SlideShare uma empresa Scribd logo
MERCADO
DE CAFÉ NO BRASIL
Nathan Herszkowicz | Diretor Executivo
PERFIL
DO
SETOR
Mercado é muito
consistente
Mantém um ritmo de
crescimento razoável
Nos últimos cinco
anos tem crescido
em média de 2 % ao
ano.
Para 2015 expectativa é
ampliar o consumo em 3%,
alcançando 21 milhões de
sacas.
Em 2013 pequena retração
(-1,23%) recuperado em
2014 (+1,24% )
• 20,3 milhões de sacas
em 2014 ( 40% safra)
•Grandes empresas evoluíram e ampliaram sua participação
•Redução de 9,0% no número de empresas cadastradas
•10 maiores empresas - participação de 74,4% em volume, sobre o
total produzido pelas associadas (454)
• 50 maiores participaram com 89,5% e as 100 maiores, com 94,6%.
•Empresas de médio porte (1.000 e 5.000 scs) apresentaram redução em
volume, ao nível de -0,84%.
•100 menores declararam uma redução de volume correspondente a
25% em 2014.
SETOR INDUSTRIAL
CONCENTRAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO
QUADRO ASSOCIATIVO
Associados Representatividade (%)
Sócios Colaboradores 52
Sócios Efetivos 409
MPEs 312 6,7%
Empresas Médias 75 12,4%
Empresas Grandes 17 16,1%
Maiores do Setor 5 64,8%
TOTAL ASSOCIADOS 461 100,0%
454
11291087
1507
Empresas Marcas
Associadas
Não Associadas
ASSOCIADAS X NÃO ASSOCIADAS
Produção dos
associados representa
74,4% do consumo
nacional
FONTE IBGE DIEESE DIEESE ANEEL SINDICAFE/SP SINDICAFE-MG CCCRJ / ABIC ANP ANP
INFLAÇÃO
(IPCA)
CESTA
BÁSICA
SALÁRIO
MÍNIMO
ENERGIA
ELÉTRICA
CAFÉ
TORRADO
E MOÍDO
(SP)
CAFÉ CRU
ARÁBICA -
TIPO 6 -
CONSUMO
INTERNO
565%
93%
141%
411%385%
1116%
CAFÉ
TORRADO E
MOÍDO
(MG)
120%
ÓLEO
DIESEL
(litro) GASOLINA
(litro)
699%
512%
VARIAÇÃO (%) NO PERÍODO JUL/94 A FEV/15
EXPOSIÇÃO POR CATEGORIA DE QUALIDADE
CATEGORIA
% FRENTE DE
GONDOLA
Preço médio
(R$/KG)
Tradicional 90% 14,60
Superior 4% 26,40
Gourmet 6% 49,39
PREÇO MÉDIO GERAL 17,17
Data coleta: 22/05/15
Local: Cidade de São Paulo
Preços médios R$/KG - porcionado
Data coleta: 22/05/15
Local: Cidade de São Paulo
cápsulasachê
PMGE = R$ 188,40
14,60Café
Tradicional
Sondagem Conjuntural da Indústria de Café
Média Móvel dos 12 meses anteriores
100.00 102.38 103.10
109.96 110.62
131.06
143.94 146.83
149.88
164.79
173.10
185.70
195.61
PROGRAMAS DE QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO
1989
2004 20072005
São o motor de aumento de consumo e
agregação de valor em toda a cadeia produtiva.
AUTOREGULAMENTAÇÃO
SELO DE PUREZA ABIC EM NÚMEROS
Mais de 60.000 análises realizadas
Aproximadamente 3.500 coletas/ano
Mais de 50 técnicos especializados
Nº de empresas certificadas = 454
Nº de marcas certificadas = 1.129
157
123
296
Gourmet
Superior
Tradicional
576 marcas certificadas no PQC - ABIC
Mudança de paradigma
ARÁBICA
CONILON
• Relativamente mais barato
– maior produção
– alinhamento com preços
internacionais
• Melhor qualidade
– melhor secado
– polido
– cereja descascado
– despolpado
• Impacto positivo do uso nos blends
– mais qualidade
– uso mais intenso
– “blendar” qualidades e preços
• Alavancar crescimento do mercado
– além do 3% anual
– “turbinar” consumo de massa
com melhor qualidade e preço
competitivo
• Mercado interno ganhará
importância para produtor
• Como aproveitar?
– usar “lobby” do Arábica
para fazer campanhas
de aumento de
consumo?
– melhorar a qualidade
• Alavancar crescimento do
mercado
– além do 3% anual
– explorar melhor
segmento de qualidade
– “turbinar” consumo de
massa com melhor
qualidade
RISCO PARA O AGRONEGÓCIO - BROCA
Tendências
do consumo
de café no
Brasil
R$ 7,80
10,3 kg por ano
Os lares compram
em média...
Compram café,
em média
a cada 21 dias
Levando cerca de 600g por
ida ao ponto de venda
Presente em
98,2% dos lares
Gastando, em
média
CAFÉ NO LAR
O consumidor possui uma frequência alta de compra de café
T. Café (Pó+Solúvel+Cappuccino+Cápsulas de Café*) | T. Brasil INA I ANO MÓVEL
Fonte: Nielsen | Homescan
PÓ E SOLÚVEL
Representam mais de 90%, porém os outros segmentos crescem em
ritmo mais acelerado
IMPORTÂNCIA EM VALAOR DOS
SEGMENTOS
MOV 13 MOV 14
VARIAÇÃO EM VALOR 14
Vs 13
CAFÉ EM PÓ 87,3% 86,4% 4,7%
CAFÉ
SOLÚVEL
9,1% 9,3% 6,0%
CAPPUCCINO 2,2% 2,3% 8,9%
CAFÉ COM
LEITE
0,4% 0,4% 19,0%
CÁPSULAS 1,1% 1,7% 55,5%
Os dados de Cápsulas de Café representam
somente o volume dos AS 5+ CK
Fonte: Nielsen | Scantrack
1. Café (pó + solúvel + cappuccino + cápsulas de café) | T. Brasil INA
Fonte: Nielsen | Retail Index
DENTRO E FOR A DO LAR
Consumo Fora de lar
é maior dentre:
Classe A (34%);
Homens (30%);
Jovens de 16 a 29 anos(28%)
30 a 39 anos (32%).
Consumo Expresso
é maior dentre:
Classe A (52%) e
Classe B (36%);
Mulheres (32%);
+ de 50 anos (33%).
A maior quantidade de café continua sendo consumida dentro do lar,
com 67%, enquanto o consumo fora do lar, em média de 33%.
67%
Dentro do lar
33%
Fora do lar
NOVOS SEGMENTOS GANHAM DESTAQUE
 CAFÉ COM LEITE
 CAFÉ EM CÁPSULA
 CAPUCCINO
Variação nominal – T. Categorias Trade Down – T Brasil – Fonte: Nielsen | Retail index
Variação do preço nominal – Café em pó e Oleos + Azeites – Share valor itens índice de preço > 110 e Share das marcas líderes em Valor - Fonte Nielsen | Retail Index
 52,4%,
2013 x 2014
Presente em 1,0% dos
lares (474 mil lares)
+ 63%
800 g por ano
Os lares compram em
média...
-6%
Vão em média...
A cada 37 dias
Comprar café
Levando cerca de 300g por
ida ao ponto de venda R$ 53,00
+ 57%
PENETRAÇÃO CÁPSULAS NOS LARES
T. Cápsulas de Café| T. Brasil AS |Fonte: Nielsen | Homescan
CÁPSULAS DE CAFÉ
91% dos lares de
Classe A e B
Lares com
3 a 4 pessoas
87% das donas de
casa com mais de
30 anos
Casais que
moram sozinhos
Chefes do lar com
ensino superior e
Pós-Graduação
Consumo considerável
de cafeína
Lideram tendências e
gostam de inovação
Gostam de circular pela
loja. Buscam experiência
de compra e diversidade
de marcas
Se deixam levar por
novos produtos e
também por aqueles
que estão em oferta
Realizam compras pela
internet
Consumidores :
ANTENADOS E
VANGUARDISTAS
CÁPSULAS SE CONCENTRAM NAS CLASSES A E B
Os consumidores desse perfil buscam inovações e produtos diferenciados
T. Cápsulas de Café| T. Brasil AS |Fonte: Nielsen | Homescan
Nathan herszkowicz - Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil - ABIC
Nathan herszkowicz - Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil - ABIC
Nathan herszkowicz - Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil - ABIC
Nathan herszkowicz - Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil - ABIC
Fonte: CBS&A - Volcafé
CAFÉ MONODOSE –
% VOLUME CONSUMO EM CASA
(EQUIVALENTE CAFÉ VERDE)
MONODOSE: A GRANDE TENDÊNCIA?
Consumo mundial de monodose cresce > 20% ao ano desde 2004
Forte crescimento, diversos tipos
– EUA: monodose para filtrado
– Europa: espresso e filtro
– Brasil: polo dinâmico
U.S.A.
HOLANDA
FRANÇA
U.E.
SUÍÇA
ALEMNHA
ESPANHA
ITÁLIA
15%
35%
Novos investimentos
Superior a R$ 400 milhões entre 2014 e 2016
BIG PLAYERS
 
