SlideShare uma empresa Scribd logo
CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
HISTÓRIA
www.sejaetico.com.br
Próximo
Caderno 5 » Capítulo 2
LIBERALISMO E
REVOLUÇÕES
CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS
www.sejaetico.com.br
Próximo
Caderno 5 » Capítulo 2
Crise do antigo regime: iluminismo e liberalismo
Índice
3www.sejaetico.com.br
PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Clique sobre tema desejado.
Iluminismo
Liberalismo econômico
Despotismo esclarecido
www.sejaetico.com.br 4
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Iluminismo
Iluminismo
• Movimento ideológico
liberal burguês
• Antiabsolutista
• Antiaristocrático
• Anticlerical
Fundamentos
• Racionalismo científico
• Deísmo
• Liberdade
• Igualdade
• Fraternidade
• Tolerância religiosa e
filosófica
• Direito à propriedade
Teóricos
• Descartes
• Newton
• John Locke
• Francis Bacon
• Jean-Jacques
Rousseau
• Montesquieu
• Voltaire
• Diderot
www.sejaetico.com.br 5
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Iluminismo
Rousseau Voltaire
www.sejaetico.com.br 6
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Iluminismo
Descartes
• 1596-1650
• Obra: Discurso do
método
• “Penso, logo
existo.”
• Difusão do
raciocínio lógico-
-científico
Newton
• 1642-1727
• Teoria da
gravidade.
John Locke
• 1632-1704
• Obra: Segundo
tratado sobre o
governo civil
• Liberalismo –
politico
• Direito à liberdade
• Direito à
propriedade
• Antiabsolutista
BACON
• 1561-1526
• Experimentação
• Defensor da
experiência como
meio para a
confirmação de
uma verdade
científica
www.sejaetico.com.br 7
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Iluminismo
Rousseau
• 1712-1778
• Obras: O contrato
social, Emílio
• Precursor do
socialismo
Utópico
• Democracia
• Condenação da
propriedade
privada
Montesquieu
• 1689-1775
• Obra: O espírito
das leis
• Divisão do poder:
legislativo,
executivo e
judiciário
Voltaire
• 1694-1778
• Obras: Cartas
inglesas
• Defesa da
liberdade de
expressão
• Crítica à Igreja e à
intolerância
• Antiabsolutista
Diderot
• 1713-1784
• Obra:
Enciclopédia,
• Organizador do
projeto: 33
volumes e 120
autores
www.sejaetico.com.br 8
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Iluminismo
Algumas das leis propostas por Newton foram:
Leis do movimento
•Todo corpo continua em repouso ou em movimento retilíneo uniforme, a menos
que sofra a ação de uma força externa.
•A aceleração adquirida por um corpo terá sempre a mesma direção e o mesmo
sentido da resultante das forças nele aplicadas.
•A toda ação corresponde uma reação de mesma intensidade, mas de sentido
contrário.
Lei da gravidade
•Todos os corpos do Universo atraem-se com uma força que é diretamente
proporcional ao produto de suas massas e inversamente proporcional ao quadrado
da distância entre eles.
www.sejaetico.com.br 9
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Iluminismo
Newton
www.sejaetico.com.br 10
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Liberalismo econômico
Liberalismo
econômico
Fisiocracia
Adam Smith
• A riqueza das nações
• Combate ao
intervencionismo estatal
• Valorização do trabalho
como meio produtor de
riqueza
• Lei da oferta e da procura.
• Aumento da produção.
• Divisão do trabalho
David Ricardo
• Princípios da economia
política e tributação
• Três fatores da produção
agrícola:
o 1.Salário
o 2. Lucro
o 3. Arrendamento da
terra
Malthus
• Ensaio sobre o princípio da
população,
• Teoria malthusiana
www.sejaetico.com.br 11
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Liberalismo econômico
Fisiocracia
Laissez-faire,
Laissez-passer
Et Le Monde
Va de Lui
Même
Fisiocrata: economista ou filósofo adepto da
fisiocracia, que consiste na doutrina econômica e
filosófica do século XVIII que se baseia no
conhecimento e no respeito às leis naturais,
considera a terra como única fonte de riqueza e
defende o liberalismo econômico.
www.sejaetico.com.br 12
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Liberalismo econômico
www.sejaetico.com.br 13
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Liberalismo econômico
Malthusianismo: doutrina de Malthus, que exorta à prática da continência
sexual voluntária, invocando a disparidade entre o crescimento demográfico
e a produção de alimentos.
www.sejaetico.com.br 14
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Despotismo esclarecido
• Abolição de torturas a presos políticos
• Limitação dos poderes inquisitoriais da Igreja
• Confisco de propriedades eclesiásticas
• Investimentos em educação
• Abolição da servidão feudal
• Incentivo à cultura
• Concessão e liberdade religiosa
• Expulsão dos jesuítas
www.sejaetico.com.br 15
Início PróximoVoltarInício
HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2
Despotismo esclarecido
Déspotas esclarecidos
Frederico II, da Prússia Catarina II, da Rússia Marquês de Pombal, de Portugal

