SlideShare uma empresa Scribd logo
Inovação em busca de competitividade e geração de valor

                      04/11/2011

                 ISBN 9788599809020




              www.fia.com.br/profuturo
Formação de equipes
multidisciplinares para avaliação e
   decisões de investimentos



  Autor: Kleston Santos Faria
  Orientador: Prof. Dr. Emerson A. Maccari
Agenda
• Introdução
• Pergunta de pesquisa
• Objetivos
• Referencial teórico
• Metodologia
• Principais resultados
• Considerações finais
Estratégia




“ Estratégia é a arte de controlar e utilizar os recursos de uma
nação, inclusive suas forças armadas, para que seus
interesses vitais sejam efetivamente promovidos e
garantidos”
                                                Edward Mead Earle
estabelecer os objetivos estratégicos




        comunicar para todos




    receber sugestões de projetos e
        identificar as restrições


     fazer as avaliações e aplicar os
            filtros necessários


Alocar recursos para executar as iniciativas
 que irão garantir o sucesso da estratégia!
recapitulando...
Como estruturar equipes de trabalho multidisciplinares
     voltadas para avaliação de investimentos?



Objetivos do trabalho:

• Definir processo de modelagem financeira dos projetos
• Definir ferramenta para comparação e priorização dos projetos
• Propor requisitos para a formação de equipes multidisciplinares
e um modelo de fluxo de trabalho
Justificativa do estudo
                 Atuação em ambiente competitivo e presença
                            em vários mercados


                     Multinacional com mais 70 milhões de
                   clientes e 20 mil funcionários só no Brasil


                          Investe mais de R$ 5bi/ano e lida
                             com mais de 100 iniciativas
                                    simultâneas

                          centro de decisão consolida e
                        prioriza as iniciativas para cumprir
                                     a estratégia

                        Projetos devem manter e aumentar a
                         liderança em qualidade, clientes e
                             rentabilidade da empresa!
Estrutura do trabalho
                            Capítulo 1 - Introdução
        1.1 Problema da pesquisa            1.3 Justificativa do tema

        1.2 Objetivos                       1.4 Estrutura do trabalho

      Capítulo 3                 Capítulo 2                     Capítulo 4
     Metodologia             Referencial Teórico                Resultados
 3.1 Delineamento            2.1 Definição de               4.1 Empresa
 da pesquisa                 Projetos

 3.2 Procedimento da        2.2 Avaliação                   4.2 Modelagem         comercial,
 coleta de dados            financeira de                   financeira de         operação e
                            projetos                        projetos               financeiro

 3.3 Procedimento de         2.3 Decisão de                 4.3 Ferramenta de
 análise de dados            investimentos –                priorização –                       aumentar
                                                            Alinhamento           estratégico
                             Perspectiva                                                          valor
                             Estratégica                    Estratégico e
                                                            Financeiro
 3.4 Limitações da           2.4 Grupos e                   4.4 Requisitos e
 pesquisa                    formação de                    fluxos para equipes    pessoas
                             equipes                        de trabalho

                        Capítulo 5 - Considerações Finais

      5.1 Conclusões      5.2 Limitações da Pesquisa        5.3 Sugestões
Referencial Teórico
Análise financeira de projetos
                o Segundo Damodaran, a avaliação de fluxo de caixa descontado é o modelo mais indicado
                      o Este tipo de análise identifica uma estimativa do valor gerado pelo fluxo de caixa projetado
                      o Os modelos tem que ser simples para facilitar o entendimento e as projeções
                o Segundo Ross, neste tipo de análise devemos nos cercar de cuidados com:
                      o Custos irrecuperáveis
                      o Custos de oportunidade
                      o Efeitos colaterais

Seleção de projetos – Gerenciamento de Portfólio
          o Segundo Cooper as empresas que apresentam os melhores resultados possuem processos de gestão de
            portfólio estruturados, com regras claras e consistentes e os principais benefícios são:
               o base comum, foco nos principais projetos, alinhamento estratégico, balanceamento de curto e longo
                  prazo, maior agilidade no lançamento de produtos, melhor alinhamento interno e de planejamento
                  estratégico
          o Os autores também asseguram que as empresas que utilizam modelos híbridos (financeiros e estratégicos)
            alcançam melhores resultados que aquelas que seguem apenas as avaliações financeiras
          o Os processos são tão melhores quanto for o estágio de maturidade do comportamento organizacional
            (Sanwal)
Equipes
               o Segundo Casado e Moscovici os grupos podem receber diferentes nomes de acordo com o estágio de
                 maturidade
               o Equipes são grupos que buscam um objetivo comum, claramente definido, os componentes
                 conhecem suas responsabilidades e o foco está na realização da sua parte para garantir o todo
               o Para Casado devemos avaliar 5 aspectos na formação de grupos de trabalho: Tamanho, Regras,
                 Papéis, Ritmo e Linguagem
Metodologia

  • Pesquisa exploratória e quantitativa

  • Baseada na observação participante

  • Observação participante prevê (Queiroz, et al):
     – a inserção no grupo
     – visão de conjunto do grupo
     – sistematizar o organizar os dados

  • Os dados foram análisados de forma descritiva com objetivo
    de esclarecer os conceitos envolvidos no processo de
    investimentos
Resultados: Análise Financeira
                                                                                    Passo a passo
           Grupos                          Período 1             Período n

