SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
O PLANETA TERRA
Professora
Christie
Tema 1
O sistema solar é um conjunto de planetas, asteroides e cometas que giram ao
redor do sol.
Os corpos mais importantes do sistema solar são os oito planetas que giram ao
redor do sol, descrevendo órbitas elípticas, isto é, órbitas semelhantes a
circunferências ligeiramente excêntricas.
O Sistema Solar
A Via Láctea é a galáxia em que está localizado o Sistema Solar. Ela é
composta por estrelas, astros menores, gás, poeira e matéria escura.
Via Láctea
O Sistema Solar pertence ao braço de Órion, na periferia da Galáxia, a
cerca de 27 mil anos-luz do seu centro.
Tema 1
Lua
O único satélite natural da Terra é a Lua, ou seja, ela gira em torno da Terra.
Para completar uma volta em torno da Terra a Lua leva 28 dias e esse giro
chama-se revolução (translação), neste mesmo período, a Lua dá um giro
completo em torno de si mesma (rotação).
Como a Lua também é iluminada pelo Sol, dependendo da posição dela e da
Terra em relação ao Sol vemos diferentes fases da Lua.
Tema 1
Eclipse Lunar
O movimento de translação da Lua é de aproximadamente 29,5 dias, e nos permite observar as
fases: Nova, Crescente, Cheia e Minguante. Na fase Nova, acontece um alinhamento Sol-Lua-
Terra, o observador terrestre não pode ver a face iluminada da Lua, pois ela não está voltada para o
nosso planeta.
Durante a fase Cheia acontece o alinhamento Sol-Terra-Lua e, desta forma, a face iluminada do
satélite volta-se para a Terra. Todo o disco lunar fica visível e temos as belas noites de Lua Cheia.
O eclipse lunar ocorre quando a lua se posiciona nas zonas umbra ou penumbra da sombra da
Terra.
O eclipse lunar é o processo de encobrimento da
lua pela sombra da Terra durante um curto
período de tempo. Trata-se de um fenômeno
ocasional, cujas características e formas
aparentes dependerão da posição do planeta em
relação ao seu satélite natural. Confira o esquema
ao lado.
Tema 1
Movimentos da Terra
Como todos os corpos do Universo, a Terra também não está
parada. Ela realiza inúmeros movimentos. Os dois movimentos
principais do nosso planeta são o de rotação e o de translação,
cujos efeitos sentimos no cotidiano.
Tema 1
De dia, uma parte dos habitantes da Terra recebe luz solar, porque a parte da superfície
da Terra onde vivem está virada para o Sol, mas os habitantes da Terra que estão do
outro lado não recebem essa luz. Por exemplo, em Lisboa, às 8 h da manhã é de dia
mas, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, para Ocidente de Lisboa, no mesmo
instante são 3h da manhã e ainda é de noite.
O movimento de rotação da Terra explica o movimento aparente do Sol, que vemos
durante o dia, e pelo movimento aparente das outras estrelas, que vemos durante a
noite.
O movimento é realizado no sentido oeste-leste e dura cerca de 24 horas (23 horas, 56
minutos e 4 segundos). Esse tempo corresponde a uma volta completa do planeta em
torno do seu eixo.
Relógio de Sol
Movimento de Rotação
Movimento aparente do Sol
Tema 1
A cada seis meses, o eixo da Terra em relação ao Sol se inclina para um lado e depois
para o outro. Isso faz com que, nos polos, durante cada verão, a noite praticamente
deixe de existir.
O fenômeno ocorre nas proximidades dos polos terrestres, durante o verão, quando o
Sol pode ser visto 24 horas por dia. Isso acontece porque a inclinação do eixo
da terra em relação ao plano da sua órbita faz com que a luz solar incida quase
perpendicularmente sobre os polos, durante seis meses de cada ano..
Tema 1
O que é o Sol da meia-noite?
Movimento de Translação
A translação é o movimento que a Terra realiza ao redor do Sol. O
tempo real do movimento completo dura 365 dias, 5 horas, 48 minutos
e 47 segundos. Determinou-se que o tempo que a Terra demora para
realizar o movimento corresponde a um ano, com 365 dias.
Tema 1
O ano de 2016 foi bissexto, ou seja, tem 366 dias, um a mais do que os anos
comuns. Isso acontece porque no mês de fevereiro haverá 29 dias, o que ocorre de
quatro em quatro anos.
A volta da Terra ao redor do Sol não é feita em exatos 365 dias, mas sim em 365
dias, cinco horas, 48 minutos e 46 segundos. Essa fração de dias, arredondada
para seis horas, é compensada no ano bissexto, já que seis horas, em quatro anos,
são 24 horas, ou seja, mais um dia.
Sem o ano bissexto, as estações do
ano não teriam datas definidas, como
acontece hoje.
"Um dia o calendário marcaria o início
da primavera e estaríamos no verão,
isso para o controle da agricultura
seria péssimo, bem como para outros
tipos de controle.
Ano Bissexto
As estações do ano
Tema 1
Os solstícios e equinócios são dois fenômenos referentes às diferentes formas
com que o nosso planeta Terra é iluminado pelos raios solares. Acontece que,
por causa do movimento de translação, bem como pela inclinação do planeta
ao longo do ano, os raios solares apresentam-se de maneiras diferenciadas.
Dessa forma, os equinócios são os períodos
do ano em que a Terra é iluminada igualmente
nos dois hemisférios. Nesse momento, os dias
e as noites possuem a mesma duração.
Os solstícios são os períodos em que a Terra é
iluminada de maneira desigual nos hemisférios.
Assim, no de 21 junho, há a indicação do solstício
de inverno no hemisfério sul (e de verão no
hemisfério norte), com os dias menores do que as
noites, e no dia 21 de dezembro, há os solstícios
de verão no nosso hemisfério, com as noites
menores do que os dias.
Solstício e Equinócio
Tema 1
Estações do ano e zonas térmicas
As estações do ano têm ligação direta com a incidência de sol na superfície terrestre, como a Terra é
esférica a luz solar não incide de forma perpendicular em toda extensão do planeta, além disso, a
quantidade de luz em relação ao hemisfério sul e norte são distintos no decorrer do ano, devido a isso
quando é verão no hemisfério sul é inverno no hemisfério norte e vice-versa.
