SlideShare uma empresa Scribd logo
Realidade Virtual e
Realidade Aumentada
em Jogos Daiane Mendes
Raul Araújo
Ronildo Oliveira
Thársis Salathiel
Agenda
× Realidade Virtual
× Conceito;
× História;
× Classificação de Sistemas de Realidade Virtual;
× Aplicações em Jogos.
× Realidade Aumentada
× Conceito;
× História;
× Como funciona?
× Aplicações em Jogos.
× Referências
Realidade
Virtual
“Realidade Virtual é uma interface avançada
para aplicações computacionais, onde o
usuário pode navegar e interagir, em tempo
real, em um ambiente tridimensional gerado
por computador, usando dispositivos
multisensoriais. (KIRNER, 1995).
Sensorama - anos 50
× Imagens 3D
× Som estéreo
× Sensações de vento e
aromas
Virtual Boy - 1995
× Monocromático
× Causava dores de cabeças
× Poucos jogos
× Pouca portabilidade
× Maior Fracasso da
Nintendo!
Realidade Virtual e Realidade Aumentada em Jogos
Classificação de Sistemas de
Realidade Virtual
× Sistemas RV Não imersivos;
× Sistemas RV Semi imersivos;
× Sistemas RV Imersivos.
Sistemas de RV Não Imersivos
Conhecida também como Windows on World
(WoW) (Onyesolu, 2006).
Usa um sistema desktop, o ambiente virtual é
visto através de um portal ou janela utilizando
um monitor de alta resolução.
Interação ocorre por meios convencionais como
teclado, mouse, trackball.. (in memorian).
Sistemas de RV Semi Imersivos
Sistemas de computação gráfica de relativa
alta performance na qual pode unir-se com um
monitor de grande resolução, sistemas de
projeção em larga escala ou de projeção
múltipla.
Usa um amplo campo de visão. esses sistemas
aumentam o sentimento de imersão do
usuário. Imagem estereográficas podem ser
alcançadas usando algum tipo de óculos.
Sistemas de RV Imersivos
CAVE
Sistemas de RV Imersivos
É a experiência mais direta de um ambiente
virtual. Faz uso de um Head Mounted Display
(HMD) ou um Binocular Omni-Orientation
Monitor (BOOM) além de dispositivos de
rastreamento e dispositivo tátil.
HMD e BOOM são pequenos monitores
posicionados na frente de cada olho que provê
as imagens.
Sistemas de RV Imersivos
(Equipamentos)
Exemplo de HDM (Sony) Exemplo de BOOM
RV Google Cardboard (Ultimate Sniper)
“Limites” do RV em Skyrim
Realidade
Aumentada
“Realidade Aumentada é a inserção de objetos
virtuais no ambiente físico, mostrada ao
usuário, em tempo real, com o apoio de
algum dispositivo tecnológico, usando a
interface do ambiente real, adaptada para
visualizar e manipular os objetos reais e
virtuais.” (KIRNER, 2008).
Histórico
× 1968: Ivan Sutherland cria o
primeiro capacete de Realidade
Aumentada
× 1975: Myron Krueger cria um
laboratório de realidade virtual
chamado “Videoplace”
× 1989: Jaron Lanier inventa o termo
“Realidade Virtual”
× 1990: Tom Caudell cria o termo
“Realidade Ampliada”
Como
Funciona?
Componentes básicos:
× Objeto Real
× Câmera
× Software
O processo de formação do objeto
virtual:
× Coloca-se o objeto real em frente à câmera;
× A câmera “enxerga” o objeto e manda as
imagens, em tempo real, para o software;
× O software já estará programado para retornar
determinado objeto virtual, dependendo do
objeto real que for mostrado à câmera.
× O dispositivo de saída (que pode ser uma
televisão ou monitor de computador) exibe o
objeto virtual em sobreposição ao real, como se
ambos fossem uma coisa só.
Nissan 370Z
Aplicações
× Interação
× Ambientes Abertos
× Simulação
× Móvel
Exemplos
× VeinViewer
Exemplos
× Google Glass
Exemplos
× Hololens
Referências
● Desenvolvimento de um Jogo Sério para Apoiar a Educação Ambiental:
http://www.sbgames.
org/sbgames2013/proceedings/workshop/WorkshopVAR-18_Full.pdf
Acessado em 07/06/2016
● Augmented Reality: http://mashable.com/category/augmented-reality/
Acessado em 08/06/2016
● VeinViewer - GPS Vascular: http://www.veinviewer.com.br/ Acessado em
08/06/2016
● Hololens Microsoft: https://www.microsoft.com/microsoft-hololens/en-
us Acessado em 08/06/2016
● Media Art Net | Krueger, Myron: Videoplace http://www.
medienkunstnetz.de/works/videoplace/ Acessado em 08/06/2016
● Onyesolu, M.O. (2006). Virtual reality: An emerging computer technology
of the 21st century. International Journal of Electrical and
Telecommunication Systems Research, Vol. 1, No.1, (August 2006) 36-40,
ISSN 0795-2260.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Modelagem 3D e Blender
Modelagem 3D e Blender Modelagem 3D e Blender
Modelagem 3D e Blender
Carlos Campani
 