Nathan herszkowicz - Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil - ABIC
Sensorialidade e Prazer
Cafés exclusivos,
raros com
descrição de
sabores.
EDIÇÕES ESPECIAIS E
LIMITADAS
Saudabilidade e bem
estar
DESCAFEINADO
ORGÂNICO
Conveniência e
Praticidade
Qualidade e
Confiabilidade
Ética e
Sustentabilidade
Porcionamento
personalização do
consumo
Fácil abertura e
fechamento
Selos qualidade
Interatividade e inovação
Como evoluirá o consumo
interno neste tempo de crise?
Quais efeitos da crise do
perfil do consumo?
Mercado de cafés gourmet
continuará evoluindo?
Cápsulas manterão
crescimento acelerado?
Consumo de cafés tradicionais
haverá manutenção ou troca de
marcas?
Obrigado!
Tudo que é puro é melhor. Inclusive o seu café.
www.abic.com.br
e-mail: nathan@abic.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Diagnóstico das indústrias de café no Brasil Ricardo Souza - Sara Lee Cafés B...
Diagnóstico das indústrias de café no Brasil Ricardo Souza - Sara Lee Cafés B...Diagnóstico das indústrias de café no Brasil Ricardo Souza - Sara Lee Cafés B...
Diagnóstico das indústrias de café no Brasil Ricardo Souza - Sara Lee Cafés B...
Revista Cafeicultura
 
Apresentação Café Sabor e Aroma
Apresentação Café Sabor e Aroma Apresentação Café Sabor e Aroma
Apresentação Café Sabor e Aroma
Tuma Best Faculdade Promove
 
O consumo de café no mundo e as novas tendências de mercado - 2011 - Paulo He...
O consumo de café no mundo e as novas tendências de mercado - 2011 - Paulo He...O consumo de café no mundo e as novas tendências de mercado - 2011 - Paulo He...
O consumo de café no mundo e as novas tendências de mercado - 2011 - Paulo He...
Paulo Henrique Leme
 
Café brasileiro
Café brasileiroCafé brasileiro
Café brasileiro
Meio & Mensagem
 
Cenário mundial do consumo de cafés especiais
Cenário mundial do consumo de cafés especiaisCenário mundial do consumo de cafés especiais
Cenário mundial do consumo de cafés especiais
Revista Cafeicultura
 
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...
Revista Cafeicultura
 
Palestra patrocínio luis daterra bio terrada
Palestra patrocínio   luis daterra bio terradaPalestra patrocínio   luis daterra bio terrada
Palestra patrocínio luis daterra bio terrada
Revista Cafeicultura
 
Fenicafé 2010 Apresentação Nathan ABIC
Fenicafé 2010 Apresentação Nathan ABICFenicafé 2010 Apresentação Nathan ABIC
Fenicafé 2010 Apresentação Nathan ABIC
Revista Cafeicultura
 
Clipping cnc 24022015 versão de impressão
Clipping cnc 24022015   versão de impressãoClipping cnc 24022015   versão de impressão
Clipping cnc 24022015 versão de impressão
Paulo André Colucci Kawasaki
 
Ppt lançamento de produtos 2012
Ppt lançamento de produtos 2012Ppt lançamento de produtos 2012
Ppt lançamento de produtos 2012
Wagner Eduardo Krohling
 
A dinâmica do mercado de Limpeza segundo a Nielsen – Matheus Vieira – Nielsen
A dinâmica do mercado de Limpeza segundo a Nielsen – Matheus Vieira – NielsenA dinâmica do mercado de Limpeza segundo a Nielsen – Matheus Vieira – Nielsen
A dinâmica do mercado de Limpeza segundo a Nielsen – Matheus Vieira – Nielsen
Revista H&C
 
Mercado de consumo brasileiro em suas várias regiões
Mercado de consumo brasileiro em suas várias regiõesMercado de consumo brasileiro em suas várias regiões
Mercado de consumo brasileiro em suas várias regiões
Abril
 
Café e Cultura 2009 - A Cafeicultura Familiar no Mundo - Paulo Henrique Leme
Café e Cultura 2009 - A Cafeicultura Familiar no Mundo - Paulo Henrique LemeCafé e Cultura 2009 - A Cafeicultura Familiar no Mundo - Paulo Henrique Leme
Café e Cultura 2009 - A Cafeicultura Familiar no Mundo - Paulo Henrique Leme
Paulo Henrique Leme
 
P&A A Cafeicultura Familiar No Mundo Paulo Henrique Leme
P&A   A Cafeicultura Familiar No Mundo   Paulo Henrique LemeP&A   A Cafeicultura Familiar No Mundo   Paulo Henrique Leme
P&A A Cafeicultura Familiar No Mundo Paulo Henrique Leme
Sergio Pereira
 

Mais procurados (14)

Diagnóstico das indústrias de café no Brasil Ricardo Souza - Sara Lee Cafés B...
Diagnóstico das indústrias de café no Brasil Ricardo Souza - Sara Lee Cafés B...Diagnóstico das indústrias de café no Brasil Ricardo Souza - Sara Lee Cafés B...
Diagnóstico das indústrias de café no Brasil Ricardo Souza - Sara Lee Cafés B...
 
