SlideShare uma empresa Scribd logo
Orações  Subordinadas Substantivas
Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra  derrota: Trocando o termo  a derrota  pela oração  que foi derrotado , teremos o período composto equivalente: Ele  admitiu  a  derrota  . suj   VTD   função: núcleo do    objeto direto classe: substantivo Ele  admitiu  que foi   derrotado  . suj   VTD     função: objeto direto equivale: substantivo  derrota
Observe, então, que a oração  que foi derrotado , ao mesmo tempo que exerce a função de  objeto direto , ocupa o lugar de um  substantivo . Por isso ela recebe o nome de  substantiva . Portanto,  que foi derrotado  é uma  oração subordinada substantiva objetiva direta .  Para sintetizar os conceitos acima, complete o seguinte quadro.
É oração porque tem verbo. É subordinada porque Que foi derrotado É substantiva porque É objetiva direta porque
Classificação das Subordinadas Substantivas Classificar uma oração subordinada substantiva significa indicar a função sintática que ela exerce no período. No quadro ao lado estão os nomes que uma oração subordinada substantiva pode receber, dependendo da função sintática que ela exerce no período. aposto de um nome da oração principal 6 . Apositiva complemento nominal de um nome da oração principal 5 . Completiva nominal predicativo do sujeito da oração principal 4 . Predicativa objeto indireto do verbo da oração principal 3 . objetiva indireta objeto direto do verbo da oração principal 2 . objetiva direta sujeito da oração principal 1 . subjetiva Função no período  composto Oração subordinada substantiva
As estruturas do período simples (PS) e do período composto  (PC) são equivalentes. A classificação de uma oração subordinada substantiva  depende de determinadas estruturas básicas (sujeito + verbo  transitivo direto; verbo de ligação + predicativo etc.)  presentes na oração principal. A oração subordinada substantiva exerce sempre função de  um termo que falta na oração principal.  ( vide quadro de classificação das subordinadas substantivas )
Você deve “ler” a estrutura básica acima assim: toda vez que a oração principal apresentar  verbo de ligação + predicativo , a oração subordinada substantiva será  subjetiva . Essa orientação vale também para todas as estruturas que seguem. Exemplo: Subordinada substantiva subjetiva   função de sujeito da oração principal.   Estruturas básicas: Verbo de ligação  +  predicativo  or. subord. Subst. subjetiva Oração principal VL  pred. do suj  suj. É  conveniente  seu regresso . PS É  conveniente  que você regresse . or. principal  or. subord. subst. subjetiva PC
Observação:   Verbos que mais comumente são usados como unipessoal (isto é, na 3ª pessoa):  constar, convir, parecer, importar, interessar, suceder, acontecer . Verbo unipessoal   or. subord. Subst. subjetiva Oração principal Exemplo:     suj. No relatório não  consta  a presença dele . PS No relatório não consta  que ele esteja presente .   or. principal    or. subord. subst. subjetiva PC
No exemplo acima, o verbo da oração principal está na voz passiva analítica, mas ele pode estar também na voz passiva sintética. Exemplo:   Divulgou-se  que você retornaria. or. principal or. subord. subst. subjetiva Verbo na voz passiva   or. subord. Subst. subjetiva Oração principal Exemplo: verbo impessoal  suj. Foi divulgado  o seu retorno . PS Foi divulgado  que você retornaria .   or. principal  or. subord. subst. subjetiva PC
Observações: Veja, portanto, que existem três estruturas de oração principal que exige oração subordinada substantiva  subjetiva . verbo de ligação  + predicativo verbo unipessoal +   or. subord subst. subjetiva verbo na voz passiva 2) Como a subordinada substantiva  subjetiva   funciona como sujeito da oração principal, é claro que, dentro da oração principal, não poderá haver sujeito.
Subordinada substantiva objetiva direta   função de de  objeto direto  do verbo da oração principal.   Estruturas básicas: Oração principal (sujeito)  +  VTD   or. subord. Subst. Objetiva direta Exemplo: suj.    VTD   OD A prefeitura  exigiu  o pagamento das despesas . PS A prefeitura exigiu  que as despesas fossem pagas .   or. principal  or. subord. subst. objetiva direta PC
Observação: Na estrutura básica desse caso e dos próximos, o termo que está entre parênteses pode, às vezes, não aparecer (o sujeito pode estar oculto ou indeterminado). Exemplo: Dizem  que ele sumiu. VTD  or. sub. subst. objetiva direta