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Liberalismo, socialismo e nacionalismo
Liberalismo, socialismo e nacionalismoLiberalismo, socialismo e nacionalismo
Liberalismo, socialismo e nacionalismo
isameucci
 
Brasil pombal e o renascimento agrícola
Brasil pombal e o renascimento agrícolaBrasil pombal e o renascimento agrícola
Brasil pombal e o renascimento agrícola
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Século xix
Século xixSéculo xix
Século xix
Murilo Benevides
 
Idade contemporânea as revoluções liberais
Idade contemporânea   as revoluções liberaisIdade contemporânea   as revoluções liberais
Idade contemporânea as revoluções liberais
terceiromotivo2012
 
Revolução francesa versão atual
Revolução francesa   versão atualRevolução francesa   versão atual
Revolução francesa versão atual
Maíra Rosa Rosa
 
Capitulo 04 revolucoes na inglaterra
Capitulo 04  revolucoes na inglaterraCapitulo 04  revolucoes na inglaterra
Capitulo 04 revolucoes na inglaterra
Educandário Imaculada Conceição
 
Liberalismo, socialismo, nacionalismo
Liberalismo, socialismo, nacionalismoLiberalismo, socialismo, nacionalismo
Liberalismo, socialismo, nacionalismo
Denis Gasco
 
Revolução inglesa industrial
Revolução inglesa industrialRevolução inglesa industrial
Revolução inglesa industrial
Simone Borges
 
Tema G
Tema GTema G
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
Carla Freitas
 
Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...
Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...
Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...
daviprofessor
 
História do Brasil - República [www.gondim.net]
História do Brasil - República [www.gondim.net]História do Brasil - República [www.gondim.net]
História do Brasil - República [www.gondim.net]
Marco Aurélio Gondim
 
Revoluções Liberais
Revoluções LiberaisRevoluções Liberais
Revoluções Liberais
cattonia
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
prof1campina
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
Edenilson Morais
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
Vagner Roberto
 
H3 os novos modelos culturais
H3 os novos modelos culturaisH3 os novos modelos culturais
H3 os novos modelos culturais
Vítor Santos
 
República oligarquica
República oligarquicaRepública oligarquica
República oligarquica
José Carlos
 
5609898
56098985609898
5609898
Adriana Silva
 

Mais procurados (19)

Liberalismo, socialismo e nacionalismo
Liberalismo, socialismo e nacionalismoLiberalismo, socialismo e nacionalismo
Liberalismo, socialismo e nacionalismo
 
Brasil pombal e o renascimento agrícola
Brasil pombal e o renascimento agrícolaBrasil pombal e o renascimento agrícola
Brasil pombal e o renascimento agrícola
 
Século xix
Século xixSéculo xix
Século xix
 
Idade contemporânea as revoluções liberais
Idade contemporânea   as revoluções liberaisIdade contemporânea   as revoluções liberais
Idade contemporânea as revoluções liberais
 
Revolução francesa versão atual
Revolução francesa   versão atualRevolução francesa   versão atual
Revolução francesa versão atual
 
Capitulo 04 revolucoes na inglaterra
Capitulo 04  revolucoes na inglaterraCapitulo 04  revolucoes na inglaterra
Capitulo 04 revolucoes na inglaterra
 
Liberalismo, socialismo, nacionalismo
Liberalismo, socialismo, nacionalismoLiberalismo, socialismo, nacionalismo
Liberalismo, socialismo, nacionalismo
 
Revolução inglesa industrial
Revolução inglesa industrialRevolução inglesa industrial
Revolução inglesa industrial
 
Tema G
Tema GTema G
Tema G
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
 
Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...
Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...
Revolução Inglesa, Revolução Industrial, Iluminismos, Revolução Francesa e In...
 