Apresentação Café Sabor e Aroma
Apresentação Café Sabor e Aroma Apresentação Café Sabor e Aroma
Apresentação Café Sabor e Aroma
 
O consumo de café no mundo e as novas tendências de mercado - 2011 - Paulo He...
O consumo de café no mundo e as novas tendências de mercado - 2011 - Paulo He...O consumo de café no mundo e as novas tendências de mercado - 2011 - Paulo He...
O consumo de café no mundo e as novas tendências de mercado - 2011 - Paulo He...
 
Café brasileiro
Café brasileiroCafé brasileiro
Café brasileiro
 
Cenário mundial do consumo de cafés especiais
Cenário mundial do consumo de cafés especiaisCenário mundial do consumo de cafés especiais
Cenário mundial do consumo de cafés especiais
 
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...
Diferenciação de produto como estratégia de comercialização - Nathan Herszkow...
 
Palestra patrocínio luis daterra bio terrada
Palestra patrocínio   luis daterra bio terradaPalestra patrocínio   luis daterra bio terrada
Palestra patrocínio luis daterra bio terrada
 
Fenicafé 2010 Apresentação Nathan ABIC
Fenicafé 2010 Apresentação Nathan ABICFenicafé 2010 Apresentação Nathan ABIC
Fenicafé 2010 Apresentação Nathan ABIC
 
Clipping cnc 24022015 versão de impressão
Clipping cnc 24022015   versão de impressãoClipping cnc 24022015   versão de impressão
Clipping cnc 24022015 versão de impressão
 
Ppt lançamento de produtos 2012
Ppt lançamento de produtos 2012Ppt lançamento de produtos 2012
Ppt lançamento de produtos 2012
 
A dinâmica do mercado de Limpeza segundo a Nielsen – Matheus Vieira – Nielsen
A dinâmica do mercado de Limpeza segundo a Nielsen – Matheus Vieira – NielsenA dinâmica do mercado de Limpeza segundo a Nielsen – Matheus Vieira – Nielsen
A dinâmica do mercado de Limpeza segundo a Nielsen – Matheus Vieira – Nielsen
 
Mercado de consumo brasileiro em suas várias regiões
Mercado de consumo brasileiro em suas várias regiõesMercado de consumo brasileiro em suas várias regiões
Mercado de consumo brasileiro em suas várias regiões
 
Café e Cultura 2009 - A Cafeicultura Familiar no Mundo - Paulo Henrique Leme
Café e Cultura 2009 - A Cafeicultura Familiar no Mundo - Paulo Henrique LemeCafé e Cultura 2009 - A Cafeicultura Familiar no Mundo - Paulo Henrique Leme
Café e Cultura 2009 - A Cafeicultura Familiar no Mundo - Paulo Henrique Leme
 
P&A A Cafeicultura Familiar No Mundo Paulo Henrique Leme
P&A   A Cafeicultura Familiar No Mundo   Paulo Henrique LemeP&A   A Cafeicultura Familiar No Mundo   Paulo Henrique Leme
P&A A Cafeicultura Familiar No Mundo Paulo Henrique Leme
 

Destaque

Nathan herszkowicz - Mercado de café no Brasil 2015
Nathan herszkowicz - Mercado de café no Brasil  2015Nathan herszkowicz - Mercado de café no Brasil  2015
Nathan herszkowicz - Mercado de café no Brasil 2015
Revista Cafeicultura
 
Nathan - ABIC apresentação no Agrocafe Quarta Feira 10
Nathan - ABIC  apresentação no Agrocafe Quarta Feira 10Nathan - ABIC  apresentação no Agrocafe Quarta Feira 10
Nathan - ABIC apresentação no Agrocafe Quarta Feira 10
Revista Cafeicultura
 
Relatório sobre o mercado de café da OIC - Janeiro 2016
Relatório sobre o mercado de café da OIC - Janeiro 2016Relatório sobre o mercado de café da OIC - Janeiro 2016
Relatório sobre o mercado de café da OIC - Janeiro 2016
Luiz Valeriano
 
Novos Negócios - NMQ Hotelaria - Palestra apresentada durante o 17º ENCAFÉ - ...
Novos Negócios - NMQ Hotelaria - Palestra apresentada durante o 17º ENCAFÉ - ...Novos Negócios - NMQ Hotelaria - Palestra apresentada durante o 17º ENCAFÉ - ...
Novos Negócios - NMQ Hotelaria - Palestra apresentada durante o 17º ENCAFÉ - ...
Revista Cafeicultura
 
Tendências de consumo
Tendências de consumoTendências de consumo
Tendências de consumo
Macroplan
 
Carlos Henrique Jorge Brando - O aumento do consumo de café - Apresentação 9º...
Carlos Henrique Jorge Brando - O aumento do consumo de café - Apresentação 9º...Carlos Henrique Jorge Brando - O aumento do consumo de café - Apresentação 9º...
Carlos Henrique Jorge Brando - O aumento do consumo de café - Apresentação 9º...
Revista Cafeicultura
 
(Coffee & Dinner 2015 - Cecafé) Painel Mundo: Oferta e demanda mundiais com ê...
(Coffee & Dinner 2015 - Cecafé) Painel Mundo: Oferta e demanda mundiais com ê...(Coffee & Dinner 2015 - Cecafé) Painel Mundo: Oferta e demanda mundiais com ê...
(Coffee & Dinner 2015 - Cecafé) Painel Mundo: Oferta e demanda mundiais com ê...
Luiz Valeriano
 
Estudo do DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos sobre Cafe ...
Estudo do  DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos sobre Cafe ...Estudo do  DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos sobre Cafe ...
Estudo do DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos sobre Cafe ...
Revista Cafeicultura
 
CECAFÉ - Relatório Mensal JANEIRO 2017
CECAFÉ - Relatório Mensal JANEIRO 2017CECAFÉ - Relatório Mensal JANEIRO 2017
CECAFÉ - Relatório Mensal JANEIRO 2017
Luiz Valeriano
 
CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAIS
CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAISCENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAIS
CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAIS
Revista Cafeicultura
 
September 2016: Coffee market outlook by the International Coffee Organization
September 2016: Coffee market outlook by the International Coffee OrganizationSeptember 2016: Coffee market outlook by the International Coffee Organization
September 2016: Coffee market outlook by the International Coffee Organization
International Coffee Organization
 
Starbucks - Competitive Analysis
Starbucks - Competitive AnalysisStarbucks - Competitive Analysis
Starbucks - Competitive Analysis
mspinella1016
 
