SlideShare uma empresa Scribd logo
DOUTRINAS SÉC. XIX
1. Doutrina:
o Conjunto sistematizado de idéias
   ou princípios que estruturam e
   dão base a: religião, filosofia,
   partido político ou sistema de
   produção.
o São extraídos de interpretações
   filosóficas de um dado contexto
   político, econômico, social.
2. Contexto do séc. XIX
Liberalismo
o Iluminismo.
o Revolução Francesa.
o Expansão napoleônica.
o Democracia e República.
o Liberdade política.
Doutrinas  sociais do séc xix
Revolução Industrial
o Expansão na produção.
o Expansão dos mercados.
o Acúmulo de capitais.
o Concentração de renda.
o Liberalismo econômico.
o Antimercantilismo.
o Burguesia consolidada.
Doutrinas  sociais do séc xix
Contradições
o Burguesia cada vez mais rica.
o Burguesia detinha poder político e
 econômico.
o Povo cada vez mais pobre.
o Exclusão social e política.
 Num contexto em que a burguesia consolidava – se política e
  economicamente, surgiram teóricos que criaram doutrinas
 que pretendiam entender e explicar o que ocorria no mundo
     político, econômico e social. Tais doutrinas também
          alimentaram novos contextos e revoluções.
3. Liberalismo político:
o Influências iluministas.
o Consagraram valores e ideais
 burgueses: propriedade privada e
 democracia (voto, eleições).
o Incentivou revoluções burguesas
 que derrubaram o Absolutismo e
 criaram a democracia burguesa.
4. Liberalismo econômico:
o A burguesia consolidava – se
 economicamente.
o A intervenção do Estado no
 mercado prejudicava os interesses
 e lucros burgueses
o O Liberalismo defendia o livre
 mercado e a propriedade privada.
5. Nacionalismo:
Nação
o Povo unido por valores biológicos
 e culturais comuns.
Projetos e objetivos:
o Autodeterminação dos povos.
o Território delimitado.
o Estado independente.
A Liberdade Guiando o Povo – Eugène Delacroix
Doutrinas  sociais do séc xix
Doutrinas  sociais do séc xix
Doutrinas  sociais do séc xix
Doutrinas  sociais do séc xix
7. Socialismo:
o Princípios e ideais que combatiam
 a exploração do povo em defesa
 de uma sociedade igualitária.
o Símbolo de resistência à opressão
 e bandeira de luta do proletariado
 contra a burguesia.
o Consequência da exclusão social.
Socialismo Utópico
o Utopia: sonho ou imaginação.
o Thomas More sonhava com uma
 sociedade igualitária e perfeita.
o O Socialismo Utópico sonhava
 com a justiça social e a igualdade
 concedidas naturalmente pela
 burguesia, sem revolução.
Saint – Simon (1760/1825)
o Pregava a extinção das classes
 sociais.
o Defendia uma sociedade com três
 classes: sábios, proprietários e
 não proprietários.
o Parasitas e ociosos não teriam
 direito à riqueza e o poder com os
 sábios.
Claude-Henri Saint-Simon
Charles Fourier (1772/1837)
o Defendia a sociedade igualitária.
Falanstérios (comunidades)
o Condomínios sociais.
o Propriedade coletiva de divisão
 justa: terra, trabalho e riqueza.
o Sonhava com a harmonia social e
 um homem justo e novo.
Charles Fourier
Robert Owen (1771/1858)
o Empresário/burguês não aceitava
 a exploração e a miséria de seus
 operários.
o Adotou sistema de autogestão e
 divisão de renda (cooperativismo).
o Construiu um bairro operário e
 creches para os filhos de seus
 funcionários.
Robert Owen
Pierre Proudhon (1804/1865)
o Crítico da propriedade privada.
