SlideShare uma empresa Scribd logo
O programa de educação em valores humanos O que são? Transformação da Sociedade pela Educação da Cultura do Caráter
Objetivo Reconhecer os valores humanos como a reserva moral e espiritual reconhecida na condição humana Quando experimentamos valores como respeito,tolerância,paz,liberdade, honestidade,responsabilidade, etc. transformamos a nós mesmos e nossa maneira de ver o mundo, mesmo que ele seja obscuro.
Eu Creio        Cora Coralina Creio nos valores humanos  e sou a mulher da terra.  ...  Creio na força do trabalho  como elos e trança do progresso.  Acredito numa energia imanente  que virá um dia ligar a família humana  numa corrente de fraternidade universal.  Creio na salvação dos abandonados  e na regeneração dos encarcerados,  pela exaltação e dignidade do trabalho.  ...  Acredito nos jovens  à procura de caminhos novos  abrindo espaços largos na vida.  Creio na superação das incertezas  deste fim de século
"Se houver retidão no coração, haverá beleza no caráter. Se houver beleza no caráter, haverá harmonia no lar. Se houver harmonia no lar, haverá ordem na nação. Se houver ordem na nação, haverá paz no mundo".  PEVH – Programa de Educação em Valores Humanos
Descontração  “Tirando da gaveta” O que são valores para você? Que valores materiais o impedem de vivenciar os verdadeiros valores? Que valor você quer levar em sua viagem ao findar o seu tempo na Terra?
 
Vendo o mundo com outros olhos! O fim da sabedoria é a Liberdade, O fim do conhecimento é o Amor, O fim da educação é o Caráter. - Sathya Sai Baba
“ A educação não é para a simples subsistência; é para a vida, uma vida mais plena, com mais sentido, mais útil. Não há nada de errado em que também seja utilizada para obter um emprego bem remunerado. Entretanto, o homem instruído deve ser consciente de que a existência não é tudo, que o emprego não é tudo. A educação não é para desenvolver a faculdade da discussão, a crítica ou para obter uma eventual vitória sobre seus oponentes, ou exibir seu domínio da linguagem ou da lógica. O melhor estudo é aquele que ensina a  conquistar este ciclo de nascimento e morte e que faz com que vocês não se perturbem com a fortuna ou os golpes do destino. Esse estudo começa onde o estudo de vocês termina.” - Sathya Sai Baba
Educação dos níveis de personalidade Já que é na mente dos homens que tudo começa, é onde inclusive, as guerras verdadeiramente começam, assim sendo,  é em cada coração e cada mente, é em cada casa, em cada escola, em cada rua, em todos os lugares do mundo  é que devemos pôr um fim ao começo de todas as guerras.” Robert Muller (Chanceler da Universidade da Paz das Nações Unidas)
Educação do nível físico- Ação correta A determinação para o bem é a ação correta. Não há luta nem julgamentos. O sol não luta com a escuridão. Ele simplesmente vai iluminando e faz raiar o dia. Ação correta é diferente de ação certa. Esta última nos mantém presos aos julgamentos, pois, se existe a certa, a ação errada continua focada pela nossa mente e pela nossa atenção. A ação correta não é um ato isolado, é um processo que vai permeando a nossa vida.  “ Agir corretamente é capacitar o ser para que se manifeste plenamente no mundo externo.”
SUB-VALORES DA AÇÃO CORRETA: Ação correta  pressupõe: Dever  Ética  Honradez Responsabilidade Respeito Esforço Simplicidade Coragem  Integridade Iniciativa  Perseverança
Educação do nível emocional- Paz Aprenda com o coelho a sua agilidade e não a sua timidez Aprenda com a tartaruga a sua persistência  e não a sua vagareza Aprenda com a ovelha a sua ingenuidade  e não a sua covardia Aprenda com o gato a sua independência e não A sua deslealdade O respeito pela diferença é a raiz da integração  e o caminho para a Paz. A paz é o resultado da harmonia na diversidade. É a substituição do julgamento pelo discernimento.
SUB-VALORES DA PAZ: Paz  inclui: Calma Silêncio interior Tranqüilidade Paciência Tolerância  Auto -controle  Contentamento
Educação do nível intelectual- Verdade A verdade não é algo que eu sei. É aquilo que plenamente eu sou. Verdade é a expressão integra das minhas potencialidades. Não é aquilo que eu expresso como verdadeiro, mas sim aquilo que verdadeiramente sou e expresso.  A verdade é o primeiro valor que desperta em nosso ser. Quando descobrimos a verdade sobre nós mesmos, quem somos, e sobre o mundo, é que os demais valores são ativados. A verdade não tem limites de tempo e espaço. Para todos os climas, para todos os países, para todos os tempos, a verdade é a mesma
SUB-VALORES DA VERDADE :  A Verdade  inclui : Honestidade Justiça Interesse pelo conhecimento Auto análise Sinceridade Coerência  Exatidão Imparcialidade Discernimento  Integridade
Educação do nível psíquico - Amor O amor como pensamento é verdade. O amor como ação é Ação-correta O amor como sentimento é Paz O amor como compreensão é  Não-Violência O amor é o impulso que nos mobiliza para a criação. O conhecimento sem amor gera preconceitos e antagonismos, e nos leva ao confronto e à destruição..
SUB-VALORES DO AMOR: O Amor  pressupõe: Amizade Dedicação Generosidade Caridade Gratidão Perdão Compaixão Compreensão Simpatia. Alegria Comprometimento
Educação do nível espiritual- Não violência O propósito da criação é o amor. Se olho e não vejo, Se ouço e não escuto, Se toco e não sinto, Se conheço e não sei, Já matei a mim e ao mundo. Já cometi a violência de ignorar a criação e o amor. A não – violência é a combinação de todos os valores. É a conquista do ser humano que ama e não fere, não magoa, não machuca, como ação, reação ou proteção. A violência não é só um ato físico.  Saber ver, ouvir, compreender, sentir, são todos atos não violentos, embasados na prática dos VALORES HUMANOS.
SUB-VALORES DA NÃO-VIOLÊNCIA:   A Não Violência  exige: Fraternidade Cooperação Respeito à cidadania Respeito à natureza Respeito pelas diferenças raciais, religiosas, culturais Solidariedade. Perdão.
OS CINCO VALORES Quando o homem desperta para a divindade que lhe é inerente, começa a se questionar sobre o que é verdade. Perguntas como “quem sou eu?”, “de onde vim?”, “para onde vou?” e “O que devo fazer aqui?” permeiam sua mente em busca do real objetivo da vida. No momento em que obtém essas respostas, o indivíduo toma consciência da necessidade de agir sempre corretamente. Ao colocar em prática a retidão de caráter, que é a verdade em ação, sente como conseqüência um estado de paz interior e, por sua vez, fomenta o fluir e a expansão da energia do amor, cujo ápice, é um estado de plena não-violência.
 