As regiões de zonas temperadas são privilegiadas para a identificação das estações do ano, pois as
mudanças dessas são facilmente percebidas, desse modo, apresenta temperaturas baixas no inverno e às
vezes há ocorrência de precipitação de neve. No outono e na primavera as temperaturas são amenas e
não apresentam nem muito calor e nem muito frio e no verão as temperaturas se elevam.
Ao contrário, nas regiões de zona tropical geralmente as temperaturas são elevadas praticamente todo
ano e isso dificulta a percepção das diferenças das estações do ano. Em zonas polares, assim como na
zona intertropical, não é possível identificar as quatro estações do ano, uma vez que nessas regiões
geladas as temperaturas sempre permanecem abaixo de 0ºC durante o ano.
Zona temperada e as 4 estações do ano.
Tema 1
Zonas Térmicas
O formato esférico do planeta Terra, a inclinação do eixo terrestre e o
movimento de translação influenciam na distribuição irregular do calor
solar na superfície terrestre. Essas condições favorecem a formação de
regiões com climas diferentes que são divididas em zonas térmicas.
As zonas térmicas são as diferentes zonas de
intensidade de luz e calor que a Terra recebe
do sol. As zonas térmicas ou zonas de
iluminação estão divididas em: Zona Polar
Ártica, Zona Temperada do Norte, Zona
Tropical ou Intertropical, Zona Temperada do
Sul e Zona Polar Antártica.
Tema 1
Fuso horário
Devido ao movimento de rotação da Terra, diferentes partes do planeta alternam os dias e as
noites, apresentando horários diferentes. Para facilitar as relações políticas e comerciais entre
os países, o deslocamento das pessoas pelo globo terrestre, além de outras atividades das
sociedades foi necessária a padronização da contagem do tempo. Assim, foram criados
os fusos horários.
O planeta é dividido em 24 fusos horários, que são faixas iguais definidas pelos meridianos.
Greenwich é o meridiano inicial e referência mundial para a determinação das horas em todas
as partes da superfície terrestre
Tema 1
Quando são 12 horas em Londres, no fuso onde passa o Meridiano de
Greenwich, em Cairo são 14 horas, em Los Angeles 4 horas, e em Sidnei 22
horas
Tema 1
Horário de verão
O horário de verão é uma mudança que é feita adiantando-se os relógios de
uma determinada localidade em uma hora em relação ao seu fuso horário
oficial. O nome "horário de verão" deve-se ao fato dele geralmente ser
adotado nessa estação, durante um período determinado. A finalidade do
horário de verão é promover o máximo aproveitamento da luz natural,
reduzindo assim o consumo de energia elétrica. Porém, essa economia é
sentida com maior intensidade nas regiões mais distantes da Linha do
Equador, pois nelas o verão tem dias mais longos, com o sol nascendo mais
cedo e se pondo mais tarde.
Tema 1
Linha internacional de data
É uma linha imaginária que, por convenção, é
representada pelo meridiano oposto ao
Meridiano de Greenwich e que atravessa o
Oceano Pacífico separando o mundo em dois:
a leste é um dia a menos do que a oeste dela.
Ou seja, quando nos países localizados a oeste
(Japão por ex.) da linha internacional de data,
for dia 4, nos países localizados a leste
(Américas, por ex.) da linha internacional de
data, será dia 3. O horário continuará o mesmo
(respeitando-se os fusos).
Tema 1
As modificações no planeta Terra
Segundo a Teoria do Big Bang, o universo teria surgido de uma grande
explosão cósmica, que criou o espaço e o tempo.
Desde o Big Bang, há cerca de 15 bilhões de anos, muitas transformações
ocorreram no Universo e nos elementos que nele existem.
Tema 2
No início, a Terra seria uma massa
incandescente, e os minerais das
rochas estariam sob forma pastosa. À
medida que a Terra foi resfriando das
camadas mais exteriores para as
interiores, esses minerais se
solidificaram, formando as primeiras
rochas
O tempo e a escala geológica
Quando falamos em tempo
histórico (incluindo, aí, a Pré-
História), referimo-nos ao período
de surgimento da humanidade, o
que corresponde ao uso de
medidas de dezenas, centenas e
até milhares de anos. Já quando
falamos em o tempo geológico,
referimo-nos a uma escala de
tempo que costuma ser medida
nos milhões ou até bilhões de
anos, tal a classificação das eras
geológicas e seus respectivos
períodos.
Tema 2
A idade da Terra
O planeta Terra tem cerca de 4,6
bilhões de anos. Essa idade foi
sugerida a partir de análises de rochas
e fósseis em laboratórios.
Em todo esse tempo, a Terra passou
por vários acontecimentos como o
surgimento do ser humano e o
aparecimento e a extinção de grandes
animais, como os dinossauros.
Tema 2
O interior do planeta Terra
É inegável que o homem já tenha
desvendado uma série de mistérios da
natureza, sabemos relativamente muito
sobre aspectos do universo, atmosfera,
oceano, animais, plantas e diversos
fenômenos que os envolvem. No entanto,
o interior do planeta Terra ainda é
praticamente inexplorado, é bom lembrar
que estamos nos referindo às regiões
distantes da litosfera, e não somente ao
subsolo
Tema 2
As camadas da Terra
• Crosta Terrestre:
A crosta terrestre é a primeira das camadas da Terra, sendo
também a menor e mais “fina” entre elas. Sua espessura varia
de 25 a 90 quilômetros, aproximadamente.
• Manto:
O manto é a mais extensa das camadas da Terra e sua
profundidade máxima alcança os 2.900 km, ocupando cerca de
80% do volume total do planeta. Sua composição é de silicatos
de ferro e de magnésio, e as rochas encontram-se em forma de
material pastoso chamado de magma, por causa do calor
advindo do interior da Terra, com temperaturas médias de
2.000ºC.
• Núcleo:
O núcleo terrestre é o mais quente das camadas da Terra e
também é dividido em exterior e interno. Sua composição
predominante é o NIFE (níquel e ferro).
As camadas da Terra são uma classificação elaborada cientificamente para auxiliar a compreensão
sobre a estrutura interna do nosso planeta.
Tema 2

