SlideShare uma empresa Scribd logo
Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF)
Sustentabilidade do agronegócio com preservação ambiental
1
SígliaReginaSouza/Embrapa
O que é Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF)?
Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), ou
Agrossilvipastoril, é um modelo de produção agrícola
sustentável que permite a produção de grãos, a
criação de gado e o manejo de florestas
plantadas em uma mesma propriedade rural, de
modo complementar e contínuo.
2
SígliaReginaSouza/Embrapa
Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF)
Lavoura: cultivo agrícola e/ou
fibras.
Pecuária: criação de gado para
produção de carne ou leite.
Floresta plantada: produção
de madeira, fibras e energia.
Única propriedade
3
GabrielR.Faria/Embrapa
RudsonVieira/Cenibra
JoãoCostaJr/Embrapa
GleisonRezende/BSC
Integração Lavoura-Pecuária-Floresta
• Promover a mudança do sistema de uso do solo;
• Aumentar o índice de produtividade nos três sistemas: Lavoura,
Pecuária e Floresta;
• Melhorar de forma sustentável a produtividade e a qualidade dos
produtos;
• Recuperar áreas degradadas ou desmatadas com atividades produtivas;
• Contribuir para a manutenção das Áreas de Preservação Permanente e
de Reserva Legal;
• Criar um sistema ininterrupto de produção;
• Aumentar a renda das atividades agropecuárias;
• Melhorar a sustentabilidade socioeconômica e ambiental das
propriedades.
• Aumentar os estoques de carbono na pecuária brasileira (cultivo de
árvores)
4
ErnandesAncântara/Veracel
Sustentabilidade na ILPF
Ecologicamente
correta
• Melhoria da forma de uso da
terra, produzindo mais e
melhor de maneira sustentável
através da biodiversidade.
Economicamente
viável
• Praticado de acordo com o perfil
e os objetivos do produtor rural.
• Diversifica as atividades de uma
mesma propriedade,
aumentando a renda das
produções agropecuárias e
gerando estabilidade de lucros.
Socialmente
justa
• Oportunidade de diversificar a
produção e agregar valor a
qualquer tamanho de
propriedade.
• Sistema adaptável conforme as
condições que cada proprietário
rural tem para cultivar.
5
Benefícios ambientais
Redução da necessidade de novas áreas para cultivo de gado e
produção de grãos.
Melhor utilização dos recursos naturais pela sinergia e forma
complementar de uso da terra entre os componentes vegetais e
animais;
Conservação permanente do solo e da água.
Aumento do bem-estar animal, em decorrência do maior conforto
térmico oferecido pelas árvores plantadas.
Melhor utilização dos recursos naturais pela complementaridade e
sinergia entre os componentes vegetais e animais;
Diminuição do efeito estufa devido a alta capacidade de sequestro
de carbono com o aumento da área de florestas plantadas.
Promoção da biodiversidade.
6
PauloKurtz/Embrapa
Benefícios produtivos
Diversificação da atividade na propriedade.
Produção contínua com máximo aproveitamento do solo.
Redução da sazonalidade de produção.
Aumento da oferta de alimentos seguros e matéria-prima de base
florestal.
Garantia de abastecimento nos três setores simultaneamente.
Melhor aproveitamento dos recursos naturais, humanos e
materiais.
Aproveitamento máximo no uso de máquinas, equipamentos e
mão de obra;
Redução dos impactos ao meio ambiente.
7
RonaldoRosa/Embrapa
Benefícios econômicos
Aumento de renda dos empreendimentos rurais com
atividades complementares.
Aproveitamento econômico do solo durante todo o ano.
Valorização do potencial de negócio das propriedades de
pequeno e médio porte.
Aumento do fluxo de caixa com produtividade contínua.
Redução de riscos nas atividades comerciais.
Geração de emprego e renda.
Melhoria da qualidade de vida do produtor.
8
GleisonRezende/BSC
Passo a passo da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta:
Diagnóstico da Propriedade
Análise das condições físicas
e de infraestrutura da
propriedade, estudo das
condições climáticas da
região e do solo.
Estudo de Mercado
Levantamento de demandas
da região, tipo de pecuária,
culturas agrícolas, espécies
florestais e se há mercado
de madeira para uso nobre
ou para produção da carvão.
Definição de Parcerias
Pesquisa sobre as empresas
que oferecem parcerias,
assistência técnica e
financiamento.
9
O eucalipto é uma das espécies de árvores mais utilizadas na ILPF devido ao
seu crescimento rápido e a sua disposição de copa que permite a insolação
para as culturas agrícolas e pastagens.
É uma estratégia de aproveitamento de áreas marginais que beneficia tanto
a produção de grãos quanto a criação de gado.
Promove a inclusão dos produtores nos Programas de Fomento, iniciativa
que oferece assistência técnica e garantia da compra da matéria-prima
produzida pelo setor de base florestal.
Favorece a conservação do solo e água, garantindo a qualidade dos recursos
naturais para as atividades agrícola e pecuária.
Possibilita a manutenção e reconstituição da cobertura florestal e recupera
áreas degradadas.
Floresta Plantada na Integração Lavoura-Pecuária-Floresta
10
SígliaReginaSouza/Embrapa

