SlideShare uma empresa Scribd logo
Inovação em busca de competitividade e geração de valor

                      04/11/2011

                 ISBN 9788599809020




              www.fia.com.br/profuturo
ESTUDO DE VIABILIDADE TÉCNICO ECONÔMICA DE
MODERNIZAÇÃO DA CENTRAL TERMELÉTRICA DO POLO
         PETROQUÍMICO DE CAMAÇARI




 Autor: Fabio Koga
 Orientador: profª. Cristina Dai Prá Martens
Agenda
• Introdução.
• Pergunta de pesquisa.
• Objetivos.
• Referencial teórico.
• Metodologia.
• Principais resultados.
• Considerações finais.
Introdução
• O principal motivador deste trabalho foi analisar a
  viabilidade e necessidade de investimento em
  modernização/adequação de sistemas elétricos
  considerando um contexto mais amplo, levando em
  conta o ambiente interno e externo da empresa, suas
  estratégias futuras, ameaças potenciais caso não haja
  o investimento e potencial de retorno resultante a
  realização do projeto.
Introdução
• Ocorre que muitas vezes este estudo não é realizado
  por falta de apoio dos fabricantes de equipamentos
  que não investem os recursos necessários para
  realização do levantamento de dados e não
  fornecem as informações necessárias para realização
  do estudo.
Arranjo de Distribuição do sistema
             Elétrico
Pergunta de pesquisa/ Objetivo
              Geral
• A modernização do sistema elétrico do polo
  petroquímico é tecnicamente necessária e
  comercialmente viável?
Objetivos
                    Específicos
• Definir recursos técnicos e financeiros necessários a
  serem investidos para a modernização do sistema
  elétrico
• Estudar riscos operacionais e financeiros atrelados a não
  execução do projeto de modernização
• Definir modelos de negócios alternativos que propiciem
  o sucesso da estratégia de modernização investimentos
  com Recursos próprios x Project Financing
• Definir potenciais retornos financeiros decorrentes da
  modernização
Referencial Teórico
• Confiabilidade é a probabilidade de um item
  desempenhar satisfatoriamente a função requerida,
  sob condições de operação estabelecidas, por um
  período de tempo pré determinado.
• Curva da
Banheira




                                              28 anos – Fonte Salum
              Fonte: Corrêa e Corrêa (2009)
Referencial Teórico
• Pay Back
• VPL
• TIR
• Project
Finance




       Fonte: Prof. Leandro J. Morilhas - Profuturo
Referencial Teórico
                     Fonte: Fonte: Prof James Wright - Profuturo




                                 5 Forças Competitivas - Porter




Fonte: Micheal Porter – Vantagem Competitiva
Metodologia
• A metodologia utilizada foi estudo de caso.
• Como material de estudo e apoio ao estudo
  de caso, utilizou-se:
  – Análise de Documentos fornecidos pela empresa
  – Entrevista com dois executivos e um responsável
    pela gestão operacional da unidade
  – Observação realizada em visitas técnicas
    direcionadas
Principais Resultados
• Confirmação técnica da necessidade do investimento na
  substituição de equipamentos e definição dos recursos
  necessários (Quantificação e Custeio)
• Análise do Cenário Econômico e Estratégico no qual está
  inserida a Companhia e quais impactos a execução do
  projeto podem causar perante o cenário apresentado.
• Análise da proposição técnica econômica para execução
  do projeto através de Valor Presente Líquido (VPL), Taxa
  de Retorno Interna (TIR) e Pay Back resultantes da
  proposição apresentada.
Posicionamento da Petroquímica
          Brasileira




      Fonte : Abiquim 2010
Análise SWOT
Resumo dos itens a serem substituídos após análise
                      técnica
    AREA           TRAFOS        Painéis de     Produtos Alta   Painéis de Baixa
                                 Média Tensão   Tensão          Tensão




    SE NORTE       8 x 50 MVA    64 colunas     diversos
                   4 X 20 MVA
                   4 x 1,5 MVA

    SE LESTE                     9 colunas      diversos

    SE SUL                       12 colunas     diversos

    SE 21                        60 Colunas                     167 colunas

    SE 41                        42 colunas                     21 colunas

    Área Comum                   13 colunas

    UTE/ TG’s                                                   100 colunas


O estimativa de custo apresentada para execução do projeto pelo fornecedor
de equipamentos contactado totaliza R$ 150 Milhões
Dimensionamento de Ganhos
   Premissas:

