SlideShare uma empresa Scribd logo
REALIDADE VIRTUAL
Renata Bulhões Costa
Salvador, 2017
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
FACULDADE DE ARQUITETURA
PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO
REALIDADE VIRTUAL
1. DEFINIÇÃO
2. ESTEREOSCOPIA
3. TIPOS DE REALIDADE
4. HISTÓRICO
5. FORMAS DE RV
6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
8. DESVANTAGENS DOS MÉTODOS ATUAIS
9. VANTAGENS DA RV
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
Uso da alta tecnologia para convencer o usuário de que
ele está em outra realidade – um novo meio de estar e
tocar em informações: Realidade Virtual é o lugar onde
humanos e computadores fazem contato.
(PIMENTEL,1995)
Uma forma de visualizar, manipular e interagir em tempo
real com ambientes tridimensionais simulados por
computador. As principais características da tecnologia
de RV e que a distinguem, atualmente de outras
aplicações são: Imersão e interatividade
(BURDEA; COIFFET, 1994)
Características da tecnologia em cinco ‘i’s: Intensiva,
Interativa, Imersiva, Ilustrativa, e Intuitiva.
(SHERMAN & JUDKINS, 1992)
1. DEFINIÇÃO
ESTEREOSCOPIA
do grego stereos, "sólido, tridimensional“ + skopeō, "ver“
• Percepção da profundidade = imagem olho esquerdo +
imagem olho direito
2. ESTEREOSCOPIA
ESTEREOSCOPIA NATURAL ESTEREOSCOPIA ARTIFICIAL
PARALAXE
Diferença de posição aparente
Um objeto visto por dois ângulos diferentes (olho direito e
esquerdo)
Estereoscopia artificial
Realidade virtual utiliza dispositivos que simulam a visão
estereoscópica.
2. ESTEREOSCOPIA
ESTEREOSCOPIA NATURAL ESTEREOSCOPIA ARTIFICIAL
“Realidade/Virtualidade Contínua”
3. TIPOS DE REALIDADE
Elementos virtuais no
ambiente real
Ambiente real Realidade Aumentada Virtualidade Aumentada Realidade virtual
Milgram e Kishino (1994)
Elementos reais ao
ambiente virtual
Ambiente totalmente
virtual
3. TIPOS DE REALIDADE
Mundo físico do usuário por um mundo
virtual
Mundo físico do usuário com elementos
digitais, sem a possibilidade de interação.
Mundo físico do usuário com elementos
digitais, em forma de hologramas, com a
possibilidade de interação.
4. HISTÓRICO
1962 1965 1977 1986 19891950
SIMULADOR
• Simuladores de voo
• Força Aérea dos
Estados Unidos
• Depois da Segunda
Guerra Mundial.
4. HISTÓRICO
1962 1965 1977 1986 19891950
SIMULADOR SENSORAMA
• Simuladores de voo
• Força Aérea dos
Estados Unidos
• Depois da Segunda
Guerra Mundial.
• Simulador Sensorama
• Cabine = filmes 3D +
experiências
multissensoriais
Som estéreo
+
Vibrações
mecânicas
Aromas
+
Ar movimentado
por ventiladores
4. HISTÓRICO
1962 1965 1977 1986 19891950
SIMULADOR SENSORAMA SKETCHPAD
• Simuladores de voo
• Força Aérea dos
Estados Unidos
• Depois da Segunda
Guerra Mundial.
• Simulador Sensorama
• Cabine = filmes 3D +
experiências
multissensoriais
• Desenho de projetos
diretamente na tela
• Uso de uma caneta
ótica
• Ratifica o uso de
computadores para
auxiliar projetos
• Ivan Sutherland
Som estéreo
+
Vibrações
mecânicas
Aromas
+
Ar movimentado
por ventiladores
4. HISTÓRICO
1962 1965 1977 1986 19891950
SIMULADOR SENSORAMA SKETCHPAD LUVA DE DADOS
• Simuladores de voo
• Força Aérea dos
Estados Unidos
• Depois da Segunda
Guerra Mundial.
• Simulador Sensorama
• Cabine = filmes 3D +
experiências
multissensoriais
• Primeiras luvas
digitais desenvolvidas
Som estéreo
+
Vibrações
mecânicas
Aromas
+
Ar movimentado
por ventiladores
• Desenho de projetos
diretamente na tela
• Uso de uma caneta
ótica
• Ratifica o uso de
computadores para
auxiliar projetos
• Ivan Sutherland
4. HISTÓRICO
1962 1965 1977 1986 19891950
SIMULADOR SENSORAMA SKETCHPAD LUVA DE DADOS NASA
• Simuladores de voo
• Força Aérea dos
Estados Unidos
• Depois da Segunda
Guerra Mundial.
• Simulador Sensorama
• Cabine = filmes 3D +
experiências
multissensoriais
• Primeiras luvas
digitais desenvolvidas
• Manipulação objetos
virtuais diretamente
através do
movimento das mãos.
• Início de muitos
programas de
pesquisa em
Realidade Virtual no
mundo inteiro.Som estéreo
+
Vibrações
mecânicas
Aromas
+
Ar movimentado
por ventiladores
• Desenho de projetos
diretamente na tela
• Uso de uma caneta
ótica
• Ratifica o uso de
computadores para
auxiliar projetos
• Ivan Sutherland
• Simuladores de voo
• Força Aérea dos
Estados Unidos
• Depois da Segunda
Guerra Mundial.
4. HISTÓRICO
1962 1965 1977 1986 19891950
• Simulador Sensorama
• Cabine = filmes 3D +
experiências
multissensoriais
• Primeiras luvas
digitais desenvolvidas
• Manipulação objetos
virtuais diretamente
através do
movimento das mãos.
• Início de muitos
programas de
pesquisa em
Realidade Virtual no
mundo inteiro.
• AutoDesk® cria o
primeiro sistema de
Realidade Virtual
baseado num
computador
pessoal.
Som estéreo
+
Vibrações
mecânicas
Aromas
+
Ar movimentado
por ventiladores
SIMULADOR SENSORAMA SKETCHPAD LUVA DE DADOS NASA AUTODESK
• Desenho de projetos
diretamente na tela
• Uso de uma caneta
ótica
• Ratifica o uso de
computadores para
auxiliar projetos
• Ivan Sutherland
SIMULAÇÃO
Inserção no mundo totalmente virtual
Reage aos comandos do usuário
5. FORMAS DE RV
RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA
Tratamento de fobias e traumas Treinamentos Entretenimento
RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA
CAPACETE DE IMERSÃO
HMD - Head Mounted Displays
Oculus Rift Samsung Gear VR
Google Cardboard Loox VR
MONITOR
DISPOSITIVOS VISUAIS DISPOSITIVOS HÁPTICOS DISPOSITIVOS AUDITIVOS
5. FORMAS DE RV
RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA
DISPOSITIVOS VISUAIS DISPOSITIVOS HÁPTICOS DISPOSITIVOS AUDITIVOS
LUVA DE DADOS
Reconhecimento tátil
CONTROLES
Oculus Rift
TECLADO E MOUSE
Samsung Gear VR
Captura gestos
5. FORMAS DE RV
RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA
DISPOSITIVOS VISUAIS DISPOSITIVOS HÁPTICOS DISPOSITIVOS AUDITIVOS
Som Estéreo
Som tridimensional que pode vir de qualquer direção
Não integrado Integrado
5. FORMAS DE RV
TELEPRESENÇA
Telerobô atua sobre o um mundo real
Câmeras de vídeo + microfones remotos
Dificuldade de transferência
RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA
5. FORMAS DE RV
PROJEÇÃO
RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA
Tela panorâmica CAVE Mesa virtual
• Tela curva 180º • Sala com paredes, piso e teto
• Funcionam como telas para a
projeção sincronizada
• Sensação de imersão
• Visualização em grupo
• Base horizontal de vidro
• Projeta-se uma imagem com efeitos
estereoscópicos
5. FORMAS DE RV
REALIDADE AUMENTADA
Visão do ambiente real + objetos virtuais
RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA
Marcador X Sem marcador
Óculos transparentes X Dispositivos móveis
5. FORMAS DE RV
REALIDADE MISTA
Hologramas com possibilidades de interação
RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA
*
Hololens – Microsoft
5. FORMAS DE RV
https://www.youtube.com/watch?v=qym11JnFQBM
6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
Renderizado X Não renderizadoImersivo X Não imersivo Interativo X Não interativo
Representação
• Construído ou não
• Ambiente
• Edificação
• Bairro
• Cidade
Produtos
• Imagem 360°
• Tour virtual
• Real time Render
• Modelo 3D RV
• Modelo 3D RA
Usuários
• Arquitetos
• Engenheiros
• Técnicos
• Incorporadores
• Clientes
IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA
Virtual reality experience in architectural visualization
https://www.youtube.com/watch?v=hO4bKWZ3v1U
• Imagem 360°
• Plataforma visualizadora
• Imagem dupla
• Simulação da visão
estereoscópica
• Giro 360°
• Posicionamento estático
