SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
Superior Tribunal de Justiça
RECURSO ESPECIAL Nº 1.662.808 - MT (2016/0075262-3)
RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI
RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A
ADVOGADOS : GUSTAVO AMATO PISSINI - MT013842A
PAMELA VAREA TEIXEIRA E OUTRO(S) - MT019208
RECORRIDO : ODAIR MATIAS PIRES
ADVOGADO : DENISE RODEGUER - SP291039
EMENTA
CONSUMIDOR E PROCESSUAL CIVIL. RECURSO ESPECIAL.
INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. ESPERA EM FILA DE BANCO.
LEGISLAÇÃO LOCAL. PERÍODO EXCESSIVO PARA RECEBER
ATENDIMENTO. CONFIGURAÇÃO.
1. Ação ajuizada em 16/08/2013. Recurso especial interposto em 12/08/2015 e
distribuído a este gabinete em 25/08/2016.
2. Danos morais: grave ofensa à personalidade. Precedentes.
3. A mera invocação de legislação municipal que estabelece tempo máximo de
espera em fila de banco não é suficiente para ensejar o direito à indenização.
Precedentes.
4. Contudo, a espera por atendimento em fila de banco quando excessiva ou
associada a outros constrangimentos pode causar danos morais.
5. Recurso especial não provido.
ACÓRDÃO
Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os Ministros da Terceira
Turma do Superior Tribunal de Justiça, na conformidade dos votos e das notas
taquigráficas constantes dos autos, por unanimidade, negar provimento ao recurso
especial nos termos do voto da Sra. Ministra Relatora. Os Srs. Ministros Paulo de Tarso
Sanseverino, Ricardo Villas Bôas Cueva, Marco Aurélio Bellizze e Moura Ribeiro
votaram com a Sra. Ministra Relatora.
Brasília (DF), 02 de maio de 2017(Data do Julgamento)
MINISTRA NANCY ANDRIGHI
Relatora
Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 1 de 7
Superior Tribunal de Justiça
RECURSO ESPECIAL Nº 1.662.808 - MT (2016/0075262-3)
RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI
RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A
ADVOGADOS : GUSTAVO AMATO PISSINI - MT013842A
PAMELA VAREA TEIXEIRA E OUTRO(S) - MT019208
RECORRIDO : ODAIR MATIAS PIRES
ADVOGADO : DENISE RODEGUER - SP291039
RELATÓRIO
A EXMA. SRA. MINISTRA NANCY ANDRIGHI (Relator):
Cuida-se de recurso especial interposto por BANCO DO BRASIL
S/A, com fundamento exclusivamente na alínea “a” do permissivo constitucional,
contra acórdão do TJ/MT.
Ação: de indenização por danos morais, ajuizada por ODAIR
MATIAS PIRES, devido à espera por 2h07m (duas horas e sete minutos) ocorrida
em agência bancária mantida pela recorrente.
Sentença: julgou improcedente o pedido, por entender que a espera
em banco, por si só, é mero dissabor incapaz de causar dano moral.
Acórdão: em apelação interposta pelo recorrido, o TJ/MT deu
provimento parcial ao recurso, a fim de condenar a recorrente ao pagamento do
valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) a título de reparação por danos morais, em
julgamento assim ementado:
EMENTA APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANO
MORAL - LONGA ESPERA EM FILA DE BANCO - DUAS HORAS E SETE
MINUTOS - TEMPO EXCESSIVAMENTE SUPERIOR AO LIMITE LEGAL -
DEMORA INJUSTIFICADA NO ATENDIMENTO BANCARJO - DESÍDIA
QUE AFRONTA A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA - DANO MORAL
CARACTERIZADO - QUANTIA FIXADA DE ACORDO COM CRITÉRIO
PUNITIVO-PEDAGÓGICO - RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO.
O fato de o usuário permanecer por mais de duas horas em fila de agência
bancária implica no descumprimento da lei estadual e ofende a dignidade do
consumidor, configurando-se o dano moral propriamente dito.
Mostra-se cabível a indenização por danos morais, quando presentes os
pressupostos da responsabilidade civil.
Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 2 de 7
Superior Tribunal de Justiça
A fixação do montante a título da indenização pleiteada deve considerar critérios
subjetivos do julgador, o nível financeiro do ofensor, a gravidade e extensão do
dano sofrido e ser feita de modo razoável, ao ponto de não provocar o
enriquecimento sem justa causa e também não prejudicar o ressarcimento
almejado.
Recurso especial: alega que o acórdão recorrido causou a violação
aos arts. 186, 944 e 945 do CC/02.
Prévio juízo de admissibilidade: os recursos foram inadmitidos na
origem pelo TJ/MT e, após a interposição de agravo contra a decisão denegatória
(e-STJ fls. 196-200), deu-se provimento para determinar o julgamento do recurso
especial.
Relatados os fatos, decide-se.
Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 3 de 7
Superior Tribunal de Justiça
RECURSO ESPECIAL Nº 1.662.808 - MT (2016/0075262-3)
RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI
RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A
ADVOGADOS : GUSTAVO AMATO PISSINI - MT013842A
PAMELA VAREA TEIXEIRA E OUTRO(S) - MT019208
RECORRIDO : ODAIR MATIAS PIRES
ADVOGADO : DENISE RODEGUER - SP291039
VOTO
A EXMA. SRA. MINISTRA NANCY ANDRIGHI (Relator):
O propósito recursal está em definir se a simples espera por
atendimento em agência bancária é capaz de causar danos morais indenizáveis,
quando o único fundamento é a invocação de legislação local que dispõe acerca
do tempo máximo de espera em fila permitido.
Segundo a jurisprudência desta Corte, pode-se definir dano moral
como lesões a atributos da pessoa, enquanto ente ético e social que participa da
vida em sociedade, estabelecendo relações intersubjetivas em uma ou mais
