SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
COLÉGIO ESTADUAL APLICAÇÃO ANISIO TEIXEIRA
ALESSANDRA FERREIRA
3º ANO BV
TRABALHO DE FILOSOFIA
NAZISMO
Salvador
2021
Nazismo
Águia e suástica nazista gravadas em uma capa de livro
Corrente política surgida na Alemanha no final da década de 1910 e início da década de
1920, o nazismo foi uma das principais expressões do fascismo europeu durante o período
entre guerras. Tendo como principal liderança o ex-cabo do exército alemão na I Guerra
Mundial, Adolf Hitler, o nazismo construiu um Estado totalitário na Alemanha na década de
1930, sendo esse fato o principal motivo de eclosão da II Guerra Mundial.
O nazismo, como uma das expressões do fascismo, também se caracterizou
pelo nacionalismo, que colocava os interesses da nação como primordiais; pelo militarismo,
radicando na ação militar a solução para os problemas econômicos e sociais do país,
principalmente a garantia da estabilidade da ordem social; pelo autoritarismo, restringindo
a participação política e centrando o poder na figura de um líder; pelo anticomunismo,
apontando os comunistas como responsáveis pelos problemas sociais; e pelo idealismo e
romantismo, estimulando a irracionalidade como meio de adesão às propostas políticas de
solução dos problemas nacionais.
O partido nazista originou-se a partir da Liga de Combate Alemã para a Destruição da
Escravidão do Juro, formada em 1917. Em 1920, Hitler já havia se aproximado dessa
organização, que alterou seu nome para Partido Nacional-Socialista Alemão dos
Trabalhadores (NASPD). As iniciais do termo nacional-socialismo em língua alemã
originaram o termo nazi, adotado pelo partido.
Após o fim da I Guerra Mundial havia se formado na Alemanha a República de Weimar,
caracterizada principalmente por uma profunda crise econômica e social, decorrente
principalmente dos termos do Tratado de Versalhes, que impunham pesadas indenizações
de guerra à Alemanha. Buscando a seu modo resolver essa crise, houve uma primeira
tentativa de tomada do poder de Estado pelos nazistas em 1923, em Munique. A ação foi
um fracasso, resultando na prisão de seus membros. Na prisão, Adolf Hitler escreveu o
livro Mein Kampf (Minha Vida), publicado em 1925, que continha os principais ideais do
nazismo.
Dentre suas afirmações, Hitler apontava também a democracia liberal como um dos fatores
responsáveis pela crise socioeconômica alemã. A tomada do poder de Estado se justificaria
para construir uma nova sociedade, mais coesa e de harmonia entre as classes sociais. O
caminho para a tomada do poder passaria pela organização de grupos militares, milícias e
exército. O nazismo, como os demais fascismos, pretendia assim utilizar da revolta contra
a situação socioeconômica para a manutenção da ordem capitalista. O anticomunismo
nazista indicava que o objetivo não era a formação de uma sociedade constituída por um
igualitarismo, mas uma sociedade capitalista rigidamente hierarquizada e unida. Essa
perspectiva explicou o fato de os nazistas conseguirem angariar apoio político e financeiro
de inúmeros industriais e demais capitalistas alemães para concretizar seu projeto de
poder.
O nazismo, por outro lado, destacava-se dos demais fascismos por seu caráter racista.
Afirmando existir uma raça superior, formada pelos chamados arianos, constituída por
povos do norte da Europa e identificados nos povos germânicos, Hitler apontava a
necessidade de excluir da sociedade os judeus, considerados responsáveis pelos
problemas alemães e pelo comunismo, e também homossexuais e ciganos. Em relação
aos povos do leste da Europa, principalmente os eslavos, Hitler pretendia transformá-los
em escravos por serem considerados sub-homens.
A escravização dos eslavos era afirmada ainda pela política do espaço vital, que consistia
na expansão dos territórios alemães para o leste da Europa, e foi o que motivou o início da
II Guerra Mundial. Mas antes é preciso saber um pouco mais sobre a ascensão do nazismo.
Após sair da cadeia, Hitler e os demais membros do partido passaram a organizar milícias
de enfrentamento de rua, principalmente contra os comunistas, denominadas SA, as tropas
de assalto nazistas, chefiadas por Ernst Röhm. Além da SA, os nazistas formaram ainda a
Gestapo, a polícia política, e as SS, a tropa de proteção de Hitler, que foi usada para
eliminar inclusive os opositores internos do partido, organizados principalmente nas SA, em
um evento conhecido como Noite dos Longos Punhais. Seu principal líder foi Heinrich
Himmler.
A força política dos nazistas começou a crescer principalmente no final da década de 1920,
contribuindo para isso a Crise econômica de 1929. Apontando medidas de defesa da