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticosFatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticosETEC de Barueri
 
Dinâmica climática
Dinâmica climáticaDinâmica climática
Dinâmica climáticaRoberta Sumar
 
Brasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e climaBrasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e climaProfessor
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoProfessor
 
Relevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivosRelevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivosProfessor
 
AGENTES INTERNOS DO RELEVO
AGENTES INTERNOS DO RELEVOAGENTES INTERNOS DO RELEVO
AGENTES INTERNOS DO RELEVOOmar Fürst
 
Solos: origem, evolução, degradação e conservação
Solos: origem, evolução, degradação e conservaçãoSolos: origem, evolução, degradação e conservação
Solos: origem, evolução, degradação e conservaçãoRodrigo Pavesi
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terraProfessor
 
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)Nefer19
 
Clima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino MédioClima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino MédioArtur Lara
 

Mais procurados (20)

Climatologia
Climatologia Climatologia
Climatologia
 
Fatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticosFatores e elementos climáticos
Fatores e elementos climáticos
 
A estrutura da terra
A estrutura da terraA estrutura da terra
A estrutura da terra
 
Erosões
ErosõesErosões
Erosões
 
Dinâmica climática
Dinâmica climáticaDinâmica climática
Dinâmica climática
 
El nino e la nina
El nino e la ninaEl nino e la nina
El nino e la nina
 
Geografia solstícios e equinócios
Geografia   solstícios e equinóciosGeografia   solstícios e equinócios
Geografia solstícios e equinócios
 
Brasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e climaBrasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e clima
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundo
 
Relevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivosRelevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivos
 
AGENTES INTERNOS DO RELEVO
AGENTES INTERNOS DO RELEVOAGENTES INTERNOS DO RELEVO
AGENTES INTERNOS DO RELEVO
 
Climas do-brasil
Climas do-brasilClimas do-brasil
Climas do-brasil
 
Solos: origem, evolução, degradação e conservação
Solos: origem, evolução, degradação e conservaçãoSolos: origem, evolução, degradação e conservação
Solos: origem, evolução, degradação e conservação
 
