SlideShare uma empresa Scribd logo
O universo das artes



Revisão 3º ano
Filosofia
Arte
         Artista       Espectador
 OBRA ÚNICA           CULTURA DE MASSA
NOVA VISÃO SOBRE O   (REPRODUÇÃO DA OBRA
ASSUNTO               PARA TODOS)
RESISTE AO TEMPO     VALOR DE MERCADO
LIGADA À RELIGIÃO
(VALOR DE CULTO)
CONHECE OS
MATERIAIS PARA SUAS
OBRAS.
ARTE, CIÊNCIA E TÉCNICA
 A ARTE É VISTA COMO
  EXPRESSÃO CRADORA =
  TRANSFIGURAÇÃO DO MUNDO
  EM OBRA ARTÍSTICA.
 A ARTE BUSCA A EXPRESSÃO DA
  VERDADE, DAQUILO QUE É REAL.
 A ARTE É INSEPARÁVEL DA
  CIÊNCIA E DA TÉCNICA;
GEOMETRIA
O universo das artes
RELIGIOSIDADE, AUTONOMIA E
   TÉCNICA: A AURA E SUA
   DESAPARIÇÃO


 Walter Benjamin- crítico literário,
  tradutor, filósofo e sociólogo.
 A Obra de Arte na Era da Sua
  Reprodutibilidade Técnica (1936)
O universo das artes
 Aura:singularidade,
 exemplar único, aqui e
 agora, “irrepetível”,
 autêntica e duradoura.
Valor de culto X culto ao belo

 Aura, sentido    •Aura; beleza;
 teológico, trazia belo; a
 o religioso para contemplação
 perto de nós.


 Como a aura foi perdida?
 A obra de arte sempre foi reprodutível;
  (os discípulos reproduziam as obras
  dos seus mestres).
 Reprodução técnica (arte em série)
  torna difícil distinguir o original.
ARTE E FILOSOFIA
  POÉTICA
  Platão e Aristóteles



“A arte é pensada em sua
dependência com a ética, política e
metafísica. Ideias de bem e
verdade”.
•ESTÉTICA
  •Baumgarten (1750)
  •As obras de arte como
  criação dos sentidos e
  dos sentimentos
  causados por elas, tendo
  como finalidade o belo.

A estética se ocupa preferencialmente com a
expressão da sensibilidade e da fantasia do
artista e com o sentimento produzido pela
obra sobre o espectador ou receptor.
O universo das artes
Belas- artes
 A arte é autônoma- finalidade
  própria;
 Produto da experiência
  sensorial, imaginação,
  inspiração do artista.
 Sua finalidade é desinteressada,
  contemplativa (não utilitária).
  Contemplação da beleza.
 Contemplação    do artista:
  busca do belo e contemplação
  do publico: julgamento do
  valor de beleza (juízo de
  gosto);
 Distinção entre beleza,
  bondade e verdade.
 Originalidade- criação inédita
  e original.
O universo das artes
O universo das artes
O universo das artes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Funções da arte
Funções da arteFunções da arte
Funções da arte
JulianoFonseca17
 
Estetica
Estetica   Estetica
Estetica
Mary Alvarenga
 
História da Arte no Brasil
História da Arte no BrasilHistória da Arte no Brasil
História da Arte no Brasil
CLEBER LUIS DAMACENO
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
Ana Barreiros
 
Aula 13 historia da arte.
Aula 13 historia da arte.Aula 13 historia da arte.
Aula 13 historia da arte.
Rafael Serra
 
Linguagem, pensamento e cultura na filosofia
Linguagem, pensamento e cultura na filosofiaLinguagem, pensamento e cultura na filosofia
Linguagem, pensamento e cultura na filosofia
equacao
 
Filosofia uel (3)
Filosofia uel (3)Filosofia uel (3)
Filosofia uel (3)
Thiago Castro Bueno
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
João Paulo Rodrigues
 
Linha do Tempo - História da Arte
Linha do Tempo - História da ArteLinha do Tempo - História da Arte
Linha do Tempo - História da Arte
Jesrayne Nascimento
 
O que é filosofia
O que é filosofiaO que é filosofia
O que é filosofia
Professor Sypriano
 
Aula 1 arte - 3º e.m
Aula 1   arte - 3º e.mAula 1   arte - 3º e.m
Aula 1 arte - 3º e.m
VIVIAN TROMBINI
 