   Custo kWh                                             R$            0,18
   Taxa de Utilização de Transformadores 75%                           0,75
   Redução de perdas (Tranformadores e Gerador) 5%                     0,05
   Periodo anual de utilização em dias                                  365
   Jornada de trabalho em horas                                           24
   Fator de Potência do Gerador                                          0,8
   Redução de custos operacionais (fonte:Empresa)        R$      500.000,00
   Custo de parada nas SE (SUL ou Leste)                 R$    5.000.000,00
   Custo de Parada na SE Norte                           R$   40.000.000,00
   Total de potência instalada transformadores a serem
   substituidos(kVA)                                                 336000

   Ganhos Potenciais

   Redução de perdas em Transformadores                  R$   19.867.680,00
   Redução de perdas no Gerador                          R$             -
   Redução de Custos Operacionais                        R$      500.000,00
   Eliminação de Custos com Falhas (media anual)         R$    5.000.000,00
   Total de Savings por ano                              R$   25.367.680,00
Cenário 1
Fluxo de Caixa para o Cenário 1


                                         Atratividade considerando
                                         investimento com recursos
                                         próprios
Premissas Cenário 1
• Considerou-se que os investimentos serão realizados com
  100% de recursos próprios.
• O prazo de vida do projeto será de 10 anos
• O prazo de execução do projeto será de 3 anos
• Os desembolsos serão realizados em 3 parcelas anuais iguais
  no valor de R$ 50 milhões cada.
• Todos transformadores serão instalados durante a primeira
  fase do projeto, permitindo que a empresa se beneficie da
  redução de perdas técnicas a partir do ano 1. O ganho
  estimado com redução de perdas foi abatido do valor de
  investimento nos anos 1 e 2.
Premissas Cenário 1
• A partir do ano 3 será deduzida do beneficio estimado uma
  parcela de 5 Milhões referente à custos com paradas por
  falhas na SE Sul ou Leste, conforme apresentado no quadro 1
  (Ganhos Potenciais).
• Não foram consideradas paradas por falhas na SE Norte, pois
  o custo de uma falha na SE Norte é muito grande e distorceria
  o estudo.
Cenário 2
Fluxo de Caixa para o Cenário 2
                                         Atratividade considerando
                                         financiamento de 60% do
                                         montante total do investimento
                                         por parte do fornecedor dos
                                         equipamentos.
Premissas Cenário 2
• Considerou-se que os investimentos serão realizados com
  40% de recursos próprios e 60% financiamento pelo
  fornecedor.
• O prazo de vida do projeto será de 10 anos
• O prazo de execução do projeto será de 3 anos
• Os desembolsos serão realizados da seguinte forma: a partir
  do ano zero a empresa realizará pagamentos em 3 parcelas
  anuais iguais no valor de R$ 20 milhões cada. A partir do ano
  1 serão acrescidos aos fluxos de pagamento as parcelas anuais
  de financiamento.
Premissas Cenário 2
• A taxa de juros anuais utilizada para simulação foi de 6% ao
  ano.
• Todos transformadores serão instalados durante a primeira
  fase do projeto, permitindo que a empresa se beneficie da
  redução de perdas técnicas a partir do ano 1.
• O ganho estimado com redução de perdas foi abatido do valor
  de investimento nos anos 1 e 2.
• A partir do ano 3 será deduzida do beneficio estimado uma
  parcela de 5 Milhões referente à custos com paradas por
  falhas na SE Sul ou Leste, conforme apresentado no quadro 1
  (Ganhos Potenciais).
• Não foram consideradas paradas por falhas na SE Norte, pois
  o custo de uma falha na SE Norte é muito grande e distorceria
  o estudo.
Considerações Finais