Subordinada substantiva objetiva indireta função de  objeto indireto  do verbo da oração principal.   Estruturas básicas: Oração principal (sujeito)  +  VTI   or. subord. Subst.Obj. indireta Exemplo: suj.    VTI   OI Seus amigos  confiam  em sua vitória PS Seus amigos confiam  em que você vença.   or. principal  or. subord. subst. objetiva indireta  PC
Observação: Note que, da mesma forma que o objeto indireto, a oração objetiva indireta também se inicia por preposição, que pode, às vezes, estar oculta. Exemplo: Ninguém se  lembrava  que ele havia voltado. VTI or. subord. subst. objetiva indireta (de)
Subordinada substantiva predicativa  função de  predicativo do sujeito  da oração principal.   Estruturas básicas: Oração principal (sujeito) + verbo de ligação or. subord. subst. predicativa Exemplo: suj.    Verbo de ligação  predicativo Nossa preocupação  era  a  chuva. PS Nossa preocupação era  que chovesse.   or. principal  or. subord. subst. predicativa  PC
Subordinada substantiva completiva nominal  função de  complemento nominal  de um nome de sentido incompleto da oração principal.   Estruturas básicas: Oração principal (sujeito) + verbo + nome incompleto   or. sub. subst. comp. nominal Exemplo: suj.  verbo Seu irmão  estava  certo  de sua volta. PS Seu irmão estava certo  de que você voltaria. or. principal  or. subord. subst. completiva nominal  PC nome incompleto Complementonominal
Observação: A oração subordinada substantiva completiva nominal, da mesma forma que o complemento nominal, inicia-se por preposição, que pode estar subentendida no texto. Exemplo: Ela tem  receio  que você não aceite o convite. Nome incompleto or. subord. subst. completiva nominal (de)
Subordinada substantiva apositiva  função de  aposto  de um nome da oração principal.   Estruturas básicas: Exemplo: Oração principal (sujeito) + verbo + nome      or. subord. subst. apositiva suj.  verbo  nome  oposto Nos  defendemos  uma idéia:  a invasão da casa. PS Nós defendemos uma idéia: que a casa seja invadida. or. principal  or. subord. subst. apositiva  PC
Eu  nunca  soube  onde   encontrá-los . Em geral, a oração apositiva vem após dois ponto, ou, mais raramente, entre vírgulas. Exemplo:  Seu grande plano,  que o time vencesse , não deu certo. Observações: 1ª) É claro que, para analisar uma oração subordinada substantiva, você não precisa comparar o período composto com o período simples correspondente. Isso porque, além de desnecessária, essa comparação nem sempre é possível. Nos exemplos acima, a comparação foi feita para que você compreendesse melhor a estrutura do período composto. Na prática, basta que você analise a estrutura da oração principal e verifique que termo falta nela; a oração subordinada substantiva terá o nome do termo que estiver faltando na principal. 2ª) Em geral, as orações subordinadas substantivas são iniciada pelas conjunções  que  e  se , chamadas conjunções integrantes. Mais raramente, essas orações vêm iniciadas por outras palavras. Exemplos :   Ninguém  perguntou  quando   você voltaria. suj . VTD Pronome relativo oração principal suj . VTD or. subord. subst. objetiva direta advérbio oração principal
SÍNTESE DA UNIDADE Observações:  1ª)  Os termos que estão entre parênteses podem, ocasionalmente, não aparecer na estrutura da oração principal.  2ª)  As conjunções que iniciam subordinadas substantivas chamam-se  conjunções subordinativas integrantes  (em geral,  que  e  se ) (sujeito)  + verbo + nome  +  aposto Só lhe peço isso:  que me ajude . Apositiva (sujeito)  +  verbo  +  nome incompleto Ele está certo  de que venceu . Completiva nominal : (função: complemento nominal) Sujeito + verbo de ligação O certo é  que ele sumiu . Predicativa : (função: predicativo) (sujeito)  + VTI  Não concordo  com que ele jogue sujo conosco . Objetiva indireta : (função: objeto indireto) (sujeito)  +  VTD  Ela disse  que viria cedo . Objetiva direta : (função: objeto direto)  Verbo de ligação + predicativo  É bom  que voltes . Verbo unipessoal Convém  que nos ajudem . Verbo na voz passiva Será divulgado  que ele virá . Subjetiva :(função: sujeito) Estrutura da oração principal Oração subordinada substantiva
Para facilitar o reconhecimento de uma oração subordinada substantiva, você poderá substituí-la pelo pronome substantivo  ISTO . Veja: a)  Ela disse  o que o viu .  OU  Ela disse  isto . b)  O melhor é  que venhas .  OU  O melhor é  isto . Oração  subordinada  substantiva Objetiva direta Oração  Subordinada substantiva  Predicativa Pronome substantivo Pronome substantivo
Bom estudo! Professora : Amélia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1
guest6e3949
 
