SlideShare uma empresa Scribd logo
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Esta apresentação aborda os seguintes temas:
Evolução das bibliotecas; Evolução dos suportes da
informação; Tecnologias de transmissão da informação;
Evolução das bibliotecas universitárias; Evolução das
ferramentas de recuperação; O Futuro da informação.
A informação
e a Biblioteca
Universitária
por Michelângelo Mazzardo Marques Viana
Bibliotecário CRB-10/1306
mviana.br@gmail.com
Manuscrito medieval mostrando uma reunião de doutores
na Universidade de Paris. Século XII.
© 2013
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Desde que surgiram as primeiras
universidades, em 1088, a forma das suas
bibliotecas tem mudado
consideravelmente, mas a sua essência
permaneceu a mesma: ser uma
instituição capaz de oferecer
acesso à informação para apoiar
professores, alunos e
pesquisadores no
ensino, aprendizado e pesquisa
científica.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Evolução
histórica das
Bibliotecas
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Alta Idade Média: Séculos V a X.
 Conventos, Mosteiros e os seus
“scriptoria”: manuscritos.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Manuscritos eram:
 conservados,
 lidos,
 copiados e
 traduzidos… Scriptoria
…pelos e para os monges.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Século XII: surgem as universidades
Bolonha (1088)
Paris (1150)
Oxford (1167)
Montpellier (1220)
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Desde o início
as universidades surgiram
ao redor de bibliotecas:
ao redor da informação
contida nelas.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
A base para o ensino, pesquisa e
produção de conhecimento:
ANTES:
Livros disponíveis nas
estantes da Biblioteca
HOJE:
Informação acessível
através da biblioteca
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Do século XII ao início do século XX:
Biblioteca Tradicional
Até o final do século XX:
Biblioteca Automatizada
A partir do século XXI:
Biblioteca ubíqua e de uso autônomo
Bibliotecas universitárias
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
O papel da biblioteca
é aproximar as
pessoas que
produzem
informação das que
necessitam dessa
informação.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Evolução dos
suportes da
informação
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Vinte anos de
coleção.
São mais de
quatro mil discos.
Toma esse
pendrive.
Aqui tem mais
dez mil.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Cronologia
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
1997 ERA DAS MÍDIAS MÓVEIS
3500 a.C. a 500 a.C. ANTES DO PAPEL: BARRO, FIBRAS, PELE, OSSO...
105 a.C. até hoje ERA DO PAPEL
1960 a 1980 ERA DO COMPUTADOR
Suportes
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Evolução de
tipos, formatos e
tecnologias para
transmitir
informação
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
4000 a.C.
Livro
Mesmo tendo mudado a aparência e a qualidade,
a essência do livro nunca mudou.
Até hoje é considerada uma das tecnologias mais permanentes para
registro, armazenamento, transporte e captura da informação.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
1.100
Tese Acadêmica
Mais do que um
documento, a
tese é a prova da
obtenção de um
título
acadêmico, da
evolução do
pensamento
científico que ela
representa.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
1.455
Imprensa
A imprensa, criada
por Gutenberg ,fez
a informação
chegar até mais
pessoas ao mesmo
tempo e perdurar
muito mais.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
1.650
Periódico
Criados em uma época em
que a produção de livros
era lenta, mas a
necessidade da
informação era
grande, foram capazes de
acelerar a comunicação
científica entre os
pesquisadores. Até hoje é
o meio mais utilizado pelos
pesquisadores para a
obtenção da informação
científica mais atualizada.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
1.969
Internet
Criada por motivos
militares, a Internet
mudou a maneira
pela qual as pessoas
geram e obtém
informação no
planeta.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
1.980
Computador
pessoal
IBM PC 5150 com teclado e monitor monocromático (5151), rodando MS-DOS 5.0
O PC (Personal Computer)
trouxe a independência ao
pesquisador para
registrar, transmitir e
recuperar informações
científicas.
Sua tecnologia evolui a
cada dia, mas o conceito
permanece o mesmo.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
1.989
World
Wide
Web
A WWW foi criada
basicamente para
permitir a divulgação
de páginas com
textos e
gráficos, ligadas
umas às outras.
Atualmente é a
principal plataforma
de sistemas de
informação e de
repositórios de
dados que são
utilizados na grande
maioria das
bibliotecas
universitárias.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
1.993
Blog
Blog (contração de WeB Log)
permitiu a qualquer um
publicar internacionalmente o
seu pensamento, sem
intermediários.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
1.997
Redes Sociais
A Universidade existe por e
para a sociedade.
Apoiada na WWW, as
redes sociais permitem que
alunos, professores e
pesquisadores e possam
trocar informações de
forma instantânea.
As
universidades, faculdades e
bibliotecas começaram a
utilizar as redes sociais
recentemente para divulgar
seus recursos e serviços e
comunicar-se com seus
públicos.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
2.000
Portal .periódicos.
da Capes
Surgiu no ano 2000 como um poderoso
instrumento para permitir aos
pesquisadores brasileiros o acesso
centralizado e de forma eletrônica às
coleções de periódicos que entre 1990 e
2000 eram assinadas em papel para as
bibliotecas universitárias do país, no
contexto do Programa de Apoio à Aquisição
de Periódicos (PAAP) do Ministério da
Educação (MEC).
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
2.004
Leitor de E-books
Librié, da Sony
Surgiu como uma alternativa aos livros em
papel. Oferece algumas vantagens –
tamanho reduzido, capacidade de armazenar
centenas de uma obra no mesmo dispositivo
– mas ainda não substituiu o livro impresso
(de 4000 a.C.), em razão de desvantagens
como seu preço, necessidade de uso de
energia, fragilidade, diversidade de formatos
de arquivos – muitas vezes incompatíveis
entre si, e obsolescência programada da
tecnologia que adotam.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
2.005
You Tube
A informação acadêmica e científica
deixou de estar exclusivamente em
textos (palavras escritas).
Atualmente (2013) o ensino presencial
e a distância apoiam-se em gravações
de vídeo:
palestras, aulas, entrevistas, reportagen
s, documentários etc. – todos de alta
qualidade e relevância – estão
disponíveis, muitas vezes
gratuitamente, para qualquer pessoa na
Internet.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
2.008
Novo Portal
da Capes
Fruto do Projeto de Atualização Funcional e
Tecnológica do Portal de Periódicos da
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal
de Ensino Superior (Capes), o novo Portal da
Capes integra modernos sistemas de
recuperação de informações para que os
pesquisadores brasileiros possa não apenas
ver a lista de milhares de periódicos e
centenas de bases de dados, como também
localizar e acessar o texto completo de
artigos, patentes, livros, enciclopédias e
obras de referência.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
2.010
iPad
O mercado educacional sempre foi um dos principais da Apple.
Tablets são concorrentes poderosos aos cadernos e aos
tradicionais livros em papel.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
2.011
tablets
em sala
de aula
O futuro é agora:
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
2.011
tablets
em sala
de aula
O futuro é agora:
A tecnologia mudou desde 1088, mas a
proposta das universidades continua a
mesma: oferecer acesso à informação
para apoiar professores, alunos e
pesquisadores no ensino, aprendizado
e pesquisa científica.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Bibliotecas
universitárias
em 3 períodos
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Quando chegaremos nessa situação?
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)A informação e a Biblioteca Universitária
 Da origem das universidades (1080)
até o início da automação (~1960/70).
 Século XII ao início do século XX.
 Foco no acervo.
1. Biblioteca Tradicional
Acervo: próprio, impresso/multimídia.
Catálogo: pesquisa em listas ou fichas, somente
dentro do prédio da Biblioteca.
Empréstimo: em fichas impressas.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Biblioteca universitária de Bolonha, 1756.