• Neste trabalho constatou-se que existe a
  necessidade técnica e viabilidade econômica para
  aprovação do projeto de modernização do sistema
  elétrico de Camaçari desde que o projeto seja
  financiado.
Considerações Finais
• Sem investimentos em atualização tecnológica a confiabilidade do sistema
  elétrico diminui exponencialmente.
• O estudo constatou que tecnicamente o sistema eletrico atual apresenta
  risco aos operadores por nao atender às normas vigentes (NR-10) e a
  continuidade operacional, de acordo com relátóio DNV e levantamento de
  campo realizado.
• A análise do ambiente interno e externo da empresa indicou que a não
  realização do projeto impactaria negativamente na estratégia de
  crescimento da empresa.
• Outro ponto apontado pelo estudo refere-se a ameaça imposta pelos
  competidores internacionais, que podem aproveitar-se de um eventual
  black out Petroquímico.
Considerações Finais
Limitações da Pesquisa:
• Por solicitação das empresas envolvidas os números apresentados foram
   alterados, de forma que não impactassem os objetivos do estudo.
• Neste trabalho não foram simulados cenários para diferentes sistemas de
   amortização de juros.
• Não foram considerados os ganhos decorrentes do aumento na margem
   de venda de energia para outras empresas do polo.
• Não foram comparados os resultados obtidos para o investimento na
   modernização do sistema elétrico com investimento em novas plantas.
• Sugere-se a avaliação de outros modelos de financiamento, leasing e
   eventualmente a locação do sistema elétrico.
• A mensuração de ganhos por redução de perdas técnicas baseou-se na
   substituição de transformadores, poderia ser realizado um estudo mais
   amplo considerando-se a troca dos turbogeradores de energia e caldeiras
   para geração de vapor.
Muito Obrigado!


      Fábio Koga
fabiokoga@uol.com.br
BACK UP
Entrevista Informal
• Qual o custo de produção da Energia Eletrica,
• Qual o Preço de venda da energia eletrica
• Existe um histórico de ocorrencias so sistema
  de distribuição de energia do polo? Qual a
  Frequencia?
• Qual o custo de um black out para a empresa?
• Considerando a estratégia de crescimento da
  empresa, existe plano de expansão para esta
  localidade?
Entrevista Informal
• Qual a taxa de atratividade típica esperada
  para um projeto?
• Como será o processo de decisão para o
  investimento em questão?

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Estudo de viabilidade
Estudo de viabilidadeEstudo de viabilidade
Estudo de viabilidade
alearantes
 
Hambúrguer Vegetal de Fibra de Caju e Proteína Texturizada de Soja: Obtenção ...
Hambúrguer Vegetal de Fibra de Caju e Proteína Texturizada de Soja: Obtenção ...Hambúrguer Vegetal de Fibra de Caju e Proteína Texturizada de Soja: Obtenção ...
Hambúrguer Vegetal de Fibra de Caju e Proteína Texturizada de Soja: Obtenção ...
Pedro Felizardo Adeodato de Paula Pessoa
 
Artigo biocombustíveis e sua viabilidade econômica na aviação
Artigo biocombustíveis e sua viabilidade econômica na aviaçãoArtigo biocombustíveis e sua viabilidade econômica na aviação
Artigo biocombustíveis e sua viabilidade econômica na aviação
Marcelo Neri
 
TUTORIAL EVERNOTE
TUTORIAL EVERNOTETUTORIAL EVERNOTE
TUTORIAL EVERNOTE
Vilson Ruver
 
Viabilidade econômica de empreendimentos no sienge construindo um caminho m...
Viabilidade econômica de empreendimentos no sienge   construindo um caminho m...Viabilidade econômica de empreendimentos no sienge   construindo um caminho m...
Viabilidade econômica de empreendimentos no sienge construindo um caminho m...
Sienge
 
Análise Viabilidade Econômica de Uma Nova Cachaça
Análise Viabilidade Econômica de Uma Nova CachaçaAnálise Viabilidade Econômica de Uma Nova Cachaça
Análise Viabilidade Econômica de Uma Nova Cachaça
farbache
 
Startups - Criando Modelos de Negócio Inovadores
Startups - Criando Modelos de Negócio InovadoresStartups - Criando Modelos de Negócio Inovadores
Startups - Criando Modelos de Negócio Inovadores
Zé Wellington
 
Business Case Ti
Business Case TiBusiness Case Ti
Business Case Ti
gaviotafeliz
 
Apresentação Meu Plano de Negócios - Startup
Apresentação Meu Plano de Negócios - StartupApresentação Meu Plano de Negócios - Startup
Apresentação Meu Plano de Negócios - Startup
Renapsi
 
Plano de negócio para startups
Plano de negócio para startupsPlano de negócio para startups
Plano de negócio para startups
Felipe Perlino
 

Destaque (10)

Estudo de viabilidade
Estudo de viabilidadeEstudo de viabilidade
Estudo de viabilidade
 
Hambúrguer Vegetal de Fibra de Caju e Proteína Texturizada de Soja: Obtenção ...
Hambúrguer Vegetal de Fibra de Caju e Proteína Texturizada de Soja: Obtenção ...Hambúrguer Vegetal de Fibra de Caju e Proteína Texturizada de Soja: Obtenção ...
Hambúrguer Vegetal de Fibra de Caju e Proteína Texturizada de Soja: Obtenção ...
 