Região nordeste 7º ano
Região nordeste  7º anoRegião nordeste  7º ano
Região nordeste 7º ano
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
 
Os continentes
Os continentesOs continentes
Os continentes
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
 
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
 
Clima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino MédioClima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
 
Biomas do mundo
Biomas do mundoBiomas do mundo
Biomas do mundo
 

Destaque

Cap 1 Paisagem Natural E Humanizada 2
Cap 1 Paisagem Natural E Humanizada 2Cap 1 Paisagem Natural E Humanizada 2
Cap 1 Paisagem Natural E Humanizada 2Lilian Larroca
 
As paisagens e seus elementos
As paisagens e seus elementosAs paisagens e seus elementos
As paisagens e seus elementosRose Tavares
 
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo Homem
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo HomemPaisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo Homem
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo HomemTHELMA OLIVEIRA
 
Apresentação paisagem natural x humanizada
Apresentação paisagem natural x humanizadaApresentação paisagem natural x humanizada
Apresentação paisagem natural x humanizadaRoberta Piozzi
 
Coletânea de ciências 4º ano do aluno anual 2015 (1)
Coletânea de ciências 4º ano do aluno anual 2015 (1)Coletânea de ciências 4º ano do aluno anual 2015 (1)
Coletânea de ciências 4º ano do aluno anual 2015 (1)Raquel Becker
 
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdfAndré Moraes
 
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdfAndré Moraes
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAndré Moraes
 
Avaliação de geografia 4ºbimestre
Avaliação de geografia 4ºbimestreAvaliação de geografia 4ºbimestre
Avaliação de geografia 4ºbimestreDayenne Sousa Alencar
 

Destaque (20)

Avaliação geografia diagnosticas 12
Avaliação geografia diagnosticas 12Avaliação geografia diagnosticas 12
Avaliação geografia diagnosticas 12
 
Cap 1 Paisagem Natural E Humanizada 2
Cap 1 Paisagem Natural E Humanizada 2Cap 1 Paisagem Natural E Humanizada 2
Cap 1 Paisagem Natural E Humanizada 2
 
As paisagens e seus elementos
As paisagens e seus elementosAs paisagens e seus elementos
As paisagens e seus elementos
 
Slaide 3º ano
Slaide 3º anoSlaide 3º ano
Slaide 3º ano
 
Projeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinarProjeto interdisciplinar
Projeto interdisciplinar
 
Paisagens
PaisagensPaisagens
Paisagens
 
Unidade 1
Unidade 1Unidade 1
Unidade 1
 
Paisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugarPaisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugar
 
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo Homem
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo HomemPaisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo Homem
Paisagem Natural E Paisagem Modificada Pelo Homem
 
Apresentação paisagem natural x humanizada
Apresentação paisagem natural x humanizadaApresentação paisagem natural x humanizada
Apresentação paisagem natural x humanizada
 
Atividades arte e cultura brasileira
Atividades arte e cultura brasileiraAtividades arte e cultura brasileira
Atividades arte e cultura brasileira
 
Paisagens e espaço geográfico
Paisagens e espaço geográficoPaisagens e espaço geográfico
Paisagens e espaço geográfico
 
Geografia 3º ano
Geografia 3º anoGeografia 3º ano
Geografia 3º ano
 
A diversidade cultural no brasil (1) (1)
A diversidade cultural no brasil (1) (1)A diversidade cultural no brasil (1) (1)
A diversidade cultural no brasil (1) (1)
 
Cultura negra ativ
Cultura negra ativCultura negra ativ
Cultura negra ativ
 
Coletânea de ciências 4º ano do aluno anual 2015 (1)
Coletânea de ciências 4º ano do aluno anual 2015 (1)Coletânea de ciências 4º ano do aluno anual 2015 (1)
Coletânea de ciências 4º ano do aluno anual 2015 (1)
 
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdf
 
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
 
Avaliação de geografia 4ºbimestre
Avaliação de geografia 4ºbimestreAvaliação de geografia 4ºbimestre
Avaliação de geografia 4ºbimestre
 

Semelhante a Unidade 3 parte 1

Forma e os principais movimentos da Terra.pptx
Forma e os principais movimentos da Terra.pptxForma e os principais movimentos da Terra.pptx
Forma e os principais movimentos da Terra.pptxgeodescomplica
 
Capítulo 6 - Os movimentos da Terra.ppt
Capítulo 6 - Os movimentos da Terra.pptCapítulo 6 - Os movimentos da Terra.ppt
Capítulo 6 - Os movimentos da Terra.pptCWStore
 
Movimento orbital da Terra e estações do Ano.pdf
Movimento orbital da Terra e estações do Ano.pdfMovimento orbital da Terra e estações do Ano.pdf
Movimento orbital da Terra e estações do Ano.pdfAndressaCosta90
 
