SlideShare uma empresa Scribd logo
Aula 03    eticaepostura
Noções de Ética
Profissional
Conceito
Ética profissional
 Conjunto dos princípios morais
fundamentais do certo ou errado, é a
maneira pela qual o ser humano se conduz
no desempenho de suas funções,
obedecendo os princípios que regem a
moral, o respeito, o conhecimento, o sigilo
profissional, o relacionamento e a
caridade humana.
Qualidade das Pessoas
Reflexão
Conta-se que num país, há muito tempo, um
rei, pressentindo seu fim, chamou seus
súditos para lhe responderem 3 perguntas,
prometendo grandes honrarias àquele que
desse respostas perfeitas:
- Qual é o lugar mais importante do mundo?
- Qual é a tarefa mais importante do mundo?
- Qual é o homem mais importante do mundo?
Qualidade das Pessoas
 Doutores e ignorantes, ricos e pobres
responderam às 3 perguntas, mas
nenhuma satisfez o rei. Por fim, faltava
ouvir o velho sábio, que não respondera
por que não lhe interessavam as
honrarias. Os emissários do rei foram
enviados para que obtivessem as suas
respostas, e ele as deu:
E ele respondeu:
1- O lugar mais importante do
mundo é onde você está, porque ali está
seu ser, de modo que ali você pode viver a
sua vida plenamente, com todas as suas
potências;
2- A tarefa mais importante do mundo é a
que você deve fazer. E repensou: a que
você deve, e não a que quer.
3- O homem mais importante do mundo é
aquele que precisa de você, porque é ele
que dá a ocasião de exercitar a virtude
mais bela: a caridade”
FALHAS ÉTICAS MINAM A CARREIRA
 É desconcertante ser
pego mentindo,
trapaceando,
roubando.
Nossas ações, feitos, palavras e
ideias, por mais insignificantes que
pareçam, têm enorme significado
para nós e para o outro.
PERIGOS DA INGENUIDADE ÉTICA
Fiz porque me mandaram.
Não sabia que não podia fazer.
 Eu recebo ordens.
CUIDADO!!!!!
• Falta de clareza quanto aos limites
e prioridades geram problemas.
• Comentários inadequados em
lugares inadequados, com
desconhecidos geram grandes
problemas e mal estar.
Ética não permite
desculpas!
FUNDAMENTOS DA CONDUTA
ETICA
Clareza de direitos
Comprometimento com os
deveres
Respeito ao falar do outro
Cuidado ao falar com o outro
Respeito aos ausentes
A ÉTICA NA PRÁTICA
Dar a cada um o que
lhe é devido: justiça é
diferente de igualdade.
Compreender
condições e
circunstâncias das
pessoas.
Pedir desculpas pelas
ações injustas ou
inadequadas.
Enquanto profissional
Diante de tais considerações,
o profissional:
1. Sabe qual a sua função?
2. Tem consciência de quais competências
lhe são exigidas?
3. Sabe como deve agir no exercício de sua
função?
O Profissional deve:
- Cuidar de sua apresentação pessoal;
- Comunicar-se corretamente;
- Aprender ouvir os outros;
- Melhorar o vocabulário;
- Nunca insultar ou gritar;
- Evitar violência;
- Oferecer informações;
- Praticar a Ética Profissional.
Princípios da
Ética Profissional
 Honestidade enquanto ser humano e
profissional;
 Perseverança na busca de seus objetivos
e metas;
 Conhecimento Geral e Profissional para
oferecer segurança na execução das
atividades profissionais;
 Responsabilidade na execução de
qualquer tarefa;
 Iniciativa para buscar solucionar as
questões apresentadas;
Princípios da
Ética Profissional
 Imparcialidade na execução do trabalho e
na apresentação de resultados e
sugestões;
 Atualização constante e contínua;
 Trabalho em Grupo de modo que seja
construído um espírito de equipe;
 Eficiência em fazer um trabalho correto,
sem erros e de boa qualidade;
 Eficácia é fazer um trabalho que atinja
totalmente um resultado esperado;
Princípios da
Ética Profissional
 Ambição na busca de crescimento pessoal e
profissional;
 Controle emocional nos relacionamentos
pessoal e profissional para que ocorra a
administração de conflitos;
 Relacionamento Interpessoal baseado na
compreensão, ajuda mútua, respeito e
consideração;
 Postura Profissional privilegiando as boas
maneiras, a boa educação, a comunicação
adequada, os bons hábitos e a boa aparência.
Ao Comunicar-se
o profissional deve:
- Chamar o outro pelo nome;
- Usar linguagem clara que
facilite a compreensão;
- Falar pausadamente e em tom normal;
- Perguntar objetivamente e com clareza;
- Ouvir as respostas com atenção e sem fazer
interrupções;
Ao Comunicar-se o
profissional deve:
- Sintetizar o que ouviu;
- Dar respostas adequadas
às perguntas do interlocutor;
- Olhar nos olhos, braços soltos,
movimentos leves com as mãos;
- Ao lidar com público, manter um sorriso
cordial.
ÉTICA PROFISSIONAL e
MERCADO DE TRABALHO
Chamar para si as
responsabilidades, de uma
a profissão pautada no
respeito, no conhecimento,
no sigilo profissional, no
relacionamento
interpessoal e
interprofissional e na
caridade humana.
ÉTICA NA ENFERMAGEM