Teoriadainteractividade
TeoriadainteractividadeTeoriadainteractividade
Teoriadainteractividade
Pelo Siro
 
14 o sistema nervoso
14   o sistema nervoso14   o sistema nervoso
14 o sistema nervoso
Rebeca Vale
 
Inteligencia artificial 1
Inteligencia artificial 1Inteligencia artificial 1
Inteligencia artificial 1
Nauber Gois
 
Administração de-medicamentos
Administração de-medicamentosAdministração de-medicamentos
Administração de-medicamentos
Madja Figueiredo
 
Palestra realidade aumentada
Palestra   realidade aumentadaPalestra   realidade aumentada
Palestra realidade aumentada
Paulo Vinícius Moreira Dutra
 
Patologia obstetricia 2016
Patologia obstetricia  2016Patologia obstetricia  2016
Patologia obstetricia 2016
angelalessadeandrade
 
Realidade virtual - Renata Bulhões
Realidade virtual  - Renata BulhõesRealidade virtual  - Renata Bulhões
Realidade virtual - Renata Bulhões
Renata Bulhões Costa
 
Sistema nervoso periférico
Sistema nervoso periféricoSistema nervoso periférico
Sistema nervoso periférico
Ewerton Marinho
 
Inteligência artificial - trabalho área de integração 10ºano
Inteligência artificial - trabalho área de integração 10ºanoInteligência artificial - trabalho área de integração 10ºano
Inteligência artificial - trabalho área de integração 10ºano
Hus Juky
 
Manuseio bomba de infusao
Manuseio bomba de infusao Manuseio bomba de infusao
Manuseio bomba de infusao
Ivanilson Ribeiro
 
Inteligência Artificial
Inteligência ArtificialInteligência Artificial
Inteligência Artificial
Kennedy Ferreira
 
Evolução da Tecnologia e seu Contexto Histórico
Evolução da Tecnologia e seu Contexto HistóricoEvolução da Tecnologia e seu Contexto Histórico
Evolução da Tecnologia e seu Contexto Histórico
Agostinho NSilva
 
Limpeza terminal
Limpeza terminalLimpeza terminal
Limpeza terminal
Viviane da Silva
 
Assepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsiaAssepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsia
Fernando de Oliveira Dutra
 
Sistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humanaSistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humana
Marília Gomes
 
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia HumanaSistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Enfº Ícaro Araújo
 
Dimencionamento de pessoal
Dimencionamento de pessoalDimencionamento de pessoal
Dimencionamento de pessoal
Kerliana Sena Silva
 
Treinamento de CME
Treinamento de CMETreinamento de CME
Treinamento de CME
Gilson Betta Sevilha
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
Carlos Lemos
 

Mais procurados (20)

Modelagem 3D e Blender
Modelagem 3D e Blender Modelagem 3D e Blender
Modelagem 3D e Blender
 
Teoriadainteractividade
TeoriadainteractividadeTeoriadainteractividade
Teoriadainteractividade
 
14 o sistema nervoso
14   o sistema nervoso14   o sistema nervoso
14 o sistema nervoso
 
Inteligencia artificial 1
Inteligencia artificial 1Inteligencia artificial 1
Inteligencia artificial 1
 
Administração de-medicamentos
Administração de-medicamentosAdministração de-medicamentos
Administração de-medicamentos
 
Palestra realidade aumentada
Palestra   realidade aumentadaPalestra   realidade aumentada
Palestra realidade aumentada
 