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistemas Agroflorestais - SAFS
Sistemas Agroflorestais - SAFSSistemas Agroflorestais - SAFS
Sistemas Agroflorestais - SAFS
Guillermo Enrique Guedes Scheel
 
6 viveiros-florestais
6 viveiros-florestais6 viveiros-florestais
6 viveiros-florestais
fenelon medellll
 
Sistemas agroflorestal ( safs )
Sistemas agroflorestal ( safs )Sistemas agroflorestal ( safs )
Sistemas agroflorestal ( safs )
Murphy Cooper
 
Viveiricultura
Viveiricultura Viveiricultura
Viveiricultura
Amanda Letícia
 
Extensão rural
Extensão ruralExtensão rural
Forragicultura aula1
Forragicultura aula1Forragicultura aula1
Forragicultura aula1
Natália A Koritiaki
 
aulas de friticultura
aulas de friticulturaaulas de friticultura
aulas de friticultura
Lafaiete Sousa
 
A importância da integração lavoura-pecuária com plantio direto na estratégia...
A importância da integração lavoura-pecuária com plantio direto na estratégia...A importância da integração lavoura-pecuária com plantio direto na estratégia...
A importância da integração lavoura-pecuária com plantio direto na estratégia...
FAO
 
Apostila de silvicultura
Apostila de silviculturaApostila de silvicultura
Apostila de silvicultura
Sidney de Mesquita
 
Sistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestaisSistemas agroflorestais
MORFOLOGIA E FISIOLOGIA DO ALGODOEIRO
MORFOLOGIA E FISIOLOGIA DO ALGODOEIROMORFOLOGIA E FISIOLOGIA DO ALGODOEIRO
MORFOLOGIA E FISIOLOGIA DO ALGODOEIRO
Geagra UFG
 
Plantas Daninhas na cultura do Algodoeiro
Plantas Daninhas na cultura do AlgodoeiroPlantas Daninhas na cultura do Algodoeiro
Plantas Daninhas na cultura do Algodoeiro
Geagra UFG
 
AdubaçãO De Pastagens
AdubaçãO De PastagensAdubaçãO De Pastagens
AdubaçãO De Pastagens
João Alberto Teló
 
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCAApresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Marcos Fontes
 
Cultivo do tomate orgânico (Olericultura)
Cultivo do tomate orgânico (Olericultura)Cultivo do tomate orgânico (Olericultura)
Cultivo do tomate orgânico (Olericultura)
Ariana Francielle
 
Apostila agricultura geral
Apostila agricultura geralApostila agricultura geral
Apostila agricultura geral
Luiz Oliveira
 
Implantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do FeijãoImplantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do Feijão
Killer Max
 
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃOINTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
Geagra UFG
 
Integração lavoura pecuária -2ª aula
Integração lavoura pecuária -2ª aulaIntegração lavoura pecuária -2ª aula
Integração lavoura pecuária -2ª aula
Lcfsouza
 
Café do plantio a colheita
Café do plantio a colheitaCafé do plantio a colheita
Café do plantio a colheita
GETA - UFG
 

Mais procurados (20)

Sistemas Agroflorestais - SAFS
Sistemas Agroflorestais - SAFSSistemas Agroflorestais - SAFS
Sistemas Agroflorestais - SAFS
 
