SlideShare uma empresa Scribd logo
Industrialização e o
Trabalho
Assalariado no Brasil
Componentes: Emanoel, Rafael, Patrick
Série: 2° V2
E.E.E.F.M Prof. Manoel Abreu
A industrialização do Brasil começou
no final do século XIX, tendo se
intensificado a partir dos anos de 1930.
Os fatores indispensáveis para a
modernização do Brasil foi à abolição da
escravatura e a consequente expansão do
trabalho assalariado, a imigração e a
expansão do mercado consumidor e as
exportações do café e dos capitais que
elas geraram.
O PROCESSO DE INDUSTRIALIZAÇÃO
DO BRASIL
Foi apenas no final do século XIX que a
escravidão acabou no Brasil, período em que
também se aceleraram a vinda de imigrantes e a
expansão da relação de trabalho assalariado. Isso
tudo foi indispensável para a expansão
industrial do país. Antes havia apenas algumas
indústrias isoladas, muito artesanato e algum
crescimento manufatureiro, mas não
industrialização. Isso porque a própria existência
da escravidão, que era o sustentáculo da
economia brasileira, impedia a evolução
industrial.
A escravidão dificultava a
modernização tecnológica do trabalho, a
aquisição de máquinas, pois a compra de
escravos era um investimento alto e feito à vista,
antes mesmo que eles começassem a trabalhar.
Além disso, a evolução tecnológica pressupõe a
especialização do trabalhador, e não convinha
aos proprietários educar e especializar seus
escravos. Além disso, o escravo não constituía
um mercado consumidor, já que não tem
dinheiro e vive do que o dono lhe fornece
geralmente o indispensável para sobreviver e
trabalhar.
A relação do trabalho assalariado apresenta efeitos contrários à escravidão no
que se refere à modernização tecnológica, à expansão da maquinaria. O
trabalhador recebe salário o que faz dele uma parcela do mercado consumidor de
bens industrializados. Ou seja, com o trabalhador assalariado, o mercado
consumidor se amplia, o que favoreceu o processo de industrialização brasileiro.
Outro fator importante para esse processo foi à imigração. Os imigrantes foram os
primeiros trabalhadores assalariados no Brasil, os primeiros operários da indústria
nascente, e aumentaram o mercado consumidor do país, pois já tinham o hábito de
adquirir bens industrializados nos seus países de origem.
Como a industrialização brasileira
foi tardia, pois começou com o
prazo de mais de um século em
relação aos países líderes da
Revolução Industrial, as máquinas
utilizadas e a tecnologia não foram
produzidas internamente, mas
importadas daqueles países que já
as desenvolviam há mais de um
século, principalmente a Inglaterra.
Isso significa que não ocorreu aqui a
passagem do artesanato para a
manufatura. A atividade fabril
começou já em sua forma moderna
(para época). E os estabelecimentos
comerciais já nasceram com o
grande porte para época. Porém, a
necessidade de importar máquinas e
tecnologia deixou o Brasil
dependente dos países
desenvolvidos.
Para importar as máquinas e a
tecnologia era preciso capital. A lavoura
cafeeira era a principal atividade
econômica do país nesse período, o que
fazia dos fazendeiros e dos comerciantes
os detentores do capital. Mas, para que
esses investissem na indústria, deixando
de aplicar seus capitais na expansão das
lavouras cafeeira, eram necessárias
condições favoráveis. Essas condições
surgiram com as crises de exportações de
café. Isso aconteceu devido a Primeira
Guerra Mundial, que acabou por
impulsionar o crescimento industrial no
Brasil. Isso aconteceu porque os países
compradores do café brasileiro pararam
de comprar o produto, pois canalizaram
suas receitas para as despesas com a
guerra.
Como o Brasil não conseguia vender, também não conseguia importar os
produtos industrializados, já que as indústrias europeias estavam se dedicando
a produção bélica. Esses fatos tornaram interessante o investimento de capitais
nas indústrias de produção de bens como alimentos, roupas, móveis, bebidas e
outras. Assim, pode-se afirmar que a industrialização brasileira teve, até o final
da Segunda Guerra Mundial, caráter substitutivo: ela foi um processo de
industrialização de substituição de importações. Tratou-se de produzir
internamente bens que eram importados dos países desenvolvidos.
Após a Segunda Guerra Mundial e principalmente a partir da década
de 1950, esse processo de industrialização adquire novo caráter: as empresas
estadunidenses, europeias e japonesas começam a se internacionalizar, tornam-
se multinacionais e começam a se instalar fortemente no Brasil. O Estado passa,
então, a associar-se ao capital estrangeiro, além de criar um grande número de
empresas estatais. Nessa segunda metade do século XX, a industrialização no
Brasil deixa de ser feita essencialmente com capitais privados em razão da
expansão das multinacionais. Também, nesse período se expandiram no país as
indústrias de bens intermediários e bens de capital.
Fim