1. Biblioteca Tradicional
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Biblioteca Bodleiana , Universidade de Oxford, 1602.
1. Biblioteca Tradicional
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Biblioteca Universidade de Salamanca, 1218.
© Universidade de Salamanca
1. Biblioteca Tradicional
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Biblioteca Universidade de Salamanca, 1218.
1. Biblioteca Tradicional
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Até o final dos anos 1980, muitas bibliotecas ainda usavam catálogo de fichas.
1. Biblioteca Tradicional
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)A informação e a Biblioteca Universitária
2. Biblioteca Automatizada
 Software para localizar e emprestar.
 Até o final do século XX.
 Foco na redução do trabalho manual.
Acervo: próprio, impresso/multimídia.
Início do acesso on-line a informações.
Catálogo: pesquisa on-line.
Empréstimo: via sistema de automação.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
A partir dos anos 1990 muitas bibliotecas universitárias começam a adotar sistemas de automação para
controle da aquisição, seriados, empréstimo, catalogação e pesquisa.
2. Biblioteca Automatizada
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Biblioteca Central da PUCRS (Sistema de segurança anti-furto), 1996.
2. Biblioteca Automatizada
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Biblioteca Central da PUCRS (PCs para consulta ao catálogo on-line, Aleph500), 1999.
2. Biblioteca Automatizada
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
CDNET: servidor de CDs de bases de dados de periódicos ProQuest, 1994 a 2006.
2. Biblioteca Automatizada
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)A informação e a Biblioteca Universitária
3. Biblioteca ubíqua e de uso autônomo
 Software para adquirir, localizar, emprestar e
acessar a informação (local e remota).
 A partir do século XXI.
 Foco na informação, no acesso on-line e na
autonomia dos usuários.
Acervo: próprio, assinado e gratuito. Impresso e on-line.
Descoberta: evolução do catálogo para pesquisa on-line e
acesso on-line a todo e qualquer acervo disponível.
Acesso remoto: uso da “Biblioteca” dentro e fora dela.
Busca federada: busca simultânea e acesso ao texto completo.
Empréstimo: via sistema + autoempréstimo + autodevolução.
Autonomia: para pesquisa e produção de conhecimento.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
1. Biblioteca Tradicional
Sem barreiras de tempo nem de espaço
2. Biblioteca Automatizada
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Equipamentos de autodevolução da Biblioteca Central da PUCRS, 2008.
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Equipamentos de autodevolução da Biblioteca Central da PUCRS (parte interna), 2008.
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Equipamentos de autoempréstimo da Biblioteca Central da PUCRS, 2008.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Armários digitais com senha volátil para guarda-volumes, de uso autônomo (BC/PUCRS, 2008)
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Andar exclusivo para estudo e produção acadêmica da Biblioteca Central da PUCRS, 2008.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Espaços para pesquisa, leitura e produção acadêmica juntos ao acervo. Biblioteca Central da PUCRS.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
(por Meaghan K) Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
2011: biblioteca universitária
deve ser facilitadora para:
Uso autônomo
dos serviços
Acesso
autônomo à
informação
Acesso
instantâneo à
informação
Aprendizado
assíncrono
Aprendizado a
distância
Produção rápida
de conhecimento
E-science e
Ciência
Colaborativa
Uso de novos
dispositivos
Uso de novos
aplicativos
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Online Computer Library Center
Dublin, Ohio. EUA
http://www.oclc.org/reports/2010perceptions.en.html
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
http://www.oclc.org/reports/2010perceptions.en.html
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
“A biblioteca é um local de
destaque para a informação e
nós vivemos na era da
informação, então é o lugar
para se estar.”
http://www.oclc.org/reports/2010perceptions.en.html
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Evolução das
ferramentas de
recuperação da
informação
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
1. Catálogos impressos: fichas datilografadas e ordenadas por localização, título, autor, assunto
Usuário precisava ir até o prédio da
Biblioteca para consultar o catálogo.
Predominante até a década de 1990.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Catálogo via Telnet (SUNY Morrisville College Library), 1997.
2. Catálogos on-line: Sistema em servidor, acesso via terminal através de comandos textuais
Consulta na Biblioteca ou via TELNET.
Exigia treinamento para uso da interface.
Predominante até a década de 2000.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Catálogo via Web (UFRJ), 2013.
3. Catálogos on-line: Sistema em servidor, acesso via Web através de interface gráfica
Consulta na Biblioteca ou via WWW.
Chamados de OPAC: On-line Public Access Catalog.
Interface gráfica, formato MARC, banco de dados
relacional, possibilidade de fazer links para documentos on-line
disponíveis na Internet. Surgiu no final da década de 90 e ainda é
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Sistema de Descoberta via Web (UNESP), 2013.
4. Sistema de Descoberta: Sistema em servidor, acesso via Web através de interface gráfica
Consulta na Biblioteca ou via WWW.
Evolução dos catálogos on-line.
Interface única de consulta a múltiplos bancos de dados
com metadados pré-coletados, link automático para o texto
completo, ordenação por relevância e alta capacidade de
filtragem através de facetas.
Surgiu em 2007 e poucas bibliotecas já o adotaram (2013).
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Breeding, Marshall. The State of the Art in Library Discovery 2010.
Computers in Libraries, v.30, n.1, p.31-35, jan./feb 2010.
http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=14574
4. Sistema de Descoberta: Sistema em servidor, acesso via Web através de interface gráfica
“O sistema de Descoberta serve para ajudar os usuários a
descobrir todo o conteúdo disponibilizado através da
biblioteca em todos os formatos, independentemente se ele
reside dentro da biblioteca física ou entre as suas coleções
de conteúdo eletrônico, abrangendo ambos os materiais de
propriedade local e aqueles acessados remotamente via
WWW por meio de assinaturas.”
Imagem de divulgação obtida em: http://www.librarytechnology.org/breeding-bio.pl
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
O futuro da
informação...
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Hoje há inúmeros bancos de dados e já existem
tecnologias capazes de utilizar reconhecimento
de fala e de gestos, eliminando a necessidade
de usar teclados alfanuméricos físicos ou
virtuais (de computador, de smartphone, de
tablet...), para que o usuário formule sua
pergunta e os sistemas apresentem
graficamente fontes de informação que
atendam à sua necessidade ou desejo de
informação, ou mesmo o orientem sobre o uso
dos recursos e serviços das bibliotecas.
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
A ficção muitas
vezes inspira a
realidade...
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
E-newspaper (Filme “Minority report”, 2002)
https://www.youtube.com/watch?v=ta1HBizg0Yk
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Doctor Know (Filme “Inteligência Artificial”, 2001)
http://www.criticalcommons.org/Members/ccManager/clips/AIinterfaceDrKnowHolographic3D.mp4/view
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Sistema VOX : Unidade de Informação
da Biblioteca Pública de Nova Iorque, ano de 2030
(Filme “A máquina do tempo”, 2002)
https://www.youtube.com/watch?v=CQbkhYg2DzM
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Corning Electronic Glass http://www.corning.com
https://www.youtube.com/watch?v=eA8dZ-i3xIo (A Day made of Glass, 2011)
https://www.youtube.com/watch?v=_LBwxdtVwKc (A Day made of Glass 2, 2012)
A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
Obrigado!
Michelângelo Mazzardo Marques Viana
mviana.br@gmail.com
facebook.com/michelangeloviana
© 2013
Esta apresentação foi licenciada sob uma Licença Creative Commons:
Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Veja mais detalhes em: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/deed.pt_BR