Artigo biocombustíveis e sua viabilidade econômica na aviação
Artigo biocombustíveis e sua viabilidade econômica na aviaçãoArtigo biocombustíveis e sua viabilidade econômica na aviação
Artigo biocombustíveis e sua viabilidade econômica na aviação
 
TUTORIAL EVERNOTE
TUTORIAL EVERNOTETUTORIAL EVERNOTE
TUTORIAL EVERNOTE
 
Viabilidade econômica de empreendimentos no sienge construindo um caminho m...
Viabilidade econômica de empreendimentos no sienge   construindo um caminho m...Viabilidade econômica de empreendimentos no sienge   construindo um caminho m...
Viabilidade econômica de empreendimentos no sienge construindo um caminho m...
 
Análise Viabilidade Econômica de Uma Nova Cachaça
Análise Viabilidade Econômica de Uma Nova CachaçaAnálise Viabilidade Econômica de Uma Nova Cachaça
Análise Viabilidade Econômica de Uma Nova Cachaça
 
Startups - Criando Modelos de Negócio Inovadores
Startups - Criando Modelos de Negócio InovadoresStartups - Criando Modelos de Negócio Inovadores
Startups - Criando Modelos de Negócio Inovadores
 
Business Case Ti
Business Case TiBusiness Case Ti
Business Case Ti
 
Apresentação Meu Plano de Negócios - Startup
Apresentação Meu Plano de Negócios - StartupApresentação Meu Plano de Negócios - Startup
Apresentação Meu Plano de Negócios - Startup
 
Plano de negócio para startups
Plano de negócio para startupsPlano de negócio para startups
Plano de negócio para startups
 

Semelhante a Viabilidade economica fabio.koga

Composteira at Home
Composteira at HomeComposteira at Home
Composteira at Home
Marco Coghi
 
Escalabilidade, Resiliência e Continuidade de Negócios no Data Center do Futuro
Escalabilidade, Resiliência e Continuidade de Negócios noData Center do FuturoEscalabilidade, Resiliência e Continuidade de Negócios noData Center do Futuro
Escalabilidade, Resiliência e Continuidade de Negócios no Data Center do Futuro
Sidney Modenesi, MBCI
 
Entanglements using compressor VSDs in cogeneration
Entanglements using compressor VSDs in cogenerationEntanglements using compressor VSDs in cogeneration
Entanglements using compressor VSDs in cogeneration
AlanZorkot1
 
Workshop EE 2014 - 08. Luiz Carlos Lopes Júnior - PEE CPFL Energia - Chamada ...
Workshop EE 2014 - 08. Luiz Carlos Lopes Júnior - PEE CPFL Energia - Chamada ...Workshop EE 2014 - 08. Luiz Carlos Lopes Júnior - PEE CPFL Energia - Chamada ...
Workshop EE 2014 - 08. Luiz Carlos Lopes Júnior - PEE CPFL Energia - Chamada ...
CPFL Energia
 
Projetos5
Projetos5Projetos5
17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
itgfiles
 
Conheça técnicas para aumentar o ROI do projeto de monitoramento
Conheça técnicas para aumentar o ROI do projeto de monitoramentoConheça técnicas para aumentar o ROI do projeto de monitoramento
Conheça técnicas para aumentar o ROI do projeto de monitoramento
Netwall
 
Projeto de renovação e substituição de ativos
Projeto de renovação e substituição de ativosProjeto de renovação e substituição de ativos
Projeto de renovação e substituição de ativos
Rômulo Silva
 
eco telhado
eco telhadoeco telhado
eco telhado
Christian Gois
 
EcoTelhado
EcoTelhadoEcoTelhado
EcoTelhado
Marco Coghi
 
PALESTRA SOBRE ENERGIA SOLAR NO WORKSHOP SEBRAE-TERESINA
PALESTRA SOBRE ENERGIA SOLAR NO WORKSHOP SEBRAE-TERESINAPALESTRA SOBRE ENERGIA SOLAR NO WORKSHOP SEBRAE-TERESINA
PALESTRA SOBRE ENERGIA SOLAR NO WORKSHOP SEBRAE-TERESINA
Vinicius Ayrão
 
Elaboração de Projetos Inovadores
Elaboração de Projetos InovadoresElaboração de Projetos Inovadores
Elaboração de Projetos Inovadores
Portal Inovação UFMS
 