Or. sub. substantivas.
Or. sub. substantivas. Or. sub. substantivas.
Or. sub. substantivas.
Aires Jones
 
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
guest93d9a1
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
Elaine Teixeira
 
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVASORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
Angela Santos
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
Tiago Tavares
 
4 apostila analise sintatico
4 apostila analise sintatico4 apostila analise sintatico
4 apostila analise sintatico
maria edineuma marreira
 
Slide Orações Subordinadas
Slide Orações SubordinadasSlide Orações Subordinadas
Slide Orações Subordinadas
Jomari
 
Orações subordinadas Substantivas e Adjetivas
Orações subordinadas Substantivas e AdjetivasOrações subordinadas Substantivas e Adjetivas
Orações subordinadas Substantivas e Adjetivas
DealdyPony
 
Período Composto
Período CompostoPeríodo Composto
Período Composto
catarinodilson
 
Sintaxe , Tipos de Sujeito, Tipos de predicado e Exercícios, 7º 8º e 9º
Sintaxe , Tipos de Sujeito, Tipos de predicado e Exercícios, 7º 8º e 9º  Sintaxe , Tipos de Sujeito, Tipos de predicado e Exercícios, 7º 8º e 9º
Sintaxe , Tipos de Sujeito, Tipos de predicado e Exercícios, 7º 8º e 9º
Vanessa Silvério
 
Frase, Oração e Período
Frase, Oração e PeríodoFrase, Oração e Período
Frase, Oração e Período
Thiago Rodrigues
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
Ayla De Sá Marques
 
Frase, oração e período
Frase, oração e período Frase, oração e período
Frase, oração e período
Marcelo de Almeida
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
ADRIANA BORDINHÃO VICIOLI
 
Aula funções sintáticas
Aula funções sintáticasAula funções sintáticas
Aula funções sintáticas
fabio coutinho silva
 
62_EXERCÍCIOS DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
62_EXERCÍCIOS DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS62_EXERCÍCIOS DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
62_EXERCÍCIOS DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
maria edineuma marreira
 
Oracoes Subordinadas
Oracoes SubordinadasOracoes Subordinadas
Oracoes Subordinadas
Sebastião Herodes
 
Período Simples
Período SimplesPeríodo Simples
Período Simples
Jorge Henrique
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
Keu Oliveira
 

Mais procurados (20)

Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1Or. Coordenadas1
Or. Coordenadas1
 
Or. sub. substantivas.
Or. sub. substantivas. Or. sub. substantivas.
Or. sub. substantivas.
 
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
Oracao Subordinada Substantiva Ii(1)
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
 
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVASORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
4 apostila analise sintatico
4 apostila analise sintatico4 apostila analise sintatico
4 apostila analise sintatico
 
Slide Orações Subordinadas
Slide Orações SubordinadasSlide Orações Subordinadas
Slide Orações Subordinadas
 
Orações subordinadas Substantivas e Adjetivas
Orações subordinadas Substantivas e AdjetivasOrações subordinadas Substantivas e Adjetivas
Orações subordinadas Substantivas e Adjetivas
 