Geografia os movimentos da terra
Geografia   os movimentos da terraGeografia   os movimentos da terra
Geografia os movimentos da terraGustavo Soares
 
os movimentos da terra.ppt
os movimentos da terra.pptos movimentos da terra.ppt
os movimentos da terra.pptAna Maria
 
O PLANETA TERRA E SEU SATÉLITE NATURAL - LUA
O PLANETA TERRA E SEU SATÉLITE NATURAL - LUAO PLANETA TERRA E SEU SATÉLITE NATURAL - LUA
O PLANETA TERRA E SEU SATÉLITE NATURAL - LUAJulianeMelo17
 
Movimentos da Terra translação e rotação
Movimentos da Terra translação e rotaçãoMovimentos da Terra translação e rotação
Movimentos da Terra translação e rotaçãoNilcilene Souza
 
Movimentos de Rotação e Translação - Aulas 4, 5 e 6 Geografia 3º Ano
Movimentos de Rotação e Translação - Aulas 4, 5 e 6 Geografia 3º Ano Movimentos de Rotação e Translação - Aulas 4, 5 e 6 Geografia 3º Ano
Movimentos de Rotação e Translação - Aulas 4, 5 e 6 Geografia 3º Ano Fellipe Prado
 
Terra Lua e Sol.pdf
Terra Lua e Sol.pdfTerra Lua e Sol.pdf
Terra Lua e Sol.pdfnunofq
 
Capítulo 08 - o universo e o planeta terra
Capítulo 08 - o universo e o planeta terraCapítulo 08 - o universo e o planeta terra
Capítulo 08 - o universo e o planeta terraIgor Brant
 

Semelhante a Unidade 3 parte 1 (20)

Unidade 3
Unidade 3Unidade 3
Unidade 3
 
Unidade 4 cap. 1
Unidade 4 cap. 1Unidade 4 cap. 1
Unidade 4 cap. 1
 
Forma e os principais movimentos da Terra.pptx
Forma e os principais movimentos da Terra.pptxForma e os principais movimentos da Terra.pptx
Forma e os principais movimentos da Terra.pptx
 
Capítulo 6 - Os movimentos da Terra.ppt
Capítulo 6 - Os movimentos da Terra.pptCapítulo 6 - Os movimentos da Terra.ppt
Capítulo 6 - Os movimentos da Terra.ppt
 
Movimento orbital da Terra e estações do Ano.pdf
Movimento orbital da Terra e estações do Ano.pdfMovimento orbital da Terra e estações do Ano.pdf
Movimento orbital da Terra e estações do Ano.pdf
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
 
Geografia os movimentos da terra
Geografia   os movimentos da terraGeografia   os movimentos da terra
Geografia os movimentos da terra
 
os movimentos da terra.ppt
os movimentos da terra.pptos movimentos da terra.ppt
os movimentos da terra.ppt
 
Movimentos da terra
Movimentos da terraMovimentos da terra
Movimentos da terra
 
O PLANETA TERRA E SEU SATÉLITE NATURAL - LUA
O PLANETA TERRA E SEU SATÉLITE NATURAL - LUAO PLANETA TERRA E SEU SATÉLITE NATURAL - LUA
O PLANETA TERRA E SEU SATÉLITE NATURAL - LUA
 
Aulacomslaids
AulacomslaidsAulacomslaids
Aulacomslaids
 
Movimentos da terra
Movimentos da terraMovimentos da terra
Movimentos da terra
 
Movimentos da Terra translação e rotação
Movimentos da Terra translação e rotaçãoMovimentos da Terra translação e rotação
Movimentos da Terra translação e rotação
 
Movimentos da terra
Movimentos da terraMovimentos da terra
Movimentos da terra
 
Movimentos de Rotação e Translação - Aulas 4, 5 e 6 Geografia 3º Ano
Movimentos de Rotação e Translação - Aulas 4, 5 e 6 Geografia 3º Ano Movimentos de Rotação e Translação - Aulas 4, 5 e 6 Geografia 3º Ano
Movimentos de Rotação e Translação - Aulas 4, 5 e 6 Geografia 3º Ano
 
Terra Lua e Sol.pdf
Terra Lua e Sol.pdfTerra Lua e Sol.pdf
Terra Lua e Sol.pdf
 
Movimentos da terra
Movimentos da terraMovimentos da terra
Movimentos da terra
 
cartografia completo.pptx
cartografia completo.pptxcartografia completo.pptx
cartografia completo.pptx
 
CARTOGRAFIA.pptx
CARTOGRAFIA.pptxCARTOGRAFIA.pptx
CARTOGRAFIA.pptx
 
Capítulo 08 - o universo e o planeta terra
Capítulo 08 - o universo e o planeta terraCapítulo 08 - o universo e o planeta terra
Capítulo 08 - o universo e o planeta terra
 

Mais de Christie Freitas (20)

Unidade 1 e 2 parcial
Unidade 1 e 2 parcialUnidade 1 e 2 parcial
Unidade 1 e 2 parcial
 
