SlideShare uma empresa Scribd logo
Relações Económicas com o Exterior Internacionalização das Empresas Portuguesas
- Qual é a importância da Internacionalização? - Que condições precisa uma empresa de satisfazer para se expandir com sucesso? - As empresas portuguesas no contexto de internacionalização.
Importância da Internacionalização A internacionalização ( aposta em mercados externos) permite às empresas: - Ter mais facilidade em obter matérias-primas;  -  Ter acesso a um mercado mais alargado, com um  número  maior de possíveis consumidores; - Obter factores de produção a um preço mais baixo.
Condições para a Internacionalização Para se expandir com sucesso, uma empresa necessita de: - Fazer estudos de mercado para determinar o local ideal para se expandir; - Analisar os seus resultados líquidos e compará-los com empresas do mesmo sector sedeadas no mercado de expansão para avaliar as hipóteses de ser bem sucedida nesse mesmo mercado; - Produzir algo que seja inédito no mercado alvo ou que, tendo as mesmas características, seja produzido pela empresa a preços mais baixos dos praticados nesse mercado.
Internacionalização das empresas portuguesas As   empresas portuguesas, no campo da internacionalização, caracterizam-se por: - não terem dimensão suficiente , salvo raras excepções, para garantir uma  expansão eficaz, que tenha boas  possibilidades de ser bem  sucedida;   - apostarem, essencialmente, nos  mercados com os quais têm mais  ligações, como os dos países de  Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e os países da UE.
Exemplos de Empresas Internacionais A EDP, a Portugal Telecom, entre outras, são exemplos de empresas portuguesas que conseguiram ter sucesso em mercados externos e que, por isso, devem servir de exemplo para outras empresas nacionais.
Importância da Fiscalidade A competitividade fiscal, no âmbito da UE ou de outro mercado comum, é um factor decisivo para que as empresas tenham as mesmas possibilidades de competir, visto que quem pagar menos impostos fica em vantagem relativamente a quem pague mais. No contexto do actual mercado liberalizado, para isto acontecer basta que as empresas se situem em países diferentes, o que fará com que a mesma actividade, com os mesmos actos de gestão possa apresentar resultados diferentes, porque a matéria tributável em cada país também difere.
A Fiscalidade na UE A UE tem vindo a fazer esforços para reduzir as disparidades das politicas fiscais dos diferentes estados-membros. Só assim poderá melhorar a concorrência e fazer com que os Estados não interfiram no mercado, para que todas as empresas tenham as mesmas possibilidades de competir num mercado liberalizado que abrange muitos países.
Investimento de Portugal no Estrangeiro
 
 
 
Investimento Directo Estrangeiro em Portugal
 
 
 
Conclusão A expansão para mercados extra-nacionais,  Internacionalização , tem que ser bem reflectida, sendo necessário fazer um estudo de mercado para ter a certeza que determinado país ou região é adequado para receber aquilo que é produzido pela empresa. Assim, é necessário verificar se a região alvo da expansão não tem o mercado saturado, por exemplo, ou se tem condições, a nível tecnológico, humano ou financeiro, para implementar determinado produto no seu mercado.
FIM Apresentação Realizada por: Nuno Sousa nº19

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Amor é fogo que arde
Amor é fogo que ardeAmor é fogo que arde
Amor é fogo que arde
Helena Coutinho
 
"Mensagem" de Fernando Pessoa: "O das Quinas"
"Mensagem" de Fernando Pessoa: "O das Quinas""Mensagem" de Fernando Pessoa: "O das Quinas"
"Mensagem" de Fernando Pessoa: "O das Quinas"
CatarinaSilva1000
 
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Alexandra Madail
 
Violência VS. Espírito Desportivo
Violência VS. Espírito DesportivoViolência VS. Espírito Desportivo
Violência VS. Espírito Desportivo
713773
 
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralOs Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Dina Baptista
 
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os RecursosRecursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
Bruno Pinto
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
Paula Oliveira Cruz
 
Geografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - PopulaçãoGeografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - População
Raffaella Ergün
 
Frei luís de sousa
Frei luís de sousaFrei luís de sousa
Frei luís de sousa
Margarida Tomaz
 
Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"
Iga Almeida
 
Fluxos urbanos
Fluxos urbanosFluxos urbanos
Fluxos urbanos
Idalina Leite
 
Soluções para os problemas urbanos - Geografia 11º Ano
Soluções para os problemas urbanos - Geografia 11º AnoSoluções para os problemas urbanos - Geografia 11º Ano
Soluções para os problemas urbanos - Geografia 11º Ano
713773
 
