SlideShare uma empresa Scribd logo
A circulação da atmosfera :<br />Pressão atmosférica: é a força exercida pela atmosfera em cada unidade de superfície terrestre.<br />Exprime-se em hectopascais (hpa) ou milibares (mbr).<br />A pressão é normal quando o seu valor é igual a 1013 mbr.<br />A pressão é baixa quando é inferior a 1013 mbr.<br />A pressão é alta quando é superior a 1013 mbr.<br />A pressão atmosférica varia com a altitude, a temperatura e a humidade absoluta :<br />A pressão varia na razão inversa da altitude. A pressão diminui à medida que a altitude aumenta devido à diminuição da coluna de ar e com a progressiva rarefacção do ar o que o torna menos denso.<br />A variação da temperatura traduz-se também na variação da pressão atmosférica. Assim com o aumento da temperatura o ar aquece , dilata-se , tornando-se mais leve, menos denso e passando a exercer pouca pressão sobre a superfície da Terra. Com a diminuição da temperatura ocorre uma situação inversa, passando o ar exercer mais pressão.<br />Relativamente à humidade absoluta a pressão atmosférica varia na razão inversa já que o vapor de água é menos denso que o ar. Assim quanto maior o valor de humidade absoluta do ar menor é a pressão atmosférica.<br />Se a pressão atmosférica for superior a 1013 mbr é um centro de altas pressões ou anticiclone .<br />Se a pressão for inferior a 1013 mbr temos um centro de baixas pressões, ciclone ou depressão.<br />  <br />Regra: <br />O ar desloca-se sempre das altas para as baixas pressões. <br />O ar no centro de altas pressões desloca-se do centro para a periferia sendo um ar divergente.<br />Devido à força de Coriolis (que resulta do movimento de rotação da Terra) os ventos são normalmente desviados:<br />Para a direita no Hemisfério Norte.<br />Para a esquerda no Hemisfério Sul.<br />Origem e os estados de tempo associados dos centros barométricos:<br />Os centros barométricos podem ter origem térmica ou dinâmica e nalguns casos podem resultar de um processo termodinâmico.<br />Circulação em altitude;<br />Circulação em superfície;<br />Anticiclone<br />Ar divergente e descendente<br />Ciclone<br />Ar convergente e ascendente<br />Os anticiclone são de origem dinâmica quando:<br />Resultam de movimentos da atmosfera nomeadamente da subsidência do ar. O ar ao descer em altitude comprime-se tornando-se mais denso, o que provoca o aumento da pressão. Como surgem devido aos movimentos da atmosfera, são permanentes, ou seja, existem sempre ao longo do ano podendo no entanto sofrer algumas oscilações em latitude ou diminuírem de intensidade consoante a época do ano, uma vez que estes mecanismos acompanham o movimento anual aparente do sol.<br />Os anticiclone são de origem térmica quando:<br />Resultam do intenso arrefecimento do ar em contacto com o solo mais frio. Ao arrefecer, o ar comprime-se e torna-se mais denso, o que leva ao aumento da pressão. Assim , devido ás diferenças térmicas entre os oceanos e os continentes , formam-se com frequência sobre os continentes no inverno e sobre os oceanos no verão sendo por isso efémeros (duram pouco).<br />O ar é muito estável no centro do anticiclone. Assim, o ar seco está associado a:<br />Céu limpo;<br />Vento fraco;<br />Uma situação de calma atmosférica;<br />De noite pode formar-se orvalho e geada;<br />Se o ar for húmido pode haver nevoeiro ou neblina matinal durante o inverno.<br />Assim o estado de tempo associado a um anticiclone é “bom tempo” pois o ar é subsidente e divergente, o ar desce em altitude, comprime-se e diverge à superfície.<br />A compressão do ar provoca a redução da humidade relativa afastando o ar do ponte de saturação.<br />Os ciclones são de origem dinâmica quando :<br />Estão associados ao movimento ascendente do ar, o ar converge – ao convergir o ar é obrigado a subir (ascender). Diminuição da pressão à superfície.<br />(Nota: quando temos à superfície um centro de baixas pressões, temos em altitude um centro de altas pressões, e vice-versa.)<br />Os ciclones são de origem térmica quando:<br />Se formam devido ao intenso aquecimento do ar em contacto com as superfícies mais quentes que as envolventes. Ao aquecer o ar dilata tornando-se mais leve o que diminui a pressão. Formam-se sobre o continente no verão e nos oceanos no inverno.<br />Os ciclone estão associados a uma grande instabilidade do ar. O ar é convergente e ascendente. <br />Assim o estado de tempo associado a um ciclone é “mau tempo”, pois:<br />Temos céu muito nublado;<br />Precipitação e vento moderado ou forte.<br />A circulação geral da atmosfera:<br />
Resumo geografia
Resumo geografia
Resumo geografia
Resumo geografia
Resumo geografia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