Unidade 1
Unidade 1Unidade 1
Unidade 1
 
Unidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoanoUnidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoano
 
6ano unidade3
6ano unidade36ano unidade3
6ano unidade3
 
Unidade 8 sexto ano
Unidade 8   sexto anoUnidade 8   sexto ano
Unidade 8 sexto ano
 
Unidade 7 temas 3 e 4 - sexto ano
Unidade 7  temas 3 e 4 - sexto anoUnidade 7  temas 3 e 4 - sexto ano
Unidade 7 temas 3 e 4 - sexto ano
 
Unidade 7 sexto ano_temas 1 e 2
Unidade 7 sexto ano_temas 1 e 2Unidade 7 sexto ano_temas 1 e 2
Unidade 7 sexto ano_temas 1 e 2
 
Unidade4
Unidade4Unidade4
Unidade4
 
Unidade 6 sextoano
Unidade 6 sextoanoUnidade 6 sextoano
Unidade 6 sextoano
 
Unidade5 temas2 3_4
Unidade5 temas2 3_4Unidade5 temas2 3_4
Unidade5 temas2 3_4
 
Unidade 2 oitavo ano
Unidade 2   oitavo anoUnidade 2   oitavo ano
Unidade 2 oitavo ano
 
Unidade 5 6 ano
Unidade 5 6 anoUnidade 5 6 ano
Unidade 5 6 ano
 
Unidade 1
Unidade 1Unidade 1
Unidade 1
 
Unidade 1 sexto ano
Unidade 1 sexto anoUnidade 1 sexto ano
Unidade 1 sexto ano
 
Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9
 
Unidade 9 - 6º ano
Unidade 9   - 6º anoUnidade 9   - 6º ano
Unidade 9 - 6º ano
 
Unidade 8 temas 3 e 4 sexto ano
Unidade 8   temas 3 e 4 sexto anoUnidade 8   temas 3 e 4 sexto ano
Unidade 8 temas 3 e 4 sexto ano
 
Unidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoanoUnidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoano
 
Unidade 8 - África
Unidade 8  - ÁfricaUnidade 8  - África
Unidade 8 - África
 
Unidade 8 sexto ano
Unidade 8 sexto anoUnidade 8 sexto ano
Unidade 8 sexto ano
 

Último

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalDouglasVasconcelosMa
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasdiegosouzalira10
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfAntonio Barros
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarDouglasVasconcelosMa
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 

Último (20)

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolarMODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
MODELO Resumo esquemático de Relatório escolar
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 