comunidades, ou, em outras palavras, são atentados à parte afetiva e à parte social
da personalidade (REsp 1426710/RS, Terceira Turma, julgado em 25/10/2016,
DJe 09/11/2016).
No mesmo sentido, a doutrina de Carlos Alberto BITTAR afirma que
os danos morais são aqueles relativos “a atributos valorativos, ou virtudes, da
pessoa como entes sociais, ou seja, integrada à sociedade, vale dizer, dos
elementos que a individualizam como ser, de que se destacam a honra, a
reputação e as manifestações do intelecto ”. (Reparação civil por danos morais.
S. Paulo: Saraiva, 4ª ed., 2015 p. 35). Sobre o tema, contudo, este Tribunal
mantém posicionamento pacífico segundo o qual simples dissabores ou
aborrecimentos são incapazes de causar danos morais, como é possível perceber
no julgamento do REsp 202.564/RJ (Quarta Turma julgado em 02/08/2001, DJ
01/10/2001, p. 220) e do REsp 1.426.710 (julgado em 25/10/2016, DJe
Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 4 de 7
Superior Tribunal de Justiça
08/11/2016).
Para a reparação por danos morais causados em razão de espera por
atendimento em fila de agência bancária, a jurisprudência desta Corte é pacífica
no sentido de ser insuficiente a simples invocação de normativo local que
disponha acerca do tema, conforme julgamento abaixo:
AÇÃO DE INDENIZAÇÃO. ESPERA EM FILA DE BANCO POR MAIS DE
UMA HORA. TEMPO SUPERIOR AO FIXADO POR LEGISLAÇÃO LOCAL.
INSUFICIÊNCIA DA SÓ INVOCAÇÃO LEGISLATIVA ALUDIDA.
PADECIMENTO MORAL, CONTUDO, EXPRESSAMENTE ASSINALADO
PELA SENTENÇA E PELO ACÓRDÃO, CONSTITUINDO FUNDAMENTO
FÁTICO INALTERÁVEL POR ESTA CORTE (SÚMULA 7/STJ).
INDENIZAÇÃO DE R$ 3.000,00, CORRIGIDA DESDE A DATA DO ATO
DANOSO (SÚMULA 54/STJ).
1.- A espera por atendimento em fila de banco quando excessiva ou associada a
outros constrangimentos, e reconhecida faticamente como provocadora de
sofrimento moral, enseja condenação por dano moral.
2.- A só invocação de legislação municipal ou estadual que estabelece tempo
máximo de espera em fila de banco não é suficiente para desejar o direito à
indenização, pois dirige a sanções administrativas, que podem ser provocadas
pelo usuário.
3.- Reconhecidas, pela sentença e pelo Acórdão, as circunstâncias fáticas do
padecimento moral, prevalece o julgamento da origem (Súmula 7/STJ).
4.- Mantém-se, por razoável, o valor de 3.000,00, para desestímulo à conduta,
corrigido monetariamente desde a data do evento danoso (Súmula 54/STJ), ante
as forças econômicas do banco responsável e, inclusive, para desestímulo à
recorribilidade, de menor monta, ante aludidas forças econômicas.
5.- Recurso Especial improvido.
(REsp 1218497/MT, Terceira Turma, julgado em 11/09/2012, DJe 17/09/2012)
Ainda de acordo com o entendimento deste Superior Tribunal de
Justiça, para haver direito à reparação a espera em fila de agência bancária deve
ser excessiva ou acompanhada de outros constrangimentos, para haver
configuração de grave lesão a atributo da pessoa do recorrido.
Na hipótese dos autos, apesar de se debater a aplicação da Lei
Municipal 3.061/99, do Município de Rondonópolis/MT, que prevê tempo de
espera máximo de 25 (vinte e cinco) minutos para atendimento em instituição
financeira instalada naquele Município, a discussão não se encerra somente neste
Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 5 de 7
Superior Tribunal de Justiça
ponto.
Na hipótese dos autos, é fato incontroverso que o recorrido foi
obrigado a aguardar por 2h07m (duas horas e sete minutos) para ser atendido em
agência bancária mantida pela recorrente. Tal período de tempo configura uma
espera excessiva, a qual, conforme o entendimento deste STJ, é causa de danos
extrapatrimoniais.
Por fim, entende-se que o valor de reparação dos danos morais
fixados pelo TJ/MT – qual seja, R$ 5.000,00 (cinco mil reais) – observou os
parâmetros de razoabilidade e proporcionalidade e, além disso, está em
consonância com a jurisprudência desta Corte em hipóteses semelhantes.
Forte nessas razões, NEGO PROVIMENTO ao recurso especial,
com fundamento no art. 255, § 4º, II, do RISTJ.
Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 6 de 7
Superior Tribunal de Justiça
CERTIDÃO DE JULGAMENTO
TERCEIRA TURMA
Número Registro: 2016/0075262-3 PROCESSO ELETRÔNICO REsp 1.662.808 / MT
Números Origem: 00109494320138110003 109494320138110003 1103802015 1628352015 374302015
PAUTA: 02/05/2017 JULGADO: 02/05/2017
Relatora
Exma. Sra. Ministra NANCY ANDRIGHI
Presidente da Sessão
Exmo. Sr. Ministro MARCO AURÉLIO BELLIZZE
Subprocuradora-Geral da República
Exma. Sra. Dra. LUIZA CRISTINA FONSECA FRISCHEISEN
Secretária
Bela. MARIA AUXILIADORA RAMALHO DA ROCHA
AUTUAÇÃO
RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A
ADVOGADOS : GUSTAVO AMATO PISSINI - MT013842A
PAMELA VAREA TEIXEIRA E OUTRO(S) - MT019208
RECORRIDO : ODAIR MATIAS PIRES
ADVOGADO : DENISE RODEGUER - SP291039
ASSUNTO: DIREITO CIVIL - Responsabilidade Civil - Indenização por Dano Moral
CERTIDÃO
Certifico que a egrégia TERCEIRA TURMA, ao apreciar o processo em epígrafe na sessão
realizada nesta data, proferiu a seguinte decisão:
A Terceira Turma, por unanimidade, negou provimento ao recurso especial, nos termos do
voto da Sra. Ministra Relatora.
Os Srs. Ministros Paulo de Tarso Sanseverino, Ricardo Villas Bôas Cueva, Marco Aurélio
Bellizze (Presidente) e Moura Ribeiro votaram com a Sra. Ministra Relatora.
Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 7 de 7

