SlideShare uma empresa Scribd logo
O Mar: importante fonte de recursos ,[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],O mar é uma importante fonte de recursos naturais e serve de base a muitas das actividades económicas praticadas pelo Homem, a saber:
A Pesca
A Pesca  – Retira do mar recursos para a  alimentação do Homem. O fundo do mar é constituído por várias partes:  plataforma continental, talude continental e zona abissal . Zona abissal
Plataforma continental  – é a continuação dos continentes. É uma zona pouco profunda e plana que vai até aos 200m de profundidade. Talude continental  – zona intermédia entre a plataforma continental e as zonas abissais. Zona abissal  – zona profunda do oceano.
A Riqueza piscícola das áreas marinhas ,[object Object],[object Object],Nem todas as áreas do mar são ricas em recursos piscícolas. Podemos dizer que as áreas com maior quantidade e diversidade de peixe são duas:
Vamos pensar juntos… … ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
É na  plataforma continental  que se verifica uma maior abundância de pescado devido a: Plâncton  – microrganismos que servem de alimento aos peixes. Fitoplâncton  – microrganismo de origem vegetal. Zooplâncton  - microrganismo de origem animal. Ter águas pouco profundas e agitadas o que facilita a oxigenação e o desenvolvimento do  fitoplâncton  que, juntamente com o  zooplâncton , vai alimentar os peixes; Receber águas dos rios que transportam alimentos para os peixes; Registar pouca salinidade .
[object Object],[object Object],As áreas favorecidas pelas correntes marítimas são ricas em peixe porque:
Subdivisão das  ÀREAS MARINHAS
PLATAFORMA CONTINENTAL FUNDOS ABISSAIS ZEE (Zona Económica Exclusiva) ÀGUAS INTERNACIONAIS ÀGUAS TERRITORIAIS
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Podemos agrupar os tipos de pesca segundo dois critérios:  ,[object Object],[object Object]
Existem 2 tipos de pesca:  pesca industrial  e  pesca artesanal . Características Pesca Industrial Pesca Artesanal Tipo  de países onde predomina Países desenvolvidos Países em desenvolvimento  e nas zonas costeiras dos  países desenvolvidos . Tipos de Embarcações Grande dimensão, equipadas com radares, sonares e redes muito potentes. Os navios são autênticas fábricas. Pequena dimensão, por vezes, desprovidas de motor. Duração / local Longos períodos de tempo no mar alto. Algumas horas junto à costa. Destino Mercados nacionais e internacionais. Autoconsumo e mercado local. Técnicas Técnicas sofisticadas (arrasto, sucção, redes de deriva) Técnicas rudimentares (linhas, anzóis e redes)
ALGUMAS TÉCNICAS UTILIZADAS NA PESCA INDUSTRIAL ARRASTO CERCO REDE DE DERIVA
PESCA  ARTESANAL PESCA  INDUSTRIAL
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Os impactes da pesca industrial
AQUACULTURA : o que é? ,[object Object]
Aquacultura
AQUACULTURA:  vantagens e desvantagens ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
E Portugal ?????
Embora Portugal tenha uma extensa costa marítima e uma grande ZEE, a pesca encontra-se em crise devido à sua  frota ser muito envelhecida. No nosso país pratica-se os dois tipos de pesca: a artesanal e a industrial.
Em Portugal as principais criações de aquacultura são: moluscos (berbigão); crustáceos (ostra e amêijoa); peixes (robalo, dourada e salmão).
MEDIDAS A IMPLEMENTAR COM VISTA À MODERNIZAÇÃO DO SECTOR DAS PESCAS EM PORTUGAL ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pesca em portugal
Pesca em portugalPesca em portugal
Pesca em portugal
Nezinha123
 
1.pesca -factores_e_tipos_fil_eminimizer_
1.pesca  -factores_e_tipos_fil_eminimizer_1.pesca  -factores_e_tipos_fil_eminimizer_
1.pesca -factores_e_tipos_fil_eminimizer_
Gonçalo Simões
 
1.agricultura 1 conceitos_2010-2011
1.agricultura 1 conceitos_2010-20111.agricultura 1 conceitos_2010-2011
1.agricultura 1 conceitos_2010-2011
Helena Saraiva
 
Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimos
manjosp
 
Agricultura: fatores condicionantes
Agricultura: fatores condicionantesAgricultura: fatores condicionantes
Agricultura: fatores condicionantes
Idalina Leite
 
Aquicultura
AquiculturaAquicultura
Aquicultura
Miguel Jesus
 
Pesca
PescaPesca
Infra-estruturas Portuarias
Infra-estruturas PortuariasInfra-estruturas Portuarias
Infra-estruturas Portuarias
POL9
 
Atividade piscatória
Atividade piscatóriaAtividade piscatória
Atividade piscatória
Ilda Bicacro
 
Regioes agrarias
Regioes agrariasRegioes agrarias
Regioes agrarias
Ilda Bicacro
 
A pesca esrp
A pesca esrpA pesca esrp
A pesca esrp
Geografias Geo
 
Potencialidades do litoral
Potencialidades do litoralPotencialidades do litoral
Potencialidades do litoral
Ilda Bicacro
 
Aquacultura
AquaculturaAquacultura
Aquacultura
fabiopombo
 
Pesca
PescaPesca
Características da agricultura portuguesa
Características da agricultura portuguesaCaracterísticas da agricultura portuguesa
Características da agricultura portuguesa
Fernando Branco_Geografia
 
A Agricultura
A AgriculturaA Agricultura
A Agricultura
Diogo Mateus
 
Cap iii louvores particular
Cap iii louvores particularCap iii louvores particular
Cap iii louvores particular
Helena Coutinho
 
As fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agráriosAs fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agrários
Ilda Bicacro
 
As características da rede urbana
As características da rede urbanaAs características da rede urbana
As características da rede urbana
Ilda Bicacro
 
Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)
Ilda Bicacro
 

Mais procurados (20)

Pesca em portugal
Pesca em portugalPesca em portugal
Pesca em portugal
 
1.pesca -factores_e_tipos_fil_eminimizer_
1.pesca  -factores_e_tipos_fil_eminimizer_1.pesca  -factores_e_tipos_fil_eminimizer_
1.pesca -factores_e_tipos_fil_eminimizer_
 
1.agricultura 1 conceitos_2010-2011
1.agricultura 1 conceitos_2010-20111.agricultura 1 conceitos_2010-2011
1.agricultura 1 conceitos_2010-2011
 
Recursos marítimos
Recursos marítimosRecursos marítimos
Recursos marítimos
 
Agricultura: fatores condicionantes
Agricultura: fatores condicionantesAgricultura: fatores condicionantes
Agricultura: fatores condicionantes
 
Aquicultura
AquiculturaAquicultura
Aquicultura
 
Pesca
PescaPesca
Pesca
 
Infra-estruturas Portuarias
Infra-estruturas PortuariasInfra-estruturas Portuarias
Infra-estruturas Portuarias
 
Atividade piscatória
Atividade piscatóriaAtividade piscatória
Atividade piscatória
 
Regioes agrarias
Regioes agrariasRegioes agrarias
Regioes agrarias
 
A pesca esrp
A pesca esrpA pesca esrp
A pesca esrp
 
Potencialidades do litoral
Potencialidades do litoralPotencialidades do litoral
Potencialidades do litoral
 
Aquacultura
AquaculturaAquacultura
Aquacultura
 
Pesca
PescaPesca
Pesca
 
Características da agricultura portuguesa
Características da agricultura portuguesaCaracterísticas da agricultura portuguesa
Características da agricultura portuguesa
 
A Agricultura
A AgriculturaA Agricultura
A Agricultura
 
Cap iii louvores particular
Cap iii louvores particularCap iii louvores particular
Cap iii louvores particular
 
As fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agráriosAs fragilidades dos sistemas agrários
As fragilidades dos sistemas agrários
 
As características da rede urbana
As características da rede urbanaAs características da rede urbana
As características da rede urbana
 
Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)Potencialidades do litoral (1)
Potencialidades do litoral (1)
 

