SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Guilherme Leone 
3º História 
HISTÓRIA CONTEMPORANEA
 Sob o comando de Adolf Hitler, se 
desenvolveu na Alemanha após a 
Segunda Guerra Mundial um sistema 
político de tipo totalitário conhecido por 
nazismo. 
Os nazistas tinham pensamentos e 
ideias racistas, antissemitas, 
nacionalistas, expansionistas e anti-homossexuais. 
Além de odiarem 
comunistas, odiavam e massacravam 
judeus e homossexuais, em campos de 
concentração nazistas.
 A par da perseguição e extermínio 
sistemático dos judeus, Hitler 
também fechou as Lojas maçônicas 
da Alemanha e jogou nos campos de 
concentração um grande número de 
maçons. Segundo ele, a Maçonaria 
fazia parte da conspiração mundial 
dos judeus para a tomada do poder 
e a maioria dos maçons era de 
origem judia. 
 Ligação com a cultura judaica 
 Acreditava que os maçons eram 
aliados dos judeus
Além do código das cores , alguns subgrupos 
tinham o complemento de uma letra localizada no 
centro do triângulo, para especificar prefixo do 
país de origem do prisioneiro, por exemplo: 
B para belgas. 
F para franceses. 
I para italianos. 
P para polacos. 
S para espanhóis. 
T para tchecos. 
U para húngaros.
• Os deficientes físicos e mentais 
eram considerados “inúteis" à 
sociedade, uma ameaça à pureza 
genética ariana e, portanto, 
indignos de viver. 
•Ação T4 (do alemão: Aktion T4) foi o nome 
usado após a Segunda Guerra Mundial1 para o 
programa de eutanásia da Alemanha 
nazista durante o qual médicos assassinaram 
centenas de pessoas consideradas por eles 
"incuravelmente doente, através de exame 
médico crítico". O programa ocorreu 
oficialmente de setembro de 1939. 
• Acredita-se que o programa executou 200 mil 
doentes mentais e deficientes físicos por 
medicação, fome ou câmara de gás.
Hospital psiquiátrico de Schönbrunn , 
1934. Foto do fotógrafo da SS, Franz 
Bauer 
•Haviam seis centros psiquiátricos 
de extermínio na Alemanha nazista 
•Morte com consentimento dos pais 
•Olga Benário Prestes, Centro de 
Bernburg 
•Sessões Especiais de Tratamento. 
•70.000 vítimas
• Simbolo utlizado por 
Testemunhas de Jeová 
•Estima-se que houve 10 mil 
alemães testemunhas de Jeová e 
destes 2450 mortos no 
Holocausto 
•Por razões doutrinárias 
recusam-se a participar do 
sistema nazista 
Pedra Memorial aos Triângulos roxos que sofreram •Vítimas por opção 
terror no campo de Mauthausen, Áustria.
• Foi usado para identificar os 
deficientes, os alcoólicos, os 
vagabundos e os grevistas. 
Alguns anarquistas mais 
radicais adotaram o triângulo 
negro como símbolo contra a 
repressão e de consciência 
antimilitarista e anti-autoritária.
• Berlin anos 20 
•Parágrafo 175 
•Ernst Rohm
•Magnus Hirschfeld 
• Campos de Concentração 
• 5 a 15 mil mortos (100 mil homossexuais 
perseguidos) 
•Simbologia
O triângulo preto invertido tem 
origem na Alemanha Nazista, onde 
foi usado para identificar as 
prisioneiras lésbicas e prostitutas. 
Além de mulheres de 
comportamento anti-social com 
ideais feministas, que não 
representavam a mulher 
ideal nazista. Por esse motivo é hoje 
um símbolo de consciência 
feminista. 
As Lésbicas – Mitos e verdades 
Stéphanie Arc
•Desde 1933, a imprensa nazista 
começou a acentuar que os ciganos e 
judeus eram raça estrangeira, inferior, e 
que teriam "contaminado" a Europa 
como um corpo estranho. 
• 1936 
•250 a 500 mil vitimas 
•Em novembro de 1941 lançou-se o 
slogan: "Depois dos judeus, os 
ciganos!" 
•Doença e Deficiência 
•Sem direitos civis
 Eu, Pierre Seel, deportado homossexual, Cassará 
Editora / Português: Tradução Tiago Elídio (2012) 
 http://www.slideshare.net/paulocledson/loja-manica- 
em-campo-de-concentrao-nazista 
 http://avidanofront.blogspot.com.br/2010/02/tr 
iangulos-do-holocausto.html 
 http://eduexplica2gm.blogspot.com.br/2010/0 
2/triangulos-do-holocausto.html 
 http://www.kumpaniaromai.com.br/textos/ciga 
noseoterrornazista.htm