 Avanços científicos e tecnológicos na área de
saúde, exigem dos profissionais de
enfermagem conhecimento técnico cada vez
mais especializado.
 Exigem mais responsabilidade e atualização
permanente de conhecimentos técnico e dos
aspectos legais do seu exercício profissional.
A Enfermagem atua em diversas
Instituições, em diferentes
especialidades, lidando com:
 •Carência de infra estrutura;
 •Carência de recursos materiais;
 •Carência de recursos humanos.
A enfermagem tem ainda
que prestar uma
assistência livre de
imperícia, imprudência e
negligência.
PERGUNTA-SE:
Como então ter um comportamento
ético diante de uma situação que
não nos parece ser ética nem legal ?
Como desenvolver um trabalho em
equipe ?
Primeiro temos que nos armar com as armas
disponíveis:
Leis e normas que disciplinam
nossa profissão;
Código Civil e Penal,
Código de Direito do Consumidor,
Direitos do Paciente.
PRINCÍPIOS DA BIOÉTICA
AUTONOMIA – Direito do ser
humano de decidir sobre sua pessoa
BENEFICÊNCIA – Fazer sempre o
bem e não o mal
JUSTIÇA – Distribuição equitativa
dos benefícios e atendimentos às
necessidades individuais
“A Conduta Ética não é, portanto,
algo que adotamos porque é correta,
mas porque reconhecemos que os
outros, tal como nós, desejamos ser
felizes e não sofrer.”
(Dalai Lama)
 O paciente – cliente e/ou usuário constitui a
figura mais importante do sistema de saúde, a
verdadeira razão da existência da
Enfermagem.
 A conduta ética dos profissionais que
executam o exercício da Enfermagem
converge primordialmente para :
- RESPEITO À DIGNIDADE DA PESSOA
HUMANA.
- ATENDIMENTO AOS DIREITOS DO CIDADÃO.
O Exercício da Enfermagem se
Pauta...
 na ética com responsabilidade
 no conhecimento técnico, cientifico,
ético e legal
 na postura profissional
 no compromisso social com o grupo de
trabalho e com a sociedade
A Sociedade está...
consciente de seus direitos,
exigente em relação à qualidade da
assistência,
vigilante aos erros técnicos
profissionais.
NÃO ASSUMA
RESPONSABILIDADES QUE
DESCONHEÇA
Que condutas nós devemos tomar para diminuir
as chances de infrações Éticas:
 Anotar tudo;
 Treinar a equipe;
 Não inventar;
 Observar a relação Enfermagem/paciente;
 Manter o sigilo profissional;
 Esclarecer o paciente sobre os cuidados;
 Observar a boa relação com os colegas de
trabalho;
 Atualizar-se;
 Observar o Código de Ética(conhecê-lo e dominá-
lo);
CÓDIGO DE DEFESA DO
CONSUMIDOR
Comentário art. 43, sem prejuízo no disposto no art.
86
... o prontuário deve ou deveria estar todas as
informações sobre um determinado período de sua
vida – o tempo em que ficou internado, ou mesmo,
seu histórico ambulatorial.
... Este banco de dados deve ser objetivo, claro,
verdadeiro e em linguagem de fácil compreensão.
... O consumidor / cliente tem direito de ter acesso a
estes dados e a levá-lo consigo.
INSTRUMENTOS ADMINISTRATIVOS DO
SERVIÇO DE ENFERMAGEM
São documentos que orientam e validam o
exercício das ações de enfermagem com
base
técnica, científica, ética e legal.
DIVERSOS INSTRUMENTOS
ADMINISTRATIVOS
Manuais, Regimentos, Organograma, Rotinas,
Procedimentos, Protocolos, Livro de Atas de
reuniões, Escalas de atividades, mensal de
férias,
Livro de ocorrências, Pasta de Treinamento,
dentre outros
TREINAMENTO DE PESSOAL DE
ENFERMAGEM
Além de qualificar a
equipe, se
documentado
propiciará respaldo
legal das ações de
Enfermagem.
ANOTAÇÕES DE ENFERMAGEM COM VISTAS A
DIMINUIR INFRAÇÕES ÉTICAS E PROFISSIONAIS
 São registros ordenados, efetuados pela
enfermagem com finalidade essencial de
fornecer informações a respeito da assistência
prestada;
 Assegura a comunicação entre os membros da
equipe de saúde e garante a continuidade das
informações nas 24 horas, sendo
indispensável para a compreensão do paciente
de modo global;
NORMAS PARA ANOTAÇÃO DE
ENFERMAGEM
Anotar imediatamente após a
prestação do cuidado, recebimento
de informação ou observação de
intercorrência;
Nunca rasurar a anotação por ter
essa valor legal; no caso de engano,
usar “digo”, entre virgulas;
Tuas ações não podem gerar
danos
Tenha uma
ótima semana...
E não esqueça:
Sorria...
Sempre!!!
Seja muito: FELIZ !!!!
ATIVIDADES
1 – O que é ética profissional?
2 – Cite 3 perigos da ingenuidade ética.
3 – Quais são os fundamentos da conduta ética?
4 – Cite cinco cuidados que o profissional deve ter
consigo mesmo.
5 – No cotidiano profissional que condutas o enfermeiro
deve tomar para diminuir os riscos de infrações éticas?
6 – Qual a importância do profissional de enfermagem
anotar tudo o que ocorreu durante o dia de trabalho?
7 – Cite algumas normas para anotação de enfermagem.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagemFundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagem
Jardiel7
 
