SlideShare uma empresa Scribd logo
Programa de Pós-Graduação em Música
                 USP
    Seminário de acompanhamento
                Capes
     Brasília – 14 a 16 de fevereiro de 2012
      Coordenador: Prof. Rogério Costa
1. PROPOSTA DO PROGRAMA



                       1.1 Situação Atual

   Áreas de concentração com as respectivas linhas de pesquisa :
  Musicologia (História, Estilo e Recepção) e Processos de Criação
  Musical (Técnicas Composicionais e Questões Interpretativas).
      Projetos: todos os professores têm projetos individuais em
 andamento. Em geral, os projetos dos alunos estão vinculados aos
  projetos dos professores. Há alguns projetos coletivos. Destaque
     para o Mobile http://www.eca.usp.br/mobile/portal/ com 69
publicações de 2009 a 2011. Proposta curricular atual: o aluno deve
 integralizar os créditos mínimos em disciplinas e na elaboração de
                       uma dissertação ou tese.
1. PROPOSTA DO PROGRAMA




   1.2. Planejamento com vistas ao desenvolvimento futuro

Uma nova estrutura será implantada em 2012. Principais objetivos:
consolidar e verticalizar as áreas e linhas de pesquisa do programa
   (Musicologia, Educação Musical, Sonologia e Performance),
 reorganizar a proposta curricular (exame de seleção diferenciado,
disciplinas obrigatórias, disciplinas específicas, créditos especiais),
aprofundar os vínculos com instituições internacionais otimizando
    os convênios já existentes e implantando novos convênios,
          aprofundar os vínculos com a graduação (PAE).
1. PROPOSTA DO PROGRAMA



     1.3 – Infra-estrutura para ensino, pesquisa e extensão

   Laboratórios: LAMI – Lab. de Acústica Musical e Informática
       (gravação de vários CDs), LAM – Lab. de Musicologia,
    COMUNICANTUS – Lab. Coral, LEM – Lab. de Educação
 Musical, Laboratório de Percepção e Análise Musical (PAM), Sala
 de Informática – Pró Aluno/NICA, Biblioteca, Lab Multimidia I e
  II, Sala de Pesquisa, Sala Roland (estudo de piano), Lab de Pós
  Graduação (exclusivo para alunos de pós-graduação). Parte dos
     equipamentos se destina tanto à graduação, quanto à pós e à
   extensão. É o caso do LAMI e do Comunicantus. Além disso,
 contamos com uma das melhores bibliotecas universitárias do país
com um acervo de 170 mil itens que incluem, livros, CDs, partituras
                                etc.
2. CORPO DOCENTE

                    2.1 – Lista dos docentes ativos no programa em 2010: 26
                                 permanentes, 2 colaboradores, 2 visitantes


                     Nome do docente             P C V       Titulação   Ano    Disciplina   Disciplina   Nível Bolsa
                                                                                   PG            G        CNPq/Bolsa
                                                                                                             FAP

Adriana Lopes da Cunha Moreira                  X            Doutora     2008      01            09

Amilcar Zani Neto                               X             Titular    2009      02            30

Diósnio Machado Neto                            X             Livre      2011      01            08
                                                             Docente
David Garcia Borgo                                       X    Doutor               01

Edelton Gloedem                                 X             Doutor     2002      02            29

Eduardo Henrique Soares Monteiro                X             Livre      2009      02            26
                                                             Docente
Eclea Bosi                                          X         Livre      1982      01
                                                             Docente
Eduardo Seicmann                                X             Livre      1996      01
                                                             Docente
Fernando Crespo Corvisier                       X             Doutor     2000      02            15

Fernando Henrique de Oliveira Iazzetta          X             Livre      2006      01            08         PQ1B
                                                             Docente
Nome do docente    P C V       Titulação   Ano    Disciplina   Disciplina   Nível Bolsa
                                                                           PG            G        CNPq/Bolsa
                                                                                                     FAP
Flávia Camargo Toni                      X            Livre      2004      01            02
                                                     Docente
Gilmar Roberto Jardim                    X            Livre      2009      01            09
                                                     Docente
Heloisa de Araújo Duarte Valente             X       Pos-doc     2003      01                        PQ2

Luciane Sayure Shimabuco                 X           Doutora     2005      02            27

Luiz Ricardo Basso Ballestero            X            Doutor     2003      02            20

Marco Antonio da Silva Ramos             X            Titular    2011      02            08

Marcos Branda Lacerda                    X            Livre      2007      01            06
                                                     Docente
Marcos Câmara de Castro                  X            Doutor     2007      02            27

Maria Tereza Alencar de Brito            X           Doutora     2006      02            10

Mário Rodrigues Videira Júnior           X            Doutor     2009                    16

Mônica Isabel Lucas                      X           Doutora     2008      01            05

Paulo de Tarso Camargo Cambraia Salles   X            Doutor     2005      02            08

Pedro Paulo Salles                       X            Doutor     2002      02            10

Rodolfo Nogueira Coelho de Souza         X            Livre      2006      02            10
                                                     Docente
Rogério Luiz Moraes Costa                X            Doutor     2003      04            08

Ronaldo Miranda                          X            Doutor     2000      01            04

Rubens Russomano Ricciardi               X            Titular    2007      01            15