Patologia obstetricia 2016
Patologia obstetricia  2016Patologia obstetricia  2016
Patologia obstetricia 2016
 
Realidade virtual - Renata Bulhões
Realidade virtual  - Renata BulhõesRealidade virtual  - Renata Bulhões
Realidade virtual - Renata Bulhões
 
Sistema nervoso periférico
Sistema nervoso periféricoSistema nervoso periférico
Sistema nervoso periférico
 
Inteligência artificial - trabalho área de integração 10ºano
Inteligência artificial - trabalho área de integração 10ºanoInteligência artificial - trabalho área de integração 10ºano
Inteligência artificial - trabalho área de integração 10ºano
 
Manuseio bomba de infusao
Manuseio bomba de infusao Manuseio bomba de infusao
Manuseio bomba de infusao
 
Inteligência Artificial
Inteligência ArtificialInteligência Artificial
Inteligência Artificial
 
Evolução da Tecnologia e seu Contexto Histórico
Evolução da Tecnologia e seu Contexto HistóricoEvolução da Tecnologia e seu Contexto Histórico
Evolução da Tecnologia e seu Contexto Histórico
 
Limpeza terminal
Limpeza terminalLimpeza terminal
Limpeza terminal
 
Assepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsiaAssepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsia
 
Sistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humanaSistema reprodutor - Anatomia humana
Sistema reprodutor - Anatomia humana
 
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia HumanaSistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
 
Dimencionamento de pessoal
Dimencionamento de pessoalDimencionamento de pessoal
Dimencionamento de pessoal
 
Treinamento de CME
Treinamento de CMETreinamento de CME
Treinamento de CME
 
Sistema circulatorio
Sistema circulatorioSistema circulatorio
Sistema circulatorio
 

Destaque

Avaliação Heurística de um Ambiente Virtual para Análise de Rotas de Execução...
Avaliação Heurística de um Ambiente Virtual para Análise de Rotas de Execução...Avaliação Heurística de um Ambiente Virtual para Análise de Rotas de Execução...
Avaliação Heurística de um Ambiente Virtual para Análise de Rotas de Execução...
Ronildo Oliveira
 
Towards a Computational Model of Melody Identification in Polyphonic Music
Towards a Computational Model of Melody Identification in Polyphonic MusicTowards a Computational Model of Melody Identification in Polyphonic Music
Towards a Computational Model of Melody Identification in Polyphonic Music
Ronildo Oliveira
 
Scape From Weirdland - O Jogo
Scape From Weirdland - O JogoScape From Weirdland - O Jogo
Scape From Weirdland - O Jogo
Ronildo Oliveira
 
A relevância da participação em centros acadêmicos para a formação complement...
A relevância da participação em centros acadêmicos para a formação complement...A relevância da participação em centros acadêmicos para a formação complement...
A relevância da participação em centros acadêmicos para a formação complement...
Ronildo Oliveira
 
Relato de Experiência de Monitoria da Disciplina de Estrutura de Dados, Estr...
Relato de Experiência de Monitoria da Disciplina de  Estrutura de Dados, Estr...Relato de Experiência de Monitoria da Disciplina de  Estrutura de Dados, Estr...
Relato de Experiência de Monitoria da Disciplina de Estrutura de Dados, Estr...
Ronildo Oliveira
 
Resolução Parcial - Redes de Computadores - Kurose 6ª Edição
Resolução Parcial - Redes de Computadores - Kurose 6ª EdiçãoResolução Parcial - Redes de Computadores - Kurose 6ª Edição
Resolução Parcial - Redes de Computadores - Kurose 6ª Edição
Ronildo Oliveira
 
Slide Encontros Universitários 2015 UFC - SOLID, Design de Software e Progra...
Slide Encontros Universitários 2015 UFC  - SOLID, Design de Software e Progra...Slide Encontros Universitários 2015 UFC  - SOLID, Design de Software e Progra...
Slide Encontros Universitários 2015 UFC - SOLID, Design de Software e Progra...
Ronildo Oliveira
 
Realidade Virtual - O Futuro é agora!
Realidade Virtual - O Futuro é agora!Realidade Virtual - O Futuro é agora!
Realidade Virtual - O Futuro é agora!
Pedro Kayatt
 
