SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Unidade 2 – 8º ano
Professora
Christie
CAPITALISMO HOJE
O capitalismo é hoje o sistema de organização econômica e social
predominante na maioria dos países.
Basicamente, nesse sistema, existem duas classes: trabalhadores
e os capitalistas.
Os trabalhadores vendem sua força de trabalho aos donos dos
meios de produção (capitalistas) em troca do salário.
Os preços pagos pelos capitalistas não correspondem o valor real
do que é produzido. Assim, os capitalistas obtém o lucro.
Tema 1
Os meios de produção
são propriedades de um
número restrito de
pessoas, que são a classe
burguesa.
Os ganhos dos
trabalhadores em geral
não permitem que se
tornem proprietários dos
meios de produção.
O Estado também é dono
de vários meios de
produção – empresas
estatais, Muitos Estados
vêm privatizando parte
de suas empresas.
Tema 1
Propriedade
privada dos meios
de produção
Economia de
Mercado
· A definição de preços é feita
pelo mercado, com base na
oferta e na procura , isto é, na
disputa de interesses entre
quem quer comprar e quem
quer vender produtos e
serviços.
Tema 1
Trabalho assalariado
O trabalho assalariado resume-se na
venda da força de trabalho do
trabalhador em troca de uma
remuneração para que possa obter
seu sustento. Este salário também é
influenciado pela lei da oferta e da
procura: se o número de empregos
disponíveis é maior que o de
trabalhadores, seu valor aumenta;
numa situação de desemprego alto,
ele diminui.
Tema 1
Lei da oferta e da
procura
Os preços das
mercadorias
variam de acordo
com a procura por
parte do
consumidor e com
a quantidade do
produto colocada
à venda.
Tema 1
Concorrência
Os preços dos bens são definidos
pela livre concorrência
Tecnologias aumentam a
produtividade e diminuem o valor
final da mercadoria.
A concorrência entre as empresas
tende a ampliar as opções de
compra para o consumidor, além
de influenciar a redução dos
preços. No entanto, em alguns
setores a concorrência costuma ser
eliminada pela formação
de cartéis,
monopólios ou oligopólios.
Tema 1
Lucro
O lucro é o principal objetivo da
organização capitalista de
produção. Para aumentar o lucro,
os donos dos meios de produção
fabricam suas mercadorias com o
menor custo possível.
Tema 1
O capitalismo surgiu na Europa
(séculos XI a XV) e transformou as
relações econômicas e sociais
existentes. Consolidou-se com a
Revolução Industrial (século XVIII).
No sistema capitalista, a sociedade é
marcada pela “tensão” entre duas
classes sociais: a burguesia e o
proletariado (composto pelos
trabalhadores).
A burguesia detém os meios de
produção (máquinas, equipamentos,
matérias-primas, terras), e o
proletariado, por não possuí-los,
vende sua força de trabalho para
sobreviver, e esta é paga com o salário.
Tema 1
ORIGEM DO
CAPITALISMO
FASES DO CAPITALISMO
Tema 1
Iniciada no final
do século XV.
Europeus:
contato com
novos territórios
para o
fornecimento de
matérias primas.
Basicamente, essa
fase do capitalismo
estrutura-se com a
formação do mercado
de ações e a sua
especulação em
termos de valores,
taxas, juros e outros.
Tema 1
Invenção de
máquina a
vapor em
meados do
século XVIII na
Inglaterra.
SISTEMA SOCIALISTA
Este sistema predominou em grande parte da Ásia e Europa Oriental e em
alguns países (Cuba, Nicarágua, Chile, Angola, e Moçambique).
Consolida-se a partir da Revolução Russa de 1917, desenvolve-se no pós-
guerra e entra em colapso nos anos 1990, como fim do bloco socialista.
.
Tema 1
Estatização (socialização dos meio de produção): todas as
formas produtivas, como indústrias, fazendas entre outros, passam a
pertencer à sociedade e são controladas pelo Estado, não concentrando
a riqueza nas mãos de uma minoria.
Economia planificada: corresponde a todo controle dos setores
econômicos, dirigidos pelo Estado, determinando os preços, os
estoques, salários, regulando o mercado.
CARACTERÍSTICAS
DO SOCIALISMO
Tema 1
• Pleno emprego. Para executar suas várias funções e diminuir as
desigualdades sociais, o Estado cria um imenso quadro de
funcionários, garantindo emprego a todos – isso favoreceu o
surgimento de uma enorme burocracia nos países socialistas.