Semelhante a Pesca

Pesca
Pesca Pesca
Pesca 2
Pesca 2Pesca 2
Pesca 2
lidia76
 
Atividade económica-Setor Primário-Pesca
Atividade económica-Setor Primário-PescaAtividade económica-Setor Primário-Pesca
Atividade económica-Setor Primário-Pesca
CarlaCarrio1
 
Pescas 2011
Pescas 2011Pescas 2011
Pescas 2011
Idalina Leite
 
Pesca………………………………………………………………………………………..
Pesca………………………………………………………………………………………..Pesca………………………………………………………………………………………..
Pesca………………………………………………………………………………………..
MadalenaMatias4
 
Geografia A 10 ano - Recursos Marítimos
Geografia A 10 ano - Recursos MarítimosGeografia A 10 ano - Recursos Marítimos
Geografia A 10 ano - Recursos Marítimos
Raffaella Ergün
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
Ricardo Alves
 
Actividade Piscatória
Actividade PiscatóriaActividade Piscatória
Actividade Piscatória
Ministério da Educação
 
Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3 Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3
Biblioteia
 
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e mares
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e maresIECJ - Cap. 13 - Oceanos e mares
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e mares
profrodrigoribeiro
 
Tipos de pesca e aquicultura.ppt
 Tipos de pesca e aquicultura.ppt Tipos de pesca e aquicultura.ppt
Tipos de pesca e aquicultura.ppt
ticia_23
 
Recursos Marinhos
Recursos MarinhosRecursos Marinhos
Recursos Marinhos
martapereiraaa
 
maritmo costeiros
maritmo costeirosmaritmo costeiros
maritmo costeiros
RAFAELA BARBOSA
 
Bioma Costeiros Marinhos
Bioma Costeiros MarinhosBioma Costeiros Marinhos
Bioma Costeiros Marinhos
Jade
 
Tipos de Pesca, Geografia A - 11º ano, elementos da pesca
Tipos de Pesca, Geografia A - 11º ano, elementos da pescaTipos de Pesca, Geografia A - 11º ano, elementos da pesca
Tipos de Pesca, Geografia A - 11º ano, elementos da pesca
MadalenaTasker
 
Trabalho de Geografia - grupo B
Trabalho de Geografia - grupo BTrabalho de Geografia - grupo B
Trabalho de Geografia - grupo B
androla
 
Conguefu
ConguefuConguefu
Conguefu
José Cabaço
 
6 recursos marítimos correção
6 recursos marítimos correção6 recursos marítimos correção
6 recursos marítimos correção
CliaLouro2
 
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
MarianaCombo
 
Terminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de SinesTerminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de Sines
Tânia Domingos
 

Semelhante a Pesca (20)

Pesca
Pesca Pesca
Pesca
 
Pesca 2
Pesca 2Pesca 2
Pesca 2
 
Atividade económica-Setor Primário-Pesca
Atividade económica-Setor Primário-PescaAtividade económica-Setor Primário-Pesca
Atividade económica-Setor Primário-Pesca
 
Pescas 2011
Pescas 2011Pescas 2011
Pescas 2011
 
Pesca………………………………………………………………………………………..
Pesca………………………………………………………………………………………..Pesca………………………………………………………………………………………..
Pesca………………………………………………………………………………………..
 
Geografia A 10 ano - Recursos Marítimos
Geografia A 10 ano - Recursos MarítimosGeografia A 10 ano - Recursos Marítimos
Geografia A 10 ano - Recursos Marítimos
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
Actividade Piscatória
Actividade PiscatóriaActividade Piscatória
Actividade Piscatória
 
Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3 Geografia 10ºC/BE3
Geografia 10ºC/BE3
 
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e mares
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e maresIECJ - Cap. 13 - Oceanos e mares
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e mares
 
Tipos de pesca e aquicultura.ppt
 Tipos de pesca e aquicultura.ppt Tipos de pesca e aquicultura.ppt
Tipos de pesca e aquicultura.ppt
 
Recursos Marinhos
Recursos MarinhosRecursos Marinhos
Recursos Marinhos
 
maritmo costeiros
maritmo costeirosmaritmo costeiros
maritmo costeiros
 
Bioma Costeiros Marinhos
Bioma Costeiros MarinhosBioma Costeiros Marinhos
Bioma Costeiros Marinhos
 