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolos
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolosMensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolos
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolos
sin3stesia
 
Memorial do Convento - Cap. V
Memorial do Convento - Cap. VMemorial do Convento - Cap. V
Memorial do Convento - Cap. V
12º A Golegã
 
Frei Luís de Sousa
Frei Luís de Sousa  Frei Luís de Sousa
Frei Luís de Sousa
CatarinaNeivas
 
Os Maias - personagens
Os Maias - personagensOs Maias - personagens
Os Maias - personagens
António Fernandes
 
O resumo de Os Maias
O resumo de Os MaiasO resumo de Os Maias
O resumo de Os Maias
António Fernandes
 
Fernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-OrtónimoFernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-Ortónimo
Margarida Rodrigues
 
A mensagem
A mensagemA mensagem
A mensagem
Ana Helena
 
«A Mensagem» de Fernando Pessoa
«A Mensagem» de Fernando Pessoa«A Mensagem» de Fernando Pessoa
«A Mensagem» de Fernando Pessoa
AlexandreRodrigues232310
 

Mais procurados (20)

Amor é fogo que arde
Amor é fogo que ardeAmor é fogo que arde
Amor é fogo que arde
 
"Mensagem" de Fernando Pessoa: "O das Quinas"
"Mensagem" de Fernando Pessoa: "O das Quinas""Mensagem" de Fernando Pessoa: "O das Quinas"
"Mensagem" de Fernando Pessoa: "O das Quinas"
 
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo V Sermão Santo António aos Peixes Padre António Vieira
 
Violência VS. Espírito Desportivo
Violência VS. Espírito DesportivoViolência VS. Espírito Desportivo
Violência VS. Espírito Desportivo
 
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralOs Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel Central
 
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os RecursosRecursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
 
Geografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - PopulaçãoGeografia A 10 ano - População
Geografia A 10 ano - População
 
Frei luís de sousa
Frei luís de sousaFrei luís de sousa
Frei luís de sousa
 
Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"
 
Fluxos urbanos
Fluxos urbanosFluxos urbanos
Fluxos urbanos
 
Soluções para os problemas urbanos - Geografia 11º Ano
Soluções para os problemas urbanos - Geografia 11º AnoSoluções para os problemas urbanos - Geografia 11º Ano
Soluções para os problemas urbanos - Geografia 11º Ano
 
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolos
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolosMensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolos
Mensagem de Fernando Pessoa: interpretações e símbolos
 
Memorial do Convento - Cap. V
Memorial do Convento - Cap. VMemorial do Convento - Cap. V
Memorial do Convento - Cap. V
 
Frei Luís de Sousa
Frei Luís de Sousa  Frei Luís de Sousa
Frei Luís de Sousa
 
Os Maias - personagens
Os Maias - personagensOs Maias - personagens
Os Maias - personagens
 
O resumo de Os Maias
O resumo de Os MaiasO resumo de Os Maias
O resumo de Os Maias
 
Fernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-OrtónimoFernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-Ortónimo
 
A mensagem
A mensagemA mensagem
A mensagem
 
«A Mensagem» de Fernando Pessoa
«A Mensagem» de Fernando Pessoa«A Mensagem» de Fernando Pessoa
«A Mensagem» de Fernando Pessoa
 

Destaque

Resumos Economia A 11º ano (2ª parte)
Resumos Economia A 11º ano (2ª parte)Resumos Economia A 11º ano (2ª parte)
Resumos Economia A 11º ano (2ª parte)
Raffaella Ergün
 
Economia de portugal na atualidade
Economia de portugal na atualidadeEconomia de portugal na atualidade
Economia de portugal na atualidade
Tiago Filipe
 
Economia
Economia Economia
Economia
narcas2011
 
Modulo 8-a-economia-em-portugal
Modulo 8-a-economia-em-portugalModulo 8-a-economia-em-portugal
Modulo 8-a-economia-em-portugal
Leonor Alves
 
Trabalho de economia
Trabalho de economiaTrabalho de economia
Trabalho de economia
gigacom
 
Comércio internacional
Comércio internacionalComércio internacional
Comércio internacional
Rosária Zamith
 
Portugal detalhes - Exportação e Investimento
Portugal detalhes - Exportação e InvestimentoPortugal detalhes - Exportação e Investimento
Portugal detalhes - Exportação e Investimento
Export Hub
 
Importações e exportações em portugal
Importações e exportações em portugalImportações e exportações em portugal
Importações e exportações em portugal
turmainformaticadegestao
 
O processo de substituição de importações na Argentina
O processo de substituição de importações na ArgentinaO processo de substituição de importações na Argentina
O processo de substituição de importações na Argentina
Mariana Amorim
 