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

5º ano Getúlio e a Era do Rádio
5º ano   Getúlio e a Era do Rádio5º ano   Getúlio e a Era do Rádio
5º ano Getúlio e a Era do Rádio
Marcela Marangon Ribeiro
 
atividade de geografia
atividade de geografiaatividade de geografia
atividade de geografia
Broma Spazi
 
Caça palavras de História - A vida cultural do povo medieval
Caça palavras  de História -   A  vida cultural do povo  medievalCaça palavras  de História -   A  vida cultural do povo  medieval
Caça palavras de História - A vida cultural do povo medieval
Mary Alvarenga
 
A história e fonte histórica
A história e fonte históricaA história e fonte histórica
A história e fonte histórica
robson30
 
Atividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdfAtividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdf
Wenderson Santos Couto
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
Ricardo Alex de Sousa
 
PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
Tissiane Gomes
 
Atividade governo jk
Atividade governo jkAtividade governo jk
Atividade governo jk
Atividades Diversas Cláudia
 
Região nordeste e região sul caça palavras
Região nordeste e região sul caça palavrasRegião nordeste e região sul caça palavras
Região nordeste e região sul caça palavras
Atividades Diversas Cláudia
 
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Mesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinhaMesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinha
Viviane Simões
 
História 6º ano
História 6º anoHistória 6º ano
História 6º ano
Eloy Souza
 
Caça palavras maias
Caça palavras maiasCaça palavras maias
Caça palavras maias
Eduardo Passos
 
Avaliaçâo de geografia (revolução técnico científica)
Avaliaçâo de  geografia     (revolução técnico científica)Avaliaçâo de  geografia     (revolução técnico científica)
Avaliaçâo de geografia (revolução técnico científica)
Atividades Diversas Cláudia
 
Proclamacao da republica no brasil
Proclamacao da republica no brasilProclamacao da republica no brasil
Proclamacao da republica no brasil
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividades Brasil Colônia
Atividades Brasil ColôniaAtividades Brasil Colônia
Atividades Brasil Colônia
Doug Caesar
 
Resumo e atividades sobre ditadura militar
Resumo e atividades sobre ditadura militarResumo e atividades sobre ditadura militar
Resumo e atividades sobre ditadura militar
Atividades Diversas Cláudia
 
FORMAÇÃO POVO BRASILEIRO atividade de história
FORMAÇÃO POVO BRASILEIRO atividade de históriaFORMAÇÃO POVO BRASILEIRO atividade de história
FORMAÇÃO POVO BRASILEIRO atividade de história
Benigno Andrade Vieira
 
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Avaliação de Hist. - Revolução Industrial
Avaliação de Hist. - Revolução IndustrialAvaliação de Hist. - Revolução Industrial
Avaliação de Hist. - Revolução Industrial
Frederico Marques Sodré
 

Mais procurados (20)

5º ano Getúlio e a Era do Rádio
5º ano   Getúlio e a Era do Rádio5º ano   Getúlio e a Era do Rádio
5º ano Getúlio e a Era do Rádio
 
atividade de geografia
atividade de geografiaatividade de geografia
atividade de geografia
 
Caça palavras de História - A vida cultural do povo medieval
Caça palavras  de História -   A  vida cultural do povo  medievalCaça palavras  de História -   A  vida cultural do povo  medieval
Caça palavras de História - A vida cultural do povo medieval
 
A história e fonte histórica
A história e fonte históricaA história e fonte histórica
A história e fonte histórica
 
Atividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdfAtividades adaptadas- História --1.pdf
Atividades adaptadas- História --1.pdf
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
 
Atividade governo jk
Atividade governo jkAtividade governo jk
Atividade governo jk
 
Região nordeste e região sul caça palavras
Região nordeste e região sul caça palavrasRegião nordeste e região sul caça palavras
Região nordeste e região sul caça palavras
 
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
 
Mesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinhaMesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinha
 
História 6º ano
História 6º anoHistória 6º ano
História 6º ano
 
Caça palavras maias
Caça palavras maiasCaça palavras maias
Caça palavras maias
 
Avaliaçâo de geografia (revolução técnico científica)
Avaliaçâo de  geografia     (revolução técnico científica)Avaliaçâo de  geografia     (revolução técnico científica)
Avaliaçâo de geografia (revolução técnico científica)
 
Proclamacao da republica no brasil
Proclamacao da republica no brasilProclamacao da republica no brasil
Proclamacao da republica no brasil
 
Atividades Brasil Colônia
Atividades Brasil ColôniaAtividades Brasil Colônia
Atividades Brasil Colônia
 
Resumo e atividades sobre ditadura militar
Resumo e atividades sobre ditadura militarResumo e atividades sobre ditadura militar
Resumo e atividades sobre ditadura militar
 
FORMAÇÃO POVO BRASILEIRO atividade de história
FORMAÇÃO POVO BRASILEIRO atividade de históriaFORMAÇÃO POVO BRASILEIRO atividade de história
FORMAÇÃO POVO BRASILEIRO atividade de história
 
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
Exercícios de geografia - Regionalização Mundial - 8º ano do E.F.2
 
Avaliação de Hist. - Revolução Industrial
Avaliação de Hist. - Revolução IndustrialAvaliação de Hist. - Revolução Industrial
Avaliação de Hist. - Revolução Industrial
 

Destaque

1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
valdeck1
 
P processo de transição do trabalho escravo para o trabalho assalariado livre.
P processo de transição do trabalho escravo para o trabalho assalariado livre.P processo de transição do trabalho escravo para o trabalho assalariado livre.
P processo de transição do trabalho escravo para o trabalho assalariado livre.
Fran Ferreira
 
A transição para o trabalho livre e assalariado
A transição para o trabalho livre e assalariadoA transição para o trabalho livre e assalariado
A transição para o trabalho livre e assalariado
Edenilson Morais
 
Borrador recreación acuática
Borrador recreación acuáticaBorrador recreación acuática
Borrador recreación acuática
al23293
 
Fim da velha ordem 2
Fim da velha ordem 2Fim da velha ordem 2
Fim da velha ordem 2
Fernanda Lopes
 
Ética e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
Ética e Humanidades - Liberalismo e SocialismoÉtica e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
Ética e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
Cairo Martins
 
A industrialização brasileira em perspectiva histórica (1808-1956)
A industrialização brasileira em perspectiva histórica (1808-1956)A industrialização brasileira em perspectiva histórica (1808-1956)
A industrialização brasileira em perspectiva histórica (1808-1956)
Karol Souza
 
Nova ordem internacional
Nova ordem internacionalNova ordem internacional
Nova ordem internacional
Professor
 
As teorias liberais e socialistas na idade moderna
As teorias liberais e socialistas na idade modernaAs teorias liberais e socialistas na idade moderna
As teorias liberais e socialistas na idade moderna
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Colonizacao portuguesa
Colonizacao portuguesaColonizacao portuguesa
Colonizacao portuguesa
Giovani M Bernini
 
Antecedentes da produção do espaço brasileiro
Antecedentes da produção do espaço brasileiroAntecedentes da produção do espaço brasileiro
Antecedentes da produção do espaço brasileiro
Patrícia Éderson Dias
 
A geografia e o estudo do mundo atual
A geografia e o estudo do mundo atualA geografia e o estudo do mundo atual
A geografia e o estudo do mundo atual
BriefCase
 
A transferência da corte portuguesa para o Brasil
A transferência da corte portuguesa para o BrasilA transferência da corte portuguesa para o Brasil
A transferência da corte portuguesa para o Brasil
Edenilson Morais
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Edvaldo Lopes
 