6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA
Decorado virtual, Mooca - SP
http://www.rossiresidencial.com.br/tourvirtual/tour_estilo_mooca/index.html
6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA
Architecture Real-time - Unreal Engine 4
https://www.youtube.com/watch?v=eTt7AGIpV2I
• Arquivo VRML
• Visualizador
• Deslocamento livre
• Opções de interatividade
6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA
Architectural Design in Virtual Reality - VRtisan - Unreal Engine VR
https://www.youtube.com/watch?v=dXI8Z-tu1PY
• Modelo não renderizado
• Criação em RV
• Processo projetual
6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA
RD3 - Rossi Villa Bella | Realidade Aumentada + Tour Virtual 360º
https://www.youtube.com/watch?v=8lnz4Uz1G2E
• Modelo 3D em RA
• Marcador
6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
CONCEPÇÃO PROCESSO PROJETUAL PROMOCIONAL
CONSTRUÇÃO OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DOCUMENTAÇÃO E RESTAURAÇÃO
• Compreensão do terreno
• Soluções para implantação
• Estudo dos volumes
• Projeto Paramétrico
• Compreensão do modelo
• Rapidez aprovação
• Comercialização sem presença física
• Decoração do ambiente
• Visualização da construção in loco
• Planejamento da obra
• Instrução de montagem
• Visualização de instalações ocultas
• Instruções de percurso
• Interação com o patrimônio
• Visualização de ruínas
RA móvel: Tablet
“Realidade Aumentada na Visualização de Soluções do Projeto de Arquitetura”| Lorena Moreira e Regina Ruschel |Sigradi, 2015
CONCEPÇÃO
RA projetada: Projetor multimídia
• Melhor opção nessa situação
• Possibilita um maior campo de visão
• Permite uma maior interação entre pessoas
• Melhor qualidade de imagem
• Manuseio fica restrito
• Dificulta o processo colaborativo
Concepção
do projeto
• Estudo de implantação de
um conjunto habitacional
• Workshop da UNICAMP, 2014
• 5 avaliadores
• Análise de dois dispositivos de
visualização.
Aplicação da Realidade
aumentada
Processo
colaborativo
7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
Projeto do Walt Disney Concert Hall | Frank Gehry | Los Angeles | 2003
• Utilização da Realidade Virtual
• CAVE
• Projeto colaborativo
• Modelo 3D + Técnicas RV + metadados
7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
PROCESSO
PROJETUAL
Maior realidade aumentada do mundo| Empreendimento comercial Fibrasa Connection | Rossi | Vitória – ES | 2010
• Guinness Book
• Maior RA do mundo
• Representar o empreendimento aos clientes
• Lona de vinil como marcador de RA de 900 m2 no local
7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
PROMOCIONAL
Clientes helicóptero futuro edifício câmera + notebookno para
visualizar
através
Mobiliário in loco por Realidade aumentada | Aplicativo Amikasa |
7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
PROMOCIONAL
Escolha o formato do ambiente: Adicione as dimensões:
Busque e edite móveis: Posicione no local:
“Utilização de técnicas de realidade virtual para treinamento técnico na construção civil”| F. P. Stange, S. Scheer |Paraná | 2012
7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
CONSTRUÇÃO
• Realidade virtual no canteiro de obra
• Simular montagem de uma fôrma para moldar
um pilar de concreto
• Ensino de técnicas construtivas
“Realidade aumentada como auxílio à montagem de parede em wood-frame”| Ana Regina Cuperschmid, Marina Graf e Márcio| 2016
7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
CONSTRUÇÃO
• Uso de RA
• Parede wood-frame
• Instruções de montagem
• BIM RA
“Aplicações de Realidade Aumentada no Canteiro de Obras” |Jonas de Assis, Max de Andrade e Mikael Brochardt |Pernambuco| Sigradi, 2016
7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
CONSTRUÇÃO
Utilização da realidade
aumentada
na visualização de projetos
de instalações para a execução
Tubulações hidráulicas
REALIDADE AUMENTADA
• Tornar visível o que está oculto
• Tornar visível futura realidade
• Marcador fiducial
Cuba a ser instalada
DIFICULDADES:
• Leitura a partir de marcadores
• Canteiro de obras
• Espaço em construção
• Remoção / Reposicionamento do marcador
“Aplicações de Realidade Aumentada no Canteiro de Obras” |Jonas de Assis, Max de Andrade e Mikael Brochardt |Pernambuco| Sigradi, 2016
7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
OPERAÇÃO E
MANUTENÇÃO
REALIDADE AUMENTADA MARKLESS
• Sem marcadores
• Mais versátil e prática
• Rastreamento
• Sistema SitePack
• Através do uso do Tablet = Câmera + caneta
• Correspondência entre linhas do modelo físico e
virtual
• Sobreposição do virtual no real – sem marcadores
Turismo + interatividade + documentação do patrimônio
7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
DOCUMENTAÇÃO
E RESTAURO
Reconstrução de cidades históricas (RA)
Ar-media, 2013
Pontos turísticos da Toscana Barcelona em Florianópolis (RV)
Viagem virtualApp da Toscana (RA)
• Difícil entender a relação entre
elementos do projeto
• Alto investimento
• Necessidade de presença física
• Limite de horário
• Lugar fixo
• Não permite diferentes LODs em um
único modelo
• Dificuldade de visualização
• Desperdício
8. DESVANTAGENS DOS MÉTODOS ATUAIS
Perspectivas:
Imóveis decorados físicos:
Maquetes físicas:
Folders impressos
9. VANTAGENS DA REALIDADE VIRTUAL
DECISÕES PROJETUAIS
DIFERENTES LODS
(Level of detail)
COMPREENSÃO DE MODELOS COMPLEXOS
(Projetos Paramétricos e Arquitetura Fluída)
FAVORE PROJETOS COLABORATIVOS
REDUZ RETRABALHO E ERROS
CUSTO BAIXO E EVITA DESPERDÍCIO
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO
Produção de VR 2016
40% Europa
9% América do Sul
Trabalhos em VR
43% Empresa de Visualização arquitetônica
22% Empresa de Arquitetura
Fonte: Cg architect
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
Efeitos colaterais
Náuseas
Cansaço visual
Dores de cabeça
Fonte: G1
PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
Fonte: IEEE/2016 - Institute of Electrical and Electronic Engineers
Feira de tecnologia
52%
headsets obsoletos
até 2030
60%
sentem um grau de
desconforto
36%
apostam no impacto
na educação
24%
apostam no impacto
na engenharia
PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
Meu passeio virtual
Plataforma de
Imagens 360°
VRML - complexa a
implementação
Má experiência com
leigos
Noção de como
funcionam os games
PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO
Fonte: Acervo pessoal
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
Arquiteto de novas realidades
Programação + Gamification + RV + RA
Impacto da arquitetura tradicional
Fonte: El país
PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
Fonte: Super interessante
Lentes de contato
Lentes com microcâmeras integradas
Conexão wifi
PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO
REFERÊNCIAS
NETO, Ruy Alberto de Assis Espinheira. ARQUITETURA DIGITAL A REALIDADE VIRTUAL, SUAS APLICAÇÕES E POSSIBILIDADES. . [2004 ]. 72 p. TESE (MESTRE EM
CIÊNCIAS EM ENGENHARIA CIVIL)- UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO, RIO DE JANEIRO, 2004.
GRILO, Leonardo et al. POSSIBILIDADES DE APLICAÇÃO E LIMITAÇÕES DA REALIDADE VIRTUAL NA ARQUITETURA E NA CONSTRUÇÃO CIVIL. 16 p. ARTIGO
(Mestrado em Engenharia)- EPUSP, SP,.
DE FREITAS, Márcia Regina ; RUSCHEL, Regina . Aplicação de realidade virtual e aumentada em arquitetura. Arquitetura Revista, SP, p. 127-135, dez. 2010.
MOREIRA, Lorena Claudia de Souza. EXPRESSÃO GRÁFICA ATRAVÉS DA REALIDADE AUMENTADA E BIM: UMA EXPERIÊNCIA DE VISUALIZAÇÃO. In:
GRAPHICA, 2013, FLORIANÓPOLIS. SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOMETRIA DESCRITIVA E DESENHO TÉCNICO... FLORIANÓPOLIS: [s.n.], 2013. p. 1-13.
SEABRA, R. D.; SANTOS, E. T. Utilização de técnicas de realidade virtual no projeto de uma ferramenta 3D para desenvolvimento da habilidade de
visualização espacial. Revista Educação Gráfica, Bauru, n.9, p.111-122, 2005.
PAES, Daniel Carneiro; ARANTES, Eduardo Marques. A REALIDADE VIRTUAL IMERSIVA COMO TECNOLOGIA DE SUPORTE À COMPREENSÃO DE MODELOS
COMPUTACIONAIS. 2015, RECIFE.ENCONTRO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO... RECIFE: [s.n.], 2015. p. 1-12.
NETTO, ANTONIO VALERIO; MACHADO, LILIANE DOS SANTOS; DE OLIVEIRA, MARIA CRISTINA FERREIRA. Realidade Virtual - Definições, Dispositivos e
Aplicações. 2002. 34 p. ARTIGO (Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação)- USP, SP, 2002.
MOREIRA, Lorena Claudia de Souza; RUSCHEL, Regina Coeli. Realidade Aumentada na Visualização de Soluções do Projeto de Arquitetura. 2015,
FLORIANÓPOLIS. SIGRADI ... FLORIANÓPOLIS: [s.n.], 2015. p. 192-196.
ITO, Elica; AFFINI, Letícia Passos. Realidade Aumentada para Dispositivos Móveis e Portáteis. In: Congresso de Ciências da Comunicação na Região
Sudeste, 2011, SP. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação... SP: [s.n.], 2011. p. 1-12.
REFERÊNCIAS
CUPERSCHMID, Ana Regina Mizrahy; GRACHET, Marina Graf; MÁRCIO MINTO, Márcio Minto. REALIDADE AUMENTADA COMO AUXÍLIO À MONTAGEM DE
PAREDE EM WOOD-FRAME. PARC Pesq. em Arquit. e Constr, Campinas, SP, p. 266-276, dez. 2015. Disponível em:
<http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc>. Acesso em: 25 jun. 2017.
CUPERSCHMID, A. R. M.; GRACHET, M. G.; FABRÍCIO, M. M. Development of an Augmented Reality environment for the assembly of precast wood-frame
wall from the BIM model. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 16, n. 4, p. 63-78, out./dez. 2016.
DE ASSIS, Jonas H. G.; DE ANDRADE, Max L. V.; BROCHARDT, Mikael M. de S. A. Aplicações de Realidade Aumentada no Canteiro de Obras: Proposta de
utilização na visualização de projetos de instalações para a execução. In: Congress of the Iberoamerican Society of Digital Graphics, 2016, BUENOS
AIRES, ARGENTINA. SIGRADI ... BUENOS AIRES, ARGENTINA: [s.n.], 2016. p. 662-667.
DA SILVA, Diego Leite; HEIDRICH, Felipe Etchegaray. Visualização interativa de modelos BIM em tablets: comparação de aplicativos de uso livre. 2015,
FLORIANÓPOLIS. SIGRADI ... FLORIANÓPOLIS: [s.n.], 2015. p. 20-24.
STANGE, F. P.; SCHEER, S. UTILIZAÇÃO DE TÉCNICAS DE REALIDADE VIRTUAL E VISUALIZAÇÃO CIENTÍFICA PARA DESENVOLVIMENTO DE UM AMBIENTE DE
TREINAMENTO TÉCNICO NA CONSTRUÇÃO CIVIL. 2012, SP. WORLD CONGRESS ON COMPUTATIONAL MECHANICS... SP: [s.n.], 2012. p. 1-19.
HAYMAKER, John; FISCHER, Martin. Challenges and Benefits of 4D Modeling on the Walt Disney Concert Hall Project. 2001. 17 p. CIFE Working Paper
(CENTER FOR INTEGRATED FACILITY ENGINEERING)- STANFORD UNIVERSITY, Stanford, CA, 2001.
CUPERSCHMID, Ana Regina M.; RUSCHEL, Regina Coeli; DE G MONTEIRO, Ana Maria R. Reconhecimento de modelos 3D em realidade aumentada
móvel. In: Proceedings of the 12th Brazilian Symposium on Human Factors in Computing Systems. Brazilian Computer Society, 2013. p. 288- 291.
Realidade virtual  - Renata Bulhões
EXTRAS EXCLUÍDOS
RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA
*REALIDADE MISTA
5. FORMAS DE RV
8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA
Autodesk LIVE
https://www.youtube.com/watch?v=bVoAaMKlPtk&t=126s
BIM para VRML
• Linguagem de RV
• Descrição geométrica + dados
• Possível interatividade: Deslocar, visualizar
diferentes ângulos, adicionar luz, produzir som,
abrir outro arquivo
• Ajustes de diferentes níveis de detalhe (LODs)
Autodesk LIVE
Tradução do BIM em Realidade Virtual sem
perder os metadados da construção
7. VRML (Virtual Reality Modeling Language)
“Realidade Aumentada na Visualização de Soluções do Projeto de Arquitetura”| Lorena Moreira e Regina Ruschel |Sigradi, 2015
8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
CONCEPÇÃO
Análise de transparência das imagens na RA:
• Melhor opção
• Menos invasiva
• Mais incorporável ao terreno
• Visualiza o terreno através da imagem (em caso de demolições + vegetação existente)
• Menos indicada
• Confusa
• Contorno das edificações se confundia com o terreno
IMAGENS OPACAS
IMAGENS COM TRANSPARÊNCIA DE 50%
IMAGENS VAZADAS
• Impossibilita a interação visual com o existente
“Augmented reality - Recognition of multiple models simultaneously” | Ana Regina Cuperschmid, Regina Ruschel e Ana Maria Monteiro | 2015
8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
CONCEPÇÃO
• Equipamento urbanos
• Dimensões variadas
• Visualizados simultaneamente
• Projeto participativo
em Realidade
Aumentada
Reconhecimento
dos modelos 3D
Ipad
Ipad com auxílio de projetor
EquipAR!Modelo 3D no Revit
“Augmented reality - Recognition of multiple models simultaneously” | Ana Regina Cuperschmid, Regina Ruschel e Ana Maria Monteiro | 2015
8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
CONCEPÇÃO
Resultado:
em Realidade
Aumentada
Reconhecimento
dos modelos 3D
Ipad
Ipad com auxílio de projetor
“Visualização interativa de modelos BIM em tablets: aplicativos de uso livres”| Diego Silva e Felipe Heidrich | Sigradi, 2015
8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
PROCESSO
PROJETUAL
• Banco de dados
• Geometria 3D
• Elementos paramétricos
• Estimula a experimentação
• Diminui conflitos
• Facilita revisões
• Aumenta produtividade
BIM
Aplicativo BIM + Explorer Aplicativo BIMx Aplicativo BIM 360° GLUE
Starbucks, Japão
8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
PROCESSO
PROJETUAL
• Projeto não padronizado
• Características regionais
• 2009 – AutoCAD por Revit
• BIM – Projeto colaborativo
• Modelo 3D – Agilidade de
aprovação
• 2016 – Uso de Realidade
virtual
• Compartilhamento de ideias
Revit Revit
Live
Conteúdo
VR
Fonte: Archdaily
“Aplicação de realidade virtual e aumentada em Arquitetura” | Regina Ruschel e Márcia de Freitas |2010
OCAR (Outoor Collaborative Augmented Reality)
• Desenvolvido na Vienna University of Technology
• Áustria, em 2003
• Para pedestre andar pela cidade de Vienna
• Pontos de referência artificiais e condução ao destino
desejado.
8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
OPERAÇÃO E
MANUTENÇÃO
9. VANTAGENS
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
PAÍSES APT DECORADO PROFISSÕES EFEITOS COLATERAIS HEADSETS RESOLUÇÃO REALIDADE MISTAVRML LENTE DE CONTATO
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
PAÍSES APT DECORADO PROFISSÕES EFEITOS COLATERAIS HEADSETS RESOLUÇÃO REALIDADE MISTAVRML LENTE DE CONTATO
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
PAÍSES APT DECORADO PROFISSÕES EFEITOS COLATERAIS HEADSETS RESOLUÇÃO REALIDADE MISTAVRML LENTE DE CONTATO
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
Ampliar o uso para o desenvolvimento de projeto e não apenas para
fins comerciais
10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
Utilização da RV sem a necessidade de vários dispositivos
Realidade mista
Dedicação de profissionais da área de arquitetura no estudo de
aplicações e desenvolvimento de RV
Estudos por pessoas de computação, eh necessário envolvimento de cada área
específica para definir novos usos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra realidade aumentada
Palestra   realidade aumentadaPalestra   realidade aumentada
Palestra realidade aumentada
Paulo Vinícius Moreira Dutra
 