Investimento estrangeiro em portugal entre o mito e a propaganda - 3ª parte
Investimento estrangeiro em portugal   entre o mito e a propaganda - 3ª parteInvestimento estrangeiro em portugal   entre o mito e a propaganda - 3ª parte
Investimento estrangeiro em portugal entre o mito e a propaganda - 3ª parte
GRAZIA TANTA
 
Importações e exportações em portugal
Importações e exportações em portugalImportações e exportações em portugal
Importações e exportações em portugal
turmainformaticadegestao
 
Importação&exportaçoes danielfonseca
Importação&exportaçoes danielfonsecaImportação&exportaçoes danielfonseca
Importação&exportaçoes danielfonseca
turmainformaticadegestao
 
Despesas publicas vs receitas publicas
Despesas publicas vs receitas publicasDespesas publicas vs receitas publicas
Despesas publicas vs receitas publicas
Universidade Pedagogica
 
Avaliação modulo 5 11ºtv
Avaliação modulo 5   11ºtvAvaliação modulo 5   11ºtv
Avaliação modulo 5 11ºtv
Leonor Alves
 
Economia mercados
Economia mercadosEconomia mercados
Economia mercados
Pedro De Almeida
 
Análise prospetiva da evolução sectorial em Portugal
Análise prospetiva da evolução sectorial em PortugalAnálise prospetiva da evolução sectorial em Portugal
Análise prospetiva da evolução sectorial em Portugal
Cláudio Carneiro
 
Unidade 8 final
Unidade 8 finalUnidade 8 final
Unidade 8 final
ajorgelopes
 
Economia
EconomiaEconomia
Economia
Maria Gomes
 
Fluxos migratórios e a estrutura da população
Fluxos migratórios e a estrutura da populaçãoFluxos migratórios e a estrutura da população
Fluxos migratórios e a estrutura da população
Tamara Silva
 

Destaque (20)

Resumos Economia A 11º ano (2ª parte)
Resumos Economia A 11º ano (2ª parte)Resumos Economia A 11º ano (2ª parte)
Resumos Economia A 11º ano (2ª parte)
 
Economia de portugal na atualidade
Economia de portugal na atualidadeEconomia de portugal na atualidade
Economia de portugal na atualidade
 
Economia
Economia Economia
Economia
 
Modulo 8-a-economia-em-portugal
Modulo 8-a-economia-em-portugalModulo 8-a-economia-em-portugal
Modulo 8-a-economia-em-portugal
 
Trabalho de economia
Trabalho de economiaTrabalho de economia
Trabalho de economia
 
Comércio internacional
Comércio internacionalComércio internacional
Comércio internacional
 
Portugal detalhes - Exportação e Investimento
Portugal detalhes - Exportação e InvestimentoPortugal detalhes - Exportação e Investimento
Portugal detalhes - Exportação e Investimento
 
Importações e exportações em portugal
Importações e exportações em portugalImportações e exportações em portugal
Importações e exportações em portugal
 
O processo de substituição de importações na Argentina
O processo de substituição de importações na ArgentinaO processo de substituição de importações na Argentina
O processo de substituição de importações na Argentina
 
Investimento estrangeiro em portugal entre o mito e a propaganda - 3ª parte
Investimento estrangeiro em portugal   entre o mito e a propaganda - 3ª parteInvestimento estrangeiro em portugal   entre o mito e a propaganda - 3ª parte
Investimento estrangeiro em portugal entre o mito e a propaganda - 3ª parte
 
Importações e exportações em portugal
Importações e exportações em portugalImportações e exportações em portugal
Importações e exportações em portugal
 
Importação&exportaçoes danielfonseca
Importação&exportaçoes danielfonsecaImportação&exportaçoes danielfonseca
Importação&exportaçoes danielfonseca
 
Despesas publicas vs receitas publicas
Despesas publicas vs receitas publicasDespesas publicas vs receitas publicas
Despesas publicas vs receitas publicas
 
Avaliação modulo 5 11ºtv
Avaliação modulo 5   11ºtvAvaliação modulo 5   11ºtv
Avaliação modulo 5 11ºtv
 
Economia mercados
Economia mercadosEconomia mercados
Economia mercados
 
 
Análise prospetiva da evolução sectorial em Portugal
Análise prospetiva da evolução sectorial em PortugalAnálise prospetiva da evolução sectorial em Portugal
Análise prospetiva da evolução sectorial em Portugal
 