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefício
Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor BenefícioTurma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefício
Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefíciofabiomotta747
 
Liminar tribunal casas
Liminar tribunal casasLiminar tribunal casas
Liminar tribunal casasmoinhosvive
 
Em sede de recurso repetitivo, STJ decide que é possível ação exibitória de d...
Em sede de recurso repetitivo, STJ decide que é possível ação exibitória de d...Em sede de recurso repetitivo, STJ decide que é possível ação exibitória de d...
Em sede de recurso repetitivo, STJ decide que é possível ação exibitória de d...Alfredo Júnior
 
STJ - Poupança - Prescreve em cinco anos a execução individual de sentença co...
STJ - Poupança - Prescreve em cinco anos a execução individual de sentença co...STJ - Poupança - Prescreve em cinco anos a execução individual de sentença co...
STJ - Poupança - Prescreve em cinco anos a execução individual de sentença co...Luiz F T Siqueira
 
Stf melhor benefício
Stf   melhor benefícioStf   melhor benefício
Stf melhor benefícioFabio Motta
 
Julgamento acórdão idec x nossa caixa bb
Julgamento acórdão idec x nossa caixa  bbJulgamento acórdão idec x nossa caixa  bb
Julgamento acórdão idec x nossa caixa bbFabio Motta
 
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...Fabio Motta
 
Dano moral presumido - Extravio de talonários de cheques - Utilização indevid...
Dano moral presumido - Extravio de talonários de cheques - Utilização indevid...Dano moral presumido - Extravio de talonários de cheques - Utilização indevid...
Dano moral presumido - Extravio de talonários de cheques - Utilização indevid...Luiz F T Siqueira
 
Corinthians patrocinio-caixa
Corinthians patrocinio-caixaCorinthians patrocinio-caixa
Corinthians patrocinio-caixafabiomotta747
 
Relatório de Anastasia sobre impeachment
Relatório de Anastasia sobre impeachmentRelatório de Anastasia sobre impeachment
Relatório de Anastasia sobre impeachmentPortal NE10
 
Responsabilidade civil – indenização – danos morais e materiais – acidente de...
Responsabilidade civil – indenização – danos morais e materiais – acidente de...Responsabilidade civil – indenização – danos morais e materiais – acidente de...
Responsabilidade civil – indenização – danos morais e materiais – acidente de...allaymer
 
Decisão no Pedido de Providências ao CNJ: Semana Temática do TJ-BA
Decisão no Pedido de Providências ao CNJ: Semana Temática do TJ-BADecisão no Pedido de Providências ao CNJ: Semana Temática do TJ-BA
Decisão no Pedido de Providências ao CNJ: Semana Temática do TJ-BAOAB Bahia
 
Recurso Especial - Consumidor - STJ
Recurso Especial - Consumidor - STJRecurso Especial - Consumidor - STJ
Recurso Especial - Consumidor - STJConsultor JRSantana
 
Contra-razões em Recurso Especial - STJ - (Consumidor)
Contra-razões em Recurso Especial - STJ - (Consumidor)Contra-razões em Recurso Especial - STJ - (Consumidor)
Contra-razões em Recurso Especial - STJ - (Consumidor)Consultor JRSantana
 
Ação trabalhista danos morais acidente + doença(padrão)
Ação trabalhista  danos morais   acidente + doença(padrão)Ação trabalhista  danos morais   acidente + doença(padrão)
Ação trabalhista danos morais acidente + doença(padrão)Vivian Nemeth
 

Mais procurados (20)

Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefício
Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor BenefícioTurma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefício
Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefício
 
Liminar tribunal casas
Liminar tribunal casasLiminar tribunal casas
Liminar tribunal casas
 
Em sede de recurso repetitivo, STJ decide que é possível ação exibitória de d...
Em sede de recurso repetitivo, STJ decide que é possível ação exibitória de d...Em sede de recurso repetitivo, STJ decide que é possível ação exibitória de d...
Em sede de recurso repetitivo, STJ decide que é possível ação exibitória de d...
 
STJ - Poupança - Prescreve em cinco anos a execução individual de sentença co...
STJ - Poupança - Prescreve em cinco anos a execução individual de sentença co...STJ - Poupança - Prescreve em cinco anos a execução individual de sentença co...
STJ - Poupança - Prescreve em cinco anos a execução individual de sentença co...
 
Stf melhor benefício
Stf   melhor benefícioStf   melhor benefício
Stf melhor benefício
 
Julgamento acórdão idec x nossa caixa bb
Julgamento acórdão idec x nossa caixa  bbJulgamento acórdão idec x nossa caixa  bb
Julgamento acórdão idec x nossa caixa bb
 
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...
 
Dano moral presumido - Extravio de talonários de cheques - Utilização indevid...
Dano moral presumido - Extravio de talonários de cheques - Utilização indevid...Dano moral presumido - Extravio de talonários de cheques - Utilização indevid...
Dano moral presumido - Extravio de talonários de cheques - Utilização indevid...
 
Corinthians patrocinio-caixa
Corinthians patrocinio-caixaCorinthians patrocinio-caixa
Corinthians patrocinio-caixa
 
Relatório de Anastasia sobre impeachment
Relatório de Anastasia sobre impeachmentRelatório de Anastasia sobre impeachment
Relatório de Anastasia sobre impeachment
 
Tj ba ms-00123210420138050000_2a33d
Tj ba ms-00123210420138050000_2a33dTj ba ms-00123210420138050000_2a33d
Tj ba ms-00123210420138050000_2a33d
 
Responsabilidade civil – indenização – danos morais e materiais – acidente de...
Responsabilidade civil – indenização – danos morais e materiais – acidente de...Responsabilidade civil – indenização – danos morais e materiais – acidente de...
Responsabilidade civil – indenização – danos morais e materiais – acidente de...
 