4 variação da temperatura em portugal
4  variação da temperatura em portugal4  variação da temperatura em portugal
4 variação da temperatura em portugal
Ministério da Educação
 
Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima português
Ilda Bicacro
 
As disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricasAs disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricas
Ilda Bicacro
 
Superfícies frontais
Superfícies frontaisSuperfícies frontais
Superfícies frontais
acbaptista
 
Geografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas UrbanasGeografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Raffaella Ergün
 
Massas de ar; perturbação frontal; tipos de precipitação
Massas de ar; perturbação frontal; tipos de precipitaçãoMassas de ar; perturbação frontal; tipos de precipitação
Massas de ar; perturbação frontal; tipos de precipitação
elsaki72
 
Geografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
Geografia A 10 ano - Recursos do SubsoloGeografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
Geografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
Raffaella Ergün
 
Precipitação
PrecipitaçãoPrecipitação
Precipitação
FilomenaJarmelo
 
Testes geografia a
Testes geografia aTestes geografia a
Testes geografia a
AidaCunha73
 
Gráficos termopluviométricos
Gráficos termopluviométricosGráficos termopluviométricos
Gráficos termopluviométricos
Tânia Baptista
 
valorizacao_da_radiacao_solar[1]
valorizacao_da_radiacao_solar[1]valorizacao_da_radiacao_solar[1]
valorizacao_da_radiacao_solar[1]
Ministério da Educação
 
Atmosfera e-a-radiacao-solar
Atmosfera e-a-radiacao-solarAtmosfera e-a-radiacao-solar
Atmosfera e-a-radiacao-solar
ze almeida
 
Teste4 10ºano 10-11-correcão
Teste4 10ºano 10-11-correcãoTeste4 10ºano 10-11-correcão
Teste4 10ºano 10-11-correcão
Carlos Ferreira
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficosPrincipais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Ilda Bicacro
 
Resumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º anoResumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º ano
jorgina8
 
A Especificidade do Clima em Portugal
A Especificidade do Clima em PortugalA Especificidade do Clima em Portugal
A Especificidade do Clima em Portugal
Catarina Castro
 
Vaiacao anual temperatura
Vaiacao anual temperaturaVaiacao anual temperatura
Vaiacao anual temperatura
Ilda Bicacro
 
Regioes agrarias
Regioes agrariasRegioes agrarias
Regioes agrarias
Ilda Bicacro
 
1 recursos do-subsolo (1)
1 recursos do-subsolo (1)1 recursos do-subsolo (1)
1 recursos do-subsolo (1)
Ilda Bicacro
 
Massas de ar
Massas de arMassas de ar
Massas de ar
Sofia Baltazar
 

Mais procurados (20)

4 variação da temperatura em portugal
4  variação da temperatura em portugal4  variação da temperatura em portugal
4 variação da temperatura em portugal
 
Especificidade do clima português
Especificidade do clima portuguêsEspecificidade do clima português
Especificidade do clima português
 
As disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricasAs disponibilidades hídricas
As disponibilidades hídricas
 
Superfícies frontais
Superfícies frontaisSuperfícies frontais
Superfícies frontais
 
Geografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas UrbanasGeografia A 11 ano - Áreas Urbanas
Geografia A 11 ano - Áreas Urbanas
 
Massas de ar; perturbação frontal; tipos de precipitação
Massas de ar; perturbação frontal; tipos de precipitaçãoMassas de ar; perturbação frontal; tipos de precipitação
Massas de ar; perturbação frontal; tipos de precipitação
 
Geografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
Geografia A 10 ano - Recursos do SubsoloGeografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
Geografia A 10 ano - Recursos do Subsolo
 
Precipitação
PrecipitaçãoPrecipitação
Precipitação
 
Testes geografia a
Testes geografia aTestes geografia a
Testes geografia a
 
Gráficos termopluviométricos
Gráficos termopluviométricosGráficos termopluviométricos
Gráficos termopluviométricos
 
valorizacao_da_radiacao_solar[1]
valorizacao_da_radiacao_solar[1]valorizacao_da_radiacao_solar[1]
valorizacao_da_radiacao_solar[1]
 
Atmosfera e-a-radiacao-solar
Atmosfera e-a-radiacao-solarAtmosfera e-a-radiacao-solar
Atmosfera e-a-radiacao-solar
 
Teste4 10ºano 10-11-correcão
Teste4 10ºano 10-11-correcãoTeste4 10ºano 10-11-correcão
Teste4 10ºano 10-11-correcão
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficosPrincipais problemas e soluções sociodemográficos
Principais problemas e soluções sociodemográficos
 
Resumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º anoResumo de matéria de História 10º ano
Resumo de matéria de História 10º ano
 
A Especificidade do Clima em Portugal
A Especificidade do Clima em PortugalA Especificidade do Clima em Portugal
A Especificidade do Clima em Portugal
 
Vaiacao anual temperatura
Vaiacao anual temperaturaVaiacao anual temperatura
Vaiacao anual temperatura
 
Regioes agrarias
Regioes agrariasRegioes agrarias
Regioes agrarias
 
1 recursos do-subsolo (1)
1 recursos do-subsolo (1)1 recursos do-subsolo (1)
1 recursos do-subsolo (1)
 
Massas de ar
Massas de arMassas de ar
Massas de ar
 

Destaque

Ficha de Avaliação n.º 4 - Correção
Ficha de Avaliação n.º 4 - CorreçãoFicha de Avaliação n.º 4 - Correção
Ficha de Avaliação n.º 4 - Correção
FilomenaJarmelo
 
Pp clima
Pp climaPp clima
Pp clima
pedrofiadeiro
 
Características dos Climas Mundiais
Características dos Climas MundiaisCaracterísticas dos Climas Mundiais
Características dos Climas Mundiais
leogartixa
 
7ºano ficha1
7ºano ficha17ºano ficha1
7ºano ficha1
Geografias Geo
 
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosferaOs ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
karolpoa
 
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosferaOs ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
karolpoa
 
Os ventos
Os ventosOs ventos
Ge 7ºano ficha4
Ge 7ºano ficha4Ge 7ºano ficha4
Ge 7ºano ficha4
Geografias Geo
 
Variação anual da temperatura
Variação anual da temperaturaVariação anual da temperatura
Variação anual da temperatura
rmmpr
 
Moc ficha de trabalho
Moc   ficha de trabalhoMoc   ficha de trabalho
Moc ficha de trabalho
Mina Covas
 
O estado do tempo - geografia
O estado do tempo - geografiaO estado do tempo - geografia
O estado do tempo - geografia
Catarina Sequeira
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
cesanto
 
Clima factores clima_fichainformativa
Clima factores clima_fichainformativaClima factores clima_fichainformativa
Clima factores clima_fichainformativa
Geografias Geo
 
1º Teste 2
1º  Teste 21º  Teste 2
1º Teste 2
Mayjö .
 
Clima factores ficha_trabalho
Clima factores ficha_trabalhoClima factores ficha_trabalho
Clima factores ficha_trabalho
Geografias Geo
 
5ºano microscópio
5ºano microscópio5ºano microscópio
5ºano microscópio
Luísa Silva
 
Teste 3
Teste 3 Teste 3
Teste 3
Mayjö .
 
Teste 1
Teste 1Teste 1
Teste 1
Mayjö .
 
Geografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliaçãoGeografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliação
Maria Da Guia Fonseca
 

Destaque (19)

Ficha de Avaliação n.º 4 - Correção
Ficha de Avaliação n.º 4 - CorreçãoFicha de Avaliação n.º 4 - Correção
Ficha de Avaliação n.º 4 - Correção
 
Pp clima
Pp climaPp clima
Pp clima
 
Características dos Climas Mundiais
Características dos Climas MundiaisCaracterísticas dos Climas Mundiais
Características dos Climas Mundiais
 
7ºano ficha1
7ºano ficha17ºano ficha1
7ºano ficha1
 
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosferaOs ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
 
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosferaOs ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
 
Os ventos
Os ventosOs ventos
Os ventos
 
Ge 7ºano ficha4
Ge 7ºano ficha4Ge 7ºano ficha4
Ge 7ºano ficha4
 
Variação anual da temperatura
Variação anual da temperaturaVariação anual da temperatura
Variação anual da temperatura
 
Moc ficha de trabalho
Moc   ficha de trabalhoMoc   ficha de trabalho
Moc ficha de trabalho
 
O estado do tempo - geografia
O estado do tempo - geografiaO estado do tempo - geografia
O estado do tempo - geografia
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
Clima factores clima_fichainformativa
Clima factores clima_fichainformativaClima factores clima_fichainformativa
Clima factores clima_fichainformativa
 
1º Teste 2
1º  Teste 21º  Teste 2
1º Teste 2
 
Clima factores ficha_trabalho
Clima factores ficha_trabalhoClima factores ficha_trabalho
Clima factores ficha_trabalho
 
5ºano microscópio
5ºano microscópio5ºano microscópio
5ºano microscópio
 
Teste 3
Teste 3 Teste 3
Teste 3
 
Teste 1
Teste 1Teste 1
Teste 1
 
Geografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliaçãoGeografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliação
 

Semelhante a Resumo geografia

recursoshidricos_2 (1).doc
recursoshidricos_2 (1).docrecursoshidricos_2 (1).doc
recursoshidricos_2 (1).doc
Aida Cunha
 
1º os recursos hídricos
1º os recursos hídricos1º os recursos hídricos
1º os recursos hídricos
Liliana Silva
 
Climatologia aula 4
Climatologia   aula 4Climatologia   aula 4
Climatologia aula 4
marciotecsoma
 
Estado de tempo
Estado de tempoEstado de tempo
Estado de tempo
Tânia Vieira
 
Atmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticosAtmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticos
Professor
 
Em cada hemisfério verifica
Em cada hemisfério verificaEm cada hemisfério verifica
Em cada hemisfério verifica
Thepatriciamartins12
 
Geografia a 10ºano
Geografia a   10ºanoGeografia a   10ºano
Geografia a 10ºano
MissManson
 
ppt geografia 2010 - clima
ppt geografia 2010 - climappt geografia 2010 - clima
ppt geografia 2010 - clima
Gustavo Tannus
 
Circulação da atmosfera
Circulação da atmosfera Circulação da atmosfera
Circulação da atmosfera
Ana Fernandes
 
GeografiaClima9a4Pressaoatmosferica.pptx
GeografiaClima9a4Pressaoatmosferica.pptxGeografiaClima9a4Pressaoatmosferica.pptx
GeografiaClima9a4Pressaoatmosferica.pptx
up568869
 
Modulo 06 - Fatores e elementos do clima
Modulo 06 - Fatores e elementos do climaModulo 06 - Fatores e elementos do clima
Modulo 06 - Fatores e elementos do clima
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Atmosfera, tempo e clima 2
Atmosfera, tempo e clima 2Atmosfera, tempo e clima 2
Atmosfera, tempo e clima 2
Google
 
Clima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetaisClima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetais
Prof.Paulo/geografia
 
2. Pressão atmosférica.pptx
2. Pressão atmosférica.pptx2. Pressão atmosférica.pptx
2. Pressão atmosférica.pptx
Mercedes Costa
 
Climatologia
ClimatologiaClimatologia
Climatologia
carlossono
 
Clima e vegetação
Clima e vegetaçãoClima e vegetação
Clima e vegetação
Isackson Mendes
 
Revisão de geografia (1ºano) part. 2
Revisão de geografia (1ºano) part. 2Revisão de geografia (1ºano) part. 2
Revisão de geografia (1ºano) part. 2
Matheus Boniatti
 
Resumo humidade e os tipos de chuva
Resumo humidade e os tipos de chuvaResumo humidade e os tipos de chuva
Resumo humidade e os tipos de chuva
Laura Amil Arual Amil
 
recursoshidricos_3.doc
recursoshidricos_3.docrecursoshidricos_3.doc
recursoshidricos_3.doc
Aida Cunha
 
3.Factores Climáticos
3.Factores Climáticos3.Factores Climáticos
3.Factores Climáticos
Mayjö .
 