economia nacional como caminho para a saída da crise, os nazistas conseguiram a maioria
das cadeiras do parlamento nas eleições de 1932, iniciando a ascensão nazista no poder.
No mesmo ano, Hitler foi nomeado chanceler da Alemanha. O Reichstag, parlamento
alemão, foi incendiado pelos nazistas e serviu de argumento para Hitler eliminar
paulatinamente a oposição política. Em 1933, Hitler anunciou a criação do Terceiro Reich.
Em agosto de 1934, passou a adotar o título de Führer.
Para a ascensão ao poder e pela manutenção de um Estado totalitário, os nazistas
utilizaram de uma extensa máquina de propaganda, comandada por Joseph Goebbels, que
consistia na utilização do teatro, do cinema, do rádio, do teatro e da literatura para a difusão
da ideologia nazista.
O poder total aos nazistas abriu caminho para a militarização da sociedade, para o
desenvolvimento da indústria bélica e dos demais ramos econômicos. Guetos e campos de
concentração foram criados para isolar os judeus, tanto na Alemanha quanto nos territórios
conquistados após o início da expansão territorial a partir de 1939. A ação nazista resultou
no extermínio de milhões de pessoas, notadamente no holocausto judeu e nas ações
bélicas no leste europeu.
Adolf Hitler
Adolf Hitler foi o líder do nazismo e ditador da Alemanha entre 1933 e 1945. Nascido na
Áustria, Hitler abraçou o antissemitismo e o extremismo de direita durante sua juventude e
tornou-se um dos expoentes mais expressivos dessas ideologias na Alemanha da década
de 1920. Assumiu o controle do Partido Nazista e ascendeu ao poder alemão em 1933.
O fracasso na carreira de artista e a derrota alemã na Primeira Guerra tornaram Hitler uma
pessoa amarga. Uma vez como líder do nazismo e primeiro-ministro alemão, ele impôs um
regime totalitário, perseguindo judeus, realizando uma política de eugenia na sociedade e
preparando seu país para a guerra. Cometeu suicídio em 1945.
Acesse também: O nazismo era de esquerda ou direita?
Juventude
Adolf Hitler, nascido em 1889, tornou-se o líder do
nazismo e foi ditador da Alemanha de 1933 a 1945.[1]
Adolf Hitler nasceu em Braunau am Inn, na Áustria, no
dia 20 de abril de 1889. Seu pai chamava-
se Alois Hitler (chamado Alois Shicklgruber até 1876) e
era um inspetor alfandegário que possuía uma condição
financeira respeitável e que havia sido o primeiro membro
de toda a sua família a conseguir uma ascensão social
significativa.
Sua mãe era Klara Pölzl, uma mulher que tinha sido
contratada por Alois Hitler como criada em 1876. Quando
a segunda esposa de Alois faleceu, ele e Klara
envolveram-se, fazendo dela a sua terceira esposa.
Desse casamento nasceram seis filhos, mas somente
dois sobreviveram à infância. Hitler foi o primeiro dos filhos
de Klara a conseguir esse feito.
A boa condição financeira, no entanto, não representou harmonia familiar, sobretudo
porque Alois tinha um humor muito explosivo. A relação de Hitler com a mãe era amorosa,
e os registros de Hitler comprovam esse carinho. Ambos os pais faleceram quando ele era
um adolescente: Alois, em 1903, e Klara, em 1907.
A relação de Hitler com seu pai nunca foi boa porque Hitler desejava seguir carreira de
artista, enquanto seu pai desprezava essa profissão, desejando que seu filho seguisse a
mesma carreira que ele, a de inspetor alfandegário. Com a morte de seu pai, Hitler
abandonou os estudos em 1905 e viveu, até 1907, no que definiu o historiador Ian Kershaw
como “ociosidade parasítica”.
Derrota na guerra e morte de Hitler
Em 1945, a Alemanha foi derrotada. Pouco a pouco, tropas soviéticas a leste, e britânicas
e norte-americanas, a oeste, cercaram e encurralaram os soldados alemães. Em abril de
1945, a capital, Berlim, foi cercada e invadida por soldados soviéticos. Nesse momento,
Hitler já estava escondido em seu bunker subterrâneo com membros da cúpula nazista.
O ditador recebeu orientações para fugir, mas ele não aceitou essa hipótese. Em 29 de
abril, ele se casou com sua companheira de muitos anos, Eva Braun, e, no dia seguinte, os
dois cometeram suicídio. Sua esposa ingeriu ácido cianídrico, e o líder do nazismo matou-
se com um tiro no crânio. Terminava a vida do homem que arrastou o mundo para o caos.
Notas
|1| KERSHAW, Ian. Hitler. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. p. 44.
PINTO, Tales dos Santos. "O que é nazismo?"; Brasil Escola. Disponível em:
https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/historia/o-que-e-nazismo.htm. Acesso em 28 de
setembro de 2021.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a O que é nazismo? Origem, ideias e ascensão de Hitler ao poder na Alemanha

