional Aviation Background 2012
Professional Aviation Services
 
Presentation on dgr
Presentation on dgr Presentation on dgr
Presentation on dgr
Professional Aviation Services
 
Children´s rights and resp
Children´s rights and respChildren´s rights and resp
Children´s rights and resp
InesBusquin
 
Professional Group Background 2012
Professional Group Background 2012Professional Group Background 2012
Professional Group Background 2012
Professional Aviation Services
 
Webquest - A trip to London
Webquest - A trip to LondonWebquest - A trip to London
Webquest - A trip to London
Maria Salud
 
Trinity Grade 5: Means of transports
Trinity Grade 5: Means of transportsTrinity Grade 5: Means of transports
Trinity Grade 5: Means of transports
David Lobato
 
Air Cargo Security and EU ACC3, RA3 and KC3
Air Cargo Security and EU ACC3, RA3 and KC3Air Cargo Security and EU ACC3, RA3 and KC3
Air Cargo Security and EU ACC3, RA3 and KC3
Professional Aviation Services
 
Turismo 2.0 yo umix 20100521 - madeira
Turismo 2.0   yo umix 20100521 - madeiraTurismo 2.0   yo umix 20100521 - madeira
Turismo 2.0 yo umix 20100521 - madeira
Inesting
 
Pallet sock September 2013
Pallet sock September 2013Pallet sock September 2013
Pallet sock September 2013
Professional Aviation Services
 
Pallet Sock September 2013
Pallet Sock September 2013Pallet Sock September 2013
Pallet Sock September 2013
Professional Aviation Services
 
La mariposa
La mariposaLa mariposa
La mariposa
Angeliita Martiinez
 

Destaque (15)

Webquest - A trip to London
Webquest - A trip to LondonWebquest - A trip to London
Webquest - A trip to London
 
The Essential Part 108 Air Cargo Security Guide July 2012
The Essential Part 108 Air Cargo Security Guide July 2012The Essential Part 108 Air Cargo Security Guide July 2012
The Essential Part 108 Air Cargo Security Guide July 2012
 
Training courses and rates
Training courses and ratesTraining courses and rates
Training courses and rates
 
Your business and ACC3 20 october 2013
Your business and ACC3 20 october 2013 Your business and ACC3 20 october 2013
Your business and ACC3 20 october 2013
 
Professional Aviation Background 2012
Professional Aviation Background 2012Professional Aviation Background 2012
Professional Aviation Background 2012
 
Presentation on dgr
Presentation on dgr Presentation on dgr
Presentation on dgr
 
Children´s rights and resp
Children´s rights and respChildren´s rights and resp
Children´s rights and resp
 
Professional Group Background 2012
Professional Group Background 2012Professional Group Background 2012
Professional Group Background 2012
 
Webquest - A trip to London
Webquest - A trip to LondonWebquest - A trip to London
Webquest - A trip to London
 
Trinity Grade 5: Means of transports
Trinity Grade 5: Means of transportsTrinity Grade 5: Means of transports
Trinity Grade 5: Means of transports
 
Air Cargo Security and EU ACC3, RA3 and KC3
Air Cargo Security and EU ACC3, RA3 and KC3Air Cargo Security and EU ACC3, RA3 and KC3
Air Cargo Security and EU ACC3, RA3 and KC3
 
Turismo 2.0 yo umix 20100521 - madeira
Turismo 2.0   yo umix 20100521 - madeiraTurismo 2.0   yo umix 20100521 - madeira
Turismo 2.0 yo umix 20100521 - madeira
 
Pallet sock September 2013
Pallet sock September 2013Pallet sock September 2013
Pallet sock September 2013
 
Pallet Sock September 2013
Pallet Sock September 2013Pallet Sock September 2013
Pallet Sock September 2013
 
La mariposa
La mariposaLa mariposa
La mariposa
 

Semelhante a Wall street eduardo

Cenarios e Perspectivas Abril/2010
Cenarios e Perspectivas Abril/2010Cenarios e Perspectivas Abril/2010
Cenarios e Perspectivas Abril/2010
Anderson Galvão
 