Decisão no Pedido de Providências ao CNJ: Semana Temática do TJ-BA
Decisão no Pedido de Providências ao CNJ: Semana Temática do TJ-BADecisão no Pedido de Providências ao CNJ: Semana Temática do TJ-BA
Decisão no Pedido de Providências ao CNJ: Semana Temática do TJ-BA
 
Recurso Especial - Consumidor - STJ
Recurso Especial - Consumidor - STJRecurso Especial - Consumidor - STJ
Recurso Especial - Consumidor - STJ
 
Contra-razões em Recurso Especial - STJ - (Consumidor)
Contra-razões em Recurso Especial - STJ - (Consumidor)Contra-razões em Recurso Especial - STJ - (Consumidor)
Contra-razões em Recurso Especial - STJ - (Consumidor)
 
Claro 02
Claro 02Claro 02
Claro 02
 
Informativo stj 590
Informativo stj 590Informativo stj 590
Informativo stj 590
 
Recurso Inominado JEC
Recurso Inominado JECRecurso Inominado JEC
Recurso Inominado JEC
 
Ação trabalhista danos morais acidente + doença(padrão)
Ação trabalhista  danos morais   acidente + doença(padrão)Ação trabalhista  danos morais   acidente + doença(padrão)
Ação trabalhista danos morais acidente + doença(padrão)
 
Agravo rio criciúma
Agravo   rio criciúmaAgravo   rio criciúma
Agravo rio criciúma
 

Semelhante a STJ - Espera excessiva em fila de banco - Indenização

Dano moral presumido - Deficiência na prestação de serviço bancário - Inclusã...
Dano moral presumido - Deficiência na prestação de serviço bancário - Inclusã...Dano moral presumido - Deficiência na prestação de serviço bancário - Inclusã...
Dano moral presumido - Deficiência na prestação de serviço bancário - Inclusã...Luiz F T Siqueira
 
Jurisprudência stj resp
Jurisprudência stj respJurisprudência stj resp
Jurisprudência stj respMarcioAdv
 
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...Waldemar Ramos Junior
 
Decisão de liminar Yves Ribeiro
Decisão de liminar Yves RibeiroDecisão de liminar Yves Ribeiro
Decisão de liminar Yves RibeiroAliceAlbuquerque11
 
Dano moral presumido - Multa de trânsito cobrada indevidamente - Repetição de...
Dano moral presumido - Multa de trânsito cobrada indevidamente - Repetição de...Dano moral presumido - Multa de trânsito cobrada indevidamente - Repetição de...
Dano moral presumido - Multa de trânsito cobrada indevidamente - Repetição de...Luiz F T Siqueira
 
Justiça de Rondônia condena mãe do bebê desaparecido Nicolas Naitz a pagar R$...
Justiça de Rondônia condena mãe do bebê desaparecido Nicolas Naitz a pagar R$...Justiça de Rondônia condena mãe do bebê desaparecido Nicolas Naitz a pagar R$...
Justiça de Rondônia condena mãe do bebê desaparecido Nicolas Naitz a pagar R$...Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 
Ex prefeito de crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo stj
Ex prefeito de crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo stjEx prefeito de crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo stj
Ex prefeito de crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo stjJosé Ripardo
 
Ex-prefeito de Crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo STJ
Ex-prefeito de Crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo STJEx-prefeito de Crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo STJ
Ex-prefeito de Crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo STJJosé Ripardo
 
Ex prefeito de crateús, paulo nazareno, é condenado pel stj
Ex prefeito de crateús, paulo nazareno, é condenado pel stjEx prefeito de crateús, paulo nazareno, é condenado pel stj
Ex prefeito de crateús, paulo nazareno, é condenado pel stjJosé Ripardo
 
Liminar derrubada no Cabo
Liminar derrubada no CaboLiminar derrubada no Cabo
Liminar derrubada no CaboJamildo Melo
 
Indenizacao servico publico-stj
Indenizacao servico publico-stjIndenizacao servico publico-stj
Indenizacao servico publico-stjInforma Jurídico
 
Apelação cível. responsabilidade civil busca apreensao veiculo
Apelação cível. responsabilidade civil   busca apreensao veiculoApelação cível. responsabilidade civil   busca apreensao veiculo
Apelação cível. responsabilidade civil busca apreensao veiculoallaymer
 
É válido protesto de cheque feito antes do término do prazo para ação de exec...
É válido protesto de cheque feito antes do término do prazo para ação de exec...É válido protesto de cheque feito antes do término do prazo para ação de exec...
É válido protesto de cheque feito antes do término do prazo para ação de exec...Luiz F T Siqueira
 

Semelhante a STJ - Espera excessiva em fila de banco - Indenização (20)

Dano moral presumido - Deficiência na prestação de serviço bancário - Inclusã...
Dano moral presumido - Deficiência na prestação de serviço bancário - Inclusã...Dano moral presumido - Deficiência na prestação de serviço bancário - Inclusã...
Dano moral presumido - Deficiência na prestação de serviço bancário - Inclusã...
 
Jurisprudência stj resp
Jurisprudência stj respJurisprudência stj resp
Jurisprudência stj resp
 
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...
 
Decisão de liminar Yves Ribeiro
Decisão de liminar Yves RibeiroDecisão de liminar Yves Ribeiro
Decisão de liminar Yves Ribeiro
 
Hc 326.355
Hc 326.355Hc 326.355
Hc 326.355
 
Dano moral presumido - Multa de trânsito cobrada indevidamente - Repetição de...
Dano moral presumido - Multa de trânsito cobrada indevidamente - Repetição de...Dano moral presumido - Multa de trânsito cobrada indevidamente - Repetição de...
Dano moral presumido - Multa de trânsito cobrada indevidamente - Repetição de...
 
Justiça de Rondônia condena mãe do bebê desaparecido Nicolas Naitz a pagar R$...
Justiça de Rondônia condena mãe do bebê desaparecido Nicolas Naitz a pagar R$...Justiça de Rondônia condena mãe do bebê desaparecido Nicolas Naitz a pagar R$...
Justiça de Rondônia condena mãe do bebê desaparecido Nicolas Naitz a pagar R$...
 
Decisao Goiana
Decisao GoianaDecisao Goiana
Decisao Goiana
 
Ex prefeito de crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo stj
Ex prefeito de crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo stjEx prefeito de crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo stj
Ex prefeito de crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo stj
 
Ex-prefeito de Crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo STJ
Ex-prefeito de Crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo STJEx-prefeito de Crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo STJ
Ex-prefeito de Crateús, Paulo Nazareno, é condenado pelo STJ
 
Ex prefeito de crateús, paulo nazareno, é condenado pel stj
Ex prefeito de crateús, paulo nazareno, é condenado pel stjEx prefeito de crateús, paulo nazareno, é condenado pel stj
Ex prefeito de crateús, paulo nazareno, é condenado pel stj
 
Liminar derrubada no Cabo
Liminar derrubada no CaboLiminar derrubada no Cabo
Liminar derrubada no Cabo
 
Agravo em Recurso Especial Nº 1.153.236 - SC (2017/0203867-7)
Agravo em Recurso Especial Nº 1.153.236 - SC (2017/0203867-7)Agravo em Recurso Especial Nº 1.153.236 - SC (2017/0203867-7)
Agravo em Recurso Especial Nº 1.153.236 - SC (2017/0203867-7)
 