Semelhante a O que é nazismo? Origem, ideias e ascensão de Hitler ao poder na Alemanha (20)

Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
.
..
.
 
Hitler
HitlerHitler
Hitler
 
Hitler
HitlerHitler
Hitler
 
Projeto atrás dos fatos - Direitos Humanos, Cidadania e Democracia
Projeto atrás dos fatos - Direitos Humanos, Cidadania e DemocraciaProjeto atrás dos fatos - Direitos Humanos, Cidadania e Democracia
Projeto atrás dos fatos - Direitos Humanos, Cidadania e Democracia
 
Como surgiram e se consolidaram os regimes fascistas
Como surgiram e se consolidaram os regimes fascistasComo surgiram e se consolidaram os regimes fascistas
Como surgiram e se consolidaram os regimes fascistas
 
.
..
.
 
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - TrabalhoSegunda Guerra Mundial - Trabalho
Segunda Guerra Mundial - Trabalho
 
.
..
.
 
Governos totalitários
Governos totalitáriosGovernos totalitários
Governos totalitários
 
Nazismo e racismo
Nazismo e racismoNazismo e racismo
Nazismo e racismo
 
História
HistóriaHistória
História
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Slide totalitarismo
Slide totalitarismoSlide totalitarismo
Slide totalitarismo
 
Hitler - Prof. Altair Aguilar
Hitler - Prof. Altair AguilarHitler - Prof. Altair Aguilar
Hitler - Prof. Altair Aguilar
 
Nazismo alemão
Nazismo alemãoNazismo alemão
Nazismo alemão
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Graziella e Juliana 9°b
Graziella e Juliana 9°bGraziella e Juliana 9°b
Graziella e Juliana 9°b
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 