TRABALHO, CONSUMO E LAZER.pdf
TRABALHO, CONSUMO E LAZER.pdfTRABALHO, CONSUMO E LAZER.pdf
TRABALHO, CONSUMO E LAZER.pdf
AderleyFerreira
 
A arte na pré história
A arte na pré históriaA arte na pré história
A arte na pré história
Daniella Cincoetti
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
Tiago Machado
 
Racionalismo x Empirismo
Racionalismo x EmpirismoRacionalismo x Empirismo
Racionalismo x Empirismo
Leonardo Leitão
 
Arte Indígena Brasileira
Arte Indígena BrasileiraArte Indígena Brasileira
Arte Indígena Brasileira
Andrea Dressler
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
PriscillaTomazi2015
 
Schopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracionalSchopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracional
Colégio Nova Geração COC
 
O que é arte?!
O que é arte?!O que é arte?!
O que é arte?!
Mary Lopes
 

Mais procurados (20)

Funções da arte
Funções da arteFunções da arte
Funções da arte
 
Estetica
Estetica   Estetica
Estetica
 
História da Arte no Brasil
História da Arte no BrasilHistória da Arte no Brasil
História da Arte no Brasil
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
 
Aula 13 historia da arte.
Aula 13 historia da arte.Aula 13 historia da arte.
Aula 13 historia da arte.
 
Linguagem, pensamento e cultura na filosofia
Linguagem, pensamento e cultura na filosofiaLinguagem, pensamento e cultura na filosofia
Linguagem, pensamento e cultura na filosofia
 
Filosofia uel (3)
Filosofia uel (3)Filosofia uel (3)
Filosofia uel (3)
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
 
Linha do Tempo - História da Arte
Linha do Tempo - História da ArteLinha do Tempo - História da Arte
Linha do Tempo - História da Arte
 
O que é filosofia
O que é filosofiaO que é filosofia
O que é filosofia
 
Aula 1 arte - 3º e.m
Aula 1   arte - 3º e.mAula 1   arte - 3º e.m
Aula 1 arte - 3º e.m
 
TRABALHO, CONSUMO E LAZER.pdf
TRABALHO, CONSUMO E LAZER.pdfTRABALHO, CONSUMO E LAZER.pdf
TRABALHO, CONSUMO E LAZER.pdf
 
A arte na pré história
A arte na pré históriaA arte na pré história
A arte na pré história
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
Racionalismo x Empirismo
Racionalismo x EmpirismoRacionalismo x Empirismo
Racionalismo x Empirismo
 
Arte Indígena Brasileira
Arte Indígena BrasileiraArte Indígena Brasileira
Arte Indígena Brasileira
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Schopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracionalSchopenhauer: a vontade irrracional
Schopenhauer: a vontade irrracional
 
O que é arte?!
O que é arte?!O que é arte?!
O que é arte?!
 

Destaque

Walter benjamim
Walter benjamimWalter benjamim
Walter benjamim
LEONIDES PEREIRA DE SOUZA
 
Cap 3 o universo das artes
Cap 3   o universo das artesCap 3   o universo das artes
Cap 3 o universo das artes
Kelly de Castro
 
Arte e ciência
Arte e ciênciaArte e ciência
Arte e ciência
Venise Melo
 
Teorias da Comunicação - Walter Benjamin
Teorias da Comunicação - Walter BenjaminTeorias da Comunicação - Walter Benjamin
Teorias da Comunicação - Walter Benjamin
sabota
 
Reprodutibilidade - Walter Benjamin
Reprodutibilidade - Walter Benjamin Reprodutibilidade - Walter Benjamin
Reprodutibilidade - Walter Benjamin
Afonso De Lima
 
Walter benjamin
Walter benjaminWalter benjamin
Walter benjamin
MLPM77
 
Breve História da Fotografia
Breve História da FotografiaBreve História da Fotografia
Breve História da Fotografia
João Lima
 
A HistóRia Da Fotografia
A HistóRia Da FotografiaA HistóRia Da Fotografia
A HistóRia Da Fotografia
Victor Marinho
 
Arte e Reprodutibilidade Técnica
Arte e Reprodutibilidade TécnicaArte e Reprodutibilidade Técnica
Arte e Reprodutibilidade Técnica
Universidade Federal de Santa Maria
 