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História das Bibliotecas
História das BibliotecasHistória das Bibliotecas
História das Bibliotecas
Carlos Pinheiro
 
Introdução à Biblioteconomia para Bibliotecas Escolares
Introdução à Biblioteconomia para Bibliotecas EscolaresIntrodução à Biblioteconomia para Bibliotecas Escolares
Introdução à Biblioteconomia para Bibliotecas Escolares
Carlos Pinheiro
 
A Internet das Coisas
A Internet das CoisasA Internet das Coisas
A Internet das Coisas
Luiz Avila
 
Conceito e Princípios de Marketing
Conceito e Princípios de MarketingConceito e Princípios de Marketing
Conceito e Princípios de Marketing
Robson Costa
 
Inteligência Artificial
Inteligência ArtificialInteligência Artificial
Inteligência Artificial
Lincolm Aguiar
 
Aula 05 Briefing
Aula 05   BriefingAula 05   Briefing
Aula 05 Briefing
Elizeu Nascimento Silva
 
fontes de informação
fontes de informaçãofontes de informação
fontes de informação
Ingridy Dias
 
Aula03 midia digital
Aula03 midia digitalAula03 midia digital
A história do computador
A história do computadorA história do computador
A história do computador
Marcos Nascimento
 
Comunicação integrada de marketing aula 3
Comunicação integrada de marketing   aula 3Comunicação integrada de marketing   aula 3
Comunicação integrada de marketing aula 3
Enrico Trevisan
 
Historia Do Livro
Historia Do LivroHistoria Do Livro
Historia Do Livro
rositalima
 
Tipos de bibliotecas
Tipos de bibliotecas Tipos de bibliotecas
Tipos de bibliotecas
Ana Glenyr
 
Inteligência Artificial e o Ensino da Informática.pdf
Inteligência Artificial  e o Ensino da Informática.pdfInteligência Artificial  e o Ensino da Informática.pdf
Inteligência Artificial e o Ensino da Informática.pdf
Fernanda Ledesma
 
Internet das Coisas
Internet das CoisasInternet das Coisas
Internet das Coisas
Elizabeth Fantauzzi
 
Curso De Auxiliar De Biblioteca
Curso De Auxiliar De BibliotecaCurso De Auxiliar De Biblioteca
Curso De Auxiliar De Biblioteca
Sebastião Mendes de Sousa
 
Tecnologia Da Informaçao
Tecnologia Da InformaçaoTecnologia Da Informaçao
Tecnologia Da Informaçao
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Os Rumos da Catalogação Contemporâneas: RDA: Resource Description Access
Os Rumos da Catalogação Contemporâneas: RDA: Resource Description AccessOs Rumos da Catalogação Contemporâneas: RDA: Resource Description Access
Os Rumos da Catalogação Contemporâneas: RDA: Resource Description Access
Universidade de São Paulo
 
Power point stc
Power point stcPower point stc
Power point stc
xico1811
 
Canais de distribuição full
Canais de distribuição   fullCanais de distribuição   full
Canais de distribuição full
Dawison Calheiros
 
Seminário: varejo e atacado
Seminário: varejo e atacadoSeminário: varejo e atacado
Seminário: varejo e atacado
Bruna Mussolin
 

Mais procurados (20)

História das Bibliotecas
História das BibliotecasHistória das Bibliotecas
História das Bibliotecas
 
Introdução à Biblioteconomia para Bibliotecas Escolares
Introdução à Biblioteconomia para Bibliotecas EscolaresIntrodução à Biblioteconomia para Bibliotecas Escolares
Introdução à Biblioteconomia para Bibliotecas Escolares
 
A Internet das Coisas
A Internet das CoisasA Internet das Coisas
A Internet das Coisas
 
Conceito e Princípios de Marketing
Conceito e Princípios de MarketingConceito e Princípios de Marketing
Conceito e Princípios de Marketing
 
Inteligência Artificial
Inteligência ArtificialInteligência Artificial
Inteligência Artificial
 
Aula 05 Briefing
Aula 05   BriefingAula 05   Briefing
Aula 05 Briefing
 
fontes de informação
fontes de informaçãofontes de informação
fontes de informação
 
Aula03 midia digital
Aula03 midia digitalAula03 midia digital
Aula03 midia digital
 
A história do computador
A história do computadorA história do computador
A história do computador
 
Comunicação integrada de marketing aula 3
Comunicação integrada de marketing   aula 3Comunicação integrada de marketing   aula 3
Comunicação integrada de marketing aula 3
 
Historia Do Livro
Historia Do LivroHistoria Do Livro
Historia Do Livro
 
Tipos de bibliotecas
Tipos de bibliotecas Tipos de bibliotecas
Tipos de bibliotecas
 
Inteligência Artificial e o Ensino da Informática.pdf
Inteligência Artificial  e o Ensino da Informática.pdfInteligência Artificial  e o Ensino da Informática.pdf
Inteligência Artificial e o Ensino da Informática.pdf
 
Internet das Coisas
Internet das CoisasInternet das Coisas
Internet das Coisas
 
Curso De Auxiliar De Biblioteca
Curso De Auxiliar De BibliotecaCurso De Auxiliar De Biblioteca
Curso De Auxiliar De Biblioteca
 
Tecnologia Da Informaçao
Tecnologia Da InformaçaoTecnologia Da Informaçao
Tecnologia Da Informaçao
 
Os Rumos da Catalogação Contemporâneas: RDA: Resource Description Access
Os Rumos da Catalogação Contemporâneas: RDA: Resource Description AccessOs Rumos da Catalogação Contemporâneas: RDA: Resource Description Access
Os Rumos da Catalogação Contemporâneas: RDA: Resource Description Access
 
Power point stc
Power point stcPower point stc
Power point stc
 
Canais de distribuição full
Canais de distribuição   fullCanais de distribuição   full
Canais de distribuição full
 
Seminário: varejo e atacado
Seminário: varejo e atacadoSeminário: varejo e atacado
Seminário: varejo e atacado
 

Destaque

Aula 5 biblioteca universitaria 2010
Aula 5 biblioteca universitaria 2010Aula 5 biblioteca universitaria 2010
Aula 5 biblioteca universitaria 2010
Biblio 2010
 
Produtos e Serviços da Web 2.0 no Serviço de Referencia das Bibliotecas
Produtos e Serviços da Web 2.0 no Serviço de Referencia das BibliotecasProdutos e Serviços da Web 2.0 no Serviço de Referencia das Bibliotecas
Produtos e Serviços da Web 2.0 no Serviço de Referencia das Bibliotecas
Deise Lourenco
 
Biblioteca universitária: o paradigma da convergência
Biblioteca universitária: o paradigma da convergênciaBiblioteca universitária: o paradigma da convergência
Biblioteca universitária: o paradigma da convergência
Ana Glenyr
 
Indicadores de produção em pesquisa
Indicadores de produção em pesquisaIndicadores de produção em pesquisa
Indicadores de produção em pesquisa
Solange Santana
 
Processamento de Documento Multimídia
Processamento de Documento MultimídiaProcessamento de Documento Multimídia
Processamento de Documento Multimídia
Juliane Silva
 
Grupo de Discussão - Inteligência Competitiva: teoria e prática
Grupo de Discussão - Inteligência Competitiva: teoria e práticaGrupo de Discussão - Inteligência Competitiva: teoria e prática
Grupo de Discussão - Inteligência Competitiva: teoria e prática
Paula Carina De Araújo
 
Vamos fazer uma biblioteca digital
Vamos fazer uma biblioteca digitalVamos fazer uma biblioteca digital
Vamos fazer uma biblioteca digital
António Pires
 