• Outras formas de desigualdades sociais. Embora o objetivo fosse
eliminar as desigualdades sociais, o que se viu nos países
socialistas foi o surgimento de privilégios que favoreciam
dirigentes e altos funcionários do Estado
Tema 1
A EXPERIÊNCIA SOVIÉTICA
Tema 1
Década de 80
• Crise – defasagem tecnológica
• Queda da produtividade industrial e agrícola
• Enormes gastos na área militar durante a Guerra Fria
• Insatisfação popular
China
A China (hoje segunda maior
economia mundial) apresenta
crescente participação no cenário
global.
A Revolução Comunista de 1949,
instaurou as bases do regime político
até hoje lá existente – em que não há
eleições como em países
democráticos, estando as decisões
centralizadas nos dirigentes do
Partido Comunista Chinês –, e
também a adoção de políticas de
desenvolvimento baseadas na
industrialização de base, na
coletivização de terras e na
planificação da economia.
Tema 1
A permanência de elementos típicos do socialismo
(como a centralização das decisões políticas), associada à
entrada crescente de medidas econômicas capitalistas,
torna a China hoje um país de DOIS SISTEMAS.
A criação das Zonas Econômicas Especiais (ZEEs) da
China foi uma das principais medidas adotadas pelo
governo do país para promover a abertura econômica e
consequentemente o crescimento do país.
Área industrial de Pequim, dinamizada
pela idealização das ZEEs da China
Tema 1
Tema 2
O período pós-Segunda Guerra Mundial foi
marcado pela divisão do mundo em áreas de
influência das duas superpotências que
disputavam a hegemonia.​
DISPUTA PELO CONTROLE DO MUNDO
Ao final da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) os Estados
Unidos e a União Soviética despontaram como as duas
superpotências mundiais.
O ORDEM BIPOLAR
Após a Segunda Guerra Mundial estabeleceu-se uma nova
ordem geopolítica no mundo, o mundo bipolar.
Cada uma das superpotências (EUA e URSS) mantinha
alianças militares com outros países com o objetivo de ampliar
suas áreas de influência e, assim, impedir o avanço do sistema
ideológico contrário. Os países seguiam suas diretrizes e em
troca recebiam ajuda econômica e militar.
Tema 2
CORRIDAS ARMAMENTISTA E ESPACIAL
Em 1945 a primeira bomba atômica foi produzida pelos Estados Unidos.
Quatro anos mais tarde, a URSS já tinham seu primeiro artefato militar atômico.
Daí pra frente, as grandes potências adotaram a estratégia do equilíbrio pelo
terror.
Em 1957 a URSS lançou o primeiro satélite artificial. Em 1961, os soviéticos
lançaram a nave espacial Vostok I, tripulada por Yuri Gagarin, o primeiro
homem a fazer um voo orbital em torno da Terra.
Em 1961 os Estados Unidos enviaram à Lua a nave Apollo 11, o que acabou
consagrando Neil Armstrong como o primeiro homem a pisar na Lua.
Tema 2
A Guerra Fria foi uma disputa político-militar que marcou a
antiga ordem mundial, polarizada por EUA e URSS.
Não houve um embate militar declarado e direto entre EUA
e URSS. Até mesmo porque, estes dois países estavam
armados com centenas de mísseis nucleares. Um conflito
armado direto significaria o fim dos dois países e,
provavelmente, da vida no planeta Terra. Porém ambos
acabaram alimentando conflitos em outros países como,
por exemplo, na Coreia e no Vietnã.
GUERRA FRIATema 2
União Soviética e Estados Unidos viviam em constante disputa tecnológica. Acima, tirinha de Pablo Carranza.
AS ÁREAS DE INFLUÊNCIA
Durante a Guerra Fria, a URSS
exercia influência no Leste
Europeu (Europa Oriental), tendo os
países dessa região também se
tornado socialistas.
A China tornou-se socialista em 1949,
com o apoio dos soviéticos.
Já as principais áreas de influência
dos EUA eram a Europa Ocidental e
o Japão.
Por meio do Plano Marshall, os
Estados Unidos investiram centenas
de milhões de dólares na
reconstrução das economias
europeias arrasadas pela guerra.
.
Tema 2
A capital Berlim foi dividida: uma parte passou a pertencer à Alemanha
Oriental, sob influência soviética, e a outra ficou sob o poder da Alemanha
Ocidental, dividida entre Estados Unidos, Reino Unido e França. VEJA MAPA
Tema 2
AS ALEMANHAS
MURO DE BERLIM
Um dos principais símbolos da
Guerra Fria foi, sem dúvida, o