Russell Fountain Pinkston                        X    Doutor     2010      01

Sérgio Cascapera                         X            Livre      2010      01            20
                                                     docente
Silvia Maria Pires Cabrera Berg          X           Doutora     1994      01            20
3. CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES



         3.1 - Nú mero de teses e dissertaç õ defendidas em 2010:
                                            es
            12 dissertaç õ 9 teses. Total: 21 alunos formados.
                          es,
Percentual em relaç ã ao corpo docente permanente: 0,8 alunos por professor.
                     o
   Percentual em relaç ã à dimensã do corpo discente (de um total de 125
                        o          o
               alunos, 66 mestrados e 59 doutorados): 16,8%


  3.2 - Distribuiç ã das orientaç õ das teses e dissertaç õ defendidas no
                    o              es                     es
    período de avaliaç ã em relaç ã aos docentes do programa: 57,2% de
                        o           o
dissertaç õ 42,8% de teses. 80% dos professores com trabalhos defendidos.
          es,

 3.3 - Trabalhos publicados ou produç ã artística associados a cada tese ou
                                        o
  dissertaç ã 126 trabalhos no total (embora nã tenham sido devidamente
             o:                                 o
                    informados no relató rio Capes/2010).

  3.4 – Tempo mé dio de formaç ã de mestres e doutores, e percentual de
                                   o
  bolsistas titulados. Mestrado, 31 meses; doutorado, 49 meses; 100% dos
                              bolsistas titulados.
4. PRODUÇÃO INTELECTUAL




 Produção qualificada: durante o ano de 2010, foram informados no relatório
Capes, 9 publicações de docentes: 3 em revistas B2, 1 em revista B3, 2 em revista
B4, 2 em revista B5 e uma internacional sem qualis. Na realidade o total é maior.
 Tivemos problemas no preenchimento do relatório Capes. Este problema já foi
        sanado. Em 2011 tivemos um volume maior ainda de produção.



 Publicações qualificadas em 2010 : 0,34 publicações por docente permanente.
4. PRODUÇÃO INTELECTUAL




   Produção técnica: 183 trabalhos


         Anais completos: 52

    Produção artística: 295 trabalhos:
Destaque para a gravação de CDs – LAMI.
4. Produção Intelectual

                    4.4 Produç ão artística relevante

           Nome do docente                           Produção artísitca
Amilcar Zani Neto                          Estréia, no Brasil da obra Talespin para
                                           piano e sons eletrônicos, do compositor
                                          americano Russel Pinkston no 45º Festival
                                                       Música Nova, SP
Edelton Gloedem                           Recital em duo com Paulo Porto Alegre no
                                                    auditório do Masp, SP.
Eduardo Henrique Soares Monteiro            Concerto de Schumann para piano e
                                         orquestra com a Orquestra Filarmônica de
                                            Minas Gerais, Palácio das Artes, BH.
Eduardo Seincmann                          Convite à Música: recital litero-musical –
                                         composições para piano baseadas na obra de
                                           Marina Colassanti. Auditório Luzamor,
                                                          Maringá.
Fernando Henrique de Oliveira Iazzetta     CD duplo com obras eletroacústicas dos
                                          compositores Rodolfo Caesar e Fernando
                                          Iazzetta, selo Lami, Patrocínio Petrobrás.
Nome do docente                 Produção Artística

Gilmar Roberto Jardim            Gravação do DVD Língua Mãe em parceria com
                                    Naná Vasconcelos. Patrocínio Petrobrás.

Luiz Ricardo Basso Ballestero      41o Festival de Campos de Jordão: Quarteto
                                             com piano de Schumann

Marco Antonio da Silva Ramos     Requiem de Fauré e Glória de Vivaldi, Coral da
                                   ECA, Festival Comunicantus, MASP, SP.

Marcos Branda Lacerda            Composição de Asa Partida e Ciclo para piano,
                                   estreada e posteriormente gravada no CD
                                    Imaginário pela pianista Lídia Bazarian.


Marcos Câmara de Castro          Regência da Orquestra Universitária de Ribeirão
                                    Preto: Sinfonia 8 de Beethoven e Cinco
                                      melodias populares de Lutoslawsky.
Nome do docente                       Produção Artística


Mônica Isabel Lucas                       Concerto do grupo Harmoniemuzik na sala Guiomar
                                                 Novaes, RJ, promovido pela Funarte.


Paulo de Tarso Camargo Cambraia Salles     Composição da obra campanários para quarteto de
                                                violões. Estréia com o quarteto Tau.


Pedro Paulo Salles                          Peça teatral didático-musical: O monocórdio de
                                          Pitágoras, inúmeras apresentações. Citamos o Circo
                                                               Voador, RJ.
Rodolfo Nogueira Coelho de Souza          Composição da obra orquestral Invenções sobre um
                                         tema de Gilberto Mendes encomendada pela OSUSP.


Rogério Luiz Moraes Costa                Performance de livre improvisação: grupo MusicaFicta
                                               durante o 45o Festival Música Nova, SP.