Estereótipo dos Bibliotecários
Estereótipo dos BibliotecáriosEstereótipo dos Bibliotecários
Estereótipo dos Bibliotecários
Moreno Barros
 
Recursos informacionais
Recursos informacionaisRecursos informacionais
Recursos informacionais
Solange Santana
 
Armazenamento, Indexação e Recuperação de Informação
Armazenamento, Indexação e Recuperação de InformaçãoArmazenamento, Indexação e Recuperação de Informação
Armazenamento, Indexação e Recuperação de Informação
Mário Monteiro
 
Normas de-monografia-biblioteconomia
Normas de-monografia-biblioteconomiaNormas de-monografia-biblioteconomia
Normas de-monografia-biblioteconomia
Ayrton Junior
 
Metodologia da promoção da biblioteca universitária - Nice Figueiredo
Metodologia da promoção da biblioteca universitária -  Nice FigueiredoMetodologia da promoção da biblioteca universitária -  Nice Figueiredo
Metodologia da promoção da biblioteca universitária - Nice Figueiredo
Giovana Soares Carneiro
 
The relation between the domains of information retrieval and knowledge organ...
The relation between the domains of information retrieval and knowledge organ...The relation between the domains of information retrieval and knowledge organ...
The relation between the domains of information retrieval and knowledge organ...
Paula Carina De Araújo
 
A Biblioteca Universitária Frente aos Desafios Atuais - Maria Imaculada Cardo...
A Biblioteca Universitária Frente aos Desafios Atuais - Maria Imaculada Cardo...A Biblioteca Universitária Frente aos Desafios Atuais - Maria Imaculada Cardo...
A Biblioteca Universitária Frente aos Desafios Atuais - Maria Imaculada Cardo...
Semana Biblioteconomia
 
Contribuicao Birger Hjorland para a Organização do Conhecimento
Contribuicao Birger Hjorland para a Organização do ConhecimentoContribuicao Birger Hjorland para a Organização do Conhecimento
Contribuicao Birger Hjorland para a Organização do Conhecimento
Paula Carina De Araújo
 
Cultura digital e editores científicos
Cultura digital e editores científicosCultura digital e editores científicos
Cultura digital e editores científicos
Suelybcs .
 
Biblos Organiza A Biblioteca Sesmarias
Biblos Organiza A Biblioteca SesmariasBiblos Organiza A Biblioteca Sesmarias
Biblos Organiza A Biblioteca Sesmarias
Gonçalo Silva
 
Como Fazer (+) Em AplicaçõEs Ria Escrevendo ( )
Como Fazer (+) Em AplicaçõEs Ria Escrevendo ( )Como Fazer (+) Em AplicaçõEs Ria Escrevendo ( )
Como Fazer (+) Em AplicaçõEs Ria Escrevendo ( )
Felipe Nascimento
 
Como fazer mais em aplicações RIA escrevendo menos
Como fazer mais em aplicações RIA escrevendo menosComo fazer mais em aplicações RIA escrevendo menos
Como fazer mais em aplicações RIA escrevendo menos
Jaydson Gomes
 
Bibliotecas 2010-11
Bibliotecas   2010-11Bibliotecas   2010-11
Bibliotecas 2010-11
EB1 nº5 Setúbal
 

Destaque (20)

Aula 5 biblioteca universitaria 2010
Aula 5 biblioteca universitaria 2010Aula 5 biblioteca universitaria 2010
Aula 5 biblioteca universitaria 2010
 
Produtos e Serviços da Web 2.0 no Serviço de Referencia das Bibliotecas
Produtos e Serviços da Web 2.0 no Serviço de Referencia das BibliotecasProdutos e Serviços da Web 2.0 no Serviço de Referencia das Bibliotecas
Produtos e Serviços da Web 2.0 no Serviço de Referencia das Bibliotecas
 
Biblioteca universitária: o paradigma da convergência
Biblioteca universitária: o paradigma da convergênciaBiblioteca universitária: o paradigma da convergência
Biblioteca universitária: o paradigma da convergência
 
Indicadores de produção em pesquisa
Indicadores de produção em pesquisaIndicadores de produção em pesquisa
Indicadores de produção em pesquisa
 
Processamento de Documento Multimídia
Processamento de Documento MultimídiaProcessamento de Documento Multimídia
Processamento de Documento Multimídia
 
Grupo de Discussão - Inteligência Competitiva: teoria e prática
Grupo de Discussão - Inteligência Competitiva: teoria e práticaGrupo de Discussão - Inteligência Competitiva: teoria e prática
Grupo de Discussão - Inteligência Competitiva: teoria e prática
 
Vamos fazer uma biblioteca digital
Vamos fazer uma biblioteca digitalVamos fazer uma biblioteca digital
Vamos fazer uma biblioteca digital
 
Estereótipo dos Bibliotecários
Estereótipo dos BibliotecáriosEstereótipo dos Bibliotecários
Estereótipo dos Bibliotecários
 
Recursos informacionais
Recursos informacionaisRecursos informacionais
Recursos informacionais
 
Armazenamento, Indexação e Recuperação de Informação
Armazenamento, Indexação e Recuperação de InformaçãoArmazenamento, Indexação e Recuperação de Informação
Armazenamento, Indexação e Recuperação de Informação
 
Normas de-monografia-biblioteconomia
Normas de-monografia-biblioteconomiaNormas de-monografia-biblioteconomia
Normas de-monografia-biblioteconomia
 
Metodologia da promoção da biblioteca universitária - Nice Figueiredo
Metodologia da promoção da biblioteca universitária -  Nice FigueiredoMetodologia da promoção da biblioteca universitária -  Nice Figueiredo
Metodologia da promoção da biblioteca universitária - Nice Figueiredo
 
The relation between the domains of information retrieval and knowledge organ...
The relation between the domains of information retrieval and knowledge organ...The relation between the domains of information retrieval and knowledge organ...
The relation between the domains of information retrieval and knowledge organ...
 
A Biblioteca Universitária Frente aos Desafios Atuais - Maria Imaculada Cardo...
A Biblioteca Universitária Frente aos Desafios Atuais - Maria Imaculada Cardo...A Biblioteca Universitária Frente aos Desafios Atuais - Maria Imaculada Cardo...
A Biblioteca Universitária Frente aos Desafios Atuais - Maria Imaculada Cardo...
 
Contribuicao Birger Hjorland para a Organização do Conhecimento
Contribuicao Birger Hjorland para a Organização do ConhecimentoContribuicao Birger Hjorland para a Organização do Conhecimento
Contribuicao Birger Hjorland para a Organização do Conhecimento
 
Cultura digital e editores científicos
Cultura digital e editores científicosCultura digital e editores científicos
Cultura digital e editores científicos
 
Biblos Organiza A Biblioteca Sesmarias
Biblos Organiza A Biblioteca SesmariasBiblos Organiza A Biblioteca Sesmarias
Biblos Organiza A Biblioteca Sesmarias
 
Como Fazer (+) Em AplicaçõEs Ria Escrevendo ( )
Como Fazer (+) Em AplicaçõEs Ria Escrevendo ( )Como Fazer (+) Em AplicaçõEs Ria Escrevendo ( )
Como Fazer (+) Em AplicaçõEs Ria Escrevendo ( )
 
Como fazer mais em aplicações RIA escrevendo menos
Como fazer mais em aplicações RIA escrevendo menosComo fazer mais em aplicações RIA escrevendo menos
Como fazer mais em aplicações RIA escrevendo menos
 
Bibliotecas 2010-11
Bibliotecas   2010-11Bibliotecas   2010-11
Bibliotecas 2010-11
 