6 viveiros-florestais
6 viveiros-florestais6 viveiros-florestais
6 viveiros-florestais
 
Sistemas agroflorestal ( safs )
Sistemas agroflorestal ( safs )Sistemas agroflorestal ( safs )
Sistemas agroflorestal ( safs )
 
Viveiricultura
Viveiricultura Viveiricultura
Viveiricultura
 
Extensão rural
Extensão ruralExtensão rural
Extensão rural
 
Forragicultura aula1
Forragicultura aula1Forragicultura aula1
Forragicultura aula1
 
aulas de friticultura
aulas de friticulturaaulas de friticultura
aulas de friticultura
 
A importância da integração lavoura-pecuária com plantio direto na estratégia...
A importância da integração lavoura-pecuária com plantio direto na estratégia...A importância da integração lavoura-pecuária com plantio direto na estratégia...
A importância da integração lavoura-pecuária com plantio direto na estratégia...
 
Apostila de silvicultura
Apostila de silviculturaApostila de silvicultura
Apostila de silvicultura
 
Sistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestaisSistemas agroflorestais
Sistemas agroflorestais
 
MORFOLOGIA E FISIOLOGIA DO ALGODOEIRO
MORFOLOGIA E FISIOLOGIA DO ALGODOEIROMORFOLOGIA E FISIOLOGIA DO ALGODOEIRO
MORFOLOGIA E FISIOLOGIA DO ALGODOEIRO
 
Plantas Daninhas na cultura do Algodoeiro
Plantas Daninhas na cultura do AlgodoeiroPlantas Daninhas na cultura do Algodoeiro
Plantas Daninhas na cultura do Algodoeiro
 
AdubaçãO De Pastagens
AdubaçãO De PastagensAdubaçãO De Pastagens
AdubaçãO De Pastagens
 
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCAApresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
Apresentação Culturas Anuais Caxias - MA, MILHO, ARROZ, FEIJÃO E MANDIOCA
 
Cultivo do tomate orgânico (Olericultura)
Cultivo do tomate orgânico (Olericultura)Cultivo do tomate orgânico (Olericultura)
Cultivo do tomate orgânico (Olericultura)
 
Apostila agricultura geral
Apostila agricultura geralApostila agricultura geral
Apostila agricultura geral
 
Implantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do FeijãoImplantação da Cultura do Feijão
Implantação da Cultura do Feijão
 
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃOINTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
INTRODUÇÃO À CULTURA DO FEIJÃO
 
Integração lavoura pecuária -2ª aula
Integração lavoura pecuária -2ª aulaIntegração lavoura pecuária -2ª aula
Integração lavoura pecuária -2ª aula
 
Café do plantio a colheita
Café do plantio a colheitaCafé do plantio a colheita
Café do plantio a colheita
 

Destaque

[Palestra] José Luís Coelho: Fazenda Santa Brígida - ILPF
[Palestra] José Luís Coelho: Fazenda Santa Brígida - ILPF [Palestra] José Luís Coelho: Fazenda Santa Brígida - ILPF
[Palestra] José Luís Coelho: Fazenda Santa Brígida - ILPF
AgroTalento
 
Árvores Plantadas que movimentam o setor de base florestal
Árvores Plantadas que movimentam o setor de base florestal Árvores Plantadas que movimentam o setor de base florestal
Árvores Plantadas que movimentam o setor de base florestal
Ibá – Indústria Brasileira de Árvores
 
Terras para estrangeiros
Terras para estrangeiros Terras para estrangeiros
Certificação Florestal - Responsabilidade e conduta sustentável no setor de á...
Certificação Florestal - Responsabilidade e conduta sustentável no setor de á...Certificação Florestal - Responsabilidade e conduta sustentável no setor de á...
Certificação Florestal - Responsabilidade e conduta sustentável no setor de á...
Ibá – Indústria Brasileira de Árvores
 
Economia circular
Economia circular Economia circular
Estrategia ilpf embrapa_florestas_moa_e_porfa
Estrategia ilpf embrapa_florestas_moa_e_porfaEstrategia ilpf embrapa_florestas_moa_e_porfa
Estrategia ilpf embrapa_florestas_moa_e_porfa
Moacir Medrado
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Fomento Florestal - Benefício compartilhado para empresas e produtores
Fomento Florestal - Benefício compartilhado para empresas e produtores Fomento Florestal - Benefício compartilhado para empresas e produtores
Fomento Florestal - Benefício compartilhado para empresas e produtores
Ibá – Indústria Brasileira de Árvores
 