STJ nega recurso a Ivo Cassol em ação popular
STJ nega recurso a Ivo Cassol em ação popular STJ nega recurso a Ivo Cassol em ação popular
STJ nega recurso a Ivo Cassol em ação popular
 
Decisão do STF - MDB-PE
Decisão do STF - MDB-PEDecisão do STF - MDB-PE
Decisão do STF - MDB-PE
 
Parecer Tribunal
Parecer TribunalParecer Tribunal
Parecer Tribunal
 
Indenizacao servico publico-stj
Indenizacao servico publico-stjIndenizacao servico publico-stj
Indenizacao servico publico-stj
 
Agravo em Recurso Especial - 404.992
Agravo em Recurso Especial - 404.992Agravo em Recurso Especial - 404.992
Agravo em Recurso Especial - 404.992
 
Apelação cível. responsabilidade civil busca apreensao veiculo
Apelação cível. responsabilidade civil   busca apreensao veiculoApelação cível. responsabilidade civil   busca apreensao veiculo
Apelação cível. responsabilidade civil busca apreensao veiculo
 
É válido protesto de cheque feito antes do término do prazo para ação de exec...
É válido protesto de cheque feito antes do término do prazo para ação de exec...É válido protesto de cheque feito antes do término do prazo para ação de exec...
É válido protesto de cheque feito antes do término do prazo para ação de exec...
 

Mais de Luiz F T Siqueira

É válido testamento que cumpre vontade do falecido mesmo na falta de formalid...
É válido testamento que cumpre vontade do falecido mesmo na falta de formalid...É válido testamento que cumpre vontade do falecido mesmo na falta de formalid...
É válido testamento que cumpre vontade do falecido mesmo na falta de formalid...Luiz F T Siqueira
 
STJ anula júri por uso de algema em réu durante julgamento
STJ anula júri por uso de algema em réu durante julgamentoSTJ anula júri por uso de algema em réu durante julgamento
STJ anula júri por uso de algema em réu durante julgamentoLuiz F T Siqueira
 
Estado deve indenizar preso em situação degradante - STF - Voto do Ministro C...
Estado deve indenizar preso em situação degradante - STF - Voto do Ministro C...Estado deve indenizar preso em situação degradante - STF - Voto do Ministro C...
Estado deve indenizar preso em situação degradante - STF - Voto do Ministro C...Luiz F T Siqueira
 
Prazo decadencial para anular praça pública começa após expedição da carta de...
Prazo decadencial para anular praça pública começa após expedição da carta de...Prazo decadencial para anular praça pública começa após expedição da carta de...
Prazo decadencial para anular praça pública começa após expedição da carta de...Luiz F T Siqueira
 
STF - Regime de precatórios não se aplica à execução provisória de obrigação ...
STF - Regime de precatórios não se aplica à execução provisória de obrigação ...STF - Regime de precatórios não se aplica à execução provisória de obrigação ...
STF - Regime de precatórios não se aplica à execução provisória de obrigação ...Luiz F T Siqueira
 
STJ - É válida a penhora de salário para pagamento de aluguéis atrasados
STJ - É válida a penhora de salário para pagamento de aluguéis atrasadosSTJ - É válida a penhora de salário para pagamento de aluguéis atrasados
STJ - É válida a penhora de salário para pagamento de aluguéis atrasadosLuiz F T Siqueira
 
STF decide que juros de mora incidem sobre obrigações de RPV e precatórios
STF decide que juros de mora incidem sobre obrigações de RPV e precatóriosSTF decide que juros de mora incidem sobre obrigações de RPV e precatórios
STF decide que juros de mora incidem sobre obrigações de RPV e precatóriosLuiz F T Siqueira
 
STF - Estrangeiro residente no país tem direito à concessão de benefício assi...
STF - Estrangeiro residente no país tem direito à concessão de benefício assi...STF - Estrangeiro residente no país tem direito à concessão de benefício assi...
STF - Estrangeiro residente no país tem direito à concessão de benefício assi...Luiz F T Siqueira
 
WhatsApp - Bloqueio viola liberdades de expressão e comunicação
WhatsApp - Bloqueio viola liberdades de expressão e comunicaçãoWhatsApp - Bloqueio viola liberdades de expressão e comunicação
WhatsApp - Bloqueio viola liberdades de expressão e comunicaçãoLuiz F T Siqueira
 
Ausência de notificação justifica retirada de nome em cadastro de restrição a...
Ausência de notificação justifica retirada de nome em cadastro de restrição a...Ausência de notificação justifica retirada de nome em cadastro de restrição a...
Ausência de notificação justifica retirada de nome em cadastro de restrição a...Luiz F T Siqueira
 
Justiça do trabalho reconhece unicidade em contratos sucessivos de safra
Justiça do trabalho reconhece unicidade em contratos sucessivos de safraJustiça do trabalho reconhece unicidade em contratos sucessivos de safra
Justiça do trabalho reconhece unicidade em contratos sucessivos de safraLuiz F T Siqueira
 
Direito Penal - Abandono de incapaz - Atipicidade da conduta
Direito Penal - Abandono de incapaz   - Atipicidade da condutaDireito Penal - Abandono de incapaz   - Atipicidade da conduta
Direito Penal - Abandono de incapaz - Atipicidade da condutaLuiz F T Siqueira
 
Execução de cheque deve ser processada no mesmo local da agência sacada
Execução de cheque deve ser processada no mesmo local da agência sacadaExecução de cheque deve ser processada no mesmo local da agência sacada
Execução de cheque deve ser processada no mesmo local da agência sacadaLuiz F T Siqueira
 
STJ - Terceira turma considera juizado especial competente para execução de m...
STJ - Terceira turma considera juizado especial competente para execução de m...STJ - Terceira turma considera juizado especial competente para execução de m...
STJ - Terceira turma considera juizado especial competente para execução de m...Luiz F T Siqueira
 
Bem de família pode ser penhorado para garantir pensão alimentícia decorrente...
Bem de família pode ser penhorado para garantir pensão alimentícia decorrente...Bem de família pode ser penhorado para garantir pensão alimentícia decorrente...
Bem de família pode ser penhorado para garantir pensão alimentícia decorrente...Luiz F T Siqueira
 
