SlideShare uma empresa Scribd logo
Aula
Programada
Biologia
Tema:
Sistema
imunológico
Sistema Imunológico
1)Introdução
É o sistema responsável pela defesa do organismo contra a ação de agente patogênicos (que causam
doenças).
2) Componentes
• Células de defesa (Leucócitos ou glóbulos brancos)
• Órgãos linfáticos
• Linfa
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
Fagócitos
Linfócitos
Basófilo
Eosinófilo
Neutrófilos
Mastócitos
Monócitos
Macrófagos
Células Dendríticas
Linfócito B
Plasmócito
Linfócito T
Célula Natural Killer
Liberam histamina e heparina em infecções.
Produzem histamina em infecções.
Fagocitam patógenos.
Liberam histamina quando o tecido é lesado.
Diferenciam-se em macrófagos.
Fagocitam patógenos e apresentam antígenos.
Apresentam antígenos a Linfócitos T.
Produzem anticorpos e diferenciam-se em
Plasmócitos.
Secretam anticorpos.
CD4 Iniciam respostas imunológicas.
CD8 (Citotóxico) – “Killer” Matam células
infectadas por vírus.
Destroem células infectadas por vírus.
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
HISTAMINA  Mediadora dos processos inflamatórios
 Participa como importante modulador
de processos fisiológicos (alergia,
proliferação celular, angiogênese,
permeabilidade vascular, anafilaxia e
secreção gástrica).
OBS: ANTI-HISTAMÍNICOS – São substâncias que interagem com os receptores de
histamina sem desencadear a mesma resposta. São antagonistas das histaminas para
alívio de reações alérgicas e inflamações.
2) Componentes
Órgãos do sistema imunológico
Sistema Imunológico
a) Linfa: Líquido resultante do extravasamento do
plasma sanguíneo para os tecidos.
 Não possui hemácias.
 Percorre o interior dos vasos linfáticos.
b) Timo: Órgão onde ocorre o amadurecimento de
linfócitos T.
c) Linfonodos: Filtra a linfa
Local de amadurecimento de leucócitos.
d) Baço: Local onde os linfócitos são armazenados e
maturados. Destruição de hemácias velhas
(hemocaterese), armazenamento de sangue.
Adenóide
Adenóide
Tonsilas
Linfonodo
Sistema Imunológico
2) Componentes
Órgãos do sistema imunológico
Sistema Imunológico
e) Tonsilas e adenóides (amígdalas): Local de
multiplicação de leucócitos.
f) Medula óssea vermelha: Local de amadurecimento
dos linfócitos B.
Produção de células sanguíneas.
Adenóide
Adenóide
Tonsilas
Linfonodo
Sistema Imunológico
3) Conceitos Básicos
I. Antígeno: Partícula ou molécula estranha ao organismo capaz de induzir
uma resposta imunológica (produção de anticorpos) contra ela.
Exemplos: Fragmentos de bactérias, vírus, protozoários, toxinas, etc.
II. Anticorpo (Imunoglobulina): Liga-se especificamente ao antígeno que lhe
deu origem, inibindo sua ação no organismo.
 Molécula protéica em forma de “Y”.
 Produzida por Linfócitos B e Plasmócitos.
Sistema Imunológico
Anticorpo
Antígenos
Antígeno
específico
Antígeno
Vírus
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
• Presente nas mucosas.
• Confere a imunidade passiva da mãe para o filho através da
amamentação
• Co-expressa com a IgM na superfície dos linfócitos B maduros
• Normalmente relacionada à defesa contra verminoses e protozooses, e
também, fenômenos alérgicos e reações anafiláticas.
• Imunoglobulina mais abundante no sangue e nos espaços
extravasculares.
• Atravessam a barreira placentária.
• Alto peso molecular.
• Não passa pela placenta.
• Primeira classe a elevar-se na fase aguda dos processos imunológicos.
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
Interpretação de exames
3) Conceitos Básicos
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
4) Imunidade Inata
Barreiras Naturais (barreiras físicas e químicas)
 Pele
 Saliva
 Ácido clorídrico do estômago
 ph da vagina
 Lágrima
 Cera da orelha externa
 Muco presente nas mucosas
 Cílios do epitélio respiratório
 Peristaltismo
 Flora bacteriana normal
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
4) Imunidade Inata
Processos químicos
 Proteínas do complemento
Sistema Imunológico
o São cerca de 20 proteínas com ação antimicrobiana.
o Defendem o organismo contra a ação de patógenos.
o Se ligam aos microrganismos auxiliando ação dos fagócitos.
o Juntamente com anticorpos promovem lise em microrganismos.
Membrana celular da bactéria
Citoplasma
Entrada de fluído
Proteínas do complemento
Lise celular
Sistema Imunológico
4) Imunidade Inata
Ação de células fagocitárias
 Fagócitos
o Neutrófilos
o Monócitos  Macrófagos
o Eosinófilos
Sistema Imunológico
Vídeo Fagocitose
Sistema Imunológico
Ação dos fagócitos
Sistema Imunológico
Farpa
Pele
Mastócitos
lesados liberam
histamina
Histamina
difunde-se para
os capilares
Bactérias
Histamina induz
vasodilatação
Bactérias
Neutrófilos e Monócitos
migram para o tecido
(Diapedese)
Macrófagos e Neutrófilos
fagocitam as bactérias
Bactérias
mortas
Capilar
sanguíneo
Sistema Imunológico
5) Imunidade Específica (Imunidade adquirida)
 Quando microrganismos ou agentes patogênicos conseguem escapar
das defesas inespecíficas do corpo, é necessário a ação da resposta
imunológica específica.
 Tipos de Imunidades específicas
I. Resposta imune humoral
II. Resposta Imune celular
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
I) Resposta Imune Humoral
 Apresentação do antígeno (macrófagos)
 Reconhecimento do antígeno por Linfócitos T CD4 (Auxiliadores)
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
I) Resposta Imune Humoral
 Há ação de anticorpos produzidos por linfócitos B ou plasmócitos.
Sistema Imunológico
Produção de anticorpos
específicos que se ligam
ao antígeno da bactéria
Bactéria com
ação inativada
Citocina  Estímulo  Plasmócitos = Linfócitos B
maduros
Sistema Imunológico
I) Resposta Imune Humoral
Sistema Imunológico
Ação dos anticorpos
Sistema Imunológico
II) Resposta Imune Celular