O que é Realidade Aumentada?
O que é  Realidade Aumentada?O que é  Realidade Aumentada?
O que é Realidade Aumentada?
Marcel Cohn
 
Projeto multimedia tutorial
Projeto multimedia tutorialProjeto multimedia tutorial
Projeto multimedia tutorial
Jose De Almeida Batista
 
Escultura barroca
Escultura barrocaEscultura barroca
Escultura barroca
Ana Barreiros
 
Ingres
IngresIngres
Ingres
hcaslides
 
Create Your Own VR Experience
Create Your Own VR ExperienceCreate Your Own VR Experience
Create Your Own VR Experience
Mark Billinghurst
 
Realidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade AumentadaRealidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade Aumentada
Nael.Passos
 
Comp4010 Lecture8 Introduction to VR
Comp4010 Lecture8 Introduction to VRComp4010 Lecture8 Introduction to VR
Comp4010 Lecture8 Introduction to VR
Mark Billinghurst
 
Inteligência Artificial
Inteligência ArtificialInteligência Artificial
Inteligência Artificial
Amanda Nalesso
 
2022 COMP4010 Lecture3: AR Technology
2022 COMP4010 Lecture3: AR Technology2022 COMP4010 Lecture3: AR Technology
2022 COMP4010 Lecture3: AR Technology
Mark Billinghurst
 
Trabalho final gimp
Trabalho final  gimpTrabalho final  gimp
Trabalho final gimp
inesantosilva
 
Movimentos camara
Movimentos camaraMovimentos camara
Movimentos camara
Horacio Guimaraes
 
Comp4010 Lecture7 Designing AR Systems
Comp4010 Lecture7 Designing AR SystemsComp4010 Lecture7 Designing AR Systems
Comp4010 Lecture7 Designing AR Systems
Mark Billinghurst
 
Do GUI aos ambientes imersos
Do GUI aos ambientes imersosDo GUI aos ambientes imersos
Do GUI aos ambientes imersos
Escola Secundária Rainha Dona Leonor
 
Jogos digitais: do entretenimento a educação
Jogos digitais: do entretenimento a educaçãoJogos digitais: do entretenimento a educação
Jogos digitais: do entretenimento a educação
Universidade Católica de Pernambuco
 
Cultura do palco
Cultura do palcoCultura do palco
Cultura do palco
Ana Barreiros
 
Interatividade
InteratividadeInteratividade
Interatividade
Domingos Andrade
 
Evolução do Cinema
Evolução do CinemaEvolução do Cinema
Evolução do Cinema
Sthefânia Fauro
 
Memorial do Convento: o tempo histórico
Memorial do Convento: o tempo históricoMemorial do Convento: o tempo histórico
Memorial do Convento: o tempo histórico
mariacel
 
Historia da Animação Digital
Historia da Animação DigitalHistoria da Animação Digital
Historia da Animação Digital
Dra. Camila Hamdan
 

Mais procurados (20)

Palestra realidade aumentada
Palestra   realidade aumentadaPalestra   realidade aumentada
Palestra realidade aumentada
 
O que é Realidade Aumentada?
O que é  Realidade Aumentada?O que é  Realidade Aumentada?
O que é Realidade Aumentada?
 
Projeto multimedia tutorial
Projeto multimedia tutorialProjeto multimedia tutorial
Projeto multimedia tutorial
 
Escultura barroca
Escultura barrocaEscultura barroca
Escultura barroca
 
Ingres
IngresIngres
Ingres
 
Create Your Own VR Experience
Create Your Own VR ExperienceCreate Your Own VR Experience
Create Your Own VR Experience
 
Realidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade AumentadaRealidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade Aumentada
 
Comp4010 Lecture8 Introduction to VR
Comp4010 Lecture8 Introduction to VRComp4010 Lecture8 Introduction to VR
Comp4010 Lecture8 Introduction to VR
 
Inteligência Artificial
Inteligência ArtificialInteligência Artificial
Inteligência Artificial
 
2022 COMP4010 Lecture3: AR Technology
2022 COMP4010 Lecture3: AR Technology2022 COMP4010 Lecture3: AR Technology
2022 COMP4010 Lecture3: AR Technology
 
Trabalho final gimp
Trabalho final  gimpTrabalho final  gimp
Trabalho final gimp
 
Movimentos camara
Movimentos camaraMovimentos camara
Movimentos camara
 
Comp4010 Lecture7 Designing AR Systems
Comp4010 Lecture7 Designing AR SystemsComp4010 Lecture7 Designing AR Systems
Comp4010 Lecture7 Designing AR Systems
 
Do GUI aos ambientes imersos
Do GUI aos ambientes imersosDo GUI aos ambientes imersos
Do GUI aos ambientes imersos
 
Jogos digitais: do entretenimento a educação
Jogos digitais: do entretenimento a educaçãoJogos digitais: do entretenimento a educação
Jogos digitais: do entretenimento a educação
 
Cultura do palco
Cultura do palcoCultura do palco
Cultura do palco
 
Interatividade
InteratividadeInteratividade
Interatividade
 
Evolução do Cinema
Evolução do CinemaEvolução do Cinema
Evolução do Cinema
 
Memorial do Convento: o tempo histórico
Memorial do Convento: o tempo históricoMemorial do Convento: o tempo histórico
Memorial do Convento: o tempo histórico
 
Historia da Animação Digital
Historia da Animação DigitalHistoria da Animação Digital
Historia da Animação Digital
 

Semelhante a Realidade virtual - Renata Bulhões

2011 06 08_open_week
2011 06 08_open_week2011 06 08_open_week
2011 06 08_open_week
Christopher Cerqueira
 
Realidade aumentada no ensino da história
Realidade aumentada no ensino da históriaRealidade aumentada no ensino da história
Realidade aumentada no ensino da história
Vítor J. Sá
 
Demonstrador virtual web com recursos de Realidade Aumentada - Apresentação
Demonstrador virtual web com recursos de Realidade Aumentada - ApresentaçãoDemonstrador virtual web com recursos de Realidade Aumentada - Apresentação
Demonstrador virtual web com recursos de Realidade Aumentada - Apresentação
Leonardo Pereira Santos
 
Realidade mista
Realidade mista Realidade mista
Realidade mista
Renata Bulhões Costa
 
