SlideShare uma empresa Scribd logo
Música
Conceito
• A música (do grego μουσική τέχνη - musiké téchne, a arte das
musas) é uma forma de arte que constitui-se basicamente em
combinar uma sucessão de sons e silêncio agradável, ritmada e
organizada ao longo do tempo.
Primórdios da
música
Na sua "História Universal da música", Roland de Candé nos
propõe a seguinte sequência aproximada de eventos:
Antropóides do terciário:
Batidas com
bastões, percussão corporal
e objetos entrechocados.
Hominídeos do paleolítico
inferior:
Gritos e imitação de sons da
natureza.
Paleolítico Médio:
Desenvolvimento do
controle
da altura, intensidade
e timbre da voz.
Cerca de 40.000 anos atrás:
Criação dos primeiros
instrumentos musicais para
imitar os sons da natureza.
Desenvolvimento da
linguagem falada e do
canto.
Entre 40.000 anos a
aproximadamente 9.000 a.C:
Criação de instrumentos
mais controláveis, feitos de
pedra, madeira e
ossos: xilofones, litofones,
tambores de tronco
e flautas.
Neolítico:
Criação de
membranofones e
cordofones. Primeiros
instrumentos
afináveis.
Cerca de 5.000 a.C:
Desenvolvimento da metalurgia.
Criação de instrumentos de
cobre e bronze permitem a
execução mais sofisticada.
• Muitos historiadores apontam a
música na antiguidade impregnada
de sentido ritualístico e como
instrumento mais utilizado a voz,
pois por meio dela se dava a
comunicação e nessa época o sentido
da música era esse, comunicar-se
com os deuses e com o povo.
Na antiguidade clássica:
• A música era considerada como uma
dádiva de Deus e os músicos, por
isso, eram muito respeitados e
tinham um estatuto privilegiado. A
palavra música tem origem na Grécia
e significava “a arte das musas”.
Romanos:
• Desenvolveram a música criando os
primeiros coros e utilizando
composições vocais mais arrojadas.
A música era por eles utilizada para
exaltar os grandes feitos militares do
império.
Posteriormente:
Época medieval:
• Os primeiros cristãos foram
moldando, ao longo dos séculos, a
música eclesiástica pois era a música
que servia de apoio às cerimónias
litúrgicas e religiosas.
Na religião:
• A música religiosa é dominada por
sentimentos religiosos, utilizando o
canto apenas em textos sagrados.
Mais tarde:
1. A música profana, também executada pelo povo em festas e romarias, era
essencialmente usada pela aristocracia. Os trovadores eram nobres letrados
que escreviam e cantavam os seus próprios poemas.
2. Com a evolução, a música medieval tornou-se cada vez mais rica,
possibilitando o desenvolvimento dos instrumentos e dando origem á
polifonia.
3. Surgem as formas musicais modernas - sonata, sinfonia e concerto solo.
4. Surgem grandes figuras musicais, cada uma delas utilizando o seu estilo
particular e a sua própria visão da música - Mozart, Beethoven, Wagner,
Tchaikovsky, entre muitas outras.
Modernização da
música
Século XX:
1. Há grande liberdade e maior experimentação, aparecem novos gêneros
musicais que rompem com os estilos anteriores.
2. Ocorre uma fusão dos sons de diferentes continentes pois há utilização de
novas tecnologias como a rádio, a televisão e a Internet que tornam a música
um fenómeno global.
3. A utilização de dispositivos de música como o CD, MP3, IPOD tornam a música
mais portátil e à disposição de todos. transmissão e gravação de vídeos
musicais e de concertos tornam a música um “fenômeno mais visual”.
Rap:
• É um discurso rítmico
com rimas e poesias que surgiu no
final do século XX entre as
comunidades negras dos Estados
Unidos.
Funk:
• Se originou nos Estados Unidos na
segunda metade da década de 1960,
quando músicos afro-americanos,
misturando soul, jazz e rhythm and
blues, criaram uma nova forma de
música rítmica e dançante.
Alguns estilos musicais modernos:
Colégio Estadual Rômulo Galvão
1ª série F
Equipe:
“A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de
almas grandes e sentimentais.”