Expansao maritima e comercial.moderna
Expansao maritima e comercial.modernaExpansao maritima e comercial.moderna
Expansao maritima e comercial.moderna
Edvaldo Lopes
 
Liberalismo x comunismo
Liberalismo x comunismoLiberalismo x comunismo
Liberalismo x comunismo
Kerol Brombal
 
Adam smith
Adam smithAdam smith
Adam smith
renatassf
 
Liberalismo Económico E Capitalismo Financeiro
Liberalismo Económico E Capitalismo FinanceiroLiberalismo Económico E Capitalismo Financeiro
Liberalismo Económico E Capitalismo Financeiro
tubucci
 
Surgimento das leis trabalhistas no brasil
Surgimento das leis trabalhistas no brasilSurgimento das leis trabalhistas no brasil
Surgimento das leis trabalhistas no brasil
Carla Moraes
 
Sociologia - Produtividade, Motivação e Satisfação no Trabalho
Sociologia - Produtividade, Motivação e Satisfação no TrabalhoSociologia - Produtividade, Motivação e Satisfação no Trabalho
Sociologia - Produtividade, Motivação e Satisfação no Trabalho
Celso Afonso
 

Destaque (20)

1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
1.2.a revolução industrial e o liberalismo econômico
 
P processo de transição do trabalho escravo para o trabalho assalariado livre.
P processo de transição do trabalho escravo para o trabalho assalariado livre.P processo de transição do trabalho escravo para o trabalho assalariado livre.
P processo de transição do trabalho escravo para o trabalho assalariado livre.
 
A transição para o trabalho livre e assalariado
A transição para o trabalho livre e assalariadoA transição para o trabalho livre e assalariado
A transição para o trabalho livre e assalariado
 
Borrador recreación acuática
Borrador recreación acuáticaBorrador recreación acuática
Borrador recreación acuática
 
Fim da velha ordem 2
Fim da velha ordem 2Fim da velha ordem 2
Fim da velha ordem 2
 
Ética e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
Ética e Humanidades - Liberalismo e SocialismoÉtica e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
Ética e Humanidades - Liberalismo e Socialismo
 
A industrialização brasileira em perspectiva histórica (1808-1956)
A industrialização brasileira em perspectiva histórica (1808-1956)A industrialização brasileira em perspectiva histórica (1808-1956)
A industrialização brasileira em perspectiva histórica (1808-1956)
 
Nova ordem internacional
Nova ordem internacionalNova ordem internacional
Nova ordem internacional
 
As teorias liberais e socialistas na idade moderna
As teorias liberais e socialistas na idade modernaAs teorias liberais e socialistas na idade moderna
As teorias liberais e socialistas na idade moderna
 
Colonizacao portuguesa
Colonizacao portuguesaColonizacao portuguesa
Colonizacao portuguesa
 
Antecedentes da produção do espaço brasileiro
Antecedentes da produção do espaço brasileiroAntecedentes da produção do espaço brasileiro
Antecedentes da produção do espaço brasileiro
 
A geografia e o estudo do mundo atual
A geografia e o estudo do mundo atualA geografia e o estudo do mundo atual
A geografia e o estudo do mundo atual
 
A transferência da corte portuguesa para o Brasil
A transferência da corte portuguesa para o BrasilA transferência da corte portuguesa para o Brasil
A transferência da corte portuguesa para o Brasil
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Expansao maritima e comercial.moderna
Expansao maritima e comercial.modernaExpansao maritima e comercial.moderna
Expansao maritima e comercial.moderna
 
Liberalismo x comunismo
Liberalismo x comunismoLiberalismo x comunismo
Liberalismo x comunismo
 
Adam smith
Adam smithAdam smith
Adam smith
 
Liberalismo Económico E Capitalismo Financeiro
Liberalismo Económico E Capitalismo FinanceiroLiberalismo Económico E Capitalismo Financeiro
Liberalismo Económico E Capitalismo Financeiro
 
Surgimento das leis trabalhistas no brasil
Surgimento das leis trabalhistas no brasilSurgimento das leis trabalhistas no brasil
Surgimento das leis trabalhistas no brasil
 