Realidade virtual
Realidade virtualRealidade virtual
Realidade virtual
Vitor Faria
 
Realidade Aumentada
Realidade AumentadaRealidade Aumentada
Realidade Aumentada
diogom1603
 
Passo a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slidesPasso a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slides
Dênia Cavalcante
 

Destaque (11)

Avaliação Heurística de um Ambiente Virtual para Análise de Rotas de Execução...
Avaliação Heurística de um Ambiente Virtual para Análise de Rotas de Execução...Avaliação Heurística de um Ambiente Virtual para Análise de Rotas de Execução...
Avaliação Heurística de um Ambiente Virtual para Análise de Rotas de Execução...
 
Towards a Computational Model of Melody Identification in Polyphonic Music
Towards a Computational Model of Melody Identification in Polyphonic MusicTowards a Computational Model of Melody Identification in Polyphonic Music
Towards a Computational Model of Melody Identification in Polyphonic Music
 
Scape From Weirdland - O Jogo
Scape From Weirdland - O JogoScape From Weirdland - O Jogo
Scape From Weirdland - O Jogo
 
A relevância da participação em centros acadêmicos para a formação complement...
A relevância da participação em centros acadêmicos para a formação complement...A relevância da participação em centros acadêmicos para a formação complement...
A relevância da participação em centros acadêmicos para a formação complement...
 
Relato de Experiência de Monitoria da Disciplina de Estrutura de Dados, Estr...
Relato de Experiência de Monitoria da Disciplina de  Estrutura de Dados, Estr...Relato de Experiência de Monitoria da Disciplina de  Estrutura de Dados, Estr...
Relato de Experiência de Monitoria da Disciplina de Estrutura de Dados, Estr...
 
Resolução Parcial - Redes de Computadores - Kurose 6ª Edição
Resolução Parcial - Redes de Computadores - Kurose 6ª EdiçãoResolução Parcial - Redes de Computadores - Kurose 6ª Edição
Resolução Parcial - Redes de Computadores - Kurose 6ª Edição
 
Slide Encontros Universitários 2015 UFC - SOLID, Design de Software e Progra...
Slide Encontros Universitários 2015 UFC  - SOLID, Design de Software e Progra...Slide Encontros Universitários 2015 UFC  - SOLID, Design de Software e Progra...
Slide Encontros Universitários 2015 UFC - SOLID, Design de Software e Progra...
 
Realidade Virtual - O Futuro é agora!
Realidade Virtual - O Futuro é agora!Realidade Virtual - O Futuro é agora!
Realidade Virtual - O Futuro é agora!
 
Realidade virtual
Realidade virtualRealidade virtual
Realidade virtual
 
Realidade Aumentada
Realidade AumentadaRealidade Aumentada
Realidade Aumentada
 
Passo a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slidesPasso a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slides
 

Semelhante a Realidade Virtual e Realidade Aumentada em Jogos

Processamento de Imagens
Processamento de ImagensProcessamento de Imagens
Processamento de Imagens
Mauricio Volkweis Astiazara
 
Realidade_Imersiva.pptx (3)
Realidade_Imersiva.pptx (3)Realidade_Imersiva.pptx (3)
Realidade_Imersiva.pptx (3)
rnagata
 
Apresentacao.pptx
Apresentacao.pptxApresentacao.pptx
Apresentacao.pptx
Lucas Pellizon
 
Realidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade AumentadaRealidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade Aumentada
Nael.Passos
 
Teoriadainteractividade
TeoriadainteractividadeTeoriadainteractividade
Teoriadainteractividade
Pelo Siro
 
Realidade virtual
Realidade virtualRealidade virtual
Realidade virtual
Raissa Capibaribe
 
Realidade aumentada na Publicidade e Propaganda
Realidade aumentada na Publicidade e PropagandaRealidade aumentada na Publicidade e Propaganda
Realidade aumentada na Publicidade e Propaganda
Nellie Santee
 
Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Alexandre Berbe
 
A Internet das Coisas
A Internet das CoisasA Internet das Coisas
A Internet das Coisas
Luiz Avila
 
Aula pos edu_3_realidade virtual
Aula pos edu_3_realidade virtualAula pos edu_3_realidade virtual
Aula pos edu_3_realidade virtual
rauzis
 