Período Composto
Período CompostoPeríodo Composto
Período Composto
 
Sintaxe , Tipos de Sujeito, Tipos de predicado e Exercícios, 7º 8º e 9º
Sintaxe , Tipos de Sujeito, Tipos de predicado e Exercícios, 7º 8º e 9º  Sintaxe , Tipos de Sujeito, Tipos de predicado e Exercícios, 7º 8º e 9º
Sintaxe , Tipos de Sujeito, Tipos de predicado e Exercícios, 7º 8º e 9º
 
Frase, Oração e Período
Frase, Oração e PeríodoFrase, Oração e Período
Frase, Oração e Período
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
Frase, oração e período
Frase, oração e período Frase, oração e período
Frase, oração e período
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
Aula funções sintáticas
Aula funções sintáticasAula funções sintáticas
Aula funções sintáticas
 
62_EXERCÍCIOS DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
62_EXERCÍCIOS DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS62_EXERCÍCIOS DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
62_EXERCÍCIOS DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
 
Oracoes Subordinadas
Oracoes SubordinadasOracoes Subordinadas
Oracoes Subordinadas
 
Período Simples
Período SimplesPeríodo Simples
Período Simples
 
Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.Frase, Oração e Periodo.
Frase, Oração e Periodo.
 

Destaque

Carta
CartaCarta
Funções da linguagem.pptx
Funções da linguagem.pptxFunções da linguagem.pptx
Funções da linguagem.pptx
preuniversitarioitab
 
Romantico
RomanticoRomantico
Romantico
Amelia Barros
 
Novo acordo
Novo acordoNovo acordo
Novo acordo
Amelia Barros
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
Isabella Silva
 
Morfossintaxedosujeitoepredicado 131021073652-phpapp02
Morfossintaxedosujeitoepredicado 131021073652-phpapp02Morfossintaxedosujeitoepredicado 131021073652-phpapp02
Morfossintaxedosujeitoepredicado 131021073652-phpapp02
Amelia Barros
 
Anlisesinttica 110531125130-phpapp02 (1)
Anlisesinttica 110531125130-phpapp02 (1)Anlisesinttica 110531125130-phpapp02 (1)
Anlisesinttica 110531125130-phpapp02 (1)
Amelia Barros
 
A Arte De Escrever 21616
A Arte De Escrever 21616A Arte De Escrever 21616
A Arte De Escrever 21616
fatimamarrocos
 
A impessoalidade nos textos dissertativos
A impessoalidade nos textos dissertativosA impessoalidade nos textos dissertativos
A impessoalidade nos textos dissertativos
Hélio Consolaro
 
O texto dissertativo
O texto dissertativoO texto dissertativo
O texto dissertativo
elipromat
 
Romantismo prosa
Romantismo prosaRomantismo prosa
Romantismo prosa
Rotivtheb
 
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIASLITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
Amelia Barros
 
Vestibular 2012 a redação do enem
Vestibular 2012   a redação do enemVestibular 2012   a redação do enem
Vestibular 2012 a redação do enem
Katcavenum
 
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMAAULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
Marcelo Cordeiro Souza
 
48055901 familia-palavras-e-area-voc
48055901 familia-palavras-e-area-voc48055901 familia-palavras-e-area-voc
48055901 familia-palavras-e-area-voc
Amelia Barros
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
Prof Palmito Rocha
 
Categorias da Narrativa
Categorias da NarrativaCategorias da Narrativa
Categorias da Narrativa
Teresa Pombo
 
Trovadorismo I
Trovadorismo ITrovadorismo I
Trovadorismo I
Cláudia Heloísa
 
GêNero Textual Carta
GêNero Textual CartaGêNero Textual Carta
GêNero Textual Carta
guest4f8ac9b
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
Marcelo Cordeiro Souza
 

Destaque (20)

Carta
CartaCarta
Carta
 
Funções da linguagem.pptx
Funções da linguagem.pptxFunções da linguagem.pptx
Funções da linguagem.pptx
 
Romantico
RomanticoRomantico
Romantico
 
Novo acordo
Novo acordoNovo acordo
Novo acordo
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Morfossintaxedosujeitoepredicado 131021073652-phpapp02
Morfossintaxedosujeitoepredicado 131021073652-phpapp02Morfossintaxedosujeitoepredicado 131021073652-phpapp02
Morfossintaxedosujeitoepredicado 131021073652-phpapp02
 