Dia 3 - Simpósio 2 - Estratégias de mitigação a mudanças climáticas baseadas...
Dia 3 - Simpósio 2 -  Estratégias de mitigação a mudanças climáticas baseadas...Dia 3 - Simpósio 2 -  Estratégias de mitigação a mudanças climáticas baseadas...
Dia 3 - Simpósio 2 - Estratégias de mitigação a mudanças climáticas baseadas...
cbsaf
 
Prg aula 2 circular técnica embrapa recuperação de pastagens degradadas
Prg aula 2   circular técnica embrapa recuperação de pastagens degradadasPrg aula 2   circular técnica embrapa recuperação de pastagens degradadas
Prg aula 2 circular técnica embrapa recuperação de pastagens degradadas
Carol Castro
 
As árvores em favor do solo
As árvores em favor do soloAs árvores em favor do solo
As árvores em favor do solo
Ibá – Indústria Brasileira de Árvores
 
Código florestal e Cadastro Ambiental Rural (CAR)
Código florestal e Cadastro Ambiental Rural (CAR)Código florestal e Cadastro Ambiental Rural (CAR)
Código florestal e Cadastro Ambiental Rural (CAR)
Ibá – Indústria Brasileira de Árvores
 
Árvores Plantadas - do plantio ao consumidor final // Planted Trees - from pl...
Árvores Plantadas - do plantio ao consumidor final // Planted Trees - from pl...Árvores Plantadas - do plantio ao consumidor final // Planted Trees - from pl...
Árvores Plantadas - do plantio ao consumidor final // Planted Trees - from pl...
Ibá – Indústria Brasileira de Árvores
 
Doença metabólica em ruminantes - TIMPANISMO
Doença metabólica em ruminantes - TIMPANISMODoença metabólica em ruminantes - TIMPANISMO
Doença metabólica em ruminantes - TIMPANISMO
Camilla Lima
 
Extrativismo
ExtrativismoExtrativismo
Extrativismo
profnelton
 
Dia 4 - Conferencia 3 - Sistemas Agroflorestais e Provisão de Benefícios Opor...
Dia 4 - Conferencia 3 - Sistemas Agroflorestais e Provisão de Benefícios Opor...Dia 4 - Conferencia 3 - Sistemas Agroflorestais e Provisão de Benefícios Opor...
Dia 4 - Conferencia 3 - Sistemas Agroflorestais e Provisão de Benefícios Opor...
cbsaf
 
Apostila materia organica
Apostila materia organicaApostila materia organica
Apostila materia organica
Vânia Figueiredo
 
Cartilha agrofloresta
Cartilha agroflorestaCartilha agrofloresta
Praticas de conservação do solo e recuperação de áreas degradadas
Praticas de conservação  do solo e recuperação de áreas degradadasPraticas de conservação  do solo e recuperação de áreas degradadas
Praticas de conservação do solo e recuperação de áreas degradadas
Fernando Assis
 
Sistema agroflorestal andré rocha
Sistema agroflorestal andré rochaSistema agroflorestal andré rocha
Sistema agroflorestal andré rocha
MESTRADOAMBIENTAL
 

Destaque (20)

[Palestra] José Luís Coelho: Fazenda Santa Brígida - ILPF
[Palestra] José Luís Coelho: Fazenda Santa Brígida - ILPF [Palestra] José Luís Coelho: Fazenda Santa Brígida - ILPF
[Palestra] José Luís Coelho: Fazenda Santa Brígida - ILPF
 
Árvores Plantadas que movimentam o setor de base florestal
Árvores Plantadas que movimentam o setor de base florestal Árvores Plantadas que movimentam o setor de base florestal
Árvores Plantadas que movimentam o setor de base florestal
 
Terras para estrangeiros
Terras para estrangeiros Terras para estrangeiros
Terras para estrangeiros
 
Certificação Florestal - Responsabilidade e conduta sustentável no setor de á...
Certificação Florestal - Responsabilidade e conduta sustentável no setor de á...Certificação Florestal - Responsabilidade e conduta sustentável no setor de á...
Certificação Florestal - Responsabilidade e conduta sustentável no setor de á...
 