Ronaldo Miranda                            Composição de estréia do Concerto para violino e
                                         orquestra, OSESP, Regente, Roberto Minczuk, solista,
                                                            Cláudio Cruz.
Rubens Russomano Ricciardi               Concerto como regente: Orchestra Sinfonica Regionale
                                         del Molise, Itália, Campobasso, solista Gustavo Costa
Silvia Maria Pires Cabrera Berg           Composição e estréia da peça “El sueño…el vuelo”,
                                            para piano durante o 38o Festival Internacional
                                                         Cervantino, México
5. INSERÇÃO SOCIAL



5.1 – Inserção e impacto regional e (ou) nacional do Programa

 O PPGMUS –USP, desde sua implantação em 1980 (então, com
  outras designações) já titulou mais de 150 mestres e doutores.
  Atualmente as seguintes instituições contam no seu quadro de
    docentes, com egressos da USP: Unesp, PUCSP, UEPR,
  Unicamp, UFBA, UFRJ, UFG, UFU, UFPA, FASM, FMU e
    UNIMEP, além da própria USP. Além destas instituições
universitárias, há também outras instituições artísticas e de ensino
onde atuam egressos do programa tais como a EMMSP, EMESP,
                      OSESP, OSUSP, OSB.
5. INSERÇÃO SOCIAL


    5.2 – Integração e cooperação com outros programas e centros de pesquisa:
 O Projeto temático Mobile ligado ao PPGMUS envolve, dentro da própria USP,
professores do PPGAV da ECA e de ciências da computação do IME. Fora da USP
  o Mobile mantém um convênio com o SARC (Sonic Arts Research Centre) da
 Universidade de Queen’s de Belfast. A cooperação entre os programas de pós em
   música da USP, Unesp e Unicamp tem possibilitado a realização de inúmeros
         eventos. Um exemplo é o Encontro de Teoria e Análise Musical.
                           5.3 Visibilidade e transparência:
                       Site da pós: http://www.pos.eca.usp.br/
  •O PPGMUS tem um site conjunto com os outros programas. Prêmio ECA de

                                 dissertações e teses.
     •O site Inclui um banco de teses e dissertações que vem sendo atualizado

     regularmente: http://www.pos.eca.usp.br/index.php?q=en/teses/Musica.
   •As atividades da pós são regularmente divulgadas pelo site da ECA e pelos

              informativos internos da USP: http://www3.eca.usp.br/ e
       http://www.facebook.com/pages/LAC-ECA-USP/226886704005190
          •O grupo de pesquisa temático Mobile mantém seu próprio site:

                        http://www.eca.usp.br/mobile/portal/
AVALIAÇÃO GERAL
                   pontos positivos e negativos
                                I




  A coordenação do programa tem se empenhado em implantar e
 consolidar junto ao corpo docente e discente, uma cultura de pós-
graduação consistente e afinada com o atual estágio das pesquisas
     no Brasil. Para a atual coordenação, esta cultura deve se
fundamentar numa sólida verticalização das atividades de pesquisa,
   com o estabelecimento de vínculos claros entre a pesquisa, a
produção intelectual e artística e as atividades de orientação. Temos
   contado com apoio da Pró-Reitoria. Problemas graves: prazos
     estabelecidos pela USP e preenchimento do Data-Capes
AVALIAÇÃO GERAL
                   pontos positivos e negativos
                                II




 A coordenação do programa tem sido rigorosa com o cumprimento
       das normas no que diz respeito à produção intelectual, ao
    preenchimento correto do currículo Lattes e à organização das
 atividades de pesquisa e orientação. Com isso, infelizmente, alguns
 professores que não conseguem se adaptar aos novos paradigmas
têm sido descredenciados. Por outro lado, vários professores jovens,
  mais preparados para o atual projeto de pós-graduação, tem sido
                    incorporados no programa.
AVALIAÇÃO GERAL
                     pontos positivos e negativos
                                  III

  Esta nova configuração tem gerado frutos com o aumento significativo da
produção intelectual. Outro aspecto a ressaltar é o incremento das atividades
relacionadas ao processo de internacionalização com a vinda de professores
estrangeiros, viagens de professores e alunos do programa para participação
em congressos e seminários, bolsa sanduíche, implementação de convênios
 etc. A volta da Revista Música (em 2012, chamada em março) como revista
 vinculada ao programa se constitui enquanto outra importante iniciativa. IV
   Seminário de sonologia. Também, as relações com a graduação e com a
  cultura e extensão têm se intensificado através de iniciativas e programas
  como o PAE (estágio docente), o acolhimento de projetos de pós-doc e o
  oferecimento de atividades conjuntas (disciplinas, workshops, palestras,
                  concertos) para graduação e para a pós.
AVALIAÇÃO GERAL
                  pontos positivos e negativos
                               IV

      Durante o ano de 2011 discutimos uma nova proposta de
estruturação do programa. A implantação desta nova estrutura que
  contém 4 áreas de concentração (educação musical, sonologia,
musicologia e performance) a partir de 2012, será fundamental tanto
  para atingirmos os nossos objetivos de excelência na pesquisa,
   quanto para acolhermos de forma mais adequada, a natureza
   diversificada das pesquisas empreendidas pelo nosso corpo
    docente. Outra importante iniciativa é o aperfeiçoamento do
processo seletivo que está cada vez mais ágil, democrático. Através
  deste novo formato temos conseguido garantir a aprovação dos
projetos mais consistentes e mais adequados às linhas de pesquisa
  do programa. Tivemos problemas graves no preenchimento do
   Coleta, principalmente com relação ao vínculo das produções
              intelectuais. Este problema já foi sanado.
AVALIAÇÃO GERAL
               pontos positivos e negativos
                            V

  Internacionalização: intercâmbio com universidades
   estrangeiras, professores convidados (disciplinas,
workshops, concertos, palestras), maior participação em
 congressos no exterior (discente e docente), co-tutela,
Seminários Internacionais (Sonologia, ETAM), Convênios
   (Indiana, Universidade de Queens, UCSD, IRCAM).