Walter Benjamin e a reprodutibilidade técnica
Walter Benjamin e a reprodutibilidade técnicaWalter Benjamin e a reprodutibilidade técnica
Walter Benjamin e a reprodutibilidade técnica
Marcos Ramon
 
A obra de arte na era de sua
A obra de arte na era de suaA obra de arte na era de sua
A obra de arte na era de sua
Arinaldo Martins
 
História da Fotografia
História da FotografiaHistória da Fotografia
História da Fotografia
guest668b3
 
Walter Benjamin: A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica
Walter Benjamin: A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnicaWalter Benjamin: A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica
Walter Benjamin: A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica
Priscila Souza
 

Destaque (13)

Walter benjamim
Walter benjamimWalter benjamim
Walter benjamim
 
Cap 3 o universo das artes
Cap 3   o universo das artesCap 3   o universo das artes
Cap 3 o universo das artes
 
Arte e ciência
Arte e ciênciaArte e ciência
Arte e ciência
 
Teorias da Comunicação - Walter Benjamin
Teorias da Comunicação - Walter BenjaminTeorias da Comunicação - Walter Benjamin
Teorias da Comunicação - Walter Benjamin
 
Reprodutibilidade - Walter Benjamin
Reprodutibilidade - Walter Benjamin Reprodutibilidade - Walter Benjamin
Reprodutibilidade - Walter Benjamin
 
Walter benjamin
Walter benjaminWalter benjamin
Walter benjamin
 
Breve História da Fotografia
Breve História da FotografiaBreve História da Fotografia
Breve História da Fotografia
 
A HistóRia Da Fotografia
A HistóRia Da FotografiaA HistóRia Da Fotografia
A HistóRia Da Fotografia
 
Arte e Reprodutibilidade Técnica
Arte e Reprodutibilidade TécnicaArte e Reprodutibilidade Técnica
Arte e Reprodutibilidade Técnica
 
Walter Benjamin e a reprodutibilidade técnica
Walter Benjamin e a reprodutibilidade técnicaWalter Benjamin e a reprodutibilidade técnica
Walter Benjamin e a reprodutibilidade técnica
 
A obra de arte na era de sua
A obra de arte na era de suaA obra de arte na era de sua
A obra de arte na era de sua
 
História da Fotografia
História da FotografiaHistória da Fotografia
História da Fotografia
 
Walter Benjamin: A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica
Walter Benjamin: A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnicaWalter Benjamin: A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica
Walter Benjamin: A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica
 

Semelhante a O universo das artes

Artes
ArtesArtes
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
RecepoTuju
 
Arte 1 médio slide
Arte 1 médio slideArte 1 médio slide
Arte 1 médio slide
Eponina Alencar
 
Aula 2 arte - 3º ano
Aula 2   arte - 3º anoAula 2   arte - 3º ano
Aula 2 arte - 3º ano
VIVIAN TROMBINI
 
O que é arte?
O que é arte?O que é arte?
O que é arte?
Rafael Lucas da Silva
 
O que é a arte (1)
O que é a arte (1)O que é a arte (1)
O que é a arte (1)
Vasco L
 
Aula 2 arte - 2º ano
Aula 2   arte - 2º anoAula 2   arte - 2º ano
Aula 2 arte - 2º ano
VIVIAN TROMBINI
 
Arte
ArteArte
AULA 2 - ARTE - 1º E.M
AULA 2 - ARTE - 1º E.MAULA 2 - ARTE - 1º E.M
AULA 2 - ARTE - 1º E.M
VIVIAN TROMBINI
 
V dfilo cap4p_arte
V dfilo cap4p_arteV dfilo cap4p_arte
O que é arte ?
O que é arte ? O que é arte ?
O que é arte ?
anaalvees
 
Alexsandro Junior da Silva
Alexsandro Junior da Silva Alexsandro Junior da Silva
Alexsandro Junior da Silva
alexsandrojunior13
 
PPT_O_que_e_arte.pdf
PPT_O_que_e_arte.pdfPPT_O_que_e_arte.pdf
PPT_O_que_e_arte.pdf
thaismachado57
 
3.afinal, o que é arte madre zarife
3.afinal, o que é arte   madre zarife3.afinal, o que é arte   madre zarife
3.afinal, o que é arte madre zarife
Francisco Rodrigues
 
Estética e poética
Estética e poéticaEstética e poética
Estética e poética
Fabiola Picanço
 
Arte e mercado
Arte e mercadoArte e mercado
Arte e mercado
Filipe Prado
 
Aula iv estética
Aula iv   estéticaAula iv   estética
Aula iv estética
Anna Luiza Coli
 
Arte Ricardo E Duarte
Arte Ricardo E DuarteArte Ricardo E Duarte
Arte Ricardo E Duarte
elvira.sequeira
 
Resumão ARTE - resumo da história da arte até o Acadêmico e Belo
Resumão ARTE - resumo da história da arte até o Acadêmico e BeloResumão ARTE - resumo da história da arte até o Acadêmico e Belo
Resumão ARTE - resumo da história da arte até o Acadêmico e Belo
MarciKraftHounsell
 
Arte (2)
Arte (2)Arte (2)

Semelhante a O universo das artes (20)

Artes
ArtesArtes
Artes
 
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
357727624-Historia-Da-Arte-Aplicada-Ao-Turismo-Aula-02.pptx
 
Arte 1 médio slide
Arte 1 médio slideArte 1 médio slide
Arte 1 médio slide
 
Aula 2 arte - 3º ano
Aula 2   arte - 3º anoAula 2   arte - 3º ano
Aula 2 arte - 3º ano
 
O que é arte?
O que é arte?O que é arte?
O que é arte?
 
O que é a arte (1)
O que é a arte (1)O que é a arte (1)
O que é a arte (1)
 
Aula 2 arte - 2º ano
Aula 2   arte - 2º anoAula 2   arte - 2º ano
Aula 2 arte - 2º ano
 
Arte
ArteArte
Arte
 
AULA 2 - ARTE - 1º E.M
AULA 2 - ARTE - 1º E.MAULA 2 - ARTE - 1º E.M
AULA 2 - ARTE - 1º E.M
 
V dfilo cap4p_arte
V dfilo cap4p_arteV dfilo cap4p_arte
V dfilo cap4p_arte
 
O que é arte ?
O que é arte ? O que é arte ?
O que é arte ?
 
Alexsandro Junior da Silva
Alexsandro Junior da Silva Alexsandro Junior da Silva
Alexsandro Junior da Silva
 
PPT_O_que_e_arte.pdf
PPT_O_que_e_arte.pdfPPT_O_que_e_arte.pdf
PPT_O_que_e_arte.pdf
 
3.afinal, o que é arte madre zarife
3.afinal, o que é arte   madre zarife3.afinal, o que é arte   madre zarife
3.afinal, o que é arte madre zarife
 
Estética e poética
Estética e poéticaEstética e poética
Estética e poética
 
Arte e mercado
Arte e mercadoArte e mercado
Arte e mercado
 
Aula iv estética
Aula iv   estéticaAula iv   estética
Aula iv estética
 
Arte Ricardo E Duarte
Arte Ricardo E DuarteArte Ricardo E Duarte
Arte Ricardo E Duarte
 
Resumão ARTE - resumo da história da arte até o Acadêmico e Belo
Resumão ARTE - resumo da história da arte até o Acadêmico e BeloResumão ARTE - resumo da história da arte até o Acadêmico e Belo
Resumão ARTE - resumo da história da arte até o Acadêmico e Belo
 
Arte (2)
Arte (2)Arte (2)
Arte (2)
 

Mais de Milena Leite

005 Cinismo 2º Ano.pptx
005 Cinismo 2º Ano.pptx005 Cinismo 2º Ano.pptx
005 Cinismo 2º Ano.pptx
Milena Leite
 
004- A Origem Da Palavra Filosofia- 1º Ano.pptx
004- A Origem Da Palavra Filosofia- 1º Ano.pptx004- A Origem Da Palavra Filosofia- 1º Ano.pptx
004- A Origem Da Palavra Filosofia- 1º Ano.pptx
Milena Leite
 
022 Augusto Comte - A classificação das ciências.pptx
022 Augusto Comte - A classificação das ciências.pptx022 Augusto Comte - A classificação das ciências.pptx
022 Augusto Comte - A classificação das ciências.pptx
Milena Leite
 
021 Augusto Comte - A lei dos três Estados.pptx
021 Augusto Comte - A lei dos três Estados.pptx021 Augusto Comte - A lei dos três Estados.pptx
021 Augusto Comte - A lei dos três Estados.pptx
Milena Leite
 
020 Augusto Comte.pptx
020 Augusto Comte.pptx020 Augusto Comte.pptx
020 Augusto Comte.pptx
Milena Leite
 
003 Alexandre, o Grande - Vida e Conquistas 2.pptx
003 Alexandre, o Grande - Vida e Conquistas 2.pptx003 Alexandre, o Grande - Vida e Conquistas 2.pptx
003 Alexandre, o Grande - Vida e Conquistas 2.pptx
Milena Leite
 
003 Liberdade E Determinismo.pptx
003 Liberdade E Determinismo.pptx003 Liberdade E Determinismo.pptx
003 Liberdade E Determinismo.pptx
Milena Leite
 
002 O Homem Animal.pptx
002 O Homem Animal.pptx002 O Homem Animal.pptx
002 O Homem Animal.pptx
Milena Leite
 
019 Correntes do pensamento positivista.pptx
019 Correntes do pensamento positivista.pptx019 Correntes do pensamento positivista.pptx
019 Correntes do pensamento positivista.pptx
Milena Leite
 
001 Filosofia.pptx
001 Filosofia.pptx001 Filosofia.pptx
001 Filosofia.pptx
Milena Leite
 
002 Helenismo 2.pptx
002 Helenismo 2.pptx002 Helenismo 2.pptx
002 Helenismo 2.pptx
Milena Leite
 
001 Helenismo 1.pptx
001 Helenismo 1.pptx001 Helenismo 1.pptx
001 Helenismo 1.pptx
Milena Leite
 
A razão
A razãoA razão
A razão
Milena Leite
 
Trabalho de elizama
Trabalho de elizamaTrabalho de elizama
Trabalho de elizama
Milena Leite
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
Milena Leite
 
Amanda Aluna
Amanda AlunaAmanda Aluna
Amanda Aluna
Milena Leite
 
Filosofia 3º ano 3
Filosofia 3º ano 3Filosofia 3º ano 3
Filosofia 3º ano 3
Milena Leite
 
Filosofia 2ª ano 2
Filosofia 2ª ano 2Filosofia 2ª ano 2
Filosofia 2ª ano 2
Milena Leite
 
2 Slide 1 Ano
2 Slide 1 Ano2 Slide 1 Ano
2 Slide 1 Ano
Milena Leite
 
Revisão de conteúdo 1º ano
Revisão de conteúdo 1º anoRevisão de conteúdo 1º ano
Revisão de conteúdo 1º ano
Milena Leite
 

Mais de Milena Leite (20)

005 Cinismo 2º Ano.pptx
005 Cinismo 2º Ano.pptx005 Cinismo 2º Ano.pptx
005 Cinismo 2º Ano.pptx
 
004- A Origem Da Palavra Filosofia- 1º Ano.pptx
004- A Origem Da Palavra Filosofia- 1º Ano.pptx004- A Origem Da Palavra Filosofia- 1º Ano.pptx
004- A Origem Da Palavra Filosofia- 1º Ano.pptx
 
022 Augusto Comte - A classificação das ciências.pptx
022 Augusto Comte - A classificação das ciências.pptx022 Augusto Comte - A classificação das ciências.pptx
022 Augusto Comte - A classificação das ciências.pptx
 
021 Augusto Comte - A lei dos três Estados.pptx
021 Augusto Comte - A lei dos três Estados.pptx021 Augusto Comte - A lei dos três Estados.pptx
021 Augusto Comte - A lei dos três Estados.pptx
 
020 Augusto Comte.pptx
020 Augusto Comte.pptx020 Augusto Comte.pptx
020 Augusto Comte.pptx
 
003 Alexandre, o Grande - Vida e Conquistas 2.pptx
003 Alexandre, o Grande - Vida e Conquistas 2.pptx003 Alexandre, o Grande - Vida e Conquistas 2.pptx
003 Alexandre, o Grande - Vida e Conquistas 2.pptx
 
003 Liberdade E Determinismo.pptx
003 Liberdade E Determinismo.pptx003 Liberdade E Determinismo.pptx
003 Liberdade E Determinismo.pptx
 
002 O Homem Animal.pptx
002 O Homem Animal.pptx002 O Homem Animal.pptx
002 O Homem Animal.pptx
 
019 Correntes do pensamento positivista.pptx
019 Correntes do pensamento positivista.pptx019 Correntes do pensamento positivista.pptx
019 Correntes do pensamento positivista.pptx
 
001 Filosofia.pptx
001 Filosofia.pptx001 Filosofia.pptx
001 Filosofia.pptx
 
002 Helenismo 2.pptx
002 Helenismo 2.pptx002 Helenismo 2.pptx
002 Helenismo 2.pptx
 
001 Helenismo 1.pptx
001 Helenismo 1.pptx001 Helenismo 1.pptx
001 Helenismo 1.pptx
 
A razão
A razãoA razão
A razão
 
Trabalho de elizama
Trabalho de elizamaTrabalho de elizama
Trabalho de elizama
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
Amanda Aluna
Amanda AlunaAmanda Aluna
Amanda Aluna
 
Filosofia 3º ano 3
Filosofia 3º ano 3Filosofia 3º ano 3
Filosofia 3º ano 3
 
Filosofia 2ª ano 2
Filosofia 2ª ano 2Filosofia 2ª ano 2
Filosofia 2ª ano 2
 
2 Slide 1 Ano
2 Slide 1 Ano2 Slide 1 Ano
2 Slide 1 Ano
 
Revisão de conteúdo 1º ano
Revisão de conteúdo 1º anoRevisão de conteúdo 1º ano
Revisão de conteúdo 1º ano
 

Último

Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 

O universo das artes

  • 1. O universo das artes Revisão 3º ano Filosofia
  • 2. Arte Artista Espectador  OBRA ÚNICA  CULTURA DE MASSA NOVA VISÃO SOBRE O (REPRODUÇÃO DA OBRA ASSUNTO PARA TODOS) RESISTE AO TEMPO VALOR DE MERCADO LIGADA À RELIGIÃO (VALOR DE CULTO) CONHECE OS MATERIAIS PARA SUAS OBRAS.
  • 3. ARTE, CIÊNCIA E TÉCNICA  A ARTE É VISTA COMO EXPRESSÃO CRADORA = TRANSFIGURAÇÃO DO MUNDO EM OBRA ARTÍSTICA.  A ARTE BUSCA A EXPRESSÃO DA VERDADE, DAQUILO QUE É REAL.  A ARTE É INSEPARÁVEL DA CIÊNCIA E DA TÉCNICA;
  • 6. RELIGIOSIDADE, AUTONOMIA E TÉCNICA: A AURA E SUA DESAPARIÇÃO  Walter Benjamin- crítico literário, tradutor, filósofo e sociólogo.  A Obra de Arte na Era da Sua Reprodutibilidade Técnica (1936)
  • 8.  Aura:singularidade, exemplar único, aqui e agora, “irrepetível”, autêntica e duradoura.
  • 9. Valor de culto X culto ao belo  Aura, sentido •Aura; beleza; teológico, trazia belo; a o religioso para contemplação perto de nós. Como a aura foi perdida?
  • 10.  A obra de arte sempre foi reprodutível; (os discípulos reproduziam as obras dos seus mestres).  Reprodução técnica (arte em série) torna difícil distinguir o original.
  • 11. ARTE E FILOSOFIA  POÉTICA  Platão e Aristóteles “A arte é pensada em sua dependência com a ética, política e metafísica. Ideias de bem e verdade”.
  • 12. •ESTÉTICA •Baumgarten (1750) •As obras de arte como criação dos sentidos e dos sentimentos causados por elas, tendo como finalidade o belo. A estética se ocupa preferencialmente com a expressão da sensibilidade e da fantasia do artista e com o sentimento produzido pela obra sobre o espectador ou receptor.
  • 14. Belas- artes  A arte é autônoma- finalidade própria;  Produto da experiência sensorial, imaginação, inspiração do artista.  Sua finalidade é desinteressada, contemplativa (não utilitária). Contemplação da beleza.
  • 15.  Contemplação do artista: busca do belo e contemplação do publico: julgamento do valor de beleza (juízo de gosto);  Distinção entre beleza, bondade e verdade.  Originalidade- criação inédita e original.