Realidade Aumentada - Sociesc 2011
Realidade Aumentada - Sociesc 2011Realidade Aumentada - Sociesc 2011
Realidade Aumentada - Sociesc 2011
Lorival Smolski Chapuis
 
Realidade aumentada para dispositivos móveis
Realidade aumentada para dispositivos móveisRealidade aumentada para dispositivos móveis
Realidade aumentada para dispositivos móveis
Marcelo Maia
 
Realidade aumentada
Realidade aumentadaRealidade aumentada
Realidade aumentada
M Serafim
 
Realidade Aumentada aplicada na visualização de plantas baixas
Realidade Aumentada aplicada na visualização de plantas baixasRealidade Aumentada aplicada na visualização de plantas baixas
Realidade Aumentada aplicada na visualização de plantas baixas
Fabrício Martinezzi Beazim
 
Aula 3 I40 AR VR e IMP 3D
Aula 3 I40 AR VR e IMP 3DAula 3 I40 AR VR e IMP 3D
Aula 3 I40 AR VR e IMP 3D
VicenteTino
 
Realidade_Imersiva.pptx (3)
Realidade_Imersiva.pptx (3)Realidade_Imersiva.pptx (3)
Realidade_Imersiva.pptx (3)
rnagata
 
Apresentacao.pptx
Apresentacao.pptxApresentacao.pptx
Apresentacao.pptx
Lucas Pellizon
 
Realidade Virtual e a Ciência de Dados -latinoware
Realidade Virtual e a Ciência de Dados -latinowareRealidade Virtual e a Ciência de Dados -latinoware
Realidade Virtual e a Ciência de Dados -latinoware
Alessandro Binhara
 
Realidade Virtual e a Ciência de Dados
Realidade Virtual e a Ciência de DadosRealidade Virtual e a Ciência de Dados
Realidade Virtual e a Ciência de Dados
Alessandro Binhara
 
Realidade Aumentada
Realidade AumentadaRealidade Aumentada
Realidade Aumentada
Bruno da Costa Corrêa
 
2011 06 15_inpe_ra
2011 06 15_inpe_ra2011 06 15_inpe_ra
2011 06 15_inpe_ra
Christopher Cerqueira
 
HTML5 Mobile Aula 1
HTML5 Mobile Aula 1HTML5 Mobile Aula 1
HTML5 Mobile Aula 1
Jose Berardo
 
Apresentação1 mod3 PA23D
Apresentação1 mod3 PA23DApresentação1 mod3 PA23D
Apresentação1 mod3 PA23D
João Leal
 
3dsmax7
3dsmax73dsmax7
3dsmax7
Rubem Santana
 
Realidade Aumentada nas TIC
Realidade Aumentada nas TICRealidade Aumentada nas TIC
Realidade Aumentada nas TIC
Artur Coelho
 
Bizcool - Como construir carreiras para resolver problemas que ainda não exi...
Bizcool - Como construir carreiras para resolver problemas que ainda não exi...Bizcool - Como construir carreiras para resolver problemas que ainda não exi...
Bizcool - Como construir carreiras para resolver problemas que ainda não exi...
Bizcool | Escola Aceleradora
 

Semelhante a Realidade virtual - Renata Bulhões (20)

2011 06 08_open_week
2011 06 08_open_week2011 06 08_open_week
2011 06 08_open_week
 
Realidade aumentada no ensino da história
Realidade aumentada no ensino da históriaRealidade aumentada no ensino da história
Realidade aumentada no ensino da história
 
Demonstrador virtual web com recursos de Realidade Aumentada - Apresentação
Demonstrador virtual web com recursos de Realidade Aumentada - ApresentaçãoDemonstrador virtual web com recursos de Realidade Aumentada - Apresentação
Demonstrador virtual web com recursos de Realidade Aumentada - Apresentação
 
Realidade mista
Realidade mista Realidade mista
Realidade mista
 
Realidade Aumentada - Sociesc 2011
Realidade Aumentada - Sociesc 2011Realidade Aumentada - Sociesc 2011
Realidade Aumentada - Sociesc 2011
 
Realidade aumentada para dispositivos móveis
Realidade aumentada para dispositivos móveisRealidade aumentada para dispositivos móveis
Realidade aumentada para dispositivos móveis
 
Realidade aumentada
Realidade aumentadaRealidade aumentada
Realidade aumentada
 
Realidade Aumentada aplicada na visualização de plantas baixas
Realidade Aumentada aplicada na visualização de plantas baixasRealidade Aumentada aplicada na visualização de plantas baixas
Realidade Aumentada aplicada na visualização de plantas baixas
 
Aula 3 I40 AR VR e IMP 3D
Aula 3 I40 AR VR e IMP 3DAula 3 I40 AR VR e IMP 3D
Aula 3 I40 AR VR e IMP 3D
 
Realidade_Imersiva.pptx (3)
Realidade_Imersiva.pptx (3)Realidade_Imersiva.pptx (3)
Realidade_Imersiva.pptx (3)
 
Apresentacao.pptx
Apresentacao.pptxApresentacao.pptx
Apresentacao.pptx
 
Realidade Virtual e a Ciência de Dados -latinoware
Realidade Virtual e a Ciência de Dados -latinowareRealidade Virtual e a Ciência de Dados -latinoware
Realidade Virtual e a Ciência de Dados -latinoware
 
Realidade Virtual e a Ciência de Dados
Realidade Virtual e a Ciência de DadosRealidade Virtual e a Ciência de Dados
Realidade Virtual e a Ciência de Dados
 
Realidade Aumentada
Realidade AumentadaRealidade Aumentada
Realidade Aumentada
 
2011 06 15_inpe_ra
2011 06 15_inpe_ra2011 06 15_inpe_ra
2011 06 15_inpe_ra
 
HTML5 Mobile Aula 1
HTML5 Mobile Aula 1HTML5 Mobile Aula 1
HTML5 Mobile Aula 1
 
Apresentação1 mod3 PA23D
Apresentação1 mod3 PA23DApresentação1 mod3 PA23D
Apresentação1 mod3 PA23D
 
3dsmax7
3dsmax73dsmax7
3dsmax7
 
Realidade Aumentada nas TIC
Realidade Aumentada nas TICRealidade Aumentada nas TIC
Realidade Aumentada nas TIC
 
Bizcool - Como construir carreiras para resolver problemas que ainda não exi...
Bizcool - Como construir carreiras para resolver problemas que ainda não exi...Bizcool - Como construir carreiras para resolver problemas que ainda não exi...
Bizcool - Como construir carreiras para resolver problemas que ainda não exi...
 