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Musica usp

Portfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda portoPortfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda porto
italoflanatico
 
Portfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda portoPortfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda porto
italoflanatico
 
Portfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda portoPortfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda porto
italoflanatico
 
Tec mat endo plano de ensino - 2011-1
Tec mat endo   plano de ensino - 2011-1Tec mat endo   plano de ensino - 2011-1
Tec mat endo plano de ensino - 2011-1
Charles Pereira
 
Tec mat endo plano de ensino - 2011-1
Tec mat endo   plano de ensino - 2011-1Tec mat endo   plano de ensino - 2011-1
Tec mat endo plano de ensino - 2011-1
Charles Pereira
 
PPP 2012 Saad Sarquis
PPP 2012 Saad SarquisPPP 2012 Saad Sarquis
PPP 2012 Saad Sarquis
escolasaad
 
Ppg música-ufg-claudia zanini
Ppg música-ufg-claudia zaniniPpg música-ufg-claudia zanini
Ppg música-ufg-claudia zanini
Donguto
 
Plano clinica integral ll 2012
Plano clinica integral ll 2012Plano clinica integral ll 2012
Plano clinica integral ll 2012
Charles Pereira
 
Musica ufba
Musica ufbaMusica ufba
Musica ufba
Donguto
 
Plano clinica integral ll 2012.1
Plano clinica integral ll 2012.1Plano clinica integral ll 2012.1
Plano clinica integral ll 2012.1
Charles Pereira
 
Plano de ensino tme 2011.2
Plano de ensino tme 2011.2Plano de ensino tme 2011.2
Plano de ensino tme 2011.2
Charles Pereira
 
Plano clinica integral ii 2011.2
Plano clinica integral ii 2011.2Plano clinica integral ii 2011.2
Plano clinica integral ii 2011.2
Charles Pereira
 
Plano clinica integral II 2011.2
Plano clinica integral II 2011.2Plano clinica integral II 2011.2
Plano clinica integral II 2011.2
Charles Pereira
 
Plano clinica integral ii (blog) 2011.1
Plano clinica integral ii (blog) 2011.1Plano clinica integral ii (blog) 2011.1
Plano clinica integral ii (blog) 2011.1
Charles Pereira
 
Jornal UCDB
Jornal UCDBJornal UCDB
Jornal UCDB
CanalUCDB
 
Silva relatorio pibid_exercicio2010-2011
Silva relatorio pibid_exercicio2010-2011Silva relatorio pibid_exercicio2010-2011
Silva relatorio pibid_exercicio2010-2011
Erick Cavalcante
 

Semelhante a Musica usp (16)

Portfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda portoPortfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda porto
 
Portfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda portoPortfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda porto
 
Portfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda portoPortfólio diego miranda porto
Portfólio diego miranda porto
 
Tec mat endo plano de ensino - 2011-1
Tec mat endo   plano de ensino - 2011-1Tec mat endo   plano de ensino - 2011-1
Tec mat endo plano de ensino - 2011-1
 
Tec mat endo plano de ensino - 2011-1
Tec mat endo   plano de ensino - 2011-1Tec mat endo   plano de ensino - 2011-1
Tec mat endo plano de ensino - 2011-1
 
PPP 2012 Saad Sarquis
PPP 2012 Saad SarquisPPP 2012 Saad Sarquis
PPP 2012 Saad Sarquis
 
Ppg música-ufg-claudia zanini
Ppg música-ufg-claudia zaniniPpg música-ufg-claudia zanini
Ppg música-ufg-claudia zanini
 
Plano clinica integral ll 2012
Plano clinica integral ll 2012Plano clinica integral ll 2012
Plano clinica integral ll 2012
 
Musica ufba
Musica ufbaMusica ufba
Musica ufba
 
Plano clinica integral ll 2012.1
Plano clinica integral ll 2012.1Plano clinica integral ll 2012.1
Plano clinica integral ll 2012.1
 
Plano de ensino tme 2011.2
Plano de ensino tme 2011.2Plano de ensino tme 2011.2
Plano de ensino tme 2011.2
 
Plano clinica integral ii 2011.2
Plano clinica integral ii 2011.2Plano clinica integral ii 2011.2
Plano clinica integral ii 2011.2
 
Plano clinica integral II 2011.2
Plano clinica integral II 2011.2Plano clinica integral II 2011.2
Plano clinica integral II 2011.2
 
Plano clinica integral ii (blog) 2011.1
Plano clinica integral ii (blog) 2011.1Plano clinica integral ii (blog) 2011.1
Plano clinica integral ii (blog) 2011.1
 
Jornal UCDB
Jornal UCDBJornal UCDB
Jornal UCDB
 
Silva relatorio pibid_exercicio2010-2011
Silva relatorio pibid_exercicio2010-2011Silva relatorio pibid_exercicio2010-2011
Silva relatorio pibid_exercicio2010-2011
 