Palestra Crie Agronegocio
Palestra Crie AgronegocioPalestra Crie Agronegocio
Palestra Crie Agronegocio
SEBRAE MS
 
"Rio Oil & Gas 2006"
"Rio Oil & Gas 2006" "Rio Oil & Gas 2006"
"Rio Oil & Gas 2006"
Petrobras
 
Helder Muteia - FAO
Helder Muteia - FAOHelder Muteia - FAO
Helder Muteia - FAO
sociedaderuralbrasileira
 
Apresentação Friboi CEO Fórum 2012
Apresentação Friboi CEO Fórum 2012Apresentação Friboi CEO Fórum 2012
Apresentação Friboi CEO Fórum 2012
Joao Pedro Moreira Costa
 
Sup bov corte graduação 05-2012
Sup bov corte   graduação 05-2012Sup bov corte   graduação 05-2012
Sup bov corte graduação 05-2012
Universidade de São Paulo
 
Palestra apresentada na reunião da Câmara Setorial de Lácteos
Palestra apresentada na reunião da Câmara Setorial de LácteosPalestra apresentada na reunião da Câmara Setorial de Lácteos
Palestra apresentada na reunião da Câmara Setorial de Lácteos
Marcelo Pereira de Carvalho
 
Tendências do mercado de lácteos - julho 09
Tendências do mercado de lácteos - julho 09Tendências do mercado de lácteos - julho 09
Tendências do mercado de lácteos - julho 09
AgriPoint Consultoria
 
Asbram - Carta ao Guido Mantega - fev/12
Asbram - Carta ao Guido Mantega - fev/12Asbram - Carta ao Guido Mantega - fev/12
Asbram - Carta ao Guido Mantega - fev/12
AgroTalento
 
Agronegócio & Pequenos Produtores: De mãos dadas para trilhar o caminho da S...
 Agronegócio & Pequenos Produtores: De mãos dadas para trilhar o caminho da S... Agronegócio & Pequenos Produtores: De mãos dadas para trilhar o caminho da S...
Agronegócio & Pequenos Produtores: De mãos dadas para trilhar o caminho da S...
Instituto Brasileiro de Ética nos Negocios
 

Semelhante a Wall street eduardo (10)

Cenarios e Perspectivas Abril/2010
Cenarios e Perspectivas Abril/2010Cenarios e Perspectivas Abril/2010
Cenarios e Perspectivas Abril/2010
 
Palestra Crie Agronegocio
Palestra Crie AgronegocioPalestra Crie Agronegocio
Palestra Crie Agronegocio
 
"Rio Oil & Gas 2006"
"Rio Oil & Gas 2006" "Rio Oil & Gas 2006"
"Rio Oil & Gas 2006"
 
Helder Muteia - FAO
Helder Muteia - FAOHelder Muteia - FAO
Helder Muteia - FAO
 
Apresentação Friboi CEO Fórum 2012
Apresentação Friboi CEO Fórum 2012Apresentação Friboi CEO Fórum 2012
Apresentação Friboi CEO Fórum 2012
 
Sup bov corte graduação 05-2012
Sup bov corte   graduação 05-2012Sup bov corte   graduação 05-2012
Sup bov corte graduação 05-2012
 
Palestra apresentada na reunião da Câmara Setorial de Lácteos
Palestra apresentada na reunião da Câmara Setorial de LácteosPalestra apresentada na reunião da Câmara Setorial de Lácteos
Palestra apresentada na reunião da Câmara Setorial de Lácteos
 
Tendências do mercado de lácteos - julho 09
Tendências do mercado de lácteos - julho 09Tendências do mercado de lácteos - julho 09
Tendências do mercado de lácteos - julho 09
 
Asbram - Carta ao Guido Mantega - fev/12
Asbram - Carta ao Guido Mantega - fev/12Asbram - Carta ao Guido Mantega - fev/12
Asbram - Carta ao Guido Mantega - fev/12
 
Agronegócio & Pequenos Produtores: De mãos dadas para trilhar o caminho da S...
 Agronegócio & Pequenos Produtores: De mãos dadas para trilhar o caminho da S... Agronegócio & Pequenos Produtores: De mãos dadas para trilhar o caminho da S...
Agronegócio & Pequenos Produtores: De mãos dadas para trilhar o caminho da S...
 