Semelhante a Resumo geografia (20)

recursoshidricos_2 (1).doc
recursoshidricos_2 (1).docrecursoshidricos_2 (1).doc
recursoshidricos_2 (1).doc
 
1º os recursos hídricos
1º os recursos hídricos1º os recursos hídricos
1º os recursos hídricos
 
Climatologia aula 4
Climatologia   aula 4Climatologia   aula 4
Climatologia aula 4
 
Estado de tempo
Estado de tempoEstado de tempo
Estado de tempo
 
Atmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticosAtmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticos
 
Em cada hemisfério verifica
Em cada hemisfério verificaEm cada hemisfério verifica
Em cada hemisfério verifica
 
Geografia a 10ºano
Geografia a   10ºanoGeografia a   10ºano
Geografia a 10ºano
 
ppt geografia 2010 - clima
ppt geografia 2010 - climappt geografia 2010 - clima
ppt geografia 2010 - clima
 
Circulação da atmosfera
Circulação da atmosfera Circulação da atmosfera
Circulação da atmosfera
 
GeografiaClima9a4Pressaoatmosferica.pptx
GeografiaClima9a4Pressaoatmosferica.pptxGeografiaClima9a4Pressaoatmosferica.pptx
GeografiaClima9a4Pressaoatmosferica.pptx
 
Modulo 06 - Fatores e elementos do clima
Modulo 06 - Fatores e elementos do climaModulo 06 - Fatores e elementos do clima
Modulo 06 - Fatores e elementos do clima
 
Atmosfera, tempo e clima 2
Atmosfera, tempo e clima 2Atmosfera, tempo e clima 2
Atmosfera, tempo e clima 2
 
Clima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetaisClima e formaçoes vegetais
Clima e formaçoes vegetais
 
2. Pressão atmosférica.pptx
2. Pressão atmosférica.pptx2. Pressão atmosférica.pptx
2. Pressão atmosférica.pptx
 
Climatologia
ClimatologiaClimatologia
Climatologia
 
Clima e vegetação
Clima e vegetaçãoClima e vegetação
Clima e vegetação
 
Revisão de geografia (1ºano) part. 2
Revisão de geografia (1ºano) part. 2Revisão de geografia (1ºano) part. 2
Revisão de geografia (1ºano) part. 2
 
Resumo humidade e os tipos de chuva
Resumo humidade e os tipos de chuvaResumo humidade e os tipos de chuva
Resumo humidade e os tipos de chuva
 
recursoshidricos_3.doc
recursoshidricos_3.docrecursoshidricos_3.doc
recursoshidricos_3.doc
 
3.Factores Climáticos
3.Factores Climáticos3.Factores Climáticos
3.Factores Climáticos
 

Mais de Thepatriciamartins12

Arte e conhecimento - filosofia
Arte e  conhecimento - filosofiaArte e  conhecimento - filosofia
Arte e conhecimento - filosofia
Thepatriciamartins12
 
Irs
IrsIrs
impostos aplicados em portugal continental
impostos aplicados em portugal continentalimpostos aplicados em portugal continental
impostos aplicados em portugal continental
Thepatriciamartins12
 
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Thepatriciamartins12
 
Renascimento - História
Renascimento - HistóriaRenascimento - História
Renascimento - História
Thepatriciamartins12
 
Glossário da Pesca
Glossário da PescaGlossário da Pesca
Glossário da Pesca
Thepatriciamartins12
 
A actividade piscatória
A actividade piscatóriaA actividade piscatória
A actividade piscatória
Thepatriciamartins12
 
Principais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesaPrincipais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesa
Thepatriciamartins12
 
Resumo geografia (2)
Resumo geografia (2)Resumo geografia (2)
Resumo geografia (2)
Thepatriciamartins12
 
Factores explicativos
Factores explicativosFactores explicativos
Factores explicativos
Thepatriciamartins12
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Milagrário pessoal
Milagrário pessoalMilagrário pessoal
Milagrário pessoal
Thepatriciamartins12
 