o Propôs reformas radicais e o
 cooperativismo (autogestão).
o Idealizou a República igualitária.
o Por suas idéias é considerado o
 precursor do Anarquismo.
Pierre Proudhon
Socialismo Científico
Karl Marx e Friedrich Engels
o Análise científica do Capitalismo e
 suas contradições.
o Indicavam caminhos para a
 superação das desigualdades e a
 sociedade igualitária.
o Analisou os modos de produção.
Karl Marx     Friedrich Engels
(1818 – 1883)    (1820 – 1895)
Materialismo histórico
o Examina a sociedade a partir de
 elementos materiais/econômicos.
o A base socioeconômica define os
 elementos econômicos, sociais,
 políticos e culturais (superestrutura).
o As contradições resultantes levam à
 Revolução.
Luta de Classes (motor da história)
o Os antagonismos entre classes
 são resultado da exploração.
o A propriedade privada é a base
 da exploração que gera a luta
 entre dominantes e dominados.
o Senhores feudais X servos.
o Burgueses X proletários.
Mais Valia
o Diferença entre riqueza produzida
 e o valor da remuneração (salário)
 recebida.
o A burguesia transforma mais valia
 em lucro e reinveste no negócio,
 tornando –se mais rica.
o Exploração gerando capital.
Caminhos da Revolução
o O proletariado faria a Revolução
 armada, tomando o Estado da
 burguesia.
o Seria implantada a ditadura do
 proletariado e depois o Socialismo.
o Socialismo seria transitório.
o A meta final seria o Comunismo.
Socialismo:
o Após a ditadura do proletariado,
 sistema coletivo, sem propriedade
 privada, sem classes sociais e o
 Estado em poder do povo.
Comunismo:
o Socialismo sem o Estado.
o Sociedade igualitária e perfeita.
“Os trabalhadores não têm nada a
 perder a não ser seus grilhões...
   Proletários de todo o mundo,
           UNI – VOS.”
 (Manifesto Comunista – 1848 )
Doutrinas  sociais do séc xix
Doutrinas  sociais do séc xix
Anarquismo
Teóricos: Bakunin, Kropotkin.
o Variação do Socialismo científico.
o Propunha o Comunismo sem
 passar pelo Socialismo.
o Criticavam a propriedade privada,
 as classes sociais e o Estado.
o Repudiavam leis e regras em
 favor da autogestão.
Mikhail Aleksandrovitch Bakunin   Piotr Alexeyevich Kropotkin
         (1814 – 1876)                   (1842 – 1921)
Via revolucionária
o Derrubar o Estado capitalista com
 violência e, radicalmente, passar
 ao Comunismo.
Via pacífica
o Boicotar o Estado capitalista com
 desobediência civil.
o Não pagar impostos, greves.
8. Socialismo cristão (católico):
o Representa as posições da Igreja
 Católica diante da exploração e
 das desigualdades sociais.
o Propunha reformas sem revolução
 (justiça, salários) para evitar os
 confrontos e proteger a burguesia
 e seus valores (capital, lucro e
 propriedade privada).
Bulas e Encíclicas
Rerum Novarum – Leão XIII
o Igreja: mediadora de conflitos.
o Condenava o marxismo.
o Crença nas reformas pacíficas.
  O caráter moderado da Igreja Católica foi reafirmado por Pio XI
  (Quadragesimo Anno), João XXIII (Mater et Magistra e Pacem in
    Terris) e Paulo VI (Populorum Progressio e Humanae Vitae).
  O Concílio Vaticano II (1962 – 1965), reafirmou as preocupações
                   da Igreja com a questão social.
Doutrinas  sociais do séc xix
Doutrinas  sociais do séc xix
Doutrinas  sociais do séc xix
Doutrinas  sociais do séc xix