Sociologia - Produtividade, Motivação e Satisfação no Trabalho
Sociologia - Produtividade, Motivação e Satisfação no TrabalhoSociologia - Produtividade, Motivação e Satisfação no Trabalho
Sociologia - Produtividade, Motivação e Satisfação no Trabalho
 

Semelhante a A industrialização e trabalho assalariado no brasil

O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA.pptxINDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
JulianaRibeiroChavie
 
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
MoissProfGeo
 
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no  Brasil 7 ano fundamental.pptxIndustria no  Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptx
anacardoso258774
 
A industrialização no Brasil - Material completo
A industrialização no Brasil - Material completoA industrialização no Brasil - Material completo
A industrialização no Brasil - Material completo
Ana Maciel
 
A industrialização brasileira II
A industrialização brasileira IIA industrialização brasileira II
A industrialização brasileira II
AnnellyezyAparecida1
 
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
Claudio Henrique Ramos Sales
 
A indústria brasileira
A indústria brasileiraA indústria brasileira
A indústria brasileira
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Indústria brasileira
Indústria brasileiraIndústria brasileira
Indústria brasileira
dobtumblr
 
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
Faga1939
 
Notas sobre o processo da industrialização no Brasil
Notas sobre o processo da industrialização no BrasilNotas sobre o processo da industrialização no Brasil
Notas sobre o processo da industrialização no Brasil
Gabrieldibernardi
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
ProfMario De Mori
 
Industria brasileira 2
Industria brasileira 2Industria brasileira 2
Industria brasileira 2
Sílvia Almada
 
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRAINDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
Bruno Lima
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Hiago Gonçalves
 
Modulo 12 - A indústria brasileira
Modulo 12 - A indústria brasileiraModulo 12 - A indústria brasileira
Modulo 12 - A indústria brasileira
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileira
Artur Lara
 
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo IndustrialO Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
eduardodemiranda
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
Catia Prates
 
Definições de industrias
Definições de industriasDefinições de industrias
Definições de industrias
c20144
 

Semelhante a A industrialização e trabalho assalariado no brasil (20)

O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
 
INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA.pptxINDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
 
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
7º ano aula 05 Industrialização Brasileira (2).pptx
 
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no  Brasil 7 ano fundamental.pptxIndustria no  Brasil 7 ano fundamental.pptx
Industria no Brasil 7 ano fundamental.pptx
 
A industrialização no Brasil - Material completo
A industrialização no Brasil - Material completoA industrialização no Brasil - Material completo
A industrialização no Brasil - Material completo
 
A industrialização brasileira II
A industrialização brasileira IIA industrialização brasileira II
A industrialização brasileira II
 
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
 
A indústria brasileira
A indústria brasileiraA indústria brasileira
A indústria brasileira
 
Indústria brasileira
Indústria brasileiraIndústria brasileira
Indústria brasileira
 
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
 
Notas sobre o processo da industrialização no Brasil
Notas sobre o processo da industrialização no BrasilNotas sobre o processo da industrialização no Brasil
Notas sobre o processo da industrialização no Brasil
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
 
Industria brasileira 2
Industria brasileira 2Industria brasileira 2
Industria brasileira 2
 
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRAINDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO BRASILEIRA
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Modulo 12 - A indústria brasileira
Modulo 12 - A indústria brasileiraModulo 12 - A indústria brasileira
Modulo 12 - A indústria brasileira
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileira
 
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo IndustrialO Brasil na Era do Capitalismo Industrial
O Brasil na Era do Capitalismo Industrial
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
Definições de industrias
Definições de industriasDefinições de industrias
Definições de industrias
 