Realidade Aumentada + Android : Oficina SESC
Realidade Aumentada + Android : Oficina SESCRealidade Aumentada + Android : Oficina SESC
Realidade Aumentada + Android : Oficina SESC
Odair Bonin Borges
 
Realidade Aumentada, Virtual e QR Code
Realidade Aumentada, Virtual e QR CodeRealidade Aumentada, Virtual e QR Code
Realidade Aumentada, Virtual e QR Code
Mario Borges Neto
 
Oficina: Realidade Aumentada
Oficina: Realidade AumentadaOficina: Realidade Aumentada
Oficina: Realidade Aumentada
Nellie Santee
 
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)
Dra. Camila Hamdan
 
O computador invisível
O computador invisívelO computador invisível
O computador invisível
JimmyAndrade
 
Realidade aumentada
Realidade aumentadaRealidade aumentada
Realidade aumentada
Pedro
 
Realidade aumentada com ia
Realidade aumentada com iaRealidade aumentada com ia
Realidade aumentada com ia
Adriana Euzebio
 
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados Parciais
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados ParciaisApresentação do projeto VGRAD e Resultados Parciais
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados Parciais
Carlos Campani
 
Apresentação do Projeto VGRAD
Apresentação do Projeto VGRADApresentação do Projeto VGRAD
Apresentação do Projeto VGRAD
Carlos Campani
 
Games e inovacao tecnologica
Games e inovacao tecnologicaGames e inovacao tecnologica
Games e inovacao tecnologica
Alexsandro
 

Semelhante a Realidade Virtual e Realidade Aumentada em Jogos (20)

Processamento de Imagens
Processamento de ImagensProcessamento de Imagens
Processamento de Imagens
 
Realidade_Imersiva.pptx (3)
Realidade_Imersiva.pptx (3)Realidade_Imersiva.pptx (3)
Realidade_Imersiva.pptx (3)
 
Apresentacao.pptx
Apresentacao.pptxApresentacao.pptx
Apresentacao.pptx
 
Realidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade AumentadaRealidade Virtual e Realidade Aumentada
Realidade Virtual e Realidade Aumentada
 
Teoriadainteractividade
TeoriadainteractividadeTeoriadainteractividade
Teoriadainteractividade
 
Realidade virtual
Realidade virtualRealidade virtual
Realidade virtual
 
Realidade aumentada na Publicidade e Propaganda
Realidade aumentada na Publicidade e PropagandaRealidade aumentada na Publicidade e Propaganda
Realidade aumentada na Publicidade e Propaganda
 
Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)Realidade Aumentada (Augmented Reality)
Realidade Aumentada (Augmented Reality)
 
A Internet das Coisas
A Internet das CoisasA Internet das Coisas
A Internet das Coisas
 
Aula pos edu_3_realidade virtual
Aula pos edu_3_realidade virtualAula pos edu_3_realidade virtual
Aula pos edu_3_realidade virtual
 
Realidade Aumentada + Android : Oficina SESC
Realidade Aumentada + Android : Oficina SESCRealidade Aumentada + Android : Oficina SESC
Realidade Aumentada + Android : Oficina SESC
 
Realidade Aumentada, Virtual e QR Code
Realidade Aumentada, Virtual e QR CodeRealidade Aumentada, Virtual e QR Code
Realidade Aumentada, Virtual e QR Code
 
Oficina: Realidade Aumentada
Oficina: Realidade AumentadaOficina: Realidade Aumentada
Oficina: Realidade Aumentada
 
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)
Jogos em Realidade Aumentada (Projeto PIBITI 2015-2016)
 
O computador invisível
O computador invisívelO computador invisível
O computador invisível
 
Realidade aumentada
Realidade aumentadaRealidade aumentada
Realidade aumentada
 
Realidade aumentada com ia
Realidade aumentada com iaRealidade aumentada com ia
Realidade aumentada com ia
 
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados Parciais
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados ParciaisApresentação do projeto VGRAD e Resultados Parciais
Apresentação do projeto VGRAD e Resultados Parciais
 
Apresentação do Projeto VGRAD
Apresentação do Projeto VGRADApresentação do Projeto VGRAD
Apresentação do Projeto VGRAD
 
Games e inovacao tecnologica
Games e inovacao tecnologicaGames e inovacao tecnologica
Games e inovacao tecnologica
 