Coffee Industry Analysis
Coffee Industry AnalysisCoffee Industry Analysis
Coffee Industry Analysis
Mairin O'Connor
 

Destaque (13)

Nathan herszkowicz - Mercado de café no Brasil 2015
Nathan herszkowicz - Mercado de café no Brasil  2015Nathan herszkowicz - Mercado de café no Brasil  2015
Nathan herszkowicz - Mercado de café no Brasil 2015
 
Nathan - ABIC apresentação no Agrocafe Quarta Feira 10
Nathan - ABIC  apresentação no Agrocafe Quarta Feira 10Nathan - ABIC  apresentação no Agrocafe Quarta Feira 10
Nathan - ABIC apresentação no Agrocafe Quarta Feira 10
 
Relatório sobre o mercado de café da OIC - Janeiro 2016
Relatório sobre o mercado de café da OIC - Janeiro 2016Relatório sobre o mercado de café da OIC - Janeiro 2016
Relatório sobre o mercado de café da OIC - Janeiro 2016
 
Novos Negócios - NMQ Hotelaria - Palestra apresentada durante o 17º ENCAFÉ - ...
Novos Negócios - NMQ Hotelaria - Palestra apresentada durante o 17º ENCAFÉ - ...Novos Negócios - NMQ Hotelaria - Palestra apresentada durante o 17º ENCAFÉ - ...
Novos Negócios - NMQ Hotelaria - Palestra apresentada durante o 17º ENCAFÉ - ...
 
Tendências de consumo
Tendências de consumoTendências de consumo
Tendências de consumo
 
Carlos Henrique Jorge Brando - O aumento do consumo de café - Apresentação 9º...
Carlos Henrique Jorge Brando - O aumento do consumo de café - Apresentação 9º...Carlos Henrique Jorge Brando - O aumento do consumo de café - Apresentação 9º...
Carlos Henrique Jorge Brando - O aumento do consumo de café - Apresentação 9º...
 
(Coffee & Dinner 2015 - Cecafé) Painel Mundo: Oferta e demanda mundiais com ê...
(Coffee & Dinner 2015 - Cecafé) Painel Mundo: Oferta e demanda mundiais com ê...(Coffee & Dinner 2015 - Cecafé) Painel Mundo: Oferta e demanda mundiais com ê...
(Coffee & Dinner 2015 - Cecafé) Painel Mundo: Oferta e demanda mundiais com ê...
 
Estudo do DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos sobre Cafe ...
Estudo do  DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos sobre Cafe ...Estudo do  DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos sobre Cafe ...
Estudo do DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos sobre Cafe ...
 
CECAFÉ - Relatório Mensal JANEIRO 2017
CECAFÉ - Relatório Mensal JANEIRO 2017CECAFÉ - Relatório Mensal JANEIRO 2017
CECAFÉ - Relatório Mensal JANEIRO 2017
 
CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAIS
CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAISCENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAIS
CENÁRIO MUNDIAL DO CONSUMO DE CAFÉS ESPECIAIS
 
September 2016: Coffee market outlook by the International Coffee Organization
September 2016: Coffee market outlook by the International Coffee OrganizationSeptember 2016: Coffee market outlook by the International Coffee Organization
September 2016: Coffee market outlook by the International Coffee Organization
 
Starbucks - Competitive Analysis
Starbucks - Competitive AnalysisStarbucks - Competitive Analysis
Starbucks - Competitive Analysis
 
Coffee Industry Analysis
Coffee Industry AnalysisCoffee Industry Analysis
Coffee Industry Analysis
 

Semelhante a Nathan herszkowicz - Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil - ABIC

La industria del café en Portugal, donde tradición y calidad se dan la mano -...
La industria del café en Portugal, donde tradición y calidad se dan la mano -...La industria del café en Portugal, donde tradición y calidad se dan la mano -...
La industria del café en Portugal, donde tradición y calidad se dan la mano -...
aromadecafes
 
Indicadores da industria de cafe no brasil 2013
Indicadores da industria de cafe no brasil   2013Indicadores da industria de cafe no brasil   2013
Indicadores da industria de cafe no brasil 2013
Paulo André Colucci Kawasaki
 
Clean ton
Clean tonClean ton
Clean ton
GE22-FAN
 
2012.12 comentarios e graficos - indicadores do setor torrefador
2012.12   comentarios e graficos - indicadores do setor torrefador2012.12   comentarios e graficos - indicadores do setor torrefador
2012.12 comentarios e graficos - indicadores do setor torrefador
AgriPoint
 
A "Revolução da Qualidade" - Marketing do café no congresso da ABMR&A 2011 - ...
A "Revolução da Qualidade" - Marketing do café no congresso da ABMR&A 2011 - ...A "Revolução da Qualidade" - Marketing do café no congresso da ABMR&A 2011 - ...
A "Revolução da Qualidade" - Marketing do café no congresso da ABMR&A 2011 - ...
Paulo Henrique Leme
 
ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café, sobre o consumo de café e...
 ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café, sobre o consumo de café e... ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café, sobre o consumo de café e...
ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café, sobre o consumo de café e...
Revista Cafeicultura
 
Nova marca de Chocolate - Dona Amélia
Nova marca de Chocolate - Dona AméliaNova marca de Chocolate - Dona Amélia
Nova marca de Chocolate - Dona Amélia
Paula Chaves
 
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)
Luiz Valeriano
 
Agrocafe 2014 café arabica x robusta uma análise da produção, consumo e dos b...
Agrocafe 2014 café arabica x robusta uma análise da produção, consumo e dos b...Agrocafe 2014 café arabica x robusta uma análise da produção, consumo e dos b...
Agrocafe 2014 café arabica x robusta uma análise da produção, consumo e dos b...
Revista Cafeicultura
 
SOGRAPE - Francisco Ferreira
SOGRAPE - Francisco FerreiraSOGRAPE - Francisco Ferreira
SOGRAPE - Francisco Ferreira
NetmaisConsultores
 
Coffee dinner2015 forum- pedro lima 3corações mercado de café no brasil
Coffee dinner2015 forum-  pedro lima 3corações mercado de café no brasilCoffee dinner2015 forum-  pedro lima 3corações mercado de café no brasil
Coffee dinner2015 forum- pedro lima 3corações mercado de café no brasil
Revista Cafeicultura
 
Diagnostico da industria de café no brasil agrocafé ABIC Nathan Herszkowicz –...
Diagnostico da industria de café no brasil agrocafé ABIC Nathan Herszkowicz –...Diagnostico da industria de café no brasil agrocafé ABIC Nathan Herszkowicz –...
Diagnostico da industria de café no brasil agrocafé ABIC Nathan Herszkowicz –...
Revista Cafeicultura
 
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
AgroTalento
 
Consumo de café no Brasil 2023: confira os dados da ABIC.pptx
Consumo de café no Brasil 2023: confira os dados da ABIC.pptxConsumo de café no Brasil 2023: confira os dados da ABIC.pptx
Consumo de café no Brasil 2023: confira os dados da ABIC.pptx
cafequemarca
 