Economia circular
Economia circular Economia circular
Economia circular
 
Estrategia ilpf embrapa_florestas_moa_e_porfa
Estrategia ilpf embrapa_florestas_moa_e_porfaEstrategia ilpf embrapa_florestas_moa_e_porfa
Estrategia ilpf embrapa_florestas_moa_e_porfa
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
 
Fomento Florestal - Benefício compartilhado para empresas e produtores
Fomento Florestal - Benefício compartilhado para empresas e produtores Fomento Florestal - Benefício compartilhado para empresas e produtores
Fomento Florestal - Benefício compartilhado para empresas e produtores
 
Dia 3 - Simpósio 2 - Estratégias de mitigação a mudanças climáticas baseadas...
Dia 3 - Simpósio 2 -  Estratégias de mitigação a mudanças climáticas baseadas...Dia 3 - Simpósio 2 -  Estratégias de mitigação a mudanças climáticas baseadas...
Dia 3 - Simpósio 2 - Estratégias de mitigação a mudanças climáticas baseadas...
 
Prg aula 2 circular técnica embrapa recuperação de pastagens degradadas
Prg aula 2   circular técnica embrapa recuperação de pastagens degradadasPrg aula 2   circular técnica embrapa recuperação de pastagens degradadas
Prg aula 2 circular técnica embrapa recuperação de pastagens degradadas
 
As árvores em favor do solo
As árvores em favor do soloAs árvores em favor do solo
As árvores em favor do solo
 
Código florestal e Cadastro Ambiental Rural (CAR)
Código florestal e Cadastro Ambiental Rural (CAR)Código florestal e Cadastro Ambiental Rural (CAR)
Código florestal e Cadastro Ambiental Rural (CAR)
 
Árvores Plantadas - do plantio ao consumidor final // Planted Trees - from pl...
Árvores Plantadas - do plantio ao consumidor final // Planted Trees - from pl...Árvores Plantadas - do plantio ao consumidor final // Planted Trees - from pl...
Árvores Plantadas - do plantio ao consumidor final // Planted Trees - from pl...
 
Doença metabólica em ruminantes - TIMPANISMO
Doença metabólica em ruminantes - TIMPANISMODoença metabólica em ruminantes - TIMPANISMO
Doença metabólica em ruminantes - TIMPANISMO
 
Extrativismo
ExtrativismoExtrativismo
Extrativismo
 
Dia 4 - Conferencia 3 - Sistemas Agroflorestais e Provisão de Benefícios Opor...
Dia 4 - Conferencia 3 - Sistemas Agroflorestais e Provisão de Benefícios Opor...Dia 4 - Conferencia 3 - Sistemas Agroflorestais e Provisão de Benefícios Opor...
Dia 4 - Conferencia 3 - Sistemas Agroflorestais e Provisão de Benefícios Opor...
 
Apostila materia organica
Apostila materia organicaApostila materia organica
Apostila materia organica
 
Cartilha agrofloresta
Cartilha agroflorestaCartilha agrofloresta
Cartilha agrofloresta
 
Praticas de conservação do solo e recuperação de áreas degradadas
Praticas de conservação  do solo e recuperação de áreas degradadasPraticas de conservação  do solo e recuperação de áreas degradadas
Praticas de conservação do solo e recuperação de áreas degradadas
 
Sistema agroflorestal andré rocha
Sistema agroflorestal andré rochaSistema agroflorestal andré rocha
Sistema agroflorestal andré rocha
 

Semelhante a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta(ILPF)

ILPF_iba.pdf
ILPF_iba.pdfILPF_iba.pdf
ILPF_iba.pdf
JohnnyBatistela
 
Potenciais de crescimento da silvicultura, agrossilvicultura e competitividad...
Potenciais de crescimento da silvicultura, agrossilvicultura e competitividad...Potenciais de crescimento da silvicultura, agrossilvicultura e competitividad...
Potenciais de crescimento da silvicultura, agrossilvicultura e competitividad...
Instituto Besc
 