Semelhante a A informação e a Biblioteca Universitária

A BIBLIOTECA DIGITAL: novos meios para velhas práticas
A BIBLIOTECA DIGITAL:  novos meios para velhas práticas A BIBLIOTECA DIGITAL:  novos meios para velhas práticas
A BIBLIOTECA DIGITAL: novos meios para velhas práticas
Diana Carla Mendonça
 
PechaKucha_2EncontroBES_Biblioteca
PechaKucha_2EncontroBES_BibliotecaPechaKucha_2EncontroBES_Biblioteca
PechaKucha_2EncontroBES_Biblioteca
Diana Silva
 
Forum sc rosaly
Forum sc rosalyForum sc rosaly
Educação e bibliotecas digitais
Educação e bibliotecas digitaisEducação e bibliotecas digitais
Educação e bibliotecas digitais
Cassia Furtado
 
As Bibliotecas da Universidade de Aveiro e as Redes Sociais
As Bibliotecas da Universidade de Aveiro e as Redes SociaisAs Bibliotecas da Universidade de Aveiro e as Redes Sociais
As Bibliotecas da Universidade de Aveiro e as Redes Sociais
Bibliotecas da Universidade de Aveiro
 
Boletim Biblioteca EEFE-USP
Boletim Biblioteca EEFE-USPBoletim Biblioteca EEFE-USP
Boletim Biblioteca EEFE-USP
Universidade de São Paulo
 
Desafios para uma biblioteca com futuro
Desafios para uma biblioteca com futuroDesafios para uma biblioteca com futuro
Desafios para uma biblioteca com futuro
Luis Borges Gouveia
 
A Biblioteca Informa: conteúdos relevantes mais perto dos utilizadores
A Biblioteca Informa: conteúdos relevantes mais perto dos utilizadoresA Biblioteca Informa: conteúdos relevantes mais perto dos utilizadores
A Biblioteca Informa: conteúdos relevantes mais perto dos utilizadores
Universidade de Aveiro
 
Publicação de Livros em Acesso Aberto: um Caso Perdido ou a Aposta Certa?
Publicação de Livros em Acesso Aberto: um Caso Perdido ou a Aposta Certa?Publicação de Livros em Acesso Aberto: um Caso Perdido ou a Aposta Certa?
Publicação de Livros em Acesso Aberto: um Caso Perdido ou a Aposta Certa?
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Os historiadores e publicação em acesso livre: visões da comunidade portuguesa.
Os historiadores e publicação em acesso livre: visões da comunidade portuguesa.Os historiadores e publicação em acesso livre: visões da comunidade portuguesa.
Os historiadores e publicação em acesso livre: visões da comunidade portuguesa.
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Era digital manuela barreto nunes
Era digital manuela barreto nunesEra digital manuela barreto nunes
Era digital manuela barreto nunes
IsabelPereira2010
 
A contribuição da biblioteca
A contribuição da bibliotecaA contribuição da biblioteca
A contribuição da biblioteca
Biblio 2010
 
Taruhn cbbd-2013-ref
Taruhn cbbd-2013-refTaruhn cbbd-2013-ref
Taruhn cbbd-2013-ref
Rosane Taruhn
 
Arquivos E Bib Digitais Apr 1
Arquivos E Bib  Digitais Apr  1Arquivos E Bib  Digitais Apr  1
Arquivos E Bib Digitais Apr 1
guest6835bb
 
Dispositivos móveis e Leitura digital: desafios e oportunidades para as bibli...
Dispositivos móveis e Leitura digital: desafios e oportunidades para as bibli...Dispositivos móveis e Leitura digital: desafios e oportunidades para as bibli...
Dispositivos móveis e Leitura digital: desafios e oportunidades para as bibli...
Pedro Príncipe
 
Dados, informação e conhecimento no contexto dos catálogos das bibliotecas un...
Dados, informação e conhecimento no contexto dos catálogos das bibliotecas un...Dados, informação e conhecimento no contexto dos catálogos das bibliotecas un...
Dados, informação e conhecimento no contexto dos catálogos das bibliotecas un...
Ana Glenyr
 
Seminário BAD Humanidades Digitais
Seminário BAD Humanidades DigitaisSeminário BAD Humanidades Digitais
Seminário BAD Humanidades Digitais
Dalia Guerreiro
 
Bibliotecas Digitais para as Humanidades: novos desafios e oportunidades
Bibliotecas Digitais para as Humanidades: novos desafios e oportunidadesBibliotecas Digitais para as Humanidades: novos desafios e oportunidades
Bibliotecas Digitais para as Humanidades: novos desafios e oportunidades
Dalia Guerreiro
 
Portais De Bibliotecas Universitarias e os Novos Contextos de Aprendizagem UN...
Portais De Bibliotecas Universitarias e os Novos Contextos de Aprendizagem UN...Portais De Bibliotecas Universitarias e os Novos Contextos de Aprendizagem UN...
Portais De Bibliotecas Universitarias e os Novos Contextos de Aprendizagem UN...
Elisabeth Dudziak
 
Proposta de serviço de disseminação da Informação
Proposta de serviço de disseminação da InformaçãoProposta de serviço de disseminação da Informação
Proposta de serviço de disseminação da Informação
Ana Carolina Simionato
 

Semelhante a A informação e a Biblioteca Universitária (20)

A BIBLIOTECA DIGITAL: novos meios para velhas práticas
A BIBLIOTECA DIGITAL:  novos meios para velhas práticas A BIBLIOTECA DIGITAL:  novos meios para velhas práticas
A BIBLIOTECA DIGITAL: novos meios para velhas práticas
 
PechaKucha_2EncontroBES_Biblioteca
PechaKucha_2EncontroBES_BibliotecaPechaKucha_2EncontroBES_Biblioteca
PechaKucha_2EncontroBES_Biblioteca
 
Forum sc rosaly
Forum sc rosalyForum sc rosaly
Forum sc rosaly
 
Educação e bibliotecas digitais
Educação e bibliotecas digitaisEducação e bibliotecas digitais
Educação e bibliotecas digitais
 
As Bibliotecas da Universidade de Aveiro e as Redes Sociais
As Bibliotecas da Universidade de Aveiro e as Redes SociaisAs Bibliotecas da Universidade de Aveiro e as Redes Sociais
As Bibliotecas da Universidade de Aveiro e as Redes Sociais
 
Boletim Biblioteca EEFE-USP
Boletim Biblioteca EEFE-USPBoletim Biblioteca EEFE-USP
Boletim Biblioteca EEFE-USP
 
Desafios para uma biblioteca com futuro
Desafios para uma biblioteca com futuroDesafios para uma biblioteca com futuro
Desafios para uma biblioteca com futuro
 
A Biblioteca Informa: conteúdos relevantes mais perto dos utilizadores
A Biblioteca Informa: conteúdos relevantes mais perto dos utilizadoresA Biblioteca Informa: conteúdos relevantes mais perto dos utilizadores
A Biblioteca Informa: conteúdos relevantes mais perto dos utilizadores
 
Publicação de Livros em Acesso Aberto: um Caso Perdido ou a Aposta Certa?
Publicação de Livros em Acesso Aberto: um Caso Perdido ou a Aposta Certa?Publicação de Livros em Acesso Aberto: um Caso Perdido ou a Aposta Certa?
Publicação de Livros em Acesso Aberto: um Caso Perdido ou a Aposta Certa?
 
Os historiadores e publicação em acesso livre: visões da comunidade portuguesa.
Os historiadores e publicação em acesso livre: visões da comunidade portuguesa.Os historiadores e publicação em acesso livre: visões da comunidade portuguesa.
Os historiadores e publicação em acesso livre: visões da comunidade portuguesa.
 