Anlisesinttica 110531125130-phpapp02 (1)
Anlisesinttica 110531125130-phpapp02 (1)Anlisesinttica 110531125130-phpapp02 (1)
Anlisesinttica 110531125130-phpapp02 (1)
 
A Arte De Escrever 21616
A Arte De Escrever 21616A Arte De Escrever 21616
A Arte De Escrever 21616
 
A impessoalidade nos textos dissertativos
A impessoalidade nos textos dissertativosA impessoalidade nos textos dissertativos
A impessoalidade nos textos dissertativos
 
O texto dissertativo
O texto dissertativoO texto dissertativo
O texto dissertativo
 
Romantismo prosa
Romantismo prosaRomantismo prosa
Romantismo prosa
 
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIASLITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
 
Vestibular 2012 a redação do enem
Vestibular 2012   a redação do enemVestibular 2012   a redação do enem
Vestibular 2012 a redação do enem
 
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMAAULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
AULA 07 - CARTA ARGUMENTATIVA - PPT - ATUALÍSSIMA
 
48055901 familia-palavras-e-area-voc
48055901 familia-palavras-e-area-voc48055901 familia-palavras-e-area-voc
48055901 familia-palavras-e-area-voc
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
 
Categorias da Narrativa
Categorias da NarrativaCategorias da Narrativa
Categorias da Narrativa
 
Trovadorismo I
Trovadorismo ITrovadorismo I
Trovadorismo I
 
GêNero Textual Carta
GêNero Textual CartaGêNero Textual Carta
GêNero Textual Carta
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
 

Semelhante a Or subord-subst-

Orações subordindas substantivas
Orações subordindas substantivasOrações subordindas substantivas
Orações subordindas substantivas
Edson Alves
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
Elisangela Carvalho
 
Apresent recup
Apresent recupApresent recup
Apresent recup
blogdoalunocefa
 
Tipos de predicado
Tipos de predicadoTipos de predicado
Tipos de predicado
Itamar Franco
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
Carolina Loçasso Pereira
 
Orações subordinadas
Orações subordinadasOrações subordinadas
Orações subordinadas
Mara Virginia
 
OraçõEs Subordinadas
OraçõEs SubordinadasOraçõEs Subordinadas
OraçõEs Subordinadas
Mara Virginia
 
Oração subordinada
Oração subordinadaOração subordinada
Oração subordinada
Jomari
 
Oração subordinada
Oração subordinadaOração subordinada
Oração subordinada
Jomari
 
Tipos de predicados
Tipos de predicadosTipos de predicados
Tipos de predicados
Dany Pimentel
 
Tipos de predicados
Tipos de predicadosTipos de predicados
Tipos de predicados
Dany Pimentel
 
OraçõEs Subordinadas Substantivas
OraçõEs Subordinadas SubstantivasOraçõEs Subordinadas Substantivas
OraçõEs Subordinadas Substantivas
aliane
 
Período composto - análise sintática
Período composto - análise sintáticaPeríodo composto - análise sintática
Período composto - análise sintática
Andriane Cursino
 
Orações Subordinadas
Orações SubordinadasOrações Subordinadas
Orações Subordinadas
Thiago Rodrigues
 
Frases complexas
Frases complexasFrases complexas
Frases complexas
Universidade Pedagogica
 
Gramática: classificações do se
Gramática: classificações do seGramática: classificações do se
Gramática: classificações do se
Marcella Rocha
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
Luciane Lucyk
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
guest6e3949
 
Termos da oração
Termos da oraçãoTermos da oração
Termos da oração
Carla Farinha
 
Período composto
Período compostoPeríodo composto
Período composto
Vílson Neto
 

Semelhante a Or subord-subst- (20)

Orações subordindas substantivas
Orações subordindas substantivasOrações subordindas substantivas
Orações subordindas substantivas
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
Apresent recup
Apresent recupApresent recup
Apresent recup
 
Tipos de predicado
Tipos de predicadoTipos de predicado
Tipos de predicado
 
Orações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivas
Orações subordinadas substantivas
 