História do Brasil - República [www.gondim.net]
História do Brasil - República [www.gondim.net]História do Brasil - República [www.gondim.net]
História do Brasil - República [www.gondim.net]
 
Revoluções Liberais
Revoluções LiberaisRevoluções Liberais
Revoluções Liberais
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Revoluções inglesas
Revoluções inglesasRevoluções inglesas
Revoluções inglesas
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
H3 os novos modelos culturais
H3 os novos modelos culturaisH3 os novos modelos culturais
H3 os novos modelos culturais
 
República oligarquica
República oligarquicaRepública oligarquica
República oligarquica
 
5609898
56098985609898
5609898
 

Destaque

Expansao maritima e comercial.moderna
Expansao maritima e comercial.modernaExpansao maritima e comercial.moderna
Expansao maritima e comercial.moderna
Edvaldo Lopes
 
Formacao monarquias absolutismo mercantilismo.moderna
Formacao monarquias absolutismo mercantilismo.modernaFormacao monarquias absolutismo mercantilismo.moderna
Formacao monarquias absolutismo mercantilismo.moderna
Edvaldo Lopes
 
Reforma religiosa.moderna
Reforma religiosa.modernaReforma religiosa.moderna
Reforma religiosa.moderna
Edvaldo Lopes
 
Periodo entre ditaduras populismo brasil
Periodo entre ditaduras populismo brasilPeriodo entre ditaduras populismo brasil
Periodo entre ditaduras populismo brasil
Edvaldo Lopes
 
Republica da espada e oligarquica historia do brasil
Republica da espada e oligarquica historia do brasilRepublica da espada e oligarquica historia do brasil
Republica da espada e oligarquica historia do brasil
Edvaldo Lopes
 
Renascimento cultural.moderna
Renascimento cultural.modernaRenascimento cultural.moderna
Renascimento cultural.moderna
Edvaldo Lopes
 
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e PersasCivilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Edvaldo Lopes
 
Primeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. Medeiros
Primeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. MedeirosPrimeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. Medeiros
Primeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. Medeiros
João Medeiros
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
Rui Neto
 
Ética e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
Ética e Humanidades - Liberalismo e SocialismoÉtica e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
Ética e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
Cairo Martins
 
A industrialização e trabalho assalariado no brasil
A industrialização e trabalho assalariado no brasilA industrialização e trabalho assalariado no brasil
A industrialização e trabalho assalariado no brasil
Emanoel Amorin
 
Nova ordem internacional
Nova ordem internacionalNova ordem internacional
Nova ordem internacional
Professor
 
As teorias liberais e socialistas na idade moderna
As teorias liberais e socialistas na idade modernaAs teorias liberais e socialistas na idade moderna
As teorias liberais e socialistas na idade moderna
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Pindorama, sou de lá!
Pindorama, sou de lá!Pindorama, sou de lá!
Pindorama, sou de lá!
Carlos Nassar
 
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
valdeck1
 
Colonização da américa espanhola
Colonização da américa espanholaColonização da américa espanhola
Colonização da américa espanhola
Alcidon Cunha
 
Aula formaçao do feudalismo
Aula   formaçao do feudalismoAula   formaçao do feudalismo
Aula formaçao do feudalismoAlcidon Cunha
 
Regencia historia do brasil
Regencia historia do brasilRegencia historia do brasil
Regencia historia do brasil
Edvaldo Lopes
 
Aula islamismo
Aula   islamismoAula   islamismo
Aula islamismo
Alcidon Cunha
 
Revolução inglesa
Revolução inglesaRevolução inglesa
Revolução inglesa
Alcidon Cunha
 

Destaque (20)