Enfermagem o papel e a importância
Enfermagem   o papel e a importânciaEnfermagem   o papel e a importância
Enfermagem o papel e a importância
Célia Costa
 
Aula 1 o ..
Aula 1 o ..Aula 1 o ..
Aula 1 o ..
Vanessa Farias
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
enfanhanguera
 
Aula sinais vitais
Aula sinais vitaisAula sinais vitais
Aula sinais vitais
Viviane da Silva
 
conceitos de moral, etica, bioetica e cod enfermagem.pptx
conceitos de moral, etica, bioetica e cod enfermagem.pptxconceitos de moral, etica, bioetica e cod enfermagem.pptx
conceitos de moral, etica, bioetica e cod enfermagem.pptx
FtimaDantas7
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
resenfe2013
 
1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagem1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagem
Elter Alves
 
Semiologia e Semiotécnica em Enfermagem
Semiologia e Semiotécnica em EnfermagemSemiologia e Semiotécnica em Enfermagem
Semiologia e Semiotécnica em Enfermagem
Marco Antonio
 
Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4
Morgana Oliveira
 
Lei do exercicio profissional
Lei do exercicio profissionalLei do exercicio profissional
Lei do exercicio profissional
Fernando Dias
 
História da enfermagem
História da enfermagemHistória da enfermagem
História da enfermagem
Fernanda Marinho
 
Ética Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na EnfermagemÉtica Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na Enfermagem
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEMBIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
Centro Universitário Ages
 
Prontuário
ProntuárioProntuário
Entidades de classes - Enfermagem
Entidades de classes - EnfermagemEntidades de classes - Enfermagem
Entidades de classes - Enfermagem
Pedro Miguel
 
Sinais Vitais
Sinais VitaisSinais Vitais
Sinais Vitais
Tamyres Magalhães
 
Sinais vitais
Sinais vitaisSinais vitais
Sinais vitais
Marcos Antonio
 
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
WALFRIDO Farias Gomes
 
Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)
Will Nunes
 

Mais procurados (20)

Fundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagemFundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagem
 
Enfermagem o papel e a importância
Enfermagem   o papel e a importânciaEnfermagem   o papel e a importância
Enfermagem o papel e a importância
 
Aula 1 o ..
Aula 1 o ..Aula 1 o ..
Aula 1 o ..
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
 
Aula sinais vitais
Aula sinais vitaisAula sinais vitais
Aula sinais vitais
 
conceitos de moral, etica, bioetica e cod enfermagem.pptx
conceitos de moral, etica, bioetica e cod enfermagem.pptxconceitos de moral, etica, bioetica e cod enfermagem.pptx
conceitos de moral, etica, bioetica e cod enfermagem.pptx
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
 
1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagem1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagem
 
Semiologia e Semiotécnica em Enfermagem
Semiologia e Semiotécnica em EnfermagemSemiologia e Semiotécnica em Enfermagem
Semiologia e Semiotécnica em Enfermagem
 
Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4
 
Lei do exercicio profissional
Lei do exercicio profissionalLei do exercicio profissional
Lei do exercicio profissional
 
História da enfermagem
História da enfermagemHistória da enfermagem
História da enfermagem
 
Ética Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na EnfermagemÉtica Profissional na Enfermagem
Ética Profissional na Enfermagem
 
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEMBIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
 