Mais de Donguto

Clippagem
ClippagemClippagem
Clippagem
Donguto
 
Eixo 2 programa de governo jhonatas50
Eixo 2 programa de governo jhonatas50Eixo 2 programa de governo jhonatas50
Eixo 2 programa de governo jhonatas50
Donguto
 
Apresentação programa de governo jhonatas50
Apresentação programa de governo jhonatas50Apresentação programa de governo jhonatas50
Apresentação programa de governo jhonatas50
Donguto
 
Eixo 1 programa de governo jhonatas50
Eixo 1 programa de governo jhonatas50Eixo 1 programa de governo jhonatas50
Eixo 1 programa de governo jhonatas50
Donguto
 
Apresentação sonho escola
Apresentação sonho escolaApresentação sonho escola
Apresentação sonho escola
Donguto
 
Ufba dança
Ufba dançaUfba dança
Ufba dança
Donguto
 
Cenicas ufrn
Cenicas ufrnCenicas ufrn
Cenicas ufrn
Donguto
 
Cenicas unirio
Cenicas unirioCenicas unirio
Cenicas unirio
Donguto
 
Cenicas usp
Cenicas uspCenicas usp
Cenicas usp
Donguto
 
Musica unirio
Musica unirioMusica unirio
Musica unirio
Donguto
 
Musica unesp
Musica unespMusica unesp
Musica unesp
Donguto
 
Música un b
Música un bMúsica un b
Música un b
Donguto
 
Musica ufrj
Musica ufrjMusica ufrj
Musica ufrj
Donguto
 
UFPR
UFPRUFPR
UFPR
Donguto
 
Musica ufpr
Musica ufprMusica ufpr
Musica ufpr
Donguto
 
Musica ufpb
Musica ufpbMusica ufpb
Musica ufpb
Donguto
 
Musica ufmg
Musica ufmgMusica ufmg
Musica ufmg
Donguto
 
Musica udesc
Musica udescMusica udesc
Musica udesc
Donguto
 

Mais de Donguto (18)

Clippagem
ClippagemClippagem
Clippagem
 
Eixo 2 programa de governo jhonatas50
Eixo 2 programa de governo jhonatas50Eixo 2 programa de governo jhonatas50
Eixo 2 programa de governo jhonatas50
 
Apresentação programa de governo jhonatas50
Apresentação programa de governo jhonatas50Apresentação programa de governo jhonatas50
Apresentação programa de governo jhonatas50
 
Eixo 1 programa de governo jhonatas50
Eixo 1 programa de governo jhonatas50Eixo 1 programa de governo jhonatas50
Eixo 1 programa de governo jhonatas50
 
Apresentação sonho escola
Apresentação sonho escolaApresentação sonho escola
Apresentação sonho escola
 