     Receita novos produtos                   P1 x Q1               Pn x Qn         1 – Definir qual a origem da
       Receita incremental                    P1 x Q1               Pn x Qn         geração de valor
      TOTAL RECEITAS               A      A1 = ∑ P1 x Q1        An = ∑ Pn x Qn
                                                                                    2 – Avaliar os riscos envolvidos
 Redução ou eliminação de custos              P1 x Q1               Pn x Qn
                                                                                    com cada tipo de projeto
       Mitigação de riscos                    P1 x Q1               Pn x Qn


       Custos incrementais                    P1 x Q1               Pn x Qn
                                                                                    3 – Projetar receitas e custos
                                                                                    incrementais com a implantação
          Custos novos                        P1 x Q1               Pn x Qn
                                                                                    do projeto
      TOTAL DESPESAS               B     B1 = ∑ P1 x Q1        Bn = ∑ Pn x Qn

  RESULTADO OPERACIONAL            R       R1 = (A – B)1         Rn = (A – B)n      4 – Estimar fatores de crescimento
                                                                                    para avaliar o projeto em um
       INVESTIMENTOS               I      I1 = ∑ P1 x Q1        In = ∑ Pn x Qn
                                                                                    período superior ao prazo de
          Depreciação              D            D1                    Dn
                                                                                    implantação
     Imposto de Renda – IR         IR    IR1 = (R1 – D1)*ir    IRn = (Rn – Dn)*ir

                                                                                    5 – Descontar o fluxo com uma
      FLUXO DE CAIXA               FC   FC1 = R1 – I1 – IR1   FCn = Rn – In – IRn
                                                                                    taxa adequada para calcular o VPL
Resultados: Seleção do portfólio
  Informa                                      Definição da estratégia                                                                               Passo a passo
                                                                                                                                                     1 – desmembrar a estratégia em
   estraté

                        Ambiente Externo                   Visão
    gicas
    ções




                        Ambiente Interno                  Missão
                                                                                                                                                     objetivos e frentes com métricas
                                                                      Estratégia genérica
                                                                                                                                                     claras e objetivas
    Estratégicas
       Ações




                                                                     Objetivos estratégicos


                            Frente 1                       Frente 2                          Frente 3                         Frente n               2 – solicitar projetos para alcançar
                                       Projeto 1                         Projeto 1                      Projeto 1                        Projeto 1
                                                                                                                                                     as metas das frentes estratégicas
 estratégica
 Associaçã


 nas ações
  projetos
    o dos




                                       Projeto 2                         Projeto 2                      Projeto 2                        Projeto 2
      s




                                       Projeto n                         Projeto n                      Projeto n                        Projeto n   3 – avaliar a geração de valor e a
                                                                                                                                                     relevância para o cumprimento da
   Estratégia
                                               Seleção dos projetos                                                                                  meta da frente que o projeto está
    60                                                                                                                                    Frente A
    40             Proj 4                                                                            Proj 1                               Frente B
                                                                                                                                                     associado
    20                                                  Proj 3                   Proj 2
                                                                                                         Proj 5
     0                                                                                                                   Valor
                                                                                                                                                     4 – selecionar os projetos que
              0    10   20      30        40       50    60      70         80       90    100 110 120 130
                                                                                                                                                     maximizem o binômio VPL, Meta
                                                                                                                                                     Estratégica
                                                                                            120
         Projeto 1                100
                                                                                            55
                                                                                                                      100
                                                                                                                                              100%   5 – Rever os objetivos estratégicos
         Projeto 2                   35                                                                                  40
                                20
                                          15
                                                                53
                                                                                            35                           25
                                                                                                                                                     / projetos para maximizar o
         Projeto 3                                              35                                                  20
         Projeto 4
                                     30                    18
                                                                     5
                                                                                            30                                15         VPL = 0
                                                                                                                                                     alinhamento do portfólio com a
                                                           25                                                       20
         Projeto n                                                                                                                                   estratégia
                               Frente 1                   Frente 2                        Frente 3                  Frente n
Resultado: Equipes e Fluxo desejado




Para garantir este fluxo temos que envolver as pessoas da forma certa
                                                  Direção Executiva
             Equipe de Avaliação




                    Objetivos e                   Centro de decisão   Execução perfeita
 Engajadas          Incentivos     Conhecimento       alinhado
                     Comuns
Resultado: Equipes e Fluxo desejado


           implantação de projetos
           Geração, refinamento e
                                                                                                 Execução dos
                                                                                                   projetos
                                        Área
                                     solicitante
                                                     Demanda da
                                                     empresa por
                                                    investimentos
                                                                                             Área           Área técnica
                                     Área técnica                                         solicitante       responsável
                                     responsável
 Empresa




                                                                    Recomendação
           Processo de seleção de




                                                     equipe de
                                                     avaliação       de portfólio
                  portfólio




                                                                     Presidente     Portfólio           equipe de
                                                                      e direção     aprovado            avaliação
                                                                      aprovam                           comunica
Considerações finais
 • O processo de alocação de recursos em qualquer grupo
   deve ser cuidadosamente pensado e comunicado para
   garantir o engajamento de todos na busca de um
   objetivo comum
 • A avaliação financeira de projetos através da análise de
   fluxo de caixa deve ser simples e robusta para ser útil
 • A seleção de projetos para compor uma carteira de
   investimentos deve considerar outras dimensões além da
   análise financeira
 • Formalizou o conhecimento acumulado na atividade
   profissional e suportou a prática com a teoria associada
Considerações finais

 • A pesquisa foi exploratória em um único ambiente e
   utilizou a bibliografia existente para universalizar o
   modelo. Para garantir a adequação da proposta em
   outras realidades sugerimos conduzir outros estudos de
   caso
 • É possível avaliar os impactos nos resultados a partir da
   análise da influência dos seguintes aspectos no processo
   de seleção de investimentos
    • Cultura organizacional
    • Estrutura organizacional
    • Estrutura de capital e necessidades de financiamento
Muito Obrigado!



