SlideShare uma empresa Scribd logo
A magia do Vinho no Ribatejo
História do Vinho
História do VinhoO vinho tem grande relevo histórico, o seu surgimento em tempos remotos tornou-o um produto que acompanhou parte da evolução económica e sociocultural de várias civilizações.
História do VinhoDo ponto de vista histórico, o vinho nasceu antes da escrita, a sua origem é imprecisa. Os relatos apontam para que a bebida tenha surgido por mero acaso.Uvas pisadas, esquecidas num recipiente que sofreram os efeitos da fermentação.
História do VinhoO cultivo da videira para a produção de vinho só foi possível com a sedentarização do Homem.Foram encontrados achados arqueológicos que continham grainhas que datavam entre 7.000 a.c e 5.000 a.c.
História do VinhoEntre os egípciosOs egípcios foram os primeiros a registar em gravuras, entre 3.000 a.c e 1.000 a.c, o processo de vinificação e o uso do vinho em celebrações. O vinho juntamente com o azeite, foram um grande impulso para o comércio, tanto o interno quanto externo. Os fenícios foram essencialmente o seu grande embaixador. Existem relatos de exportação de vinho egípcio para países da bacia mediterrânica, que datam de 2.500 a.c..
História do VinhoNa GréciaCultivado ao longo da costa mediterrânica, o vinho foi cultural e economicamente vital para o desenvolvimento grego. Adquiriu uma dimensão social e cultural nunca obtida no Egipto. No mundo mitológico, Dionísio, filho de Zeus, era o deus das belas artes, do teatro e do vinho. Quando os gregos fundaram Marselha, a sua perspectiva era comercializar vinho com os habitantes locais. Provavelmente, o primeiro contacto entre o Vinho e a futura França.
História do VinhoEm RomaOs romanos levavam o vinho quase como uma “demarcação de território”, uma forma de impor a sua cultura nas áreas que conquistavam. A predilecção da época era pelo vinho doce. A colheita tardia ou a secagem ao sol potenciava a concentração de açúcar. O processo de armazenagem e envelhecimento também foi melhorado, substituíram-se as ânforas pelas pipas, o que aprimorou o sabor do vinho.
História do VinhoTinha que falar de binho!BacoDeus do Olimpo adoptado por Roma.O culto a Baco e as boas colheitas.Era algo levado tão a sério que até os presos eram soltos para participarem dos Bacanais ou Bacanálias.Quem acompanhava as festas era chamado de Bacante.
História do VinhoImpério Romano entrou em colapso. O vinho já não fazia parte só de Roma. Era algo maior, algo que assumira vida própria.
História do VinhoNa Idade MédiaO vinho perde a áurea e fineza dos vinhos antigos. Guerras e mau acondicionamento tornam o vinho um produto de consumo imediato. As ordens religiosas recuperam essa áurea. Os mosteiros e os seus extensos vinhedos estão na origem de regiões vinícolas de grande qualidade.Nesta época surgem outros vinhos além do tinto, como os brancos, roses e espumantes.
História do VinhoNos tempos actuaisA produção do vinho também foi contagiada pela revolução industrial. Privilegiou-se a quantidade em detrimento da qualidade. Embora actualmente seja diferente. Os avanços da tecnologia permitiram que a vitivinicultura evoluísse muito. O cruzamento genético das cepas, a formação de leveduras e a produção mecanizada elevaram substancialmente a qualidade e o paladar do vinho. Actualmente o vinho é produzido de forma a responder aos mais diversos e exigentes mercados de consumo.
OIV, relatório sobre o estado do mercado mundial da vitiviniculturaFonte: OIV – WoldStatistics
OIV, relatório sobre o estado do mercado mundial da vitiviniculturaÁrea da superfície de vinhedos do mundo
Uvas – Produção mundial
 Vinho
 Produção mundial
 Consumo mundial de vinho
 Equilíbrio de mercado no mundo do vinho
 O comércio internacionalÁrea da superfície de vinhedos em todo o mundo 1000 ha
A evolução recente1000 ha
A evolução recente1000 ha