Objetivos: que a escola possa resgatar na criança certos valores como:   COLABORAÇÃO – "QUER UMA MÃOZINHA"?  CONVIVÊNCIA _ " COM LICENÇA?"  ATENÇÃO _ " FALOU COMIGO?"  HONESTIDADE _ "NÃO FUI EU."  RESPEITO _ "E EU COM ISSO?"  NUTRIÇÃO _ "VERDURA? SIM!"  RESPONSABILIDADE _ " DEIXA QUE EU FAÇO!"  GENEROSIDADE _ " É MEU, MAS EMPRESTO!"
Para não esquecer! "Verdade é aquilo que deve ser dito Retidão é o que deve ser praticado Paz é o que deve preencher a mente Amor é o que deve se expandir em nossos corações Não Violência é o que devemos ser plenamente"
Se um professor só ensinar após colocar em prática seus ensinamentos, ele estará estabelecendo um ideal para o mundo. Um professor é uma luz brilhante para o mundo, como uma lamparina que possa brilhar todo o tempo, e poderá ser capaz de acender outras lamparinas.
Aprender a se amar para amar o mundo Esta é a base da educação em valores humanos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumondAtividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escolaResgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Maria Vanderlan Rahal
 
Projeto soletrando
Projeto soletrandoProjeto soletrando
Projeto soletrando
Aridiane Santos
 
