SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
O QUE É?
“Combate entre dois adversários em
que um deles exigiu do outro
reparação de uma ofensa. Qualquer
enfrentamento de pessoas, forças,
ideias etc.
Fonte: Dicionário Larousse
Duelo entre Afonso Costa e o conde de Penha Garcia, em 1908.
“A abolição desse uso revela o abrandamento
dos costumes e é curioso seguir-se a sua
graduação, desde a época em que os cavaleiros só
saíam com armaduras de ferro e lança a punho,
até o simples uso da espada, que depois se
tornou mais um ornamento, num acessório de
uniforme, do que arma agressiva.”
(Allan Kardec)
Fonte: O E.S.E., 16 - Nota
Legítima defesa? Resquício de barbárie?
Ato de coragem e desprezo pela
vida?
Prova de covardia moral?
Meios de resolver disputas pela
força?
Forma de prorrogar disputas
além-túmulo?
Honra e grandeza diante dos
homens?
Desonra e pequenez espiritual?
Olho por olho...? “Apresentar a outra face”?
Pretenso “juízo divino? Extrema “falta de juízo” diante
de Deus?
Fonte: O E.S.E. 11 - 16
Homicídio e Suicídio
Assassínio
Duelista
Suicídio
Adversário
E quando as possibilidades são
iguais, é um assassínio ou um
suicídio?
- É um e outro.
Fonte: “O Livro dos Espíritos”, questão 758-”a”
Duelo Moderno
“Realmente, a civilização baniu o duelo das praças
públicas e não mais vemos espadas desembainhadas,
suscitando aflição, ferimento e morte.
Os códigos evoluídos reprimem hoje, nos povos mais
cultos, semelhantes manifestações de animalidade e
selvageria.
Entretanto, se as lâminas repousam ensarilhadas, não
ocorre com os dardos envenenados da vida mental.”
“Muitas vezes, arremessamos raios de perturbação e
indisciplina, angústia e destruição para todos os ângulos
da estrada em que a nossa vida se movimenta.
São os pensamentos desvairados do psiquismo deprimente.
Não raro, arrojamo-los, sem piedade, para quantos nos
desatendem ao egoísmo; (...).
(Espírito Emmanuel)
Fonte: “Canais da Vida”, Francisco C. Xavier.
Trânsito
Torcidas
Gangs
Esportes
Guerras
Ideologias
Narcotráfico
Finalidade da Encarnação
“- Deus a impõe com o fim de levá-lo à
perfeição: para uns, é uma expiação; para
outros, uma missão. Mas, para chegar a
essa perfeição, eles devem sofrer as
vicissitudes da existência corpórea: nisto é
que esta a expiação.”
Fonte: “O Livro dos Espíritos”, questão 132
“Isto posto, é preciso que saibais,
uma vez por todas, que o estado
de missão, progressão ou punição
deve, sob pena de recomeçar a
prova, chegar ao termo fixado
pelos desígnios da suprema
justiça. (Teu pai, Antonio)
Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862
Consequências Humanas
“As palavras dever, honra, coração, muitas
vezes são postas pelos homens para justificar
suas ações e seus crimes.
Compreenderão sempre tais palavras? Não
resumem as intenções do Cristo? Por que,
então, lhe mutilar o sentido? Por que, então,
regredir ao barbarismo?”
Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862
“Assim, o
orgulho é,
sozinho o mentor
de quase todos os
duelos, e não a
honra. (Teu pai, Antonio)
Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862
Consequências Espirituais
“(...) aqueles que, provados ou provocadores,
tiverem sucumbidos, podem estar certos que
experimentarão as maiores torturas morais pela
presença incessante do cadáver da vítima e do
seu próprio; (...) e serão perseguidos, até o dia da
expiação, pelo espectro terrível das duas
horrendas visões de seus cadáveres
ensanguentados.” (Teu pai, Antonio)
Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862
“Aquele que, por humildade, como o
Cristo tiver suportado o maior ultraje e,
por amor de Deus, perdoado de
coração, além das recompensas
celestes da outra vida, terá a paz de
coração nesta e uma alegria
inconcebível por haver respeitado duas
vezes a obra de Deus.” (Teu pai, Antonio)
Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862
Pensamento é Vida
“A mente é o espelho da vida em toda a parte.(...)
Definindo-a por espelho da vida, reconhecemos
que o coração lhe é a face e que o cérebro é o
centro de suas ondulações, gerando a força do
pensamento que tudo move, criando e
transformando, destruindo e refazendo para
acrisolar e sublimar.” (Espírito Emmanuel)
Fonte: “ Pensamento e Vida”, Francisco C.Xavier
“É imprescindível tratar a ignorância
com o carinho medicamentoso que
dispensamos ao tratamento de uma
chaga, porquanto golpear a ferida, sem
caridade, será o mesmo que converter a
moléstia curável num aleijão sem
remédio.”
Fonte: “ Pensamento e Vida”, Francisco C.Xavier
Formas do Pensamento
“Jesus, porém, conhecendo os
pensamentos deles, disse: Por
que pensais mal nos vossos
corações?”
(Jesus)
Fonte: Mateus, 9:4
Formas retorcidas (usura, ambição, avidez)
Filamentos espirais (preocupação)
Projéteis ( ódio ou afeição a outrem)
Zigue-Zague do raio (cólera)
Jatos de salpicos de lama (medo)”
Fonte: “ Pensamento e Vontade” Ernesto Bozzano
“Fujamos de toda ideia que signifique discórdia e
maledicência, ciúme e desespero, maldade e intolerância,
porquanto, as imagens desse teor, a fluírem constantes de
nossa fonte mental, possuem vitalidade própria,
corporificando-se com a persistência de nossas irreflexões
repetidas e atingindo o objetivo de nossas projeções, a
operarem desajuste e flagelação regressando a nós mesmos,
em lamentável retorno, trazendo-nos de volta, a aflição e o
infortúnio que tivermos causado.”(Espírito Emmanuel)
Fonte: “Viajor”, Francisco C. Xavier.
“Cabe-vos, (os espíritas) enfim,
a felicidade de semear entre
vossos irmãos aquele grão tão
precioso, que ignoramos em
nossa existência terrena: o
Espiritismo.”
Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
Graça Maciel
 