Realidade virtual - Renata Bulhões

  • 1. REALIDADE VIRTUAL Renata Bulhões Costa Salvador, 2017 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE ARQUITETURA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO
  • 2. REALIDADE VIRTUAL 1. DEFINIÇÃO 2. ESTEREOSCOPIA 3. TIPOS DE REALIDADE 4. HISTÓRICO 5. FORMAS DE RV 6. PRODUTOS NA ARQUITETURA 7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA 8. DESVANTAGENS DOS MÉTODOS ATUAIS 9. VANTAGENS DA RV 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
  • 3. Uso da alta tecnologia para convencer o usuário de que ele está em outra realidade – um novo meio de estar e tocar em informações: Realidade Virtual é o lugar onde humanos e computadores fazem contato. (PIMENTEL,1995) Uma forma de visualizar, manipular e interagir em tempo real com ambientes tridimensionais simulados por computador. As principais características da tecnologia de RV e que a distinguem, atualmente de outras aplicações são: Imersão e interatividade (BURDEA; COIFFET, 1994) Características da tecnologia em cinco ‘i’s: Intensiva, Interativa, Imersiva, Ilustrativa, e Intuitiva. (SHERMAN & JUDKINS, 1992) 1. DEFINIÇÃO
  • 4. ESTEREOSCOPIA do grego stereos, "sólido, tridimensional“ + skopeō, "ver“ • Percepção da profundidade = imagem olho esquerdo + imagem olho direito 2. ESTEREOSCOPIA ESTEREOSCOPIA NATURAL ESTEREOSCOPIA ARTIFICIAL PARALAXE Diferença de posição aparente Um objeto visto por dois ângulos diferentes (olho direito e esquerdo)
  • 5. Estereoscopia artificial Realidade virtual utiliza dispositivos que simulam a visão estereoscópica. 2. ESTEREOSCOPIA ESTEREOSCOPIA NATURAL ESTEREOSCOPIA ARTIFICIAL
  • 6. “Realidade/Virtualidade Contínua” 3. TIPOS DE REALIDADE Elementos virtuais no ambiente real Ambiente real Realidade Aumentada Virtualidade Aumentada Realidade virtual Milgram e Kishino (1994) Elementos reais ao ambiente virtual Ambiente totalmente virtual
  • 7. 3. TIPOS DE REALIDADE Mundo físico do usuário por um mundo virtual Mundo físico do usuário com elementos digitais, sem a possibilidade de interação. Mundo físico do usuário com elementos digitais, em forma de hologramas, com a possibilidade de interação.
  • 8. 4. HISTÓRICO 1962 1965 1977 1986 19891950 SIMULADOR • Simuladores de voo • Força Aérea dos Estados Unidos • Depois da Segunda Guerra Mundial.
  • 9. 4. HISTÓRICO 1962 1965 1977 1986 19891950 SIMULADOR SENSORAMA • Simuladores de voo • Força Aérea dos Estados Unidos • Depois da Segunda Guerra Mundial. • Simulador Sensorama • Cabine = filmes 3D + experiências multissensoriais Som estéreo + Vibrações mecânicas Aromas + Ar movimentado por ventiladores
  • 10. 4. HISTÓRICO 1962 1965 1977 1986 19891950 SIMULADOR SENSORAMA SKETCHPAD • Simuladores de voo • Força Aérea dos Estados Unidos • Depois da Segunda Guerra Mundial. • Simulador Sensorama • Cabine = filmes 3D + experiências multissensoriais • Desenho de projetos diretamente na tela • Uso de uma caneta ótica • Ratifica o uso de computadores para auxiliar projetos • Ivan Sutherland Som estéreo + Vibrações mecânicas Aromas + Ar movimentado por ventiladores
  • 11. 4. HISTÓRICO 1962 1965 1977 1986 19891950 SIMULADOR SENSORAMA SKETCHPAD LUVA DE DADOS • Simuladores de voo • Força Aérea dos Estados Unidos • Depois da Segunda Guerra Mundial. • Simulador Sensorama • Cabine = filmes 3D + experiências multissensoriais • Primeiras luvas digitais desenvolvidas Som estéreo + Vibrações mecânicas Aromas + Ar movimentado por ventiladores • Desenho de projetos diretamente na tela • Uso de uma caneta ótica • Ratifica o uso de computadores para auxiliar projetos • Ivan Sutherland
  • 12. 4. HISTÓRICO 1962 1965 1977 1986 19891950 SIMULADOR SENSORAMA SKETCHPAD LUVA DE DADOS NASA • Simuladores de voo • Força Aérea dos Estados Unidos • Depois da Segunda Guerra Mundial. • Simulador Sensorama • Cabine = filmes 3D + experiências multissensoriais • Primeiras luvas digitais desenvolvidas • Manipulação objetos virtuais diretamente através do movimento das mãos. • Início de muitos programas de pesquisa em Realidade Virtual no mundo inteiro.Som estéreo + Vibrações mecânicas Aromas + Ar movimentado por ventiladores • Desenho de projetos diretamente na tela • Uso de uma caneta ótica • Ratifica o uso de computadores para auxiliar projetos • Ivan Sutherland
  • 13. • Simuladores de voo • Força Aérea dos Estados Unidos • Depois da Segunda Guerra Mundial. 4. HISTÓRICO 1962 1965 1977 1986 19891950 • Simulador Sensorama • Cabine = filmes 3D + experiências multissensoriais • Primeiras luvas digitais desenvolvidas • Manipulação objetos virtuais diretamente através do movimento das mãos. • Início de muitos programas de pesquisa em Realidade Virtual no mundo inteiro. • AutoDesk® cria o primeiro sistema de Realidade Virtual baseado num computador pessoal. Som estéreo + Vibrações mecânicas Aromas + Ar movimentado por ventiladores SIMULADOR SENSORAMA SKETCHPAD LUVA DE DADOS NASA AUTODESK • Desenho de projetos diretamente na tela • Uso de uma caneta ótica • Ratifica o uso de computadores para auxiliar projetos • Ivan Sutherland
  • 14. SIMULAÇÃO Inserção no mundo totalmente virtual Reage aos comandos do usuário 5. FORMAS DE RV RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA Tratamento de fobias e traumas Treinamentos Entretenimento
  • 15. RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA CAPACETE DE IMERSÃO HMD - Head Mounted Displays Oculus Rift Samsung Gear VR Google Cardboard Loox VR MONITOR DISPOSITIVOS VISUAIS DISPOSITIVOS HÁPTICOS DISPOSITIVOS AUDITIVOS 5. FORMAS DE RV
  • 16. RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA DISPOSITIVOS VISUAIS DISPOSITIVOS HÁPTICOS DISPOSITIVOS AUDITIVOS LUVA DE DADOS Reconhecimento tátil CONTROLES Oculus Rift TECLADO E MOUSE Samsung Gear VR Captura gestos 5. FORMAS DE RV
  • 17. RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA DISPOSITIVOS VISUAIS DISPOSITIVOS HÁPTICOS DISPOSITIVOS AUDITIVOS Som Estéreo Som tridimensional que pode vir de qualquer direção Não integrado Integrado 5. FORMAS DE RV
  • 18. TELEPRESENÇA Telerobô atua sobre o um mundo real Câmeras de vídeo + microfones remotos Dificuldade de transferência RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA 5. FORMAS DE RV
  • 19. PROJEÇÃO RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA Tela panorâmica CAVE Mesa virtual • Tela curva 180º • Sala com paredes, piso e teto • Funcionam como telas para a projeção sincronizada • Sensação de imersão • Visualização em grupo • Base horizontal de vidro • Projeta-se uma imagem com efeitos estereoscópicos 5. FORMAS DE RV
  • 20. REALIDADE AUMENTADA Visão do ambiente real + objetos virtuais RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA Marcador X Sem marcador Óculos transparentes X Dispositivos móveis 5. FORMAS DE RV
  • 21. REALIDADE MISTA Hologramas com possibilidades de interação RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA * Hololens – Microsoft 5. FORMAS DE RV https://www.youtube.com/watch?v=qym11JnFQBM
  • 22. 6. PRODUTOS NA ARQUITETURA Renderizado X Não renderizadoImersivo X Não imersivo Interativo X Não interativo Representação • Construído ou não • Ambiente • Edificação • Bairro • Cidade Produtos • Imagem 360° • Tour virtual • Real time Render • Modelo 3D RV • Modelo 3D RA Usuários • Arquitetos • Engenheiros • Técnicos • Incorporadores • Clientes
  • 23. IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA Virtual reality experience in architectural visualization https://www.youtube.com/watch?v=hO4bKWZ3v1U • Imagem 360° • Plataforma visualizadora • Imagem dupla • Simulação da visão estereoscópica • Giro 360° • Posicionamento estático 6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