Unidade 3 parte 1

  • 2. Tema 1 O sistema solar é um conjunto de planetas, asteroides e cometas que giram ao redor do sol. Os corpos mais importantes do sistema solar são os oito planetas que giram ao redor do sol, descrevendo órbitas elípticas, isto é, órbitas semelhantes a circunferências ligeiramente excêntricas. O Sistema Solar
  • 3. A Via Láctea é a galáxia em que está localizado o Sistema Solar. Ela é composta por estrelas, astros menores, gás, poeira e matéria escura. Via Láctea O Sistema Solar pertence ao braço de Órion, na periferia da Galáxia, a cerca de 27 mil anos-luz do seu centro. Tema 1
  • 4. Lua O único satélite natural da Terra é a Lua, ou seja, ela gira em torno da Terra. Para completar uma volta em torno da Terra a Lua leva 28 dias e esse giro chama-se revolução (translação), neste mesmo período, a Lua dá um giro completo em torno de si mesma (rotação). Como a Lua também é iluminada pelo Sol, dependendo da posição dela e da Terra em relação ao Sol vemos diferentes fases da Lua. Tema 1
  • 5. Eclipse Lunar O movimento de translação da Lua é de aproximadamente 29,5 dias, e nos permite observar as fases: Nova, Crescente, Cheia e Minguante. Na fase Nova, acontece um alinhamento Sol-Lua- Terra, o observador terrestre não pode ver a face iluminada da Lua, pois ela não está voltada para o nosso planeta. Durante a fase Cheia acontece o alinhamento Sol-Terra-Lua e, desta forma, a face iluminada do satélite volta-se para a Terra. Todo o disco lunar fica visível e temos as belas noites de Lua Cheia. O eclipse lunar ocorre quando a lua se posiciona nas zonas umbra ou penumbra da sombra da Terra. O eclipse lunar é o processo de encobrimento da lua pela sombra da Terra durante um curto período de tempo. Trata-se de um fenômeno ocasional, cujas características e formas aparentes dependerão da posição do planeta em relação ao seu satélite natural. Confira o esquema ao lado. Tema 1
  • 6. Movimentos da Terra Como todos os corpos do Universo, a Terra também não está parada. Ela realiza inúmeros movimentos. Os dois movimentos principais do nosso planeta são o de rotação e o de translação, cujos efeitos sentimos no cotidiano. Tema 1
  • 7. De dia, uma parte dos habitantes da Terra recebe luz solar, porque a parte da superfície da Terra onde vivem está virada para o Sol, mas os habitantes da Terra que estão do outro lado não recebem essa luz. Por exemplo, em Lisboa, às 8 h da manhã é de dia mas, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, para Ocidente de Lisboa, no mesmo instante são 3h da manhã e ainda é de noite. O movimento de rotação da Terra explica o movimento aparente do Sol, que vemos durante o dia, e pelo movimento aparente das outras estrelas, que vemos durante a noite. O movimento é realizado no sentido oeste-leste e dura cerca de 24 horas (23 horas, 56 minutos e 4 segundos). Esse tempo corresponde a uma volta completa do planeta em torno do seu eixo. Relógio de Sol Movimento de Rotação Movimento aparente do Sol Tema 1
  • 8. A cada seis meses, o eixo da Terra em relação ao Sol se inclina para um lado e depois para o outro. Isso faz com que, nos polos, durante cada verão, a noite praticamente deixe de existir. O fenômeno ocorre nas proximidades dos polos terrestres, durante o verão, quando o Sol pode ser visto 24 horas por dia. Isso acontece porque a inclinação do eixo da terra em relação ao plano da sua órbita faz com que a luz solar incida quase perpendicularmente sobre os polos, durante seis meses de cada ano.. Tema 1 O que é o Sol da meia-noite?
  • 9. Movimento de Translação A translação é o movimento que a Terra realiza ao redor do Sol. O tempo real do movimento completo dura 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 47 segundos. Determinou-se que o tempo que a Terra demora para realizar o movimento corresponde a um ano, com 365 dias. Tema 1
  • 10. O ano de 2016 foi bissexto, ou seja, tem 366 dias, um a mais do que os anos comuns. Isso acontece porque no mês de fevereiro haverá 29 dias, o que ocorre de quatro em quatro anos. A volta da Terra ao redor do Sol não é feita em exatos 365 dias, mas sim em 365 dias, cinco horas, 48 minutos e 46 segundos. Essa fração de dias, arredondada para seis horas, é compensada no ano bissexto, já que seis horas, em quatro anos, são 24 horas, ou seja, mais um dia. Sem o ano bissexto, as estações do ano não teriam datas definidas, como acontece hoje. "Um dia o calendário marcaria o início da primavera e estaríamos no verão, isso para o controle da agricultura seria péssimo, bem como para outros tipos de controle. Ano Bissexto
  • 11. As estações do ano Tema 1
  • 12. Os solstícios e equinócios são dois fenômenos referentes às diferentes formas com que o nosso planeta Terra é iluminado pelos raios solares. Acontece que, por causa do movimento de translação, bem como pela inclinação do planeta ao longo do ano, os raios solares apresentam-se de maneiras diferenciadas. Dessa forma, os equinócios são os períodos do ano em que a Terra é iluminada igualmente nos dois hemisférios. Nesse momento, os dias e as noites possuem a mesma duração. Os solstícios são os períodos em que a Terra é iluminada de maneira desigual nos hemisférios. Assim, no de 21 junho, há a indicação do solstício de inverno no hemisfério sul (e de verão no hemisfério norte), com os dias menores do que as noites, e no dia 21 de dezembro, há os solstícios de verão no nosso hemisfério, com as noites menores do que os dias. Solstício e Equinócio Tema 1