Área da superfície de vinhedos em todo o mundoÁreas plantadas de vinha nos países lideresPrevisão para 20091000 ha
Uvas – Produção Mundial1000 qs
Uvas – Produção MundialA evolução recente dos principais produtores de uvas1 000 qs
Uvas – Produção MundialA evolução recente dos principais produtores de uvas1 000 qs
Uvas – Produção MundialProdução mundial de uvas dos 15 principais paísesPrevisão2009Previsão2009 / 2006DecréscimoEstávelAumento1 000 000qs
Produção Mundial de Vinho1 000 000 Hl
Produção Mundial de VinhoA evolução recente dos principais produtores de vinho1000 Hl
Produção Mundial de VinhoA evolução recente dos principais produtores de vinho1000 Hl
Produção Mundial de VinhoA evolução recente dos principais produtores de vinhoProv. 2009 / 2006DescrescimoEstávelAumento1 000 000  Hl
Consumo Mundial de Vinho1 000 000 Hl
Consumo Mundial de VinhoA evolução recente dos principais países consumidores de vinho1000 Hl
Consumo Mundial de VinhoA evolução recente dos principais países consumidores de vinho1000 Hl
Consumo Mundial de VinhoA evolução do consumo nos países lideresPrevisão  2009Prov. 2009 / 2006DescréscimoEstável1 000 000  HlAumento
Consumo Mundial de VinhoConsumo per capita Calculation taken from FAO 2007 demographics data base
Consumo Mundial de VinhoFonte: http://www.wineinstitute.org/resources/statistics
Consumo Mundial de VinhoFonte: http://www.wineinstitute.org/resources/statistics
Equilíbrio de mercado no mundo do vinhoDiferença entre a produção e o consumo de vinho1 000 000  Hl
Equilíbrio de mercado no mundo do vinhoDiferença entre a produção e o consumo de vinho em alguns paísesPrevisão 20091 000 000  Hl
Comercio InternacionalAs exportações mundiais de vinho1 000 000 Hl
Comercio InternacionalA evolução recente dos principais países exportadores de vinho1000 Hl
Comercio InternacionalA evolução recente dos principais países exportadores de vinho1000 Hl
Comercio InternacionalAs exportações de vinho dos 12 países principaisPrevisão  2009Prov. 2009 / 2006DecréscimoEstávelAumento1 000 000  Hl
Comercio InternacionalAs importações mundiais de vinho1 000 000 Hl
Comercio InternacionalA evolução recente dos principais países importadores de vinho1000 Hl
Comercio InternacionalA evolução recente dos principais países importadores de vinho1000 Hl
Comercio InternacionalAs importações de vinho dos 12 principais paísesPrevisão  2009Prov. 2009 / 2006DecréscimoEstável1 000 000  HlAumento
Comercio Internacional - 2009Quota de mercado Mundial
Estudo de MercadoQuestionário sobre Vinhos de Mesa:Parte A:Questões centradas nas percepções e preferências por consumo de vinho inter-relacionando esta perspectiva com o conceito de Marca e Região Vinícola.Parte B:Caracterização pessoal.
Estudo de Mercado1.Consume bebidas alcoólicas?
Estudo de Mercado2. Examine as sequentes classes de bebidas com teor alcoólico. Ordene-as de acordo com a sua preferência .
Estudo de Mercado3. Com que regularidade consome vinho de mesa?
Estudo de Mercado4. Em que ocasiões privilegia o consumo de vinho de mesa em detrimento de outra bebida alcoólica?
Estudo de Mercado4. Em que ocasiões privilegia o consumo de vinho de mesa em detrimento de outra bebida alcoólica?
Estudo de Mercado5. Na sua opinião quais são as principais causas para beber vinho de mesa?
Estudo de Mercado6.Adquire vinho de mesa?
Estudo de Mercado7.Em relação aos locais abaixo designados indique a sua regularidade de compra.
Estudo de Mercado8. Qual o tipo de vinho de mesa que mais compra?
Estudo de Mercado9.Qual o tipo de vinho de mesa que prefere?
Estudo de Mercado10. O que privilegia quando compra de vinho de mesa?
Estudo de Mercado11.Em relação ao vinho de mesa, em que medida concorda com as seguintes afirmações.
Estudo de Mercado12. Das seguintes regiões vitivinícolas nacionais caracterize o seu grau de preferência em relação ao consumo de vinhos de mesa