Kleston Santos Faria
    kleston@ymail.com
     @klestonfaria
    01511-6187-0445

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação pdca
Apresentação pdcaApresentação pdca
Apresentação pdcaemc5714
 
Aula 4 objetivos estratégicos
Aula 4   objetivos estratégicosAula 4   objetivos estratégicos
Aula 4 objetivos estratégicos
Isabella Nogueira
 
Reunião APL de Fundição 22.01.2013
Reunião APL de Fundição 22.01.2013Reunião APL de Fundição 22.01.2013
Reunião APL de Fundição 22.01.2013
sifumg
 
Aula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão OrganizacionalAula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão Organizacional
Michel Moreira
 
Gestao Estrategica Projetos
Gestao Estrategica   ProjetosGestao Estrategica   Projetos
Gestao Estrategica ProjetosInova Gestão
 
Melhores práticas de planejamento orçamentário
Melhores práticas de planejamento orçamentárioMelhores práticas de planejamento orçamentário
Melhores práticas de planejamento orçamentário
Valini & Associates
 
Cap. 1 aspectos básicos do orçamento
Cap. 1 aspectos básicos do orçamentoCap. 1 aspectos básicos do orçamento
Cap. 1 aspectos básicos do orçamentokennyaeduardo
 
Racionalização e Otimização de Despesas
Racionalização e Otimização de DespesasRacionalização e Otimização de Despesas
Racionalização e Otimização de Despesas
EloGroup
 
Cursos de gestão profº silas serpa
Cursos de gestão   profº silas serpaCursos de gestão   profº silas serpa
Cursos de gestão profº silas serpaSilas Serpa
 
Trabalho de Conclusão de Curso FDC - Diego de Arvelos Nicolau
Trabalho de Conclusão de Curso FDC - Diego de Arvelos NicolauTrabalho de Conclusão de Curso FDC - Diego de Arvelos Nicolau
Trabalho de Conclusão de Curso FDC - Diego de Arvelos NicolauDiego de Arvelos Nicolau
 
Lean Six Sigma
Lean Six SigmaLean Six Sigma
Lean Six Sigma
Isabela Abreu
 
Modelo Planejamento EstratéGico 2009 Ppt
Modelo   Planejamento EstratéGico 2009   PptModelo   Planejamento EstratéGico 2009   Ppt
Modelo Planejamento EstratéGico 2009 PptDawison Calheiros
 
Six Sigma DE<AIC - Seleção de Projetos
Six Sigma DE<AIC - Seleção de ProjetosSix Sigma DE<AIC - Seleção de Projetos
Six Sigma DE<AIC - Seleção de Projetos
eadsigma1
 
1026 planejamento tático e operacional
1026 planejamento tático e operacional1026 planejamento tático e operacional
1026 planejamento tático e operacionalCarine Fraga Paiva
 
Estratégias Organizacionais
Estratégias OrganizacionaisEstratégias Organizacionais
Estratégias Organizacionais
Cadernos PPT
 

Mais procurados (20)

Apresentação pdca
Apresentação pdcaApresentação pdca
Apresentação pdca
 
Aula 4 objetivos estratégicos
Aula 4   objetivos estratégicosAula 4   objetivos estratégicos
Aula 4 objetivos estratégicos
 
Reunião APL de Fundição 22.01.2013
Reunião APL de Fundição 22.01.2013Reunião APL de Fundição 22.01.2013
Reunião APL de Fundição 22.01.2013
 
Aula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão OrganizacionalAula - Estratégias de Gestão Organizacional
Aula - Estratégias de Gestão Organizacional
 
Gestao Estrategica Projetos
Gestao Estrategica   ProjetosGestao Estrategica   Projetos
Gestao Estrategica Projetos
 
Melhores práticas de planejamento orçamentário
Melhores práticas de planejamento orçamentárioMelhores práticas de planejamento orçamentário
Melhores práticas de planejamento orçamentário
 
Cap. 1 aspectos básicos do orçamento
Cap. 1 aspectos básicos do orçamentoCap. 1 aspectos básicos do orçamento
Cap. 1 aspectos básicos do orçamento
 
Gestao de projetos
Gestao de projetosGestao de projetos
Gestao de projetos
 
Balanced scorecard
Balanced scorecardBalanced scorecard
Balanced scorecard
 
12
1212
12
 
Racionalização e Otimização de Despesas
Racionalização e Otimização de DespesasRacionalização e Otimização de Despesas
Racionalização e Otimização de Despesas
 
Cursos de gestão profº silas serpa
Cursos de gestão   profº silas serpaCursos de gestão   profº silas serpa
Cursos de gestão profº silas serpa
 