  • 24. IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA Decorado virtual, Mooca - SP http://www.rossiresidencial.com.br/tourvirtual/tour_estilo_mooca/index.html 6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
  • 25. IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA Architecture Real-time - Unreal Engine 4 https://www.youtube.com/watch?v=eTt7AGIpV2I • Arquivo VRML • Visualizador • Deslocamento livre • Opções de interatividade 6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
  • 26. IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA Architectural Design in Virtual Reality - VRtisan - Unreal Engine VR https://www.youtube.com/watch?v=dXI8Z-tu1PY • Modelo não renderizado • Criação em RV • Processo projetual 6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
  • 27. IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA RD3 - Rossi Villa Bella | Realidade Aumentada + Tour Virtual 360º https://www.youtube.com/watch?v=8lnz4Uz1G2E • Modelo 3D em RA • Marcador 6. PRODUTOS NA ARQUITETURA
  • 28. 7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA CONCEPÇÃO PROCESSO PROJETUAL PROMOCIONAL CONSTRUÇÃO OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DOCUMENTAÇÃO E RESTAURAÇÃO • Compreensão do terreno • Soluções para implantação • Estudo dos volumes • Projeto Paramétrico • Compreensão do modelo • Rapidez aprovação • Comercialização sem presença física • Decoração do ambiente • Visualização da construção in loco • Planejamento da obra • Instrução de montagem • Visualização de instalações ocultas • Instruções de percurso • Interação com o patrimônio • Visualização de ruínas
  • 29. RA móvel: Tablet “Realidade Aumentada na Visualização de Soluções do Projeto de Arquitetura”| Lorena Moreira e Regina Ruschel |Sigradi, 2015 CONCEPÇÃO RA projetada: Projetor multimídia • Melhor opção nessa situação • Possibilita um maior campo de visão • Permite uma maior interação entre pessoas • Melhor qualidade de imagem • Manuseio fica restrito • Dificulta o processo colaborativo Concepção do projeto • Estudo de implantação de um conjunto habitacional • Workshop da UNICAMP, 2014 • 5 avaliadores • Análise de dois dispositivos de visualização. Aplicação da Realidade aumentada Processo colaborativo 7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA
  • 30. Projeto do Walt Disney Concert Hall | Frank Gehry | Los Angeles | 2003 • Utilização da Realidade Virtual • CAVE • Projeto colaborativo • Modelo 3D + Técnicas RV + metadados 7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA PROCESSO PROJETUAL
  • 31. Maior realidade aumentada do mundo| Empreendimento comercial Fibrasa Connection | Rossi | Vitória – ES | 2010 • Guinness Book • Maior RA do mundo • Representar o empreendimento aos clientes • Lona de vinil como marcador de RA de 900 m2 no local 7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA PROMOCIONAL Clientes helicóptero futuro edifício câmera + notebookno para visualizar através
  • 32. Mobiliário in loco por Realidade aumentada | Aplicativo Amikasa | 7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA PROMOCIONAL Escolha o formato do ambiente: Adicione as dimensões: Busque e edite móveis: Posicione no local:
  • 33. “Utilização de técnicas de realidade virtual para treinamento técnico na construção civil”| F. P. Stange, S. Scheer |Paraná | 2012 7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA CONSTRUÇÃO • Realidade virtual no canteiro de obra • Simular montagem de uma fôrma para moldar um pilar de concreto • Ensino de técnicas construtivas
  • 34. “Realidade aumentada como auxílio à montagem de parede em wood-frame”| Ana Regina Cuperschmid, Marina Graf e Márcio| 2016 7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA CONSTRUÇÃO • Uso de RA • Parede wood-frame • Instruções de montagem • BIM RA
  • 35. “Aplicações de Realidade Aumentada no Canteiro de Obras” |Jonas de Assis, Max de Andrade e Mikael Brochardt |Pernambuco| Sigradi, 2016 7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA CONSTRUÇÃO Utilização da realidade aumentada na visualização de projetos de instalações para a execução Tubulações hidráulicas REALIDADE AUMENTADA • Tornar visível o que está oculto • Tornar visível futura realidade • Marcador fiducial Cuba a ser instalada DIFICULDADES: • Leitura a partir de marcadores • Canteiro de obras • Espaço em construção • Remoção / Reposicionamento do marcador
  • 36. “Aplicações de Realidade Aumentada no Canteiro de Obras” |Jonas de Assis, Max de Andrade e Mikael Brochardt |Pernambuco| Sigradi, 2016 7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO REALIDADE AUMENTADA MARKLESS • Sem marcadores • Mais versátil e prática • Rastreamento • Sistema SitePack • Através do uso do Tablet = Câmera + caneta • Correspondência entre linhas do modelo físico e virtual • Sobreposição do virtual no real – sem marcadores
  • 37. Turismo + interatividade + documentação do patrimônio 7. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA DOCUMENTAÇÃO E RESTAURO Reconstrução de cidades históricas (RA) Ar-media, 2013 Pontos turísticos da Toscana Barcelona em Florianópolis (RV) Viagem virtualApp da Toscana (RA)
  • 38. • Difícil entender a relação entre elementos do projeto • Alto investimento • Necessidade de presença física • Limite de horário • Lugar fixo • Não permite diferentes LODs em um único modelo • Dificuldade de visualização • Desperdício 8. DESVANTAGENS DOS MÉTODOS ATUAIS Perspectivas: Imóveis decorados físicos: Maquetes físicas: Folders impressos
  • 39. 9. VANTAGENS DA REALIDADE VIRTUAL DECISÕES PROJETUAIS DIFERENTES LODS (Level of detail) COMPREENSÃO DE MODELOS COMPLEXOS (Projetos Paramétricos e Arquitetura Fluída) FAVORE PROJETOS COLABORATIVOS REDUZ RETRABALHO E ERROS CUSTO BAIXO E EVITA DESPERDÍCIO
  • 40. 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO Produção de VR 2016 40% Europa 9% América do Sul Trabalhos em VR 43% Empresa de Visualização arquitetônica 22% Empresa de Arquitetura Fonte: Cg architect
  • 41. 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES Efeitos colaterais Náuseas Cansaço visual Dores de cabeça Fonte: G1 PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO
  • 42. 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES Fonte: IEEE/2016 - Institute of Electrical and Electronic Engineers Feira de tecnologia 52% headsets obsoletos até 2030 60% sentem um grau de desconforto 36% apostam no impacto na educação 24% apostam no impacto na engenharia PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO
  • 43. 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES Meu passeio virtual Plataforma de Imagens 360° VRML - complexa a implementação Má experiência com leigos Noção de como funcionam os games PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO Fonte: Acervo pessoal
  • 44. 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES Arquiteto de novas realidades Programação + Gamification + RV + RA Impacto da arquitetura tradicional Fonte: El país PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO
  • 45. 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES Fonte: Super interessante Lentes de contato Lentes com microcâmeras integradas Conexão wifi PAÍSES PROFISSÕESEFEITOS COLATERAIS HEADSETS VRML LENTE DE CONTATO