Expansao maritima e comercial.moderna
Expansao maritima e comercial.modernaExpansao maritima e comercial.moderna
Expansao maritima e comercial.moderna
 
Formacao monarquias absolutismo mercantilismo.moderna
Formacao monarquias absolutismo mercantilismo.modernaFormacao monarquias absolutismo mercantilismo.moderna
Formacao monarquias absolutismo mercantilismo.moderna
 
Reforma religiosa.moderna
Reforma religiosa.modernaReforma religiosa.moderna
Reforma religiosa.moderna
 
Periodo entre ditaduras populismo brasil
Periodo entre ditaduras populismo brasilPeriodo entre ditaduras populismo brasil
Periodo entre ditaduras populismo brasil
 
Republica da espada e oligarquica historia do brasil
Republica da espada e oligarquica historia do brasilRepublica da espada e oligarquica historia do brasil
Republica da espada e oligarquica historia do brasil
 
Renascimento cultural.moderna
Renascimento cultural.modernaRenascimento cultural.moderna
Renascimento cultural.moderna
 
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e PersasCivilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
 
Primeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. Medeiros
Primeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. MedeirosPrimeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. Medeiros
Primeira Revolução Industrial - Inglaterra - Século XVIII - Prof. Medeiros
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Ética e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
Ética e Humanidades - Liberalismo e SocialismoÉtica e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
Ética e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
 
A industrialização e trabalho assalariado no brasil
A industrialização e trabalho assalariado no brasilA industrialização e trabalho assalariado no brasil
A industrialização e trabalho assalariado no brasil
 
Nova ordem internacional
Nova ordem internacionalNova ordem internacional
Nova ordem internacional
 
As teorias liberais e socialistas na idade moderna
As teorias liberais e socialistas na idade modernaAs teorias liberais e socialistas na idade moderna
As teorias liberais e socialistas na idade moderna
 
Pindorama, sou de lá!
Pindorama, sou de lá!Pindorama, sou de lá!
Pindorama, sou de lá!
 
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
 
Colonização da américa espanhola
Colonização da américa espanholaColonização da américa espanhola
Colonização da américa espanhola
 
Aula formaçao do feudalismo
Aula   formaçao do feudalismoAula   formaçao do feudalismo
Aula formaçao do feudalismo
 
Regencia historia do brasil
Regencia historia do brasilRegencia historia do brasil
Regencia historia do brasil
 
Aula islamismo
Aula   islamismoAula   islamismo
Aula islamismo
 
Revolução inglesa
Revolução inglesaRevolução inglesa
Revolução inglesa
 

Semelhante a Iluminismo

Ideologias era industrial
Ideologias era industrialIdeologias era industrial
Ideologias era industrial
luizmourao23
 
Aula 1 enviar_alunos
Aula 1 enviar_alunosAula 1 enviar_alunos
Aula 1 enviar_alunos
Ademir Aquino
 
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas SociaisMovimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
eiprofessor
 
02 Economia - Pensamento Econômico
02 Economia - Pensamento Econômico02 Economia - Pensamento Econômico
02 Economia - Pensamento Econômico
Ricardo Barbosa
 
Teorias Socialistas
Teorias SocialistasTeorias Socialistas
Teorias Socialistas
Edenilson Morais
 
Aula doutrina social slids refeito 1
Aula doutrina social slids refeito 1Aula doutrina social slids refeito 1
Aula doutrina social slids refeito 1
ctleigos
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
MARIANO C7S
 
Doutrinas Sociais
Doutrinas SociaisDoutrinas Sociais
Doutrinas Sociais
Izabella C. S. Guimarães
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
luizmourao23
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
fernandacarolinestang
 
Ideias sociais e políticas do Século XIX
Ideias sociais  e políticas do Século XIXIdeias sociais  e políticas do Século XIX
Ideias sociais e políticas do Século XIX
lourenco_comcedilha
 
Surgimento do Estado Moderno
Surgimento do Estado ModernoSurgimento do Estado Moderno
Surgimento do Estado Moderno
Paula Meyer Piagentini
 
DIreito Socialista
DIreito SocialistaDIreito Socialista
DIreito Socialista
Faculdade Nobre
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
Política marxista
Política marxistaPolítica marxista
Política marxista
Victor Said
 