Tipos de Pesca, Geografia A - 11º ano, elementos da pesca
Tipos de Pesca, Geografia A - 11º ano, elementos da pescaTipos de Pesca, Geografia A - 11º ano, elementos da pesca
Tipos de Pesca, Geografia A - 11º ano, elementos da pesca
 
Trabalho de Geografia - grupo B
Trabalho de Geografia - grupo BTrabalho de Geografia - grupo B
Trabalho de Geografia - grupo B
 
Conguefu
ConguefuConguefu
Conguefu
 
6 recursos marítimos correção
6 recursos marítimos correção6 recursos marítimos correção
6 recursos marítimos correção
 
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
6 Recursos marítimos CORREÇÃOooo (2).pdf
 
Terminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de SinesTerminal XXI - Porto de Sines
Terminal XXI - Porto de Sines
 

Mais de Paula Tomaz

unidade 1
unidade 1unidade 1
unidade 1
Paula Tomaz
 
Sachertorte
SachertorteSachertorte
Sachertorte
Paula Tomaz
 
Bolo inglês
Bolo inglêsBolo inglês
Bolo inglês
Paula Tomaz
 
Scones
SconesScones
Scones
Paula Tomaz
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
Paula Tomaz
 
áReas de fixação da população
áReas de fixação da populaçãoáReas de fixação da população
áReas de fixação da população
Paula Tomaz
 
Proposta de trabalho de grupo
Proposta de trabalho de grupoProposta de trabalho de grupo
Proposta de trabalho de grupo
Paula Tomaz
 
Semana da europa propostas de trabalhos blog
Semana da europa propostas de trabalhos blogSemana da europa propostas de trabalhos blog
Semana da europa propostas de trabalhos blog
Paula Tomaz
 
Localizacao relativa
Localizacao relativaLocalizacao relativa
Localizacao relativa
Paula Tomaz
 
Dinâmica das bacias hidrográficas
Dinâmica das bacias hidrográficasDinâmica das bacias hidrográficas
Dinâmica das bacias hidrográficas
Paula Tomaz
 
Agricultura biológica
Agricultura biológicaAgricultura biológica
Agricultura biológica
Paula Tomaz
 
Elementos do mapa
Elementos do mapaElementos do mapa
Elementos do mapa
Paula Tomaz
 
Formas de representação da superfície terrestre
Formas de representação da superfície terrestreFormas de representação da superfície terrestre
Formas de representação da superfície terrestre
Paula Tomaz
 
Agricultura biológica
Agricultura biológicaAgricultura biológica
Agricultura biológica
Paula Tomaz
 
Geografia e paisagem
Geografia e paisagemGeografia e paisagem
Geografia e paisagem
Paula Tomaz
 
Relevo mundial
Relevo mundialRelevo mundial
Relevo mundial
Paula Tomaz
 
Sectores actividade económica
Sectores actividade económicaSectores actividade económica
Sectores actividade económica
Paula Tomaz
 
Sectores actividade económica
Sectores actividade económicaSectores actividade económica
Sectores actividade económica
Paula Tomaz
 
Blocos EconóMicos
Blocos EconóMicosBlocos EconóMicos
Blocos EconóMicos
Paula Tomaz
 
Comportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicosComportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicos
Paula Tomaz
 

Mais de Paula Tomaz (20)

unidade 1
unidade 1unidade 1
unidade 1
 
Sachertorte
SachertorteSachertorte
Sachertorte
 
Bolo inglês
Bolo inglêsBolo inglês
Bolo inglês
 
Scones
SconesScones
Scones
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
 
áReas de fixação da população
áReas de fixação da populaçãoáReas de fixação da população
áReas de fixação da população
 
Proposta de trabalho de grupo
Proposta de trabalho de grupoProposta de trabalho de grupo
Proposta de trabalho de grupo
 
Semana da europa propostas de trabalhos blog
Semana da europa propostas de trabalhos blogSemana da europa propostas de trabalhos blog
Semana da europa propostas de trabalhos blog
 