Era digital manuela barreto nunes
Era digital manuela barreto nunesEra digital manuela barreto nunes
Era digital manuela barreto nunes
 
A contribuição da biblioteca
A contribuição da bibliotecaA contribuição da biblioteca
A contribuição da biblioteca
 
Taruhn cbbd-2013-ref
Taruhn cbbd-2013-refTaruhn cbbd-2013-ref
Taruhn cbbd-2013-ref
 
Arquivos E Bib Digitais Apr 1
Arquivos E Bib  Digitais Apr  1Arquivos E Bib  Digitais Apr  1
Arquivos E Bib Digitais Apr 1
 
Dispositivos móveis e Leitura digital: desafios e oportunidades para as bibli...
Dispositivos móveis e Leitura digital: desafios e oportunidades para as bibli...Dispositivos móveis e Leitura digital: desafios e oportunidades para as bibli...
Dispositivos móveis e Leitura digital: desafios e oportunidades para as bibli...
 
Dados, informação e conhecimento no contexto dos catálogos das bibliotecas un...
Dados, informação e conhecimento no contexto dos catálogos das bibliotecas un...Dados, informação e conhecimento no contexto dos catálogos das bibliotecas un...
Dados, informação e conhecimento no contexto dos catálogos das bibliotecas un...
 
Seminário BAD Humanidades Digitais
Seminário BAD Humanidades DigitaisSeminário BAD Humanidades Digitais
Seminário BAD Humanidades Digitais
 
Bibliotecas Digitais para as Humanidades: novos desafios e oportunidades
Bibliotecas Digitais para as Humanidades: novos desafios e oportunidadesBibliotecas Digitais para as Humanidades: novos desafios e oportunidades
Bibliotecas Digitais para as Humanidades: novos desafios e oportunidades
 
Portais De Bibliotecas Universitarias e os Novos Contextos de Aprendizagem UN...
Portais De Bibliotecas Universitarias e os Novos Contextos de Aprendizagem UN...Portais De Bibliotecas Universitarias e os Novos Contextos de Aprendizagem UN...
Portais De Bibliotecas Universitarias e os Novos Contextos de Aprendizagem UN...
 
Proposta de serviço de disseminação da Informação
Proposta de serviço de disseminação da InformaçãoProposta de serviço de disseminação da Informação
Proposta de serviço de disseminação da Informação
 

Mais de Michelangelo Mazzardo Marques Viana

Ambiente tecnológico como apoio à docência: Informações cientificas em ambien...
Ambiente tecnológico como apoio à docência: Informações cientificas em ambien...Ambiente tecnológico como apoio à docência: Informações cientificas em ambien...
Ambiente tecnológico como apoio à docência: Informações cientificas em ambien...
Michelangelo Mazzardo Marques Viana
 
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...
Michelangelo Mazzardo Marques Viana
 
Evolution of information in academic libraries (VIANA, 2015)
Evolution of information in academic libraries (VIANA, 2015)Evolution of information in academic libraries (VIANA, 2015)
Evolution of information in academic libraries (VIANA, 2015)
Michelangelo Mazzardo Marques Viana
 
Sistemas de informação para bibliotecas universitárias: análise multicritério...
Sistemas de informação para bibliotecas universitárias: análise multicritério...Sistemas de informação para bibliotecas universitárias: análise multicritério...
Sistemas de informação para bibliotecas universitárias: análise multicritério...
Michelangelo Mazzardo Marques Viana
 
Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)
Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)
Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)
Michelangelo Mazzardo Marques Viana
 
Optimized creation of statistical reports for items and circulation transacti...
Optimized creation of statistical reports for items and circulation transacti...Optimized creation of statistical reports for items and circulation transacti...
Optimized creation of statistical reports for items and circulation transacti...
Michelangelo Mazzardo Marques Viana
 
How to include print journals into SFX and deliver to the user all available ...
How to include print journals into SFX and deliver to the user all available ...How to include print journals into SFX and deliver to the user all available ...
How to include print journals into SFX and deliver to the user all available ...
Michelangelo Mazzardo Marques Viana
 
Repositórios de dados digitais institucionais
Repositórios de dados digitais institucionaisRepositórios de dados digitais institucionais
Repositórios de dados digitais institucionais
Michelangelo Mazzardo Marques Viana
 
3º Seminário sobre Informação na Internet e da 3ª Conferência Internacional s...
3º Seminário sobre Informação na Internet e da 3ª Conferência Internacional s...3º Seminário sobre Informação na Internet e da 3ª Conferência Internacional s...
3º Seminário sobre Informação na Internet e da 3ª Conferência Internacional s...
Michelangelo Mazzardo Marques Viana
 
Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...
Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...
Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...
Michelangelo Mazzardo Marques Viana
 

Mais de Michelangelo Mazzardo Marques Viana (10)

Ambiente tecnológico como apoio à docência: Informações cientificas em ambien...
Ambiente tecnológico como apoio à docência: Informações cientificas em ambien...Ambiente tecnológico como apoio à docência: Informações cientificas em ambien...
Ambiente tecnológico como apoio à docência: Informações cientificas em ambien...
 
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...
 
Evolution of information in academic libraries (VIANA, 2015)
Evolution of information in academic libraries (VIANA, 2015)Evolution of information in academic libraries (VIANA, 2015)
Evolution of information in academic libraries (VIANA, 2015)
 
Sistemas de informação para bibliotecas universitárias: análise multicritério...
Sistemas de informação para bibliotecas universitárias: análise multicritério...Sistemas de informação para bibliotecas universitárias: análise multicritério...
Sistemas de informação para bibliotecas universitárias: análise multicritério...
 
Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)
Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)
Nova Geração de Sistemas para Bibliotecas (2013)
 
Optimized creation of statistical reports for items and circulation transacti...
Optimized creation of statistical reports for items and circulation transacti...Optimized creation of statistical reports for items and circulation transacti...
Optimized creation of statistical reports for items and circulation transacti...
 
How to include print journals into SFX and deliver to the user all available ...
How to include print journals into SFX and deliver to the user all available ...How to include print journals into SFX and deliver to the user all available ...
How to include print journals into SFX and deliver to the user all available ...
 
Repositórios de dados digitais institucionais
Repositórios de dados digitais institucionaisRepositórios de dados digitais institucionais
Repositórios de dados digitais institucionais
 
3º Seminário sobre Informação na Internet e da 3ª Conferência Internacional s...
3º Seminário sobre Informação na Internet e da 3ª Conferência Internacional s...3º Seminário sobre Informação na Internet e da 3ª Conferência Internacional s...
3º Seminário sobre Informação na Internet e da 3ª Conferência Internacional s...
 
Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...
Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...
Novidades na área de biblioteconomia e novas perspectivas de atuação do profi...
 