Aula-12-As-revolucoes-da-modernidade.pptx
Aula-12-As-revolucoes-da-modernidade.pptxAula-12-As-revolucoes-da-modernidade.pptx
Aula-12-As-revolucoes-da-modernidade.pptx
ANA CLÁUDIA OLIVEIRA
 
Geopolítica II
Geopolítica IIGeopolítica II
Geopolítica II
Ana Carolina Rodrigues
 
Sociologia apresentacao
Sociologia apresentacaoSociologia apresentacao
Sociologia apresentacao
1980261531
 
Economia e Mercado - Socialismo Científico ou Marxista
Economia e Mercado - Socialismo Científico ou Marxista Economia e Mercado - Socialismo Científico ou Marxista
Economia e Mercado - Socialismo Científico ou Marxista
Bolivar Motta
 
+Ilumismo
+Ilumismo+Ilumismo

Semelhante a Iluminismo (20)

Ideologias era industrial
Ideologias era industrialIdeologias era industrial
Ideologias era industrial
 
Aula 1 enviar_alunos
Aula 1 enviar_alunosAula 1 enviar_alunos
Aula 1 enviar_alunos
 
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas SociaisMovimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
 
02 Economia - Pensamento Econômico
02 Economia - Pensamento Econômico02 Economia - Pensamento Econômico
02 Economia - Pensamento Econômico
 
Teorias Socialistas
Teorias SocialistasTeorias Socialistas
Teorias Socialistas
 
Aula doutrina social slids refeito 1
Aula doutrina social slids refeito 1Aula doutrina social slids refeito 1
Aula doutrina social slids refeito 1
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Doutrinas Sociais
Doutrinas SociaisDoutrinas Sociais
Doutrinas Sociais
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
Ideias sociais e políticas do Século XIX
Ideias sociais  e políticas do Século XIXIdeias sociais  e políticas do Século XIX
Ideias sociais e políticas do Século XIX
 
Surgimento do Estado Moderno
Surgimento do Estado ModernoSurgimento do Estado Moderno
Surgimento do Estado Moderno
 
DIreito Socialista
DIreito SocialistaDIreito Socialista
DIreito Socialista
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
O ILUMINISMO
 
Política marxista
Política marxistaPolítica marxista
Política marxista
 
Aula-12-As-revolucoes-da-modernidade.pptx
Aula-12-As-revolucoes-da-modernidade.pptxAula-12-As-revolucoes-da-modernidade.pptx
Aula-12-As-revolucoes-da-modernidade.pptx
 
Geopolítica II
Geopolítica IIGeopolítica II
Geopolítica II
 
Sociologia apresentacao
Sociologia apresentacaoSociologia apresentacao
Sociologia apresentacao
 
Economia e Mercado - Socialismo Científico ou Marxista
Economia e Mercado - Socialismo Científico ou Marxista Economia e Mercado - Socialismo Científico ou Marxista
Economia e Mercado - Socialismo Científico ou Marxista
 
+Ilumismo
+Ilumismo+Ilumismo
+Ilumismo
 

Mais de Edvaldo Lopes

Ditadura militar brasil crise do populismo a itamar franco nova republica
Ditadura militar brasil crise do populismo a itamar franco nova republicaDitadura militar brasil crise do populismo a itamar franco nova republica
Ditadura militar brasil crise do populismo a itamar franco nova republica
Edvaldo Lopes
 
Independência da América Latina: Haiti, colônias espanholas e portuguesa
Independência da América Latina: Haiti, colônias espanholas e portuguesaIndependência da América Latina: Haiti, colônias espanholas e portuguesa
Independência da América Latina: Haiti, colônias espanholas e portuguesa
Edvaldo Lopes
 
Processo emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinado
Processo emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinadoProcesso emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinado
Processo emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinado
Edvaldo Lopes
 
Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundial Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundial
Edvaldo Lopes
 
Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...
Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...
Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...
Edvaldo Lopes
 
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e PersasCivilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Edvaldo Lopes
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
Edvaldo Lopes
 