Muro de Berlim, construído na
cidade alemã a partir de 13 de
agosto de 1961.
O sistema de barreiras na área fronteiriça de Berlim, onde estava o
muro, tinha por objetivo evitar a fuga de cidadãos da parte oriental
para a parte ocidental da cidade. Após a divisão da cidade nas
duas áreas, cerca de dois milhões de pessoas deixaram o lado
oriental. O motivo da fuga era o descontentamento da população
com os resultados econômicos e sociais da implantação da
planificação econômica nos moldes soviéticos levados a cabo na
Alemanha Oriental após a II Guerra Mundial.
Tema 2
OS PAÍSES DA AMÉRICA LATINA
As ditaduras na América Latina se estabeleceram no período em
que a ordem internacional sofria pelos enfrentamentos da Guerra
Fria. Na época, os Estados Unidos desenvolveram uma série de
mecanismos de combate ao expansionismo comunista.
A partir da Revolução Cubana e da ascensão
do governo comunista de Fidel Castro, os EUA
viriam a intensificar a vigilância sobre a
América Latina.
Acreditava-se que somente através de
administrações fortes, comandadas pelo
ímpeto dos militares, estaria garantida a
urgente defesa contra a ameaça do socialismo
da URSS.
Tema 2
OS PAÍSES DA ÁFRICA
Luta pela descolonização – marcada pela violência, conflitos armados, guerras
civis, ditaduras militares que penduram até hoje. Alguns países não se aliaram a
nenhuma potência,
No contexto do mundo bipolar da Guerra Fria (Estados Unidos capitalista versus
União Soviética socialista), vários países, em sua maioria subdesenvolvidos,
lançaram o Movimento dos Não Alinhados. Isto é, um grupo de nações sem
alinhamento com os Estados Unidos e a União Soviética, mantendo uma política
externa mais independente. A primeira conferência dos não alinhados foi em
Bandung, Indonésia, 1955. Na prática, a ideia teve pouco êxito, e no final das
contas, a maioria dos países subdesenvolvidos teve influência soviética ou
americana.
A Conferência de Bandung tratou de dois temas: o não alinhamento no contexto
da Guerra Fria; e o questionamento da colonização das potências europeias sobre
África e Ásia. A partir dela, vários países, africanos, principalmente, se
posicionaram contra o alinhamento e a colonização.
Tema 2
Conferência de Bandung - 1955
Tema 2
A crise nos países socialistas funcionou como um catalisador
do fim da Guerra Fria. Os países do bloco socialistas,
incluindo a União Soviética, passavam por uma grave crise
econômica na década de 1980.
FIM DA GUERRA FRIA
Durante décadas a União Soviética investiu grande parte de seus recursos
financeiros na indústria espacial e de armamentos, em prejuízo de outros
setores da economia. A falta de concorrência, os baixos salários e a falta
de produtos causaram uma grave crise econômica. A falta de
democracia também gerava uma grande insatisfação popular.
Tema 2
No começo da década de 1990, o presidente da
União Soviética Mikhail Gorbachev começou a
implementar a Glasnost (abertura do sistema
político) e a Perestroika (reestruturação
econômica). A União Soviética estava pronta
para deixar o socialismo, ruma a economia de
mercado capitalista, com mais abertura política e
democrática. Na sequência, as diversas
repúblicas que compunham a União Soviética
foram retomando sua independência política.
A queda do muro de Berlim simbolizou o
início de uma nova ordem mundial pois
representava o fim da Guerra Fria, uma
disputa ideológica entre Estados Unidos e
União Soviética. Esta queda também abriu
caminho para o fim da cortina de ferro e
consequentemente a implantação do
capitalismo em vários países. Uma Era de Paz
Mundial se instalava no mundo.
NOVA ORDEM MUNDIAL
A partir do final da década de 1980 e início dos anos 1990, mais especificamente
após a queda do Muro de Berlim e do esfacelamento da União Soviética, o mundo
passou a conhecer apenas uma grande potência econômica e, principalmente,
militar: os EUA.
A ordem mundial deixava de ser medida pelo poderio bélico e espacial de uma nação
e passava a ser medida pelo poderio político e econômico.
Hoje, os Estados Unidos exercem uma grande influência no cinema, o que
influencia os padrões de conduta em todo o mundo.
Tema 2