Ufba dança
Ufba dançaUfba dança
Ufba dança
 
Cenicas ufrn
Cenicas ufrnCenicas ufrn
Cenicas ufrn
 
Cenicas unirio
Cenicas unirioCenicas unirio
Cenicas unirio
 
Cenicas usp
Cenicas uspCenicas usp
Cenicas usp
 
Musica unirio
Musica unirioMusica unirio
Musica unirio
 
Musica unesp
Musica unespMusica unesp
Musica unesp
 
Música un b
Música un bMúsica un b
Música un b
 
Musica ufrj
Musica ufrjMusica ufrj
Musica ufrj
 
UFPR
UFPRUFPR
UFPR
 
Musica ufpr
Musica ufprMusica ufpr
Musica ufpr
 
Musica ufpb
Musica ufpbMusica ufpb
Musica ufpb
 
Musica ufmg
Musica ufmgMusica ufmg
Musica ufmg
 
Musica udesc
Musica udescMusica udesc
Musica udesc
 

Musica usp

  • 1. Programa de Pós-Graduação em Música USP Seminário de acompanhamento Capes Brasília – 14 a 16 de fevereiro de 2012 Coordenador: Prof. Rogério Costa
  • 2. 1. PROPOSTA DO PROGRAMA 1.1 Situação Atual Áreas de concentração com as respectivas linhas de pesquisa : Musicologia (História, Estilo e Recepção) e Processos de Criação Musical (Técnicas Composicionais e Questões Interpretativas). Projetos: todos os professores têm projetos individuais em andamento. Em geral, os projetos dos alunos estão vinculados aos projetos dos professores. Há alguns projetos coletivos. Destaque para o Mobile http://www.eca.usp.br/mobile/portal/ com 69 publicações de 2009 a 2011. Proposta curricular atual: o aluno deve integralizar os créditos mínimos em disciplinas e na elaboração de uma dissertação ou tese.
  • 3. 1. PROPOSTA DO PROGRAMA 1.2. Planejamento com vistas ao desenvolvimento futuro Uma nova estrutura será implantada em 2012. Principais objetivos: consolidar e verticalizar as áreas e linhas de pesquisa do programa (Musicologia, Educação Musical, Sonologia e Performance), reorganizar a proposta curricular (exame de seleção diferenciado, disciplinas obrigatórias, disciplinas específicas, créditos especiais), aprofundar os vínculos com instituições internacionais otimizando os convênios já existentes e implantando novos convênios, aprofundar os vínculos com a graduação (PAE).
  • 4. 1. PROPOSTA DO PROGRAMA 1.3 – Infra-estrutura para ensino, pesquisa e extensão Laboratórios: LAMI – Lab. de Acústica Musical e Informática (gravação de vários CDs), LAM – Lab. de Musicologia, COMUNICANTUS – Lab. Coral, LEM – Lab. de Educação Musical, Laboratório de Percepção e Análise Musical (PAM), Sala de Informática – Pró Aluno/NICA, Biblioteca, Lab Multimidia I e II, Sala de Pesquisa, Sala Roland (estudo de piano), Lab de Pós Graduação (exclusivo para alunos de pós-graduação). Parte dos equipamentos se destina tanto à graduação, quanto à pós e à extensão. É o caso do LAMI e do Comunicantus. Além disso, contamos com uma das melhores bibliotecas universitárias do país com um acervo de 170 mil itens que incluem, livros, CDs, partituras etc.
  • 5. 2. CORPO DOCENTE 2.1 – Lista dos docentes ativos no programa em 2010: 26 permanentes, 2 colaboradores, 2 visitantes Nome do docente P C V Titulação Ano Disciplina Disciplina Nível Bolsa PG G CNPq/Bolsa FAP Adriana Lopes da Cunha Moreira X Doutora 2008 01 09 Amilcar Zani Neto X Titular 2009 02 30 Diósnio Machado Neto X Livre 2011 01 08 Docente David Garcia Borgo X Doutor 01 Edelton Gloedem X Doutor 2002 02 29 Eduardo Henrique Soares Monteiro X Livre 2009 02 26 Docente Eclea Bosi X Livre 1982 01 Docente Eduardo Seicmann X Livre 1996 01 Docente Fernando Crespo Corvisier X Doutor 2000 02 15 Fernando Henrique de Oliveira Iazzetta X Livre 2006 01 08 PQ1B Docente
  • 6. Nome do docente P C V Titulação Ano Disciplina Disciplina Nível Bolsa PG G CNPq/Bolsa FAP Flávia Camargo Toni X Livre 2004 01 02 Docente Gilmar Roberto Jardim X Livre 2009 01 09 Docente Heloisa de Araújo Duarte Valente X Pos-doc 2003 01 PQ2 Luciane Sayure Shimabuco X Doutora 2005 02 27 Luiz Ricardo Basso Ballestero X Doutor 2003 02 20 Marco Antonio da Silva Ramos X Titular 2011 02 08 Marcos Branda Lacerda X Livre 2007 01 06 Docente Marcos Câmara de Castro X Doutor 2007 02 27 Maria Tereza Alencar de Brito X Doutora 2006 02 10 Mário Rodrigues Videira Júnior X Doutor 2009 16 Mônica Isabel Lucas X Doutora 2008 01 05 Paulo de Tarso Camargo Cambraia Salles X Doutor 2005 02 08 Pedro Paulo Salles X Doutor 2002 02 10 Rodolfo Nogueira Coelho de Souza X Livre 2006 02 10 Docente Rogério Luiz Moraes Costa X Doutor 2003 04 08 Ronaldo Miranda X Doutor 2000 01 04 Rubens Russomano Ricciardi X Titular 2007 01 15 Russell Fountain Pinkston X Doutor 2010 01 Sérgio Cascapera X Livre 2010 01 20 docente Silvia Maria Pires Cabrera Berg X Doutora 1994 01 20
  • 7. 3. CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES 3.1 - Nú mero de teses e dissertaç õ defendidas em 2010: es 12 dissertaç õ 9 teses. Total: 21 alunos formados. es, Percentual em relaç ã ao corpo docente permanente: 0,8 alunos por professor. o Percentual em relaç ã à dimensã do corpo discente (de um total de 125 o o alunos, 66 mestrados e 59 doutorados): 16,8% 3.2 - Distribuiç ã das orientaç õ das teses e dissertaç õ defendidas no o es es período de avaliaç ã em relaç ã aos docentes do programa: 57,2% de o o dissertaç õ 42,8% de teses. 80% dos professores com trabalhos defendidos. es, 3.3 - Trabalhos publicados ou produç ã artística associados a cada tese ou o dissertaç ã 126 trabalhos no total (embora nã tenham sido devidamente o: o informados no relató rio Capes/2010). 3.4 – Tempo mé dio de formaç ã de mestres e doutores, e percentual de o bolsistas titulados. Mestrado, 31 meses; doutorado, 49 meses; 100% dos bolsistas titulados.
  • 8. 4. PRODUÇÃO INTELECTUAL Produção qualificada: durante o ano de 2010, foram informados no relatório Capes, 9 publicações de docentes: 3 em revistas B2, 1 em revista B3, 2 em revista B4, 2 em revista B5 e uma internacional sem qualis. Na realidade o total é maior. Tivemos problemas no preenchimento do relatório Capes. Este problema já foi sanado. Em 2011 tivemos um volume maior ainda de produção. Publicações qualificadas em 2010 : 0,34 publicações por docente permanente.
  • 9. 4. PRODUÇÃO INTELECTUAL Produção técnica: 183 trabalhos Anais completos: 52 Produção artística: 295 trabalhos: Destaque para a gravação de CDs – LAMI.
  • 10. 4. Produção Intelectual 4.4 Produç ão artística relevante Nome do docente Produção artísitca Amilcar Zani Neto Estréia, no Brasil da obra Talespin para piano e sons eletrônicos, do compositor americano Russel Pinkston no 45º Festival Música Nova, SP Edelton Gloedem Recital em duo com Paulo Porto Alegre no auditório do Masp, SP. Eduardo Henrique Soares Monteiro Concerto de Schumann para piano e orquestra com a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Palácio das Artes, BH. Eduardo Seincmann Convite à Música: recital litero-musical – composições para piano baseadas na obra de Marina Colassanti. Auditório Luzamor, Maringá. Fernando Henrique de Oliveira Iazzetta CD duplo com obras eletroacústicas dos compositores Rodolfo Caesar e Fernando Iazzetta, selo Lami, Patrocínio Petrobrás.