Dano moral presumido - Overbooking
Dano moral presumido - OverbookingDano moral presumido - Overbooking
Dano moral presumido - OverbookingLuiz F T Siqueira
 
Dano moral presumido - Instituição de ensino - Impossibilidade de registro de...
Dano moral presumido - Instituição de ensino - Impossibilidade de registro de...Dano moral presumido - Instituição de ensino - Impossibilidade de registro de...
Dano moral presumido - Instituição de ensino - Impossibilidade de registro de...Luiz F T Siqueira
 
Dano moral presumido - Dano à personalidade - Danos à imagem
Dano moral presumido - Dano à personalidade - Danos à imagemDano moral presumido - Dano à personalidade - Danos à imagem
Dano moral presumido - Dano à personalidade - Danos à imagemLuiz F T Siqueira
 
Dano moral presumido - Atraso de vôo internacional
Dano moral presumido - Atraso de vôo internacionalDano moral presumido - Atraso de vôo internacional
Dano moral presumido - Atraso de vôo internacionalLuiz F T Siqueira
 
É ilegal decreto de prisão em decisão de processo civil, ressalvada a obrigaç...
É ilegal decreto de prisão em decisão de processo civil, ressalvada a obrigaç...É ilegal decreto de prisão em decisão de processo civil, ressalvada a obrigaç...
É ilegal decreto de prisão em decisão de processo civil, ressalvada a obrigaç...Luiz F T Siqueira
 

Mais de Luiz F T Siqueira (20)

É válido testamento que cumpre vontade do falecido mesmo na falta de formalid...
É válido testamento que cumpre vontade do falecido mesmo na falta de formalid...É válido testamento que cumpre vontade do falecido mesmo na falta de formalid...
É válido testamento que cumpre vontade do falecido mesmo na falta de formalid...
 
STJ anula júri por uso de algema em réu durante julgamento
STJ anula júri por uso de algema em réu durante julgamentoSTJ anula júri por uso de algema em réu durante julgamento
STJ anula júri por uso de algema em réu durante julgamento
 
Estado deve indenizar preso em situação degradante - STF - Voto do Ministro C...
Estado deve indenizar preso em situação degradante - STF - Voto do Ministro C...Estado deve indenizar preso em situação degradante - STF - Voto do Ministro C...
Estado deve indenizar preso em situação degradante - STF - Voto do Ministro C...
 
Prazo decadencial para anular praça pública começa após expedição da carta de...
Prazo decadencial para anular praça pública começa após expedição da carta de...Prazo decadencial para anular praça pública começa após expedição da carta de...
Prazo decadencial para anular praça pública começa após expedição da carta de...
 
STF - Regime de precatórios não se aplica à execução provisória de obrigação ...
STF - Regime de precatórios não se aplica à execução provisória de obrigação ...STF - Regime de precatórios não se aplica à execução provisória de obrigação ...
STF - Regime de precatórios não se aplica à execução provisória de obrigação ...
 
STJ - É válida a penhora de salário para pagamento de aluguéis atrasados
STJ - É válida a penhora de salário para pagamento de aluguéis atrasadosSTJ - É válida a penhora de salário para pagamento de aluguéis atrasados
STJ - É válida a penhora de salário para pagamento de aluguéis atrasados
 
STF decide que juros de mora incidem sobre obrigações de RPV e precatórios
STF decide que juros de mora incidem sobre obrigações de RPV e precatóriosSTF decide que juros de mora incidem sobre obrigações de RPV e precatórios
STF decide que juros de mora incidem sobre obrigações de RPV e precatórios
 
STF - Estrangeiro residente no país tem direito à concessão de benefício assi...
STF - Estrangeiro residente no país tem direito à concessão de benefício assi...STF - Estrangeiro residente no país tem direito à concessão de benefício assi...
STF - Estrangeiro residente no país tem direito à concessão de benefício assi...
 
WhatsApp - Bloqueio viola liberdades de expressão e comunicação
WhatsApp - Bloqueio viola liberdades de expressão e comunicaçãoWhatsApp - Bloqueio viola liberdades de expressão e comunicação
WhatsApp - Bloqueio viola liberdades de expressão e comunicação
 
Ausência de notificação justifica retirada de nome em cadastro de restrição a...
Ausência de notificação justifica retirada de nome em cadastro de restrição a...Ausência de notificação justifica retirada de nome em cadastro de restrição a...
Ausência de notificação justifica retirada de nome em cadastro de restrição a...
 
Justiça do trabalho reconhece unicidade em contratos sucessivos de safra
Justiça do trabalho reconhece unicidade em contratos sucessivos de safraJustiça do trabalho reconhece unicidade em contratos sucessivos de safra
Justiça do trabalho reconhece unicidade em contratos sucessivos de safra
 
Direito Penal - Abandono de incapaz - Atipicidade da conduta
Direito Penal - Abandono de incapaz   - Atipicidade da condutaDireito Penal - Abandono de incapaz   - Atipicidade da conduta
Direito Penal - Abandono de incapaz - Atipicidade da conduta
 
Execução de cheque deve ser processada no mesmo local da agência sacada
Execução de cheque deve ser processada no mesmo local da agência sacadaExecução de cheque deve ser processada no mesmo local da agência sacada
Execução de cheque deve ser processada no mesmo local da agência sacada
 
STJ - Terceira turma considera juizado especial competente para execução de m...
STJ - Terceira turma considera juizado especial competente para execução de m...STJ - Terceira turma considera juizado especial competente para execução de m...
STJ - Terceira turma considera juizado especial competente para execução de m...
 
Bem de família pode ser penhorado para garantir pensão alimentícia decorrente...
Bem de família pode ser penhorado para garantir pensão alimentícia decorrente...Bem de família pode ser penhorado para garantir pensão alimentícia decorrente...
Bem de família pode ser penhorado para garantir pensão alimentícia decorrente...
 
Dano moral presumido - Overbooking
Dano moral presumido - OverbookingDano moral presumido - Overbooking
Dano moral presumido - Overbooking
 
Dano moral presumido - Instituição de ensino - Impossibilidade de registro de...
Dano moral presumido - Instituição de ensino - Impossibilidade de registro de...Dano moral presumido - Instituição de ensino - Impossibilidade de registro de...
Dano moral presumido - Instituição de ensino - Impossibilidade de registro de...
 