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mundo capitalista
Mundo capitalistaMundo capitalista
Mundo capitalistahome
 
Mdcapcomun
MdcapcomunMdcapcomun
Mdcapcomuncattonia
 
Capitalismo X Socialismo
Capitalismo X SocialismoCapitalismo X Socialismo
Capitalismo X SocialismoPriscila Lopes
 
A nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridadeA nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridadeRosemildo Lima
 
Capitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoCapitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoDébora Sales
 
Nova Ordem Mundial
Nova Ordem MundialNova Ordem Mundial
Nova Ordem MundialCarminha
 
Capitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoCapitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoAbner de Paula
 
Mundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - GeopolíticaMundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - GeopolíticaArtur Lara
 
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-19299 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929Evaldo Junior
 
Geografia 8º ano aula 02
Geografia   8º ano aula 02Geografia   8º ano aula 02
Geografia 8º ano aula 02Eloy Souza
 
Capitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismoCapitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismoPré Master
 
Capitalismo e socialismo_
Capitalismo e socialismo_Capitalismo e socialismo_
Capitalismo e socialismo_Lucas pk'
 
Conteúdo de Geografia 1º bimestre 2º ano Nabuco
Conteúdo de Geografia  1º bimestre 2º ano NabucoConteúdo de Geografia  1º bimestre 2º ano Nabuco
Conteúdo de Geografia 1º bimestre 2º ano NabucoFrancisco Morais
 
Capitalista e Regimes totalitários
Capitalista e Regimes totalitáriosCapitalista e Regimes totalitários
Capitalista e Regimes totalitáriosCaline Caldas
 
Nova ordem internacional
Nova ordem internacionalNova ordem internacional
Nova ordem internacionalProfessor
 

Mais procurados (18)

Mundo capitalista
Mundo capitalistaMundo capitalista
Mundo capitalista
 
Mdcapcomun
MdcapcomunMdcapcomun
Mdcapcomun
 
Atualidades
AtualidadesAtualidades
Atualidades
 
Capitalismo X Socialismo
Capitalismo X SocialismoCapitalismo X Socialismo
Capitalismo X Socialismo
 
A nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridadeA nova ordem mundial ou mulitpolaridade
A nova ordem mundial ou mulitpolaridade
 
Capitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoCapitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismo
 
Nova Ordem Mundial
Nova Ordem MundialNova Ordem Mundial
Nova Ordem Mundial
 
Capitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoCapitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismo
 
Mundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - GeopolíticaMundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - Geopolítica
 
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-19299 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929
 
Geografia 8º ano aula 02
Geografia   8º ano aula 02Geografia   8º ano aula 02
Geografia 8º ano aula 02
 
Capitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismoCapitalismo x socialismo
Capitalismo x socialismo
 
Capitalismo e socialismo_
Capitalismo e socialismo_Capitalismo e socialismo_
Capitalismo e socialismo_
 
Ordem mundial
Ordem mundialOrdem mundial
Ordem mundial
 
Conteúdo de Geografia 1º bimestre 2º ano Nabuco
Conteúdo de Geografia  1º bimestre 2º ano NabucoConteúdo de Geografia  1º bimestre 2º ano Nabuco
Conteúdo de Geografia 1º bimestre 2º ano Nabuco
 
Capitalista e Regimes totalitários
Capitalista e Regimes totalitáriosCapitalista e Regimes totalitários
Capitalista e Regimes totalitários
 
Nova ordem mundial
Nova ordem mundialNova ordem mundial
Nova ordem mundial
 
Nova ordem internacional
Nova ordem internacionalNova ordem internacional
Nova ordem internacional
 

Semelhante a Unidade 2 oitavo ano

Apresentação socialismo - GUERRA FRIA -27-05
Apresentação   socialismo - GUERRA FRIA -27-05Apresentação   socialismo - GUERRA FRIA -27-05
Apresentação socialismo - GUERRA FRIA -27-05LUIS ABREU
 
capitalismo e socialismo 14.09.2023.pptx
capitalismo e socialismo 14.09.2023.pptxcapitalismo e socialismo 14.09.2023.pptx
capitalismo e socialismo 14.09.2023.pptxisacsouza12
 
Do mundo multipolar para o bipolar da Guerra Fria
Do mundo multipolar para o bipolar da Guerra FriaDo mundo multipolar para o bipolar da Guerra Fria
Do mundo multipolar para o bipolar da Guerra FriaCharles Santos
 
GUERRA FRIA.pptx
GUERRA FRIA.pptxGUERRA FRIA.pptx
GUERRA FRIA.pptxMiSink1
 
Mundo bipolar guerra fria
Mundo bipolar guerra friaMundo bipolar guerra fria
Mundo bipolar guerra friaanabnsouza
 
capitalismoesocialismo.pdf
capitalismoesocialismo.pdfcapitalismoesocialismo.pdf
capitalismoesocialismo.pdfnadjaoliveira16
 
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneo
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneoO capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneo
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneopolyanabritto35
 
Capitalismo e Socialismo - Geografia
Capitalismo e Socialismo - GeografiaCapitalismo e Socialismo - Geografia
Capitalismo e Socialismo - GeografiaRaquel Stephanny
 
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano BGuerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano BNádya Dixon
 
Globalizacao e nova ordem mundial
Globalizacao e nova ordem mundialGlobalizacao e nova ordem mundial
Globalizacao e nova ordem mundialEstude Mais
 