Último

Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LucliaMartins5
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 

Último (20)

Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 

A informação e a Biblioteca Universitária

  • 1. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Esta apresentação aborda os seguintes temas: Evolução das bibliotecas; Evolução dos suportes da informação; Tecnologias de transmissão da informação; Evolução das bibliotecas universitárias; Evolução das ferramentas de recuperação; O Futuro da informação. A informação e a Biblioteca Universitária por Michelângelo Mazzardo Marques Viana Bibliotecário CRB-10/1306 mviana.br@gmail.com Manuscrito medieval mostrando uma reunião de doutores na Universidade de Paris. Século XII. © 2013
  • 2. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Desde que surgiram as primeiras universidades, em 1088, a forma das suas bibliotecas tem mudado consideravelmente, mas a sua essência permaneceu a mesma: ser uma instituição capaz de oferecer acesso à informação para apoiar professores, alunos e pesquisadores no ensino, aprendizado e pesquisa científica.
  • 3. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Evolução histórica das Bibliotecas
  • 4. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Alta Idade Média: Séculos V a X.  Conventos, Mosteiros e os seus “scriptoria”: manuscritos.
  • 5. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Manuscritos eram:  conservados,  lidos,  copiados e  traduzidos… Scriptoria …pelos e para os monges.
  • 6. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Século XII: surgem as universidades Bolonha (1088) Paris (1150) Oxford (1167) Montpellier (1220)
  • 7. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Desde o início as universidades surgiram ao redor de bibliotecas: ao redor da informação contida nelas.
  • 8. A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
  • 9. A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
  • 10. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) A base para o ensino, pesquisa e produção de conhecimento: ANTES: Livros disponíveis nas estantes da Biblioteca HOJE: Informação acessível através da biblioteca
  • 11. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Do século XII ao início do século XX: Biblioteca Tradicional Até o final do século XX: Biblioteca Automatizada A partir do século XXI: Biblioteca ubíqua e de uso autônomo Bibliotecas universitárias
  • 12. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) O papel da biblioteca é aproximar as pessoas que produzem informação das que necessitam dessa informação.
  • 13. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Evolução dos suportes da informação
  • 14. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Vinte anos de coleção. São mais de quatro mil discos. Toma esse pendrive. Aqui tem mais dez mil.
  • 15. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Cronologia
  • 16. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 1997 ERA DAS MÍDIAS MÓVEIS 3500 a.C. a 500 a.C. ANTES DO PAPEL: BARRO, FIBRAS, PELE, OSSO... 105 a.C. até hoje ERA DO PAPEL 1960 a 1980 ERA DO COMPUTADOR Suportes
  • 17. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Evolução de tipos, formatos e tecnologias para transmitir informação
  • 18. A informação e a Biblioteca Universitária (2013)
  • 19. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 4000 a.C. Livro Mesmo tendo mudado a aparência e a qualidade, a essência do livro nunca mudou. Até hoje é considerada uma das tecnologias mais permanentes para registro, armazenamento, transporte e captura da informação.
  • 20. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 1.100 Tese Acadêmica Mais do que um documento, a tese é a prova da obtenção de um título acadêmico, da evolução do pensamento científico que ela representa.
  • 21. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 1.455 Imprensa A imprensa, criada por Gutenberg ,fez a informação chegar até mais pessoas ao mesmo tempo e perdurar muito mais.
  • 22. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 1.650 Periódico Criados em uma época em que a produção de livros era lenta, mas a necessidade da informação era grande, foram capazes de acelerar a comunicação científica entre os pesquisadores. Até hoje é o meio mais utilizado pelos pesquisadores para a obtenção da informação científica mais atualizada.
  • 23. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 1.969 Internet Criada por motivos militares, a Internet mudou a maneira pela qual as pessoas geram e obtém informação no planeta.
  • 24. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 1.980 Computador pessoal IBM PC 5150 com teclado e monitor monocromático (5151), rodando MS-DOS 5.0 O PC (Personal Computer) trouxe a independência ao pesquisador para registrar, transmitir e recuperar informações científicas. Sua tecnologia evolui a cada dia, mas o conceito permanece o mesmo.
  • 25. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 1.989 World Wide Web A WWW foi criada basicamente para permitir a divulgação de páginas com textos e gráficos, ligadas umas às outras. Atualmente é a principal plataforma de sistemas de informação e de repositórios de dados que são utilizados na grande maioria das bibliotecas universitárias.
  • 26. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 1.993 Blog Blog (contração de WeB Log) permitiu a qualquer um publicar internacionalmente o seu pensamento, sem intermediários.
  • 27. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 1.997 Redes Sociais A Universidade existe por e para a sociedade. Apoiada na WWW, as redes sociais permitem que alunos, professores e pesquisadores e possam trocar informações de forma instantânea. As universidades, faculdades e bibliotecas começaram a utilizar as redes sociais recentemente para divulgar seus recursos e serviços e comunicar-se com seus públicos.
  • 28. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 2.000 Portal .periódicos. da Capes Surgiu no ano 2000 como um poderoso instrumento para permitir aos pesquisadores brasileiros o acesso centralizado e de forma eletrônica às coleções de periódicos que entre 1990 e 2000 eram assinadas em papel para as bibliotecas universitárias do país, no contexto do Programa de Apoio à Aquisição de Periódicos (PAAP) do Ministério da Educação (MEC).
  • 29. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 2.004 Leitor de E-books Librié, da Sony Surgiu como uma alternativa aos livros em papel. Oferece algumas vantagens – tamanho reduzido, capacidade de armazenar centenas de uma obra no mesmo dispositivo – mas ainda não substituiu o livro impresso (de 4000 a.C.), em razão de desvantagens como seu preço, necessidade de uso de energia, fragilidade, diversidade de formatos de arquivos – muitas vezes incompatíveis entre si, e obsolescência programada da tecnologia que adotam.
  • 30. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 2.005 You Tube A informação acadêmica e científica deixou de estar exclusivamente em textos (palavras escritas). Atualmente (2013) o ensino presencial e a distância apoiam-se em gravações de vídeo: palestras, aulas, entrevistas, reportagen s, documentários etc. – todos de alta qualidade e relevância – estão disponíveis, muitas vezes gratuitamente, para qualquer pessoa na Internet.
  • 31. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 2.008 Novo Portal da Capes Fruto do Projeto de Atualização Funcional e Tecnológica do Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes), o novo Portal da Capes integra modernos sistemas de recuperação de informações para que os pesquisadores brasileiros possa não apenas ver a lista de milhares de periódicos e centenas de bases de dados, como também localizar e acessar o texto completo de artigos, patentes, livros, enciclopédias e obras de referência.
  • 32. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 2.010 iPad O mercado educacional sempre foi um dos principais da Apple. Tablets são concorrentes poderosos aos cadernos e aos tradicionais livros em papel.
  • 33. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 2.011 tablets em sala de aula O futuro é agora:
  • 34. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 2.011 tablets em sala de aula O futuro é agora: A tecnologia mudou desde 1088, mas a proposta das universidades continua a mesma: oferecer acesso à informação para apoiar professores, alunos e pesquisadores no ensino, aprendizado e pesquisa científica.
  • 35. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Bibliotecas universitárias em 3 períodos
  • 36. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Quando chegaremos nessa situação?
  • 37. A informação e a Biblioteca Universitária (2013)A informação e a Biblioteca Universitária  Da origem das universidades (1080) até o início da automação (~1960/70).  Século XII ao início do século XX.  Foco no acervo. 1. Biblioteca Tradicional Acervo: próprio, impresso/multimídia. Catálogo: pesquisa em listas ou fichas, somente dentro do prédio da Biblioteca. Empréstimo: em fichas impressas.
  • 38. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Biblioteca universitária de Bolonha, 1756. 1. Biblioteca Tradicional
  • 39. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Biblioteca Bodleiana , Universidade de Oxford, 1602. 1. Biblioteca Tradicional
  • 40. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Biblioteca Universidade de Salamanca, 1218. © Universidade de Salamanca 1. Biblioteca Tradicional