A industrialização e trabalho assalariado no brasil

  • 1. Industrialização e o Trabalho Assalariado no Brasil Componentes: Emanoel, Rafael, Patrick Série: 2° V2 E.E.E.F.M Prof. Manoel Abreu
  • 2. A industrialização do Brasil começou no final do século XIX, tendo se intensificado a partir dos anos de 1930. Os fatores indispensáveis para a modernização do Brasil foi à abolição da escravatura e a consequente expansão do trabalho assalariado, a imigração e a expansão do mercado consumidor e as exportações do café e dos capitais que elas geraram. O PROCESSO DE INDUSTRIALIZAÇÃO DO BRASIL Foi apenas no final do século XIX que a escravidão acabou no Brasil, período em que também se aceleraram a vinda de imigrantes e a expansão da relação de trabalho assalariado. Isso tudo foi indispensável para a expansão industrial do país. Antes havia apenas algumas indústrias isoladas, muito artesanato e algum crescimento manufatureiro, mas não industrialização. Isso porque a própria existência da escravidão, que era o sustentáculo da economia brasileira, impedia a evolução industrial.
  • 3. A escravidão dificultava a modernização tecnológica do trabalho, a aquisição de máquinas, pois a compra de escravos era um investimento alto e feito à vista, antes mesmo que eles começassem a trabalhar. Além disso, a evolução tecnológica pressupõe a especialização do trabalhador, e não convinha aos proprietários educar e especializar seus escravos. Além disso, o escravo não constituía um mercado consumidor, já que não tem dinheiro e vive do que o dono lhe fornece geralmente o indispensável para sobreviver e trabalhar. A relação do trabalho assalariado apresenta efeitos contrários à escravidão no que se refere à modernização tecnológica, à expansão da maquinaria. O trabalhador recebe salário o que faz dele uma parcela do mercado consumidor de bens industrializados. Ou seja, com o trabalhador assalariado, o mercado consumidor se amplia, o que favoreceu o processo de industrialização brasileiro. Outro fator importante para esse processo foi à imigração. Os imigrantes foram os primeiros trabalhadores assalariados no Brasil, os primeiros operários da indústria nascente, e aumentaram o mercado consumidor do país, pois já tinham o hábito de adquirir bens industrializados nos seus países de origem.
  • 4. Como a industrialização brasileira foi tardia, pois começou com o prazo de mais de um século em relação aos países líderes da Revolução Industrial, as máquinas utilizadas e a tecnologia não foram produzidas internamente, mas importadas daqueles países que já as desenvolviam há mais de um século, principalmente a Inglaterra. Isso significa que não ocorreu aqui a passagem do artesanato para a manufatura. A atividade fabril começou já em sua forma moderna (para época). E os estabelecimentos comerciais já nasceram com o grande porte para época. Porém, a necessidade de importar máquinas e tecnologia deixou o Brasil dependente dos países desenvolvidos.
  • 5. Para importar as máquinas e a tecnologia era preciso capital. A lavoura cafeeira era a principal atividade econômica do país nesse período, o que fazia dos fazendeiros e dos comerciantes os detentores do capital. Mas, para que esses investissem na indústria, deixando de aplicar seus capitais na expansão das lavouras cafeeira, eram necessárias condições favoráveis. Essas condições surgiram com as crises de exportações de café. Isso aconteceu devido a Primeira Guerra Mundial, que acabou por impulsionar o crescimento industrial no Brasil. Isso aconteceu porque os países compradores do café brasileiro pararam de comprar o produto, pois canalizaram suas receitas para as despesas com a guerra.
  • 6. Como o Brasil não conseguia vender, também não conseguia importar os produtos industrializados, já que as indústrias europeias estavam se dedicando a produção bélica. Esses fatos tornaram interessante o investimento de capitais nas indústrias de produção de bens como alimentos, roupas, móveis, bebidas e outras. Assim, pode-se afirmar que a industrialização brasileira teve, até o final da Segunda Guerra Mundial, caráter substitutivo: ela foi um processo de industrialização de substituição de importações. Tratou-se de produzir internamente bens que eram importados dos países desenvolvidos. Após a Segunda Guerra Mundial e principalmente a partir da década de 1950, esse processo de industrialização adquire novo caráter: as empresas estadunidenses, europeias e japonesas começam a se internacionalizar, tornam- se multinacionais e começam a se instalar fortemente no Brasil. O Estado passa, então, a associar-se ao capital estrangeiro, além de criar um grande número de empresas estatais. Nessa segunda metade do século XX, a industrialização no Brasil deixa de ser feita essencialmente com capitais privados em razão da expansão das multinacionais. Também, nesse período se expandiram no país as indústrias de bens intermediários e bens de capital.
  • 7. Fim