O que é nazismo? Origem, ideias e ascensão de Hitler ao poder na Alemanha

  • 1. COLÉGIO ESTADUAL APLICAÇÃO ANISIO TEIXEIRA ALESSANDRA FERREIRA 3º ANO BV TRABALHO DE FILOSOFIA NAZISMO Salvador 2021
  • 2. Nazismo Águia e suástica nazista gravadas em uma capa de livro Corrente política surgida na Alemanha no final da década de 1910 e início da década de 1920, o nazismo foi uma das principais expressões do fascismo europeu durante o período entre guerras. Tendo como principal liderança o ex-cabo do exército alemão na I Guerra Mundial, Adolf Hitler, o nazismo construiu um Estado totalitário na Alemanha na década de 1930, sendo esse fato o principal motivo de eclosão da II Guerra Mundial. O nazismo, como uma das expressões do fascismo, também se caracterizou pelo nacionalismo, que colocava os interesses da nação como primordiais; pelo militarismo, radicando na ação militar a solução para os problemas econômicos e sociais do país, principalmente a garantia da estabilidade da ordem social; pelo autoritarismo, restringindo a participação política e centrando o poder na figura de um líder; pelo anticomunismo, apontando os comunistas como responsáveis pelos problemas sociais; e pelo idealismo e romantismo, estimulando a irracionalidade como meio de adesão às propostas políticas de solução dos problemas nacionais. O partido nazista originou-se a partir da Liga de Combate Alemã para a Destruição da Escravidão do Juro, formada em 1917. Em 1920, Hitler já havia se aproximado dessa organização, que alterou seu nome para Partido Nacional-Socialista Alemão dos Trabalhadores (NASPD). As iniciais do termo nacional-socialismo em língua alemã originaram o termo nazi, adotado pelo partido. Após o fim da I Guerra Mundial havia se formado na Alemanha a República de Weimar, caracterizada principalmente por uma profunda crise econômica e social, decorrente principalmente dos termos do Tratado de Versalhes, que impunham pesadas indenizações de guerra à Alemanha. Buscando a seu modo resolver essa crise, houve uma primeira tentativa de tomada do poder de Estado pelos nazistas em 1923, em Munique. A ação foi um fracasso, resultando na prisão de seus membros. Na prisão, Adolf Hitler escreveu o livro Mein Kampf (Minha Vida), publicado em 1925, que continha os principais ideais do nazismo. Dentre suas afirmações, Hitler apontava também a democracia liberal como um dos fatores responsáveis pela crise socioeconômica alemã. A tomada do poder de Estado se justificaria para construir uma nova sociedade, mais coesa e de harmonia entre as classes sociais. O caminho para a tomada do poder passaria pela organização de grupos militares, milícias e exército. O nazismo, como os demais fascismos, pretendia assim utilizar da revolta contra a situação socioeconômica para a manutenção da ordem capitalista. O anticomunismo nazista indicava que o objetivo não era a formação de uma sociedade constituída por um igualitarismo, mas uma sociedade capitalista rigidamente hierarquizada e unida. Essa perspectiva explicou o fato de os nazistas conseguirem angariar apoio político e financeiro
  • 3. de inúmeros industriais e demais capitalistas alemães para concretizar seu projeto de poder. O nazismo, por outro lado, destacava-se dos demais fascismos por seu caráter racista. Afirmando existir uma raça superior, formada pelos chamados arianos, constituída por povos do norte da Europa e identificados nos povos germânicos, Hitler apontava a necessidade de excluir da sociedade os judeus, considerados responsáveis pelos problemas alemães e pelo comunismo, e também homossexuais e ciganos. Em relação aos povos do leste da Europa, principalmente os eslavos, Hitler pretendia transformá-los em escravos por serem considerados sub-homens. A escravização dos eslavos era afirmada ainda pela política do espaço vital, que consistia na expansão dos territórios alemães para o leste da Europa, e foi o que motivou o início da II Guerra Mundial. Mas antes é preciso saber um pouco mais sobre a ascensão do nazismo. Após sair da cadeia, Hitler e os demais membros do partido passaram a organizar milícias de enfrentamento de rua, principalmente contra os comunistas, denominadas SA, as tropas de assalto nazistas, chefiadas por Ernst Röhm. Além da SA, os nazistas formaram ainda a Gestapo, a polícia política, e as SS, a tropa de proteção de Hitler, que foi usada para eliminar inclusive os opositores internos do partido, organizados principalmente nas SA, em um evento conhecido como Noite dos Longos Punhais. Seu principal líder foi Heinrich Himmler. A força política dos nazistas começou