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cacau e-chocolate 1
Cacau e-chocolate 1Cacau e-chocolate 1
Cacau e-chocolate 1
thayse cavalcante
 
Vinho
VinhoVinho
Internet
InternetInternet
Internet
guest46b930
 
Marketing de Varejo Funcoes e tipos de varejo
Marketing de Varejo Funcoes e tipos de varejoMarketing de Varejo Funcoes e tipos de varejo
Marketing de Varejo Funcoes e tipos de varejo
Professor Sérgio Duarte
 
Relatório de estágio cursos profissionais
 Relatório de estágio  cursos profissionais Relatório de estágio  cursos profissionais
Relatório de estágio cursos profissionais
Alzira Figueiredo
 
Estrutura e Comunicação da Starbucks
Estrutura e Comunicação da StarbucksEstrutura e Comunicação da Starbucks
Estrutura e Comunicação da Starbucks
Laura Matos
 
UFCD - 0700: REUNIÕES DE TRABALHO - ORGANIZAÇÃO E PLANIFICAÇÃO
UFCD - 0700: REUNIÕES DE TRABALHO - ORGANIZAÇÃO E PLANIFICAÇÃOUFCD - 0700: REUNIÕES DE TRABALHO - ORGANIZAÇÃO E PLANIFICAÇÃO
UFCD - 0700: REUNIÕES DE TRABALHO - ORGANIZAÇÃO E PLANIFICAÇÃO
Manualis
 
Região vinhateira do alto douro
Região vinhateira do alto douroRegião vinhateira do alto douro
Região vinhateira do alto douro
Tina Lima
 
Porto
PortoPorto
Panificação
PanificaçãoPanificação
Elaboraçao de vinhos
Elaboraçao de vinhosElaboraçao de vinhos
Elaboraçao de vinhos
Cauré Portugal
 
Cerveja
CervejaCerveja
Biotecnologia Fermentação alcoolica
Biotecnologia Fermentação alcoolicaBiotecnologia Fermentação alcoolica
Biotecnologia Fermentação alcoolica
Beatriz Mello
 
Agricultura biológica
Agricultura biológicaAgricultura biológica
Agricultura biológica
António Garrido
 
Comunicação interna apresentação
Comunicação interna   apresentaçãoComunicação interna   apresentação
Comunicação interna apresentação
Felipe Godoy
 
Big Data - Conceitos Básicos
Big Data - Conceitos BásicosBig Data - Conceitos Básicos
Big Data - Conceitos Básicos
Christiano Anderson
 
Bebidas alcóolicas
Bebidas alcóolicasBebidas alcóolicas
Bebidas alcóolicas
Caah Kowalczyk
 
Relatório final pap leandro
Relatório final pap   leandroRelatório final pap   leandro
Relatório final pap leandro
Leandro Pacheco
 
Processo de produção da coca cola
Processo de produção da coca colaProcesso de produção da coca cola
Processo de produção da coca cola
Angélica Agra
 
Leites fermentados
Leites fermentadosLeites fermentados
Leites fermentados
Juliana Sena
 

Mais procurados (20)

Cacau e-chocolate 1
Cacau e-chocolate 1Cacau e-chocolate 1
Cacau e-chocolate 1
 
Vinho
VinhoVinho
Vinho
 
Internet
InternetInternet
Internet
 
Marketing de Varejo Funcoes e tipos de varejo
Marketing de Varejo Funcoes e tipos de varejoMarketing de Varejo Funcoes e tipos de varejo
Marketing de Varejo Funcoes e tipos de varejo
 
Relatório de estágio cursos profissionais
 Relatório de estágio  cursos profissionais Relatório de estágio  cursos profissionais
Relatório de estágio cursos profissionais
 
Estrutura e Comunicação da Starbucks
Estrutura e Comunicação da StarbucksEstrutura e Comunicação da Starbucks
Estrutura e Comunicação da Starbucks
 