Revolucao russa 1917
Revolucao russa 1917Revolucao russa 1917
Revolucao russa 1917
Edvaldo Lopes
 
1 guerra mundial 2014
1 guerra mundial 20141 guerra mundial 2014
1 guerra mundial 2014
Edvaldo Lopes
 
2 reinado historia do brasil
2 reinado historia do brasil2 reinado historia do brasil
2 reinado historia do brasil
Edvaldo Lopes
 
Mineracao america portuguesa
Mineracao america portuguesaMineracao america portuguesa
Mineracao america portuguesa
Edvaldo Lopes
 
Colonizacao america portuguesa acucar escravidao
Colonizacao america portuguesa acucar escravidaoColonizacao america portuguesa acucar escravidao
Colonizacao america portuguesa acucar escravidao
Edvaldo Lopes
 
H.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
H.Brasil: Revolução 1930 e Era VargasH.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
H.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
Edvaldo Lopes
 
Oriente Médio e Revolução Cubana
Oriente Médio e  Revolução CubanaOriente Médio e  Revolução Cubana
Oriente Médio e Revolução Cubana
Edvaldo Lopes
 

Mais de Edvaldo Lopes (14)

Ditadura militar brasil crise do populismo a itamar franco nova republica
Ditadura militar brasil crise do populismo a itamar franco nova republicaDitadura militar brasil crise do populismo a itamar franco nova republica
Ditadura militar brasil crise do populismo a itamar franco nova republica
 
Independência da América Latina: Haiti, colônias espanholas e portuguesa
Independência da América Latina: Haiti, colônias espanholas e portuguesaIndependência da América Latina: Haiti, colônias espanholas e portuguesa
Independência da América Latina: Haiti, colônias espanholas e portuguesa
 
Processo emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinado
Processo emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinadoProcesso emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinado
Processo emancipatório da américa portuguesa das revoltas ao 1 reinado
 
Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundial Segunda guerra mundial
Segunda guerra mundial
 
Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...
Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...
Revoluções Inglesas; Iluminismo; Revolução Industrial; Independência América ...
 
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e PersasCivilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
 
Crise 1929
Crise 1929Crise 1929
Crise 1929
 
Revolucao russa 1917
Revolucao russa 1917Revolucao russa 1917
Revolucao russa 1917
 
1 guerra mundial 2014
1 guerra mundial 20141 guerra mundial 2014
1 guerra mundial 2014
 
2 reinado historia do brasil
2 reinado historia do brasil2 reinado historia do brasil
2 reinado historia do brasil
 
Mineracao america portuguesa
Mineracao america portuguesaMineracao america portuguesa
Mineracao america portuguesa
 
Colonizacao america portuguesa acucar escravidao
Colonizacao america portuguesa acucar escravidaoColonizacao america portuguesa acucar escravidao
Colonizacao america portuguesa acucar escravidao
 
H.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
H.Brasil: Revolução 1930 e Era VargasH.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
H.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
 
Oriente Médio e Revolução Cubana
Oriente Médio e  Revolução CubanaOriente Médio e  Revolução Cubana
Oriente Médio e Revolução Cubana
 

Último

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 

Último (20)