Plano Tni Slz Marketing De Acesso
Plano Tni   Slz    Marketing De AcessoPlano Tni   Slz    Marketing De Acesso
Plano Tni Slz Marketing De Acesso
Alexandre Revoredo
 
[BeefSummit Sul] Renato Galindo: Como o Marfrig vende suas melhores marcas de...
[BeefSummit Sul] Renato Galindo: Como o Marfrig vende suas melhores marcas de...[BeefSummit Sul] Renato Galindo: Como o Marfrig vende suas melhores marcas de...
[BeefSummit Sul] Renato Galindo: Como o Marfrig vende suas melhores marcas de...
AgroTalento
 
Acao Empresarial - encafe ABIC
Acao Empresarial - encafe ABICAcao Empresarial - encafe ABIC
Acao Empresarial - encafe ABIC
Paulo Henrique Leme
 
Trabalho final gestão de produtos e marcas 3
Trabalho final gestão de produtos e marcas 3Trabalho final gestão de produtos e marcas 3
Trabalho final gestão de produtos e marcas 3
Catarina Gonçalves
 
21026012 conferência conilon - junho2012- jacqueline
21026012   conferência conilon - junho2012- jacqueline21026012   conferência conilon - junho2012- jacqueline
21026012 conferência conilon - junho2012- jacqueline
Revista Cafeicultura
 
Plano de Marketing (Ervateira Barão Chá Mate Verde)
Plano de Marketing (Ervateira Barão Chá Mate Verde)Plano de Marketing (Ervateira Barão Chá Mate Verde)
Plano de Marketing (Ervateira Barão Chá Mate Verde)
Léo Felipe Tobaldini Fröhlich
 

Semelhante a Nathan herszkowicz - Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil - ABIC (20)

La industria del café en Portugal, donde tradición y calidad se dan la mano -...
La industria del café en Portugal, donde tradición y calidad se dan la mano -...La industria del café en Portugal, donde tradición y calidad se dan la mano -...
La industria del café en Portugal, donde tradición y calidad se dan la mano -...
 
Indicadores da industria de cafe no brasil 2013
Indicadores da industria de cafe no brasil   2013Indicadores da industria de cafe no brasil   2013
Indicadores da industria de cafe no brasil 2013
 
Clean ton
Clean tonClean ton
Clean ton
 
2012.12 comentarios e graficos - indicadores do setor torrefador
2012.12   comentarios e graficos - indicadores do setor torrefador2012.12   comentarios e graficos - indicadores do setor torrefador
2012.12 comentarios e graficos - indicadores do setor torrefador
 
A "Revolução da Qualidade" - Marketing do café no congresso da ABMR&A 2011 - ...
A "Revolução da Qualidade" - Marketing do café no congresso da ABMR&A 2011 - ...A "Revolução da Qualidade" - Marketing do café no congresso da ABMR&A 2011 - ...
A "Revolução da Qualidade" - Marketing do café no congresso da ABMR&A 2011 - ...
 
ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café, sobre o consumo de café e...
 ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café, sobre o consumo de café e... ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café, sobre o consumo de café e...
ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café, sobre o consumo de café e...
 
Nova marca de Chocolate - Dona Amélia
Nova marca de Chocolate - Dona AméliaNova marca de Chocolate - Dona Amélia
Nova marca de Chocolate - Dona Amélia
 
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)
Aula de Certificação do CCCMG - 2016 (Professor João Aparecido)
 
Agrocafe 2014 café arabica x robusta uma análise da produção, consumo e dos b...
Agrocafe 2014 café arabica x robusta uma análise da produção, consumo e dos b...Agrocafe 2014 café arabica x robusta uma análise da produção, consumo e dos b...
Agrocafe 2014 café arabica x robusta uma análise da produção, consumo e dos b...
 
SOGRAPE - Francisco Ferreira
SOGRAPE - Francisco FerreiraSOGRAPE - Francisco Ferreira
SOGRAPE - Francisco Ferreira
 
Coffee dinner2015 forum- pedro lima 3corações mercado de café no brasil
Coffee dinner2015 forum-  pedro lima 3corações mercado de café no brasilCoffee dinner2015 forum-  pedro lima 3corações mercado de café no brasil
Coffee dinner2015 forum- pedro lima 3corações mercado de café no brasil
 
Diagnostico da industria de café no brasil agrocafé ABIC Nathan Herszkowicz –...
Diagnostico da industria de café no brasil agrocafé ABIC Nathan Herszkowicz –...Diagnostico da industria de café no brasil agrocafé ABIC Nathan Herszkowicz –...
Diagnostico da industria de café no brasil agrocafé ABIC Nathan Herszkowicz –...
 
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
[BeefSummit Sul] Miguel Goulart: Estudo de caso de um frigorífico focado em q...
 
Consumo de café no Brasil 2023: confira os dados da ABIC.pptx
Consumo de café no Brasil 2023: confira os dados da ABIC.pptxConsumo de café no Brasil 2023: confira os dados da ABIC.pptx
Consumo de café no Brasil 2023: confira os dados da ABIC.pptx
 
Plano Tni Slz Marketing De Acesso
Plano Tni   Slz    Marketing De AcessoPlano Tni   Slz    Marketing De Acesso
Plano Tni Slz Marketing De Acesso
 
[BeefSummit Sul] Renato Galindo: Como o Marfrig vende suas melhores marcas de...
[BeefSummit Sul] Renato Galindo: Como o Marfrig vende suas melhores marcas de...[BeefSummit Sul] Renato Galindo: Como o Marfrig vende suas melhores marcas de...
[BeefSummit Sul] Renato Galindo: Como o Marfrig vende suas melhores marcas de...
 
Acao Empresarial - encafe ABIC
Acao Empresarial - encafe ABICAcao Empresarial - encafe ABIC
Acao Empresarial - encafe ABIC
 
Trabalho final gestão de produtos e marcas 3
Trabalho final gestão de produtos e marcas 3Trabalho final gestão de produtos e marcas 3
Trabalho final gestão de produtos e marcas 3
 
21026012 conferência conilon - junho2012- jacqueline
21026012   conferência conilon - junho2012- jacqueline21026012   conferência conilon - junho2012- jacqueline
21026012 conferência conilon - junho2012- jacqueline
 
Plano de Marketing (Ervateira Barão Chá Mate Verde)
Plano de Marketing (Ervateira Barão Chá Mate Verde)Plano de Marketing (Ervateira Barão Chá Mate Verde)
Plano de Marketing (Ervateira Barão Chá Mate Verde)
 

Mais de Revista Cafeicultura

Panaroma da Cafeicultura do Planalto da Conquista 2023-2024 e 2024-2025.pdf
Panaroma da Cafeicultura do Planalto da Conquista 2023-2024 e 2024-2025.pdfPanaroma da Cafeicultura do Planalto da Conquista 2023-2024 e 2024-2025.pdf
Panaroma da Cafeicultura do Planalto da Conquista 2023-2024 e 2024-2025.pdf
Revista Cafeicultura
 