UFCD - 0700: REUNIÕES DE TRABALHO - ORGANIZAÇÃO E PLANIFICAÇÃO
UFCD - 0700: REUNIÕES DE TRABALHO - ORGANIZAÇÃO E PLANIFICAÇÃOUFCD - 0700: REUNIÕES DE TRABALHO - ORGANIZAÇÃO E PLANIFICAÇÃO
UFCD - 0700: REUNIÕES DE TRABALHO - ORGANIZAÇÃO E PLANIFICAÇÃO
 
Região vinhateira do alto douro
Região vinhateira do alto douroRegião vinhateira do alto douro
Região vinhateira do alto douro
 
Porto
PortoPorto
Porto
 
Panificação
PanificaçãoPanificação
Panificação
 
Elaboraçao de vinhos
Elaboraçao de vinhosElaboraçao de vinhos
Elaboraçao de vinhos
 
Cerveja
CervejaCerveja
Cerveja
 
Biotecnologia Fermentação alcoolica
Biotecnologia Fermentação alcoolicaBiotecnologia Fermentação alcoolica
Biotecnologia Fermentação alcoolica
 
Agricultura biológica
Agricultura biológicaAgricultura biológica
Agricultura biológica
 
Comunicação interna apresentação
Comunicação interna   apresentaçãoComunicação interna   apresentação
Comunicação interna apresentação
 
Big Data - Conceitos Básicos
Big Data - Conceitos BásicosBig Data - Conceitos Básicos
Big Data - Conceitos Básicos
 
Bebidas alcóolicas
Bebidas alcóolicasBebidas alcóolicas
Bebidas alcóolicas
 
Relatório final pap leandro
Relatório final pap   leandroRelatório final pap   leandro
Relatório final pap leandro
 
Processo de produção da coca cola
Processo de produção da coca colaProcesso de produção da coca cola
Processo de produção da coca cola
 
Leites fermentados
Leites fermentadosLeites fermentados
Leites fermentados
 

Destaque

Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Quinta do noval
Quinta do novalQuinta do noval
Quinta do noval
Filipa Viveiros
 
Informação para a União Europeia sobre a Estratégia de Lisboa para a Região d...
Informação para a União Europeia sobre a Estratégia de Lisboa para a Região d...Informação para a União Europeia sobre a Estratégia de Lisboa para a Região d...
Informação para a União Europeia sobre a Estratégia de Lisboa para a Região d...
Cláudio Carneiro
 
Rio tejo
Rio tejoRio tejo
Rio tejo
BiaEsteves
 
Da vinha ao_vinho_v04 pdf
Da vinha ao_vinho_v04 pdfDa vinha ao_vinho_v04 pdf
Da vinha ao_vinho_v04 pdf
Vasco Casimiro
 
Historia do vinho
Historia do vinhoHistoria do vinho
Historia do vinho
DiogoVilla
 
Vinho e Mercado
Vinho e Mercado Vinho e Mercado
Vinho e Mercado
LAGARgastronomia
 
Estremadura e ribatejo
Estremadura e ribatejoEstremadura e ribatejo
Estremadura e ribatejo
Endl Félix Muriel
 
Tudo da produção de vinho
Tudo da produção de vinhoTudo da produção de vinho
Tudo da produção de vinho
Luiz Avelar
 
Vinhos
VinhosVinhos

Destaque (10)

Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Quinta do noval
Quinta do novalQuinta do noval
Quinta do noval
 
Informação para a União Europeia sobre a Estratégia de Lisboa para a Região d...
Informação para a União Europeia sobre a Estratégia de Lisboa para a Região d...Informação para a União Europeia sobre a Estratégia de Lisboa para a Região d...
Informação para a União Europeia sobre a Estratégia de Lisboa para a Região d...
 