Aula_3
Aula_3Aula_3
Sistema ILPF
Sistema ILPFSistema ILPF
Sistema ILPF
GETA - UFG
 
apostila Sistemas agroflorestais no semiarido brasileiro
apostila Sistemas agroflorestais no semiarido brasileiroapostila Sistemas agroflorestais no semiarido brasileiro
apostila Sistemas agroflorestais no semiarido brasileiro
Bruno Da Montanha
 
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
Revista Cafeicultura
 
Info Wolf n°10
Info Wolf n°10 Info Wolf n°10
2ª serie reda cem - 20.23
2ª serie   reda cem -  20.232ª serie   reda cem -  20.23
2ª serie reda cem - 20.23
MatheusMesquitaMelo
 
Tecnologias para agricultura familiar
Tecnologias para agricultura familiarTecnologias para agricultura familiar
Tecnologias para agricultura familiar
Alexandre Panerai
 
agricultura.pptx
agricultura.pptxagricultura.pptx
agricultura.pptx
Cátia Agostinho
 
gps8_a_agricultura_pecuaria.pptx
gps8_a_agricultura_pecuaria.pptxgps8_a_agricultura_pecuaria.pptx
gps8_a_agricultura_pecuaria.pptx
SusanaMarques87
 
Agricultura e pecuária
Agricultura e pecuáriaAgricultura e pecuária
Agricultura e pecuária
Gisela Alves
 
PRÁTICAS AGRÍCOLAS Sustentável
PRÁTICAS AGRÍCOLAS SustentávelPRÁTICAS AGRÍCOLAS Sustentável
PRÁTICAS AGRÍCOLAS Sustentável
ProfDamio
 
Eco agricultura prod_ruminantes
Eco agricultura prod_ruminantesEco agricultura prod_ruminantes
Eco agricultura prod_ruminantes
Jose Ferrão
 
Apostila agroflorestas
Apostila agroflorestasApostila agroflorestas
Apostila agroflorestas
Temistocles Jaques
 
Utilização de Pasto na Produção de Ovinos
Utilização de Pasto na Produção de OvinosUtilização de Pasto na Produção de Ovinos
Utilização de Pasto na Produção de Ovinos
Rural Pecuária
 
Manual de Agricultura de Conservação para Técnicos e Agricultores
Manual de Agricultura de Conservação para Técnicos e AgricultoresManual de Agricultura de Conservação para Técnicos e Agricultores
Manual de Agricultura de Conservação para Técnicos e Agricultores
Sérgio Amaral
 
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção OvinaPlanejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Rural Pecuária
 
Palestra.encontro.ecologia.p.alegre
Palestra.encontro.ecologia.p.alegrePalestra.encontro.ecologia.p.alegre
Palestra.encontro.ecologia.p.alegre
Moacir Medrado
 
A Importância da Melhoria da Produtividade e Qualidade dos Volumosos em Siste...
A Importância da Melhoria da Produtividade e Qualidade dos Volumosos em Siste...A Importância da Melhoria da Produtividade e Qualidade dos Volumosos em Siste...
A Importância da Melhoria da Produtividade e Qualidade dos Volumosos em Siste...
Rural Pecuária
 

Semelhante a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta(ILPF) (20)

ILPF_iba.pdf
ILPF_iba.pdfILPF_iba.pdf
ILPF_iba.pdf
 
Potenciais de crescimento da silvicultura, agrossilvicultura e competitividad...
Potenciais de crescimento da silvicultura, agrossilvicultura e competitividad...Potenciais de crescimento da silvicultura, agrossilvicultura e competitividad...
Potenciais de crescimento da silvicultura, agrossilvicultura e competitividad...
 