Mais de Ronildo Oliveira

Desenvolvimento de jogos Mobile - FliSol 2017
Desenvolvimento de jogos Mobile - FliSol 2017Desenvolvimento de jogos Mobile - FliSol 2017
Desenvolvimento de jogos Mobile - FliSol 2017
Ronildo Oliveira
 
Documento de Requisitos do Sistema - Meu Telefone
Documento de Requisitos do Sistema - Meu TelefoneDocumento de Requisitos do Sistema - Meu Telefone
Documento de Requisitos do Sistema - Meu Telefone
Ronildo Oliveira
 
Calculo I - Uma Breve Introdução ao Estudo de Integrais
Calculo I - Uma Breve Introdução ao Estudo de IntegraisCalculo I - Uma Breve Introdução ao Estudo de Integrais
Calculo I - Uma Breve Introdução ao Estudo de Integrais
Ronildo Oliveira
 
Apresentação de Slide - Deadlocks
Apresentação de Slide - DeadlocksApresentação de Slide - Deadlocks
Apresentação de Slide - Deadlocks
Ronildo Oliveira
 
Deadlocks (Resumo)
Deadlocks (Resumo)Deadlocks (Resumo)
Deadlocks (Resumo)
Ronildo Oliveira
 
Resolução de Problemas - Sistemas Operacionais
Resolução de Problemas - Sistemas OperacionaisResolução de Problemas - Sistemas Operacionais
Resolução de Problemas - Sistemas Operacionais
Ronildo Oliveira
 
Conceitos básicos de sistemas operacionais
Conceitos básicos de sistemas operacionaisConceitos básicos de sistemas operacionais
Conceitos básicos de sistemas operacionais
Ronildo Oliveira
 
Fases do desenvolvimento de software baseado no código de ética.
Fases do desenvolvimento de software baseado no código de ética.Fases do desenvolvimento de software baseado no código de ética.
Fases do desenvolvimento de software baseado no código de ética.
Ronildo Oliveira
 
Exercícios Resolvidos - Arquitetura e Organização de Computadores
Exercícios Resolvidos - Arquitetura e Organização de ComputadoresExercícios Resolvidos - Arquitetura e Organização de Computadores
Exercícios Resolvidos - Arquitetura e Organização de Computadores
Ronildo Oliveira
 
Minicurso de Desenvolvimento Android - Iguatu - CE
Minicurso de Desenvolvimento Android - Iguatu - CEMinicurso de Desenvolvimento Android - Iguatu - CE
Minicurso de Desenvolvimento Android - Iguatu - CE
Ronildo Oliveira
 
Curso Android - 02 configuração do ambiente (Tutorial de Instalação Eclipse +...
Curso Android - 02 configuração do ambiente (Tutorial de Instalação Eclipse +...Curso Android - 02 configuração do ambiente (Tutorial de Instalação Eclipse +...
Curso Android - 02 configuração do ambiente (Tutorial de Instalação Eclipse +...
Ronildo Oliveira
 
Curso Android - 01 Introdução ao Android
Curso Android - 01 Introdução ao AndroidCurso Android - 01 Introdução ao Android
Curso Android - 01 Introdução ao Android
Ronildo Oliveira
 
Curso Android - 03 Conceitos Chaves
Curso Android - 03 Conceitos ChavesCurso Android - 03 Conceitos Chaves
Curso Android - 03 Conceitos Chaves
Ronildo Oliveira
 
Ciclo de Vida de uma Activity
Ciclo de Vida de uma ActivityCiclo de Vida de uma Activity
Ciclo de Vida de uma Activity
Ronildo Oliveira
 
Arquitetura da Plataforma Android
Arquitetura da Plataforma AndroidArquitetura da Plataforma Android
Arquitetura da Plataforma Android
Ronildo Oliveira
 
Tutorial de Instalação Eclipse + Android SDK
Tutorial de Instalação Eclipse + Android SDKTutorial de Instalação Eclipse + Android SDK
Tutorial de Instalação Eclipse + Android SDK
Ronildo Oliveira
 
Minicurso Android Ronildo Oliveira
Minicurso Android  Ronildo OliveiraMinicurso Android  Ronildo Oliveira
Minicurso Android Ronildo Oliveira
Ronildo Oliveira
 

Mais de Ronildo Oliveira (17)