Rio tejo
Rio tejoRio tejo
Rio tejo
 
Da vinha ao_vinho_v04 pdf
Da vinha ao_vinho_v04 pdfDa vinha ao_vinho_v04 pdf
Da vinha ao_vinho_v04 pdf
 
Historia do vinho
Historia do vinhoHistoria do vinho
Historia do vinho
 
Vinho e Mercado
Vinho e Mercado Vinho e Mercado
Vinho e Mercado
 
Estremadura e ribatejo
Estremadura e ribatejoEstremadura e ribatejo
Estremadura e ribatejo
 
Tudo da produção de vinho
Tudo da produção de vinhoTudo da produção de vinho
Tudo da produção de vinho
 
Vinhos
VinhosVinhos
Vinhos
 

Semelhante a Vinho

tisk_200614_adega
tisk_200614_adegatisk_200614_adega
tisk_200614_adega
Fernando Roveri
 
publicidade vinho do porto
publicidade vinho do porto publicidade vinho do porto
publicidade vinho do porto
Luís Lemos
 
Feira Show de Vinhos no Rio Wine and Food Festival 2014
Feira Show de Vinhos no Rio Wine and Food Festival 2014Feira Show de Vinhos no Rio Wine and Food Festival 2014
Feira Show de Vinhos no Rio Wine and Food Festival 2014
RWFF
 
Enologia 1
Enologia 1Enologia 1
Enologia 1
progressoretec
 
O vinho do porto rotaspdf
O vinho do porto   rotaspdfO vinho do porto   rotaspdf
O vinho do porto rotaspdf
cic
 
THE ART OF WINE MADE IN BRAZIL
THE ART OF WINE MADE IN BRAZILTHE ART OF WINE MADE IN BRAZIL
THE ART OF WINE MADE IN BRAZIL
SIMONE GALIB
 
Artigo bioterra v19_n2_07
Artigo bioterra v19_n2_07Artigo bioterra v19_n2_07
Artigo bioterra v19_n2_07
Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
Report wine trends
Report   wine trendsReport   wine trends
Report wine trends
Matheus Motta
 
Report wine trends
Report   wine trendsReport   wine trends
Report wine trends
City
 
guia-degustacao-de-vinhos.pdf
guia-degustacao-de-vinhos.pdfguia-degustacao-de-vinhos.pdf
guia-degustacao-de-vinhos.pdf
Roberto Junior
 
Sommelier Luciano Mestrich Motta avalia pesquisa da OIV
Sommelier Luciano Mestrich Motta avalia pesquisa da OIVSommelier Luciano Mestrich Motta avalia pesquisa da OIV
Sommelier Luciano Mestrich Motta avalia pesquisa da OIV
Luciano Mestrich Motta
 
Vindouro oscar quevedo
Vindouro oscar quevedoVindouro oscar quevedo
Vindouro oscar quevedo
quevedoportwine
 
Palestra 2010
Palestra 2010Palestra 2010
Palestra 2010
EOC International
 
aula canela viticultura_ GASTRONOMIA TEC
aula canela viticultura_ GASTRONOMIA TECaula canela viticultura_ GASTRONOMIA TEC
aula canela viticultura_ GASTRONOMIA TEC
KatiaVianadeSouza
 
Nieport mk internacional
Nieport mk internacionalNieport mk internacional
Nieport mk internacional
Ana Ramos
 
Brasilidades vinho
Brasilidades vinhoBrasilidades vinho
Brasilidades vinho
quituteira quitutes
 
Enologia 2
Enologia 2Enologia 2
Enologia 2
progressoretec
 
O DESAFIO DA CRIAÇÃO
O DESAFIO DA CRIAÇÃOO DESAFIO DA CRIAÇÃO
O DESAFIO DA CRIAÇÃO
Alessandro Saade
 
Vocação Borgonha: História Ambiental e Vitivinicultura em SC
Vocação Borgonha: História Ambiental e Vitivinicultura em SC  Vocação Borgonha: História Ambiental e Vitivinicultura em SC
Vocação Borgonha: História Ambiental e Vitivinicultura em SC
Gil Karlos Ferri
 
Enografia Itália
Enografia ItáliaEnografia Itália
Enografia Itália
LAGARgastronomia
 

Semelhante a Vinho (20)

tisk_200614_adega
tisk_200614_adegatisk_200614_adega
tisk_200614_adega
 
publicidade vinho do porto
publicidade vinho do porto publicidade vinho do porto
publicidade vinho do porto
 