 Não utiliza anticorpos
 É mediada diretamente por Linfócitos T CD8 “Killer” (Matadores).
 Atuação sobre células cancerígenas ou infectadas por vírus.
Sistema Imunológico
Citocina  Estímulo  Linfócitos T CD8
Killer
Linfóticos T CD8 – Killer
o Reconhecem células
cancerígenas ou infetadas
por vírus.
o Lançam sobre essas
células (perforina) que
promove a lise celular. Lise (morte) celular
Perforina
Célula infectada
por vírus ou
cancerígena
(Interferon)
Sistema Imunológico
Resumo
Sistema Imunológico
Macrófago
Fagocita e apresenta
antígenos a linfócitos CD 4
1
Linfócito CD4 (Auxiliador)
Produz substâncias que
ativam a diferenciação de
linfócitos B e Linfócitos T
CD8 (Citotóxico) “Killer”
2
Célula infectada
por vírus
Linfócito T CD4
Macrófago
Linfócito T CD8
“Killer”
Lise celular
Plasmócito
Células de Memória
Linfócito B
Antígenos
Linfócito B
Recebe estímulos e se liga
ao antígeno. Se diferencia
em plasmócito e produz
anticorpos específicos.
3
3
1
2
3
Sistema Imunológico
Resumo
Sistema Imunológico
Linfócito T CD 8 (Citotóxico)
Recebe estímulos de
Linfócitos T CD4 ou identifica
células infectadas por vírus
ou anormais e as destroem.
1
2
Célula infectada
por vírus
Linfócito T CD4
Macrófago
Linfócito T CD8
Lise celular
Plasmócito
Células de Memória
Linfócito B
Antígenos
3
3
4
Células de Memória
Surgem da diferenciação de
linfócitos B e T.
Permanecem no organismo
durante anos e podem
responder rapidamente a um
segundo contato com o
antígeno.
5
5
5
4
5
Células de Memória
Guardam durante anos a
capacidade de reconhecer
antígenos específicos.
Sistema Imunológico
6) Ação do sistema imunológico
Memória Imunitária
Sistema Imunológico
Resposta
primária
Resposta
secundária
Quantidade de
anticorpos
Tempo (dias)
1ª infecção 2ª infecção
Resposta secundária
 Mais rápida e intensa
 Ação das células de
memória
Sistema Imunológico
7) Tipos de Imunização
a) Vacina
Solução contendo antígenos isolados ou microrganismos vivos, previamente
atenuados.
As vacinas são capazes de imunizar pessoas contra doenças através da
produção de células de memória.
Sistema Imunológico
Antígenos  Resposta imunitária primária  Produção de células de memória
Infecção posterior  Resposta imunitária secundária  Eliminação do patógeno
Sistema Imunológico
7) Tipos de Imunização
b) Soros
 Solução contendo anticorpos extraídos de animais previamente imunizados.
 Utilizados em situações que não se pode aguardar a produção de anticorpos.
Sistema Imunológico
Soro antiofídico
Sistema Imunológico
7) Tipos de Imunização
b) Soros
 Não conferem imunidade duradoura (Não produz células de memória).
 Utilizado em situações de emergência.
Sistema Imunológico
Picada de cobra
Picada de escorpião
Picada de aranha
Sistema Imunológico
7) Tipos de Imunização
Imunidade ativa (resposta do hospedeiro a um antígeno)
 Artificial: Vacina
 Natural: Infecções
Imunidade passiva (recebimento de anticorpos prontos)
 Artificial: Soros
 Natural: Leite materno (colostro)
Via placentária.
Sistema Imunológico
Sistema Imunológico
8) Transplante de órgãos e tecidos
 As células dos tecidos apresentam em sua superfície um conjunto de proteínas
denominadas MHC.
 Um órgão ou fragmento de tecido se transplantado de uma pessoa para outra
é reconhecido como “estranho” e desencadeia uma resposta imunológica.
 O órgão ou tecido é então rejeitado e atacado por células de defesa.
Sistema Imunológico
Como resolver o problema da rejeição em transplantes?
 Tratamento com drogas denominadas imunossupressores.
 Diminuem a ação do sistema imunológico.
Desvantagem
 Essas drogas comprometem a ação do sistema imune.
 Torna os pacientes vulneráveis à vírus e bactérias.
 Deve ser utilizado durante toda a vida.
Sistema Imunológico
9) Doenças Auto-imunes
 Quando por algum motivo anormal ocorrem respostas imunes contra as
células e tecidos do próprio organismo.
 Na maioria dos casos possuem causa desconhecida.
Sistema Imunológico
Principais Tipos:
I. Esclerose Múltipla
II. Diabetes Mellitus Tipo I
III. Artrite Reumatóide
IV. Lúpus Sistêmico Eritematoso
Sistema Imunológico
10) Exercícios
Sistema Imunológico
(FUVEST) Sobre a análise do gráfico anterior são feitas as seguintes afirmações:
I - nos primeiros dois anos da infecção, o sistema imunológico reage à entrada do vírus,
que declina acentuadamente seu número no organismo;
II - entre seis e oito anos de infecção, com a perda gradativa da imunidade, as infecções
oportunistas tendem a se instalar;
III - a imunossupressão é decorrente da destruição de grandes quantidades de linfócitos
T4.
:
Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s):
a) II apenas.
b) I e II apenas.
c) I e III apenas.
d) II e III apenas.
e) I, II e III.
Resposta: E
Sistema Imunológico
10) Exercícios
Um menino sofreu um ferimento no pé quando estava brincando na terra. O médico foi
inconformado de que a criança não tinha recebido muitas das vacinas obrigatórias.
a) Nessa situação, que doença a criança estaria com maior risco de contrair? Explique
por quê?
b) Qual seria o procedimento mais seguro para evitar que, nesse caso, a criança viesse
a desenvolver tal doença? Qual dos gráficos abaixo corresponde a esse procedimento?
Justifique.
Sistema Imunológico
:
a) Tétano, os esporos da bactéria (Clostridium tetani) são encontrados
preferencialmente em meio a terra.
b) Aplicar soro anti-tetânico que contém anticorpos prontos que irão combater
imediatamente as toxinas produzidas pelas bactérias. Gráfico (A), apresenta um
rápido aumento de anticorpos após a aplicação do soro.
c) O gráfico B corresponde à aplicação da vacina antitetânica, que contém antígenos
retirados do microrganismo. Essa inoculação conduz à produção ativa de
anticorpos.
Sistema Imunológico