Unidade 8 final
Unidade 8 finalUnidade 8 final
Unidade 8 final
 
Economia
EconomiaEconomia
Economia
 
Fluxos migratórios e a estrutura da população
Fluxos migratórios e a estrutura da populaçãoFluxos migratórios e a estrutura da população
Fluxos migratórios e a estrutura da população
 

Semelhante a Relações económicas com o exterior

Aula 01 ptt logística internacional
Aula 01   ptt logística internacionalAula 01   ptt logística internacional
Aula 01 ptt logística internacional
Josiel Dias
 
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
José Elisiário Coelho
 
Noções de Internacionalização de Empresas
Noções de Internacionalização de Empresas Noções de Internacionalização de Empresas
Noções de Internacionalização de Empresas
ubyrajara
 
O plano de exportacao
O plano de exportacaoO plano de exportacao
O plano de exportacao
TiagoCaseiro1
 
Acesso ao mi parte ii
Acesso ao mi   parte iiAcesso ao mi   parte ii
Acesso ao mi parte ii
Felícia Lopes
 
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
Cisco Kunsagi
 
Palestra: Como Fazer sua Primeira Exportação
Palestra: Como Fazer sua Primeira ExportaçãoPalestra: Como Fazer sua Primeira Exportação
Palestra: Como Fazer sua Primeira Exportação
ABRACOMEX
 
Questões dissertativas mercado global
Questões dissertativas mercado globalQuestões dissertativas mercado global
Questões dissertativas mercado global
Moises Ribeiro
 
Marketing Internacional
Marketing InternacionalMarketing Internacional
Marketing Internacional
Ana Patricia Baltazar
 
Administração Financeira de Multinacionais
Administração Financeira de MultinacionaisAdministração Financeira de Multinacionais
Administração Financeira de Multinacionais
Milton Henrique do Couto Neto
 
Marketplaces: uma tendência desafiadora
Marketplaces: uma tendência desafiadoraMarketplaces: uma tendência desafiadora
Marketplaces: uma tendência desafiadora
Camilla Lichti M. Gonzalez
 
Programa Brasil Trade Guide - Oficinas de Negócios
Programa Brasil Trade Guide - Oficinas de NegóciosPrograma Brasil Trade Guide - Oficinas de Negócios
Programa Brasil Trade Guide - Oficinas de Negócios
24x7 COMUNICAÇÃO
 
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptxMARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
EnioPimo
 
Comércio Internacional
Comércio InternacionalComércio Internacional
Comércio Internacional
Jane34
 
Resumo com-comercio internacional
Resumo com-comercio internacionalResumo com-comercio internacional
Resumo com-comercio internacional
Mik Sousa
 
Comércio internacional
Comércio internacionalComércio internacional
Comércio internacional
Ana Paula Balieiro Alves
 
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
Na Silva
 
Estratégias de crescimento
Estratégias de crescimentoEstratégias de crescimento
Estratégias de crescimento
Rui Loureiro
 
Apresentação fabio salvador 28-03 v final (2)
Apresentação fabio salvador   28-03 v final (2)Apresentação fabio salvador   28-03 v final (2)
Apresentação fabio salvador 28-03 v final (2)
einne2012
 
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
Emerson Cabral Torres
 

Semelhante a Relações económicas com o exterior (20)

Aula 01 ptt logística internacional
Aula 01   ptt logística internacionalAula 01   ptt logística internacional
Aula 01 ptt logística internacional
 
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
Artigo para o Marketing Portugal - Internacionalização: Porquê? Como?
 
Noções de Internacionalização de Empresas
Noções de Internacionalização de Empresas Noções de Internacionalização de Empresas
Noções de Internacionalização de Empresas
 
O plano de exportacao
O plano de exportacaoO plano de exportacao
O plano de exportacao
 
Acesso ao mi parte ii
Acesso ao mi   parte iiAcesso ao mi   parte ii
Acesso ao mi parte ii
 
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
Atividade colaborativa gestão de negócios internacionais-paulo rogério de oli...
 
Palestra: Como Fazer sua Primeira Exportação
Palestra: Como Fazer sua Primeira ExportaçãoPalestra: Como Fazer sua Primeira Exportação
Palestra: Como Fazer sua Primeira Exportação
 
Questões dissertativas mercado global
Questões dissertativas mercado globalQuestões dissertativas mercado global
Questões dissertativas mercado global
 
Marketing Internacional
Marketing InternacionalMarketing Internacional
Marketing Internacional
 
Administração Financeira de Multinacionais
Administração Financeira de MultinacionaisAdministração Financeira de Multinacionais
Administração Financeira de Multinacionais
 
Marketplaces: uma tendência desafiadora
Marketplaces: uma tendência desafiadoraMarketplaces: uma tendência desafiadora
Marketplaces: uma tendência desafiadora
 