DINAMICAS PARA REUNIÕES PEDAGÓGICAS.pdf
DINAMICAS PARA REUNIÕES PEDAGÓGICAS.pdfDINAMICAS PARA REUNIÕES PEDAGÓGICAS.pdf
DINAMICAS PARA REUNIÕES PEDAGÓGICAS.pdf
KarinaReimberg2
 
Projeto.doc teatro na ed. infantil
Projeto.doc teatro na ed. infantilProjeto.doc teatro na ed. infantil
Projeto.doc teatro na ed. infantil
Cecília Alcântara
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
Edlauva Santos
 
Competencias socioemocionais--nova-escola
Competencias socioemocionais--nova-escolaCompetencias socioemocionais--nova-escola
Competencias socioemocionais--nova-escola
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Plano de Aula Tarsila do Amaral
Plano de Aula Tarsila  do AmaralPlano de Aula Tarsila  do Amaral
Plano de Aula Tarsila do Amaral
ANA MARIA DE PAULA E SILVA
 
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdfCRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
VanessaCavalcante37
 
O laço e o abraço
O laço e o abraçoO laço e o abraço
O laço e o abraço
Laura Martini
 
Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-EjaProjeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
Necy
 
Slides semana pedagógica
Slides  semana pedagógicaSlides  semana pedagógica
Slides semana pedagógica
Walter de Carvalho Baptista
 
001. contrato da boa convivência
001. contrato da boa convivência001. contrato da boa convivência
001. contrato da boa convivência
Beatriz Otto Ramos
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
Ðouglas Rocha
 
Somos todos iguais, porém diferentes!
Somos todos iguais, porém diferentes! Somos todos iguais, porém diferentes!
Somos todos iguais, porém diferentes!
Maria da Paz Cerqueira
 
Projeto salvador
Projeto salvadorProjeto salvador
Projeto salvador
Marisa Seara
 
Atividade arte 2ano EM
Atividade  arte 2ano EMAtividade  arte 2ano EM
Atividade arte 2ano EM
Ana Paula Machado
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
Daniela Marckevitz
 
Mini Projeto Horta Escolar
Mini Projeto Horta EscolarMini Projeto Horta Escolar
Mini Projeto Horta Escolar
Paulo Rocha
 
Modelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialModelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especial
straraposa
 

Mais procurados (20)

Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumondAtividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
 
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escolaResgatando Jogos e Brincadeiras na escola
Resgatando Jogos e Brincadeiras na escola
 
Projeto soletrando
Projeto soletrandoProjeto soletrando
Projeto soletrando
 
DINAMICAS PARA REUNIÕES PEDAGÓGICAS.pdf
DINAMICAS PARA REUNIÕES PEDAGÓGICAS.pdfDINAMICAS PARA REUNIÕES PEDAGÓGICAS.pdf
DINAMICAS PARA REUNIÕES PEDAGÓGICAS.pdf
 
Projeto.doc teatro na ed. infantil
Projeto.doc teatro na ed. infantilProjeto.doc teatro na ed. infantil
Projeto.doc teatro na ed. infantil
 
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃOINSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
INSTRUMENTOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO
 
Competencias socioemocionais--nova-escola
Competencias socioemocionais--nova-escolaCompetencias socioemocionais--nova-escola
Competencias socioemocionais--nova-escola
 
Plano de Aula Tarsila do Amaral
Plano de Aula Tarsila  do AmaralPlano de Aula Tarsila  do Amaral
Plano de Aula Tarsila do Amaral
 
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdfCRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
CRÔNICA - AULA 2 - 6º ANO.pdf
 
O laço e o abraço
O laço e o abraçoO laço e o abraço
O laço e o abraço
 
Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-EjaProjeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
Projeto As maravilhas do Poema de Literatura de Cordel, 2º Ano-Eja
 
Slides semana pedagógica
Slides  semana pedagógicaSlides  semana pedagógica
Slides semana pedagógica
 
001. contrato da boa convivência
001. contrato da boa convivência001. contrato da boa convivência
001. contrato da boa convivência
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
 
Somos todos iguais, porém diferentes!
Somos todos iguais, porém diferentes! Somos todos iguais, porém diferentes!
Somos todos iguais, porém diferentes!
 
Projeto salvador
Projeto salvadorProjeto salvador
Projeto salvador
 
Atividade arte 2ano EM
Atividade  arte 2ano EMAtividade  arte 2ano EM
Atividade arte 2ano EM
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Mini Projeto Horta Escolar
Mini Projeto Horta EscolarMini Projeto Horta Escolar
Mini Projeto Horta Escolar
 
Modelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialModelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especial
 

Semelhante a O programa de educação em valores humanos

A Arte De Viver Em Paz.Ppt I
A Arte De Viver Em Paz.Ppt IA Arte De Viver Em Paz.Ppt I
Valor ação correta
Valor ação corretaValor ação correta
Valor ação correta
Dalila Melo
 
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Liviamandelli
 
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Liviamandelli
 
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2Práticas restaurativas no ambiente.pptx2
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2
Beth2819
 
Ho'oponopono, palavras, frases e textos.
Ho'oponopono, palavras, frases e textos.Ho'oponopono, palavras, frases e textos.
Ho'oponopono, palavras, frases e textos.
Mário Salomão
 
Sathya Sai
Sathya SaiSathya Sai
Sathya Sai
MCRISTINA2011
 
O perfil da mulher de sucesso
O perfil da mulher de sucessoO perfil da mulher de sucesso
O perfil da mulher de sucesso
Carmen Gloria Coelho
 
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interior
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interiorMódulo: Como ouvir a voz da sabedoria interior
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interior
Jocilaine Moreira
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
Autoconhecimento
Dalila Melo
 
Desenvolvendo sentimentos!
Desenvolvendo sentimentos!Desenvolvendo sentimentos!
Desenvolvendo sentimentos!
Leonardo Pereira
 
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
MatildePaulo1
 
Amorosidade
AmorosidadeAmorosidade
Amorosidade
Crisley Carolina
 
Auto Conhecer-se !
Auto Conhecer-se !Auto Conhecer-se !
O sermão da montanha e os valores humanos
O sermão da montanha e os valores humanosO sermão da montanha e os valores humanos
O sermão da montanha e os valores humanos
Dalila Melo
 
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Sandra Reis Machado
 
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
PatiSousa1
 
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010
Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010
Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010
Mocidade Bezzerra de Menezes
 
Emrc
EmrcEmrc

Semelhante a O programa de educação em valores humanos (20)

A Arte De Viver Em Paz.Ppt I
A Arte De Viver Em Paz.Ppt IA Arte De Viver Em Paz.Ppt I
A Arte De Viver Em Paz.Ppt I
 
Valor ação correta
Valor ação corretaValor ação correta
Valor ação correta
 
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
 
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
Palestra Valores Humanosna EducaçãO[1]
 
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2Práticas restaurativas no ambiente.pptx2
Práticas restaurativas no ambiente.pptx2
 
Ho'oponopono, palavras, frases e textos.
Ho'oponopono, palavras, frases e textos.Ho'oponopono, palavras, frases e textos.
Ho'oponopono, palavras, frases e textos.
 
Sathya Sai
Sathya SaiSathya Sai
Sathya Sai
 
O perfil da mulher de sucesso
O perfil da mulher de sucessoO perfil da mulher de sucesso
O perfil da mulher de sucesso
 
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interior
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interiorMódulo: Como ouvir a voz da sabedoria interior
Módulo: Como ouvir a voz da sabedoria interior
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
Autoconhecimento
 
Desenvolvendo sentimentos!
Desenvolvendo sentimentos!Desenvolvendo sentimentos!
Desenvolvendo sentimentos!
 
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
 
Amorosidade
AmorosidadeAmorosidade
Amorosidade
 
Auto Conhecer-se !
Auto Conhecer-se !Auto Conhecer-se !
Auto Conhecer-se !
 
O sermão da montanha e os valores humanos
O sermão da montanha e os valores humanosO sermão da montanha e os valores humanos
O sermão da montanha e os valores humanos
 
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
Nossos filhos são espíritos palestra 31 03 14
 
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
Eae 105 Regras para a educação. Conduta e aperfeiçoamento dos seres ( III )
 
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanasDores da Alma, a psicologia das dores humanas
Dores da Alma, a psicologia das dores humanas
 
Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010
Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010
Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010
 
Emrc
EmrcEmrc
Emrc
 

Mais de Dalila Melo

é Difícil julgar os homens
é Difícil julgar os homensé Difícil julgar os homens
é Difícil julgar os homens
Dalila Melo
 
As criaturas existem e não existem
As criaturas existem e não existemAs criaturas existem e não existem
As criaturas existem e não existem
Dalila Melo
 
Confissões livro vi item iv
Confissões livro vi item ivConfissões livro vi item iv
Confissões livro vi item iv
Dalila Melo
 
Manifeste seu progresso
Manifeste seu progressoManifeste seu progresso
Manifeste seu progresso
Dalila Melo
 
Instruções a timóteo
Instruções a timóteoInstruções a timóteo
Instruções a timóteo
Dalila Melo
 
Psicologia da gratidão
Psicologia da gratidãoPsicologia da gratidão
Psicologia da gratidão
Dalila Melo
 
Literatura infantil espírita
Literatura infantil espíritaLiteratura infantil espírita
Literatura infantil espírita
Dalila Melo
 
1 coríntios 4
1 coríntios 41 coríntios 4
1 coríntios 4
Dalila Melo
 
A Casa espírita
A Casa espíritaA Casa espírita
A Casa espírita
Dalila Melo
 
Falatórios Vinha de Luz
Falatórios Vinha de LuzFalatórios Vinha de Luz
Falatórios Vinha de Luz
Dalila Melo
 
Caminhos da educação do espirito
Caminhos da educação do espiritoCaminhos da educação do espirito
Caminhos da educação do espirito
Dalila Melo
 
Educação do afeto
Educação do afetoEducação do afeto
Educação do afeto
Dalila Melo
 
Rosas
RosasRosas
3 história da terra
3   história da terra3   história da terra
3 história da terra
Dalila Melo
 
Criação de deus
Criação de deusCriação de deus
Criação de deus
Dalila Melo
 
Pensamento e vontade
Pensamento e vontadePensamento e vontade
Pensamento e vontade
Dalila Melo
 
A fé religiosa
A fé religiosaA fé religiosa
A fé religiosa
Dalila Melo
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
Dalila Melo
 
Ano novo
Ano novoAno novo
Ano novo
Dalila Melo
 
A verdade e a felicidade residem em deus
A verdade e a felicidade residem em deusA verdade e a felicidade residem em deus
A verdade e a felicidade residem em deus
Dalila Melo
 

Mais de Dalila Melo (20)

é Difícil julgar os homens
é Difícil julgar os homensé Difícil julgar os homens
é Difícil julgar os homens
 
As criaturas existem e não existem
As criaturas existem e não existemAs criaturas existem e não existem
As criaturas existem e não existem
 
Confissões livro vi item iv
Confissões livro vi item ivConfissões livro vi item iv
Confissões livro vi item iv
 
Manifeste seu progresso
Manifeste seu progressoManifeste seu progresso
Manifeste seu progresso
 
Instruções a timóteo
Instruções a timóteoInstruções a timóteo
Instruções a timóteo
 
Psicologia da gratidão
Psicologia da gratidãoPsicologia da gratidão
Psicologia da gratidão
 
Literatura infantil espírita
Literatura infantil espíritaLiteratura infantil espírita
Literatura infantil espírita
 
1 coríntios 4
1 coríntios 41 coríntios 4
1 coríntios 4
 
A Casa espírita
A Casa espíritaA Casa espírita
A Casa espírita
 
Falatórios Vinha de Luz
Falatórios Vinha de LuzFalatórios Vinha de Luz
Falatórios Vinha de Luz
 
Caminhos da educação do espirito
Caminhos da educação do espiritoCaminhos da educação do espirito
Caminhos da educação do espirito
 
Educação do afeto
Educação do afetoEducação do afeto
Educação do afeto
 
Rosas
RosasRosas
Rosas
 
3 história da terra
3   história da terra3   história da terra
3 história da terra
 
Criação de deus
Criação de deusCriação de deus
Criação de deus
 
Pensamento e vontade
Pensamento e vontadePensamento e vontade
Pensamento e vontade
 
A fé religiosa
A fé religiosaA fé religiosa
A fé religiosa
 
A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
 
Ano novo
Ano novoAno novo
Ano novo
 
A verdade e a felicidade residem em deus
A verdade e a felicidade residem em deusA verdade e a felicidade residem em deus
A verdade e a felicidade residem em deus
 

Último

EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 

Último (20)

EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 

O programa de educação em valores humanos

  • 1. O programa de educação em valores humanos O que são? Transformação da Sociedade pela Educação da Cultura do Caráter
  • 2. Objetivo Reconhecer os valores humanos como a reserva moral e espiritual reconhecida na condição humana Quando experimentamos valores como respeito,tolerância,paz,liberdade, honestidade,responsabilidade, etc. transformamos a nós mesmos e nossa maneira de ver o mundo, mesmo que ele seja obscuro.
  • 3. Eu Creio      Cora Coralina Creio nos valores humanos e sou a mulher da terra. ... Creio na força do trabalho como elos e trança do progresso. Acredito numa energia imanente que virá um dia ligar a família humana numa corrente de fraternidade universal. Creio na salvação dos abandonados e na regeneração dos encarcerados, pela exaltação e dignidade do trabalho. ... Acredito nos jovens à procura de caminhos novos abrindo espaços largos na vida. Creio na superação das incertezas deste fim de século
  • 4. "Se houver retidão no coração, haverá beleza no caráter. Se houver beleza no caráter, haverá harmonia no lar. Se houver harmonia no lar, haverá ordem na nação. Se houver ordem na nação, haverá paz no mundo". PEVH – Programa de Educação em Valores Humanos
  • 5. Descontração “Tirando da gaveta” O que são valores para você? Que valores materiais o impedem de vivenciar os verdadeiros valores? Que valor você quer levar em sua viagem ao findar o seu tempo na Terra?
  • 6.  
  • 7. Vendo o mundo com outros olhos! O fim da sabedoria é a Liberdade, O fim do conhecimento é o Amor, O fim da educação é o Caráter. - Sathya Sai Baba
  • 8. “ A educação não é para a simples subsistência; é para a vida, uma vida mais plena, com mais sentido, mais útil. Não há nada de errado em que também seja utilizada para obter um emprego bem remunerado. Entretanto, o homem instruído deve ser consciente de que a existência não é tudo, que o emprego não é tudo. A educação não é para desenvolver a faculdade da discussão, a crítica ou para obter uma eventual vitória sobre seus oponentes, ou exibir seu domínio da linguagem ou da lógica. O melhor estudo é aquele que ensina a conquistar este ciclo de nascimento e morte e que faz com que vocês não se perturbem com a fortuna ou os golpes do destino. Esse estudo começa onde o estudo de vocês termina.” - Sathya Sai Baba
  • 9. Educação dos níveis de personalidade Já que é na mente dos homens que tudo começa, é onde inclusive, as guerras verdadeiramente começam, assim sendo, é em cada coração e cada mente, é em cada casa, em cada escola, em cada rua, em todos os lugares do mundo é que devemos pôr um fim ao começo de todas as guerras.” Robert Muller (Chanceler da Universidade da Paz das Nações Unidas)
  • 10. Educação do nível físico- Ação correta A determinação para o bem é a ação correta. Não há luta nem julgamentos. O sol não luta com a escuridão. Ele simplesmente vai iluminando e faz raiar o dia. Ação correta é diferente de ação certa. Esta última nos mantém presos aos julgamentos, pois, se existe a certa, a ação errada continua focada pela nossa mente e pela nossa atenção. A ação correta não é um ato isolado, é um processo que vai permeando a nossa vida. “ Agir corretamente é capacitar o ser para que se manifeste plenamente no mundo externo.”
  • 11. SUB-VALORES DA AÇÃO CORRETA: Ação correta pressupõe: Dever Ética Honradez Responsabilidade Respeito Esforço Simplicidade Coragem Integridade Iniciativa Perseverança
  • 12. Educação do nível emocional- Paz Aprenda com o coelho a sua agilidade e não a sua timidez Aprenda com a tartaruga a sua persistência e não a sua vagareza Aprenda com a ovelha a sua ingenuidade e não a sua covardia Aprenda com o gato a sua independência e não A sua deslealdade O respeito pela diferença é a raiz da integração e o caminho para a Paz. A paz é o resultado da harmonia na diversidade. É a substituição do julgamento pelo discernimento.
  • 13. SUB-VALORES DA PAZ: Paz inclui: Calma Silêncio interior Tranqüilidade Paciência Tolerância Auto -controle Contentamento
  • 14. Educação do nível intelectual- Verdade A verdade não é algo que eu sei. É aquilo que plenamente eu sou. Verdade é a expressão integra das minhas potencialidades. Não é aquilo que eu expresso como verdadeiro, mas sim aquilo que verdadeiramente sou e expresso. A verdade é o primeiro valor que desperta em nosso ser. Quando descobrimos a verdade sobre nós mesmos, quem somos, e sobre o mundo, é que os demais valores são ativados. A verdade não tem limites de tempo e espaço. Para todos os climas, para todos os países, para todos os tempos, a verdade é a mesma
  • 15. SUB-VALORES DA VERDADE : A Verdade inclui : Honestidade Justiça Interesse pelo conhecimento Auto análise Sinceridade Coerência Exatidão Imparcialidade Discernimento Integridade
  • 16. Educação do nível psíquico - Amor O amor como pensamento é verdade. O amor como ação é Ação-correta O amor como sentimento é Paz O amor como compreensão é Não-Violência O amor é o impulso que nos mobiliza para a criação. O conhecimento sem amor gera preconceitos e antagonismos, e nos leva ao confronto e à destruição..
  • 17. SUB-VALORES DO AMOR: O Amor pressupõe: Amizade Dedicação Generosidade Caridade Gratidão Perdão Compaixão Compreensão Simpatia. Alegria Comprometimento
  • 18. Educação do nível espiritual- Não violência O propósito da criação é o amor. Se olho e não vejo, Se ouço e não escuto, Se toco e não sinto, Se conheço e não sei, Já matei a mim e ao mundo. Já cometi a violência de ignorar a criação e o amor. A não – violência é a combinação de todos os valores. É a conquista do ser humano que ama e não fere, não magoa, não machuca, como ação, reação ou proteção. A violência não é só um ato físico. Saber ver, ouvir, compreender, sentir, são todos atos não violentos, embasados na prática dos VALORES HUMANOS.
  • 19. SUB-VALORES DA NÃO-VIOLÊNCIA: A Não Violência exige: Fraternidade Cooperação Respeito à cidadania Respeito à natureza Respeito pelas diferenças raciais, religiosas, culturais Solidariedade. Perdão.
  • 20. OS CINCO VALORES Quando o homem desperta para a divindade que lhe é inerente, começa a se questionar sobre o que é verdade. Perguntas como “quem sou eu?”, “de onde vim?”, “para onde vou?” e “O que devo fazer aqui?” permeiam sua mente em busca do real objetivo da vida. No momento em que obtém essas respostas, o indivíduo toma consciência da necessidade de agir sempre corretamente. Ao colocar em prática a retidão de caráter, que é a verdade em ação, sente como conseqüência um estado de paz interior e, por sua vez, fomenta o fluir e a expansão da energia do amor, cujo ápice, é um estado de plena não-violência.
  • 21.  
  • 22. Objetivos: que a escola possa resgatar na criança certos valores como: COLABORAÇÃO – "QUER UMA MÃOZINHA"? CONVIVÊNCIA _ " COM LICENÇA?" ATENÇÃO _ " FALOU COMIGO?" HONESTIDADE _ "NÃO FUI EU." RESPEITO _ "E EU COM ISSO?" NUTRIÇÃO _ "VERDURA? SIM!" RESPONSABILIDADE _ " DEIXA QUE EU FAÇO!" GENEROSIDADE _ " É MEU, MAS EMPRESTO!"
  • 23. Para não esquecer! "Verdade é aquilo que deve ser dito Retidão é o que deve ser praticado Paz é o que deve preencher a mente Amor é o que deve se expandir em nossos corações Não Violência é o que devemos ser plenamente"
  • 24. Se um professor só ensinar após colocar em prática seus ensinamentos, ele estará estabelecendo um ideal para o mundo. Um professor é uma luz brilhante para o mundo, como uma lamparina que possa brilhar todo o tempo, e poderá ser capaz de acender outras lamparinas.
  • 25. Aprender a se amar para amar o mundo Esta é a base da educação em valores humanos