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Sistema Imunologico.ppt BIOLOGIA MOLECULAR

O que é imunologia
O que é imunologiaO que é imunologia
O que é imunologia
Roberta Irvolino
 
Aula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos históriaAula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos história
EmiliaCassia2
 
Introdução à imunologia
Introdução à imunologiaIntrodução à imunologia
Introdução à imunologia
Messias Miranda
 
Aula 4 imunidade adquirida
Aula 4 imunidade adquiridaAula 4 imunidade adquirida
Aula 4 imunidade adquirida
Adila Trubat
 
Slide imuno
Slide imunoSlide imuno
Slide imuno
Lucas Almeida Sá
 
Sistema imunologico fisiologia
Sistema imunologico   fisiologiaSistema imunologico   fisiologia
Sistema imunologico fisiologia
Malu Correia
 
Imunologia microbiologia
Imunologia   microbiologiaImunologia   microbiologia
Imunologia microbiologia
Crismontalvao
 
Sistema imunologico
Sistema imunologicoSistema imunologico
Sistema imunologico
Colégios particulares
 
Proteínas de defesa anticorpos
Proteínas de defesa anticorposProteínas de defesa anticorpos
Proteínas de defesa anticorpos
Alpha Colégio e Vestibulares
 
T rabalho de anatomia
T rabalho de anatomiaT rabalho de anatomia
T rabalho de anatomia
Esteticista Tati Maia
 
apresentaodebiologia-150906133745-lva1-app6891.pdf
apresentaodebiologia-150906133745-lva1-app6891.pdfapresentaodebiologia-150906133745-lva1-app6891.pdf
apresentaodebiologia-150906133745-lva1-app6891.pdf
RodolfoFreitas21
 
Sistema Imunológico
Sistema ImunológicoSistema Imunológico
Sistema Imunológico
JosianeBergund
 
Sistema imunológico
Sistema imunológicoSistema imunológico
Sistema imunológico
URCA
 
Sistema Imunitário
Sistema ImunitárioSistema Imunitário
Sistema Imunitário
José A. Moreno
 
Tecido sanguineo e seu papel na imunidade
Tecido sanguineo e seu papel na imunidadeTecido sanguineo e seu papel na imunidade
Tecido sanguineo e seu papel na imunidade
whybells
 
Imuno introdução-ao-sistema-imunológico-zago
Imuno introdução-ao-sistema-imunológico-zagoImuno introdução-ao-sistema-imunológico-zago
Imuno introdução-ao-sistema-imunológico-zago
nuria522
 
Sistema imunitário Biologia 12ºano
Sistema imunitário Biologia 12ºanoSistema imunitário Biologia 12ºano
Sistema imunitário Biologia 12ºano
Cátia Teixeira
 
BIBLIOTECA_3_ANO_HAB_ANALISES_CLINICAS_IMUNOLOGIA_INTRODUCAO.pptx
BIBLIOTECA_3_ANO_HAB_ANALISES_CLINICAS_IMUNOLOGIA_INTRODUCAO.pptxBIBLIOTECA_3_ANO_HAB_ANALISES_CLINICAS_IMUNOLOGIA_INTRODUCAO.pptx
BIBLIOTECA_3_ANO_HAB_ANALISES_CLINICAS_IMUNOLOGIA_INTRODUCAO.pptx
ssuser771325
 