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Comunidade & Sociedade
Comunidade & SociedadeComunidade & Sociedade
Comunidade & Sociedade
Isaquel Silva
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
Paula Tomaz
 
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Carmem Rocha
 

Mais procurados (20)

Cultura indígena
Cultura indígenaCultura indígena
Cultura indígena
 
O que é cultura?
O que é cultura?O que é cultura?
O que é cultura?
 
Aula 2 Mercado de trabalho e desigualdades - 2º Sociologia - Prof. Noe Assu...
Aula 2   Mercado de trabalho e desigualdades - 2º Sociologia - Prof. Noe Assu...Aula 2   Mercado de trabalho e desigualdades - 2º Sociologia - Prof. Noe Assu...
Aula 2 Mercado de trabalho e desigualdades - 2º Sociologia - Prof. Noe Assu...
 
Racismo no Brasil
Racismo no BrasilRacismo no Brasil
Racismo no Brasil
 
Comunidade & Sociedade
Comunidade & SociedadeComunidade & Sociedade
Comunidade & Sociedade
 
Nações indígenas no brasil
Nações indígenas no brasilNações indígenas no brasil
Nações indígenas no brasil
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
 
Identidade cultural no Mundo
Identidade cultural no MundoIdentidade cultural no Mundo
Identidade cultural no Mundo
 
A diversidade cultural do Brasil
A diversidade cultural do BrasilA diversidade cultural do Brasil
A diversidade cultural do Brasil
 
Apresentação Trabalho Análogo à escravidão
Apresentação Trabalho Análogo à escravidão Apresentação Trabalho Análogo à escravidão
Apresentação Trabalho Análogo à escravidão
 
Palestra patrimonio natural
Palestra patrimonio naturalPalestra patrimonio natural
Palestra patrimonio natural
 
Dia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência NegraDia Da Consciência Negra
Dia Da Consciência Negra
 
O negro na formação da sociedade brasileira
O negro na formação da sociedade brasileiraO negro na formação da sociedade brasileira
O negro na formação da sociedade brasileira
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii   aula 1 - Cultura e SociedadeSociologia ii   aula 1 - Cultura e Sociedade
Sociologia ii aula 1 - Cultura e Sociedade
 
Cruzadinha marx
Cruzadinha marxCruzadinha marx
Cruzadinha marx
 
O que é etnocentrismo
O que é etnocentrismoO que é etnocentrismo
O que é etnocentrismo
 
2º anos (Filosofia) Consciência
2º anos (Filosofia) Consciência2º anos (Filosofia) Consciência
2º anos (Filosofia) Consciência
 
Power Point "Racismo e Desigualdades Raciais no Brasil"
Power Point "Racismo e Desigualdades Raciais no Brasil"Power Point "Racismo e Desigualdades Raciais no Brasil"
Power Point "Racismo e Desigualdades Raciais no Brasil"
 
Etnia
EtniaEtnia
Etnia
 

Destaque

O holocausto e as bombas atômica
O holocausto e as bombas atômicaO holocausto e as bombas atômica
O holocausto e as bombas atômica
historiando
 
A pessoa com deficiência e sua relação com a história da humanidade
A pessoa com deficiência e sua relação com a história da humanidadeA pessoa com deficiência e sua relação com a história da humanidade
A pessoa com deficiência e sua relação com a história da humanidade
Rhaíssa Andrade
 
Economia - O que seria de nós s/ o Cartão de Crédito?
Economia - O que seria de nós s/ o Cartão de Crédito? Economia - O que seria de nós s/ o Cartão de Crédito?
Economia - O que seria de nós s/ o Cartão de Crédito?
Mara Godinho
 
Educação Elementar
Educação ElementarEducação Elementar
Educação Elementar
Mara Godinho
 

Destaque (20)

A Segunda Guerra Mundial
A Segunda Guerra MundialA Segunda Guerra Mundial
A Segunda Guerra Mundial
 
Os Judeus Não São Nazistas
Os Judeus Não São NazistasOs Judeus Não São Nazistas
Os Judeus Não São Nazistas
 
beer,whiskey,vodka making
beer,whiskey,vodka makingbeer,whiskey,vodka making
beer,whiskey,vodka making
 
A história se repete
A história se repeteA história se repete
A história se repete
 
O que foi o holocausto?
O que foi o holocausto?O que foi o holocausto?
O que foi o holocausto?
 