Feira Show de Vinhos no Rio Wine and Food Festival 2014
Feira Show de Vinhos no Rio Wine and Food Festival 2014Feira Show de Vinhos no Rio Wine and Food Festival 2014
Feira Show de Vinhos no Rio Wine and Food Festival 2014
 
Enologia 1
Enologia 1Enologia 1
Enologia 1
 
O vinho do porto rotaspdf
O vinho do porto   rotaspdfO vinho do porto   rotaspdf
O vinho do porto rotaspdf
 
THE ART OF WINE MADE IN BRAZIL
THE ART OF WINE MADE IN BRAZILTHE ART OF WINE MADE IN BRAZIL
THE ART OF WINE MADE IN BRAZIL
 
Artigo bioterra v19_n2_07
Artigo bioterra v19_n2_07Artigo bioterra v19_n2_07
Artigo bioterra v19_n2_07
 
Report wine trends
Report   wine trendsReport   wine trends
Report wine trends
 
Report wine trends
Report   wine trendsReport   wine trends
Report wine trends
 
guia-degustacao-de-vinhos.pdf
guia-degustacao-de-vinhos.pdfguia-degustacao-de-vinhos.pdf
guia-degustacao-de-vinhos.pdf
 
Sommelier Luciano Mestrich Motta avalia pesquisa da OIV
Sommelier Luciano Mestrich Motta avalia pesquisa da OIVSommelier Luciano Mestrich Motta avalia pesquisa da OIV
Sommelier Luciano Mestrich Motta avalia pesquisa da OIV
 
Vindouro oscar quevedo
Vindouro oscar quevedoVindouro oscar quevedo
Vindouro oscar quevedo
 
Palestra 2010
Palestra 2010Palestra 2010
Palestra 2010
 
aula canela viticultura_ GASTRONOMIA TEC
aula canela viticultura_ GASTRONOMIA TECaula canela viticultura_ GASTRONOMIA TEC
aula canela viticultura_ GASTRONOMIA TEC
 
Nieport mk internacional
Nieport mk internacionalNieport mk internacional
Nieport mk internacional
 
Brasilidades vinho
Brasilidades vinhoBrasilidades vinho
Brasilidades vinho
 
Enologia 2
Enologia 2Enologia 2
Enologia 2
 
O DESAFIO DA CRIAÇÃO
O DESAFIO DA CRIAÇÃOO DESAFIO DA CRIAÇÃO
O DESAFIO DA CRIAÇÃO
 
Vocação Borgonha: História Ambiental e Vitivinicultura em SC
Vocação Borgonha: História Ambiental e Vitivinicultura em SC  Vocação Borgonha: História Ambiental e Vitivinicultura em SC
Vocação Borgonha: História Ambiental e Vitivinicultura em SC
 