  • 13. Estações do ano e zonas térmicas As estações do ano têm ligação direta com a incidência de sol na superfície terrestre, como a Terra é esférica a luz solar não incide de forma perpendicular em toda extensão do planeta, além disso, a quantidade de luz em relação ao hemisfério sul e norte são distintos no decorrer do ano, devido a isso quando é verão no hemisfério sul é inverno no hemisfério norte e vice-versa. As regiões de zonas temperadas são privilegiadas para a identificação das estações do ano, pois as mudanças dessas são facilmente percebidas, desse modo, apresenta temperaturas baixas no inverno e às vezes há ocorrência de precipitação de neve. No outono e na primavera as temperaturas são amenas e não apresentam nem muito calor e nem muito frio e no verão as temperaturas se elevam. Ao contrário, nas regiões de zona tropical geralmente as temperaturas são elevadas praticamente todo ano e isso dificulta a percepção das diferenças das estações do ano. Em zonas polares, assim como na zona intertropical, não é possível identificar as quatro estações do ano, uma vez que nessas regiões geladas as temperaturas sempre permanecem abaixo de 0ºC durante o ano. Zona temperada e as 4 estações do ano. Tema 1
  • 14. Zonas Térmicas O formato esférico do planeta Terra, a inclinação do eixo terrestre e o movimento de translação influenciam na distribuição irregular do calor solar na superfície terrestre. Essas condições favorecem a formação de regiões com climas diferentes que são divididas em zonas térmicas. As zonas térmicas são as diferentes zonas de intensidade de luz e calor que a Terra recebe do sol. As zonas térmicas ou zonas de iluminação estão divididas em: Zona Polar Ártica, Zona Temperada do Norte, Zona Tropical ou Intertropical, Zona Temperada do Sul e Zona Polar Antártica. Tema 1
  • 15. Fuso horário Devido ao movimento de rotação da Terra, diferentes partes do planeta alternam os dias e as noites, apresentando horários diferentes. Para facilitar as relações políticas e comerciais entre os países, o deslocamento das pessoas pelo globo terrestre, além de outras atividades das sociedades foi necessária a padronização da contagem do tempo. Assim, foram criados os fusos horários. O planeta é dividido em 24 fusos horários, que são faixas iguais definidas pelos meridianos. Greenwich é o meridiano inicial e referência mundial para a determinação das horas em todas as partes da superfície terrestre Tema 1
  • 16. Quando são 12 horas em Londres, no fuso onde passa o Meridiano de Greenwich, em Cairo são 14 horas, em Los Angeles 4 horas, e em Sidnei 22 horas Tema 1
  • 17. Horário de verão O horário de verão é uma mudança que é feita adiantando-se os relógios de uma determinada localidade em uma hora em relação ao seu fuso horário oficial. O nome "horário de verão" deve-se ao fato dele geralmente ser adotado nessa estação, durante um período determinado. A finalidade do horário de verão é promover o máximo aproveitamento da luz natural, reduzindo assim o consumo de energia elétrica. Porém, essa economia é sentida com maior intensidade nas regiões mais distantes da Linha do Equador, pois nelas o verão tem dias mais longos, com o sol nascendo mais cedo e se pondo mais tarde. Tema 1
  • 18. Linha internacional de data É uma linha imaginária que, por convenção, é representada pelo meridiano oposto ao Meridiano de Greenwich e que atravessa o Oceano Pacífico separando o mundo em dois: a leste é um dia a menos do que a oeste dela. Ou seja, quando nos países localizados a oeste (Japão por ex.) da linha internacional de data, for dia 4, nos países localizados a leste (Américas, por ex.) da linha internacional de data, será dia 3. O horário continuará o mesmo (respeitando-se os fusos). Tema 1
  • 19. As modificações no planeta Terra Segundo a Teoria do Big Bang, o universo teria surgido de uma grande explosão cósmica, que criou o espaço e o tempo. Desde o Big Bang, há cerca de 15 bilhões de anos, muitas transformações ocorreram no Universo e nos elementos que nele existem. Tema 2 No início, a Terra seria uma massa incandescente, e os minerais das rochas estariam sob forma pastosa. À medida que a Terra foi resfriando das camadas mais exteriores para as interiores, esses minerais se solidificaram, formando as primeiras rochas
  • 20. O tempo e a escala geológica Quando falamos em tempo histórico (incluindo, aí, a Pré- História), referimo-nos ao período de surgimento da humanidade, o que corresponde ao uso de medidas de dezenas, centenas e até milhares de anos. Já quando falamos em o tempo geológico, referimo-nos a uma escala de tempo que costuma ser medida nos milhões ou até bilhões de anos, tal a classificação das eras geológicas e seus respectivos períodos. Tema 2
  • 21. A idade da Terra O planeta Terra tem cerca de 4,6 bilhões de anos. Essa idade foi sugerida a partir de análises de rochas e fósseis em laboratórios. Em todo esse tempo, a Terra passou por vários acontecimentos como o surgimento do ser humano e o aparecimento e a extinção de grandes animais, como os dinossauros. Tema 2
  • 22. O interior do planeta Terra É inegável que o homem já tenha desvendado uma série de mistérios da natureza, sabemos relativamente muito sobre aspectos do universo, atmosfera, oceano, animais, plantas e diversos fenômenos que os envolvem. No entanto, o interior do planeta Terra ainda é praticamente inexplorado, é bom lembrar que estamos nos referindo às regiões distantes da litosfera, e não somente ao subsolo Tema 2
  • 23. As camadas da Terra • Crosta Terrestre: A crosta terrestre é a primeira das camadas da Terra, sendo também a menor e mais “fina” entre elas. Sua espessura varia de 25 a 90 quilômetros, aproximadamente. • Manto: O manto é a mais extensa das camadas da Terra e sua profundidade máxima alcança os 2.900 km, ocupando cerca de 80% do volume total do planeta. Sua composição é de silicatos de ferro e de magnésio, e as rochas encontram-se em forma de material pastoso chamado de magma, por causa do calor advindo do interior da Terra, com temperaturas médias de 2.000ºC. • Núcleo: O núcleo terrestre é o mais quente das camadas da Terra e também é dividido em exterior e interno. Sua composição predominante é o NIFE (níquel e ferro). As camadas da Terra são uma classificação elaborada cientificamente para auxiliar a compreensão sobre a estrutura interna do nosso planeta. Tema 2