O holocausto e as bombas atômica
O holocausto e as bombas atômicaO holocausto e as bombas atômica
O holocausto e as bombas atômica
 
Antissemitismo na Alemanha
Antissemitismo na AlemanhaAntissemitismo na Alemanha
Antissemitismo na Alemanha
 
A superioridade da raça ariana
A superioridade da raça arianaA superioridade da raça ariana
A superioridade da raça ariana
 
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair AguilarDiscurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
Discurso de Adolf Hitler - Prof. Altair Aguilar
 
A pessoa com deficiência e sua relação com a história da humanidade
A pessoa com deficiência e sua relação com a história da humanidadeA pessoa com deficiência e sua relação com a história da humanidade
A pessoa com deficiência e sua relação com a história da humanidade
 
Anti semitismo
Anti semitismo Anti semitismo
Anti semitismo
 
Aldeia do colmeal
Aldeia do colmealAldeia do colmeal
Aldeia do colmeal
 
Economia - O que seria de nós s/ o Cartão de Crédito?
Economia - O que seria de nós s/ o Cartão de Crédito? Economia - O que seria de nós s/ o Cartão de Crédito?
Economia - O que seria de nós s/ o Cartão de Crédito?
 
A pac ppt
A pac pptA pac ppt
A pac ppt
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
Campos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Campos Nazista - Prof. Altair AguilarCampos Nazista - Prof. Altair Aguilar
Campos Nazista - Prof. Altair Aguilar
 
RaçA Ariana
RaçA ArianaRaçA Ariana
RaçA Ariana
 
Idologia sociologia - 1ºano
Idologia   sociologia - 1ºanoIdologia   sociologia - 1ºano
Idologia sociologia - 1ºano
 
Histórico da fitejuta
Histórico da fitejutaHistórico da fitejuta
Histórico da fitejuta
 
Educação Elementar
Educação ElementarEducação Elementar
Educação Elementar
 

Semelhante a Minorias na II guerra mundial

Holocausto
Holocausto Holocausto
Holocausto
capell18
 
Fascismo e nazismo caroline
Fascismo e nazismo carolineFascismo e nazismo caroline
Fascismo e nazismo caroline
ceufaias
 
Atentados à vida e à dignidade da vida
Atentados à vida e à dignidade da vidaAtentados à vida e à dignidade da vida
Atentados à vida e à dignidade da vida
Rafael Fernandes
 

Semelhante a Minorias na II guerra mundial (20)

Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Holocausto + Direitos Humanos
Holocausto + Direitos HumanosHolocausto + Direitos Humanos
Holocausto + Direitos Humanos
 
Livro aristides
Livro aristidesLivro aristides
Livro aristides
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
O holocausto foi a perseguição e o extermínio sistemático
O holocausto foi a perseguição e o extermínio sistemáticoO holocausto foi a perseguição e o extermínio sistemático
O holocausto foi a perseguição e o extermínio sistemático
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
As obras do Nazismo - Prof. Altair Aguilar
As obras do Nazismo - Prof. Altair AguilarAs obras do Nazismo - Prof. Altair Aguilar
As obras do Nazismo - Prof. Altair Aguilar
 
Holocausto
Holocausto Holocausto
Holocausto
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Holocausto nazi
Holocausto nazi Holocausto nazi
Holocausto nazi
 
Fascismo e nazismo caroline
Fascismo e nazismo carolineFascismo e nazismo caroline
Fascismo e nazismo caroline
 
O Nazismo
O NazismoO Nazismo
O Nazismo
 
Holocausto judaico
Holocausto judaicoHolocausto judaico
Holocausto judaico
 
Nazismo e racismo
Nazismo e racismoNazismo e racismo
Nazismo e racismo
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Atentados à vida e à dignidade da vida
Atentados à vida e à dignidade da vidaAtentados à vida e à dignidade da vida
Atentados à vida e à dignidade da vida
 
Nazismo e a história do Hitler - Trabalho Escolar.
Nazismo e a história do Hitler - Trabalho Escolar.Nazismo e a história do Hitler - Trabalho Escolar.
Nazismo e a história do Hitler - Trabalho Escolar.
 