Acb denuncia tc e mm 2019
Acb denuncia  tc e mm 2019Acb denuncia  tc e mm 2019
Acb denuncia tc e mm 2019
Revista Cafeicultura
 
Cup of Excellence - 2019 resultado-final (1)
Cup of Excellence - 2019 resultado-final (1)Cup of Excellence - 2019 resultado-final (1)
Cup of Excellence - 2019 resultado-final (1)
Revista Cafeicultura
 
Gotejo enterrado na cafeicultura, vantagens e desvantagens
Gotejo enterrado na cafeicultura, vantagens e desvantagensGotejo enterrado na cafeicultura, vantagens e desvantagens
Gotejo enterrado na cafeicultura, vantagens e desvantagens
Revista Cafeicultura
 
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
Revista Cafeicultura
 
Novas cultivares de café: resistência aos fatores bióticos e abióticos e qual...
Novas cultivares de café: resistência aos fatores bióticos e abióticos e qual...Novas cultivares de café: resistência aos fatores bióticos e abióticos e qual...
Novas cultivares de café: resistência aos fatores bióticos e abióticos e qual...
Revista Cafeicultura
 
Adubação do cafeeiro: Nitrogênio Heitor Cantarella IAC
Adubação do cafeeiro: Nitrogênio  Heitor Cantarella  IACAdubação do cafeeiro: Nitrogênio  Heitor Cantarella  IAC
Adubação do cafeeiro: Nitrogênio Heitor Cantarella IAC
Revista Cafeicultura
 
Ferrugem do Cafeeiro no Brasil - Evolução e controle químico Eng Agr José Br...
Ferrugem do Cafeeiro no Brasil - Evolução e controle químico  Eng Agr José Br...Ferrugem do Cafeeiro no Brasil - Evolução e controle químico  Eng Agr José Br...
Ferrugem do Cafeeiro no Brasil - Evolução e controle químico Eng Agr José Br...
Revista Cafeicultura
 
Técnicas para melhorar a fração biológica do solo para a utilização na cafeic...
Técnicas para melhorar a fração biológica do solo para a utilização na cafeic...Técnicas para melhorar a fração biológica do solo para a utilização na cafeic...
Técnicas para melhorar a fração biológica do solo para a utilização na cafeic...
Revista Cafeicultura
 
Como construir o perfil do solo e os benefícios fisiológicos na planta ng. ag...
Como construir o perfil do solo e os benefícios fisiológicos na planta ng. ag...Como construir o perfil do solo e os benefícios fisiológicos na planta ng. ag...
Como construir o perfil do solo e os benefícios fisiológicos na planta ng. ag...
Revista Cafeicultura
 
Tecnologia: Modernidade operacional da cafeicultura do Futuro Dr. rouverson p...
Tecnologia: Modernidade operacional da cafeicultura do Futuro Dr. rouverson p...Tecnologia: Modernidade operacional da cafeicultura do Futuro Dr. rouverson p...
Tecnologia: Modernidade operacional da cafeicultura do Futuro Dr. rouverson p...
Revista Cafeicultura
 
Do viveiro ao campo: Manejo e identificação dos principais nematoides do cafe...
Do viveiro ao campo: Manejo e identificação dos principais nematoides do cafe...Do viveiro ao campo: Manejo e identificação dos principais nematoides do cafe...
Do viveiro ao campo: Manejo e identificação dos principais nematoides do cafe...
Revista Cafeicultura
 
Fernando cunha Palestra fale melhor e venda mais
Fernando cunha  Palestra fale melhor e venda maisFernando cunha  Palestra fale melhor e venda mais
Fernando cunha Palestra fale melhor e venda mais
Revista Cafeicultura
 
Cecafé Relatório das Exportações de café mensal-janeiro-2019
Cecafé Relatório das  Exportações de café mensal-janeiro-2019Cecafé Relatório das  Exportações de café mensal-janeiro-2019
Cecafé Relatório das Exportações de café mensal-janeiro-2019
Revista Cafeicultura
 
Resultado da fase da Pré-Seleção do Cup of Excellence - Brazil Excellence - B...
Resultado da fase da Pré-Seleção do Cup of Excellence - Brazil Excellence - B...Resultado da fase da Pré-Seleção do Cup of Excellence - Brazil Excellence - B...
Resultado da fase da Pré-Seleção do Cup of Excellence - Brazil Excellence - B...
Revista Cafeicultura
 
Regulamento Cup of Excellence 2018
Regulamento Cup of Excellence 2018Regulamento Cup of Excellence 2018
Regulamento Cup of Excellence 2018
Revista Cafeicultura
 
Uso racional da água na agricultura
Uso racional da água na agriculturaUso racional da água na agricultura
Uso racional da água na agricultura
Revista Cafeicultura
 
Campanha de combate a Broca-do-café - Vazio Sanitário da broca-do-café
Campanha de combate a Broca-do-café - Vazio Sanitário da broca-do-caféCampanha de combate a Broca-do-café - Vazio Sanitário da broca-do-café
Campanha de combate a Broca-do-café - Vazio Sanitário da broca-do-café
Revista Cafeicultura
 
Panorama macroeconômico do Brasil em Outubro de 2017
Panorama macroeconômico do Brasil em Outubro de 2017Panorama macroeconômico do Brasil em Outubro de 2017
Panorama macroeconômico do Brasil em Outubro de 2017
Revista Cafeicultura
 
Roberto Felicor Coocatrel Estratégias para um manejo sustentável da Broca-do...
Roberto Felicor  Coocatrel Estratégias para um manejo sustentável da Broca-do...Roberto Felicor  Coocatrel Estratégias para um manejo sustentável da Broca-do...
Roberto Felicor Coocatrel Estratégias para um manejo sustentável da Broca-do...
Revista Cafeicultura
 

Mais de Revista Cafeicultura (20)

Panaroma da Cafeicultura do Planalto da Conquista 2023-2024 e 2024-2025.pdf
Panaroma da Cafeicultura do Planalto da Conquista 2023-2024 e 2024-2025.pdfPanaroma da Cafeicultura do Planalto da Conquista 2023-2024 e 2024-2025.pdf
Panaroma da Cafeicultura do Planalto da Conquista 2023-2024 e 2024-2025.pdf
 
Acb denuncia tc e mm 2019
Acb denuncia  tc e mm 2019Acb denuncia  tc e mm 2019
Acb denuncia tc e mm 2019
 
Cup of Excellence - 2019 resultado-final (1)
Cup of Excellence - 2019 resultado-final (1)Cup of Excellence - 2019 resultado-final (1)
Cup of Excellence - 2019 resultado-final (1)
 
Gotejo enterrado na cafeicultura, vantagens e desvantagens
Gotejo enterrado na cafeicultura, vantagens e desvantagensGotejo enterrado na cafeicultura, vantagens e desvantagens
Gotejo enterrado na cafeicultura, vantagens e desvantagens
 
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
 
Novas cultivares de café: resistência aos fatores bióticos e abióticos e qual...
Novas cultivares de café: resistência aos fatores bióticos e abióticos e qual...Novas cultivares de café: resistência aos fatores bióticos e abióticos e qual...
Novas cultivares de café: resistência aos fatores bióticos e abióticos e qual...
 
