SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
2 - O Neolítico As Comunidades Agro-Pastoris
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
A Cultura Megalítica que teve início no Neolítico, prolongou-se por séculos e  perdurou mesmo durante a Idade dos Metais. O enterramento e o culto dos mortos é feito pela primeira vez nesta altura  em sepulturas colectivas , as Antas ou Dólmenes .
[object Object],[object Object]
No entanto, também é verdade que o isolamento em que viviam os habitantes da Península Ibérica,  num contexto geográfico próximo da insularidade, fez com que, neste território, as formas culturais mais arcaicas persistissem durante mais tempo que noutra regiões. O nosso território foi, para citar o caso mais significativo, o local onde o  Homem de Neandertal  encontrou durante milhares de anos o seu último abrigo, depois de extinto por toda a Europa, vitima do  Homo Sapiens-Sapiens  que, por todo o lado, se impôs. Homem de Neandertal
[object Object],[object Object],ESCRITA CUNEIFORNE
O mundo da economia de produção que gerou a abundância, acelerou as trocas comerciais, especializou ainda mais o trabalho e  abriu as  portas ao ócio, às artes e à urbanidade. Jardins Suspensos da Babilónia
Um mundo que tinha directamente passado do Neolítico para a Civilização, sem passar pelo longo período intermédio  da Proto-História que a maior parte das regiões conheceu: a Idade dos Metais. A Era dos povos guerreiros e tribais, de pastores e agricultores  e metalúrgicos que perpetuavam  nas suas lendas, transmitidas oralmente de geração em geração, uma história feita de bravura e honra e conquista.
[object Object],[object Object],[object Object],Harappa- selo Mohenjo -Daro( reconstituição )
[object Object],[object Object],[object Object],PETRA- Cidade romana em África
Essa revolução teve início há aproximadamente 5000 anos na Ásia, na antiga Mesopotâmia, e no vale do Indo, a oriente, e a sul, no Egipto. Estas  civilizações  explodiram em áreas que tinham em comum o facto de se situarem junto de grandes rios que transbordavam, ciclicamente, das suas margens.
[object Object],[object Object],[object Object],O  NILO
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],O Zigurate de Babel Conquista da Gália
[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A vida do homem no neolítico
A vida do homem no neolíticoA vida do homem no neolítico
A vida do homem no neolíticoamgmrodrigues
 
Neolítico revolução agrícola e as primeiras cidades
Neolítico   revolução agrícola e as primeiras cidadesNeolítico   revolução agrícola e as primeiras cidades
Neolítico revolução agrícola e as primeiras cidadesDouglas Barraqui
 
Revolucao neolitica
Revolucao neoliticaRevolucao neolitica
Revolucao neoliticaDiabzie
 
A revolução neolítica
A revolução neolíticaA revolução neolítica
A revolução neolíticaSusana Simões
 
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-anoLucas Degiovani
 
Sociedades recoletoras e produtoras
Sociedades recoletoras e produtorasSociedades recoletoras e produtoras
Sociedades recoletoras e produtorasLucilia Fonseca
 
Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA Editora
Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA EditoraDas sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA Editora
Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA EditoraEscoladocs
 
O Paleolítico
O PaleolíticoO Paleolítico
O PaleolíticoHistN
 
6º anos - Paleolítico, Neolítico e Idade dos Metais
6º anos - Paleolítico, Neolítico e Idade dos Metais6º anos - Paleolítico, Neolítico e Idade dos Metais
6º anos - Paleolítico, Neolítico e Idade dos Metaisguest503096
 
O neolítico e a revolução agrícola
O neolítico e a revolução agrícolaO neolítico e a revolução agrícola
O neolítico e a revolução agrícolaRamiro Bicca
 
Pré história Professora Maida Marciano
Pré história Professora Maida MarcianoPré história Professora Maida Marciano
Pré história Professora Maida MarcianoMaida Marciano
 
Das aldeias pré históricas aos primeiros estados
Das aldeias pré históricas aos primeiros estadosDas aldeias pré históricas aos primeiros estados
Das aldeias pré históricas aos primeiros estadosMárcia Sousa
 

Mais procurados (20)

04 neolítico
04    neolítico04    neolítico
04 neolítico
 
A vida do homem no neolítico
A vida do homem no neolíticoA vida do homem no neolítico
A vida do homem no neolítico
 
Periodo Neolitico
Periodo NeoliticoPeriodo Neolitico
Periodo Neolitico
 
Neolítico
NeolíticoNeolítico
Neolítico
 
O neolítico e a revolução agrícola
O neolítico e a revolução agrícolaO neolítico e a revolução agrícola
O neolítico e a revolução agrícola
 
Revolução neolítica
Revolução neolíticaRevolução neolítica
Revolução neolítica
 
Neolítico revolução agrícola e as primeiras cidades
Neolítico   revolução agrícola e as primeiras cidadesNeolítico   revolução agrícola e as primeiras cidades
Neolítico revolução agrícola e as primeiras cidades
 
Revolucao neolitica
Revolucao neoliticaRevolucao neolitica
Revolucao neolitica
 
A revolução neolítica
A revolução neolíticaA revolução neolítica
A revolução neolítica
 
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano
05 o-neolitico-e-a-revolucao-agricola-6-ano
 
Sociedades recoletoras e produtoras
Sociedades recoletoras e produtorasSociedades recoletoras e produtoras
Sociedades recoletoras e produtoras
 
Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA Editora
Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA EditoraDas sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA Editora
Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA Editora
 
A vida no paleolítico
A vida no paleolíticoA vida no paleolítico
A vida no paleolítico
 
O Paleolítico
O PaleolíticoO Paleolítico
O Paleolítico
 
Neolítico
NeolíticoNeolítico
Neolítico
 
6º anos - Paleolítico, Neolítico e Idade dos Metais
6º anos - Paleolítico, Neolítico e Idade dos Metais6º anos - Paleolítico, Neolítico e Idade dos Metais
6º anos - Paleolítico, Neolítico e Idade dos Metais
 
O neolítico e a revolução agrícola
O neolítico e a revolução agrícolaO neolítico e a revolução agrícola
O neolítico e a revolução agrícola
 
Neolítico e paleolítico
Neolítico e paleolíticoNeolítico e paleolítico
Neolítico e paleolítico
 
Pré história Professora Maida Marciano
Pré história Professora Maida MarcianoPré história Professora Maida Marciano
Pré história Professora Maida Marciano
 
Das aldeias pré históricas aos primeiros estados
Das aldeias pré históricas aos primeiros estadosDas aldeias pré históricas aos primeiros estados
Das aldeias pré históricas aos primeiros estados
 

Destaque

1º teste historia 7º ano neolitico
1º teste historia 7º ano neolitico1º teste historia 7º ano neolitico
1º teste historia 7º ano neoliticoAndreia Margarido
 
Atv 2 jonatas
Atv 2 jonatasAtv 2 jonatas
Atv 2 jonatasjonatasc
 
Ficha avaliacao 1_correcao
Ficha avaliacao 1_correcaoFicha avaliacao 1_correcao
Ficha avaliacao 1_correcaoFilomena Jarmelo
 
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtoras
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtorasTeste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtoras
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtorasPatrícia Morais
 
Ficha de avaliação (Deriva continental, tectónica de placas e fundos oceânicos)
Ficha de avaliação (Deriva continental, tectónica de placas e fundos oceânicos)Ficha de avaliação (Deriva continental, tectónica de placas e fundos oceânicos)
Ficha de avaliação (Deriva continental, tectónica de placas e fundos oceânicos)Francisca Santos
 
Paleolítico e Neolítico
Paleolítico e NeolíticoPaleolítico e Neolítico
Paleolítico e NeolíticoCarlos Vieira
 
Ficha de trabalho as comunidades recoletoras e agro pastoris
Ficha de trabalho as comunidades recoletoras e agro pastorisFicha de trabalho as comunidades recoletoras e agro pastoris
Ficha de trabalho as comunidades recoletoras e agro pastorisBásicas ou Secundárias
 
O universo, orientação e distâncias do e fora no Sistema Solar
O universo, orientação e distâncias do e fora no Sistema SolarO universo, orientação e distâncias do e fora no Sistema Solar
O universo, orientação e distâncias do e fora no Sistema SolarIsadora Girio
 
Aulas nº 3 e 4 Ficha Trabalho
Aulas nº 3 e 4 Ficha TrabalhoAulas nº 3 e 4 Ficha Trabalho
Aulas nº 3 e 4 Ficha TrabalhoPatrícia Morais
 
Teste de história 7ºano
Teste de história 7ºanoTeste de história 7ºano
Teste de história 7ºanoJoão Couto
 

Destaque (12)

1º teste historia 7º ano neolitico
1º teste historia 7º ano neolitico1º teste historia 7º ano neolitico
1º teste historia 7º ano neolitico
 
Ficha ar 5º CN
Ficha ar 5º CNFicha ar 5º CN
Ficha ar 5º CN
 
Atv 2 jonatas
Atv 2 jonatasAtv 2 jonatas
Atv 2 jonatas
 
Ficha avaliacao 1_correcao
Ficha avaliacao 1_correcaoFicha avaliacao 1_correcao
Ficha avaliacao 1_correcao
 
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtoras
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtorasTeste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtoras
Teste de Avaliação Sociedades Recoletoras produtoras
 
Ficha de avaliação (Deriva continental, tectónica de placas e fundos oceânicos)
Ficha de avaliação (Deriva continental, tectónica de placas e fundos oceânicos)Ficha de avaliação (Deriva continental, tectónica de placas e fundos oceânicos)
Ficha de avaliação (Deriva continental, tectónica de placas e fundos oceânicos)
 
Paleolítico e Neolítico
Paleolítico e NeolíticoPaleolítico e Neolítico
Paleolítico e Neolítico
 
Ficha de trabalho as comunidades recoletoras e agro pastoris
Ficha de trabalho as comunidades recoletoras e agro pastorisFicha de trabalho as comunidades recoletoras e agro pastoris
Ficha de trabalho as comunidades recoletoras e agro pastoris
 
O universo, orientação e distâncias do e fora no Sistema Solar
O universo, orientação e distâncias do e fora no Sistema SolarO universo, orientação e distâncias do e fora no Sistema Solar
O universo, orientação e distâncias do e fora no Sistema Solar
 
Aulas nº 3 e 4 Ficha Trabalho
Aulas nº 3 e 4 Ficha TrabalhoAulas nº 3 e 4 Ficha Trabalho
Aulas nº 3 e 4 Ficha Trabalho
 
Teste de história 7ºano
Teste de história 7ºanoTeste de história 7ºano
Teste de história 7ºano
 
AFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASILAFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASIL
 

Semelhante a O Neolítico

Apostila 1ª fase - Sagrado
Apostila 1ª fase - SagradoApostila 1ª fase - Sagrado
Apostila 1ª fase - Sagradojorgeccpeixoto
 
Revista de història lucas cardone
Revista de història  lucas cardoneRevista de història  lucas cardone
Revista de història lucas cardoneostrovildo
 
I - Antiguidade Clássica
I - Antiguidade ClássicaI - Antiguidade Clássica
I - Antiguidade Clássicaprofrogerio1
 
Resumão
ResumãoResumão
ResumãoLaura B
 
Hdh engels origem_propriedade_privada_estado
Hdh engels origem_propriedade_privada_estadoHdh engels origem_propriedade_privada_estado
Hdh engels origem_propriedade_privada_estadoLuis Nassif
 
Introdução - Pré-História - aula 01.pptx
Introdução - Pré-História - aula 01.pptxIntrodução - Pré-História - aula 01.pptx
Introdução - Pré-História - aula 01.pptxProfWellingtonAleixo
 
Primeiras civilizações sociedades africanas da antiguidade
Primeiras civilizações   sociedades africanas da antiguidadePrimeiras civilizações   sociedades africanas da antiguidade
Primeiras civilizações sociedades africanas da antiguidadeseixasmarianas
 
História de portugal2
História de portugal2História de portugal2
História de portugal2JWM V.
 
O património genetico dos portugueses
O património genetico dos portuguesesO património genetico dos portugueses
O património genetico dos portuguesesRicardo_Roque
 
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1  problematizando a pré-históriaSit 1 vol 1  problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-históriaSS Sites
 
A mesopotamia e_seus_povos (1)
A mesopotamia e_seus_povos (1)A mesopotamia e_seus_povos (1)
A mesopotamia e_seus_povos (1)Joao Cassul
 
FORMAÇÃO DA HUMANIDADE, principais aspectos sobre Formação da Humanidade.
FORMAÇÃO DA HUMANIDADE, principais aspectos sobre Formação da Humanidade.FORMAÇÃO DA HUMANIDADE, principais aspectos sobre Formação da Humanidade.
FORMAÇÃO DA HUMANIDADE, principais aspectos sobre Formação da Humanidade.keilafreitas
 
2. a cidade, 2011
2. a cidade, 20112. a cidade, 2011
2. a cidade, 2011Ana Cunha
 

Semelhante a O Neolítico (20)

Apostila 1ª fase - Sagrado
Apostila 1ª fase - SagradoApostila 1ª fase - Sagrado
Apostila 1ª fase - Sagrado
 
Revista de història lucas cardone
Revista de història  lucas cardoneRevista de història  lucas cardone
Revista de història lucas cardone
 
I - Antiguidade Clássica
I - Antiguidade ClássicaI - Antiguidade Clássica
I - Antiguidade Clássica
 
Resumão
ResumãoResumão
Resumão
 
Hdh engels origem_propriedade_privada_estado
Hdh engels origem_propriedade_privada_estadoHdh engels origem_propriedade_privada_estado
Hdh engels origem_propriedade_privada_estado
 
Antiguidade
AntiguidadeAntiguidade
Antiguidade
 
Introdução - Pré-História - aula 01.pptx
Introdução - Pré-História - aula 01.pptxIntrodução - Pré-História - aula 01.pptx
Introdução - Pré-História - aula 01.pptx
 
Primeiras civilizações sociedades africanas da antiguidade
Primeiras civilizações   sociedades africanas da antiguidadePrimeiras civilizações   sociedades africanas da antiguidade
Primeiras civilizações sociedades africanas da antiguidade
 
UC História de Portugal C2.pdf
UC História de Portugal C2.pdfUC História de Portugal C2.pdf
UC História de Portugal C2.pdf
 
História de portugal2
História de portugal2História de portugal2
História de portugal2
 
O património genetico dos portugueses
O património genetico dos portuguesesO património genetico dos portugueses
O património genetico dos portugueses
 
História antiga
História   antigaHistória   antiga
História antiga
 
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1  problematizando a pré-históriaSit 1 vol 1  problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-história
 
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1  problematizando a pré-históriaSit 1 vol 1  problematizando a pré-história
Sit 1 vol 1 problematizando a pré-história
 
Pré histó..
Pré histó..Pré histó..
Pré histó..
 
Primeiras civilizações
Primeiras civilizaçõesPrimeiras civilizações
Primeiras civilizações
 
A mesopotamia e_seus_povos (1)
A mesopotamia e_seus_povos (1)A mesopotamia e_seus_povos (1)
A mesopotamia e_seus_povos (1)
 
FORMAÇÃO DA HUMANIDADE, principais aspectos sobre Formação da Humanidade.
FORMAÇÃO DA HUMANIDADE, principais aspectos sobre Formação da Humanidade.FORMAÇÃO DA HUMANIDADE, principais aspectos sobre Formação da Humanidade.
FORMAÇÃO DA HUMANIDADE, principais aspectos sobre Formação da Humanidade.
 
Civilização & Sociedade
Civilização & Sociedade Civilização & Sociedade
Civilização & Sociedade
 
2. a cidade, 2011
2. a cidade, 20112. a cidade, 2011
2. a cidade, 2011
 

Mais de HistN

A Crise do Séc. XIV
A Crise  do Séc. XIVA Crise  do Séc. XIV
A Crise do Séc. XIVHistN
 
9 A Afirmação da Monarquia e a Centralização do Poder Real
9 A Afirmação da Monarquia e a  Centralização do Poder Real9 A Afirmação da Monarquia e a  Centralização do Poder Real
9 A Afirmação da Monarquia e a Centralização do Poder RealHistN
 
O Povoamento do Reino-1
O Povoamento do Reino-1O Povoamento do Reino-1
O Povoamento do Reino-1HistN
 
A Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de PortugalA Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de PortugalHistN
 
A Idade dos Metais
A Idade dos MetaisA Idade dos Metais
A Idade dos MetaisHistN
 
Os Muçulmanos na Península Ibérica
Os Muçulmanos na Península IbéricaOs Muçulmanos na Península Ibérica
Os Muçulmanos na Península IbéricaHistN
 
Os Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península IbéricaOs Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península IbéricaHistN
 

Mais de HistN (7)

A Crise do Séc. XIV
A Crise  do Séc. XIVA Crise  do Séc. XIV
A Crise do Séc. XIV
 
9 A Afirmação da Monarquia e a Centralização do Poder Real
9 A Afirmação da Monarquia e a  Centralização do Poder Real9 A Afirmação da Monarquia e a  Centralização do Poder Real
9 A Afirmação da Monarquia e a Centralização do Poder Real
 
O Povoamento do Reino-1
O Povoamento do Reino-1O Povoamento do Reino-1
O Povoamento do Reino-1
 
A Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de PortugalA Formação do Reino de Portugal
A Formação do Reino de Portugal
 
A Idade dos Metais
A Idade dos MetaisA Idade dos Metais
A Idade dos Metais
 
Os Muçulmanos na Península Ibérica
Os Muçulmanos na Península IbéricaOs Muçulmanos na Península Ibérica
Os Muçulmanos na Península Ibérica
 
Os Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península IbéricaOs Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península Ibérica
 

Último

AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxMarceloMonteiro213738
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaanapsuls
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 

Último (20)

AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 

O Neolítico

  • 1. 2 - O Neolítico As Comunidades Agro-Pastoris
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12. A Cultura Megalítica que teve início no Neolítico, prolongou-se por séculos e perdurou mesmo durante a Idade dos Metais. O enterramento e o culto dos mortos é feito pela primeira vez nesta altura em sepulturas colectivas , as Antas ou Dólmenes .
  • 13.
  • 14. No entanto, também é verdade que o isolamento em que viviam os habitantes da Península Ibérica, num contexto geográfico próximo da insularidade, fez com que, neste território, as formas culturais mais arcaicas persistissem durante mais tempo que noutra regiões. O nosso território foi, para citar o caso mais significativo, o local onde o Homem de Neandertal encontrou durante milhares de anos o seu último abrigo, depois de extinto por toda a Europa, vitima do Homo Sapiens-Sapiens que, por todo o lado, se impôs. Homem de Neandertal
  • 15.
  • 16. O mundo da economia de produção que gerou a abundância, acelerou as trocas comerciais, especializou ainda mais o trabalho e abriu as portas ao ócio, às artes e à urbanidade. Jardins Suspensos da Babilónia
  • 17. Um mundo que tinha directamente passado do Neolítico para a Civilização, sem passar pelo longo período intermédio da Proto-História que a maior parte das regiões conheceu: a Idade dos Metais. A Era dos povos guerreiros e tribais, de pastores e agricultores e metalúrgicos que perpetuavam nas suas lendas, transmitidas oralmente de geração em geração, uma história feita de bravura e honra e conquista.
  • 18.
  • 19.
  • 20. Essa revolução teve início há aproximadamente 5000 anos na Ásia, na antiga Mesopotâmia, e no vale do Indo, a oriente, e a sul, no Egipto. Estas civilizações explodiram em áreas que tinham em comum o facto de se situarem junto de grandes rios que transbordavam, ciclicamente, das suas margens.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.