Trabalho de Conclusão de Curso FDC - Diego de Arvelos Nicolau
Trabalho de Conclusão de Curso FDC - Diego de Arvelos NicolauTrabalho de Conclusão de Curso FDC - Diego de Arvelos Nicolau
Trabalho de Conclusão de Curso FDC - Diego de Arvelos Nicolau
 
Lean Six Sigma
Lean Six SigmaLean Six Sigma
Lean Six Sigma
 
Modelo Planejamento EstratéGico 2009 Ppt
Modelo   Planejamento EstratéGico 2009   PptModelo   Planejamento EstratéGico 2009   Ppt
Modelo Planejamento EstratéGico 2009 Ppt
 
Six Sigma DE<AIC - Seleção de Projetos
Six Sigma DE<AIC - Seleção de ProjetosSix Sigma DE<AIC - Seleção de Projetos
Six Sigma DE<AIC - Seleção de Projetos
 
Slides controladoria aula_5
Slides controladoria aula_5Slides controladoria aula_5
Slides controladoria aula_5
 
1026 planejamento tático e operacional
1026 planejamento tático e operacional1026 planejamento tático e operacional
1026 planejamento tático e operacional
 
Estratégias Organizacionais
Estratégias OrganizacionaisEstratégias Organizacionais
Estratégias Organizacionais
 
Fgbsc
FgbscFgbsc
Fgbsc
 

Destaque

1 ctrm 1314 s optiq2 co fibre optique
1 ctrm 1314 s optiq2 co fibre optique1 ctrm 1314 s optiq2 co fibre optique
1 ctrm 1314 s optiq2 co fibre optiqueprivate school
 
PRUEBA Slider
PRUEBA Slider PRUEBA Slider
PRUEBA Slider
Mariita Jara
 
Social Media for the Travel Industry: What Works NOW?
Social Media for the Travel Industry: What Works NOW?Social Media for the Travel Industry: What Works NOW?
Social Media for the Travel Industry: What Works NOW?
Krista Neher
 
TTW Zürich 2011: Social Media und das Reisebüro
TTW Zürich 2011: Social Media und das ReisebüroTTW Zürich 2011: Social Media und das Reisebüro
TTW Zürich 2011: Social Media und das Reisebüro
Travelbrain GmbH
 
OpenIoT
OpenIoT OpenIoT
OpenIoT
Larissa Leite
 
Openstack Swift Introduction
Openstack Swift IntroductionOpenstack Swift Introduction
Openstack Swift Introduction
Park YounSung
 
La syncope en plongée libre (Apnée) au salon de la plongée sous-marine 2014
La syncope en plongée libre (Apnée) au salon de la plongée sous-marine 2014La syncope en plongée libre (Apnée) au salon de la plongée sous-marine 2014
La syncope en plongée libre (Apnée) au salon de la plongée sous-marine 2014Islem Soualhi
 
Charlotte pbh3a
Charlotte pbh3aCharlotte pbh3a
Charlotte pbh3aodeckmyn
 
Make My Trip - Successful Journey!!!!
Make My Trip - Successful Journey!!!!Make My Trip - Successful Journey!!!!
Make My Trip - Successful Journey!!!!
Sushil Rai
 
Confio oracle enq tm contention wait
Confio oracle enq tm contention waitConfio oracle enq tm contention wait
Confio oracle enq tm contention wait
Confio Software
 
386 p 9874_6
386 p 9874_6386 p 9874_6
386 p 9874_6
reefreef
 
Jet engines
Jet enginesJet engines
Jet engines
karan prabhakar
 
Journey
JourneyJourney
JourneyZY
 
Making use of various information systems to disseminate HTA knowledge in Fra...
Making use of various information systems to disseminate HTA knowledge in Fra...Making use of various information systems to disseminate HTA knowledge in Fra...
Making use of various information systems to disseminate HTA knowledge in Fra...
Haute Autorité de Santé
 
10 New Business Models for this Decade
10 New Business Models for this Decade10 New Business Models for this Decade
10 New Business Models for this Decade
Ouke Arts
 
9 Crucial Things to Test Before Your App Goes Live
9 Crucial Things to Test Before Your App Goes Live9 Crucial Things to Test Before Your App Goes Live
9 Crucial Things to Test Before Your App Goes Live
Amanda Collette
 

Destaque (17)

Castillos
CastillosCastillos
Castillos
 
1 ctrm 1314 s optiq2 co fibre optique
1 ctrm 1314 s optiq2 co fibre optique1 ctrm 1314 s optiq2 co fibre optique
1 ctrm 1314 s optiq2 co fibre optique
 
PRUEBA Slider
PRUEBA Slider PRUEBA Slider
PRUEBA Slider
 
Social Media for the Travel Industry: What Works NOW?
Social Media for the Travel Industry: What Works NOW?Social Media for the Travel Industry: What Works NOW?
Social Media for the Travel Industry: What Works NOW?
 