16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T
guest08fb138a
 
Imunologia i completa - arlindo
Imunologia i   completa - arlindoImunologia i   completa - arlindo
Imunologia i completa - arlindo
00net
 

Semelhante a Sistema Imunologico.ppt BIOLOGIA MOLECULAR (20)

O que é imunologia
O que é imunologiaO que é imunologia
O que é imunologia
 
Aula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos históriaAula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos história
 
Introdução à imunologia
Introdução à imunologiaIntrodução à imunologia
Introdução à imunologia
 
Aula 4 imunidade adquirida
Aula 4 imunidade adquiridaAula 4 imunidade adquirida
Aula 4 imunidade adquirida
 
Slide imuno
Slide imunoSlide imuno
Slide imuno
 
Sistema imunologico fisiologia
Sistema imunologico   fisiologiaSistema imunologico   fisiologia
Sistema imunologico fisiologia
 
Imunologia microbiologia
Imunologia   microbiologiaImunologia   microbiologia
Imunologia microbiologia
 
Sistema imunologico
Sistema imunologicoSistema imunologico
Sistema imunologico
 
Proteínas de defesa anticorpos
Proteínas de defesa anticorposProteínas de defesa anticorpos
Proteínas de defesa anticorpos
 
T rabalho de anatomia
T rabalho de anatomiaT rabalho de anatomia
T rabalho de anatomia
 
apresentaodebiologia-150906133745-lva1-app6891.pdf
apresentaodebiologia-150906133745-lva1-app6891.pdfapresentaodebiologia-150906133745-lva1-app6891.pdf
apresentaodebiologia-150906133745-lva1-app6891.pdf
 
Sistema Imunológico
Sistema ImunológicoSistema Imunológico
Sistema Imunológico
 
Sistema imunológico
Sistema imunológicoSistema imunológico
Sistema imunológico
 
Sistema Imunitário
Sistema ImunitárioSistema Imunitário
Sistema Imunitário
 
Tecido sanguineo e seu papel na imunidade
Tecido sanguineo e seu papel na imunidadeTecido sanguineo e seu papel na imunidade
Tecido sanguineo e seu papel na imunidade
 
Imuno introdução-ao-sistema-imunológico-zago
Imuno introdução-ao-sistema-imunológico-zagoImuno introdução-ao-sistema-imunológico-zago
Imuno introdução-ao-sistema-imunológico-zago
 
Sistema imunitário Biologia 12ºano
Sistema imunitário Biologia 12ºanoSistema imunitário Biologia 12ºano
Sistema imunitário Biologia 12ºano
 
BIBLIOTECA_3_ANO_HAB_ANALISES_CLINICAS_IMUNOLOGIA_INTRODUCAO.pptx
BIBLIOTECA_3_ANO_HAB_ANALISES_CLINICAS_IMUNOLOGIA_INTRODUCAO.pptxBIBLIOTECA_3_ANO_HAB_ANALISES_CLINICAS_IMUNOLOGIA_INTRODUCAO.pptx
BIBLIOTECA_3_ANO_HAB_ANALISES_CLINICAS_IMUNOLOGIA_INTRODUCAO.pptx
 
16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T
 
Imunologia i completa - arlindo
Imunologia i   completa - arlindoImunologia i   completa - arlindo
Imunologia i completa - arlindo
 

Mais de amaroalmeida74

CANCER1.pptx BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR
CANCER1.pptx BIOLOGIA CELULAR E MOLECULARCANCER1.pptx BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR
CANCER1.pptx BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR
amaroalmeida74
 
Clase 6 Prevenção de Acidentes.papoioptx
Clase 6 Prevenção de Acidentes.papoioptxClase 6 Prevenção de Acidentes.papoioptx
Clase 6 Prevenção de Acidentes.papoioptx
amaroalmeida74
 
hipersensibilidade.pptx biologia de gouveia
hipersensibilidade.pptx biologia de gouveiahipersensibilidade.pptx biologia de gouveia
hipersensibilidade.pptx biologia de gouveia
amaroalmeida74
 
4. ORGAOS DOS SENTIDOS.pptx APOIO ESCOLAR
4. ORGAOS DOS SENTIDOS.pptx APOIO ESCOLAR4. ORGAOS DOS SENTIDOS.pptx APOIO ESCOLAR
4. ORGAOS DOS SENTIDOS.pptx APOIO ESCOLAR
amaroalmeida74
 
Apresentação1 e2 embriolohgias.pptx humana
Apresentação1 e2 embriolohgias.pptx humanaApresentação1 e2 embriolohgias.pptx humana
Apresentação1 e2 embriolohgias.pptx humana
amaroalmeida74
 
TRABALHO DE EMBRIOLOGIA23.pdf ciclo ovariano
TRABALHO DE EMBRIOLOGIA23.pdf ciclo ovarianoTRABALHO DE EMBRIOLOGIA23.pdf ciclo ovariano
TRABALHO DE EMBRIOLOGIA23.pdf ciclo ovariano
amaroalmeida74
 
sline síndrome de Turner.pptx embriologia Humana
sline síndrome de Turner.pptx embriologia Humanasline síndrome de Turner.pptx embriologia Humana
sline síndrome de Turner.pptx embriologia Humana
amaroalmeida74
 