Aula_3
Aula_3Aula_3
Aula_3
 
Sistema ILPF
Sistema ILPFSistema ILPF
Sistema ILPF
 
apostila Sistemas agroflorestais no semiarido brasileiro
apostila Sistemas agroflorestais no semiarido brasileiroapostila Sistemas agroflorestais no semiarido brasileiro
apostila Sistemas agroflorestais no semiarido brasileiro
 
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
Opções para uso econômico da RL e APP - Pedro Henrique Santin Brancalion (ESALQ)
 
Info Wolf n°10
Info Wolf n°10 Info Wolf n°10
Info Wolf n°10
 
2ª serie reda cem - 20.23
2ª serie   reda cem -  20.232ª serie   reda cem -  20.23
2ª serie reda cem - 20.23
 
Tecnologias para agricultura familiar
Tecnologias para agricultura familiarTecnologias para agricultura familiar
Tecnologias para agricultura familiar
 
agricultura.pptx
agricultura.pptxagricultura.pptx
agricultura.pptx
 
gps8_a_agricultura_pecuaria.pptx
gps8_a_agricultura_pecuaria.pptxgps8_a_agricultura_pecuaria.pptx
gps8_a_agricultura_pecuaria.pptx
 
Agricultura e pecuária
Agricultura e pecuáriaAgricultura e pecuária
Agricultura e pecuária
 
PRÁTICAS AGRÍCOLAS Sustentável
PRÁTICAS AGRÍCOLAS SustentávelPRÁTICAS AGRÍCOLAS Sustentável
PRÁTICAS AGRÍCOLAS Sustentável
 
Eco agricultura prod_ruminantes
Eco agricultura prod_ruminantesEco agricultura prod_ruminantes
Eco agricultura prod_ruminantes
 
Apostila agroflorestas
Apostila agroflorestasApostila agroflorestas
Apostila agroflorestas
 
Utilização de Pasto na Produção de Ovinos
Utilização de Pasto na Produção de OvinosUtilização de Pasto na Produção de Ovinos
Utilização de Pasto na Produção de Ovinos
 
Manual de Agricultura de Conservação para Técnicos e Agricultores
Manual de Agricultura de Conservação para Técnicos e AgricultoresManual de Agricultura de Conservação para Técnicos e Agricultores
Manual de Agricultura de Conservação para Técnicos e Agricultores
 
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção OvinaPlanejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
 
Palestra.encontro.ecologia.p.alegre
Palestra.encontro.ecologia.p.alegrePalestra.encontro.ecologia.p.alegre
Palestra.encontro.ecologia.p.alegre
 
A Importância da Melhoria da Produtividade e Qualidade dos Volumosos em Siste...
A Importância da Melhoria da Produtividade e Qualidade dos Volumosos em Siste...A Importância da Melhoria da Produtividade e Qualidade dos Volumosos em Siste...
A Importância da Melhoria da Produtividade e Qualidade dos Volumosos em Siste...
 

Último

Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
anpproferick
 
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product ownerPRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
anpproferick
 
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptxComo fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
tnrlucas
 
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Annelise Gripp
 
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdfPor que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Ian Oliveira
 
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefíciosGestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Rafael Santos
 
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço BrasilOrientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
EliakimArajo2
 

Último (7)

Teoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .docTeoria de redes de computadores redes .doc
Teoria de redes de computadores redes .doc
 
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product ownerPRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
PRATICANDO O SCRUM Scrum team, product owner
 
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptxComo fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
Como fui de 0 a lead na gringa em 3 anos.pptx
 
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
Ferramentas e Técnicas para aplicar no seu dia a dia numa Transformação Digital!
 
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdfPor que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
Por que escolhi o Flutter - Campus Party Piauí.pdf
 
Gestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefíciosGestão de dados: sua importância e benefícios
Gestão de dados: sua importância e benefícios
 
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço BrasilOrientações para utilizar Drone no espaço Brasil
Orientações para utilizar Drone no espaço Brasil
 

Integração Lavoura-Pecuária-Floresta(ILPF)