Desenvolvimento de jogos Mobile - FliSol 2017
Desenvolvimento de jogos Mobile - FliSol 2017Desenvolvimento de jogos Mobile - FliSol 2017
Desenvolvimento de jogos Mobile - FliSol 2017
 
Documento de Requisitos do Sistema - Meu Telefone
Documento de Requisitos do Sistema - Meu TelefoneDocumento de Requisitos do Sistema - Meu Telefone
Documento de Requisitos do Sistema - Meu Telefone
 
Calculo I - Uma Breve Introdução ao Estudo de Integrais
Calculo I - Uma Breve Introdução ao Estudo de IntegraisCalculo I - Uma Breve Introdução ao Estudo de Integrais
Calculo I - Uma Breve Introdução ao Estudo de Integrais
 
Apresentação de Slide - Deadlocks
Apresentação de Slide - DeadlocksApresentação de Slide - Deadlocks
Apresentação de Slide - Deadlocks
 
Deadlocks (Resumo)
Deadlocks (Resumo)Deadlocks (Resumo)
Deadlocks (Resumo)
 
Resolução de Problemas - Sistemas Operacionais
Resolução de Problemas - Sistemas OperacionaisResolução de Problemas - Sistemas Operacionais
Resolução de Problemas - Sistemas Operacionais
 
Conceitos básicos de sistemas operacionais
Conceitos básicos de sistemas operacionaisConceitos básicos de sistemas operacionais
Conceitos básicos de sistemas operacionais
 
Fases do desenvolvimento de software baseado no código de ética.
Fases do desenvolvimento de software baseado no código de ética.Fases do desenvolvimento de software baseado no código de ética.
Fases do desenvolvimento de software baseado no código de ética.
 
Exercícios Resolvidos - Arquitetura e Organização de Computadores
Exercícios Resolvidos - Arquitetura e Organização de ComputadoresExercícios Resolvidos - Arquitetura e Organização de Computadores
Exercícios Resolvidos - Arquitetura e Organização de Computadores
 
Minicurso de Desenvolvimento Android - Iguatu - CE
Minicurso de Desenvolvimento Android - Iguatu - CEMinicurso de Desenvolvimento Android - Iguatu - CE
Minicurso de Desenvolvimento Android - Iguatu - CE
 
Curso Android - 02 configuração do ambiente (Tutorial de Instalação Eclipse +...
Curso Android - 02 configuração do ambiente (Tutorial de Instalação Eclipse +...Curso Android - 02 configuração do ambiente (Tutorial de Instalação Eclipse +...
Curso Android - 02 configuração do ambiente (Tutorial de Instalação Eclipse +...
 
Curso Android - 01 Introdução ao Android
Curso Android - 01 Introdução ao AndroidCurso Android - 01 Introdução ao Android
Curso Android - 01 Introdução ao Android
 
Curso Android - 03 Conceitos Chaves
Curso Android - 03 Conceitos ChavesCurso Android - 03 Conceitos Chaves
Curso Android - 03 Conceitos Chaves
 
Ciclo de Vida de uma Activity
Ciclo de Vida de uma ActivityCiclo de Vida de uma Activity
Ciclo de Vida de uma Activity
 
Arquitetura da Plataforma Android
Arquitetura da Plataforma AndroidArquitetura da Plataforma Android
Arquitetura da Plataforma Android
 
Tutorial de Instalação Eclipse + Android SDK
Tutorial de Instalação Eclipse + Android SDKTutorial de Instalação Eclipse + Android SDK
Tutorial de Instalação Eclipse + Android SDK
 
Minicurso Android Ronildo Oliveira
Minicurso Android  Ronildo OliveiraMinicurso Android  Ronildo Oliveira
Minicurso Android Ronildo Oliveira
 