TTW Zürich 2011: Social Media und das Reisebüro
TTW Zürich 2011: Social Media und das ReisebüroTTW Zürich 2011: Social Media und das Reisebüro
TTW Zürich 2011: Social Media und das Reisebüro
 
OpenIoT
OpenIoT OpenIoT
OpenIoT
 
Openstack Swift Introduction
Openstack Swift IntroductionOpenstack Swift Introduction
Openstack Swift Introduction
 
La syncope en plongée libre (Apnée) au salon de la plongée sous-marine 2014
La syncope en plongée libre (Apnée) au salon de la plongée sous-marine 2014La syncope en plongée libre (Apnée) au salon de la plongée sous-marine 2014
La syncope en plongée libre (Apnée) au salon de la plongée sous-marine 2014
 
Charlotte pbh3a
Charlotte pbh3aCharlotte pbh3a
Charlotte pbh3a
 
Make My Trip - Successful Journey!!!!
Make My Trip - Successful Journey!!!!Make My Trip - Successful Journey!!!!
Make My Trip - Successful Journey!!!!
 
Confio oracle enq tm contention wait
Confio oracle enq tm contention waitConfio oracle enq tm contention wait
Confio oracle enq tm contention wait
 
386 p 9874_6
386 p 9874_6386 p 9874_6
386 p 9874_6
 
Jet engines
Jet enginesJet engines
Jet engines
 
Journey
JourneyJourney
Journey
 
Making use of various information systems to disseminate HTA knowledge in Fra...
Making use of various information systems to disseminate HTA knowledge in Fra...Making use of various information systems to disseminate HTA knowledge in Fra...
Making use of various information systems to disseminate HTA knowledge in Fra...
 
10 New Business Models for this Decade
10 New Business Models for this Decade10 New Business Models for this Decade
10 New Business Models for this Decade
 
9 Crucial Things to Test Before Your App Goes Live
9 Crucial Things to Test Before Your App Goes Live9 Crucial Things to Test Before Your App Goes Live
9 Crucial Things to Test Before Your App Goes Live
 

Semelhante a Formacao equipes kleston

Priorização de Portfólio de Projetos com o MS EPM
Priorização de Portfólio de Projetos com o MS EPMPriorização de Portfólio de Projetos com o MS EPM
Priorização de Portfólio de Projetos com o MS EPM
Allan Rocha
 
Análise de Prontidão e Indicadores na Gestão do Portfolio
Análise de Prontidão e Indicadores na Gestão do Portfolio Análise de Prontidão e Indicadores na Gestão do Portfolio
Análise de Prontidão e Indicadores na Gestão do Portfolio
Maria Angelica Castellani
 
Aulaextra orcamentoglobal77329
Aulaextra orcamentoglobal77329Aulaextra orcamentoglobal77329
Aulaextra orcamentoglobal77329acrcordeiro
 
ORÇAMENTO EMPRESARIAL
ORÇAMENTO EMPRESARIALORÇAMENTO EMPRESARIAL
ORÇAMENTO EMPRESARIAL
Juliane Aparecida Alves
 
Utilizando a Programação Multicritério (Analytic Hierarchy Process - AHP) par...
Utilizando a Programação Multicritério (Analytic Hierarchy Process - AHP) par...Utilizando a Programação Multicritério (Analytic Hierarchy Process - AHP) par...
Utilizando a Programação Multicritério (Analytic Hierarchy Process - AHP) par...
Ricardo Viana Vargas
 
Pmi mt ger port 20141107
Pmi mt ger port 20141107Pmi mt ger port 20141107
Pmi mt ger port 20141107
Luis Augusto dos Santos, MSc, PMP
 
Gestão administrativa de pessoal
Gestão administrativa de pessoalGestão administrativa de pessoal
Gestão administrativa de pessoalRodrigo Cristóvão
 
Seminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSSSeminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSS
PedrodosSantos
 
Priorização de projetos - Estrategias de avaliação não subjetiva
Priorização de projetos - Estrategias de avaliação não subjetivaPriorização de projetos - Estrategias de avaliação não subjetiva
Priorização de projetos - Estrategias de avaliação não subjetiva
Jefferson Affonso - PMP®, ITIL®, MCTS®, MBA
 
Fundamentos de gerenciamento de projetos
Fundamentos de gerenciamento de projetosFundamentos de gerenciamento de projetos
Fundamentos de gerenciamento de projetos
José Roberto Cavalcante Alves
 
Pmi Global 2008 Portfolio
Pmi Global 2008 PortfolioPmi Global 2008 Portfolio
Pmi Global 2008 Portfolio
Peter Mello
 
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Vitor Vargas
 
Cap08
Cap08Cap08
Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de ProjetosGerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos
Documentar Tecnologia e Informação
 
Apostila planejamento de negocios
Apostila  planejamento de negociosApostila  planejamento de negocios
Apostila planejamento de negocios
Silvina Ramal
 
Planejamento Orçamentário para Agências
Planejamento Orçamentário para AgênciasPlanejamento Orçamentário para Agências
Planejamento Orçamentário para Agências
Scup
 
vitoriadaconquista-gp2-pmo-olinadgroupco
vitoriadaconquista-gp2-pmo-olinadgroupcovitoriadaconquista-gp2-pmo-olinadgroupco
vitoriadaconquista-gp2-pmo-olinadgroupco
Marco Coghi
 
Introdução e vendas.pptx
Introdução e vendas.pptxIntrodução e vendas.pptx
Introdução e vendas.pptx
EvertonLins5
 
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigmaConcepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Carlos Neves
 

Semelhante a Formacao equipes kleston (20)