  • 1. Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) Sustentabilidade do agronegócio com preservação ambiental 1 SígliaReginaSouza/Embrapa
  • 2. O que é Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF)? Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), ou Agrossilvipastoril, é um modelo de produção agrícola sustentável que permite a produção de grãos, a criação de gado e o manejo de florestas plantadas em uma mesma propriedade rural, de modo complementar e contínuo. 2 SígliaReginaSouza/Embrapa
  • 3. Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) Lavoura: cultivo agrícola e/ou fibras. Pecuária: criação de gado para produção de carne ou leite. Floresta plantada: produção de madeira, fibras e energia. Única propriedade 3 GabrielR.Faria/Embrapa RudsonVieira/Cenibra JoãoCostaJr/Embrapa GleisonRezende/BSC
  • 4. Integração Lavoura-Pecuária-Floresta • Promover a mudança do sistema de uso do solo; • Aumentar o índice de produtividade nos três sistemas: Lavoura, Pecuária e Floresta; • Melhorar de forma sustentável a produtividade e a qualidade dos produtos; • Recuperar áreas degradadas ou desmatadas com atividades produtivas; • Contribuir para a manutenção das Áreas de Preservação Permanente e de Reserva Legal; • Criar um sistema ininterrupto de produção; • Aumentar a renda das atividades agropecuárias; • Melhorar a sustentabilidade socioeconômica e ambiental das propriedades. • Aumentar os estoques de carbono na pecuária brasileira (cultivo de árvores) 4 ErnandesAncântara/Veracel
  • 5. Sustentabilidade na ILPF Ecologicamente correta • Melhoria da forma de uso da terra, produzindo mais e melhor de maneira sustentável através da biodiversidade. Economicamente viável • Praticado de acordo com o perfil e os objetivos do produtor rural. • Diversifica as atividades de uma mesma propriedade, aumentando a renda das produções agropecuárias e gerando estabilidade de lucros. Socialmente justa • Oportunidade de diversificar a produção e agregar valor a qualquer tamanho de propriedade. • Sistema adaptável conforme as condições que cada proprietário rural tem para cultivar. 5
  • 6. Benefícios ambientais Redução da necessidade de novas áreas para cultivo de gado e produção de grãos. Melhor utilização dos recursos naturais pela sinergia e forma complementar de uso da terra entre os componentes vegetais e animais; Conservação permanente do solo e da água. Aumento do bem-estar animal, em decorrência do maior conforto térmico oferecido pelas árvores plantadas. Melhor utilização dos recursos naturais pela complementaridade e sinergia entre os componentes vegetais e animais; Diminuição do efeito estufa devido a alta capacidade de sequestro de carbono com o aumento da área de florestas plantadas. Promoção da biodiversidade. 6 PauloKurtz/Embrapa
  • 7. Benefícios produtivos Diversificação da atividade na propriedade. Produção contínua com máximo aproveitamento do solo. Redução da sazonalidade de produção. Aumento da oferta de alimentos seguros e matéria-prima de base florestal. Garantia de abastecimento nos três setores simultaneamente. Melhor aproveitamento dos recursos naturais, humanos e materiais. Aproveitamento máximo no uso de máquinas, equipamentos e mão de obra; Redução dos impactos ao meio ambiente. 7 RonaldoRosa/Embrapa
  • 8. Benefícios econômicos Aumento de renda dos empreendimentos rurais com atividades complementares. Aproveitamento econômico do solo durante todo o ano. Valorização do potencial de negócio das propriedades de pequeno e médio porte. Aumento do fluxo de caixa com produtividade contínua. Redução de riscos nas atividades comerciais. Geração de emprego e renda. Melhoria da qualidade de vida do produtor. 8 GleisonRezende/BSC
  • 9. Passo a passo da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta: Diagnóstico da Propriedade Análise das condições físicas e de infraestrutura da propriedade, estudo das condições climáticas da região e do solo. Estudo de Mercado Levantamento de demandas da região, tipo de pecuária, culturas agrícolas, espécies florestais e se há mercado de madeira para uso nobre ou para produção da carvão. Definição de Parcerias Pesquisa sobre as empresas que oferecem parcerias, assistência técnica e financiamento. 9
  • 10. O eucalipto é uma das espécies de árvores mais utilizadas na ILPF devido ao seu crescimento rápido e a sua disposição de copa que permite a insolação para as culturas agrícolas e pastagens. É uma estratégia de aproveitamento de áreas marginais que beneficia tanto a produção de grãos quanto a criação de gado. Promove a inclusão dos produtores nos Programas de Fomento, iniciativa que oferece assistência técnica e garantia da compra da matéria-prima produzida pelo setor de base florestal. Favorece a conservação do solo e água, garantindo a qualidade dos recursos naturais para as atividades agrícola e pecuária. Possibilita a manutenção e reconstituição da cobertura florestal e recupera áreas degradadas. Floresta Plantada na Integração Lavoura-Pecuária-Floresta 10 SígliaReginaSouza/Embrapa