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%2001 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20AVP90
 
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%2001 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20AVP90
 

Semelhante a Unidade 2 oitavo ano (20)

Unidade 2
Unidade 2Unidade 2
Unidade 2
 
Apresentação socialismo - GUERRA FRIA -27-05
Apresentação   socialismo - GUERRA FRIA -27-05Apresentação   socialismo - GUERRA FRIA -27-05
Apresentação socialismo - GUERRA FRIA -27-05
 
capitalismo e socialismo 14.09.2023.pptx
capitalismo e socialismo 14.09.2023.pptxcapitalismo e socialismo 14.09.2023.pptx
capitalismo e socialismo 14.09.2023.pptx
 
Do mundo multipolar para o bipolar da Guerra Fria
Do mundo multipolar para o bipolar da Guerra FriaDo mundo multipolar para o bipolar da Guerra Fria
Do mundo multipolar para o bipolar da Guerra Fria
 
GUERRA FRIA.pptx
GUERRA FRIA.pptxGUERRA FRIA.pptx
GUERRA FRIA.pptx
 
Mundo bipolar guerra fria
Mundo bipolar guerra friaMundo bipolar guerra fria
Mundo bipolar guerra fria
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
Capitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismoCapitalismo e socialismo
Capitalismo e socialismo
 
capitalismoesocialismo.pdf
capitalismoesocialismo.pdfcapitalismoesocialismo.pdf
capitalismoesocialismo.pdf
 
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneo
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneoO capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneo
O capitalismo e o cenário geopolítico contemporâneo
 
Capitalismo e Socialismo - Geografia
Capitalismo e Socialismo - GeografiaCapitalismo e Socialismo - Geografia
Capitalismo e Socialismo - Geografia
 
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano BGuerra fria parte 1 -  geografia , 9° ano B
Guerra fria parte 1 - geografia , 9° ano B
 
socialismoxcapitalismo.pdf
socialismoxcapitalismo.pdfsocialismoxcapitalismo.pdf
socialismoxcapitalismo.pdf
 
Capitalismo e Socialismo
Capitalismo e Socialismo Capitalismo e Socialismo
Capitalismo e Socialismo
 
PRIVEST - CAP. 02 - Estado
PRIVEST - CAP. 02 - EstadoPRIVEST - CAP. 02 - Estado
PRIVEST - CAP. 02 - Estado
 
Trabalho de filo e socio 2 (1)
Trabalho de filo e socio 2 (1)Trabalho de filo e socio 2 (1)
Trabalho de filo e socio 2 (1)
 
Globalizacao e nova ordem mundial
Globalizacao e nova ordem mundialGlobalizacao e nova ordem mundial
Globalizacao e nova ordem mundial
 
Do mundo bipolar ao multipolar
Do mundo bipolar ao multipolarDo mundo bipolar ao multipolar
Do mundo bipolar ao multipolar
 
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%2001 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
 
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%2001 capitalismo%20e%20 socialismo%20
01 capitalismo%20e%20 socialismo%20
 

Mais de Christie Freitas (20)

Unidade 4 cap. 1
Unidade 4 cap. 1Unidade 4 cap. 1
Unidade 4 cap. 1
 
Unidade 1 e 2 parcial
Unidade 1 e 2 parcialUnidade 1 e 2 parcial
Unidade 1 e 2 parcial
 
Unidade 1
Unidade 1Unidade 1
Unidade 1
 
Unidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoanoUnidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoano
 
6ano unidade3
6ano unidade36ano unidade3
6ano unidade3
 
Unidade 8 sexto ano
Unidade 8   sexto anoUnidade 8   sexto ano
Unidade 8 sexto ano
 
Unidade 7 temas 3 e 4 - sexto ano
Unidade 7  temas 3 e 4 - sexto anoUnidade 7  temas 3 e 4 - sexto ano
Unidade 7 temas 3 e 4 - sexto ano
 
Unidade 7 sexto ano_temas 1 e 2
Unidade 7 sexto ano_temas 1 e 2Unidade 7 sexto ano_temas 1 e 2
Unidade 7 sexto ano_temas 1 e 2
 
Unidade4
Unidade4Unidade4
Unidade4
 
Unidade 6 sextoano
Unidade 6 sextoanoUnidade 6 sextoano
Unidade 6 sextoano
 
Unidade5 temas2 3_4
Unidade5 temas2 3_4Unidade5 temas2 3_4
Unidade5 temas2 3_4
 
Unidade 5 6 ano
Unidade 5 6 anoUnidade 5 6 ano
Unidade 5 6 ano
 
Unidade 1
Unidade 1Unidade 1
Unidade 1
 
Unidade 1 sexto ano
Unidade 1 sexto anoUnidade 1 sexto ano
Unidade 1 sexto ano
 
Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9Unidade 8 temas 3 e 4  e unidade 9
Unidade 8 temas 3 e 4 e unidade 9
 