Orações subordinadas
Orações subordinadasOrações subordinadas
Orações subordinadas
 
OraçõEs Subordinadas
OraçõEs SubordinadasOraçõEs Subordinadas
OraçõEs Subordinadas
 
Oração subordinada
Oração subordinadaOração subordinada
Oração subordinada
 
Oração subordinada
Oração subordinadaOração subordinada
Oração subordinada
 
Tipos de predicados
Tipos de predicadosTipos de predicados
Tipos de predicados
 
Tipos de predicados
Tipos de predicadosTipos de predicados
Tipos de predicados
 
OraçõEs Subordinadas Substantivas
OraçõEs Subordinadas SubstantivasOraçõEs Subordinadas Substantivas
OraçõEs Subordinadas Substantivas
 
Período composto - análise sintática
Período composto - análise sintáticaPeríodo composto - análise sintática
Período composto - análise sintática
 
Orações Subordinadas
Orações SubordinadasOrações Subordinadas
Orações Subordinadas
 
Frases complexas
Frases complexasFrases complexas
Frases complexas
 
Gramática: classificações do se
Gramática: classificações do seGramática: classificações do se
Gramática: classificações do se
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Termos da oração
Termos da oraçãoTermos da oração
Termos da oração
 
Período composto
Período compostoPeríodo composto
Período composto
 

Mais de Amelia Barros

Iframe src
Iframe srcIframe src
Iframe src
Amelia Barros
 
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
Amelia Barros
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Amelia Barros
 
Luis de camões 1
Luis de camões 1Luis de camões 1
Luis de camões 1
Amelia Barros
 
Ft22lusiadasestruturasexternaeinterna 100227104253-phpapp01
Ft22lusiadasestruturasexternaeinterna 100227104253-phpapp01Ft22lusiadasestruturasexternaeinterna 100227104253-phpapp01
Ft22lusiadasestruturasexternaeinterna 100227104253-phpapp01
Amelia Barros
 
Origem da-lngua-portuguesa
Origem da-lngua-portuguesaOrigem da-lngua-portuguesa
Origem da-lngua-portuguesa
Amelia Barros
 
Predicados e-termos-da-oracao
Predicados e-termos-da-oracaoPredicados e-termos-da-oracao
Predicados e-termos-da-oracao
Amelia Barros
 
Substantivo aula proposta. 1
Substantivo aula proposta. 1Substantivo aula proposta. 1
Substantivo aula proposta. 1
Amelia Barros
 

Mais de Amelia Barros (8)

Iframe src
Iframe srcIframe src
Iframe src
 
291 arquivo
291 arquivo291 arquivo
291 arquivo
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Luis de camões 1
Luis de camões 1Luis de camões 1
Luis de camões 1
 
Ft22lusiadasestruturasexternaeinterna 100227104253-phpapp01
Ft22lusiadasestruturasexternaeinterna 100227104253-phpapp01Ft22lusiadasestruturasexternaeinterna 100227104253-phpapp01
Ft22lusiadasestruturasexternaeinterna 100227104253-phpapp01
 
Origem da-lngua-portuguesa
Origem da-lngua-portuguesaOrigem da-lngua-portuguesa
Origem da-lngua-portuguesa
 
Predicados e-termos-da-oracao
Predicados e-termos-da-oracaoPredicados e-termos-da-oracao
Predicados e-termos-da-oracao
 
Substantivo aula proposta. 1
Substantivo aula proposta. 1Substantivo aula proposta. 1
Substantivo aula proposta. 1
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 

Último (20)