Adubação do cafeeiro: Nitrogênio Heitor Cantarella IAC
Adubação do cafeeiro: Nitrogênio  Heitor Cantarella  IACAdubação do cafeeiro: Nitrogênio  Heitor Cantarella  IAC
Adubação do cafeeiro: Nitrogênio Heitor Cantarella IAC
 
Ferrugem do Cafeeiro no Brasil - Evolução e controle químico Eng Agr José Br...
Ferrugem do Cafeeiro no Brasil - Evolução e controle químico  Eng Agr José Br...Ferrugem do Cafeeiro no Brasil - Evolução e controle químico  Eng Agr José Br...
Ferrugem do Cafeeiro no Brasil - Evolução e controle químico Eng Agr José Br...
 
Técnicas para melhorar a fração biológica do solo para a utilização na cafeic...
Técnicas para melhorar a fração biológica do solo para a utilização na cafeic...Técnicas para melhorar a fração biológica do solo para a utilização na cafeic...
Técnicas para melhorar a fração biológica do solo para a utilização na cafeic...
 
Como construir o perfil do solo e os benefícios fisiológicos na planta ng. ag...
Como construir o perfil do solo e os benefícios fisiológicos na planta ng. ag...Como construir o perfil do solo e os benefícios fisiológicos na planta ng. ag...
Como construir o perfil do solo e os benefícios fisiológicos na planta ng. ag...
 
Tecnologia: Modernidade operacional da cafeicultura do Futuro Dr. rouverson p...
Tecnologia: Modernidade operacional da cafeicultura do Futuro Dr. rouverson p...Tecnologia: Modernidade operacional da cafeicultura do Futuro Dr. rouverson p...
Tecnologia: Modernidade operacional da cafeicultura do Futuro Dr. rouverson p...
 
Do viveiro ao campo: Manejo e identificação dos principais nematoides do cafe...
Do viveiro ao campo: Manejo e identificação dos principais nematoides do cafe...Do viveiro ao campo: Manejo e identificação dos principais nematoides do cafe...
Do viveiro ao campo: Manejo e identificação dos principais nematoides do cafe...
 
Fernando cunha Palestra fale melhor e venda mais
Fernando cunha  Palestra fale melhor e venda maisFernando cunha  Palestra fale melhor e venda mais
Fernando cunha Palestra fale melhor e venda mais
 
Cecafé Relatório das Exportações de café mensal-janeiro-2019
Cecafé Relatório das  Exportações de café mensal-janeiro-2019Cecafé Relatório das  Exportações de café mensal-janeiro-2019
Cecafé Relatório das Exportações de café mensal-janeiro-2019
 
Resultado da fase da Pré-Seleção do Cup of Excellence - Brazil Excellence - B...
Resultado da fase da Pré-Seleção do Cup of Excellence - Brazil Excellence - B...Resultado da fase da Pré-Seleção do Cup of Excellence - Brazil Excellence - B...
Resultado da fase da Pré-Seleção do Cup of Excellence - Brazil Excellence - B...
 
Regulamento Cup of Excellence 2018
Regulamento Cup of Excellence 2018Regulamento Cup of Excellence 2018
Regulamento Cup of Excellence 2018
 
Uso racional da água na agricultura
Uso racional da água na agriculturaUso racional da água na agricultura
Uso racional da água na agricultura
 
Campanha de combate a Broca-do-café - Vazio Sanitário da broca-do-café
Campanha de combate a Broca-do-café - Vazio Sanitário da broca-do-caféCampanha de combate a Broca-do-café - Vazio Sanitário da broca-do-café
Campanha de combate a Broca-do-café - Vazio Sanitário da broca-do-café
 
Panorama macroeconômico do Brasil em Outubro de 2017
Panorama macroeconômico do Brasil em Outubro de 2017Panorama macroeconômico do Brasil em Outubro de 2017
Panorama macroeconômico do Brasil em Outubro de 2017
 
Roberto Felicor Coocatrel Estratégias para um manejo sustentável da Broca-do...
Roberto Felicor  Coocatrel Estratégias para um manejo sustentável da Broca-do...Roberto Felicor  Coocatrel Estratégias para um manejo sustentável da Broca-do...
Roberto Felicor Coocatrel Estratégias para um manejo sustentável da Broca-do...
 

Último

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 

Nathan herszkowicz - Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil - ABIC