Estatística
EstatísticaEstatística
Estatística
Thepatriciamartins12
 
Variação da temperatura geografia
Variação da temperatura   geografia Variação da temperatura   geografia
Variação da temperatura geografia
Thepatriciamartins12
 
Recursos hídricos patrícia , rute & susana
Recursos hídricos   patrícia , rute & susanaRecursos hídricos   patrícia , rute & susana
Recursos hídricos patrícia , rute & susana
Thepatriciamartins12
 
GESTÃO DA ÁGUA
 GESTÃO DA ÁGUA GESTÃO DA ÁGUA
GESTÃO DA ÁGUA
Thepatriciamartins12
 
Disponibilidades hdricas patrcia e roberto
Disponibilidades hdricas  patrcia e robertoDisponibilidades hdricas  patrcia e roberto
Disponibilidades hdricas patrcia e roberto
Thepatriciamartins12
 
RECURSOS DO SUBSOLO
RECURSOS DO SUBSOLORECURSOS DO SUBSOLO
RECURSOS DO SUBSOLO
Thepatriciamartins12
 
Freguesia de troviscoso
Freguesia de troviscosoFreguesia de troviscoso
Freguesia de troviscoso
Thepatriciamartins12
 
Biografía DE MELENDI
Biografía DE MELENDIBiografía DE MELENDI
Biografía DE MELENDI
Thepatriciamartins12
 

Mais de Thepatriciamartins12 (20)

Arte e conhecimento - filosofia
Arte e  conhecimento - filosofiaArte e  conhecimento - filosofia
Arte e conhecimento - filosofia
 
Irs
IrsIrs
Irs
 
impostos aplicados em portugal continental
impostos aplicados em portugal continentalimpostos aplicados em portugal continental
impostos aplicados em portugal continental
 
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
Mini trampolim (este sim está correcto o outro estava incompleto)
 
Renascimento - História
Renascimento - HistóriaRenascimento - História
Renascimento - História
 
Glossário da Pesca
Glossário da PescaGlossário da Pesca
Glossário da Pesca
 
A actividade piscatória
A actividade piscatóriaA actividade piscatória
A actividade piscatória
 
Principais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesaPrincipais acidentes da costa portuguesa
Principais acidentes da costa portuguesa
 
Resumo geografia (2)
Resumo geografia (2)Resumo geografia (2)
Resumo geografia (2)
 
Factores explicativos
Factores explicativosFactores explicativos
Factores explicativos
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
Milagrário pessoal
Milagrário pessoalMilagrário pessoal
Milagrário pessoal
 
Estatística
EstatísticaEstatística
Estatística
 
Variação da temperatura geografia
Variação da temperatura   geografia Variação da temperatura   geografia
Variação da temperatura geografia
 
Recursos hídricos patrícia , rute & susana
Recursos hídricos   patrícia , rute & susanaRecursos hídricos   patrícia , rute & susana
Recursos hídricos patrícia , rute & susana
 
GESTÃO DA ÁGUA
 GESTÃO DA ÁGUA GESTÃO DA ÁGUA
GESTÃO DA ÁGUA
 
Disponibilidades hdricas patrcia e roberto
Disponibilidades hdricas  patrcia e robertoDisponibilidades hdricas  patrcia e roberto
Disponibilidades hdricas patrcia e roberto
 
RECURSOS DO SUBSOLO
RECURSOS DO SUBSOLORECURSOS DO SUBSOLO
RECURSOS DO SUBSOLO
 
Freguesia de troviscoso
Freguesia de troviscosoFreguesia de troviscoso
Freguesia de troviscoso
 
Biografía DE MELENDI
Biografía DE MELENDIBiografía DE MELENDI
Biografía DE MELENDI
 