  • 41. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Biblioteca Universidade de Salamanca, 1218. 1. Biblioteca Tradicional
  • 42. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Até o final dos anos 1980, muitas bibliotecas ainda usavam catálogo de fichas. 1. Biblioteca Tradicional
  • 43. A informação e a Biblioteca Universitária (2013)A informação e a Biblioteca Universitária 2. Biblioteca Automatizada  Software para localizar e emprestar.  Até o final do século XX.  Foco na redução do trabalho manual. Acervo: próprio, impresso/multimídia. Início do acesso on-line a informações. Catálogo: pesquisa on-line. Empréstimo: via sistema de automação.
  • 44. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) A partir dos anos 1990 muitas bibliotecas universitárias começam a adotar sistemas de automação para controle da aquisição, seriados, empréstimo, catalogação e pesquisa. 2. Biblioteca Automatizada
  • 45. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Biblioteca Central da PUCRS (Sistema de segurança anti-furto), 1996. 2. Biblioteca Automatizada
  • 46. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Biblioteca Central da PUCRS (PCs para consulta ao catálogo on-line, Aleph500), 1999. 2. Biblioteca Automatizada
  • 47. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) CDNET: servidor de CDs de bases de dados de periódicos ProQuest, 1994 a 2006. 2. Biblioteca Automatizada
  • 48. A informação e a Biblioteca Universitária (2013)A informação e a Biblioteca Universitária 3. Biblioteca ubíqua e de uso autônomo  Software para adquirir, localizar, emprestar e acessar a informação (local e remota).  A partir do século XXI.  Foco na informação, no acesso on-line e na autonomia dos usuários. Acervo: próprio, assinado e gratuito. Impresso e on-line. Descoberta: evolução do catálogo para pesquisa on-line e acesso on-line a todo e qualquer acervo disponível. Acesso remoto: uso da “Biblioteca” dentro e fora dela. Busca federada: busca simultânea e acesso ao texto completo. Empréstimo: via sistema + autoempréstimo + autodevolução. Autonomia: para pesquisa e produção de conhecimento.
  • 49. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 1. Biblioteca Tradicional Sem barreiras de tempo nem de espaço 2. Biblioteca Automatizada 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
  • 50. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Equipamentos de autodevolução da Biblioteca Central da PUCRS, 2008. 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
  • 51. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Equipamentos de autodevolução da Biblioteca Central da PUCRS (parte interna), 2008. 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
  • 52. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Equipamentos de autoempréstimo da Biblioteca Central da PUCRS, 2008.
  • 53. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Armários digitais com senha volátil para guarda-volumes, de uso autônomo (BC/PUCRS, 2008)
  • 54. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Andar exclusivo para estudo e produção acadêmica da Biblioteca Central da PUCRS, 2008.
  • 55. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Espaços para pesquisa, leitura e produção acadêmica juntos ao acervo. Biblioteca Central da PUCRS.
  • 56. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
  • 57. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
  • 58. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
  • 59. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) (por Meaghan K) Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
  • 60. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
  • 61. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
  • 62. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
  • 63. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
  • 64. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia
  • 65. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
  • 66. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
  • 67. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
  • 68. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 3. Biblioteca em todos os lugares : usuários a utilizam com autonomia Yonsei University Library, Coréia do Sul, 2009
  • 69. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 2011: biblioteca universitária deve ser facilitadora para: Uso autônomo dos serviços Acesso autônomo à informação Acesso instantâneo à informação Aprendizado assíncrono Aprendizado a distância Produção rápida de conhecimento E-science e Ciência Colaborativa Uso de novos dispositivos Uso de novos aplicativos
  • 70. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Online Computer Library Center Dublin, Ohio. EUA http://www.oclc.org/reports/2010perceptions.en.html
  • 71. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) http://www.oclc.org/reports/2010perceptions.en.html
  • 72. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) “A biblioteca é um local de destaque para a informação e nós vivemos na era da informação, então é o lugar para se estar.” http://www.oclc.org/reports/2010perceptions.en.html
  • 73. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Evolução das ferramentas de recuperação da informação
  • 74. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) 1. Catálogos impressos: fichas datilografadas e ordenadas por localização, título, autor, assunto Usuário precisava ir até o prédio da Biblioteca para consultar o catálogo. Predominante até a década de 1990.
  • 75. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Catálogo via Telnet (SUNY Morrisville College Library), 1997. 2. Catálogos on-line: Sistema em servidor, acesso via terminal através de comandos textuais Consulta na Biblioteca ou via TELNET. Exigia treinamento para uso da interface. Predominante até a década de 2000.
  • 76. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Catálogo via Web (UFRJ), 2013. 3. Catálogos on-line: Sistema em servidor, acesso via Web através de interface gráfica Consulta na Biblioteca ou via WWW. Chamados de OPAC: On-line Public Access Catalog. Interface gráfica, formato MARC, banco de dados relacional, possibilidade de fazer links para documentos on-line disponíveis na Internet. Surgiu no final da década de 90 e ainda é
  • 77. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Sistema de Descoberta via Web (UNESP), 2013. 4. Sistema de Descoberta: Sistema em servidor, acesso via Web através de interface gráfica Consulta na Biblioteca ou via WWW. Evolução dos catálogos on-line. Interface única de consulta a múltiplos bancos de dados com metadados pré-coletados, link automático para o texto completo, ordenação por relevância e alta capacidade de filtragem através de facetas. Surgiu em 2007 e poucas bibliotecas já o adotaram (2013).
  • 78. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Breeding, Marshall. The State of the Art in Library Discovery 2010. Computers in Libraries, v.30, n.1, p.31-35, jan./feb 2010. http://www.librarytechnology.org/ltg-displaytext.pl?RC=14574 4. Sistema de Descoberta: Sistema em servidor, acesso via Web através de interface gráfica “O sistema de Descoberta serve para ajudar os usuários a descobrir todo o conteúdo disponibilizado através da biblioteca em todos os formatos, independentemente se ele reside dentro da biblioteca física ou entre as suas coleções de conteúdo eletrônico, abrangendo ambos os materiais de propriedade local e aqueles acessados remotamente via WWW por meio de assinaturas.” Imagem de divulgação obtida em: http://www.librarytechnology.org/breeding-bio.pl
  • 79. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) O futuro da informação...
  • 80. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Hoje há inúmeros bancos de dados e já existem tecnologias capazes de utilizar reconhecimento de fala e de gestos, eliminando a necessidade de usar teclados alfanuméricos físicos ou virtuais (de computador, de smartphone, de tablet...), para que o usuário formule sua pergunta e os sistemas apresentem graficamente fontes de informação que atendam à sua necessidade ou desejo de informação, ou mesmo o orientem sobre o uso dos recursos e serviços das bibliotecas.
  • 81. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) A ficção muitas vezes inspira a realidade...
  • 82. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) E-newspaper (Filme “Minority report”, 2002) https://www.youtube.com/watch?v=ta1HBizg0Yk
  • 83. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Doctor Know (Filme “Inteligência Artificial”, 2001) http://www.criticalcommons.org/Members/ccManager/clips/AIinterfaceDrKnowHolographic3D.mp4/view
  • 84. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Sistema VOX : Unidade de Informação da Biblioteca Pública de Nova Iorque, ano de 2030 (Filme “A máquina do tempo”, 2002) https://www.youtube.com/watch?v=CQbkhYg2DzM
  • 85. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Corning Electronic Glass http://www.corning.com https://www.youtube.com/watch?v=eA8dZ-i3xIo (A Day made of Glass, 2011) https://www.youtube.com/watch?v=_LBwxdtVwKc (A Day made of Glass 2, 2012)
  • 86. A informação e a Biblioteca Universitária (2013) Obrigado! Michelângelo Mazzardo Marques Viana mviana.br@gmail.com facebook.com/michelangeloviana © 2013 Esta apresentação foi licenciada sob uma Licença Creative Commons: Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada. Veja mais detalhes em: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/deed.pt_BR