Dano moral presumido - Dano à personalidade - Danos à imagem
Dano moral presumido - Dano à personalidade - Danos à imagemDano moral presumido - Dano à personalidade - Danos à imagem
Dano moral presumido - Dano à personalidade - Danos à imagem
 
Dano moral presumido - Atraso de vôo internacional
Dano moral presumido - Atraso de vôo internacionalDano moral presumido - Atraso de vôo internacional
Dano moral presumido - Atraso de vôo internacional
 
É ilegal decreto de prisão em decisão de processo civil, ressalvada a obrigaç...
É ilegal decreto de prisão em decisão de processo civil, ressalvada a obrigaç...É ilegal decreto de prisão em decisão de processo civil, ressalvada a obrigaç...
É ilegal decreto de prisão em decisão de processo civil, ressalvada a obrigaç...
 

STJ - Espera excessiva em fila de banco - Indenização

  • 1. Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.662.808 - MT (2016/0075262-3) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A ADVOGADOS : GUSTAVO AMATO PISSINI - MT013842A PAMELA VAREA TEIXEIRA E OUTRO(S) - MT019208 RECORRIDO : ODAIR MATIAS PIRES ADVOGADO : DENISE RODEGUER - SP291039 EMENTA CONSUMIDOR E PROCESSUAL CIVIL. RECURSO ESPECIAL. INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. ESPERA EM FILA DE BANCO. LEGISLAÇÃO LOCAL. PERÍODO EXCESSIVO PARA RECEBER ATENDIMENTO. CONFIGURAÇÃO. 1. Ação ajuizada em 16/08/2013. Recurso especial interposto em 12/08/2015 e distribuído a este gabinete em 25/08/2016. 2. Danos morais: grave ofensa à personalidade. Precedentes. 3. A mera invocação de legislação municipal que estabelece tempo máximo de espera em fila de banco não é suficiente para ensejar o direito à indenização. Precedentes. 4. Contudo, a espera por atendimento em fila de banco quando excessiva ou associada a outros constrangimentos pode causar danos morais. 5. Recurso especial não provido. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os Ministros da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça, na conformidade dos votos e das notas taquigráficas constantes dos autos, por unanimidade, negar provimento ao recurso especial nos termos do voto da Sra. Ministra Relatora. Os Srs. Ministros Paulo de Tarso Sanseverino, Ricardo Villas Bôas Cueva, Marco Aurélio Bellizze e Moura Ribeiro votaram com a Sra. Ministra Relatora. Brasília (DF), 02 de maio de 2017(Data do Julgamento) MINISTRA NANCY ANDRIGHI Relatora Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 1 de 7
  • 2. Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.662.808 - MT (2016/0075262-3) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A ADVOGADOS : GUSTAVO AMATO PISSINI - MT013842A PAMELA VAREA TEIXEIRA E OUTRO(S) - MT019208 RECORRIDO : ODAIR MATIAS PIRES ADVOGADO : DENISE RODEGUER - SP291039 RELATÓRIO A EXMA. SRA. MINISTRA NANCY ANDRIGHI (Relator): Cuida-se de recurso especial interposto por BANCO DO BRASIL S/A, com fundamento exclusivamente na alínea “a” do permissivo constitucional, contra acórdão do TJ/MT. Ação: de indenização por danos morais, ajuizada por ODAIR MATIAS PIRES, devido à espera por 2h07m (duas horas e sete minutos) ocorrida em agência bancária mantida pela recorrente. Sentença: julgou improcedente o pedido, por entender que a espera em banco, por si só, é mero dissabor incapaz de causar dano moral. Acórdão: em apelação interposta pelo recorrido, o TJ/MT deu provimento parcial ao recurso, a fim de condenar a recorrente ao pagamento do valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) a título de reparação por danos morais, em julgamento assim ementado: EMENTA APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL - LONGA ESPERA EM FILA DE BANCO - DUAS HORAS E SETE MINUTOS - TEMPO EXCESSIVAMENTE SUPERIOR AO LIMITE LEGAL - DEMORA INJUSTIFICADA NO ATENDIMENTO BANCARJO - DESÍDIA QUE AFRONTA A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA - DANO MORAL CARACTERIZADO - QUANTIA FIXADA DE ACORDO COM CRITÉRIO PUNITIVO-PEDAGÓGICO - RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO. O fato de o usuário permanecer por mais de duas horas em fila de agência bancária implica no descumprimento da lei estadual e ofende a dignidade do consumidor, configurando-se o dano moral propriamente dito. Mostra-se cabível a indenização por danos morais, quando presentes os pressupostos da responsabilidade civil. Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 2 de 7
  • 3. Superior Tribunal de Justiça A fixação do montante a título da indenização pleiteada deve considerar critérios subjetivos do julgador, o nível financeiro do ofensor, a gravidade e extensão do dano sofrido e ser feita de modo razoável, ao ponto de não provocar o enriquecimento sem justa causa e também não prejudicar o ressarcimento almejado. Recurso especial: alega que o acórdão recorrido causou a violação aos arts. 186, 944 e 945 do CC/02. Prévio juízo de admissibilidade: os recursos foram inadmitidos na origem pelo TJ/MT e, após a interposição de agravo contra a decisão denegatória (e-STJ fls. 196-200), deu-se provimento para determinar o julgamento do recurso especial. Relatados os fatos, decide-se. Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 3 de 7