  • 1. MERCADO DE CAFÉ NO BRASIL Nathan Herszkowicz | Diretor Executivo
  • 2. PERFIL DO SETOR Mercado é muito consistente Mantém um ritmo de crescimento razoável Nos últimos cinco anos tem crescido em média de 2 % ao ano. Para 2015 expectativa é ampliar o consumo em 3%, alcançando 21 milhões de sacas. Em 2013 pequena retração (-1,23%) recuperado em 2014 (+1,24% ) • 20,3 milhões de sacas em 2014 ( 40% safra)
  • 3. •Grandes empresas evoluíram e ampliaram sua participação •Redução de 9,0% no número de empresas cadastradas •10 maiores empresas - participação de 74,4% em volume, sobre o total produzido pelas associadas (454) • 50 maiores participaram com 89,5% e as 100 maiores, com 94,6%. •Empresas de médio porte (1.000 e 5.000 scs) apresentaram redução em volume, ao nível de -0,84%. •100 menores declararam uma redução de volume correspondente a 25% em 2014. SETOR INDUSTRIAL CONCENTRAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO
  • 4. QUADRO ASSOCIATIVO Associados Representatividade (%) Sócios Colaboradores 52 Sócios Efetivos 409 MPEs 312 6,7% Empresas Médias 75 12,4% Empresas Grandes 17 16,1% Maiores do Setor 5 64,8% TOTAL ASSOCIADOS 461 100,0%
  • 5. 454 11291087 1507 Empresas Marcas Associadas Não Associadas ASSOCIADAS X NÃO ASSOCIADAS Produção dos associados representa 74,4% do consumo nacional
  • 6. FONTE IBGE DIEESE DIEESE ANEEL SINDICAFE/SP SINDICAFE-MG CCCRJ / ABIC ANP ANP INFLAÇÃO (IPCA) CESTA BÁSICA SALÁRIO MÍNIMO ENERGIA ELÉTRICA CAFÉ TORRADO E MOÍDO (SP) CAFÉ CRU ARÁBICA - TIPO 6 - CONSUMO INTERNO 565% 93% 141% 411%385% 1116% CAFÉ TORRADO E MOÍDO (MG) 120% ÓLEO DIESEL (litro) GASOLINA (litro) 699% 512% VARIAÇÃO (%) NO PERÍODO JUL/94 A FEV/15
  • 7. EXPOSIÇÃO POR CATEGORIA DE QUALIDADE CATEGORIA % FRENTE DE GONDOLA Preço médio (R$/KG) Tradicional 90% 14,60 Superior 4% 26,40 Gourmet 6% 49,39 PREÇO MÉDIO GERAL 17,17 Data coleta: 22/05/15 Local: Cidade de São Paulo
  • 8. Preços médios R$/KG - porcionado Data coleta: 22/05/15 Local: Cidade de São Paulo cápsulasachê PMGE = R$ 188,40 14,60Café Tradicional
  • 9. Sondagem Conjuntural da Indústria de Café Média Móvel dos 12 meses anteriores 100.00 102.38 103.10 109.96 110.62 131.06 143.94 146.83 149.88 164.79 173.10 185.70 195.61
  • 10. PROGRAMAS DE QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO 1989 2004 20072005 São o motor de aumento de consumo e agregação de valor em toda a cadeia produtiva. AUTOREGULAMENTAÇÃO
  • 11. SELO DE PUREZA ABIC EM NÚMEROS Mais de 60.000 análises realizadas Aproximadamente 3.500 coletas/ano Mais de 50 técnicos especializados Nº de empresas certificadas = 454 Nº de marcas certificadas = 1.129
  • 13. Mudança de paradigma ARÁBICA CONILON • Relativamente mais barato – maior produção – alinhamento com preços internacionais • Melhor qualidade – melhor secado – polido – cereja descascado – despolpado • Impacto positivo do uso nos blends – mais qualidade – uso mais intenso – “blendar” qualidades e preços • Alavancar crescimento do mercado – além do 3% anual – “turbinar” consumo de massa com melhor qualidade e preço competitivo • Mercado interno ganhará importância para produtor • Como aproveitar? – usar “lobby” do Arábica para fazer campanhas de aumento de consumo? – melhorar a qualidade • Alavancar crescimento do mercado – além do 3% anual – explorar melhor segmento de qualidade – “turbinar” consumo de massa com melhor qualidade
  • 14. RISCO PARA O AGRONEGÓCIO - BROCA
  • 16. R$ 7,80 10,3 kg por ano Os lares compram em média... Compram café, em média a cada 21 dias Levando cerca de 600g por ida ao ponto de venda Presente em 98,2% dos lares Gastando, em média CAFÉ NO LAR O consumidor possui uma frequência alta de compra de café T. Café (Pó+Solúvel+Cappuccino+Cápsulas de Café*) | T. Brasil INA I ANO MÓVEL Fonte: Nielsen | Homescan
  • 17. PÓ E SOLÚVEL Representam mais de 90%, porém os outros segmentos crescem em ritmo mais acelerado IMPORTÂNCIA EM VALAOR DOS SEGMENTOS MOV 13 MOV 14 VARIAÇÃO EM VALOR 14 Vs 13 CAFÉ EM PÓ 87,3% 86,4% 4,7% CAFÉ SOLÚVEL 9,1% 9,3% 6,0% CAPPUCCINO 2,2% 2,3% 8,9% CAFÉ COM LEITE 0,4% 0,4% 19,0% CÁPSULAS 1,1% 1,7% 55,5% Os dados de Cápsulas de Café representam somente o volume dos AS 5+ CK Fonte: Nielsen | Scantrack 1. Café (pó + solúvel + cappuccino + cápsulas de café) | T. Brasil INA Fonte: Nielsen | Retail Index
  • 18. DENTRO E FOR A DO LAR Consumo Fora de lar é maior dentre: Classe A (34%); Homens (30%); Jovens de 16 a 29 anos(28%) 30 a 39 anos (32%). Consumo Expresso é maior dentre: Classe A (52%) e Classe B (36%); Mulheres (32%); + de 50 anos (33%). A maior quantidade de café continua sendo consumida dentro do lar, com 67%, enquanto o consumo fora do lar, em média de 33%. 67% Dentro do lar 33% Fora do lar
  • 19. NOVOS SEGMENTOS GANHAM DESTAQUE  CAFÉ COM LEITE  CAFÉ EM CÁPSULA  CAPUCCINO Variação nominal – T. Categorias Trade Down – T Brasil – Fonte: Nielsen | Retail index Variação do preço nominal – Café em pó e Oleos + Azeites – Share valor itens índice de preço > 110 e Share das marcas líderes em Valor - Fonte Nielsen | Retail Index  52,4%, 2013 x 2014
  • 20. Presente em 1,0% dos lares (474 mil lares) + 63% 800 g por ano Os lares compram em média... -6% Vão em média... A cada 37 dias Comprar café Levando cerca de 300g por ida ao ponto de venda R$ 53,00 + 57% PENETRAÇÃO CÁPSULAS NOS LARES T. Cápsulas de Café| T. Brasil AS |Fonte: Nielsen | Homescan
  • 22. 91% dos lares de Classe A e B Lares com 3 a 4 pessoas 87% das donas de casa com mais de 30 anos Casais que moram sozinhos Chefes do lar com ensino superior e Pós-Graduação Consumo considerável de cafeína Lideram tendências e gostam de inovação Gostam de circular pela loja. Buscam experiência de compra e diversidade de marcas Se deixam levar por novos produtos e também por aqueles que estão em oferta Realizam compras pela internet Consumidores : ANTENADOS E VANGUARDISTAS CÁPSULAS SE CONCENTRAM NAS CLASSES A E B Os consumidores desse perfil buscam inovações e produtos diferenciados T. Cápsulas de Café| T. Brasil AS |Fonte: Nielsen | Homescan
  • 27. Fonte: CBS&A - Volcafé CAFÉ MONODOSE – % VOLUME CONSUMO EM CASA (EQUIVALENTE CAFÉ VERDE) MONODOSE: A GRANDE TENDÊNCIA? Consumo mundial de monodose cresce > 20% ao ano desde 2004 Forte crescimento, diversos tipos – EUA: monodose para filtrado – Europa: espresso e filtro – Brasil: polo dinâmico U.S.A. HOLANDA FRANÇA U.E. SUÍÇA ALEMNHA ESPANHA ITÁLIA 15% 35%
  • 28. Novos investimentos Superior a R$ 400 milhões entre 2014 e 2016
  • 31. Sensorialidade e Prazer Cafés exclusivos, raros com descrição de sabores. EDIÇÕES ESPECIAIS E LIMITADAS Saudabilidade e bem estar DESCAFEINADO ORGÂNICO Conveniência e Praticidade Qualidade e Confiabilidade Ética e Sustentabilidade Porcionamento personalização do consumo Fácil abertura e fechamento Selos qualidade Interatividade e inovação
  • 32. Como evoluirá o consumo interno neste tempo de crise? Quais efeitos da crise do perfil do consumo? Mercado de cafés gourmet continuará evoluindo? Cápsulas manterão crescimento acelerado? Consumo de cafés tradicionais haverá manutenção ou troca de marcas?
  • 33. Obrigado! Tudo que é puro é melhor. Inclusive o seu café. www.abic.com.br e-mail: nathan@abic.com.br