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Música

Música, Origem e História
Música, Origem e HistóriaMúsica, Origem e História
Música, Origem e História
josenmd
 
Historia da musica
Historia da musica Historia da musica
Historia da musica
Shinnayder
 
A História da Música
A História da MúsicaA História da Música
A História da Música
Meire Falco
 
História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Música
BE/CRE
 
História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Música
be23ceb
 
Powerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusicaPowerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusica
RuteFolhas
 
Powerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusicaPowerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusica
Regina Coutinho
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da música
Meire Falco
 
A HistóRia Da MúSic1
A HistóRia Da MúSic1A HistóRia Da MúSic1
A HistóRia Da MúSic1
HOME
 
Artigo-História da Música
Artigo-História da MúsicaArtigo-História da Música
Artigo-História da Música
joohnfer
 
História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Música
joohnfer
 
Eletivas de para apresentação musica.pptx
Eletivas de  para apresentação musica.pptxEletivas de  para apresentação musica.pptx
Eletivas de para apresentação musica.pptx
BrandoneLeeOficial
 
A Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu DesenvolvimentoA Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
Jofran Lirio
 
POS.pptx
POS.pptxPOS.pptx
POS.pptx
RicardoRomanha1
 
História da Música - FVJ
História da Música - FVJ História da Música - FVJ
História da Música - FVJ
Jonas Martins
 
Historia da música clássica
Historia da música clássicaHistoria da música clássica
Historia da música clássica
Umberto Pacheco
 
A história da música (resumo)
A história da música (resumo)A história da música (resumo)
A história da música (resumo)
Musician
 
Historia da musica
Historia da musicaHistoria da musica
Historia da musica
diogo_lopes
 
evolução da musica e alguns dos seu generos.pptx
evolução da musica e alguns dos seu generos.pptxevolução da musica e alguns dos seu generos.pptx
evolução da musica e alguns dos seu generos.pptx
museuferroviario
 
Música clássica
Música clássicaMúsica clássica
Música clássica
IsabelPereira2010
 

Semelhante a Música (20)

Música, Origem e História
Música, Origem e HistóriaMúsica, Origem e História
Música, Origem e História
 
Historia da musica
Historia da musica Historia da musica
Historia da musica
 
A História da Música
A História da MúsicaA História da Música
A História da Música
 
História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Música
 
História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Música
 
Powerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusicaPowerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusica
 
Powerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusicaPowerpoint bibliomusica
Powerpoint bibliomusica
 
História da música
História da músicaHistória da música
História da música
 
A HistóRia Da MúSic1
A HistóRia Da MúSic1A HistóRia Da MúSic1
A HistóRia Da MúSic1
 
Artigo-História da Música
Artigo-História da MúsicaArtigo-História da Música
Artigo-História da Música
 
História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Música
 
Eletivas de para apresentação musica.pptx
Eletivas de  para apresentação musica.pptxEletivas de  para apresentação musica.pptx
Eletivas de para apresentação musica.pptx
 
A Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu DesenvolvimentoA Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
A Música no período de Da Vinci e o seu Desenvolvimento
 
POS.pptx
POS.pptxPOS.pptx
POS.pptx
 
História da Música - FVJ
História da Música - FVJ História da Música - FVJ
História da Música - FVJ
 
Historia da música clássica
Historia da música clássicaHistoria da música clássica
Historia da música clássica
 
A história da música (resumo)
A história da música (resumo)A história da música (resumo)
A história da música (resumo)
 
Historia da musica
Historia da musicaHistoria da musica
Historia da musica
 
evolução da musica e alguns dos seu generos.pptx
evolução da musica e alguns dos seu generos.pptxevolução da musica e alguns dos seu generos.pptx
evolução da musica e alguns dos seu generos.pptx
 
Música clássica
Música clássicaMúsica clássica
Música clássica
 

Mais de Elen Cristina

Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
Elen Cristina
 
Bactérias
BactériasBactérias
Bactérias
Elen Cristina
 
Política vs corrupção
Política vs corrupçãoPolítica vs corrupção
Política vs corrupção
Elen Cristina
 
Desigualdade social
Desigualdade socialDesigualdade social
Desigualdade social
Elen Cristina
 
Expressionismo
ExpressionismoExpressionismo
Expressionismo
Elen Cristina
 
Apresentação 2
Apresentação 2Apresentação 2
Apresentação 2
Elen Cristina
 
Verbo: Estrutura, regular e irregular
Verbo: Estrutura, regular e irregularVerbo: Estrutura, regular e irregular
Verbo: Estrutura, regular e irregular
Elen Cristina
 

Mais de Elen Cristina (7)

Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
Bactérias
BactériasBactérias
Bactérias
 
Política vs corrupção
Política vs corrupçãoPolítica vs corrupção
Política vs corrupção
 