Ppoint I. Anormal.pptx implantção anormal
Ppoint I. Anormal.pptx implantção anormalPpoint I. Anormal.pptx implantção anormal
Ppoint I. Anormal.pptx implantção anormal
amaroalmeida74
 
slide zigotos anormais.pptx embriologia human
slide zigotos anormais.pptx embriologia humanslide zigotos anormais.pptx embriologia human
slide zigotos anormais.pptx embriologia human
amaroalmeida74
 
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhor
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhorClase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhor
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhor
amaroalmeida74
 
SLIDE feITOt.ppt ESTUDE FUTURO PROFISSIONAL
SLIDE feITOt.ppt ESTUDE FUTURO PROFISSIONALSLIDE feITOt.ppt ESTUDE FUTURO PROFISSIONAL
SLIDE feITOt.ppt ESTUDE FUTURO PROFISSIONAL
amaroalmeida74
 
DIVISÃO.pptx bioestatistica aplicada a saúde
DIVISÃO.pptx bioestatistica aplicada a saúdeDIVISÃO.pptx bioestatistica aplicada a saúde
DIVISÃO.pptx bioestatistica aplicada a saúde
amaroalmeida74
 
Clase 2 aula puericultura.pptxcompletooo
Clase 2 aula puericultura.pptxcompletoooClase 2 aula puericultura.pptxcompletooo
Clase 2 aula puericultura.pptxcompletooo
amaroalmeida74
 
Clase 3.1 desenvolvimento -.ppt para vida
Clase 3.1 desenvolvimento -.ppt para vidaClase 3.1 desenvolvimento -.ppt para vida
Clase 3.1 desenvolvimento -.ppt para vida
amaroalmeida74
 
2.Estrutura e função de compostos biológicos da célula - 2.pptx
2.Estrutura e função de compostos biológicos da célula - 2.pptx2.Estrutura e função de compostos biológicos da célula - 2.pptx
2.Estrutura e função de compostos biológicos da célula - 2.pptx
amaroalmeida74
 
GlicolÃ_se -MEDICINA GERAL PIAGET-2023-2024 - AULA 2 -ESTUDANTE.pdf
GlicolÃ_se -MEDICINA GERAL PIAGET-2023-2024 - AULA 2 -ESTUDANTE.pdfGlicolÃ_se -MEDICINA GERAL PIAGET-2023-2024 - AULA 2 -ESTUDANTE.pdf
GlicolÃ_se -MEDICINA GERAL PIAGET-2023-2024 - AULA 2 -ESTUDANTE.pdf
amaroalmeida74
 
Dr. Francisco Tchivikua-1.pdf para um futuro
Dr. Francisco  Tchivikua-1.pdf para um futuroDr. Francisco  Tchivikua-1.pdf para um futuro
Dr. Francisco Tchivikua-1.pdf para um futuro
amaroalmeida74
 
Universidade Privada de Angola bioestatistica.pdf
Universidade Privada de Angola bioestatistica.pdfUniversidade Privada de Angola bioestatistica.pdf
Universidade Privada de Angola bioestatistica.pdf
amaroalmeida74
 
BIOESTATISTICA.pptx para iniciantes de saude
BIOESTATISTICA.pptx para iniciantes de saudeBIOESTATISTICA.pptx para iniciantes de saude
BIOESTATISTICA.pptx para iniciantes de saude
amaroalmeida74
 

Mais de amaroalmeida74 (19)

CANCER1.pptx BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR
CANCER1.pptx BIOLOGIA CELULAR E MOLECULARCANCER1.pptx BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR
CANCER1.pptx BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR
 
Clase 6 Prevenção de Acidentes.papoioptx
Clase 6 Prevenção de Acidentes.papoioptxClase 6 Prevenção de Acidentes.papoioptx
Clase 6 Prevenção de Acidentes.papoioptx
 
hipersensibilidade.pptx biologia de gouveia
hipersensibilidade.pptx biologia de gouveiahipersensibilidade.pptx biologia de gouveia
hipersensibilidade.pptx biologia de gouveia
 
4. ORGAOS DOS SENTIDOS.pptx APOIO ESCOLAR
4. ORGAOS DOS SENTIDOS.pptx APOIO ESCOLAR4. ORGAOS DOS SENTIDOS.pptx APOIO ESCOLAR
4. ORGAOS DOS SENTIDOS.pptx APOIO ESCOLAR
 
Apresentação1 e2 embriolohgias.pptx humana
Apresentação1 e2 embriolohgias.pptx humanaApresentação1 e2 embriolohgias.pptx humana
Apresentação1 e2 embriolohgias.pptx humana
 
TRABALHO DE EMBRIOLOGIA23.pdf ciclo ovariano
TRABALHO DE EMBRIOLOGIA23.pdf ciclo ovarianoTRABALHO DE EMBRIOLOGIA23.pdf ciclo ovariano
TRABALHO DE EMBRIOLOGIA23.pdf ciclo ovariano
 
sline síndrome de Turner.pptx embriologia Humana
sline síndrome de Turner.pptx embriologia Humanasline síndrome de Turner.pptx embriologia Humana
sline síndrome de Turner.pptx embriologia Humana
 