Localizacao relativa
Localizacao relativaLocalizacao relativa
Localizacao relativa
 
Dinâmica das bacias hidrográficas
Dinâmica das bacias hidrográficasDinâmica das bacias hidrográficas
Dinâmica das bacias hidrográficas
 
Agricultura biológica
Agricultura biológicaAgricultura biológica
Agricultura biológica
 
Elementos do mapa
Elementos do mapaElementos do mapa
Elementos do mapa
 
Formas de representação da superfície terrestre
Formas de representação da superfície terrestreFormas de representação da superfície terrestre
Formas de representação da superfície terrestre
 
Agricultura biológica
Agricultura biológicaAgricultura biológica
Agricultura biológica
 
Geografia e paisagem
Geografia e paisagemGeografia e paisagem
Geografia e paisagem
 
Relevo mundial
Relevo mundialRelevo mundial
Relevo mundial
 
Sectores actividade económica
Sectores actividade económicaSectores actividade económica
Sectores actividade económica
 
Sectores actividade económica
Sectores actividade económicaSectores actividade económica
Sectores actividade económica
 
Blocos EconóMicos
Blocos EconóMicosBlocos EconóMicos
Blocos EconóMicos
 
Comportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicosComportamentos DemográFicos
Comportamentos DemográFicos
 

Último

O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 

Pesca

  • 1.
  • 2.
  • 4. A Pesca – Retira do mar recursos para a alimentação do Homem. O fundo do mar é constituído por várias partes: plataforma continental, talude continental e zona abissal . Zona abissal
  • 5. Plataforma continental – é a continuação dos continentes. É uma zona pouco profunda e plana que vai até aos 200m de profundidade. Talude continental – zona intermédia entre a plataforma continental e as zonas abissais. Zona abissal – zona profunda do oceano.
  • 6.
  • 7.
  • 8. É na plataforma continental que se verifica uma maior abundância de pescado devido a: Plâncton – microrganismos que servem de alimento aos peixes. Fitoplâncton – microrganismo de origem vegetal. Zooplâncton - microrganismo de origem animal. Ter águas pouco profundas e agitadas o que facilita a oxigenação e o desenvolvimento do fitoplâncton que, juntamente com o zooplâncton , vai alimentar os peixes; Receber águas dos rios que transportam alimentos para os peixes; Registar pouca salinidade .
  • 9.
  • 10. Subdivisão das ÀREAS MARINHAS
  • 11. PLATAFORMA CONTINENTAL FUNDOS ABISSAIS ZEE (Zona Económica Exclusiva) ÀGUAS INTERNACIONAIS ÀGUAS TERRITORIAIS
  • 12.
  • 13.
  • 14. Existem 2 tipos de pesca: pesca industrial e pesca artesanal . Características Pesca Industrial Pesca Artesanal Tipo de países onde predomina Países desenvolvidos Países em desenvolvimento e nas zonas costeiras dos países desenvolvidos . Tipos de Embarcações Grande dimensão, equipadas com radares, sonares e redes muito potentes. Os navios são autênticas fábricas. Pequena dimensão, por vezes, desprovidas de motor. Duração / local Longos períodos de tempo no mar alto. Algumas horas junto à costa. Destino Mercados nacionais e internacionais. Autoconsumo e mercado local. Técnicas Técnicas sofisticadas (arrasto, sucção, redes de deriva) Técnicas rudimentares (linhas, anzóis e redes)
  • 15. ALGUMAS TÉCNICAS UTILIZADAS NA PESCA INDUSTRIAL ARRASTO CERCO REDE DE DERIVA
  • 16. PESCA ARTESANAL PESCA INDUSTRIAL
  • 17.
  • 18.
  • 20.
  • 22. Embora Portugal tenha uma extensa costa marítima e uma grande ZEE, a pesca encontra-se em crise devido à sua frota ser muito envelhecida. No nosso país pratica-se os dois tipos de pesca: a artesanal e a industrial.
  • 23. Em Portugal as principais criações de aquacultura são: moluscos (berbigão); crustáceos (ostra e amêijoa); peixes (robalo, dourada e salmão).
  • 24.