Substituição dos Transformadores de Energia Elétrica
Substituição dos Transformadores de Energia ElétricaSubstituição dos Transformadores de Energia Elétrica
Substituição dos Transformadores de Energia Elétrica
Marco Coghi
 
Waupbm fgv 08112011
Waupbm fgv 08112011Waupbm fgv 08112011
Waupbm fgv 08112011
Messias Moretto
 
Programas de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética
Programas de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência EnergéticaProgramas de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética
Programas de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética
ANEEL - Agência Nacional de Energia Elétrica
 
CelPaper Energia
CelPaper EnergiaCelPaper Energia
CelPaper Energia
Marco Coghi
 
CelPaper Energia
CelPaper EnergiaCelPaper Energia
CelPaper Energia
Marco Coghi
 
Constru inova bipv e viabilidade econômico-financeira
Constru inova   bipv e viabilidade econômico-financeiraConstru inova   bipv e viabilidade econômico-financeira
Constru inova bipv e viabilidade econômico-financeira
Roberto Camargo
 
18.ago esmeralda 14.30_267_light
18.ago esmeralda 14.30_267_light18.ago esmeralda 14.30_267_light
18.ago esmeralda 14.30_267_light
itgfiles
 
Gestão dos projetos de melhorias operacionais
Gestão dos projetos de melhorias operacionaisGestão dos projetos de melhorias operacionais
Gestão dos projetos de melhorias operacionais
Tito Livio M. Cardoso
 

Semelhante a Viabilidade economica fabio.koga (20)

Composteira at Home
Composteira at HomeComposteira at Home
Composteira at Home
 
Escalabilidade, Resiliência e Continuidade de Negócios no Data Center do Futuro
Escalabilidade, Resiliência e Continuidade de Negócios noData Center do FuturoEscalabilidade, Resiliência e Continuidade de Negócios noData Center do Futuro
Escalabilidade, Resiliência e Continuidade de Negócios no Data Center do Futuro
 
Entanglements using compressor VSDs in cogeneration
Entanglements using compressor VSDs in cogenerationEntanglements using compressor VSDs in cogeneration
Entanglements using compressor VSDs in cogeneration
 
Workshop EE 2014 - 08. Luiz Carlos Lopes Júnior - PEE CPFL Energia - Chamada ...
Workshop EE 2014 - 08. Luiz Carlos Lopes Júnior - PEE CPFL Energia - Chamada ...Workshop EE 2014 - 08. Luiz Carlos Lopes Júnior - PEE CPFL Energia - Chamada ...
Workshop EE 2014 - 08. Luiz Carlos Lopes Júnior - PEE CPFL Energia - Chamada ...
 
Projetos5
Projetos5Projetos5
Projetos5
 
17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
17.ago ruby 14.00_painel m&v_unifei
 
Conheça técnicas para aumentar o ROI do projeto de monitoramento
Conheça técnicas para aumentar o ROI do projeto de monitoramentoConheça técnicas para aumentar o ROI do projeto de monitoramento
Conheça técnicas para aumentar o ROI do projeto de monitoramento
 
Projeto de renovação e substituição de ativos
Projeto de renovação e substituição de ativosProjeto de renovação e substituição de ativos
Projeto de renovação e substituição de ativos
 
eco telhado
eco telhadoeco telhado
eco telhado
 
EcoTelhado
EcoTelhadoEcoTelhado
EcoTelhado
 
PALESTRA SOBRE ENERGIA SOLAR NO WORKSHOP SEBRAE-TERESINA
PALESTRA SOBRE ENERGIA SOLAR NO WORKSHOP SEBRAE-TERESINAPALESTRA SOBRE ENERGIA SOLAR NO WORKSHOP SEBRAE-TERESINA
PALESTRA SOBRE ENERGIA SOLAR NO WORKSHOP SEBRAE-TERESINA
 
Elaboração de Projetos Inovadores
Elaboração de Projetos InovadoresElaboração de Projetos Inovadores
Elaboração de Projetos Inovadores
 
Substituição dos Transformadores de Energia Elétrica
Substituição dos Transformadores de Energia ElétricaSubstituição dos Transformadores de Energia Elétrica
Substituição dos Transformadores de Energia Elétrica
 
Waupbm fgv 08112011
Waupbm fgv 08112011Waupbm fgv 08112011
Waupbm fgv 08112011
 
Programas de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética
Programas de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência EnergéticaProgramas de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética
Programas de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética
 