Resumo geografia

  • 1. A circulação da atmosfera :<br />Pressão atmosférica: é a força exercida pela atmosfera em cada unidade de superfície terrestre.<br />Exprime-se em hectopascais (hpa) ou milibares (mbr).<br />A pressão é normal quando o seu valor é igual a 1013 mbr.<br />A pressão é baixa quando é inferior a 1013 mbr.<br />A pressão é alta quando é superior a 1013 mbr.<br />A pressão atmosférica varia com a altitude, a temperatura e a humidade absoluta :<br />A pressão varia na razão inversa da altitude. A pressão diminui à medida que a altitude aumenta devido à diminuição da coluna de ar e com a progressiva rarefacção do ar o que o torna menos denso.<br />A variação da temperatura traduz-se também na variação da pressão atmosférica. Assim com o aumento da temperatura o ar aquece , dilata-se , tornando-se mais leve, menos denso e passando a exercer pouca pressão sobre a superfície da Terra. Com a diminuição da temperatura ocorre uma situação inversa, passando o ar exercer mais pressão.<br />Relativamente à humidade absoluta a pressão atmosférica varia na razão inversa já que o vapor de água é menos denso que o ar. Assim quanto maior o valor de humidade absoluta do ar menor é a pressão atmosférica.<br />Se a pressão atmosférica for superior a 1013 mbr é um centro de altas pressões ou anticiclone .<br />Se a pressão for inferior a 1013 mbr temos um centro de baixas pressões, ciclone ou depressão.<br /> <br />Regra: <br />O ar desloca-se sempre das altas para as baixas pressões. <br />O ar no centro de altas pressões desloca-se do centro para a periferia sendo um ar divergente.<br />Devido à força de Coriolis (que resulta do movimento de rotação da Terra) os ventos são normalmente desviados:<br />Para a direita no Hemisfério Norte.<br />Para a esquerda no Hemisfério Sul.<br />Origem e os estados de tempo associados dos centros barométricos:<br />Os centros barométricos podem ter origem térmica ou dinâmica e nalguns casos podem resultar de um processo termodinâmico.<br />Circulação em altitude;<br />Circulação em superfície;<br />Anticiclone<br />Ar divergente e descendente<br />Ciclone<br />Ar convergente e ascendente<br />Os anticiclone são de origem dinâmica quando:<br />Resultam de movimentos da atmosfera nomeadamente da subsidência do ar. O ar ao descer em altitude comprime-se tornando-se mais denso, o que provoca o aumento da pressão. Como surgem devido aos movimentos da atmosfera, são permanentes, ou seja, existem sempre ao longo do ano podendo no entanto sofrer algumas oscilações em latitude ou diminuírem de intensidade consoante a época do ano, uma vez que estes mecanismos acompanham o movimento anual aparente do sol.<br />Os anticiclone são de origem térmica quando:<br />Resultam do intenso arrefecimento do ar em contacto com o solo mais frio. Ao arrefecer, o ar comprime-se e torna-se mais denso, o que leva ao aumento da pressão. Assim , devido ás diferenças térmicas entre os oceanos e os continentes , formam-se com frequência sobre os continentes no inverno e sobre os oceanos no verão sendo por isso efémeros (duram pouco).<br />O ar é muito estável no centro do anticiclone. Assim, o ar seco está associado a:<br />Céu limpo;<br />Vento fraco;<br />Uma situação de calma atmosférica;<br />De noite pode formar-se orvalho e geada;<br />Se o ar for húmido pode haver nevoeiro ou neblina matinal durante o inverno.<br />Assim o estado de tempo associado a um anticiclone é “bom tempo” pois o ar é subsidente e divergente, o ar desce em altitude, comprime-se e diverge à superfície.<br />A compressão do ar provoca a redução da humidade relativa afastando o ar do ponte de saturação.<br />Os ciclones são de origem dinâmica quando :<br />Estão associados ao movimento ascendente do ar, o ar converge – ao convergir o ar é obrigado a subir (ascender). Diminuição da pressão à superfície.<br />(Nota: quando temos à superfície um centro de baixas pressões, temos em altitude um centro de altas pressões, e vice-versa.)<br />Os ciclones são de origem térmica quando:<br />Se formam devido ao intenso aquecimento do ar em contacto com as superfícies mais quentes que as envolventes. Ao aquecer o ar dilata tornando-se mais leve o que diminui a pressão. Formam-se sobre o continente no verão e nos oceanos no inverno.<br />Os ciclone estão associados a uma grande instabilidade do ar. O ar é convergente e ascendente. <br />Assim o estado de tempo associado a um ciclone é “mau tempo”, pois:<br />Temos céu muito nublado;<br />Precipitação e vento moderado ou forte.<br />A circulação geral da atmosfera:<br />