Unidade 9 - 6º ano
Unidade 9   - 6º anoUnidade 9   - 6º ano
Unidade 9 - 6º ano
 
Unidade 8 temas 3 e 4 sexto ano
Unidade 8   temas 3 e 4 sexto anoUnidade 8   temas 3 e 4 sexto ano
Unidade 8 temas 3 e 4 sexto ano
 
Unidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoanoUnidade 2 sextoano
Unidade 2 sextoano
 
Unidade 8 - África
Unidade 8  - ÁfricaUnidade 8  - África
Unidade 8 - África
 
Unidade 8 sexto ano
Unidade 8 sexto anoUnidade 8 sexto ano
Unidade 8 sexto ano
 

Último

Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024azulassessoria9
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfAntonio Barros
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 

Último (20)

Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 

Unidade 2 oitavo ano

  • 1. Unidade 2 – 8º ano Professora Christie
  • 2. CAPITALISMO HOJE O capitalismo é hoje o sistema de organização econômica e social predominante na maioria dos países. Basicamente, nesse sistema, existem duas classes: trabalhadores e os capitalistas. Os trabalhadores vendem sua força de trabalho aos donos dos meios de produção (capitalistas) em troca do salário. Os preços pagos pelos capitalistas não correspondem o valor real do que é produzido. Assim, os capitalistas obtém o lucro. Tema 1
  • 3. Os meios de produção são propriedades de um número restrito de pessoas, que são a classe burguesa. Os ganhos dos trabalhadores em geral não permitem que se tornem proprietários dos meios de produção. O Estado também é dono de vários meios de produção – empresas estatais, Muitos Estados vêm privatizando parte de suas empresas. Tema 1 Propriedade privada dos meios de produção
  • 4. Economia de Mercado · A definição de preços é feita pelo mercado, com base na oferta e na procura , isto é, na disputa de interesses entre quem quer comprar e quem quer vender produtos e serviços. Tema 1
  • 5. Trabalho assalariado O trabalho assalariado resume-se na venda da força de trabalho do trabalhador em troca de uma remuneração para que possa obter seu sustento. Este salário também é influenciado pela lei da oferta e da procura: se o número de empregos disponíveis é maior que o de trabalhadores, seu valor aumenta; numa situação de desemprego alto, ele diminui. Tema 1
  • 6. Lei da oferta e da procura Os preços das mercadorias variam de acordo com a procura por parte do consumidor e com a quantidade do produto colocada à venda. Tema 1
  • 7. Concorrência Os preços dos bens são definidos pela livre concorrência Tecnologias aumentam a produtividade e diminuem o valor final da mercadoria. A concorrência entre as empresas tende a ampliar as opções de compra para o consumidor, além de influenciar a redução dos preços. No entanto, em alguns setores a concorrência costuma ser eliminada pela formação de cartéis, monopólios ou oligopólios. Tema 1
  • 8. Lucro O lucro é o principal objetivo da organização capitalista de produção. Para aumentar o lucro, os donos dos meios de produção fabricam suas mercadorias com o menor custo possível. Tema 1
  • 9. O capitalismo surgiu na Europa (séculos XI a XV) e transformou as relações econômicas e sociais existentes. Consolidou-se com a Revolução Industrial (século XVIII). No sistema capitalista, a sociedade é marcada pela “tensão” entre duas classes sociais: a burguesia e o proletariado (composto pelos trabalhadores). A burguesia detém os meios de produção (máquinas, equipamentos, matérias-primas, terras), e o proletariado, por não possuí-los, vende sua força de trabalho para sobreviver, e esta é paga com o salário. Tema 1 ORIGEM DO CAPITALISMO
  • 10. FASES DO CAPITALISMO Tema 1 Iniciada no final do século XV. Europeus: contato com novos territórios para o fornecimento de matérias primas.
  • 11. Basicamente, essa fase do capitalismo estrutura-se com a formação do mercado de ações e a sua especulação em termos de valores, taxas, juros e outros. Tema 1 Invenção de máquina a vapor em meados do século XVIII na Inglaterra.
  • 12. SISTEMA SOCIALISTA Este sistema predominou em grande parte da Ásia e Europa Oriental e em alguns países (Cuba, Nicarágua, Chile, Angola, e Moçambique). Consolida-se a partir da Revolução Russa de 1917, desenvolve-se no pós- guerra e entra em colapso nos anos 1990, como fim do bloco socialista. . Tema 1