Realidade Virtual e Realidade Aumentada em Jogos

  • 1. Realidade Virtual e Realidade Aumentada em Jogos Daiane Mendes Raul Araújo Ronildo Oliveira Thársis Salathiel
  • 2. Agenda × Realidade Virtual × Conceito; × História; × Classificação de Sistemas de Realidade Virtual; × Aplicações em Jogos. × Realidade Aumentada × Conceito; × História; × Como funciona? × Aplicações em Jogos. × Referências
  • 4. “Realidade Virtual é uma interface avançada para aplicações computacionais, onde o usuário pode navegar e interagir, em tempo real, em um ambiente tridimensional gerado por computador, usando dispositivos multisensoriais. (KIRNER, 1995).
  • 5. Sensorama - anos 50 × Imagens 3D × Som estéreo × Sensações de vento e aromas
  • 6. Virtual Boy - 1995 × Monocromático × Causava dores de cabeças × Poucos jogos × Pouca portabilidade × Maior Fracasso da Nintendo!
  • 8. Classificação de Sistemas de Realidade Virtual × Sistemas RV Não imersivos; × Sistemas RV Semi imersivos; × Sistemas RV Imersivos.
  • 9. Sistemas de RV Não Imersivos Conhecida também como Windows on World (WoW) (Onyesolu, 2006). Usa um sistema desktop, o ambiente virtual é visto através de um portal ou janela utilizando um monitor de alta resolução. Interação ocorre por meios convencionais como teclado, mouse, trackball.. (in memorian).
  • 10. Sistemas de RV Semi Imersivos Sistemas de computação gráfica de relativa alta performance na qual pode unir-se com um monitor de grande resolução, sistemas de projeção em larga escala ou de projeção múltipla. Usa um amplo campo de visão. esses sistemas aumentam o sentimento de imersão do usuário. Imagem estereográficas podem ser alcançadas usando algum tipo de óculos.
  • 11. Sistemas de RV Imersivos CAVE
  • 12. Sistemas de RV Imersivos É a experiência mais direta de um ambiente virtual. Faz uso de um Head Mounted Display (HMD) ou um Binocular Omni-Orientation Monitor (BOOM) além de dispositivos de rastreamento e dispositivo tátil. HMD e BOOM são pequenos monitores posicionados na frente de cada olho que provê as imagens.
  • 13. Sistemas de RV Imersivos (Equipamentos) Exemplo de HDM (Sony) Exemplo de BOOM
  • 14. RV Google Cardboard (Ultimate Sniper)
  • 15. “Limites” do RV em Skyrim
  • 17. “Realidade Aumentada é a inserção de objetos virtuais no ambiente físico, mostrada ao usuário, em tempo real, com o apoio de algum dispositivo tecnológico, usando a interface do ambiente real, adaptada para visualizar e manipular os objetos reais e virtuais.” (KIRNER, 2008).
  • 18. Histórico × 1968: Ivan Sutherland cria o primeiro capacete de Realidade Aumentada × 1975: Myron Krueger cria um laboratório de realidade virtual chamado “Videoplace” × 1989: Jaron Lanier inventa o termo “Realidade Virtual” × 1990: Tom Caudell cria o termo “Realidade Ampliada”
  • 20. Componentes básicos: × Objeto Real × Câmera × Software
  • 21. O processo de formação do objeto virtual: × Coloca-se o objeto real em frente à câmera; × A câmera “enxerga” o objeto e manda as imagens, em tempo real, para o software; × O software já estará programado para retornar determinado objeto virtual, dependendo do objeto real que for mostrado à câmera. × O dispositivo de saída (que pode ser uma televisão ou monitor de computador) exibe o objeto virtual em sobreposição ao real, como se ambos fossem uma coisa só. Nissan 370Z
  • 22. Aplicações × Interação × Ambientes Abertos × Simulação × Móvel
  • 26. Referências ● Desenvolvimento de um Jogo Sério para Apoiar a Educação Ambiental: http://www.sbgames. org/sbgames2013/proceedings/workshop/WorkshopVAR-18_Full.pdf Acessado em 07/06/2016 ● Augmented Reality: http://mashable.com/category/augmented-reality/ Acessado em 08/06/2016 ● VeinViewer - GPS Vascular: http://www.veinviewer.com.br/ Acessado em 08/06/2016 ● Hololens Microsoft: https://www.microsoft.com/microsoft-hololens/en- us Acessado em 08/06/2016 ● Media Art Net | Krueger, Myron: Videoplace http://www. medienkunstnetz.de/works/videoplace/ Acessado em 08/06/2016 ● Onyesolu, M.O. (2006). Virtual reality: An emerging computer technology of the 21st century. International Journal of Electrical and Telecommunication Systems Research, Vol. 1, No.1, (August 2006) 36-40, ISSN 0795-2260.