CelPaper Energia
CelPaper EnergiaCelPaper Energia
CelPaper Energia
 
CelPaper Energia
CelPaper EnergiaCelPaper Energia
CelPaper Energia
 
Constru inova bipv e viabilidade econômico-financeira
Constru inova   bipv e viabilidade econômico-financeiraConstru inova   bipv e viabilidade econômico-financeira
Constru inova bipv e viabilidade econômico-financeira
 
18.ago esmeralda 14.30_267_light
18.ago esmeralda 14.30_267_light18.ago esmeralda 14.30_267_light
18.ago esmeralda 14.30_267_light
 
Gestão dos projetos de melhorias operacionais
Gestão dos projetos de melhorias operacionaisGestão dos projetos de melhorias operacionais
Gestão dos projetos de melhorias operacionais
 

Mais de Ivana da Silveira

Viabilidade negocio
Viabilidade negocio Viabilidade negocio
Viabilidade negocio
Ivana da Silveira
 
ROI
ROIROI
Competitividade inovacao
Competitividade inovacao Competitividade inovacao
Competitividade inovacao
Ivana da Silveira
 
Trip linhas aereas
Trip linhas aereas Trip linhas aereas
Trip linhas aereas
Ivana da Silveira
 
Novos entrantes
Novos entrantes Novos entrantes
Novos entrantes
Ivana da Silveira
 
Padrao Ata2300
Padrao Ata2300Padrao Ata2300
Padrao Ata2300
Ivana da Silveira
 
Basiléia
Basiléia Basiléia
Basiléia
Ivana da Silveira
 
IRFS
IRFSIRFS
Wall street eduardo
Wall street eduardoWall street eduardo
Wall street eduardo
Ivana da Silveira
 
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henriqueSustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Ivana da Silveira
 
Modelo negocio george
Modelo negocio georgeModelo negocio george
Modelo negocio george
Ivana da Silveira
 
Formacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_marioFormacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_mario
Ivana da Silveira
 
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglasCondicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Ivana da Silveira
 
Gestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardoGestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardo
Ivana da Silveira
 
Formacao equipes kleston
Formacao equipes klestonFormacao equipes kleston
Formacao equipes kleston
Ivana da Silveira
 
Caso Braskem monica
Caso Braskem monicaCaso Braskem monica
Caso Braskem monica
Ivana da Silveira
 
Estrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borgesEstrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borges
Ivana da Silveira
 

Mais de Ivana da Silveira (17)

Viabilidade negocio
Viabilidade negocio Viabilidade negocio
Viabilidade negocio
 
ROI
ROIROI
ROI
 
Competitividade inovacao
Competitividade inovacao Competitividade inovacao
Competitividade inovacao
 
Trip linhas aereas
Trip linhas aereas Trip linhas aereas
Trip linhas aereas
 
Novos entrantes
Novos entrantes Novos entrantes
Novos entrantes
 
Padrao Ata2300
Padrao Ata2300Padrao Ata2300
Padrao Ata2300
 
Basiléia
Basiléia Basiléia
Basiléia
 
IRFS
IRFSIRFS
IRFS
 
Wall street eduardo
Wall street eduardoWall street eduardo
Wall street eduardo
 
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henriqueSustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
 
Modelo negocio george
Modelo negocio georgeModelo negocio george
Modelo negocio george
 
Formacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_marioFormacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_mario
 
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglasCondicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
 
Gestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardoGestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardo
 
Formacao equipes kleston
Formacao equipes klestonFormacao equipes kleston
Formacao equipes kleston
 
Caso Braskem monica
Caso Braskem monicaCaso Braskem monica
Caso Braskem monica
 
Estrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borgesEstrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borges
 