Priorização de Portfólio de Projetos com o MS EPM
Priorização de Portfólio de Projetos com o MS EPMPriorização de Portfólio de Projetos com o MS EPM
Priorização de Portfólio de Projetos com o MS EPM
 
Análise de Prontidão e Indicadores na Gestão do Portfolio
Análise de Prontidão e Indicadores na Gestão do Portfolio Análise de Prontidão e Indicadores na Gestão do Portfolio
Análise de Prontidão e Indicadores na Gestão do Portfolio
 
Aulaextra orcamentoglobal77329
Aulaextra orcamentoglobal77329Aulaextra orcamentoglobal77329
Aulaextra orcamentoglobal77329
 
ORÇAMENTO EMPRESARIAL
ORÇAMENTO EMPRESARIALORÇAMENTO EMPRESARIAL
ORÇAMENTO EMPRESARIAL
 
Utilizando a Programação Multicritério (Analytic Hierarchy Process - AHP) par...
Utilizando a Programação Multicritério (Analytic Hierarchy Process - AHP) par...Utilizando a Programação Multicritério (Analytic Hierarchy Process - AHP) par...
Utilizando a Programação Multicritério (Analytic Hierarchy Process - AHP) par...
 
Pmi mt ger port 20141107
Pmi mt ger port 20141107Pmi mt ger port 20141107
Pmi mt ger port 20141107
 
Gestão administrativa de pessoal
Gestão administrativa de pessoalGestão administrativa de pessoal
Gestão administrativa de pessoal
 
Seminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSSSeminário Aese - Implementar um processo de LSS
Seminário Aese - Implementar um processo de LSS
 
Priorização de projetos - Estrategias de avaliação não subjetiva
Priorização de projetos - Estrategias de avaliação não subjetivaPriorização de projetos - Estrategias de avaliação não subjetiva
Priorização de projetos - Estrategias de avaliação não subjetiva
 
Fundamentos de gerenciamento de projetos
Fundamentos de gerenciamento de projetosFundamentos de gerenciamento de projetos
Fundamentos de gerenciamento de projetos
 
Pmi Global 2008 Portfolio
Pmi Global 2008 PortfolioPmi Global 2008 Portfolio
Pmi Global 2008 Portfolio
 
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
Palestra perspectivas para 2011 - Aula inaugural IBEC/INPG 2011
 
Cap08
Cap08Cap08
Cap08
 
Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de ProjetosGerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos
 
Apostila planejamento de negocios
Apostila  planejamento de negociosApostila  planejamento de negocios
Apostila planejamento de negocios
 
Planejamento Orçamentário para Agências
Planejamento Orçamentário para AgênciasPlanejamento Orçamentário para Agências
Planejamento Orçamentário para Agências
 
Ta10
Ta10Ta10
Ta10
 
vitoriadaconquista-gp2-pmo-olinadgroupco
vitoriadaconquista-gp2-pmo-olinadgroupcovitoriadaconquista-gp2-pmo-olinadgroupco
vitoriadaconquista-gp2-pmo-olinadgroupco
 
Introdução e vendas.pptx
Introdução e vendas.pptxIntrodução e vendas.pptx
Introdução e vendas.pptx
 
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigmaConcepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
 

Mais de Ivana da Silveira

Viabilidade negocio
Viabilidade negocio Viabilidade negocio
Viabilidade negocio
Ivana da Silveira
 
Competitividade inovacao
Competitividade inovacao Competitividade inovacao
Competitividade inovacao
Ivana da Silveira
 
Trip linhas aereas
Trip linhas aereas Trip linhas aereas
Trip linhas aereas
Ivana da Silveira
 
IRFS
IRFSIRFS
Wall street eduardo
Wall street eduardoWall street eduardo
Wall street eduardo
Ivana da Silveira
 
Viabilidade economica fabio.koga
Viabilidade economica fabio.kogaViabilidade economica fabio.koga
Viabilidade economica fabio.koga
Ivana da Silveira
 
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henriqueSustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Ivana da Silveira
 
Modelo negocio george
Modelo negocio georgeModelo negocio george
Modelo negocio george
Ivana da Silveira
 
Formacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_marioFormacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_marioIvana da Silveira
 
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglasCondicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Ivana da Silveira
 
Gestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardoGestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardo
Ivana da Silveira
 
Caso Braskem monica
Caso Braskem monicaCaso Braskem monica
Caso Braskem monica
Ivana da Silveira
 
Estrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borgesEstrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borges
Ivana da Silveira
 

Mais de Ivana da Silveira (17)

Viabilidade negocio
Viabilidade negocio Viabilidade negocio
Viabilidade negocio
 
ROI
ROIROI
ROI
 
Competitividade inovacao
Competitividade inovacao Competitividade inovacao
Competitividade inovacao
 
Trip linhas aereas
Trip linhas aereas Trip linhas aereas
Trip linhas aereas
 
Novos entrantes
Novos entrantes Novos entrantes
Novos entrantes
 
Padrao Ata2300
Padrao Ata2300Padrao Ata2300
Padrao Ata2300
 
Basiléia
Basiléia Basiléia
Basiléia
 
IRFS
IRFSIRFS
IRFS
 
Wall street eduardo
Wall street eduardoWall street eduardo
Wall street eduardo
 
Viabilidade economica fabio.koga
Viabilidade economica fabio.kogaViabilidade economica fabio.koga
Viabilidade economica fabio.koga
 