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 

Iluminismo

  • 1. CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS HISTÓRIA www.sejaetico.com.br Próximo Caderno 5 » Capítulo 2 LIBERALISMO E REVOLUÇÕES
  • 2. CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS www.sejaetico.com.br Próximo Caderno 5 » Capítulo 2 Crise do antigo regime: iluminismo e liberalismo
  • 3. Índice 3www.sejaetico.com.br PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Clique sobre tema desejado. Iluminismo Liberalismo econômico Despotismo esclarecido
  • 4. www.sejaetico.com.br 4 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Iluminismo Iluminismo • Movimento ideológico liberal burguês • Antiabsolutista • Antiaristocrático • Anticlerical Fundamentos • Racionalismo científico • Deísmo • Liberdade • Igualdade • Fraternidade • Tolerância religiosa e filosófica • Direito à propriedade Teóricos • Descartes • Newton • John Locke • Francis Bacon • Jean-Jacques Rousseau • Montesquieu • Voltaire • Diderot
  • 5. www.sejaetico.com.br 5 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Iluminismo Rousseau Voltaire
  • 6. www.sejaetico.com.br 6 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Iluminismo Descartes • 1596-1650 • Obra: Discurso do método • “Penso, logo existo.” • Difusão do raciocínio lógico- -científico Newton • 1642-1727 • Teoria da gravidade. John Locke • 1632-1704 • Obra: Segundo tratado sobre o governo civil • Liberalismo – politico • Direito à liberdade • Direito à propriedade • Antiabsolutista BACON • 1561-1526 • Experimentação • Defensor da experiência como meio para a confirmação de uma verdade científica
  • 7. www.sejaetico.com.br 7 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Iluminismo Rousseau • 1712-1778 • Obras: O contrato social, Emílio • Precursor do socialismo Utópico • Democracia • Condenação da propriedade privada Montesquieu • 1689-1775 • Obra: O espírito das leis • Divisão do poder: legislativo, executivo e judiciário Voltaire • 1694-1778 • Obras: Cartas inglesas • Defesa da liberdade de expressão • Crítica à Igreja e à intolerância • Antiabsolutista Diderot • 1713-1784 • Obra: Enciclopédia, • Organizador do projeto: 33 volumes e 120 autores
  • 8. www.sejaetico.com.br 8 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Iluminismo Algumas das leis propostas por Newton foram: Leis do movimento •Todo corpo continua em repouso ou em movimento retilíneo uniforme, a menos que sofra a ação de uma força externa. •A aceleração adquirida por um corpo terá sempre a mesma direção e o mesmo sentido da resultante das forças nele aplicadas. •A toda ação corresponde uma reação de mesma intensidade, mas de sentido contrário. Lei da gravidade •Todos os corpos do Universo atraem-se com uma força que é diretamente proporcional ao produto de suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre eles.
  • 9. www.sejaetico.com.br 9 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Iluminismo Newton
  • 10. www.sejaetico.com.br 10 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Liberalismo econômico Liberalismo econômico Fisiocracia Adam Smith • A riqueza das nações • Combate ao intervencionismo estatal • Valorização do trabalho como meio produtor de riqueza • Lei da oferta e da procura. • Aumento da produção. • Divisão do trabalho David Ricardo • Princípios da economia política e tributação • Três fatores da produção agrícola: o 1.Salário o 2. Lucro o 3. Arrendamento da terra Malthus • Ensaio sobre o princípio da população, • Teoria malthusiana
  • 11. www.sejaetico.com.br 11 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Liberalismo econômico Fisiocracia Laissez-faire, Laissez-passer Et Le Monde Va de Lui Même Fisiocrata: economista ou filósofo adepto da fisiocracia, que consiste na doutrina econômica e filosófica do século XVIII que se baseia no conhecimento e no respeito às leis naturais, considera a terra como única fonte de riqueza e defende o liberalismo econômico.
  • 12. www.sejaetico.com.br 12 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Liberalismo econômico
  • 13. www.sejaetico.com.br 13 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Liberalismo econômico Malthusianismo: doutrina de Malthus, que exorta à prática da continência sexual voluntária, invocando a disparidade entre o crescimento demográfico e a produção de alimentos.
  • 14. www.sejaetico.com.br 14 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Despotismo esclarecido • Abolição de torturas a presos políticos • Limitação dos poderes inquisitoriais da Igreja • Confisco de propriedades eclesiásticas • Investimentos em educação • Abolição da servidão feudal • Incentivo à cultura • Concessão e liberdade religiosa • Expulsão dos jesuítas
  • 15. www.sejaetico.com.br 15 Início PróximoVoltarInício HISTÓRIA » CADERNO 5 » CAPÍTULO 2 Despotismo esclarecido Déspotas esclarecidos Frederico II, da Prússia Catarina II, da Rússia Marquês de Pombal, de Portugal

Notas do Editor

  1. Diferenciar o pensamento de Rousseau. Destacar as contribuições do pensamento iluminista para a sociedade ocidental.
  2. Destacar a contribuição de Newton.
  3. Provocar debate na sala a partir da teoria de Malthus.
  4. Citar o caso brasileiro. Expulsão dos jesuítas e a introdução das aulas régias.