Ppoint I. Anormal.pptx implantção anormal
Ppoint I. Anormal.pptx implantção anormalPpoint I. Anormal.pptx implantção anormal
Ppoint I. Anormal.pptx implantção anormal
 
slide zigotos anormais.pptx embriologia human
slide zigotos anormais.pptx embriologia humanslide zigotos anormais.pptx embriologia human
slide zigotos anormais.pptx embriologia human
 
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhor
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhorClase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhor
Clase 4 parte 2 Nutrição.pptsaude na melhor
 
SLIDE feITOt.ppt ESTUDE FUTURO PROFISSIONAL
SLIDE feITOt.ppt ESTUDE FUTURO PROFISSIONALSLIDE feITOt.ppt ESTUDE FUTURO PROFISSIONAL
SLIDE feITOt.ppt ESTUDE FUTURO PROFISSIONAL
 
DIVISÃO.pptx bioestatistica aplicada a saúde
DIVISÃO.pptx bioestatistica aplicada a saúdeDIVISÃO.pptx bioestatistica aplicada a saúde
DIVISÃO.pptx bioestatistica aplicada a saúde
 
Clase 2 aula puericultura.pptxcompletooo
Clase 2 aula puericultura.pptxcompletoooClase 2 aula puericultura.pptxcompletooo
Clase 2 aula puericultura.pptxcompletooo
 
Clase 3.1 desenvolvimento -.ppt para vida
Clase 3.1 desenvolvimento -.ppt para vidaClase 3.1 desenvolvimento -.ppt para vida
Clase 3.1 desenvolvimento -.ppt para vida
 
2.Estrutura e função de compostos biológicos da célula - 2.pptx
2.Estrutura e função de compostos biológicos da célula - 2.pptx2.Estrutura e função de compostos biológicos da célula - 2.pptx
2.Estrutura e função de compostos biológicos da célula - 2.pptx
 
GlicolÃ_se -MEDICINA GERAL PIAGET-2023-2024 - AULA 2 -ESTUDANTE.pdf
GlicolÃ_se -MEDICINA GERAL PIAGET-2023-2024 - AULA 2 -ESTUDANTE.pdfGlicolÃ_se -MEDICINA GERAL PIAGET-2023-2024 - AULA 2 -ESTUDANTE.pdf
GlicolÃ_se -MEDICINA GERAL PIAGET-2023-2024 - AULA 2 -ESTUDANTE.pdf
 
Dr. Francisco Tchivikua-1.pdf para um futuro
Dr. Francisco  Tchivikua-1.pdf para um futuroDr. Francisco  Tchivikua-1.pdf para um futuro
Dr. Francisco Tchivikua-1.pdf para um futuro
 
Universidade Privada de Angola bioestatistica.pdf
Universidade Privada de Angola bioestatistica.pdfUniversidade Privada de Angola bioestatistica.pdf
Universidade Privada de Angola bioestatistica.pdf
 
BIOESTATISTICA.pptx para iniciantes de saude
BIOESTATISTICA.pptx para iniciantes de saudeBIOESTATISTICA.pptx para iniciantes de saude
BIOESTATISTICA.pptx para iniciantes de saude
 

Último

mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
OttomGonalvesDaSilva
 
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdfCirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
BrunaNeves80
 
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdfRelação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
maripinkmarianne
 
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
KauFelipo
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
guilhermefontenele8
 
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RXPosicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
paathizinhya
 
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das MãosTREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
Anderson1783
 

Último (7)

mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
 
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdfCirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
 
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdfRelação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
 
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
 
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RXPosicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
 
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das MãosTREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
 