Prontuário
ProntuárioProntuário
Prontuário
 
Entidades de classes - Enfermagem
Entidades de classes - EnfermagemEntidades de classes - Enfermagem
Entidades de classes - Enfermagem
 
Sinais Vitais
Sinais VitaisSinais Vitais
Sinais Vitais
 
Sinais vitais
Sinais vitaisSinais vitais
Sinais vitais
 
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
TABELA de Sinais Vitais - EEEP WALFRIDO 2017
 
Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)Clínica Médica II (parte 1)
Clínica Médica II (parte 1)
 

Destaque

presentación
presentación presentación
presentación
dianabolivarolivar
 
Locations
LocationsLocations
Locations
Karis Hays
 
Business C.V
Business C.VBusiness C.V
Business C.V
Dr, Basanta Adhikari
 
Beijing 2008 Closing Ceremony (Cmp)
Beijing 2008 Closing Ceremony (Cmp)Beijing 2008 Closing Ceremony (Cmp)
Beijing 2008 Closing Ceremony (Cmp)
Carmen María Pérez
 
TESIS Propuesta Inglés Programa
TESIS Propuesta Inglés Programa TESIS Propuesta Inglés Programa
TESIS Propuesta Inglés Programa
Teorías Enseñanza Aprendizaje Siglo XXI
 
Radar de salud
Radar de saludRadar de salud
Radar de salud
miguel hilario
 
Acolhimento com classificacao de risco
Acolhimento com classificacao de riscoAcolhimento com classificacao de risco
Acolhimento com classificacao de risco
Kátia Amaral
 
Receitasdukanfimdeano 141120052055-conversion-gate02
Receitasdukanfimdeano 141120052055-conversion-gate02Receitasdukanfimdeano 141120052055-conversion-gate02
Receitasdukanfimdeano 141120052055-conversion-gate02
Vanessa Dias
 
Técnicas de movilización En el Paciente Postoperado
Técnicas de movilización En el Paciente PostoperadoTécnicas de movilización En el Paciente Postoperado
Técnicas de movilización En el Paciente Postoperado
miguel hilario
 
Mister Spex - NOAH15 London
Mister Spex - NOAH15 London Mister Spex - NOAH15 London
Mister Spex - NOAH15 London
NOAH Advisors
 
Fisiologia hipotálamo
Fisiologia hipotálamo Fisiologia hipotálamo
Fisiologia hipotálamo
Talina Carla
 
Control prenatal
Control prenatalControl prenatal
Control prenatal
Paola Diaz
 
Genética1ªlei - Monoibridismo -
Genética1ªlei  - Monoibridismo - Genética1ªlei  - Monoibridismo -
Genética1ªlei - Monoibridismo -
Magali Feldmann
 
Recepción del recién nacido
Recepción del recién nacidoRecepción del recién nacido
Recepción del recién nacido
LAIDY LILIBETH JAÑA ACOSTA
 
(2015-10-21)PREVENCIONYCONTROLDELAGRIPE(PTT)
(2015-10-21)PREVENCIONYCONTROLDELAGRIPE(PTT)(2015-10-21)PREVENCIONYCONTROLDELAGRIPE(PTT)
(2015-10-21)PREVENCIONYCONTROLDELAGRIPE(PTT)
UDMAFyC SECTOR ZARAGOZA II
 
Brillen.de - NOAH15 London
Brillen.de - NOAH15 LondonBrillen.de - NOAH15 London
Brillen.de - NOAH15 London
NOAH Advisors
 
SAE aplicada ao DPOC - Enfermagem
SAE aplicada ao DPOC - EnfermagemSAE aplicada ao DPOC - Enfermagem
SAE aplicada ao DPOC - Enfermagem
Enfº Ícaro Araújo
 
Apendicectomía laparoscopica
Apendicectomía laparoscopicaApendicectomía laparoscopica
Apendicectomía laparoscopica
rikibelda
 
Carrinho de emergencia
Carrinho de emergenciaCarrinho de emergencia
Carrinho de emergencia
Michelle Ribeiro
 
Gerenciamento de enfermagem em unidade de Urgência e Emergência
Gerenciamento de enfermagem em unidade de Urgência e EmergênciaGerenciamento de enfermagem em unidade de Urgência e Emergência
Gerenciamento de enfermagem em unidade de Urgência e Emergência
Aroldo Gavioli
 

Destaque (20)

presentación
presentación presentación
presentación
 
Locations
LocationsLocations
Locations
 
Business C.V
Business C.VBusiness C.V
Business C.V
 
Beijing 2008 Closing Ceremony (Cmp)
Beijing 2008 Closing Ceremony (Cmp)Beijing 2008 Closing Ceremony (Cmp)
Beijing 2008 Closing Ceremony (Cmp)
 
TESIS Propuesta Inglés Programa
TESIS Propuesta Inglés Programa TESIS Propuesta Inglés Programa
TESIS Propuesta Inglés Programa
 
Radar de salud
Radar de saludRadar de salud
Radar de salud
 
Acolhimento com classificacao de risco
Acolhimento com classificacao de riscoAcolhimento com classificacao de risco
Acolhimento com classificacao de risco
 
Receitasdukanfimdeano 141120052055-conversion-gate02
Receitasdukanfimdeano 141120052055-conversion-gate02Receitasdukanfimdeano 141120052055-conversion-gate02
Receitasdukanfimdeano 141120052055-conversion-gate02
 
Técnicas de movilización En el Paciente Postoperado
Técnicas de movilización En el Paciente PostoperadoTécnicas de movilización En el Paciente Postoperado
Técnicas de movilización En el Paciente Postoperado
 
Mister Spex - NOAH15 London
Mister Spex - NOAH15 London Mister Spex - NOAH15 London
Mister Spex - NOAH15 London
 
Fisiologia hipotálamo
Fisiologia hipotálamo Fisiologia hipotálamo
Fisiologia hipotálamo
 
Control prenatal
Control prenatalControl prenatal
Control prenatal
 
Genética1ªlei - Monoibridismo -
Genética1ªlei  - Monoibridismo - Genética1ªlei  - Monoibridismo -
Genética1ªlei - Monoibridismo -
 
Recepción del recién nacido
Recepción del recién nacidoRecepción del recién nacido
Recepción del recién nacido
 
(2015-10-21)PREVENCIONYCONTROLDELAGRIPE(PTT)
(2015-10-21)PREVENCIONYCONTROLDELAGRIPE(PTT)(2015-10-21)PREVENCIONYCONTROLDELAGRIPE(PTT)
(2015-10-21)PREVENCIONYCONTROLDELAGRIPE(PTT)
 
Brillen.de - NOAH15 London
Brillen.de - NOAH15 LondonBrillen.de - NOAH15 London
Brillen.de - NOAH15 London
 
SAE aplicada ao DPOC - Enfermagem
SAE aplicada ao DPOC - EnfermagemSAE aplicada ao DPOC - Enfermagem
SAE aplicada ao DPOC - Enfermagem
 
Apendicectomía laparoscopica
Apendicectomía laparoscopicaApendicectomía laparoscopica
Apendicectomía laparoscopica
 
Carrinho de emergencia
Carrinho de emergenciaCarrinho de emergencia
Carrinho de emergencia
 
Gerenciamento de enfermagem em unidade de Urgência e Emergência
Gerenciamento de enfermagem em unidade de Urgência e EmergênciaGerenciamento de enfermagem em unidade de Urgência e Emergência
Gerenciamento de enfermagem em unidade de Urgência e Emergência
 

Semelhante a Aula 03 eticaepostura

Etica e postura profissional
Etica e postura profissionalEtica e postura profissional
Etica e postura profissional
adelynny
 
Etica profissional
Etica profissionalEtica profissional
Etica profissional
Fatima Silva
 
1ª aula considerações sobre ética
1ª aula considerações sobre ética1ª aula considerações sobre ética
1ª aula considerações sobre ética
Alícia Souza
 
atendimento ao cliente e de clinicas médicas
atendimento ao cliente e de clinicas médicasatendimento ao cliente e de clinicas médicas
atendimento ao cliente e de clinicas médicas
FabricioCardoso28
 
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalhoAula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
RainaraResende1
 
Acolhimentoem saúde mental ppt Acolhimento.ppt
Acolhimentoem saúde mental ppt Acolhimento.pptAcolhimentoem saúde mental ppt Acolhimento.ppt
Acolhimentoem saúde mental ppt Acolhimento.ppt
ssuser744f11
 
ses df
ses dfses df
ses df
chico100
 
Ética
ÉticaÉtica
Aula 02- Ética Profissional .pptx
Aula 02- Ética Profissional .pptxAula 02- Ética Profissional .pptx
Aula 02- Ética Profissional .pptx
DrikaSato
 
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de JesusEtica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
Gilberto de Jesus
 
éTica e educação empresarial e profissional ii
éTica e educação empresarial e profissional iiéTica e educação empresarial e profissional ii
éTica e educação empresarial e profissional ii
R Gómez
 
Ética no marketing
Ética no marketingÉtica no marketing
Ética no marketing
crrrs
 
AULA 02 PSICO.pdf
AULA 02 PSICO.pdfAULA 02 PSICO.pdf
AULA 02 PSICO.pdf
NAILANENAI
 
Humanizar o atendimento na saúde
Humanizar o atendimento na saúdeHumanizar o atendimento na saúde
Humanizar o atendimento na saúde
WM Treinamentos Cursos e Palestras Ltda
 
Ética e o Profissional da Educação.ppt
Ética e o Profissional da Educação.pptÉtica e o Profissional da Educação.ppt
Ética e o Profissional da Educação.ppt
ShayrAlfHariAbdullah
 
Codigo conduta etica_ssmd (1)
Codigo conduta etica_ssmd (1)Codigo conduta etica_ssmd (1)
Codigo conduta etica_ssmd (1)
Antonio Aparissi
 
Trabalho final etica
Trabalho final eticaTrabalho final etica
Trabalho final etica
Patrícia Soares Souza
 
UFCD - 6559 - Cuidados de Saúde na Comunicação.ppt
 UFCD - 6559 - Cuidados de Saúde na Comunicação.ppt UFCD - 6559 - Cuidados de Saúde na Comunicação.ppt
UFCD - 6559 - Cuidados de Saúde na Comunicação.ppt
Nome Sobrenome
 
Aula 2 ética profissional
Aula 2   ética profissionalAula 2   ética profissional
Aula 2 ética profissional
Jéssika Monteiro
 
Postura ética
Postura éticaPostura ética
Postura ética
leojusto
 

Semelhante a Aula 03 eticaepostura (20)

Etica e postura profissional
Etica e postura profissionalEtica e postura profissional
Etica e postura profissional
 
Etica profissional
Etica profissionalEtica profissional
Etica profissional
 
1ª aula considerações sobre ética
1ª aula considerações sobre ética1ª aula considerações sobre ética
1ª aula considerações sobre ética
 
atendimento ao cliente e de clinicas médicas
atendimento ao cliente e de clinicas médicasatendimento ao cliente e de clinicas médicas
atendimento ao cliente e de clinicas médicas
 
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalhoAula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
Aula ÉTICA PROFISSIONAL - processos humanizados de trabalho
 
Acolhimentoem saúde mental ppt Acolhimento.ppt
Acolhimentoem saúde mental ppt Acolhimento.pptAcolhimentoem saúde mental ppt Acolhimento.ppt
Acolhimentoem saúde mental ppt Acolhimento.ppt
 
ses df
ses dfses df
ses df
 
Ética
ÉticaÉtica
Ética
 
Aula 02- Ética Profissional .pptx
Aula 02- Ética Profissional .pptxAula 02- Ética Profissional .pptx
Aula 02- Ética Profissional .pptx
 
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de JesusEtica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
Etica e postura profissional- Profº Gilberto de Jesus
 
éTica e educação empresarial e profissional ii
éTica e educação empresarial e profissional iiéTica e educação empresarial e profissional ii
éTica e educação empresarial e profissional ii
 
Ética no marketing
Ética no marketingÉtica no marketing
Ética no marketing
 
AULA 02 PSICO.pdf
AULA 02 PSICO.pdfAULA 02 PSICO.pdf
AULA 02 PSICO.pdf
 
Humanizar o atendimento na saúde
Humanizar o atendimento na saúdeHumanizar o atendimento na saúde
Humanizar o atendimento na saúde
 
Ética e o Profissional da Educação.ppt
Ética e o Profissional da Educação.pptÉtica e o Profissional da Educação.ppt
Ética e o Profissional da Educação.ppt
 
Codigo conduta etica_ssmd (1)
Codigo conduta etica_ssmd (1)Codigo conduta etica_ssmd (1)
Codigo conduta etica_ssmd (1)
 
Trabalho final etica
Trabalho final eticaTrabalho final etica
Trabalho final etica
 
UFCD - 6559 - Cuidados de Saúde na Comunicação.ppt
 UFCD - 6559 - Cuidados de Saúde na Comunicação.ppt UFCD - 6559 - Cuidados de Saúde na Comunicação.ppt
UFCD - 6559 - Cuidados de Saúde na Comunicação.ppt
 
Aula 2 ética profissional
Aula 2   ética profissionalAula 2   ética profissional
Aula 2 ética profissional
 
Postura ética
Postura éticaPostura ética
Postura ética
 

Aula 03 eticaepostura

  • 3. Conceito Ética profissional  Conjunto dos princípios morais fundamentais do certo ou errado, é a maneira pela qual o ser humano se conduz no desempenho de suas funções, obedecendo os princípios que regem a moral, o respeito, o conhecimento, o sigilo profissional, o relacionamento e a caridade humana.
  • 4. Qualidade das Pessoas Reflexão Conta-se que num país, há muito tempo, um rei, pressentindo seu fim, chamou seus súditos para lhe responderem 3 perguntas, prometendo grandes honrarias àquele que desse respostas perfeitas: - Qual é o lugar mais importante do mundo? - Qual é a tarefa mais importante do mundo? - Qual é o homem mais importante do mundo?
  • 5. Qualidade das Pessoas  Doutores e ignorantes, ricos e pobres responderam às 3 perguntas, mas nenhuma satisfez o rei. Por fim, faltava ouvir o velho sábio, que não respondera por que não lhe interessavam as honrarias. Os emissários do rei foram enviados para que obtivessem as suas respostas, e ele as deu:
  • 6. E ele respondeu: 1- O lugar mais importante do mundo é onde você está, porque ali está seu ser, de modo que ali você pode viver a sua vida plenamente, com todas as suas potências; 2- A tarefa mais importante do mundo é a que você deve fazer. E repensou: a que você deve, e não a que quer. 3- O homem mais importante do mundo é aquele que precisa de você, porque é ele que dá a ocasião de exercitar a virtude mais bela: a caridade”
  • 7. FALHAS ÉTICAS MINAM A CARREIRA  É desconcertante ser pego mentindo, trapaceando, roubando.
  • 8. Nossas ações, feitos, palavras e ideias, por mais insignificantes que pareçam, têm enorme significado para nós e para o outro.
  • 9. PERIGOS DA INGENUIDADE ÉTICA Fiz porque me mandaram. Não sabia que não podia fazer.  Eu recebo ordens.
  • 10. CUIDADO!!!!! • Falta de clareza quanto aos limites e prioridades geram problemas. • Comentários inadequados em lugares inadequados, com desconhecidos geram grandes problemas e mal estar.
  • 12. FUNDAMENTOS DA CONDUTA ETICA Clareza de direitos Comprometimento com os deveres Respeito ao falar do outro Cuidado ao falar com o outro Respeito aos ausentes
  • 13. A ÉTICA NA PRÁTICA Dar a cada um o que lhe é devido: justiça é diferente de igualdade. Compreender condições e circunstâncias das pessoas. Pedir desculpas pelas ações injustas ou inadequadas.
  • 14. Enquanto profissional Diante de tais considerações, o profissional: 1. Sabe qual a sua função? 2. Tem consciência de quais competências lhe são exigidas? 3. Sabe como deve agir no exercício de sua função?
  • 15. O Profissional deve: - Cuidar de sua apresentação pessoal; - Comunicar-se corretamente; - Aprender ouvir os outros; - Melhorar o vocabulário; - Nunca insultar ou gritar; - Evitar violência; - Oferecer informações; - Praticar a Ética Profissional.
  • 16. Princípios da Ética Profissional  Honestidade enquanto ser humano e profissional;  Perseverança na busca de seus objetivos e metas;  Conhecimento Geral e Profissional para oferecer segurança na execução das atividades profissionais;  Responsabilidade na execução de qualquer tarefa;  Iniciativa para buscar solucionar as questões apresentadas;
  • 17. Princípios da Ética Profissional  Imparcialidade na execução do trabalho e na apresentação de resultados e sugestões;  Atualização constante e contínua;  Trabalho em Grupo de modo que seja construído um espírito de equipe;  Eficiência em fazer um trabalho correto, sem erros e de boa qualidade;  Eficácia é fazer um trabalho que atinja totalmente um resultado esperado;
  • 18. Princípios da Ética Profissional  Ambição na busca de crescimento pessoal e profissional;  Controle emocional nos relacionamentos pessoal e profissional para que ocorra a administração de conflitos;  Relacionamento Interpessoal baseado na compreensão, ajuda mútua, respeito e consideração;  Postura Profissional privilegiando as boas maneiras, a boa educação, a comunicação adequada, os bons hábitos e a boa aparência.
  • 19. Ao Comunicar-se o profissional deve: - Chamar o outro pelo nome; - Usar linguagem clara que facilite a compreensão; - Falar pausadamente e em tom normal; - Perguntar objetivamente e com clareza; - Ouvir as respostas com atenção e sem fazer interrupções;
  • 20. Ao Comunicar-se o profissional deve: - Sintetizar o que ouviu; - Dar respostas adequadas às perguntas do interlocutor; - Olhar nos olhos, braços soltos, movimentos leves com as mãos; - Ao lidar com público, manter um sorriso cordial.
  • 21. ÉTICA PROFISSIONAL e MERCADO DE TRABALHO Chamar para si as responsabilidades, de uma a profissão pautada no respeito, no conhecimento, no sigilo profissional, no relacionamento interpessoal e interprofissional e na caridade humana.
  • 22. ÉTICA NA ENFERMAGEM  Avanços científicos e tecnológicos na área de saúde, exigem dos profissionais de enfermagem conhecimento técnico cada vez mais especializado.  Exigem mais responsabilidade e atualização permanente de conhecimentos técnico e dos aspectos legais do seu exercício profissional.
  • 23. A Enfermagem atua em diversas Instituições, em diferentes especialidades, lidando com:  •Carência de infra estrutura;  •Carência de recursos materiais;  •Carência de recursos humanos.
  • 24. A enfermagem tem ainda que prestar uma assistência livre de imperícia, imprudência e negligência.
  • 25. PERGUNTA-SE: Como então ter um comportamento ético diante de uma situação que não nos parece ser ética nem legal ? Como desenvolver um trabalho em equipe ?
  • 26. Primeiro temos que nos armar com as armas disponíveis: Leis e normas que disciplinam nossa profissão; Código Civil e Penal, Código de Direito do Consumidor, Direitos do Paciente.
  • 27. PRINCÍPIOS DA BIOÉTICA AUTONOMIA – Direito do ser humano de decidir sobre sua pessoa BENEFICÊNCIA – Fazer sempre o bem e não o mal JUSTIÇA – Distribuição equitativa dos benefícios e atendimentos às necessidades individuais
  • 28. “A Conduta Ética não é, portanto, algo que adotamos porque é correta, mas porque reconhecemos que os outros, tal como nós, desejamos ser felizes e não sofrer.” (Dalai Lama)
  • 29.  O paciente – cliente e/ou usuário constitui a figura mais importante do sistema de saúde, a verdadeira razão da existência da Enfermagem.  A conduta ética dos profissionais que executam o exercício da Enfermagem converge primordialmente para : - RESPEITO À DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA. - ATENDIMENTO AOS DIREITOS DO CIDADÃO.
  • 30. O Exercício da Enfermagem se Pauta...  na ética com responsabilidade  no conhecimento técnico, cientifico, ético e legal  na postura profissional  no compromisso social com o grupo de trabalho e com a sociedade
  • 31. A Sociedade está... consciente de seus direitos, exigente em relação à qualidade da assistência, vigilante aos erros técnicos profissionais.
  • 33. Que condutas nós devemos tomar para diminuir as chances de infrações Éticas:  Anotar tudo;  Treinar a equipe;  Não inventar;  Observar a relação Enfermagem/paciente;  Manter o sigilo profissional;  Esclarecer o paciente sobre os cuidados;  Observar a boa relação com os colegas de trabalho;  Atualizar-se;  Observar o Código de Ética(conhecê-lo e dominá- lo);
  • 34. CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR Comentário art. 43, sem prejuízo no disposto no art. 86 ... o prontuário deve ou deveria estar todas as informações sobre um determinado período de sua vida – o tempo em que ficou internado, ou mesmo, seu histórico ambulatorial. ... Este banco de dados deve ser objetivo, claro, verdadeiro e em linguagem de fácil compreensão. ... O consumidor / cliente tem direito de ter acesso a estes dados e a levá-lo consigo.
  • 35. INSTRUMENTOS ADMINISTRATIVOS DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM São documentos que orientam e validam o exercício das ações de enfermagem com base técnica, científica, ética e legal.
  • 36. DIVERSOS INSTRUMENTOS ADMINISTRATIVOS Manuais, Regimentos, Organograma, Rotinas, Procedimentos, Protocolos, Livro de Atas de reuniões, Escalas de atividades, mensal de férias, Livro de ocorrências, Pasta de Treinamento, dentre outros
  • 37. TREINAMENTO DE PESSOAL DE ENFERMAGEM Além de qualificar a equipe, se documentado propiciará respaldo legal das ações de Enfermagem.
  • 38. ANOTAÇÕES DE ENFERMAGEM COM VISTAS A DIMINUIR INFRAÇÕES ÉTICAS E PROFISSIONAIS
  • 39.  São registros ordenados, efetuados pela enfermagem com finalidade essencial de fornecer informações a respeito da assistência prestada;  Assegura a comunicação entre os membros da equipe de saúde e garante a continuidade das informações nas 24 horas, sendo indispensável para a compreensão do paciente de modo global;
  • 40. NORMAS PARA ANOTAÇÃO DE ENFERMAGEM Anotar imediatamente após a prestação do cuidado, recebimento de informação ou observação de intercorrência; Nunca rasurar a anotação por ter essa valor legal; no caso de engano, usar “digo”, entre virgulas;
  • 41. Tuas ações não podem gerar danos
  • 42. Tenha uma ótima semana... E não esqueça: Sorria... Sempre!!! Seja muito: FELIZ !!!!
  • 43. ATIVIDADES 1 – O que é ética profissional? 2 – Cite 3 perigos da ingenuidade ética. 3 – Quais são os fundamentos da conduta ética? 4 – Cite cinco cuidados que o profissional deve ter consigo mesmo. 5 – No cotidiano profissional que condutas o enfermeiro deve tomar para diminuir os riscos de infrações éticas? 6 – Qual a importância do profissional de enfermagem anotar tudo o que ocorreu durante o dia de trabalho? 7 – Cite algumas normas para anotação de enfermagem.