Enografia Itália
Enografia ItáliaEnografia Itália
Enografia Itália
 

Último

Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 

Vinho

  • 1. A magia do Vinho no Ribatejo
  • 3. História do VinhoO vinho tem grande relevo histórico, o seu surgimento em tempos remotos tornou-o um produto que acompanhou parte da evolução económica e sociocultural de várias civilizações.
  • 4. História do VinhoDo ponto de vista histórico, o vinho nasceu antes da escrita, a sua origem é imprecisa. Os relatos apontam para que a bebida tenha surgido por mero acaso.Uvas pisadas, esquecidas num recipiente que sofreram os efeitos da fermentação.
  • 5. História do VinhoO cultivo da videira para a produção de vinho só foi possível com a sedentarização do Homem.Foram encontrados achados arqueológicos que continham grainhas que datavam entre 7.000 a.c e 5.000 a.c.
  • 6. História do VinhoEntre os egípciosOs egípcios foram os primeiros a registar em gravuras, entre 3.000 a.c e 1.000 a.c, o processo de vinificação e o uso do vinho em celebrações. O vinho juntamente com o azeite, foram um grande impulso para o comércio, tanto o interno quanto externo. Os fenícios foram essencialmente o seu grande embaixador. Existem relatos de exportação de vinho egípcio para países da bacia mediterrânica, que datam de 2.500 a.c..
  • 7. História do VinhoNa GréciaCultivado ao longo da costa mediterrânica, o vinho foi cultural e economicamente vital para o desenvolvimento grego. Adquiriu uma dimensão social e cultural nunca obtida no Egipto. No mundo mitológico, Dionísio, filho de Zeus, era o deus das belas artes, do teatro e do vinho. Quando os gregos fundaram Marselha, a sua perspectiva era comercializar vinho com os habitantes locais. Provavelmente, o primeiro contacto entre o Vinho e a futura França.
  • 8. História do VinhoEm RomaOs romanos levavam o vinho quase como uma “demarcação de território”, uma forma de impor a sua cultura nas áreas que conquistavam. A predilecção da época era pelo vinho doce. A colheita tardia ou a secagem ao sol potenciava a concentração de açúcar. O processo de armazenagem e envelhecimento também foi melhorado, substituíram-se as ânforas pelas pipas, o que aprimorou o sabor do vinho.
  • 9. História do VinhoTinha que falar de binho!BacoDeus do Olimpo adoptado por Roma.O culto a Baco e as boas colheitas.Era algo levado tão a sério que até os presos eram soltos para participarem dos Bacanais ou Bacanálias.Quem acompanhava as festas era chamado de Bacante.
  • 10. História do VinhoImpério Romano entrou em colapso. O vinho já não fazia parte só de Roma. Era algo maior, algo que assumira vida própria.
  • 11. História do VinhoNa Idade MédiaO vinho perde a áurea e fineza dos vinhos antigos. Guerras e mau acondicionamento tornam o vinho um produto de consumo imediato. As ordens religiosas recuperam essa áurea. Os mosteiros e os seus extensos vinhedos estão na origem de regiões vinícolas de grande qualidade.Nesta época surgem outros vinhos além do tinto, como os brancos, roses e espumantes.
  • 12. História do VinhoNos tempos actuaisA produção do vinho também foi contagiada pela revolução industrial. Privilegiou-se a quantidade em detrimento da qualidade. Embora actualmente seja diferente. Os avanços da tecnologia permitiram que a vitivinicultura evoluísse muito. O cruzamento genético das cepas, a formação de leveduras e a produção mecanizada elevaram substancialmente a qualidade e o paladar do vinho. Actualmente o vinho é produzido de forma a responder aos mais diversos e exigentes mercados de consumo.
  • 13. OIV, relatório sobre o estado do mercado mundial da vitiviniculturaFonte: OIV – WoldStatistics
  • 14. OIV, relatório sobre o estado do mercado mundial da vitiviniculturaÁrea da superfície de vinhedos do mundo
  • 19. Equilíbrio de mercado no mundo do vinho
  • 20. O comércio internacionalÁrea da superfície de vinhedos em todo o mundo 1000 ha
  • 23. Área da superfície de vinhedos em todo o mundoÁreas plantadas de vinha nos países lideresPrevisão para 20091000 ha
  • 24. Uvas – Produção Mundial1000 qs
  • 25. Uvas – Produção MundialA evolução recente dos principais produtores de uvas1 000 qs
  • 26. Uvas – Produção MundialA evolução recente dos principais produtores de uvas1 000 qs