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 

Or subord-subst-

  • 1. Orações Subordinadas Substantivas
  • 2. Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra derrota: Trocando o termo a derrota pela oração que foi derrotado , teremos o período composto equivalente: Ele admitiu a derrota . suj VTD função: núcleo do objeto direto classe: substantivo Ele admitiu que foi derrotado . suj VTD função: objeto direto equivale: substantivo derrota
  • 3. Observe, então, que a oração que foi derrotado , ao mesmo tempo que exerce a função de objeto direto , ocupa o lugar de um substantivo . Por isso ela recebe o nome de substantiva . Portanto, que foi derrotado é uma oração subordinada substantiva objetiva direta . Para sintetizar os conceitos acima, complete o seguinte quadro.
  • 4. É oração porque tem verbo. É subordinada porque Que foi derrotado É substantiva porque É objetiva direta porque
  • 5. Classificação das Subordinadas Substantivas Classificar uma oração subordinada substantiva significa indicar a função sintática que ela exerce no período. No quadro ao lado estão os nomes que uma oração subordinada substantiva pode receber, dependendo da função sintática que ela exerce no período. aposto de um nome da oração principal 6 . Apositiva complemento nominal de um nome da oração principal 5 . Completiva nominal predicativo do sujeito da oração principal 4 . Predicativa objeto indireto do verbo da oração principal 3 . objetiva indireta objeto direto do verbo da oração principal 2 . objetiva direta sujeito da oração principal 1 . subjetiva Função no período composto Oração subordinada substantiva
  • 6. As estruturas do período simples (PS) e do período composto (PC) são equivalentes. A classificação de uma oração subordinada substantiva depende de determinadas estruturas básicas (sujeito + verbo transitivo direto; verbo de ligação + predicativo etc.) presentes na oração principal. A oração subordinada substantiva exerce sempre função de um termo que falta na oração principal. ( vide quadro de classificação das subordinadas substantivas )
  • 7. Você deve “ler” a estrutura básica acima assim: toda vez que a oração principal apresentar verbo de ligação + predicativo , a oração subordinada substantiva será subjetiva . Essa orientação vale também para todas as estruturas que seguem. Exemplo: Subordinada substantiva subjetiva função de sujeito da oração principal. Estruturas básicas: Verbo de ligação + predicativo or. subord. Subst. subjetiva Oração principal VL pred. do suj suj. É conveniente seu regresso . PS É conveniente que você regresse . or. principal or. subord. subst. subjetiva PC
  • 8. Observação: Verbos que mais comumente são usados como unipessoal (isto é, na 3ª pessoa): constar, convir, parecer, importar, interessar, suceder, acontecer . Verbo unipessoal or. subord. Subst. subjetiva Oração principal Exemplo: suj. No relatório não consta a presença dele . PS No relatório não consta que ele esteja presente . or. principal or. subord. subst. subjetiva PC
  • 9. No exemplo acima, o verbo da oração principal está na voz passiva analítica, mas ele pode estar também na voz passiva sintética. Exemplo: Divulgou-se que você retornaria. or. principal or. subord. subst. subjetiva Verbo na voz passiva or. subord. Subst. subjetiva Oração principal Exemplo: verbo impessoal suj. Foi divulgado o seu retorno . PS Foi divulgado que você retornaria . or. principal or. subord. subst. subjetiva PC
  • 10. Observações: Veja, portanto, que existem três estruturas de oração principal que exige oração subordinada substantiva subjetiva . verbo de ligação + predicativo verbo unipessoal + or. subord subst. subjetiva verbo na voz passiva 2) Como a subordinada substantiva subjetiva funciona como sujeito da oração principal, é claro que, dentro da oração principal, não poderá haver sujeito.
  • 11. Subordinada substantiva objetiva direta função de de objeto direto do verbo da oração principal. Estruturas básicas: Oração principal (sujeito) + VTD or. subord. Subst. Objetiva direta Exemplo: suj. VTD OD A prefeitura exigiu o pagamento das despesas . PS A prefeitura exigiu que as despesas fossem pagas . or. principal or. subord. subst. objetiva direta PC
  • 12. Observação: Na estrutura básica desse caso e dos próximos, o termo que está entre parênteses pode, às vezes, não aparecer (o sujeito pode estar oculto ou indeterminado). Exemplo: Dizem que ele sumiu. VTD or. sub. subst. objetiva direta
  • 13. Subordinada substantiva objetiva indireta função de objeto indireto do verbo da oração principal. Estruturas básicas: Oração principal (sujeito) + VTI or. subord. Subst.Obj. indireta Exemplo: suj. VTI OI Seus amigos confiam em sua vitória PS Seus amigos confiam em que você vença. or. principal or. subord. subst. objetiva indireta PC
  • 14. Observação: Note que, da mesma forma que o objeto indireto, a oração objetiva indireta também se inicia por preposição, que pode, às vezes, estar oculta. Exemplo: Ninguém se lembrava que ele havia voltado. VTI or. subord. subst. objetiva indireta (de)
  • 15. Subordinada substantiva predicativa função de predicativo do sujeito da oração principal. Estruturas básicas: Oração principal (sujeito) + verbo de ligação or. subord. subst. predicativa Exemplo: suj. Verbo de ligação predicativo Nossa preocupação era a chuva. PS Nossa preocupação era que chovesse. or. principal or. subord. subst. predicativa PC
  • 16. Subordinada substantiva completiva nominal função de complemento nominal de um nome de sentido incompleto da oração principal. Estruturas básicas: Oração principal (sujeito) + verbo + nome incompleto or. sub. subst. comp. nominal Exemplo: suj. verbo Seu irmão estava certo de sua volta. PS Seu irmão estava certo de que você voltaria. or. principal or. subord. subst. completiva nominal PC nome incompleto Complementonominal
  • 17. Observação: A oração subordinada substantiva completiva nominal, da mesma forma que o complemento nominal, inicia-se por preposição, que pode estar subentendida no texto. Exemplo: Ela tem receio que você não aceite o convite. Nome incompleto or. subord. subst. completiva nominal (de)
  • 18. Subordinada substantiva apositiva função de aposto de um nome da oração principal. Estruturas básicas: Exemplo: Oração principal (sujeito) + verbo + nome or. subord. subst. apositiva suj. verbo nome oposto Nos defendemos uma idéia: a invasão da casa. PS Nós defendemos uma idéia: que a casa seja invadida. or. principal or. subord. subst. apositiva PC
  • 19. Eu nunca soube onde encontrá-los . Em geral, a oração apositiva vem após dois ponto, ou, mais raramente, entre vírgulas. Exemplo: Seu grande plano, que o time vencesse , não deu certo. Observações: 1ª) É claro que, para analisar uma oração subordinada substantiva, você não precisa comparar o período composto com o período simples correspondente. Isso porque, além de desnecessária, essa comparação nem sempre é possível. Nos exemplos acima, a comparação foi feita para que você compreendesse melhor a estrutura do período composto. Na prática, basta que você analise a estrutura da oração principal e verifique que termo falta nela; a oração subordinada substantiva terá o nome do termo que estiver faltando na principal. 2ª) Em geral, as orações subordinadas substantivas são iniciada pelas conjunções que e se , chamadas conjunções integrantes. Mais raramente, essas orações vêm iniciadas por outras palavras. Exemplos : Ninguém perguntou quando você voltaria. suj . VTD Pronome relativo oração principal suj . VTD or. subord. subst. objetiva direta advérbio oração principal
  • 20. SÍNTESE DA UNIDADE Observações: 1ª) Os termos que estão entre parênteses podem, ocasionalmente, não aparecer na estrutura da oração principal. 2ª) As conjunções que iniciam subordinadas substantivas chamam-se conjunções subordinativas integrantes (em geral, que e se ) (sujeito) + verbo + nome + aposto Só lhe peço isso: que me ajude . Apositiva (sujeito) + verbo + nome incompleto Ele está certo de que venceu . Completiva nominal : (função: complemento nominal) Sujeito + verbo de ligação O certo é que ele sumiu . Predicativa : (função: predicativo) (sujeito) + VTI Não concordo com que ele jogue sujo conosco . Objetiva indireta : (função: objeto indireto) (sujeito) + VTD Ela disse que viria cedo . Objetiva direta : (função: objeto direto) Verbo de ligação + predicativo É bom que voltes . Verbo unipessoal Convém que nos ajudem . Verbo na voz passiva Será divulgado que ele virá . Subjetiva :(função: sujeito) Estrutura da oração principal Oração subordinada substantiva
  • 21. Para facilitar o reconhecimento de uma oração subordinada substantiva, você poderá substituí-la pelo pronome substantivo ISTO . Veja: a) Ela disse o que o viu . OU Ela disse isto . b) O melhor é que venhas . OU O melhor é isto . Oração subordinada substantiva Objetiva direta Oração Subordinada substantiva Predicativa Pronome substantivo Pronome substantivo