Mais de Ivana da Silveira

Viabilidade negocio
Viabilidade negocio Viabilidade negocio
Viabilidade negocio
Ivana da Silveira
 
ROI
ROIROI
Competitividade inovacao
Competitividade inovacao Competitividade inovacao
Competitividade inovacao
Ivana da Silveira
 
Trip linhas aereas
Trip linhas aereas Trip linhas aereas
Trip linhas aereas
Ivana da Silveira
 
Novos entrantes
Novos entrantes Novos entrantes
Novos entrantes
Ivana da Silveira
 
Padrao Ata2300
Padrao Ata2300Padrao Ata2300
Padrao Ata2300
Ivana da Silveira
 
Basiléia
Basiléia Basiléia
Basiléia
Ivana da Silveira
 
IRFS
IRFSIRFS
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henriqueSustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Ivana da Silveira
 
Modelo negocio george
Modelo negocio georgeModelo negocio george
Modelo negocio george
Ivana da Silveira
 
Formacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_marioFormacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_mario
Ivana da Silveira
 
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglasCondicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Ivana da Silveira
 
Gestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardoGestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardo
Ivana da Silveira
 
Formacao equipes kleston
Formacao equipes klestonFormacao equipes kleston
Formacao equipes kleston
Ivana da Silveira
 
Caso Braskem monica
Caso Braskem monicaCaso Braskem monica
Caso Braskem monica
Ivana da Silveira
 
Estrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borgesEstrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borges
Ivana da Silveira
 

Mais de Ivana da Silveira (16)

Viabilidade negocio
Viabilidade negocio Viabilidade negocio
Viabilidade negocio
 
ROI
ROIROI
ROI
 
Competitividade inovacao
Competitividade inovacao Competitividade inovacao
Competitividade inovacao
 
Trip linhas aereas
Trip linhas aereas Trip linhas aereas
Trip linhas aereas
 
Novos entrantes
Novos entrantes Novos entrantes
Novos entrantes
 
Padrao Ata2300
Padrao Ata2300Padrao Ata2300
Padrao Ata2300
 
Basiléia
Basiléia Basiléia
Basiléia
 
IRFS
IRFSIRFS
IRFS
 
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henriqueSustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
 
Modelo negocio george
Modelo negocio georgeModelo negocio george
Modelo negocio george
 
Formacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_marioFormacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_mario
 
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglasCondicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
 
Gestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardoGestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardo
 
Formacao equipes kleston
Formacao equipes klestonFormacao equipes kleston
Formacao equipes kleston
 
Caso Braskem monica
Caso Braskem monicaCaso Braskem monica
Caso Braskem monica
 
Estrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borgesEstrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borges
 