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henriqueSustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
Sustentabilidade setor farmaceutico_luiz henrique
 
Modelo negocio george
Modelo negocio georgeModelo negocio george
Modelo negocio george
 
Formacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_marioFormacao gestao equipes_mario
Formacao gestao equipes_mario
 
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglasCondicionantes inovacao setor_quimico_douglas
Condicionantes inovacao setor_quimico_douglas
 
Gestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardoGestao inovacao eduardo
Gestao inovacao eduardo
 
Caso Braskem monica
Caso Braskem monicaCaso Braskem monica
Caso Braskem monica
 
Estrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borgesEstrategia de valor_fabio.borges
Estrategia de valor_fabio.borges
 

Último

Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
E-Commerce Brasil
 
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptxAPRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
thiago718348
 
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
E-Commerce Brasil
 
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamentoGuia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Leonardo Espírito Santo
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
E-Commerce Brasil
 
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊMANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
EMERSON BRITO
 
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
E-Commerce Brasil
 

Último (14)

Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
 
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
 
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptxAPRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
APRESENTAÇÃO PTA NR 18 trabalho - R2.pptx
 
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
 
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
 
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
 
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
 
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamentoGuia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
 
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
 
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊMANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
 
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
 

Formacao equipes kleston

  • 1. Inovação em busca de competitividade e geração de valor 04/11/2011 ISBN 9788599809020 www.fia.com.br/profuturo
  • 2. Formação de equipes multidisciplinares para avaliação e decisões de investimentos Autor: Kleston Santos Faria Orientador: Prof. Dr. Emerson A. Maccari
  • 3. Agenda • Introdução • Pergunta de pesquisa • Objetivos • Referencial teórico • Metodologia • Principais resultados • Considerações finais
  • 4. Estratégia “ Estratégia é a arte de controlar e utilizar os recursos de uma nação, inclusive suas forças armadas, para que seus interesses vitais sejam efetivamente promovidos e garantidos” Edward Mead Earle
  • 5. estabelecer os objetivos estratégicos comunicar para todos receber sugestões de projetos e identificar as restrições fazer as avaliações e aplicar os filtros necessários Alocar recursos para executar as iniciativas que irão garantir o sucesso da estratégia!
  • 7. Como estruturar equipes de trabalho multidisciplinares voltadas para avaliação de investimentos? Objetivos do trabalho: • Definir processo de modelagem financeira dos projetos • Definir ferramenta para comparação e priorização dos projetos • Propor requisitos para a formação de equipes multidisciplinares e um modelo de fluxo de trabalho
  • 8. Justificativa do estudo Atuação em ambiente competitivo e presença em vários mercados Multinacional com mais 70 milhões de clientes e 20 mil funcionários só no Brasil Investe mais de R$ 5bi/ano e lida com mais de 100 iniciativas simultâneas centro de decisão consolida e prioriza as iniciativas para cumprir a estratégia Projetos devem manter e aumentar a liderança em qualidade, clientes e rentabilidade da empresa!
  • 9. Estrutura do trabalho Capítulo 1 - Introdução 1.1 Problema da pesquisa 1.3 Justificativa do tema 1.2 Objetivos 1.4 Estrutura do trabalho Capítulo 3 Capítulo 2 Capítulo 4 Metodologia Referencial Teórico Resultados 3.1 Delineamento 2.1 Definição de 4.1 Empresa da pesquisa Projetos 3.2 Procedimento da 2.2 Avaliação 4.2 Modelagem comercial, coleta de dados financeira de financeira de operação e projetos projetos financeiro 3.3 Procedimento de 2.3 Decisão de 4.3 Ferramenta de análise de dados investimentos – priorização – aumentar Alinhamento estratégico Perspectiva valor Estratégica Estratégico e Financeiro 3.4 Limitações da 2.4 Grupos e 4.4 Requisitos e pesquisa formação de fluxos para equipes pessoas equipes de trabalho Capítulo 5 - Considerações Finais 5.1 Conclusões 5.2 Limitações da Pesquisa 5.3 Sugestões