Sistema Imunologico.ppt BIOLOGIA MOLECULAR

  • 2. 1)Introdução É o sistema responsável pela defesa do organismo contra a ação de agente patogênicos (que causam doenças). 2) Componentes • Células de defesa (Leucócitos ou glóbulos brancos) • Órgãos linfáticos • Linfa Sistema Imunológico
  • 3. Sistema Imunológico Fagócitos Linfócitos Basófilo Eosinófilo Neutrófilos Mastócitos Monócitos Macrófagos Células Dendríticas Linfócito B Plasmócito Linfócito T Célula Natural Killer Liberam histamina e heparina em infecções. Produzem histamina em infecções. Fagocitam patógenos. Liberam histamina quando o tecido é lesado. Diferenciam-se em macrófagos. Fagocitam patógenos e apresentam antígenos. Apresentam antígenos a Linfócitos T. Produzem anticorpos e diferenciam-se em Plasmócitos. Secretam anticorpos. CD4 Iniciam respostas imunológicas. CD8 (Citotóxico) – “Killer” Matam células infectadas por vírus. Destroem células infectadas por vírus. Sistema Imunológico
  • 4. Sistema Imunológico Sistema Imunológico HISTAMINA  Mediadora dos processos inflamatórios  Participa como importante modulador de processos fisiológicos (alergia, proliferação celular, angiogênese, permeabilidade vascular, anafilaxia e secreção gástrica). OBS: ANTI-HISTAMÍNICOS – São substâncias que interagem com os receptores de histamina sem desencadear a mesma resposta. São antagonistas das histaminas para alívio de reações alérgicas e inflamações.
  • 5. 2) Componentes Órgãos do sistema imunológico Sistema Imunológico a) Linfa: Líquido resultante do extravasamento do plasma sanguíneo para os tecidos.  Não possui hemácias.  Percorre o interior dos vasos linfáticos. b) Timo: Órgão onde ocorre o amadurecimento de linfócitos T. c) Linfonodos: Filtra a linfa Local de amadurecimento de leucócitos. d) Baço: Local onde os linfócitos são armazenados e maturados. Destruição de hemácias velhas (hemocaterese), armazenamento de sangue. Adenóide Adenóide Tonsilas Linfonodo Sistema Imunológico
  • 6. 2) Componentes Órgãos do sistema imunológico Sistema Imunológico e) Tonsilas e adenóides (amígdalas): Local de multiplicação de leucócitos. f) Medula óssea vermelha: Local de amadurecimento dos linfócitos B. Produção de células sanguíneas. Adenóide Adenóide Tonsilas Linfonodo Sistema Imunológico
  • 7. 3) Conceitos Básicos I. Antígeno: Partícula ou molécula estranha ao organismo capaz de induzir uma resposta imunológica (produção de anticorpos) contra ela. Exemplos: Fragmentos de bactérias, vírus, protozoários, toxinas, etc. II. Anticorpo (Imunoglobulina): Liga-se especificamente ao antígeno que lhe deu origem, inibindo sua ação no organismo.  Molécula protéica em forma de “Y”.  Produzida por Linfócitos B e Plasmócitos. Sistema Imunológico Anticorpo Antígenos Antígeno específico Antígeno Vírus Sistema Imunológico
  • 8. Sistema Imunológico Sistema Imunológico • Presente nas mucosas. • Confere a imunidade passiva da mãe para o filho através da amamentação • Co-expressa com a IgM na superfície dos linfócitos B maduros • Normalmente relacionada à defesa contra verminoses e protozooses, e também, fenômenos alérgicos e reações anafiláticas. • Imunoglobulina mais abundante no sangue e nos espaços extravasculares. • Atravessam a barreira placentária. • Alto peso molecular. • Não passa pela placenta. • Primeira classe a elevar-se na fase aguda dos processos imunológicos.
  • 11. 3) Conceitos Básicos Sistema Imunológico Sistema Imunológico
  • 13. 4) Imunidade Inata Barreiras Naturais (barreiras físicas e químicas)  Pele  Saliva  Ácido clorídrico do estômago  ph da vagina  Lágrima  Cera da orelha externa  Muco presente nas mucosas  Cílios do epitélio respiratório  Peristaltismo  Flora bacteriana normal Sistema Imunológico Sistema Imunológico
  • 14. 4) Imunidade Inata Processos químicos  Proteínas do complemento Sistema Imunológico o São cerca de 20 proteínas com ação antimicrobiana. o Defendem o organismo contra a ação de patógenos. o Se ligam aos microrganismos auxiliando ação dos fagócitos. o Juntamente com anticorpos promovem lise em microrganismos. Membrana celular da bactéria Citoplasma Entrada de fluído Proteínas do complemento Lise celular Sistema Imunológico
  • 15. 4) Imunidade Inata Ação de células fagocitárias  Fagócitos o Neutrófilos o Monócitos  Macrófagos o Eosinófilos Sistema Imunológico Vídeo Fagocitose Sistema Imunológico
  • 16. Ação dos fagócitos Sistema Imunológico Farpa Pele Mastócitos lesados liberam histamina Histamina difunde-se para os capilares Bactérias Histamina induz vasodilatação Bactérias Neutrófilos e Monócitos migram para o tecido (Diapedese) Macrófagos e Neutrófilos fagocitam as bactérias Bactérias mortas Capilar sanguíneo Sistema Imunológico
  • 17. 5) Imunidade Específica (Imunidade adquirida)  Quando microrganismos ou agentes patogênicos conseguem escapar das defesas inespecíficas do corpo, é necessário a ação da resposta imunológica específica.  Tipos de Imunidades específicas I. Resposta imune humoral II. Resposta Imune celular Sistema Imunológico Sistema Imunológico
  • 19. I) Resposta Imune Humoral  Apresentação do antígeno (macrófagos)  Reconhecimento do antígeno por Linfócitos T CD4 (Auxiliadores) Sistema Imunológico Sistema Imunológico
  • 20. I) Resposta Imune Humoral  Há ação de anticorpos produzidos por linfócitos B ou plasmócitos. Sistema Imunológico Produção de anticorpos específicos que se ligam ao antígeno da bactéria Bactéria com ação inativada Citocina  Estímulo  Plasmócitos = Linfócitos B maduros Sistema Imunológico
  • 21. I) Resposta Imune Humoral Sistema Imunológico Ação dos anticorpos Sistema Imunológico