Viabilidade economica fabio.koga

  • 1. Inovação em busca de competitividade e geração de valor 04/11/2011 ISBN 9788599809020 www.fia.com.br/profuturo
  • 2. ESTUDO DE VIABILIDADE TÉCNICO ECONÔMICA DE MODERNIZAÇÃO DA CENTRAL TERMELÉTRICA DO POLO PETROQUÍMICO DE CAMAÇARI Autor: Fabio Koga Orientador: profª. Cristina Dai Prá Martens
  • 3. Agenda • Introdução. • Pergunta de pesquisa. • Objetivos. • Referencial teórico. • Metodologia. • Principais resultados. • Considerações finais.
  • 4. Introdução • O principal motivador deste trabalho foi analisar a viabilidade e necessidade de investimento em modernização/adequação de sistemas elétricos considerando um contexto mais amplo, levando em conta o ambiente interno e externo da empresa, suas estratégias futuras, ameaças potenciais caso não haja o investimento e potencial de retorno resultante a realização do projeto.
  • 5. Introdução • Ocorre que muitas vezes este estudo não é realizado por falta de apoio dos fabricantes de equipamentos que não investem os recursos necessários para realização do levantamento de dados e não fornecem as informações necessárias para realização do estudo.
  • 6. Arranjo de Distribuição do sistema Elétrico
  • 7. Pergunta de pesquisa/ Objetivo Geral • A modernização do sistema elétrico do polo petroquímico é tecnicamente necessária e comercialmente viável?
  • 8. Objetivos Específicos • Definir recursos técnicos e financeiros necessários a serem investidos para a modernização do sistema elétrico • Estudar riscos operacionais e financeiros atrelados a não execução do projeto de modernização • Definir modelos de negócios alternativos que propiciem o sucesso da estratégia de modernização investimentos com Recursos próprios x Project Financing • Definir potenciais retornos financeiros decorrentes da modernização
  • 9. Referencial Teórico • Confiabilidade é a probabilidade de um item desempenhar satisfatoriamente a função requerida, sob condições de operação estabelecidas, por um período de tempo pré determinado. • Curva da Banheira 28 anos – Fonte Salum Fonte: Corrêa e Corrêa (2009)
  • 10. Referencial Teórico • Pay Back • VPL • TIR • Project Finance Fonte: Prof. Leandro J. Morilhas - Profuturo
  • 11. Referencial Teórico Fonte: Fonte: Prof James Wright - Profuturo 5 Forças Competitivas - Porter Fonte: Micheal Porter – Vantagem Competitiva
  • 12. Metodologia • A metodologia utilizada foi estudo de caso. • Como material de estudo e apoio ao estudo de caso, utilizou-se: – Análise de Documentos fornecidos pela empresa – Entrevista com dois executivos e um responsável pela gestão operacional da unidade – Observação realizada em visitas técnicas direcionadas
  • 13. Principais Resultados • Confirmação técnica da necessidade do investimento na substituição de equipamentos e definição dos recursos necessários (Quantificação e Custeio) • Análise do Cenário Econômico e Estratégico no qual está inserida a Companhia e quais impactos a execução do projeto podem causar perante o cenário apresentado. • Análise da proposição técnica econômica para execução do projeto através de Valor Presente Líquido (VPL), Taxa de Retorno Interna (TIR) e Pay Back resultantes da proposição apresentada.
  • 14. Posicionamento da Petroquímica Brasileira Fonte : Abiquim 2010
  • 16. Resumo dos itens a serem substituídos após análise técnica AREA TRAFOS Painéis de Produtos Alta Painéis de Baixa Média Tensão Tensão Tensão SE NORTE 8 x 50 MVA 64 colunas diversos 4 X 20 MVA 4 x 1,5 MVA SE LESTE 9 colunas diversos SE SUL 12 colunas diversos SE 21 60 Colunas 167 colunas SE 41 42 colunas 21 colunas Área Comum 13 colunas UTE/ TG’s 100 colunas O estimativa de custo apresentada para execução do projeto pelo fornecedor de equipamentos contactado totaliza R$ 150 Milhões
  • 17. Dimensionamento de Ganhos Premissas: Custo kWh R$ 0,18 Taxa de Utilização de Transformadores 75% 0,75 Redução de perdas (Tranformadores e Gerador) 5% 0,05 Periodo anual de utilização em dias 365 Jornada de trabalho em horas 24 Fator de Potência do Gerador 0,8 Redução de custos operacionais (fonte:Empresa) R$ 500.000,00 Custo de parada nas SE (SUL ou Leste) R$ 5.000.000,00 Custo de Parada na SE Norte R$ 40.000.000,00 Total de potência instalada transformadores a serem substituidos(kVA) 336000 Ganhos Potenciais Redução de perdas em Transformadores R$ 19.867.680,00 Redução de perdas no Gerador R$ - Redução de Custos Operacionais R$ 500.000,00 Eliminação de Custos com Falhas (media anual) R$ 5.000.000,00 Total de Savings por ano R$ 25.367.680,00
  • 18. Cenário 1 Fluxo de Caixa para o Cenário 1 Atratividade considerando investimento com recursos próprios