  • 11. Nome do docente Produção Artística Gilmar Roberto Jardim Gravação do DVD Língua Mãe em parceria com Naná Vasconcelos. Patrocínio Petrobrás. Luiz Ricardo Basso Ballestero 41o Festival de Campos de Jordão: Quarteto com piano de Schumann Marco Antonio da Silva Ramos Requiem de Fauré e Glória de Vivaldi, Coral da ECA, Festival Comunicantus, MASP, SP. Marcos Branda Lacerda Composição de Asa Partida e Ciclo para piano, estreada e posteriormente gravada no CD Imaginário pela pianista Lídia Bazarian. Marcos Câmara de Castro Regência da Orquestra Universitária de Ribeirão Preto: Sinfonia 8 de Beethoven e Cinco melodias populares de Lutoslawsky.
  • 12. Nome do docente Produção Artística Mônica Isabel Lucas Concerto do grupo Harmoniemuzik na sala Guiomar Novaes, RJ, promovido pela Funarte. Paulo de Tarso Camargo Cambraia Salles Composição da obra campanários para quarteto de violões. Estréia com o quarteto Tau. Pedro Paulo Salles Peça teatral didático-musical: O monocórdio de Pitágoras, inúmeras apresentações. Citamos o Circo Voador, RJ. Rodolfo Nogueira Coelho de Souza Composição da obra orquestral Invenções sobre um tema de Gilberto Mendes encomendada pela OSUSP. Rogério Luiz Moraes Costa Performance de livre improvisação: grupo MusicaFicta durante o 45o Festival Música Nova, SP. Ronaldo Miranda Composição de estréia do Concerto para violino e orquestra, OSESP, Regente, Roberto Minczuk, solista, Cláudio Cruz. Rubens Russomano Ricciardi Concerto como regente: Orchestra Sinfonica Regionale del Molise, Itália, Campobasso, solista Gustavo Costa Silvia Maria Pires Cabrera Berg Composição e estréia da peça “El sueño…el vuelo”, para piano durante o 38o Festival Internacional Cervantino, México
  • 13. 5. INSERÇÃO SOCIAL 5.1 – Inserção e impacto regional e (ou) nacional do Programa O PPGMUS –USP, desde sua implantação em 1980 (então, com outras designações) já titulou mais de 150 mestres e doutores. Atualmente as seguintes instituições contam no seu quadro de docentes, com egressos da USP: Unesp, PUCSP, UEPR, Unicamp, UFBA, UFRJ, UFG, UFU, UFPA, FASM, FMU e UNIMEP, além da própria USP. Além destas instituições universitárias, há também outras instituições artísticas e de ensino onde atuam egressos do programa tais como a EMMSP, EMESP, OSESP, OSUSP, OSB.
  • 14. 5. INSERÇÃO SOCIAL 5.2 – Integração e cooperação com outros programas e centros de pesquisa: O Projeto temático Mobile ligado ao PPGMUS envolve, dentro da própria USP, professores do PPGAV da ECA e de ciências da computação do IME. Fora da USP o Mobile mantém um convênio com o SARC (Sonic Arts Research Centre) da Universidade de Queen’s de Belfast. A cooperação entre os programas de pós em música da USP, Unesp e Unicamp tem possibilitado a realização de inúmeros eventos. Um exemplo é o Encontro de Teoria e Análise Musical. 5.3 Visibilidade e transparência: Site da pós: http://www.pos.eca.usp.br/ •O PPGMUS tem um site conjunto com os outros programas. Prêmio ECA de dissertações e teses. •O site Inclui um banco de teses e dissertações que vem sendo atualizado regularmente: http://www.pos.eca.usp.br/index.php?q=en/teses/Musica. •As atividades da pós são regularmente divulgadas pelo site da ECA e pelos informativos internos da USP: http://www3.eca.usp.br/ e http://www.facebook.com/pages/LAC-ECA-USP/226886704005190 •O grupo de pesquisa temático Mobile mantém seu próprio site: http://www.eca.usp.br/mobile/portal/
  • 15. AVALIAÇÃO GERAL pontos positivos e negativos I A coordenação do programa tem se empenhado em implantar e consolidar junto ao corpo docente e discente, uma cultura de pós- graduação consistente e afinada com o atual estágio das pesquisas no Brasil. Para a atual coordenação, esta cultura deve se fundamentar numa sólida verticalização das atividades de pesquisa, com o estabelecimento de vínculos claros entre a pesquisa, a produção intelectual e artística e as atividades de orientação. Temos contado com apoio da Pró-Reitoria. Problemas graves: prazos estabelecidos pela USP e preenchimento do Data-Capes
  • 16. AVALIAÇÃO GERAL pontos positivos e negativos II A coordenação do programa tem sido rigorosa com o cumprimento das normas no que diz respeito à produção intelectual, ao preenchimento correto do currículo Lattes e à organização das atividades de pesquisa e orientação. Com isso, infelizmente, alguns professores que não conseguem se adaptar aos novos paradigmas têm sido descredenciados. Por outro lado, vários professores jovens, mais preparados para o atual projeto de pós-graduação, tem sido incorporados no programa.
  • 17. AVALIAÇÃO GERAL pontos positivos e negativos III Esta nova configuração tem gerado frutos com o aumento significativo da produção intelectual. Outro aspecto a ressaltar é o incremento das atividades relacionadas ao processo de internacionalização com a vinda de professores estrangeiros, viagens de professores e alunos do programa para participação em congressos e seminários, bolsa sanduíche, implementação de convênios etc. A volta da Revista Música (em 2012, chamada em março) como revista vinculada ao programa se constitui enquanto outra importante iniciativa. IV Seminário de sonologia. Também, as relações com a graduação e com a cultura e extensão têm se intensificado através de iniciativas e programas como o PAE (estágio docente), o acolhimento de projetos de pós-doc e o oferecimento de atividades conjuntas (disciplinas, workshops, palestras, concertos) para graduação e para a pós.
  • 18. AVALIAÇÃO GERAL pontos positivos e negativos IV Durante o ano de 2011 discutimos uma nova proposta de estruturação do programa. A implantação desta nova estrutura que contém 4 áreas de concentração (educação musical, sonologia, musicologia e performance) a partir de 2012, será fundamental tanto para atingirmos os nossos objetivos de excelência na pesquisa, quanto para acolhermos de forma mais adequada, a natureza diversificada das pesquisas empreendidas pelo nosso corpo docente. Outra importante iniciativa é o aperfeiçoamento do processo seletivo que está cada vez mais ágil, democrático. Através deste novo formato temos conseguido garantir a aprovação dos projetos mais consistentes e mais adequados às linhas de pesquisa do programa. Tivemos problemas graves no preenchimento do Coleta, principalmente com relação ao vínculo das produções intelectuais. Este problema já foi sanado.
  • 19. AVALIAÇÃO GERAL pontos positivos e negativos V Internacionalização: intercâmbio com universidades estrangeiras, professores convidados (disciplinas, workshops, concertos, palestras), maior participação em congressos no exterior (discente e docente), co-tutela, Seminários Internacionais (Sonologia, ETAM), Convênios (Indiana, Universidade de Queens, UCSD, IRCAM).