Desigualdade social
Desigualdade socialDesigualdade social
Desigualdade social
 
Expressionismo
ExpressionismoExpressionismo
Expressionismo
 
Apresentação 2
Apresentação 2Apresentação 2
Apresentação 2
 
Verbo: Estrutura, regular e irregular
Verbo: Estrutura, regular e irregularVerbo: Estrutura, regular e irregular
Verbo: Estrutura, regular e irregular
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: CronologiaOs Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Renato Henriques
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: CronologiaOs Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 

Música

  • 2. Conceito • A música (do grego μουσική τέχνη - musiké téchne, a arte das musas) é uma forma de arte que constitui-se basicamente em combinar uma sucessão de sons e silêncio agradável, ritmada e organizada ao longo do tempo.
  • 4. Na sua "História Universal da música", Roland de Candé nos propõe a seguinte sequência aproximada de eventos: Antropóides do terciário: Batidas com bastões, percussão corporal e objetos entrechocados. Hominídeos do paleolítico inferior: Gritos e imitação de sons da natureza. Paleolítico Médio: Desenvolvimento do controle da altura, intensidade e timbre da voz.
  • 5. Cerca de 40.000 anos atrás: Criação dos primeiros instrumentos musicais para imitar os sons da natureza. Desenvolvimento da linguagem falada e do canto. Entre 40.000 anos a aproximadamente 9.000 a.C: Criação de instrumentos mais controláveis, feitos de pedra, madeira e ossos: xilofones, litofones, tambores de tronco e flautas. Neolítico: Criação de membranofones e cordofones. Primeiros instrumentos afináveis.
  • 6. Cerca de 5.000 a.C: Desenvolvimento da metalurgia. Criação de instrumentos de cobre e bronze permitem a execução mais sofisticada. • Muitos historiadores apontam a música na antiguidade impregnada de sentido ritualístico e como instrumento mais utilizado a voz, pois por meio dela se dava a comunicação e nessa época o sentido da música era esse, comunicar-se com os deuses e com o povo.
  • 7. Na antiguidade clássica: • A música era considerada como uma dádiva de Deus e os músicos, por isso, eram muito respeitados e tinham um estatuto privilegiado. A palavra música tem origem na Grécia e significava “a arte das musas”. Romanos: • Desenvolveram a música criando os primeiros coros e utilizando composições vocais mais arrojadas. A música era por eles utilizada para exaltar os grandes feitos militares do império. Posteriormente:
  • 8. Época medieval: • Os primeiros cristãos foram moldando, ao longo dos séculos, a música eclesiástica pois era a música que servia de apoio às cerimónias litúrgicas e religiosas. Na religião: • A música religiosa é dominada por sentimentos religiosos, utilizando o canto apenas em textos sagrados.
  • 9. Mais tarde: 1. A música profana, também executada pelo povo em festas e romarias, era essencialmente usada pela aristocracia. Os trovadores eram nobres letrados que escreviam e cantavam os seus próprios poemas. 2. Com a evolução, a música medieval tornou-se cada vez mais rica, possibilitando o desenvolvimento dos instrumentos e dando origem á polifonia. 3. Surgem as formas musicais modernas - sonata, sinfonia e concerto solo. 4. Surgem grandes figuras musicais, cada uma delas utilizando o seu estilo particular e a sua própria visão da música - Mozart, Beethoven, Wagner, Tchaikovsky, entre muitas outras.
  • 11. Século XX: 1. Há grande liberdade e maior experimentação, aparecem novos gêneros musicais que rompem com os estilos anteriores. 2. Ocorre uma fusão dos sons de diferentes continentes pois há utilização de novas tecnologias como a rádio, a televisão e a Internet que tornam a música um fenómeno global. 3. A utilização de dispositivos de música como o CD, MP3, IPOD tornam a música mais portátil e à disposição de todos. transmissão e gravação de vídeos musicais e de concertos tornam a música um “fenômeno mais visual”.
  • 12. Rap: • É um discurso rítmico com rimas e poesias que surgiu no final do século XX entre as comunidades negras dos Estados Unidos. Funk: • Se originou nos Estados Unidos na segunda metade da década de 1960, quando músicos afro-americanos, misturando soul, jazz e rhythm and blues, criaram uma nova forma de música rítmica e dançante. Alguns estilos musicais modernos:
  • 13. Colégio Estadual Rômulo Galvão 1ª série F Equipe: “A poesia é a música da alma, e, sobretudo, de almas grandes e sentimentais.”