  • 10. Referencial Teórico Análise financeira de projetos o Segundo Damodaran, a avaliação de fluxo de caixa descontado é o modelo mais indicado o Este tipo de análise identifica uma estimativa do valor gerado pelo fluxo de caixa projetado o Os modelos tem que ser simples para facilitar o entendimento e as projeções o Segundo Ross, neste tipo de análise devemos nos cercar de cuidados com: o Custos irrecuperáveis o Custos de oportunidade o Efeitos colaterais Seleção de projetos – Gerenciamento de Portfólio o Segundo Cooper as empresas que apresentam os melhores resultados possuem processos de gestão de portfólio estruturados, com regras claras e consistentes e os principais benefícios são: o base comum, foco nos principais projetos, alinhamento estratégico, balanceamento de curto e longo prazo, maior agilidade no lançamento de produtos, melhor alinhamento interno e de planejamento estratégico o Os autores também asseguram que as empresas que utilizam modelos híbridos (financeiros e estratégicos) alcançam melhores resultados que aquelas que seguem apenas as avaliações financeiras o Os processos são tão melhores quanto for o estágio de maturidade do comportamento organizacional (Sanwal) Equipes o Segundo Casado e Moscovici os grupos podem receber diferentes nomes de acordo com o estágio de maturidade o Equipes são grupos que buscam um objetivo comum, claramente definido, os componentes conhecem suas responsabilidades e o foco está na realização da sua parte para garantir o todo o Para Casado devemos avaliar 5 aspectos na formação de grupos de trabalho: Tamanho, Regras, Papéis, Ritmo e Linguagem
  • 11. Metodologia • Pesquisa exploratória e quantitativa • Baseada na observação participante • Observação participante prevê (Queiroz, et al): – a inserção no grupo – visão de conjunto do grupo – sistematizar o organizar os dados • Os dados foram análisados de forma descritiva com objetivo de esclarecer os conceitos envolvidos no processo de investimentos
  • 12. Resultados: Análise Financeira Passo a passo Grupos Período 1 Período n Receita novos produtos P1 x Q1 Pn x Qn 1 – Definir qual a origem da Receita incremental P1 x Q1 Pn x Qn geração de valor TOTAL RECEITAS A A1 = ∑ P1 x Q1 An = ∑ Pn x Qn 2 – Avaliar os riscos envolvidos Redução ou eliminação de custos P1 x Q1 Pn x Qn com cada tipo de projeto Mitigação de riscos P1 x Q1 Pn x Qn Custos incrementais P1 x Q1 Pn x Qn 3 – Projetar receitas e custos incrementais com a implantação Custos novos P1 x Q1 Pn x Qn do projeto TOTAL DESPESAS B B1 = ∑ P1 x Q1 Bn = ∑ Pn x Qn RESULTADO OPERACIONAL R R1 = (A – B)1 Rn = (A – B)n 4 – Estimar fatores de crescimento para avaliar o projeto em um INVESTIMENTOS I I1 = ∑ P1 x Q1 In = ∑ Pn x Qn período superior ao prazo de Depreciação D D1 Dn implantação Imposto de Renda – IR IR IR1 = (R1 – D1)*ir IRn = (Rn – Dn)*ir 5 – Descontar o fluxo com uma FLUXO DE CAIXA FC FC1 = R1 – I1 – IR1 FCn = Rn – In – IRn taxa adequada para calcular o VPL
  • 13. Resultados: Seleção do portfólio Informa Definição da estratégia Passo a passo 1 – desmembrar a estratégia em estraté Ambiente Externo Visão gicas ções Ambiente Interno Missão objetivos e frentes com métricas Estratégia genérica claras e objetivas Estratégicas Ações Objetivos estratégicos Frente 1 Frente 2 Frente 3 Frente n 2 – solicitar projetos para alcançar Projeto 1 Projeto 1 Projeto 1 Projeto 1 as metas das frentes estratégicas estratégica Associaçã nas ações projetos o dos Projeto 2 Projeto 2 Projeto 2 Projeto 2 s Projeto n Projeto n Projeto n Projeto n 3 – avaliar a geração de valor e a relevância para o cumprimento da Estratégia Seleção dos projetos meta da frente que o projeto está 60 Frente A 40 Proj 4 Proj 1 Frente B associado 20 Proj 3 Proj 2 Proj 5 0 Valor 4 – selecionar os projetos que 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 110 120 130 maximizem o binômio VPL, Meta Estratégica 120 Projeto 1 100 55 100 100% 5 – Rever os objetivos estratégicos Projeto 2 35 40 20 15 53 35 25 / projetos para maximizar o Projeto 3 35 20 Projeto 4 30 18 5 30 15 VPL = 0 alinhamento do portfólio com a 25 20 Projeto n estratégia Frente 1 Frente 2 Frente 3 Frente n
  • 14. Resultado: Equipes e Fluxo desejado Para garantir este fluxo temos que envolver as pessoas da forma certa Direção Executiva Equipe de Avaliação Objetivos e Centro de decisão Execução perfeita Engajadas Incentivos Conhecimento alinhado Comuns
  • 15. Resultado: Equipes e Fluxo desejado implantação de projetos Geração, refinamento e Execução dos projetos Área solicitante Demanda da empresa por investimentos Área Área técnica Área técnica solicitante responsável responsável Empresa Recomendação Processo de seleção de equipe de avaliação de portfólio portfólio Presidente Portfólio equipe de e direção aprovado avaliação aprovam comunica
  • 16. Considerações finais • O processo de alocação de recursos em qualquer grupo deve ser cuidadosamente pensado e comunicado para garantir o engajamento de todos na busca de um objetivo comum • A avaliação financeira de projetos através da análise de fluxo de caixa deve ser simples e robusta para ser útil • A seleção de projetos para compor uma carteira de investimentos deve considerar outras dimensões além da análise financeira • Formalizou o conhecimento acumulado na atividade profissional e suportou a prática com a teoria associada
  • 17. Considerações finais • A pesquisa foi exploratória em um único ambiente e utilizou a bibliografia existente para universalizar o modelo. Para garantir a adequação da proposta em outras realidades sugerimos conduzir outros estudos de caso • É possível avaliar os impactos nos resultados a partir da análise da influência dos seguintes aspectos no processo de seleção de investimentos • Cultura organizacional • Estrutura organizacional • Estrutura de capital e necessidades de financiamento
  • 18. Muito Obrigado! Kleston Santos Faria kleston@ymail.com @klestonfaria 01511-6187-0445