  • 13. Estatização (socialização dos meio de produção): todas as formas produtivas, como indústrias, fazendas entre outros, passam a pertencer à sociedade e são controladas pelo Estado, não concentrando a riqueza nas mãos de uma minoria. Economia planificada: corresponde a todo controle dos setores econômicos, dirigidos pelo Estado, determinando os preços, os estoques, salários, regulando o mercado. CARACTERÍSTICAS DO SOCIALISMO Tema 1
  • 14. • Pleno emprego. Para executar suas várias funções e diminuir as desigualdades sociais, o Estado cria um imenso quadro de funcionários, garantindo emprego a todos – isso favoreceu o surgimento de uma enorme burocracia nos países socialistas. • Outras formas de desigualdades sociais. Embora o objetivo fosse eliminar as desigualdades sociais, o que se viu nos países socialistas foi o surgimento de privilégios que favoreciam dirigentes e altos funcionários do Estado Tema 1
  • 15. A EXPERIÊNCIA SOVIÉTICA Tema 1 Década de 80 • Crise – defasagem tecnológica • Queda da produtividade industrial e agrícola • Enormes gastos na área militar durante a Guerra Fria • Insatisfação popular
  • 16. China A China (hoje segunda maior economia mundial) apresenta crescente participação no cenário global. A Revolução Comunista de 1949, instaurou as bases do regime político até hoje lá existente – em que não há eleições como em países democráticos, estando as decisões centralizadas nos dirigentes do Partido Comunista Chinês –, e também a adoção de políticas de desenvolvimento baseadas na industrialização de base, na coletivização de terras e na planificação da economia. Tema 1
  • 17. A permanência de elementos típicos do socialismo (como a centralização das decisões políticas), associada à entrada crescente de medidas econômicas capitalistas, torna a China hoje um país de DOIS SISTEMAS. A criação das Zonas Econômicas Especiais (ZEEs) da China foi uma das principais medidas adotadas pelo governo do país para promover a abertura econômica e consequentemente o crescimento do país. Área industrial de Pequim, dinamizada pela idealização das ZEEs da China Tema 1
  • 18.
  • 19. Tema 2 O período pós-Segunda Guerra Mundial foi marcado pela divisão do mundo em áreas de influência das duas superpotências que disputavam a hegemonia.​ DISPUTA PELO CONTROLE DO MUNDO Ao final da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) os Estados Unidos e a União Soviética despontaram como as duas superpotências mundiais.
  • 20. O ORDEM BIPOLAR Após a Segunda Guerra Mundial estabeleceu-se uma nova ordem geopolítica no mundo, o mundo bipolar. Cada uma das superpotências (EUA e URSS) mantinha alianças militares com outros países com o objetivo de ampliar suas áreas de influência e, assim, impedir o avanço do sistema ideológico contrário. Os países seguiam suas diretrizes e em troca recebiam ajuda econômica e militar. Tema 2
  • 21. CORRIDAS ARMAMENTISTA E ESPACIAL Em 1945 a primeira bomba atômica foi produzida pelos Estados Unidos. Quatro anos mais tarde, a URSS já tinham seu primeiro artefato militar atômico. Daí pra frente, as grandes potências adotaram a estratégia do equilíbrio pelo terror. Em 1957 a URSS lançou o primeiro satélite artificial. Em 1961, os soviéticos lançaram a nave espacial Vostok I, tripulada por Yuri Gagarin, o primeiro homem a fazer um voo orbital em torno da Terra. Em 1961 os Estados Unidos enviaram à Lua a nave Apollo 11, o que acabou consagrando Neil Armstrong como o primeiro homem a pisar na Lua. Tema 2
  • 22. A Guerra Fria foi uma disputa político-militar que marcou a antiga ordem mundial, polarizada por EUA e URSS. Não houve um embate militar declarado e direto entre EUA e URSS. Até mesmo porque, estes dois países estavam armados com centenas de mísseis nucleares. Um conflito armado direto significaria o fim dos dois países e, provavelmente, da vida no planeta Terra. Porém ambos acabaram alimentando conflitos em outros países como, por exemplo, na Coreia e no Vietnã. GUERRA FRIATema 2 União Soviética e Estados Unidos viviam em constante disputa tecnológica. Acima, tirinha de Pablo Carranza.
  • 23. AS ÁREAS DE INFLUÊNCIA Durante a Guerra Fria, a URSS exercia influência no Leste Europeu (Europa Oriental), tendo os países dessa região também se tornado socialistas. A China tornou-se socialista em 1949, com o apoio dos soviéticos. Já as principais áreas de influência dos EUA eram a Europa Ocidental e o Japão. Por meio do Plano Marshall, os Estados Unidos investiram centenas de milhões de dólares na reconstrução das economias europeias arrasadas pela guerra. . Tema 2