Mais procurados (20)

Causas anteriores das aflições
Causas anteriores das afliçõesCausas anteriores das aflições
Causas anteriores das aflições
 
Motivos de resignação
Motivos de resignaçãoMotivos de resignação
Motivos de resignação
 
O cristo consolador
O cristo consoladorO cristo consolador
O cristo consolador
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leve
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
 
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃOBEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
 
O Homem de Bem
O Homem de BemO Homem de Bem
O Homem de Bem
 
AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOSAMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
 
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira). Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
Dai a Cezar o que é de Cezar ( Leonardo Pereira).
 
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucuraPalestra Espírita - Suicidio e loucura
Palestra Espírita - Suicidio e loucura
 
Afabilidade e doçura
Afabilidade e doçuraAfabilidade e doçura
Afabilidade e doçura
 
Palestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amorPalestra Espírita - Lei de amor
Palestra Espírita - Lei de amor
 
Indulgencia
IndulgenciaIndulgencia
Indulgencia
 
A vida futura
A vida futuraA vida futura
A vida futura
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
 
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRiosReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
 
ESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
ESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOSESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
ESE CAP. XI - AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
 
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
 

Semelhante a O DUELO

Atualidade espirita (americo d. nunes filho, aureliano alves netto e celso ma...
Atualidade espirita (americo d. nunes filho, aureliano alves netto e celso ma...Atualidade espirita (americo d. nunes filho, aureliano alves netto e celso ma...
Atualidade espirita (americo d. nunes filho, aureliano alves netto e celso ma...
Fernando Moraes
 

Semelhante a O DUELO (20)

Esperanca - sementeira de coragem no solo do espirito
Esperanca - sementeira de coragem no solo do espiritoEsperanca - sementeira de coragem no solo do espirito
Esperanca - sementeira de coragem no solo do espirito
 
DESENCARNAÇÕES COLETIVAS
DESENCARNAÇÕES COLETIVASDESENCARNAÇÕES COLETIVAS
DESENCARNAÇÕES COLETIVAS
 
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
Palestra Espírita - Ação da prece (transmissão do pensamento)
 
Palestra Espírita - Horizontes da mente
Palestra Espírita - Horizontes da mentePalestra Espírita - Horizontes da mente
Palestra Espírita - Horizontes da mente
 
Palestra_especial_Finados_30.10.18.ppt
Palestra_especial_Finados_30.10.18.pptPalestra_especial_Finados_30.10.18.ppt
Palestra_especial_Finados_30.10.18.ppt
 
Obsessao _Divida agravada
Obsessao _Divida agravada Obsessao _Divida agravada
Obsessao _Divida agravada
 
O culto dos mortos a luz do espiritismo
O culto dos mortos a luz do espiritismoO culto dos mortos a luz do espiritismo
O culto dos mortos a luz do espiritismo
 
Desencarnes coletivos e a justiça divina!
Desencarnes coletivos e a justiça divina!Desencarnes coletivos e a justiça divina!
Desencarnes coletivos e a justiça divina!
 
Chnotícias3
Chnotícias3Chnotícias3
Chnotícias3
 
01/11/2013 - Desencarnes coletivos
01/11/2013 -  Desencarnes coletivos01/11/2013 -  Desencarnes coletivos
01/11/2013 - Desencarnes coletivos
 
Evangeliza - O Cristo Consolador
Evangeliza - O Cristo ConsoladorEvangeliza - O Cristo Consolador
Evangeliza - O Cristo Consolador
 
Almas Gêmeas segundo o Espiritismo
Almas Gêmeas segundo o EspiritismoAlmas Gêmeas segundo o Espiritismo
Almas Gêmeas segundo o Espiritismo
 
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTEVISÃO ESPÍRITA DA MORTE
VISÃO ESPÍRITA DA MORTE
 
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULOCOMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
COMODISMO, O GRANDE OBSTÁCULO
 
Emmanuel e a codificação espírita
Emmanuel e a codificação espíritaEmmanuel e a codificação espírita
Emmanuel e a codificação espírita
 
Livro dos Espíritos Q348, 349 e 350 ESE Cap28 item4
Livro dos Espíritos Q348, 349 e 350 ESE Cap28 item4Livro dos Espíritos Q348, 349 e 350 ESE Cap28 item4
Livro dos Espíritos Q348, 349 e 350 ESE Cap28 item4
 
Provações coletivas
Provações coletivasProvações coletivas
Provações coletivas
 
Construindo paz
Construindo  pazConstruindo  paz
Construindo paz
 
Livro dos Espiritos 549 e ESE cap 5
Livro dos Espiritos 549 e ESE cap 5Livro dos Espiritos 549 e ESE cap 5
Livro dos Espiritos 549 e ESE cap 5
 
Atualidade espirita (americo d. nunes filho, aureliano alves netto e celso ma...
Atualidade espirita (americo d. nunes filho, aureliano alves netto e celso ma...Atualidade espirita (americo d. nunes filho, aureliano alves netto e celso ma...
Atualidade espirita (americo d. nunes filho, aureliano alves netto e celso ma...
 

Mais de Jorge Luiz dos Santos

Mais de Jorge Luiz dos Santos (20)

O ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHO
O ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHOO ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHO
O ESPIRITISMO E A NECESSIDADE DO TRABALHO
 
O ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS
O ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAISO ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS
O ESPIRITISMO E AS DESIGUALDADES SOCIAIS
 
A VERDADE QUE LIBERTA
A VERDADE QUE LIBERTAA VERDADE QUE LIBERTA
A VERDADE QUE LIBERTA
 
A ALMA DA TERRA
A ALMA DA TERRAA ALMA DA TERRA
A ALMA DA TERRA
 
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMOMILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
MILAGRES À LUZ DO ESPIRITISMO
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
 
OS MÉDIUNS
OS MÉDIUNSOS MÉDIUNS
OS MÉDIUNS
 
MANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEAS
MANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEASMANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEAS
MANIFESTAÇÕES FÍSICAS ESPONTÂNEAS
 
LIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMO
LIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMOLIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMO
LIVRE -ARBÍTRIO E DETERMINISMO
 
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
QUAL O TAMANHO DE VOSSA FÉ?
 
O CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDOO CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDO
 
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
QUEM SÃO OS MÉDIUNS?
 
PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)
PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)
PERISPÍRITO - MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO (MOB)
 
REENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAIS
REENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAISREENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAIS
REENCARNAÇÃO - ASPECTOS CIENTÍFICOS, FILOSÓFICOS E MORAIS
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
A VIDA CONTRA O ABORTO
A VIDA CONTRA O ABORTOA VIDA CONTRA O ABORTO
A VIDA CONTRA O ABORTO
 
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNOO TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
 
UM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIA
UM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIAUM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIA
UM DESAFIO CHAMADO FAMIÍLIA
 
Allan kardec, o homem, a missão
Allan kardec, o homem, a missãoAllan kardec, o homem, a missão
Allan kardec, o homem, a missão
 
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
150 ANOS DE "O CÉU E O INFERNO"
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 

Último (10)

Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 

O DUELO

  • 1.
  • 2. O QUE É? “Combate entre dois adversários em que um deles exigiu do outro reparação de uma ofensa. Qualquer enfrentamento de pessoas, forças, ideias etc. Fonte: Dicionário Larousse
  • 3. Duelo entre Afonso Costa e o conde de Penha Garcia, em 1908.
  • 4. “A abolição desse uso revela o abrandamento dos costumes e é curioso seguir-se a sua graduação, desde a época em que os cavaleiros só saíam com armaduras de ferro e lança a punho, até o simples uso da espada, que depois se tornou mais um ornamento, num acessório de uniforme, do que arma agressiva.” (Allan Kardec) Fonte: O E.S.E., 16 - Nota
  • 5. Legítima defesa? Resquício de barbárie? Ato de coragem e desprezo pela vida? Prova de covardia moral? Meios de resolver disputas pela força? Forma de prorrogar disputas além-túmulo? Honra e grandeza diante dos homens? Desonra e pequenez espiritual? Olho por olho...? “Apresentar a outra face”? Pretenso “juízo divino? Extrema “falta de juízo” diante de Deus? Fonte: O E.S.E. 11 - 16
  • 7. E quando as possibilidades são iguais, é um assassínio ou um suicídio? - É um e outro. Fonte: “O Livro dos Espíritos”, questão 758-”a”
  • 8. Duelo Moderno “Realmente, a civilização baniu o duelo das praças públicas e não mais vemos espadas desembainhadas, suscitando aflição, ferimento e morte. Os códigos evoluídos reprimem hoje, nos povos mais cultos, semelhantes manifestações de animalidade e selvageria. Entretanto, se as lâminas repousam ensarilhadas, não ocorre com os dardos envenenados da vida mental.”
  • 9. “Muitas vezes, arremessamos raios de perturbação e indisciplina, angústia e destruição para todos os ângulos da estrada em que a nossa vida se movimenta. São os pensamentos desvairados do psiquismo deprimente. Não raro, arrojamo-los, sem piedade, para quantos nos desatendem ao egoísmo; (...). (Espírito Emmanuel) Fonte: “Canais da Vida”, Francisco C. Xavier.
  • 11. Finalidade da Encarnação “- Deus a impõe com o fim de levá-lo à perfeição: para uns, é uma expiação; para outros, uma missão. Mas, para chegar a essa perfeição, eles devem sofrer as vicissitudes da existência corpórea: nisto é que esta a expiação.” Fonte: “O Livro dos Espíritos”, questão 132
  • 12. “Isto posto, é preciso que saibais, uma vez por todas, que o estado de missão, progressão ou punição deve, sob pena de recomeçar a prova, chegar ao termo fixado pelos desígnios da suprema justiça. (Teu pai, Antonio) Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862
  • 13. Consequências Humanas “As palavras dever, honra, coração, muitas vezes são postas pelos homens para justificar suas ações e seus crimes. Compreenderão sempre tais palavras? Não resumem as intenções do Cristo? Por que, então, lhe mutilar o sentido? Por que, então, regredir ao barbarismo?” Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862
  • 14. “Assim, o orgulho é, sozinho o mentor de quase todos os duelos, e não a honra. (Teu pai, Antonio) Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862
  • 15. Consequências Espirituais “(...) aqueles que, provados ou provocadores, tiverem sucumbidos, podem estar certos que experimentarão as maiores torturas morais pela presença incessante do cadáver da vítima e do seu próprio; (...) e serão perseguidos, até o dia da expiação, pelo espectro terrível das duas horrendas visões de seus cadáveres ensanguentados.” (Teu pai, Antonio) Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862
  • 16. “Aquele que, por humildade, como o Cristo tiver suportado o maior ultraje e, por amor de Deus, perdoado de coração, além das recompensas celestes da outra vida, terá a paz de coração nesta e uma alegria inconcebível por haver respeitado duas vezes a obra de Deus.” (Teu pai, Antonio) Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862
  • 17. Pensamento é Vida “A mente é o espelho da vida em toda a parte.(...) Definindo-a por espelho da vida, reconhecemos que o coração lhe é a face e que o cérebro é o centro de suas ondulações, gerando a força do pensamento que tudo move, criando e transformando, destruindo e refazendo para acrisolar e sublimar.” (Espírito Emmanuel) Fonte: “ Pensamento e Vida”, Francisco C.Xavier
  • 18. “É imprescindível tratar a ignorância com o carinho medicamentoso que dispensamos ao tratamento de uma chaga, porquanto golpear a ferida, sem caridade, será o mesmo que converter a moléstia curável num aleijão sem remédio.” Fonte: “ Pensamento e Vida”, Francisco C.Xavier
  • 19. Formas do Pensamento “Jesus, porém, conhecendo os pensamentos deles, disse: Por que pensais mal nos vossos corações?” (Jesus) Fonte: Mateus, 9:4
  • 20. Formas retorcidas (usura, ambição, avidez) Filamentos espirais (preocupação) Projéteis ( ódio ou afeição a outrem) Zigue-Zague do raio (cólera) Jatos de salpicos de lama (medo)” Fonte: “ Pensamento e Vontade” Ernesto Bozzano
  • 21. “Fujamos de toda ideia que signifique discórdia e maledicência, ciúme e desespero, maldade e intolerância, porquanto, as imagens desse teor, a fluírem constantes de nossa fonte mental, possuem vitalidade própria, corporificando-se com a persistência de nossas irreflexões repetidas e atingindo o objetivo de nossas projeções, a operarem desajuste e flagelação regressando a nós mesmos, em lamentável retorno, trazendo-nos de volta, a aflição e o infortúnio que tivermos causado.”(Espírito Emmanuel) Fonte: “Viajor”, Francisco C. Xavier.
  • 22. “Cabe-vos, (os espíritas) enfim, a felicidade de semear entre vossos irmãos aquele grão tão precioso, que ignoramos em nossa existência terrena: o Espiritismo.” Fonte: “Revista Espírita”, nov/1862