Nazismo - 2.docx
Nazismo - 2.docxNazismo - 2.docx
Nazismo - 2.docx
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
nazismo.ppt
nazismo.pptnazismo.ppt
nazismo.ppt
 

Mais de Colégio Basic e Colégio Imperatrice

Mais de Colégio Basic e Colégio Imperatrice (20)

a era vargas (1930-1937)
a era vargas (1930-1937)a era vargas (1930-1937)
a era vargas (1930-1937)
 
Os estados unidos no século xix e imperialismo
Os estados unidos no século xix e imperialismo Os estados unidos no século xix e imperialismo
Os estados unidos no século xix e imperialismo
 
grécia - antiguidade clássica - 6ºAno
 grécia - antiguidade clássica -  6ºAno grécia - antiguidade clássica -  6ºAno
grécia - antiguidade clássica - 6ºAno
 
Ascensão do fascismo e nazismo
Ascensão do fascismo e nazismoAscensão do fascismo e nazismo
Ascensão do fascismo e nazismo
 
crise de 1929 e a grande depressão
  crise de 1929 e a grande depressão  crise de 1929 e a grande depressão
crise de 1929 e a grande depressão
 
o absolutismo na inglaterra
 o absolutismo na inglaterra o absolutismo na inglaterra
o absolutismo na inglaterra
 
O FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINI
O FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINIO FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINI
O FASCISMO NA ITÁLIA - MUSSOLINI
 
escultura surrealista
escultura surrealistaescultura surrealista
escultura surrealista
 
Filosofia 9ºano Fenomenologia de Husserl
Filosofia 9ºano  Fenomenologia de HusserlFilosofia 9ºano  Fenomenologia de Husserl
Filosofia 9ºano Fenomenologia de Husserl
 
o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)o primeiro reinado (1822-1831)
o primeiro reinado (1822-1831)
 
O CONSTRUTIVISMO RUSSO E O ABSTRACIONISMO
O CONSTRUTIVISMO RUSSO E O ABSTRACIONISMOO CONSTRUTIVISMO RUSSO E O ABSTRACIONISMO
O CONSTRUTIVISMO RUSSO E O ABSTRACIONISMO
 
Thomas Hobbes, Locke e o empirismo
 Thomas Hobbes, Locke e o empirismo Thomas Hobbes, Locke e o empirismo
Thomas Hobbes, Locke e o empirismo
 
Filosofia: o racionalismo de Espinosa
Filosofia: o racionalismo de EspinosaFilosofia: o racionalismo de Espinosa
Filosofia: o racionalismo de Espinosa
 
Filosofia: Herbert Marcuse: A Defesa do Prazer
Filosofia: Herbert Marcuse: A Defesa do PrazerFilosofia: Herbert Marcuse: A Defesa do Prazer
Filosofia: Herbert Marcuse: A Defesa do Prazer
 
a era vargas (1930-1945)
a era vargas  (1930-1945) a era vargas  (1930-1945)
a era vargas (1930-1945)
 
Sociologia:qual a sua tribo?
Sociologia:qual a sua tribo?Sociologia:qual a sua tribo?
Sociologia:qual a sua tribo?
 
história da sociologia
   história da sociologia   história da sociologia
história da sociologia
 
reformas religiosas na europa
   reformas religiosas na europa   reformas religiosas na europa
reformas religiosas na europa
 
renascimento cultural 7º ano
  renascimento cultural 7º ano  renascimento cultural 7º ano
renascimento cultural 7º ano
 
O diário de anne frank
O diário de anne frankO diário de anne frank
O diário de anne frank
 

Último

AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
LuanaAlves940822
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
anapsuls
 

Último (20)

AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 

Minorias na II guerra mundial

  • 1. Guilherme Leone 3º História HISTÓRIA CONTEMPORANEA
  • 2.  Sob o comando de Adolf Hitler, se desenvolveu na Alemanha após a Segunda Guerra Mundial um sistema político de tipo totalitário conhecido por nazismo. Os nazistas tinham pensamentos e ideias racistas, antissemitas, nacionalistas, expansionistas e anti-homossexuais. Além de odiarem comunistas, odiavam e massacravam judeus e homossexuais, em campos de concentração nazistas.
  • 3.
  • 4.  A par da perseguição e extermínio sistemático dos judeus, Hitler também fechou as Lojas maçônicas da Alemanha e jogou nos campos de concentração um grande número de maçons. Segundo ele, a Maçonaria fazia parte da conspiração mundial dos judeus para a tomada do poder e a maioria dos maçons era de origem judia.  Ligação com a cultura judaica  Acreditava que os maçons eram aliados dos judeus
  • 5. Além do código das cores , alguns subgrupos tinham o complemento de uma letra localizada no centro do triângulo, para especificar prefixo do país de origem do prisioneiro, por exemplo: B para belgas. F para franceses. I para italianos. P para polacos. S para espanhóis. T para tchecos. U para húngaros.
  • 6. • Os deficientes físicos e mentais eram considerados “inúteis" à sociedade, uma ameaça à pureza genética ariana e, portanto, indignos de viver. •Ação T4 (do alemão: Aktion T4) foi o nome usado após a Segunda Guerra Mundial1 para o programa de eutanásia da Alemanha nazista durante o qual médicos assassinaram centenas de pessoas consideradas por eles "incuravelmente doente, através de exame médico crítico". O programa ocorreu oficialmente de setembro de 1939. • Acredita-se que o programa executou 200 mil doentes mentais e deficientes físicos por medicação, fome ou câmara de gás.
  • 7. Hospital psiquiátrico de Schönbrunn , 1934. Foto do fotógrafo da SS, Franz Bauer •Haviam seis centros psiquiátricos de extermínio na Alemanha nazista •Morte com consentimento dos pais •Olga Benário Prestes, Centro de Bernburg •Sessões Especiais de Tratamento. •70.000 vítimas
  • 8. • Simbolo utlizado por Testemunhas de Jeová •Estima-se que houve 10 mil alemães testemunhas de Jeová e destes 2450 mortos no Holocausto •Por razões doutrinárias recusam-se a participar do sistema nazista Pedra Memorial aos Triângulos roxos que sofreram •Vítimas por opção terror no campo de Mauthausen, Áustria.
  • 9.
  • 10.
  • 11. • Foi usado para identificar os deficientes, os alcoólicos, os vagabundos e os grevistas. Alguns anarquistas mais radicais adotaram o triângulo negro como símbolo contra a repressão e de consciência antimilitarista e anti-autoritária.
  • 12. • Berlin anos 20 •Parágrafo 175 •Ernst Rohm
  • 13. •Magnus Hirschfeld • Campos de Concentração • 5 a 15 mil mortos (100 mil homossexuais perseguidos) •Simbologia
  • 14. O triângulo preto invertido tem origem na Alemanha Nazista, onde foi usado para identificar as prisioneiras lésbicas e prostitutas. Além de mulheres de comportamento anti-social com ideais feministas, que não representavam a mulher ideal nazista. Por esse motivo é hoje um símbolo de consciência feminista. As Lésbicas – Mitos e verdades Stéphanie Arc
  • 15. •Desde 1933, a imprensa nazista começou a acentuar que os ciganos e judeus eram raça estrangeira, inferior, e que teriam "contaminado" a Europa como um corpo estranho. • 1936 •250 a 500 mil vitimas •Em novembro de 1941 lançou-se o slogan: "Depois dos judeus, os ciganos!" •Doença e Deficiência •Sem direitos civis
  • 16.  Eu, Pierre Seel, deportado homossexual, Cassará Editora / Português: Tradução Tiago Elídio (2012)  http://www.slideshare.net/paulocledson/loja-manica- em-campo-de-concentrao-nazista  http://avidanofront.blogspot.com.br/2010/02/tr iangulos-do-holocausto.html  http://eduexplica2gm.blogspot.com.br/2010/0 2/triangulos-do-holocausto.html  http://www.kumpaniaromai.com.br/textos/ciga noseoterrornazista.htm