  • 22. II) Resposta Imune Celular  Não utiliza anticorpos  É mediada diretamente por Linfócitos T CD8 “Killer” (Matadores).  Atuação sobre células cancerígenas ou infectadas por vírus. Sistema Imunológico Citocina  Estímulo  Linfócitos T CD8 Killer Linfóticos T CD8 – Killer o Reconhecem células cancerígenas ou infetadas por vírus. o Lançam sobre essas células (perforina) que promove a lise celular. Lise (morte) celular Perforina Célula infectada por vírus ou cancerígena (Interferon) Sistema Imunológico
  • 23. Resumo Sistema Imunológico Macrófago Fagocita e apresenta antígenos a linfócitos CD 4 1 Linfócito CD4 (Auxiliador) Produz substâncias que ativam a diferenciação de linfócitos B e Linfócitos T CD8 (Citotóxico) “Killer” 2 Célula infectada por vírus Linfócito T CD4 Macrófago Linfócito T CD8 “Killer” Lise celular Plasmócito Células de Memória Linfócito B Antígenos Linfócito B Recebe estímulos e se liga ao antígeno. Se diferencia em plasmócito e produz anticorpos específicos. 3 3 1 2 3 Sistema Imunológico
  • 24. Resumo Sistema Imunológico Linfócito T CD 8 (Citotóxico) Recebe estímulos de Linfócitos T CD4 ou identifica células infectadas por vírus ou anormais e as destroem. 1 2 Célula infectada por vírus Linfócito T CD4 Macrófago Linfócito T CD8 Lise celular Plasmócito Células de Memória Linfócito B Antígenos 3 3 4 Células de Memória Surgem da diferenciação de linfócitos B e T. Permanecem no organismo durante anos e podem responder rapidamente a um segundo contato com o antígeno. 5 5 5 4 5 Células de Memória Guardam durante anos a capacidade de reconhecer antígenos específicos. Sistema Imunológico
  • 25. 6) Ação do sistema imunológico Memória Imunitária Sistema Imunológico Resposta primária Resposta secundária Quantidade de anticorpos Tempo (dias) 1ª infecção 2ª infecção Resposta secundária  Mais rápida e intensa  Ação das células de memória Sistema Imunológico
  • 26. 7) Tipos de Imunização a) Vacina Solução contendo antígenos isolados ou microrganismos vivos, previamente atenuados. As vacinas são capazes de imunizar pessoas contra doenças através da produção de células de memória. Sistema Imunológico Antígenos  Resposta imunitária primária  Produção de células de memória Infecção posterior  Resposta imunitária secundária  Eliminação do patógeno Sistema Imunológico
  • 27. 7) Tipos de Imunização b) Soros  Solução contendo anticorpos extraídos de animais previamente imunizados.  Utilizados em situações que não se pode aguardar a produção de anticorpos. Sistema Imunológico Soro antiofídico Sistema Imunológico
  • 28. 7) Tipos de Imunização b) Soros  Não conferem imunidade duradoura (Não produz células de memória).  Utilizado em situações de emergência. Sistema Imunológico Picada de cobra Picada de escorpião Picada de aranha Sistema Imunológico
  • 29. 7) Tipos de Imunização Imunidade ativa (resposta do hospedeiro a um antígeno)  Artificial: Vacina  Natural: Infecções Imunidade passiva (recebimento de anticorpos prontos)  Artificial: Soros  Natural: Leite materno (colostro) Via placentária. Sistema Imunológico Sistema Imunológico
  • 30. 8) Transplante de órgãos e tecidos  As células dos tecidos apresentam em sua superfície um conjunto de proteínas denominadas MHC.  Um órgão ou fragmento de tecido se transplantado de uma pessoa para outra é reconhecido como “estranho” e desencadeia uma resposta imunológica.  O órgão ou tecido é então rejeitado e atacado por células de defesa. Sistema Imunológico Como resolver o problema da rejeição em transplantes?  Tratamento com drogas denominadas imunossupressores.  Diminuem a ação do sistema imunológico. Desvantagem  Essas drogas comprometem a ação do sistema imune.  Torna os pacientes vulneráveis à vírus e bactérias.  Deve ser utilizado durante toda a vida. Sistema Imunológico
  • 31. 9) Doenças Auto-imunes  Quando por algum motivo anormal ocorrem respostas imunes contra as células e tecidos do próprio organismo.  Na maioria dos casos possuem causa desconhecida. Sistema Imunológico Principais Tipos: I. Esclerose Múltipla II. Diabetes Mellitus Tipo I III. Artrite Reumatóide IV. Lúpus Sistêmico Eritematoso Sistema Imunológico
  • 32. 10) Exercícios Sistema Imunológico (FUVEST) Sobre a análise do gráfico anterior são feitas as seguintes afirmações: I - nos primeiros dois anos da infecção, o sistema imunológico reage à entrada do vírus, que declina acentuadamente seu número no organismo; II - entre seis e oito anos de infecção, com a perda gradativa da imunidade, as infecções oportunistas tendem a se instalar; III - a imunossupressão é decorrente da destruição de grandes quantidades de linfócitos T4. : Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s): a) II apenas. b) I e II apenas. c) I e III apenas. d) II e III apenas. e) I, II e III. Resposta: E Sistema Imunológico
  • 33. 10) Exercícios Um menino sofreu um ferimento no pé quando estava brincando na terra. O médico foi inconformado de que a criança não tinha recebido muitas das vacinas obrigatórias. a) Nessa situação, que doença a criança estaria com maior risco de contrair? Explique por quê? b) Qual seria o procedimento mais seguro para evitar que, nesse caso, a criança viesse a desenvolver tal doença? Qual dos gráficos abaixo corresponde a esse procedimento? Justifique. Sistema Imunológico : a) Tétano, os esporos da bactéria (Clostridium tetani) são encontrados preferencialmente em meio a terra. b) Aplicar soro anti-tetânico que contém anticorpos prontos que irão combater imediatamente as toxinas produzidas pelas bactérias. Gráfico (A), apresenta um rápido aumento de anticorpos após a aplicação do soro. c) O gráfico B corresponde à aplicação da vacina antitetânica, que contém antígenos retirados do microrganismo. Essa inoculação conduz à produção ativa de anticorpos. Sistema Imunológico