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
Fabiana Tonsis
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Douglas Barraqui
 
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
Daniel Alves Bronstrup
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
Edenilson Morais
 
Séc xix o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
Séc xix   o mundo em transformação - socialismo - liberalismoSéc xix   o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
Séc xix o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
Douglas Barraqui
 
Revolucao francesa
Revolucao francesaRevolucao francesa
Revolucao francesa
luizmourao23
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
Edenilson Morais
 
8 2º reinado
8  2º reinado8  2º reinado
8 2º reinado
José Augusto Fiorin
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
Daniel Alves Bronstrup
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
Edenilson Morais
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
Fatima Freitas
 
3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial
Daniel Alves Bronstrup
 
Independência da américa
Independência da américaIndependência da américa
Independência da américa
harlissoncarvalho
 
Proclamação da república
Proclamação da repúblicaProclamação da república
Proclamação da república
Fabiana Tonsis
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.
Privada
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
O ILUMINISMO
Paulo Alexandre
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
Daniel Alves Bronstrup
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
Fabiana Tonsis
 
Revolucao inglesa (1)
Revolucao inglesa (1)Revolucao inglesa (1)
Revolucao inglesa (1)
Norma Almeida
 

Mais procurados (20)

Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
 
Séc xix o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
Séc xix   o mundo em transformação - socialismo - liberalismoSéc xix   o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
Séc xix o mundo em transformação - socialismo - liberalismo
 
Revolucao francesa
Revolucao francesaRevolucao francesa
Revolucao francesa
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
 
8 2º reinado
8  2º reinado8  2º reinado
8 2º reinado
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial3° ano - Revoltas do Período Regencial
3° ano - Revoltas do Período Regencial
 
Independência da américa
Independência da américaIndependência da américa
Independência da américa
 
Proclamação da república
Proclamação da repúblicaProclamação da república
Proclamação da república
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.E.U.A no século XIX.
E.U.A no século XIX.
 
O ILUMINISMO
O ILUMINISMOO ILUMINISMO
O ILUMINISMO
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Revolucao inglesa (1)
Revolucao inglesa (1)Revolucao inglesa (1)
Revolucao inglesa (1)
 

Destaque

Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xix
Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xixMovimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xix
Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xix
Zeze Silva
 
Sociedade, Tecnologia e Ciência
Sociedade, Tecnologia e CiênciaSociedade, Tecnologia e Ciência
Sociedade, Tecnologia e Ciência
Fábio Simões
 
Revoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismoRevoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismo
Elton Zanoni
 
As revoluções liberais européias no século XIX
As revoluções liberais européias no século XIXAs revoluções liberais européias no século XIX
As revoluções liberais européias no século XIX
Professor Marcelo
 
O mundo industrializado no século xix
O mundo industrializado no século xixO mundo industrializado no século xix
O mundo industrializado no século xix
maria40
 
História
HistóriaHistória
História
dinicmax
 
América pré colombiana
América pré colombianaAmérica pré colombiana
América pré colombiana
PROFºWILTONREIS
 
Trabaho historia Movimento Operário -
Trabaho historia Movimento Operário - Trabaho historia Movimento Operário -
Trabaho historia Movimento Operário -
Simone Calil
 
Ciência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxiCiência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxi
Marla Geller
 
Novas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIXNovas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIX
Andre Luiz
 
Revolucao Industrial
Revolucao IndustrialRevolucao Industrial
Revolucao Industrial
LianaSuzuki
 
Cartismo
CartismoCartismo
Movimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no séculoMovimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no século
Vagner Roberto
 
Revoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismoRevoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismo
Elton Zanoni
 
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xix
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xixA organização dos trabalhadores na inglaterra século xix
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xix
marcelo lima
 
As revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xixAs revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xix
Nelia Salles Nantes
 
Revoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIXRevoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIX
dmflores21
 
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo
Vanessa Jorge
 
Anarquismo,comunismo e socialismo
Anarquismo,comunismo e socialismo Anarquismo,comunismo e socialismo
Anarquismo,comunismo e socialismo
Michele Macedo
 
Movimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIXMovimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIX
Edvaldo S. Júnior
 

Destaque (20)

Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xix
Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xixMovimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xix
Movimentos trabalhistas e doutrinas sociais do século xix
 
Sociedade, Tecnologia e Ciência
Sociedade, Tecnologia e CiênciaSociedade, Tecnologia e Ciência
Sociedade, Tecnologia e Ciência
 
Revoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismoRevoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismo
 
As revoluções liberais européias no século XIX
As revoluções liberais européias no século XIXAs revoluções liberais européias no século XIX
As revoluções liberais européias no século XIX
 
O mundo industrializado no século xix
O mundo industrializado no século xixO mundo industrializado no século xix
O mundo industrializado no século xix
 