Wall street eduardo

  • 1. Inovação em busca de competitividade e geração de valor 04/11/2011 ISBN 9788599809020 www.fia.com.br/profuturo
  • 2. WALL STREET DIRECIONANDO O PREÇO DO ALIMENTO AO REDOR DO MUNDO Eduardo de Souza Monteiro Prof. MSc. Carlos Honorato São Paulo, Novembro 2011
  • 3. Tema Discutir a influência do mercado financeiro na formação do preço dos alimentos, derivado da variação dos preços das commodities agrícolas, como suporte para oportunidades de investimento com lucratividade superior
  • 4. Agenda Metodologia e justificativa Expor a dinâmica de funcionamento e principais participantes do mercado de derivativos Apresentar indicadores do fluxo de capitais e histórico de regulamentação Identificar a influência do mercado financeiro e das commodities de energia na formação do preço dos alimentos Observações sobre impacto no preço de alimentos e posição dos fundos, comparado com cotação do preço de soja Conclusão e considerações finais
  • 5. Metodologia e Justificativa • Ensaio teórico • Justificativa – Crise e disparada no preço dos alimentos • Autores da área de economia e finanças: Gitman (2010), Hull (2005), Krugman (2011), Kaufman (2011), NAIK (2001), NEVES (2001), CORRÊA (2005) • Acesso a base secundárias do mercado e de organismos internacionais FAO – Marketing Review – 2010 IMF World Economic Outlook– 2010 US Senate Comitee – Commodities Futures Trading Comission – 2008 World Bank – Global Economic Prospects – 2011
  • 6. Dinâmica do Mercado de Derivativos O uso de derivativos agrícolas surgiu após a guerra civil dos EUA para reduzir o risco de incerteza nos preços
  • 7. Principais Participantes dos Mercados derivativos • HEDGER - Fundos ou “Traders” Comerciais • ESPECULADOR - Fundos ou “Traders” Não Comerciais
  • 8. Fluxo de Capitais Países em Desenvolvimento x Preço de Commodities x Preço de Energia Negociações de contratos de derivativos aumentaram 6 vezes nesse período Desregulamentação dos mercado de futuros de commodities agrícolas liberando limites de exposições em grãos. (1999) Goldman Sachs Commodities Index (GSCI). (1991) Fonte: Capital Flows to Developing Countries in a Historical Perspective–(2011)
  • 9. Composição do Índice Standard & Poors-Goldman Poors- Sachs Commodities Metais Metais Energia 78.65% 6.12% 1.81% Agropecuária 13.43% industriais preciosos Petróleo bruto 55.46% Alumínio 2.17% Ouro 1.58% Trigo 3.42% Gasolina 4.62% Cobre 2.64% Prata 0.23% Milho 3.12% Óleo de 5.59% Chumbo 0.28% Carnes 3.01% aquecimento Gasóleo 4.53% Níquel 0.60% Soja 1.91% Gás natural 5.78% Zinco 0.85% Algodão 0.93% Açúcar 0.67% Café 0.46% Cacau 0.19% Fonte; adaptado de MB Associados / Bloomberg, (2011).
  • 10. Evolução do S&P GSCI / Peso do Petróleo Fonte; adaptado de MB Associados / Bloomberg, (2011).
  • 11. Evolução de Preços Commodities Agrícolas e Petróleo 900% Soja Preços 800% Milho Açúcar 700% Petróleo 600% 500% 400% 300% 200% 100% 0% 1993 1993 1994 1994 1995 1995 1996 1996 1997 1998 1998 1999 1999 2000 2000 2001 2001 2002 2003 2003 2004 2004 2005 2005 2006 2006 2007 2008 2008 2009 2009 2010 2010 2011 Fonte; adaptado de MB Associados / Bloomberg, (2011)
  • 12. Posição Fundos Não Comercias em Soja x Preço de Soja Movimento de 2º Movimento fuga e queda nos de alta 1º Movimento preços de alta Fonte; adaptado de MB Associados / Bloomberg, (2011)
  • 13. Impacto no Preço dos Alimentos Commodities agrícolas são impactadas por: Altos preços do petróleo Biocombustível Estoques mundiais de commodities alimentícias Crescimento econômico e populacional Restrições às exportações Condições climáticas
  • 14. Conclusões Rever a regulamentação do funcionamento das bolsas de futuros de commodities Estabelecer as diretrizes básicas desse mercado com base em: Demanda Oferta Produtividade das safras Condições climáticas
  • 15. Conclusões O mercado financeiro, visando melhorar os resultados em seus investimentos, está contribuído fortemente para uma distorção do preço real das commodities agrícolas e consequentemente dos alimentos