  • 46. REFERÊNCIAS NETO, Ruy Alberto de Assis Espinheira. ARQUITETURA DIGITAL A REALIDADE VIRTUAL, SUAS APLICAÇÕES E POSSIBILIDADES. . [2004 ]. 72 p. TESE (MESTRE EM CIÊNCIAS EM ENGENHARIA CIVIL)- UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO, RIO DE JANEIRO, 2004. GRILO, Leonardo et al. POSSIBILIDADES DE APLICAÇÃO E LIMITAÇÕES DA REALIDADE VIRTUAL NA ARQUITETURA E NA CONSTRUÇÃO CIVIL. 16 p. ARTIGO (Mestrado em Engenharia)- EPUSP, SP,. DE FREITAS, Márcia Regina ; RUSCHEL, Regina . Aplicação de realidade virtual e aumentada em arquitetura. Arquitetura Revista, SP, p. 127-135, dez. 2010. MOREIRA, Lorena Claudia de Souza. EXPRESSÃO GRÁFICA ATRAVÉS DA REALIDADE AUMENTADA E BIM: UMA EXPERIÊNCIA DE VISUALIZAÇÃO. In: GRAPHICA, 2013, FLORIANÓPOLIS. SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOMETRIA DESCRITIVA E DESENHO TÉCNICO... FLORIANÓPOLIS: [s.n.], 2013. p. 1-13. SEABRA, R. D.; SANTOS, E. T. Utilização de técnicas de realidade virtual no projeto de uma ferramenta 3D para desenvolvimento da habilidade de visualização espacial. Revista Educação Gráfica, Bauru, n.9, p.111-122, 2005. PAES, Daniel Carneiro; ARANTES, Eduardo Marques. A REALIDADE VIRTUAL IMERSIVA COMO TECNOLOGIA DE SUPORTE À COMPREENSÃO DE MODELOS COMPUTACIONAIS. 2015, RECIFE.ENCONTRO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO... RECIFE: [s.n.], 2015. p. 1-12. NETTO, ANTONIO VALERIO; MACHADO, LILIANE DOS SANTOS; DE OLIVEIRA, MARIA CRISTINA FERREIRA. Realidade Virtual - Definições, Dispositivos e Aplicações. 2002. 34 p. ARTIGO (Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação)- USP, SP, 2002. MOREIRA, Lorena Claudia de Souza; RUSCHEL, Regina Coeli. Realidade Aumentada na Visualização de Soluções do Projeto de Arquitetura. 2015, FLORIANÓPOLIS. SIGRADI ... FLORIANÓPOLIS: [s.n.], 2015. p. 192-196. ITO, Elica; AFFINI, Letícia Passos. Realidade Aumentada para Dispositivos Móveis e Portáteis. In: Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste, 2011, SP. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação... SP: [s.n.], 2011. p. 1-12.
  • 47. REFERÊNCIAS CUPERSCHMID, Ana Regina Mizrahy; GRACHET, Marina Graf; MÁRCIO MINTO, Márcio Minto. REALIDADE AUMENTADA COMO AUXÍLIO À MONTAGEM DE PAREDE EM WOOD-FRAME. PARC Pesq. em Arquit. e Constr, Campinas, SP, p. 266-276, dez. 2015. Disponível em: <http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc>. Acesso em: 25 jun. 2017. CUPERSCHMID, A. R. M.; GRACHET, M. G.; FABRÍCIO, M. M. Development of an Augmented Reality environment for the assembly of precast wood-frame wall from the BIM model. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 16, n. 4, p. 63-78, out./dez. 2016. DE ASSIS, Jonas H. G.; DE ANDRADE, Max L. V.; BROCHARDT, Mikael M. de S. A. Aplicações de Realidade Aumentada no Canteiro de Obras: Proposta de utilização na visualização de projetos de instalações para a execução. In: Congress of the Iberoamerican Society of Digital Graphics, 2016, BUENOS AIRES, ARGENTINA. SIGRADI ... BUENOS AIRES, ARGENTINA: [s.n.], 2016. p. 662-667. DA SILVA, Diego Leite; HEIDRICH, Felipe Etchegaray. Visualização interativa de modelos BIM em tablets: comparação de aplicativos de uso livre. 2015, FLORIANÓPOLIS. SIGRADI ... FLORIANÓPOLIS: [s.n.], 2015. p. 20-24. STANGE, F. P.; SCHEER, S. UTILIZAÇÃO DE TÉCNICAS DE REALIDADE VIRTUAL E VISUALIZAÇÃO CIENTÍFICA PARA DESENVOLVIMENTO DE UM AMBIENTE DE TREINAMENTO TÉCNICO NA CONSTRUÇÃO CIVIL. 2012, SP. WORLD CONGRESS ON COMPUTATIONAL MECHANICS... SP: [s.n.], 2012. p. 1-19. HAYMAKER, John; FISCHER, Martin. Challenges and Benefits of 4D Modeling on the Walt Disney Concert Hall Project. 2001. 17 p. CIFE Working Paper (CENTER FOR INTEGRATED FACILITY ENGINEERING)- STANFORD UNIVERSITY, Stanford, CA, 2001. CUPERSCHMID, Ana Regina M.; RUSCHEL, Regina Coeli; DE G MONTEIRO, Ana Maria R. Reconhecimento de modelos 3D em realidade aumentada móvel. In: Proceedings of the 12th Brazilian Symposium on Human Factors in Computing Systems. Brazilian Computer Society, 2013. p. 288- 291.
  • 50. RV DE SIMULAÇÃO TELEPRESENÇA RV DE PROJEÇÃO REALIDADE AUMENTADA *REALIDADE MISTA 5. FORMAS DE RV
  • 51. 8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA IMAGEM 360° TOUR VIRTUAL REAL TIME RENDER MODELO 3D RV MODELO 3D RA Autodesk LIVE https://www.youtube.com/watch?v=bVoAaMKlPtk&t=126s BIM para VRML
  • 52. • Linguagem de RV • Descrição geométrica + dados • Possível interatividade: Deslocar, visualizar diferentes ângulos, adicionar luz, produzir som, abrir outro arquivo • Ajustes de diferentes níveis de detalhe (LODs) Autodesk LIVE Tradução do BIM em Realidade Virtual sem perder os metadados da construção 7. VRML (Virtual Reality Modeling Language)
  • 53. “Realidade Aumentada na Visualização de Soluções do Projeto de Arquitetura”| Lorena Moreira e Regina Ruschel |Sigradi, 2015 8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA CONCEPÇÃO Análise de transparência das imagens na RA: • Melhor opção • Menos invasiva • Mais incorporável ao terreno • Visualiza o terreno através da imagem (em caso de demolições + vegetação existente) • Menos indicada • Confusa • Contorno das edificações se confundia com o terreno IMAGENS OPACAS IMAGENS COM TRANSPARÊNCIA DE 50% IMAGENS VAZADAS • Impossibilita a interação visual com o existente
  • 54. “Augmented reality - Recognition of multiple models simultaneously” | Ana Regina Cuperschmid, Regina Ruschel e Ana Maria Monteiro | 2015 8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA CONCEPÇÃO • Equipamento urbanos • Dimensões variadas • Visualizados simultaneamente • Projeto participativo em Realidade Aumentada Reconhecimento dos modelos 3D Ipad Ipad com auxílio de projetor EquipAR!Modelo 3D no Revit
  • 55. “Augmented reality - Recognition of multiple models simultaneously” | Ana Regina Cuperschmid, Regina Ruschel e Ana Maria Monteiro | 2015 8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA CONCEPÇÃO Resultado: em Realidade Aumentada Reconhecimento dos modelos 3D Ipad Ipad com auxílio de projetor
  • 56. “Visualização interativa de modelos BIM em tablets: aplicativos de uso livres”| Diego Silva e Felipe Heidrich | Sigradi, 2015 8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA PROCESSO PROJETUAL • Banco de dados • Geometria 3D • Elementos paramétricos • Estimula a experimentação • Diminui conflitos • Facilita revisões • Aumenta produtividade BIM Aplicativo BIM + Explorer Aplicativo BIMx Aplicativo BIM 360° GLUE
  • 57. Starbucks, Japão 8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA PROCESSO PROJETUAL • Projeto não padronizado • Características regionais • 2009 – AutoCAD por Revit • BIM – Projeto colaborativo • Modelo 3D – Agilidade de aprovação • 2016 – Uso de Realidade virtual • Compartilhamento de ideias Revit Revit Live Conteúdo VR Fonte: Archdaily
  • 58. “Aplicação de realidade virtual e aumentada em Arquitetura” | Regina Ruschel e Márcia de Freitas |2010 OCAR (Outoor Collaborative Augmented Reality) • Desenvolvido na Vienna University of Technology • Áustria, em 2003 • Para pedestre andar pela cidade de Vienna • Pontos de referência artificiais e condução ao destino desejado. 8. APLICAÇÕES NA ARQUITETURA OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO
  • 60. 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES PAÍSES APT DECORADO PROFISSÕES EFEITOS COLATERAIS HEADSETS RESOLUÇÃO REALIDADE MISTAVRML LENTE DE CONTATO
  • 61. 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES PAÍSES APT DECORADO PROFISSÕES EFEITOS COLATERAIS HEADSETS RESOLUÇÃO REALIDADE MISTAVRML LENTE DE CONTATO
  • 62. 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES PAÍSES APT DECORADO PROFISSÕES EFEITOS COLATERAIS HEADSETS RESOLUÇÃO REALIDADE MISTAVRML LENTE DE CONTATO
  • 63. 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
  • 64. 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES
  • 65. Ampliar o uso para o desenvolvimento de projeto e não apenas para fins comerciais 10. DESAFIOS E POSSIBILIDADES Utilização da RV sem a necessidade de vários dispositivos Realidade mista Dedicação de profissionais da área de arquitetura no estudo de aplicações e desenvolvimento de RV Estudos por pessoas de computação, eh necessário envolvimento de cada área específica para definir novos usos