História
HistóriaHistória
História
 
América pré colombiana
América pré colombianaAmérica pré colombiana
América pré colombiana
 
Trabaho historia Movimento Operário -
Trabaho historia Movimento Operário - Trabaho historia Movimento Operário -
Trabaho historia Movimento Operário -
 
Ciência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxiCiência, tecnologia e educação para o século xxi
Ciência, tecnologia e educação para o século xxi
 
Novas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIXNovas Doutrinas Sociais - século XIX
Novas Doutrinas Sociais - século XIX
 
Revolucao Industrial
Revolucao IndustrialRevolucao Industrial
Revolucao Industrial
 
Cartismo
CartismoCartismo
Cartismo
 
Movimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no séculoMovimentos sociais e politicos da europa no século
Movimentos sociais e politicos da europa no século
 
Revoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismoRevoluções liberais e nacionalismo
Revoluções liberais e nacionalismo
 
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xix
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xixA organização dos trabalhadores na inglaterra século xix
A organização dos trabalhadores na inglaterra século xix
 
As revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xixAs revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xix
 
Revoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIXRevoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIX
 
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo
14 moodle revolucao liberal portuguesa cartismo setembrismo
 
Anarquismo,comunismo e socialismo
Anarquismo,comunismo e socialismo Anarquismo,comunismo e socialismo
Anarquismo,comunismo e socialismo
 
Movimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIXMovimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIX
 

Semelhante a Doutrinas sociais do séc xix

Doutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIXDoutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIX
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix ppt
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix pptO embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix ppt
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix ppt
AliceLani
 
Movimentos do século xix
Movimentos do século xixMovimentos do século xix
Movimentos do século xix
Max22Rodrigues
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
ProfessoresColeguium
 
As teorias socialistas
As teorias socialistasAs teorias socialistas
As teorias socialistas
Alan
 
Doutrinas sociais
Doutrinas sociaisDoutrinas sociais
Doutrinas sociais
ProfessoresColeguium
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
ProfessoresColeguium
 
Ideologias do século XIX
Ideologias do século XIXIdeologias do século XIX
As teorias socialistas 1
As teorias socialistas 1As teorias socialistas 1
As teorias socialistas 1
Alan
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
ProfessoresColeguium
 
Política marxista
Política marxistaPolítica marxista
Política marxista
Victor Said
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e LiberismoCapitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Inês Oliveira
 
17
1717
Socialismo
SocialismoSocialismo
Socialismo
Camila Oliveira
 
Exercícios sobre as ideologias do século XIX
Exercícios sobre as ideologias do século XIXExercícios sobre as ideologias do século XIX
Exercícios sobre as ideologias do século XIX
Acrópole - História & Educação
 
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptxSOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
dawdsoncangussu
 
Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução FrancesaIluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
Carlos Glufke
 
Ilumijsdifixicvhuxchvucx
IlumijsdifixicvhuxchvucxIlumijsdifixicvhuxchvucx
Ilumijsdifixicvhuxchvucx
joaotavares
 
Aula-semana 06/03. Artesanato- Manufatura- Indústria. Socialismo
Aula-semana 06/03.Artesanato- Manufatura- Indústria.SocialismoAula-semana 06/03.Artesanato- Manufatura- Indústria.Socialismo
Aula-semana 06/03. Artesanato- Manufatura- Indústria. Socialismo
joao paulo
 

Semelhante a Doutrinas sociais do séc xix (20)

Doutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIXDoutrinas sociais do século XIX
Doutrinas sociais do século XIX
 
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix ppt
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix pptO embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix ppt
O embate entre as correntes liberaias e os socialismos no século xix ppt
 
Movimentos do século xix
Movimentos do século xixMovimentos do século xix
Movimentos do século xix
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
 
As teorias socialistas
As teorias socialistasAs teorias socialistas
As teorias socialistas
 
Doutrinas sociais
Doutrinas sociaisDoutrinas sociais
Doutrinas sociais
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
 
Ideologias do século XIX
Ideologias do século XIXIdeologias do século XIX
Ideologias do século XIX
 