  • 27. Uvas – Produção MundialProdução mundial de uvas dos 15 principais paísesPrevisão2009Previsão2009 / 2006DecréscimoEstávelAumento1 000 000qs
  • 28. Produção Mundial de Vinho1 000 000 Hl
  • 29. Produção Mundial de VinhoA evolução recente dos principais produtores de vinho1000 Hl
  • 30. Produção Mundial de VinhoA evolução recente dos principais produtores de vinho1000 Hl
  • 31. Produção Mundial de VinhoA evolução recente dos principais produtores de vinhoProv. 2009 / 2006DescrescimoEstávelAumento1 000 000 Hl
  • 32. Consumo Mundial de Vinho1 000 000 Hl
  • 33. Consumo Mundial de VinhoA evolução recente dos principais países consumidores de vinho1000 Hl
  • 34. Consumo Mundial de VinhoA evolução recente dos principais países consumidores de vinho1000 Hl
  • 35. Consumo Mundial de VinhoA evolução do consumo nos países lideresPrevisão 2009Prov. 2009 / 2006DescréscimoEstável1 000 000 HlAumento
  • 36. Consumo Mundial de VinhoConsumo per capita Calculation taken from FAO 2007 demographics data base
  • 37. Consumo Mundial de VinhoFonte: http://www.wineinstitute.org/resources/statistics
  • 38. Consumo Mundial de VinhoFonte: http://www.wineinstitute.org/resources/statistics
  • 39. Equilíbrio de mercado no mundo do vinhoDiferença entre a produção e o consumo de vinho1 000 000 Hl
  • 40. Equilíbrio de mercado no mundo do vinhoDiferença entre a produção e o consumo de vinho em alguns paísesPrevisão 20091 000 000 Hl
  • 41. Comercio InternacionalAs exportações mundiais de vinho1 000 000 Hl
  • 42. Comercio InternacionalA evolução recente dos principais países exportadores de vinho1000 Hl
  • 43. Comercio InternacionalA evolução recente dos principais países exportadores de vinho1000 Hl
  • 44. Comercio InternacionalAs exportações de vinho dos 12 países principaisPrevisão 2009Prov. 2009 / 2006DecréscimoEstávelAumento1 000 000 Hl
  • 45. Comercio InternacionalAs importações mundiais de vinho1 000 000 Hl
  • 46. Comercio InternacionalA evolução recente dos principais países importadores de vinho1000 Hl
  • 47. Comercio InternacionalA evolução recente dos principais países importadores de vinho1000 Hl
  • 48. Comercio InternacionalAs importações de vinho dos 12 principais paísesPrevisão 2009Prov. 2009 / 2006DecréscimoEstável1 000 000 HlAumento
  • 49. Comercio Internacional - 2009Quota de mercado Mundial
  • 50. Estudo de MercadoQuestionário sobre Vinhos de Mesa:Parte A:Questões centradas nas percepções e preferências por consumo de vinho inter-relacionando esta perspectiva com o conceito de Marca e Região Vinícola.Parte B:Caracterização pessoal.
  • 51. Estudo de Mercado1.Consume bebidas alcoólicas?
  • 52. Estudo de Mercado2. Examine as sequentes classes de bebidas com teor alcoólico. Ordene-as de acordo com a sua preferência .
  • 53. Estudo de Mercado3. Com que regularidade consome vinho de mesa?
  • 54. Estudo de Mercado4. Em que ocasiões privilegia o consumo de vinho de mesa em detrimento de outra bebida alcoólica?
  • 55. Estudo de Mercado4. Em que ocasiões privilegia o consumo de vinho de mesa em detrimento de outra bebida alcoólica?
  • 56. Estudo de Mercado5. Na sua opinião quais são as principais causas para beber vinho de mesa?
  • 57. Estudo de Mercado6.Adquire vinho de mesa?
  • 58. Estudo de Mercado7.Em relação aos locais abaixo designados indique a sua regularidade de compra.
  • 59. Estudo de Mercado8. Qual o tipo de vinho de mesa que mais compra?
  • 60. Estudo de Mercado9.Qual o tipo de vinho de mesa que prefere?
  • 61. Estudo de Mercado10. O que privilegia quando compra de vinho de mesa?
  • 62. Estudo de Mercado11.Em relação ao vinho de mesa, em que medida concorda com as seguintes afirmações.
  • 63. Estudo de Mercado12. Das seguintes regiões vitivinícolas nacionais caracterize o seu grau de preferência em relação ao consumo de vinhos de mesa
  • 64. Estudo de Mercado13. A região vitivinícola do Tejo (Ex: Ribatejo) estava divida em sub-regiões produtoras de vinho de mesa como classifica os seus conhecimentos em relação a cada uma delas.
  • 65. Estudo de Mercado14. Escreva por favor uma marca de vinho da região do Ribatejo que se recorde:
  • 66. Estudo de Mercado15. Como classifica o seu conhecimento em relação às seguintes marcas de vinho apresentadas: