SlideShare uma empresa Scribd logo
TERMOQUÍMICA
É a parte da Química que estuda as
variações de energia que
acompanham as reações químicas.
ENTALPIA DE UM SISTEMA (H):
Pode ser conceituada como o conteúdo
energético do sistema.
VARIAÇÃO DE ENTALPIA (H)
H= Hp – Hr,
sendo que Hp é a entalpia dos produtos e
Hr é a entalpia dos reagentes.
REAÇÃO EXOTÉRMICA:
É aquela que libera calor.
Hp < Hr
H < 0
C (s) + O2 (g)  CO2 (g) H = - 94,0 Kcal/mol.
ou
C (s) + O2 (g)  CO2 (g) + 94,0 Kcal/mol
ou
C (s) + O2 (g) - 94,0 Kcal  CO2 (g)
Exemplo:
E1= energia dos reagentes (r) E2= energia do complexo ativado (CA)
E3= energia dos produtos (p) b=energia de ativação da reação direta
c=variação de entalpia (D H= Hp – Hr)
Gráfico de Entalpia: Reação Exotérmica
REAÇÃO ENDOTÉRMICA:
É aquela que absorve calor.
Hp > Hr
H > 0
N2(l) + O2(g)  2NO (g) H = + 42 Kcal/mol.
ou
N2(l) + O2(g) + 42 Kcal  2 NO(g)
ou
N2(l) + O2(g)  2 NO (g) - 42 Kcal
Exemplo:
E1= energia dos reagentes (r) E2= energia do complexo ativado (CA)
E3= energia dos produtos (p) b=energia de ativação da reação direta
c=variação de entalpia (D H= Hp – Hr)
Gráfico de Entalpia: Reação Endotérmica
CALOR OU ENTALPIA DE
FORMAÇÃO:
É a quantidade de calor libertada ou
absorvida na formação de um mol
dessa substância à partir de
substâncias simples no estado padrão.
Exemplo:
H2(g) + ½ O2(g)  H2O(g) H= -68,3 Kcal
½ H2(g) + I2(g)  HI(g) H= -6,2 Kcal
Entalpia Padrão (H)
A entalpia de uma substância simples, a 1
atm e 25ºC,no estado padrão e forma
alotrópica mais estável, é considerada
igual a zero.
H2(g).................... H=0
O2(g).................... H=0
O3(g).................... H0
C(grafite).................H=0
C(diamante)............. H0
Entalpia de uma substância composta:
É a entalpia de formação dessa
substância a 1 atm e 25ºC, partindo-se de
substância simples no estado e forma
alotrópica mais comuns.
CALOR OU ENTALPIA DE
COMBUSTÃO:
É a variação de entalpia que ocorre
na combustão de 1 mol de uma
substância a 25ºC e 1 atm de
pressão.
Exemplo:
C(s) + O2(g)  CO2(g) H= -94 Kcal/mol
CH4(g) + 2O2(g)  CO2(g) + 2H2O(g) H= -213 Kcal/ mol
LEI DE HESS
"A variação de entalpia envolvida numa
reação química, sob determinadas
condições experimentais, depende
exclusivamente da entalpia inicial dos
reagentes e da entalpia final dos
produtos, seja a reação executada em
uma única etapa ou em várias etapas
sucessivas".
Termoquímica2
Essa lei é muito útil para determinar
indiretamente calor de reação, impossível de
ser medido experimentalmente. O calor total
liberado ou absorvido nas reações
sucessivas:
A B e B C
é igual ao calor liberado ou absorvido na
reação
A  C.
O calor liberado ou absorvido na reação A
 C não depende do número de estados
intermediários.
Conseqüências da Lei de Hess
Podemos trabalhar com equações químicas
como se fossem equações matemáticas, isto
é, permite calcular o  de uma determinada
reação x (incógnita) pela soma de reações
de  conhecidos, cujo resultado seja a
reação de x.
Lembre-se de que, ao multiplicar ou dividir os
coeficientes de uma reação termoquímica por
um número qualquer, deve-se multiplicar ou
dividir o valor de  desta reação pelo
mesmo número.
EX: Podemos obter NH4Cl(aq) por 2 caminhos
diferentes.
1º caminho:
NH3(g ) + HCl(g)  NH4Cl(s) H = -41,9 Kcal
+
NH4Cl(s) + H2O  NH4Cl(aq) H = -3,9 Kcal
NH3(g) + HCl(g) + H2O  NH4Cl(aq) H=-38 Kcal
2º caminho:
NH3 (g ) + H2O  NH3 (aq) H = -8,5 Kcal
+
HCl (g) + H2O  HCl(aq) H = -17,3 Kcal
+
NH3 (aq ) + HCl(aq)  NH4Cl(aq) H= -12,2 Kcal
NH3(g ) + HCl(g) + H2O  NH4Cl(aq) H= - 38 Kcal
ENERGIA DE LIGAÇÃO:
É a energia necessária para romper um
mol de ligações quando se obtêm os
átomos isolados no estado gasoso.
A principal aplicação prática é permitir o
cálculo da variação de entalpia de
reações, conhecendo-se as energias de
ligações.
Veja esse exemplo, reagindo gás hidrogênio
(H2) e gás cloro (Cl2), formando cloridreto (HI).
Ligação E de ligação
(Kcal/mol)
Cl  Cl 58,0
H  H 104,2
H  Cl 103,2
C  C 83,1
C  H 98,8
C  H (metano) 99,5
C  Cl 78,5
 REAGENTES
A quebra de uma ligação é um processo
endotérmico
(H > 0): SINAL (+)
 PRODUTOS
A formação de uma ligação é um
processo Exotérmico
(H  0): SINAL (-)
H2 + Cl2  2 HCl
H - H + Cl - Cl  2 H-Cl
+104,0 +58,0 2 x(-103,0)
H = -44,0 Kcal

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

TERMOQUÍMICA - EXERCÍCIOS
TERMOQUÍMICA - EXERCÍCIOSTERMOQUÍMICA - EXERCÍCIOS
TERMOQUÍMICA - EXERCÍCIOS
Cursos Profissionalizantes
 
Slide de termoquímica
Slide de termoquímicaSlide de termoquímica
Slide de termoquímica
Fábio Garcia Ferreira
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
Estude Mais
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Aulatermoquimica2
Aulatermoquimica2Aulatermoquimica2
Aulatermoquimica2
Demétrio Sobrinho
 
Aula termoquímica
Aula termoquímicaAula termoquímica
Aula termoquímica
Marilena Meira
 
"Somos Físicos" Termoquímica
"Somos Físicos" Termoquímica"Somos Físicos" Termoquímica
"Somos Físicos" Termoquímica
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
2CISBA
 
Professor José Roberto - Termoquímica completa
Professor José Roberto - Termoquímica completaProfessor José Roberto - Termoquímica completa
Professor José Roberto - Termoquímica completa
José Roberto Mattos
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Isabele Félix
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
Carlos Priante
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Vinny Silva
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Adrianne Mendonça
 
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidadeTermoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
Junior Dou
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Glayson Sombra
 
termoquimica
termoquimicatermoquimica
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Fernando Lucas
 
2º ano (P) - Termoquímica
2º ano (P) - Termoquímica2º ano (P) - Termoquímica
2º ano (P) - Termoquímica
Analynne Almeida
 
Termoqumica 2013 objetivo
Termoqumica 2013   objetivoTermoqumica 2013   objetivo
Termoqumica 2013 objetivo
José Marcelo Cangemi
 
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
Slides da aula de Química (Manoel) sobre TermoquímicaSlides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
Turma Olímpica
 

Mais procurados (20)

TERMOQUÍMICA - EXERCÍCIOS
TERMOQUÍMICA - EXERCÍCIOSTERMOQUÍMICA - EXERCÍCIOS
TERMOQUÍMICA - EXERCÍCIOS
 
Slide de termoquímica
Slide de termoquímicaSlide de termoquímica
Slide de termoquímica
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
Aulatermoquimica2
Aulatermoquimica2Aulatermoquimica2
Aulatermoquimica2
 
Aula termoquímica
Aula termoquímicaAula termoquímica
Aula termoquímica
 
"Somos Físicos" Termoquímica
"Somos Físicos" Termoquímica"Somos Físicos" Termoquímica
"Somos Físicos" Termoquímica
 
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
Slides Termoquímica - Professor Robson Araujo (Robinho)
 
Professor José Roberto - Termoquímica completa
Professor José Roberto - Termoquímica completaProfessor José Roberto - Termoquímica completa
Professor José Roberto - Termoquímica completa
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidadeTermoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
termoquimica
termoquimicatermoquimica
termoquimica
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
2º ano (P) - Termoquímica
2º ano (P) - Termoquímica2º ano (P) - Termoquímica
2º ano (P) - Termoquímica
 
Termoqumica 2013 objetivo
Termoqumica 2013   objetivoTermoqumica 2013   objetivo
Termoqumica 2013 objetivo
 
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
Slides da aula de Química (Manoel) sobre TermoquímicaSlides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Termoquímica
 

Semelhante a Termoquímica2

Termoquimica1
Termoquimica1Termoquimica1
Termoquimica1
luiz0309
 
Termoquimica 1 e 2
Termoquimica 1 e 2Termoquimica 1 e 2
Termoquimica 1 e 2
ERlam uales Novaes de Carvalho
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Hugo Cruz Rangel
 
Termoquímica3
Termoquímica3Termoquímica3
Termoquímica3
jorgehenriqueangelim
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
vaniasantis
 
Termoquímica 2021.pdf
Termoquímica 2021.pdfTermoquímica 2021.pdf
Termoquímica 2021.pdf
iagosantos84
 
165
165165
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdfAula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
JeanLucas584932
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
SEED
 
termoquimica.pptx
termoquimica.pptxtermoquimica.pptx
termoquimica.pptx
juelison
 
Termoquimica.pptxhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
Termoquimica.pptxhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhTermoquimica.pptxhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
Termoquimica.pptxhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
PauloLopes420972
 
Equações Químicas.pptx
Equações Químicas.pptxEquações Químicas.pptx
Equações Químicas.pptx
TaffarelMaia1
 
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptxAULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
ThaisMoreira82
 
Termoquimica2
Termoquimica2Termoquimica2
Termoquimica2
Gabriel Wanderley
 
Termoquímica - Regência na UNIGRANRIO
Termoquímica - Regência na UNIGRANRIOTermoquímica - Regência na UNIGRANRIO
Termoquímica - Regência na UNIGRANRIO
Matheus Von Sohsten Tavares
 
Termoquímica-Regência na Unigranrio
 Termoquímica-Regência na Unigranrio  Termoquímica-Regência na Unigranrio
Termoquímica-Regência na Unigranrio
Paulo Correia
 
Termoquímica (1) (1) (1).ppt
Termoquímica (1) (1) (1).pptTermoquímica (1) (1) (1).ppt
Termoquímica (1) (1) (1).ppt
Gute3
 
Sandrogreco Gabarito Da Lista De ExercíCios 3 Q. Geral Eng. Pet. 2007
Sandrogreco Gabarito Da Lista De ExercíCios 3   Q. Geral  Eng. Pet.  2007Sandrogreco Gabarito Da Lista De ExercíCios 3   Q. Geral  Eng. Pet.  2007
Sandrogreco Gabarito Da Lista De ExercíCios 3 Q. Geral Eng. Pet. 2007
Profª Cristiana Passinato
 
Entalpia
EntalpiaEntalpia
Entalpia
Layssa Ferreira
 

Semelhante a Termoquímica2 (19)

Termoquimica1
Termoquimica1Termoquimica1
Termoquimica1
 
Termoquimica 1 e 2
Termoquimica 1 e 2Termoquimica 1 e 2
Termoquimica 1 e 2
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Termoquímica3
Termoquímica3Termoquímica3
Termoquímica3
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
Termoquímica 2021.pdf
Termoquímica 2021.pdfTermoquímica 2021.pdf
Termoquímica 2021.pdf
 
165
165165
165
 
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdfAula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
Aula de Termoquímica completa para ensino medio.pdf
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
termoquimica.pptx
termoquimica.pptxtermoquimica.pptx
termoquimica.pptx
 
Termoquimica.pptxhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
Termoquimica.pptxhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhTermoquimica.pptxhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
Termoquimica.pptxhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
 
Equações Químicas.pptx
Equações Químicas.pptxEquações Químicas.pptx
Equações Químicas.pptx
 
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptxAULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
 
Termoquimica2
Termoquimica2Termoquimica2
Termoquimica2
 
Termoquímica - Regência na UNIGRANRIO
Termoquímica - Regência na UNIGRANRIOTermoquímica - Regência na UNIGRANRIO
Termoquímica - Regência na UNIGRANRIO
 
Termoquímica-Regência na Unigranrio
 Termoquímica-Regência na Unigranrio  Termoquímica-Regência na Unigranrio
Termoquímica-Regência na Unigranrio
 
Termoquímica (1) (1) (1).ppt
Termoquímica (1) (1) (1).pptTermoquímica (1) (1) (1).ppt
Termoquímica (1) (1) (1).ppt
 
Sandrogreco Gabarito Da Lista De ExercíCios 3 Q. Geral Eng. Pet. 2007
Sandrogreco Gabarito Da Lista De ExercíCios 3   Q. Geral  Eng. Pet.  2007Sandrogreco Gabarito Da Lista De ExercíCios 3   Q. Geral  Eng. Pet.  2007
Sandrogreco Gabarito Da Lista De ExercíCios 3 Q. Geral Eng. Pet. 2007
 
Entalpia
EntalpiaEntalpia
Entalpia
 

Mais de jorgehenriqueangelim

Vírus (resumo)
Vírus (resumo)Vírus (resumo)
Vírus (resumo)
jorgehenriqueangelim
 
Eletroquímica2
Eletroquímica2Eletroquímica2
Eletroquímica2
jorgehenriqueangelim
 
Ligações químicas (3)
Ligações químicas (3)Ligações químicas (3)
Ligações químicas (3)
jorgehenriqueangelim
 
Eletroquímica pilhas
Eletroquímica   pilhasEletroquímica   pilhas
Eletroquímica pilhas
jorgehenriqueangelim
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
jorgehenriqueangelim
 
As origens do totalitarismo
As origens do totalitarismoAs origens do totalitarismo
As origens do totalitarismo
jorgehenriqueangelim
 
Força centrípeta
Força centrípetaForça centrípeta
Força centrípeta
jorgehenriqueangelim
 
Espelhos planos
Espelhos planosEspelhos planos
Espelhos planos
jorgehenriqueangelim
 
Leis de kepler
Leis de keplerLeis de kepler
Leis de kepler
jorgehenriqueangelim
 
Eletrodinâmica associaçao de resistores
Eletrodinâmica   associaçao de resistoresEletrodinâmica   associaçao de resistores
Eletrodinâmica associaçao de resistores
jorgehenriqueangelim
 
Equilíbrio eletrostático
Equilíbrio eletrostáticoEquilíbrio eletrostático
Equilíbrio eletrostático
jorgehenriqueangelim
 
Estática de um corpo extenso
Estática de um corpo extensoEstática de um corpo extenso
Estática de um corpo extenso
jorgehenriqueangelim
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Função exponencial exercícios resolvidos
Função exponencial   exercícios resolvidosFunção exponencial   exercícios resolvidos
Função exponencial exercícios resolvidos
jorgehenriqueangelim
 
Lançamento oblíquo
Lançamento oblíquoLançamento oblíquo
Lançamento oblíquo
jorgehenriqueangelim
 
Associação de resistores (mista)
Associação de resistores (mista)Associação de resistores (mista)
Associação de resistores (mista)
jorgehenriqueangelim
 
História republicana brasileira
História republicana brasileiraHistória republicana brasileira
História republicana brasileira
jorgehenriqueangelim
 
Espelhos esféricos formação de imagens em espelhos esféricos
Espelhos esféricos   formação de imagens em espelhos esféricosEspelhos esféricos   formação de imagens em espelhos esféricos
Espelhos esféricos formação de imagens em espelhos esféricos
jorgehenriqueangelim
 
Composição química da célula água e sais minerais
Composição química da célula   água e sais mineraisComposição química da célula   água e sais minerais
Composição química da célula água e sais minerais
jorgehenriqueangelim
 
Duplicação do dna e síntese proteica
Duplicação do dna e síntese proteicaDuplicação do dna e síntese proteica
Duplicação do dna e síntese proteica
jorgehenriqueangelim
 

Mais de jorgehenriqueangelim (20)

Vírus (resumo)
Vírus (resumo)Vírus (resumo)
Vírus (resumo)
 
Eletroquímica2
Eletroquímica2Eletroquímica2
Eletroquímica2
 
Ligações químicas (3)
Ligações químicas (3)Ligações químicas (3)
Ligações químicas (3)
 
Eletroquímica pilhas
Eletroquímica   pilhasEletroquímica   pilhas
Eletroquímica pilhas
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
As origens do totalitarismo
As origens do totalitarismoAs origens do totalitarismo
As origens do totalitarismo
 
Força centrípeta
Força centrípetaForça centrípeta
Força centrípeta
 
Espelhos planos
Espelhos planosEspelhos planos
Espelhos planos
 
Leis de kepler
Leis de keplerLeis de kepler
Leis de kepler
 
Eletrodinâmica associaçao de resistores
Eletrodinâmica   associaçao de resistoresEletrodinâmica   associaçao de resistores
Eletrodinâmica associaçao de resistores
 
Equilíbrio eletrostático
Equilíbrio eletrostáticoEquilíbrio eletrostático
Equilíbrio eletrostático
 
Estática de um corpo extenso
Estática de um corpo extensoEstática de um corpo extenso
Estática de um corpo extenso
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
 
Função exponencial exercícios resolvidos
Função exponencial   exercícios resolvidosFunção exponencial   exercícios resolvidos
Função exponencial exercícios resolvidos
 
Lançamento oblíquo
Lançamento oblíquoLançamento oblíquo
Lançamento oblíquo
 
Associação de resistores (mista)
Associação de resistores (mista)Associação de resistores (mista)
Associação de resistores (mista)
 
História republicana brasileira
História republicana brasileiraHistória republicana brasileira
História republicana brasileira
 
Espelhos esféricos formação de imagens em espelhos esféricos
Espelhos esféricos   formação de imagens em espelhos esféricosEspelhos esféricos   formação de imagens em espelhos esféricos
Espelhos esféricos formação de imagens em espelhos esféricos
 
Composição química da célula água e sais minerais
Composição química da célula   água e sais mineraisComposição química da célula   água e sais minerais
Composição química da célula água e sais minerais
 
Duplicação do dna e síntese proteica
Duplicação do dna e síntese proteicaDuplicação do dna e síntese proteica
Duplicação do dna e síntese proteica
 

Termoquímica2

  • 1. TERMOQUÍMICA É a parte da Química que estuda as variações de energia que acompanham as reações químicas.
  • 2. ENTALPIA DE UM SISTEMA (H): Pode ser conceituada como o conteúdo energético do sistema. VARIAÇÃO DE ENTALPIA (H) H= Hp – Hr, sendo que Hp é a entalpia dos produtos e Hr é a entalpia dos reagentes.
  • 3. REAÇÃO EXOTÉRMICA: É aquela que libera calor. Hp < Hr H < 0
  • 4. C (s) + O2 (g)  CO2 (g) H = - 94,0 Kcal/mol. ou C (s) + O2 (g)  CO2 (g) + 94,0 Kcal/mol ou C (s) + O2 (g) - 94,0 Kcal  CO2 (g) Exemplo:
  • 5. E1= energia dos reagentes (r) E2= energia do complexo ativado (CA) E3= energia dos produtos (p) b=energia de ativação da reação direta c=variação de entalpia (D H= Hp – Hr) Gráfico de Entalpia: Reação Exotérmica
  • 6. REAÇÃO ENDOTÉRMICA: É aquela que absorve calor. Hp > Hr H > 0
  • 7. N2(l) + O2(g)  2NO (g) H = + 42 Kcal/mol. ou N2(l) + O2(g) + 42 Kcal  2 NO(g) ou N2(l) + O2(g)  2 NO (g) - 42 Kcal Exemplo:
  • 8. E1= energia dos reagentes (r) E2= energia do complexo ativado (CA) E3= energia dos produtos (p) b=energia de ativação da reação direta c=variação de entalpia (D H= Hp – Hr) Gráfico de Entalpia: Reação Endotérmica
  • 9. CALOR OU ENTALPIA DE FORMAÇÃO: É a quantidade de calor libertada ou absorvida na formação de um mol dessa substância à partir de substâncias simples no estado padrão.
  • 10. Exemplo: H2(g) + ½ O2(g)  H2O(g) H= -68,3 Kcal ½ H2(g) + I2(g)  HI(g) H= -6,2 Kcal
  • 11. Entalpia Padrão (H) A entalpia de uma substância simples, a 1 atm e 25ºC,no estado padrão e forma alotrópica mais estável, é considerada igual a zero. H2(g).................... H=0 O2(g).................... H=0 O3(g).................... H0 C(grafite).................H=0 C(diamante)............. H0
  • 12. Entalpia de uma substância composta: É a entalpia de formação dessa substância a 1 atm e 25ºC, partindo-se de substância simples no estado e forma alotrópica mais comuns.
  • 13. CALOR OU ENTALPIA DE COMBUSTÃO: É a variação de entalpia que ocorre na combustão de 1 mol de uma substância a 25ºC e 1 atm de pressão.
  • 14. Exemplo: C(s) + O2(g)  CO2(g) H= -94 Kcal/mol CH4(g) + 2O2(g)  CO2(g) + 2H2O(g) H= -213 Kcal/ mol
  • 15. LEI DE HESS "A variação de entalpia envolvida numa reação química, sob determinadas condições experimentais, depende exclusivamente da entalpia inicial dos reagentes e da entalpia final dos produtos, seja a reação executada em uma única etapa ou em várias etapas sucessivas".
  • 17. Essa lei é muito útil para determinar indiretamente calor de reação, impossível de ser medido experimentalmente. O calor total liberado ou absorvido nas reações sucessivas: A B e B C é igual ao calor liberado ou absorvido na reação A  C. O calor liberado ou absorvido na reação A  C não depende do número de estados intermediários.
  • 18. Conseqüências da Lei de Hess Podemos trabalhar com equações químicas como se fossem equações matemáticas, isto é, permite calcular o  de uma determinada reação x (incógnita) pela soma de reações de  conhecidos, cujo resultado seja a reação de x. Lembre-se de que, ao multiplicar ou dividir os coeficientes de uma reação termoquímica por um número qualquer, deve-se multiplicar ou dividir o valor de  desta reação pelo mesmo número.
  • 19. EX: Podemos obter NH4Cl(aq) por 2 caminhos diferentes. 1º caminho: NH3(g ) + HCl(g)  NH4Cl(s) H = -41,9 Kcal + NH4Cl(s) + H2O  NH4Cl(aq) H = -3,9 Kcal NH3(g) + HCl(g) + H2O  NH4Cl(aq) H=-38 Kcal
  • 20. 2º caminho: NH3 (g ) + H2O  NH3 (aq) H = -8,5 Kcal + HCl (g) + H2O  HCl(aq) H = -17,3 Kcal + NH3 (aq ) + HCl(aq)  NH4Cl(aq) H= -12,2 Kcal NH3(g ) + HCl(g) + H2O  NH4Cl(aq) H= - 38 Kcal
  • 21. ENERGIA DE LIGAÇÃO: É a energia necessária para romper um mol de ligações quando se obtêm os átomos isolados no estado gasoso. A principal aplicação prática é permitir o cálculo da variação de entalpia de reações, conhecendo-se as energias de ligações.
  • 22. Veja esse exemplo, reagindo gás hidrogênio (H2) e gás cloro (Cl2), formando cloridreto (HI).
  • 23. Ligação E de ligação (Kcal/mol) Cl  Cl 58,0 H  H 104,2 H  Cl 103,2 C  C 83,1 C  H 98,8 C  H (metano) 99,5 C  Cl 78,5
  • 24.  REAGENTES A quebra de uma ligação é um processo endotérmico (H > 0): SINAL (+)  PRODUTOS A formação de uma ligação é um processo Exotérmico (H  0): SINAL (-)
  • 25. H2 + Cl2  2 HCl H - H + Cl - Cl  2 H-Cl +104,0 +58,0 2 x(-103,0) H = -44,0 Kcal