a crescer principalmente no final da década de 1920, contribuindo para isso a Crise econômica de 1929. Apontando medidas de defesa da economia nacional como caminho para a saída da crise, os nazistas conseguiram a maioria das cadeiras do parlamento nas eleições de 1932, iniciando a ascensão nazista no poder. No mesmo ano, Hitler foi nomeado chanceler da Alemanha. O Reichstag, parlamento alemão, foi incendiado pelos nazistas e serviu de argumento para Hitler eliminar paulatinamente a oposição política. Em 1933, Hitler anunciou a criação do Terceiro Reich. Em agosto de 1934, passou a adotar o título de Führer. Para a ascensão ao poder e pela manutenção de um Estado totalitário, os nazistas utilizaram de uma extensa máquina de propaganda, comandada por Joseph Goebbels, que consistia na utilização do teatro, do cinema, do rádio, do teatro e da literatura para a difusão da ideologia nazista. O poder total aos nazistas abriu caminho para a militarização da sociedade, para o desenvolvimento da indústria bélica e dos demais ramos econômicos. Guetos e campos de concentração foram criados para isolar os judeus, tanto na Alemanha quanto nos territórios conquistados após o início da expansão territorial a partir de 1939. A ação nazista resultou no extermínio de milhões de pessoas, notadamente no holocausto judeu e nas ações bélicas no leste europeu. Adolf Hitler Adolf Hitler foi o líder do nazismo e ditador da Alemanha entre 1933 e 1945. Nascido na Áustria, Hitler abraçou o antissemitismo e o extremismo de direita durante sua juventude e tornou-se um dos expoentes mais expressivos dessas ideologias na Alemanha da década de 1920. Assumiu o controle do Partido Nazista e ascendeu ao poder alemão em 1933. O fracasso na carreira de artista e a derrota alemã na Primeira Guerra tornaram Hitler uma pessoa amarga. Uma vez como líder do nazismo e primeiro-ministro alemão, ele impôs um regime totalitário, perseguindo judeus, realizando uma política de eugenia na sociedade e preparando seu país para a guerra. Cometeu suicídio em 1945.
  • 4. Acesse também: O nazismo era de esquerda ou direita? Juventude Adolf Hitler, nascido em 1889, tornou-se o líder do nazismo e foi ditador da Alemanha de 1933 a 1945.[1] Adolf Hitler nasceu em Braunau am Inn, na Áustria, no dia 20 de abril de 1889. Seu pai chamava- se Alois Hitler (chamado Alois Shicklgruber até 1876) e era um inspetor alfandegário que possuía uma condição financeira respeitável e que havia sido o primeiro membro de toda a sua família a conseguir uma ascensão social significativa. Sua mãe era Klara Pölzl, uma mulher que tinha sido contratada por Alois Hitler como criada em 1876. Quando a segunda esposa de Alois faleceu, ele e Klara envolveram-se, fazendo dela a sua terceira esposa. Desse casamento nasceram seis filhos, mas somente dois sobreviveram à infância. Hitler foi o primeiro dos filhos de Klara a conseguir esse feito. A boa condição financeira, no entanto, não representou harmonia familiar, sobretudo porque Alois tinha um humor muito explosivo. A relação de Hitler com a mãe era amorosa, e os registros de Hitler comprovam esse carinho. Ambos os pais faleceram quando ele era um adolescente: Alois, em 1903, e Klara, em 1907. A relação de Hitler com seu pai nunca foi boa porque Hitler desejava seguir carreira de artista, enquanto seu pai desprezava essa profissão, desejando que seu filho seguisse a mesma carreira que ele, a de inspetor alfandegário. Com a morte de seu pai, Hitler abandonou os estudos em 1905 e viveu, até 1907, no que definiu o historiador Ian Kershaw como “ociosidade parasítica”. Derrota na guerra e morte de Hitler Em 1945, a Alemanha foi derrotada. Pouco a pouco, tropas soviéticas a leste, e britânicas e norte-americanas, a oeste, cercaram e encurralaram os soldados alemães. Em abril de 1945, a capital, Berlim, foi cercada e invadida por soldados soviéticos. Nesse momento, Hitler já estava escondido em seu bunker subterrâneo com membros da cúpula nazista. O ditador recebeu orientações para fugir, mas ele não aceitou essa hipótese. Em 29 de abril, ele se casou com sua companheira de muitos anos, Eva Braun, e, no dia seguinte, os dois cometeram suicídio. Sua esposa ingeriu ácido cianídrico, e o líder do nazismo matou- se com um tiro no crânio. Terminava a vida do homem que arrastou o mundo para o caos. Notas |1| KERSHAW, Ian. Hitler. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. p. 44. PINTO, Tales dos Santos. "O que é nazismo?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/historia/o-que-e-nazismo.htm. Acesso em 28 de setembro de 2021.