  • 24. A capital Berlim foi dividida: uma parte passou a pertencer à Alemanha Oriental, sob influência soviética, e a outra ficou sob o poder da Alemanha Ocidental, dividida entre Estados Unidos, Reino Unido e França. VEJA MAPA Tema 2 AS ALEMANHAS
  • 25. MURO DE BERLIM Um dos principais símbolos da Guerra Fria foi, sem dúvida, o Muro de Berlim, construído na cidade alemã a partir de 13 de agosto de 1961. O sistema de barreiras na área fronteiriça de Berlim, onde estava o muro, tinha por objetivo evitar a fuga de cidadãos da parte oriental para a parte ocidental da cidade. Após a divisão da cidade nas duas áreas, cerca de dois milhões de pessoas deixaram o lado oriental. O motivo da fuga era o descontentamento da população com os resultados econômicos e sociais da implantação da planificação econômica nos moldes soviéticos levados a cabo na Alemanha Oriental após a II Guerra Mundial. Tema 2
  • 26. OS PAÍSES DA AMÉRICA LATINA As ditaduras na América Latina se estabeleceram no período em que a ordem internacional sofria pelos enfrentamentos da Guerra Fria. Na época, os Estados Unidos desenvolveram uma série de mecanismos de combate ao expansionismo comunista. A partir da Revolução Cubana e da ascensão do governo comunista de Fidel Castro, os EUA viriam a intensificar a vigilância sobre a América Latina. Acreditava-se que somente através de administrações fortes, comandadas pelo ímpeto dos militares, estaria garantida a urgente defesa contra a ameaça do socialismo da URSS. Tema 2
  • 27. OS PAÍSES DA ÁFRICA Luta pela descolonização – marcada pela violência, conflitos armados, guerras civis, ditaduras militares que penduram até hoje. Alguns países não se aliaram a nenhuma potência, No contexto do mundo bipolar da Guerra Fria (Estados Unidos capitalista versus União Soviética socialista), vários países, em sua maioria subdesenvolvidos, lançaram o Movimento dos Não Alinhados. Isto é, um grupo de nações sem alinhamento com os Estados Unidos e a União Soviética, mantendo uma política externa mais independente. A primeira conferência dos não alinhados foi em Bandung, Indonésia, 1955. Na prática, a ideia teve pouco êxito, e no final das contas, a maioria dos países subdesenvolvidos teve influência soviética ou americana. A Conferência de Bandung tratou de dois temas: o não alinhamento no contexto da Guerra Fria; e o questionamento da colonização das potências europeias sobre África e Ásia. A partir dela, vários países, africanos, principalmente, se posicionaram contra o alinhamento e a colonização. Tema 2
  • 28. Conferência de Bandung - 1955 Tema 2
  • 29. A crise nos países socialistas funcionou como um catalisador do fim da Guerra Fria. Os países do bloco socialistas, incluindo a União Soviética, passavam por uma grave crise econômica na década de 1980. FIM DA GUERRA FRIA Durante décadas a União Soviética investiu grande parte de seus recursos financeiros na indústria espacial e de armamentos, em prejuízo de outros setores da economia. A falta de concorrência, os baixos salários e a falta de produtos causaram uma grave crise econômica. A falta de democracia também gerava uma grande insatisfação popular. Tema 2
  • 30. No começo da década de 1990, o presidente da União Soviética Mikhail Gorbachev começou a implementar a Glasnost (abertura do sistema político) e a Perestroika (reestruturação econômica). A União Soviética estava pronta para deixar o socialismo, ruma a economia de mercado capitalista, com mais abertura política e democrática. Na sequência, as diversas repúblicas que compunham a União Soviética foram retomando sua independência política. A queda do muro de Berlim simbolizou o início de uma nova ordem mundial pois representava o fim da Guerra Fria, uma disputa ideológica entre Estados Unidos e União Soviética. Esta queda também abriu caminho para o fim da cortina de ferro e consequentemente a implantação do capitalismo em vários países. Uma Era de Paz Mundial se instalava no mundo.
  • 31. NOVA ORDEM MUNDIAL A partir do final da década de 1980 e início dos anos 1990, mais especificamente após a queda do Muro de Berlim e do esfacelamento da União Soviética, o mundo passou a conhecer apenas uma grande potência econômica e, principalmente, militar: os EUA. A ordem mundial deixava de ser medida pelo poderio bélico e espacial de uma nação e passava a ser medida pelo poderio político e econômico. Hoje, os Estados Unidos exercem uma grande influência no cinema, o que influencia os padrões de conduta em todo o mundo. Tema 2