Programa Brasil Trade Guide - Oficinas de Negócios
Programa Brasil Trade Guide - Oficinas de NegóciosPrograma Brasil Trade Guide - Oficinas de Negócios
Programa Brasil Trade Guide - Oficinas de Negócios
 
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptxMARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
MARKETING INTERNACIONAL Slides.pptx
 
Comércio Internacional
Comércio InternacionalComércio Internacional
Comércio Internacional
 
Resumo com-comercio internacional
Resumo com-comercio internacionalResumo com-comercio internacional
Resumo com-comercio internacional
 
Comércio internacional
Comércio internacionalComércio internacional
Comércio internacional
 
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia Estruturas de mercado -  Macroeconomia e Microeconomia
Estruturas de mercado - Macroeconomia e Microeconomia
 
Estratégias de crescimento
Estratégias de crescimentoEstratégias de crescimento
Estratégias de crescimento
 
Apresentação fabio salvador 28-03 v final (2)
Apresentação fabio salvador   28-03 v final (2)Apresentação fabio salvador   28-03 v final (2)
Apresentação fabio salvador 28-03 v final (2)
 
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
Atividadecolaborativa gestodenegciosinternacionais-
 

Último

Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
tamirissousa11
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 

Último (20)

Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 

Relações económicas com o exterior

  • 1. Relações Económicas com o Exterior Internacionalização das Empresas Portuguesas
  • 2. - Qual é a importância da Internacionalização? - Que condições precisa uma empresa de satisfazer para se expandir com sucesso? - As empresas portuguesas no contexto de internacionalização.
  • 3. Importância da Internacionalização A internacionalização ( aposta em mercados externos) permite às empresas: - Ter mais facilidade em obter matérias-primas; - Ter acesso a um mercado mais alargado, com um número maior de possíveis consumidores; - Obter factores de produção a um preço mais baixo.
  • 4. Condições para a Internacionalização Para se expandir com sucesso, uma empresa necessita de: - Fazer estudos de mercado para determinar o local ideal para se expandir; - Analisar os seus resultados líquidos e compará-los com empresas do mesmo sector sedeadas no mercado de expansão para avaliar as hipóteses de ser bem sucedida nesse mesmo mercado; - Produzir algo que seja inédito no mercado alvo ou que, tendo as mesmas características, seja produzido pela empresa a preços mais baixos dos praticados nesse mercado.
  • 5. Internacionalização das empresas portuguesas As empresas portuguesas, no campo da internacionalização, caracterizam-se por: - não terem dimensão suficiente , salvo raras excepções, para garantir uma expansão eficaz, que tenha boas possibilidades de ser bem sucedida; - apostarem, essencialmente, nos mercados com os quais têm mais ligações, como os dos países de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e os países da UE.
  • 6. Exemplos de Empresas Internacionais A EDP, a Portugal Telecom, entre outras, são exemplos de empresas portuguesas que conseguiram ter sucesso em mercados externos e que, por isso, devem servir de exemplo para outras empresas nacionais.
  • 7. Importância da Fiscalidade A competitividade fiscal, no âmbito da UE ou de outro mercado comum, é um factor decisivo para que as empresas tenham as mesmas possibilidades de competir, visto que quem pagar menos impostos fica em vantagem relativamente a quem pague mais. No contexto do actual mercado liberalizado, para isto acontecer basta que as empresas se situem em países diferentes, o que fará com que a mesma actividade, com os mesmos actos de gestão possa apresentar resultados diferentes, porque a matéria tributável em cada país também difere.
  • 8. A Fiscalidade na UE A UE tem vindo a fazer esforços para reduzir as disparidades das politicas fiscais dos diferentes estados-membros. Só assim poderá melhorar a concorrência e fazer com que os Estados não interfiram no mercado, para que todas as empresas tenham as mesmas possibilidades de competir num mercado liberalizado que abrange muitos países.
  • 9. Investimento de Portugal no Estrangeiro
  • 10.  
  • 11.  
  • 12.  
  • 14.  
  • 15.  
  • 16.  
  • 17. Conclusão A expansão para mercados extra-nacionais, Internacionalização , tem que ser bem reflectida, sendo necessário fazer um estudo de mercado para ter a certeza que determinado país ou região é adequado para receber aquilo que é produzido pela empresa. Assim, é necessário verificar se a região alvo da expansão não tem o mercado saturado, por exemplo, ou se tem condições, a nível tecnológico, humano ou financeiro, para implementar determinado produto no seu mercado.
  • 18. FIM Apresentação Realizada por: Nuno Sousa nº19