  • 19. Premissas Cenário 1 • Considerou-se que os investimentos serão realizados com 100% de recursos próprios. • O prazo de vida do projeto será de 10 anos • O prazo de execução do projeto será de 3 anos • Os desembolsos serão realizados em 3 parcelas anuais iguais no valor de R$ 50 milhões cada. • Todos transformadores serão instalados durante a primeira fase do projeto, permitindo que a empresa se beneficie da redução de perdas técnicas a partir do ano 1. O ganho estimado com redução de perdas foi abatido do valor de investimento nos anos 1 e 2.
  • 20. Premissas Cenário 1 • A partir do ano 3 será deduzida do beneficio estimado uma parcela de 5 Milhões referente à custos com paradas por falhas na SE Sul ou Leste, conforme apresentado no quadro 1 (Ganhos Potenciais). • Não foram consideradas paradas por falhas na SE Norte, pois o custo de uma falha na SE Norte é muito grande e distorceria o estudo.
  • 21. Cenário 2 Fluxo de Caixa para o Cenário 2 Atratividade considerando financiamento de 60% do montante total do investimento por parte do fornecedor dos equipamentos.
  • 22. Premissas Cenário 2 • Considerou-se que os investimentos serão realizados com 40% de recursos próprios e 60% financiamento pelo fornecedor. • O prazo de vida do projeto será de 10 anos • O prazo de execução do projeto será de 3 anos • Os desembolsos serão realizados da seguinte forma: a partir do ano zero a empresa realizará pagamentos em 3 parcelas anuais iguais no valor de R$ 20 milhões cada. A partir do ano 1 serão acrescidos aos fluxos de pagamento as parcelas anuais de financiamento.
  • 23. Premissas Cenário 2 • A taxa de juros anuais utilizada para simulação foi de 6% ao ano. • Todos transformadores serão instalados durante a primeira fase do projeto, permitindo que a empresa se beneficie da redução de perdas técnicas a partir do ano 1. • O ganho estimado com redução de perdas foi abatido do valor de investimento nos anos 1 e 2. • A partir do ano 3 será deduzida do beneficio estimado uma parcela de 5 Milhões referente à custos com paradas por falhas na SE Sul ou Leste, conforme apresentado no quadro 1 (Ganhos Potenciais). • Não foram consideradas paradas por falhas na SE Norte, pois o custo de uma falha na SE Norte é muito grande e distorceria o estudo.
  • 24. Considerações Finais • Neste trabalho constatou-se que existe a necessidade técnica e viabilidade econômica para aprovação do projeto de modernização do sistema elétrico de Camaçari desde que o projeto seja financiado.
  • 25. Considerações Finais • Sem investimentos em atualização tecnológica a confiabilidade do sistema elétrico diminui exponencialmente. • O estudo constatou que tecnicamente o sistema eletrico atual apresenta risco aos operadores por nao atender às normas vigentes (NR-10) e a continuidade operacional, de acordo com relátóio DNV e levantamento de campo realizado. • A análise do ambiente interno e externo da empresa indicou que a não realização do projeto impactaria negativamente na estratégia de crescimento da empresa. • Outro ponto apontado pelo estudo refere-se a ameaça imposta pelos competidores internacionais, que podem aproveitar-se de um eventual black out Petroquímico.
  • 26. Considerações Finais Limitações da Pesquisa: • Por solicitação das empresas envolvidas os números apresentados foram alterados, de forma que não impactassem os objetivos do estudo. • Neste trabalho não foram simulados cenários para diferentes sistemas de amortização de juros. • Não foram considerados os ganhos decorrentes do aumento na margem de venda de energia para outras empresas do polo. • Não foram comparados os resultados obtidos para o investimento na modernização do sistema elétrico com investimento em novas plantas. • Sugere-se a avaliação de outros modelos de financiamento, leasing e eventualmente a locação do sistema elétrico. • A mensuração de ganhos por redução de perdas técnicas baseou-se na substituição de transformadores, poderia ser realizado um estudo mais amplo considerando-se a troca dos turbogeradores de energia e caldeiras para geração de vapor.
  • 27. Muito Obrigado! Fábio Koga fabiokoga@uol.com.br
  • 29. Entrevista Informal • Qual o custo de produção da Energia Eletrica, • Qual o Preço de venda da energia eletrica • Existe um histórico de ocorrencias so sistema de distribuição de energia do polo? Qual a Frequencia? • Qual o custo de um black out para a empresa? • Considerando a estratégia de crescimento da empresa, existe plano de expansão para esta localidade?
  • 30. Entrevista Informal • Qual a taxa de atratividade típica esperada para um projeto? • Como será o processo de decisão para o investimento em questão?