Notas do Editor

  1. Área de Concentração: Musicologia Linha de Pesquisa: História, Estilo e Recepção   Docentes da Linha de Pesquisa História, Estilo e Recepção Adriana Lopes da Cunha Moreira Diósnio Machado Neto Eduardo Seincman Fernando Henrique de Oliveira Iazzetta Flávia Camargo Toni Marcos Branda Lacerda Mário Rodrigues Videira Junior Monica Isabel Lucas Pedro Paulo Salles Rodolfo Nogueira Coelho de Souza Rubens Russomano Ricciardi   Área de Concentração: Processos de Criação Musical Linha de Pesquisa: Técnicas Composicionais e Questões Interpretativas   Docentes da Linha de Pesquisa Técnicas Composicionais e Questões Interpretativas Amílcar Zani Netto Edelton Gloeden Eduardo Henrique Soares Monteiro Fernando Crespo Corvisier Gilmar Roberto Jardim Luciana Sayure Shimabuco Luiz Ricardo Basso Ballestero Marco Antonio da Silva Ramos Marcos Câmara de Castro Maria Teresa Alencar de Brito Paulo de Tarso Camargo Cambraia Salles Regis Rossi Alves Faria Rogério Luiz Moraes Costa Silvia Maria Pires Cabrera Berg    
  2. Área de Concentração: Musicologia Linha de Pesquisa: História, Estilo e Recepção   Docentes da Linha de Pesquisa História, Estilo e Recepção Adriana Lopes da Cunha Moreira Diósnio Machado Neto Eduardo Seincman Fernando Henrique de Oliveira Iazzetta Flávia Camargo Toni Marcos Branda Lacerda Mário Rodrigues Videira Junior Monica Isabel Lucas Pedro Paulo Salles Rodolfo Nogueira Coelho de Souza Rubens Russomano Ricciardi   Área de Concentração: Processos de Criação Musical Linha de Pesquisa: Técnicas Composicionais e Questões Interpretativas   Docentes da Linha de Pesquisa Técnicas Composicionais e Questões Interpretativas Amílcar Zani Netto Edelton Gloeden Eduardo Henrique Soares Monteiro Fernando Crespo Corvisier Gilmar Roberto Jardim Luciana Sayure Shimabuco Luiz Ricardo Basso Ballestero Marco Antonio da Silva Ramos Marcos Câmara de Castro Maria Teresa Alencar de Brito Paulo de Tarso Camargo Cambraia Salles Regis Rossi Alves Faria Rogério Luiz Moraes Costa Silvia Maria Pires Cabrera Berg