As teorias socialistas 1
As teorias socialistas 1As teorias socialistas 1
As teorias socialistas 1
 
Socialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismoSocialismos e anarquismo
Socialismos e anarquismo
 
Política marxista
Política marxistaPolítica marxista
Política marxista
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e LiberismoCapitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
Capitalismo, Comunismo, Socialismo, Marxismo, Anarquismo e Liberismo
 
17
1717
17
 
Socialismo
SocialismoSocialismo
Socialismo
 
Exercícios sobre as ideologias do século XIX
Exercícios sobre as ideologias do século XIXExercícios sobre as ideologias do século XIX
Exercícios sobre as ideologias do século XIX
 
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptxSOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
SOCIALISMO, ANARQUISMO.pptx
 
Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução FrancesaIluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
Iluminismo, Revolução Industrial e Revolução Francesa
 
Ilumijsdifixicvhuxchvucx
IlumijsdifixicvhuxchvucxIlumijsdifixicvhuxchvucx
Ilumijsdifixicvhuxchvucx
 
Aula-semana 06/03. Artesanato- Manufatura- Indústria. Socialismo
Aula-semana 06/03.Artesanato- Manufatura- Indústria.SocialismoAula-semana 06/03.Artesanato- Manufatura- Indústria.Socialismo
Aula-semana 06/03. Artesanato- Manufatura- Indústria. Socialismo
 

Mais de Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia

Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistasBrasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Islamismo 2021
Islamismo 2021Islamismo 2021
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil Mineração (século XVIII)
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Neocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou ImperialismoNeocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou Imperialismo
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Brasil pré-colonial e colonial.
Brasil pré-colonial e colonial.Brasil pré-colonial e colonial.
Brasil pré-colonial e colonial.
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 

Mais de Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia (20)

Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
Iluminismo 2021
 
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
 
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
 
Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021
 
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
 
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
 
Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021
 
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
 
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistasBrasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
 
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
 
Islamismo 2021
Islamismo 2021Islamismo 2021
Islamismo 2021
 
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
 
Brasil Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil Mineração (século XVIII)
 
Neocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou ImperialismoNeocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou Imperialismo
 
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
 
Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021
 
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
 
Brasil pré-colonial e colonial.
Brasil pré-colonial e colonial.Brasil pré-colonial e colonial.
Brasil pré-colonial e colonial.
 

Último

apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 

Doutrinas sociais do séc xix

  • 2. 1. Doutrina: o Conjunto sistematizado de idéias ou princípios que estruturam e dão base a: religião, filosofia, partido político ou sistema de produção. o São extraídos de interpretações filosóficas de um dado contexto político, econômico, social.
  • 3. 2. Contexto do séc. XIX Liberalismo o Iluminismo. o Revolução Francesa. o Expansão napoleônica. o Democracia e República. o Liberdade política.
  • 5. Revolução Industrial o Expansão na produção. o Expansão dos mercados. o Acúmulo de capitais. o Concentração de renda. o Liberalismo econômico. o Antimercantilismo. o Burguesia consolidada.
  • 7. Contradições o Burguesia cada vez mais rica. o Burguesia detinha poder político e econômico. o Povo cada vez mais pobre. o Exclusão social e política. Num contexto em que a burguesia consolidava – se política e economicamente, surgiram teóricos que criaram doutrinas que pretendiam entender e explicar o que ocorria no mundo político, econômico e social. Tais doutrinas também alimentaram novos contextos e revoluções.
  • 8. 3. Liberalismo político: o Influências iluministas. o Consagraram valores e ideais burgueses: propriedade privada e democracia (voto, eleições). o Incentivou revoluções burguesas que derrubaram o Absolutismo e criaram a democracia burguesa.
  • 9. 4. Liberalismo econômico: o A burguesia consolidava – se economicamente. o A intervenção do Estado no mercado prejudicava os interesses e lucros burgueses o O Liberalismo defendia o livre mercado e a propriedade privada.
  • 10. 5. Nacionalismo: Nação o Povo unido por valores biológicos e culturais comuns. