SlideShare uma empresa Scribd logo

Sociedades recoletoras e produtoras

1 de 17
Baixar para ler offline
A.1. As sociedades recoletoras e
     as primeiras sociedades
            produtoras
Sociedades recoletoras e produtoras
PROCESSO DE HOMINIZAÇÃO
O fabrico de instrumentos
Homo Habilis – 1º Hominídeo a fabricar instrumentos.
Materiais utilizados:
 Madeira;
 Ossos ou chifres de animais;
 Pedra.

Exemplos de instrumentos: Bifaces, pontas de seta, arpões,
raspadores…
Domínio do fogo
             Vantagens:

   Aquecimento e iluminação dos abrigos;
   Cozinhar os alimentos;
   Afastar os animais ferozes;
   Aperfeiçoar o fabrico de instrumentos;
   Contribuiu para aperfeiçoar os laços sociais
   e a linguagem




Homo Erectus – 1º Hominídeo a produzir e
   a dominar o FOGO.
PALEOLÍTICO – ECONOMIA RECOLETORA

•   Os homens do Paleolítico
    limitavam-se a recolher da
    Natureza aquilo que ela lhe
    dava:
-   da terra obtinham sementes,
    raízes, mel, insectos, animais;
-   dos rios e dos lagos tiravam os
    peixes.

Quando o alimento escasseava
  mudavam-se de local


Praticavam o NOMADISMO

Recomendados

As comunidades agropastoris- 5ºano- Prof .Alice
As comunidades agropastoris- 5ºano- Prof .AliceAs comunidades agropastoris- 5ºano- Prof .Alice
As comunidades agropastoris- 5ºano- Prof .Alicealicebernardo
 
Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA Editora
Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA EditoraDas sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA Editora
Das sociedades recoletoras às primeiras comunidades ASA EditoraEscoladocs
 
A pré-história
A pré-históriaA pré-história
A pré-históriacattonia
 
Portugal no século xiv
Portugal no século xivPortugal no século xiv
Portugal no século xivborgia
 
23 os descobrimentos
23  os descobrimentos23  os descobrimentos
23 os descobrimentosCarla Freitas
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicasCatir
 
Aulas nº 3 e 4 Sociedades Recoletoras
Aulas nº 3 e 4 Sociedades RecoletorasAulas nº 3 e 4 Sociedades Recoletoras
Aulas nº 3 e 4 Sociedades RecoletorasPatrícia Morais
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Forma Dos Animais E Simetria
Forma Dos Animais E SimetriaForma Dos Animais E Simetria
Forma Dos Animais E Simetriafernandesilvia
 
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correçãovaltervnunes
 
As primeiras sociedades produtoras blogue
As primeiras sociedades produtoras blogueAs primeiras sociedades produtoras blogue
As primeiras sociedades produtoras blogueVítor Santos
 
Os Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos PortuguesesOs Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos PortuguesesZé Mário
 
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIIICarla Freitas
 
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIVSociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIVCatarina Castro
 
Ficha de Trabalho - O Egito
Ficha de Trabalho - O EgitoFicha de Trabalho - O Egito
Ficha de Trabalho - O EgitoPatrícia Morais
 
Resumo neolítico
Resumo neolíticoResumo neolítico
Resumo neolíticoMaria Gomes
 
A Expansão marítima
A Expansão marítimaA Expansão marítima
A Expansão marítimacattonia
 
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIVAtividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIVCátia Botelho
 
Teste 6 descobrimentos
Teste 6 descobrimentosTeste 6 descobrimentos
Teste 6 descobrimentosAna Pereira
 
Reconquista Cristã
Reconquista CristãReconquista Cristã
Reconquista Cristãcattonia
 
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochasciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochasCatarina Pereira
 
Os motivos que levaram à expansão portuguesa
Os motivos que levaram à expansão portuguesaOs motivos que levaram à expansão portuguesa
Os motivos que levaram à expansão portuguesaMaria Gomes
 
Transformações séc. xii e xiii
Transformações séc. xii e xiiiTransformações séc. xii e xiii
Transformações séc. xii e xiiiCarla Freitas
 
Física e Química 7º Ano - Resumo
Física e Química 7º Ano - ResumoFísica e Química 7º Ano - Resumo
Física e Química 7º Ano - Resumoricardodavidtt
 

Mais procurados (20)

Forma Dos Animais E Simetria
Forma Dos Animais E SimetriaForma Dos Animais E Simetria
Forma Dos Animais E Simetria
 
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
2.º teste 7 a 2014 2015 - correção
 
As primeiras sociedades produtoras blogue
As primeiras sociedades produtoras blogueAs primeiras sociedades produtoras blogue
As primeiras sociedades produtoras blogue
 
Os Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos PortuguesesOs Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos Portugueses
 
Conquista de ceuta
Conquista de ceutaConquista de ceuta
Conquista de ceuta
 
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII
19 - Crescimento económico dos séculos XII e XIII
 
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIVSociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
Sociedade Portuguesa dos séculos XIII e XIV
 
Ficha de Trabalho - O Egito
Ficha de Trabalho - O EgitoFicha de Trabalho - O Egito
Ficha de Trabalho - O Egito
 
Resumo neolítico
Resumo neolíticoResumo neolítico
Resumo neolítico
 
A Expansão marítima
A Expansão marítimaA Expansão marítima
A Expansão marítima
 
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIVAtividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
 
Teste 6 descobrimentos
Teste 6 descobrimentosTeste 6 descobrimentos
Teste 6 descobrimentos
 
Reconquista Cristã
Reconquista CristãReconquista Cristã
Reconquista Cristã
 
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochasciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
 
Os motivos que levaram à expansão portuguesa
Os motivos que levaram à expansão portuguesaOs motivos que levaram à expansão portuguesa
Os motivos que levaram à expansão portuguesa
 
Transformações séc. xii e xiii
Transformações séc. xii e xiiiTransformações séc. xii e xiii
Transformações séc. xii e xiii
 
A grécia
A gréciaA grécia
A grécia
 
O antigo egípcio 7 ano História
O antigo egípcio 7 ano HistóriaO antigo egípcio 7 ano História
O antigo egípcio 7 ano História
 
O paleolitico
O paleoliticoO paleolitico
O paleolitico
 
Física e Química 7º Ano - Resumo
Física e Química 7º Ano - ResumoFísica e Química 7º Ano - Resumo
Física e Química 7º Ano - Resumo
 

Semelhante a Sociedades recoletoras e produtoras

Semelhante a Sociedades recoletoras e produtoras (20)

História 7º Ano
História 7º AnoHistória 7º Ano
História 7º Ano
 
Processo de hominização
Processo de hominizaçãoProcesso de hominização
Processo de hominização
 
Neolítico
NeolíticoNeolítico
Neolítico
 
Pré histó..
Pré histó..Pré histó..
Pré histó..
 
H.S.T
H.S.TH.S.T
H.S.T
 
Pré-história
Pré-história Pré-história
Pré-história
 
Paleolítico
PaleolíticoPaleolítico
Paleolítico
 
Pré história (completo)
Pré história (completo)Pré história (completo)
Pré história (completo)
 
A revolução neolítica
A revolução neolíticaA revolução neolítica
A revolução neolítica
 
Aula pré história
Aula pré históriaAula pré história
Aula pré história
 
Neolítico
NeolíticoNeolítico
Neolítico
 
3° slides pre-história
3° slides pre-história3° slides pre-história
3° slides pre-história
 
Pré.história 03
Pré.história 03Pré.história 03
Pré.história 03
 
Pré história
Pré históriaPré história
Pré história
 
Arte na idade da pedra
Arte na idade da pedraArte na idade da pedra
Arte na idade da pedra
 
Sociedades Produtoras
Sociedades ProdutorasSociedades Produtoras
Sociedades Produtoras
 
A arte na pré história 6º ano
A arte na pré história 6º anoA arte na pré história 6º ano
A arte na pré história 6º ano
 
Neolítico e paleolítico
Neolítico e paleolíticoNeolítico e paleolítico
Neolítico e paleolítico
 
As Primeiras Comunidades Recoletoras
As Primeiras Comunidades RecoletorasAs Primeiras Comunidades Recoletoras
As Primeiras Comunidades Recoletoras
 
A pre historia_5aserie
A pre historia_5aserieA pre historia_5aserie
A pre historia_5aserie
 

Mais de Lucilia Fonseca

Arte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaArte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaLucilia Fonseca
 
Arte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaArte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaLucilia Fonseca
 
Arte portuguesa contemporânea 1
Arte portuguesa contemporânea 1Arte portuguesa contemporânea 1
Arte portuguesa contemporânea 1Lucilia Fonseca
 
Problemas ambientais, impactos humanos diferentes!
Problemas ambientais, impactos humanos diferentes!Problemas ambientais, impactos humanos diferentes!
Problemas ambientais, impactos humanos diferentes!Lucilia Fonseca
 
História de uma_gaivota
História de uma_gaivotaHistória de uma_gaivota
História de uma_gaivotaLucilia Fonseca
 
Apresentação poemas sobre o mar
Apresentação poemas sobre o marApresentação poemas sobre o mar
Apresentação poemas sobre o marLucilia Fonseca
 
Catálogo Coletivo WinLib
Catálogo Coletivo WinLibCatálogo Coletivo WinLib
Catálogo Coletivo WinLibLucilia Fonseca
 
Sherlock holmes -_um_estudo_em_vermelho (tratado)
Sherlock holmes -_um_estudo_em_vermelho (tratado)Sherlock holmes -_um_estudo_em_vermelho (tratado)
Sherlock holmes -_um_estudo_em_vermelho (tratado)Lucilia Fonseca
 
A ameaça da bola f (tratado)
A ameaça da bola f (tratado)A ameaça da bola f (tratado)
A ameaça da bola f (tratado)Lucilia Fonseca
 
Formação de utilizadores
Formação de utilizadoresFormação de utilizadores
Formação de utilizadoresLucilia Fonseca
 
Formação de utilizadores
Formação de utilizadoresFormação de utilizadores
Formação de utilizadoresLucilia Fonseca
 
Concurso nacional de leitura
Concurso nacional de leituraConcurso nacional de leitura
Concurso nacional de leituraLucilia Fonseca
 
Análise e comentário crítico à presença de referências às be nos relatórios d...
Análise e comentário crítico à presença de referências às be nos relatórios d...Análise e comentário crítico à presença de referências às be nos relatórios d...
Análise e comentário crítico à presença de referências às be nos relatórios d...Lucilia Fonseca
 
A europa e o mundo no limiar do séc. xx
A europa e o mundo no limiar do séc. xxA europa e o mundo no limiar do séc. xx
A europa e o mundo no limiar do séc. xxLucilia Fonseca
 
A europa e o mundo no limiar do séc. xx
A europa e o mundo no limiar do séc. xxA europa e o mundo no limiar do séc. xx
A europa e o mundo no limiar do séc. xxLucilia Fonseca
 
Tema i – a europa e o mundo no limiar do séc. xx
Tema i – a europa e o mundo no limiar do séc. xxTema i – a europa e o mundo no limiar do séc. xx
Tema i – a europa e o mundo no limiar do séc. xxLucilia Fonseca
 

Mais de Lucilia Fonseca (20)

Arte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaArte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporânea
 
Arte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporâneaArte portuguesa contemporânea
Arte portuguesa contemporânea
 
Arte portuguesa contemporânea 1
Arte portuguesa contemporânea 1Arte portuguesa contemporânea 1
Arte portuguesa contemporânea 1
 
Problemas ambientais, impactos humanos diferentes!
Problemas ambientais, impactos humanos diferentes!Problemas ambientais, impactos humanos diferentes!
Problemas ambientais, impactos humanos diferentes!
 
Recursos expressivos
Recursos expressivos Recursos expressivos
Recursos expressivos
 
História de uma_gaivota
História de uma_gaivotaHistória de uma_gaivota
História de uma_gaivota
 
Apresentação poemas sobre o mar
Apresentação poemas sobre o marApresentação poemas sobre o mar
Apresentação poemas sobre o mar
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
 
Agostinho neto
Agostinho netoAgostinho neto
Agostinho neto
 
Catálogo Coletivo WinLib
Catálogo Coletivo WinLibCatálogo Coletivo WinLib
Catálogo Coletivo WinLib
 
Sherlock holmes -_um_estudo_em_vermelho (tratado)
Sherlock holmes -_um_estudo_em_vermelho (tratado)Sherlock holmes -_um_estudo_em_vermelho (tratado)
Sherlock holmes -_um_estudo_em_vermelho (tratado)
 
A ameaça da bola f (tratado)
A ameaça da bola f (tratado)A ameaça da bola f (tratado)
A ameaça da bola f (tratado)
 
A civilização grega
A civilização gregaA civilização grega
A civilização grega
 
Formação de utilizadores
Formação de utilizadoresFormação de utilizadores
Formação de utilizadores
 
Formação de utilizadores
Formação de utilizadoresFormação de utilizadores
Formação de utilizadores
 
Concurso nacional de leitura
Concurso nacional de leituraConcurso nacional de leitura
Concurso nacional de leitura
 
Análise e comentário crítico à presença de referências às be nos relatórios d...
Análise e comentário crítico à presença de referências às be nos relatórios d...Análise e comentário crítico à presença de referências às be nos relatórios d...
Análise e comentário crítico à presença de referências às be nos relatórios d...
 
A europa e o mundo no limiar do séc. xx
A europa e o mundo no limiar do séc. xxA europa e o mundo no limiar do séc. xx
A europa e o mundo no limiar do séc. xx
 
A europa e o mundo no limiar do séc. xx
A europa e o mundo no limiar do séc. xxA europa e o mundo no limiar do séc. xx
A europa e o mundo no limiar do séc. xx
 
Tema i – a europa e o mundo no limiar do séc. xx
Tema i – a europa e o mundo no limiar do séc. xxTema i – a europa e o mundo no limiar do séc. xx
Tema i – a europa e o mundo no limiar do séc. xx
 

Último

2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 

Sociedades recoletoras e produtoras

  • 1. A.1. As sociedades recoletoras e as primeiras sociedades produtoras
  • 4. O fabrico de instrumentos Homo Habilis – 1º Hominídeo a fabricar instrumentos. Materiais utilizados: Madeira; Ossos ou chifres de animais; Pedra. Exemplos de instrumentos: Bifaces, pontas de seta, arpões, raspadores…
  • 5. Domínio do fogo Vantagens: Aquecimento e iluminação dos abrigos; Cozinhar os alimentos; Afastar os animais ferozes; Aperfeiçoar o fabrico de instrumentos; Contribuiu para aperfeiçoar os laços sociais e a linguagem Homo Erectus – 1º Hominídeo a produzir e a dominar o FOGO.
  • 6. PALEOLÍTICO – ECONOMIA RECOLETORA • Os homens do Paleolítico limitavam-se a recolher da Natureza aquilo que ela lhe dava: - da terra obtinham sementes, raízes, mel, insectos, animais; - dos rios e dos lagos tiravam os peixes. Quando o alimento escasseava mudavam-se de local Praticavam o NOMADISMO
  • 7. Manifestações artísticas no Paleolítico O desenvolvimento da inteligência levou os seres humanos a produzirem as primeiras formas de arte: Existem dois tipos de arte: 1 - ARTE RUPESTRE – pinturas e gravuras feitas ao ar livre ou em grutas.
  • 8. Manifestações artísticas no Paleolítico 2- ARTE MÓVEL • Constituída por pequenas estatuetas de mulheres, chamadas Vénus Ou • Por instrumentos de caça e amuletos esculpidos com formas de animais em pedra, madeira, osso ou marfim
  • 9. Significado da arte do Paleolítico • Vénus- símbolo da fertilidade e da fecundidade, por causa das suas formas femininas exageradas • Arte Rupestre - Finalidade Mágica- seria uma espécie de ritual para obter sorte na caça.
  • 10. AS PRIMEIRAS SOCIEDADES PRODUTORAS • Há cerca de 10.000 anos , o clima tornou-se mais ameno influenciando a fauna e a flora. Apareceram novas espécies de plantas, entre as quais as gramíneas. • Os seres humanos observavam o fenómeno natural das sementes que caíam na terra e germinavam dando origem a novas plantas. • Foram percebendo que podiam produzir mais plantas, se lançassem essas sementes para a terra e cuidassem delas. Foi assim descoberta a agricultura A agricultura e a pastorícia surgiram nos vales dos Grandes Rios do Próximo Oriente , numa região que ficou conhecida por Crescente Fértil
  • 11. Economia produtora • A descoberta da agricultura e a domesticação de animais foi determinante para a transformação do tipo de economia e modo de vida dos seres humanos. • Passaram a praticar uma economia de produção Passaram a ser sedentários ( Fixaram-se num local e deixaram de praticar o nomadismo)
  • 12. PROGRESSOS TÉCNICOS • A prática da agricultura levou os seres humanos a aperfeiçoarem os instrumentos. • Desenvolve-se a técnica da pedra polida. • Surgem novos instrumentos: machados, enxadas, foicinhas, facas, arados, martelos. • Desenvolveram-se novas técnicas e actividades: Cerâmica; Cestaria; Tecelagem; Moagem; Roda
  • 13. CULTOS AGRÁRIOS NO NEOLÍTICO • No Neolítico os seres humanos aprenderam a produzir os seus alimentos mas continuavam a depender da Natureza para sobreviverem • Sentiam necessidade de prestar culto às forças da Natureza como a água, a terra e o Sol • A abundância das colheitas e a fertilidade dos animais dependiam da Natureza • Por isso a Deusa-mãe que eles identificavam como a Terra, era a principal divindade adorada pelas comunidades agrárias
  • 14. Manifestações artísticas no Neolítico • As principais formas de arte criadas pelos seres humanos no Neolítico foram estatuetas, amuletos e grandes construções em pedra Os Megálitos • Estes dividem-se em 4 tipos: 1. Anta ou Dólmen – construção com três ou mais pedras colocadas na vertical e cobertas por grandes lajes Função – Monumento Funerário
  • 15. Manifestações artísticas no Neolítico 2. Alinhamento ( Agrupamento de menires em linha ) • Função: Relacionado com o culto dos astros e da Natureza
  • 16. Manifestações artísticas no Neolítico 3. Menir Grande bloco de pedra, colocado verticalmente no solo Função: Monumento funerário
  • 17. Manifestações artísticas no Neolítico 4. Cromeleque Agrupamento de menires dispostos em círculo. Funções: Local de rituais religiosos e de encontro tribal Associado ao culto dos Astros e da Natureza