  • 4. Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.662.808 - MT (2016/0075262-3) RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A ADVOGADOS : GUSTAVO AMATO PISSINI - MT013842A PAMELA VAREA TEIXEIRA E OUTRO(S) - MT019208 RECORRIDO : ODAIR MATIAS PIRES ADVOGADO : DENISE RODEGUER - SP291039 VOTO A EXMA. SRA. MINISTRA NANCY ANDRIGHI (Relator): O propósito recursal está em definir se a simples espera por atendimento em agência bancária é capaz de causar danos morais indenizáveis, quando o único fundamento é a invocação de legislação local que dispõe acerca do tempo máximo de espera em fila permitido. Segundo a jurisprudência desta Corte, pode-se definir dano moral como lesões a atributos da pessoa, enquanto ente ético e social que participa da vida em sociedade, estabelecendo relações intersubjetivas em uma ou mais comunidades, ou, em outras palavras, são atentados à parte afetiva e à parte social da personalidade (REsp 1426710/RS, Terceira Turma, julgado em 25/10/2016, DJe 09/11/2016). No mesmo sentido, a doutrina de Carlos Alberto BITTAR afirma que os danos morais são aqueles relativos “a atributos valorativos, ou virtudes, da pessoa como entes sociais, ou seja, integrada à sociedade, vale dizer, dos elementos que a individualizam como ser, de que se destacam a honra, a reputação e as manifestações do intelecto ”. (Reparação civil por danos morais. S. Paulo: Saraiva, 4ª ed., 2015 p. 35). Sobre o tema, contudo, este Tribunal mantém posicionamento pacífico segundo o qual simples dissabores ou aborrecimentos são incapazes de causar danos morais, como é possível perceber no julgamento do REsp 202.564/RJ (Quarta Turma julgado em 02/08/2001, DJ 01/10/2001, p. 220) e do REsp 1.426.710 (julgado em 25/10/2016, DJe Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 4 de 7
  • 5. Superior Tribunal de Justiça 08/11/2016). Para a reparação por danos morais causados em razão de espera por atendimento em fila de agência bancária, a jurisprudência desta Corte é pacífica no sentido de ser insuficiente a simples invocação de normativo local que disponha acerca do tema, conforme julgamento abaixo: AÇÃO DE INDENIZAÇÃO. ESPERA EM FILA DE BANCO POR MAIS DE UMA HORA. TEMPO SUPERIOR AO FIXADO POR LEGISLAÇÃO LOCAL. INSUFICIÊNCIA DA SÓ INVOCAÇÃO LEGISLATIVA ALUDIDA. PADECIMENTO MORAL, CONTUDO, EXPRESSAMENTE ASSINALADO PELA SENTENÇA E PELO ACÓRDÃO, CONSTITUINDO FUNDAMENTO FÁTICO INALTERÁVEL POR ESTA CORTE (SÚMULA 7/STJ). INDENIZAÇÃO DE R$ 3.000,00, CORRIGIDA DESDE A DATA DO ATO DANOSO (SÚMULA 54/STJ). 1.- A espera por atendimento em fila de banco quando excessiva ou associada a outros constrangimentos, e reconhecida faticamente como provocadora de sofrimento moral, enseja condenação por dano moral. 2.- A só invocação de legislação municipal ou estadual que estabelece tempo máximo de espera em fila de banco não é suficiente para desejar o direito à indenização, pois dirige a sanções administrativas, que podem ser provocadas pelo usuário. 3.- Reconhecidas, pela sentença e pelo Acórdão, as circunstâncias fáticas do padecimento moral, prevalece o julgamento da origem (Súmula 7/STJ). 4.- Mantém-se, por razoável, o valor de 3.000,00, para desestímulo à conduta, corrigido monetariamente desde a data do evento danoso (Súmula 54/STJ), ante as forças econômicas do banco responsável e, inclusive, para desestímulo à recorribilidade, de menor monta, ante aludidas forças econômicas. 5.- Recurso Especial improvido. (REsp 1218497/MT, Terceira Turma, julgado em 11/09/2012, DJe 17/09/2012) Ainda de acordo com o entendimento deste Superior Tribunal de Justiça, para haver direito à reparação a espera em fila de agência bancária deve ser excessiva ou acompanhada de outros constrangimentos, para haver configuração de grave lesão a atributo da pessoa do recorrido. Na hipótese dos autos, apesar de se debater a aplicação da Lei Municipal 3.061/99, do Município de Rondonópolis/MT, que prevê tempo de espera máximo de 25 (vinte e cinco) minutos para atendimento em instituição financeira instalada naquele Município, a discussão não se encerra somente neste Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 5 de 7
  • 6. Superior Tribunal de Justiça ponto. Na hipótese dos autos, é fato incontroverso que o recorrido foi obrigado a aguardar por 2h07m (duas horas e sete minutos) para ser atendido em agência bancária mantida pela recorrente. Tal período de tempo configura uma espera excessiva, a qual, conforme o entendimento deste STJ, é causa de danos extrapatrimoniais. Por fim, entende-se que o valor de reparação dos danos morais fixados pelo TJ/MT – qual seja, R$ 5.000,00 (cinco mil reais) – observou os parâmetros de razoabilidade e proporcionalidade e, além disso, está em consonância com a jurisprudência desta Corte em hipóteses semelhantes. Forte nessas razões, NEGO PROVIMENTO ao recurso especial, com fundamento no art. 255, § 4º, II, do RISTJ. Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 6 de 7
  • 7. Superior Tribunal de Justiça CERTIDÃO DE JULGAMENTO TERCEIRA TURMA Número Registro: 2016/0075262-3 PROCESSO ELETRÔNICO REsp 1.662.808 / MT Números Origem: 00109494320138110003 109494320138110003 1103802015 1628352015 374302015 PAUTA: 02/05/2017 JULGADO: 02/05/2017 Relatora Exma. Sra. Ministra NANCY ANDRIGHI Presidente da Sessão Exmo. Sr. Ministro MARCO AURÉLIO BELLIZZE Subprocuradora-Geral da República Exma. Sra. Dra. LUIZA CRISTINA FONSECA FRISCHEISEN Secretária Bela. MARIA AUXILIADORA RAMALHO DA ROCHA AUTUAÇÃO RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A ADVOGADOS : GUSTAVO AMATO PISSINI - MT013842A PAMELA VAREA TEIXEIRA E OUTRO(S) - MT019208 RECORRIDO : ODAIR MATIAS PIRES ADVOGADO : DENISE RODEGUER - SP291039 ASSUNTO: DIREITO CIVIL - Responsabilidade Civil - Indenização por Dano Moral CERTIDÃO Certifico que a egrégia TERCEIRA TURMA, ao apreciar o processo em epígrafe na sessão realizada nesta data, proferiu a seguinte decisão: A Terceira Turma, por unanimidade, negou provimento ao recurso especial, nos termos do voto da Sra. Ministra Relatora. Os Srs. Ministros Paulo de Tarso Sanseverino, Ricardo Villas Bôas Cueva, Marco Aurélio Bellizze (Presidente) e Moura Ribeiro votaram com a Sra. Ministra Relatora. Documento: 1598775 - Inteiro Teor do Acórdão - Site certificado - DJe: 05/05/2017 Página 7 de 7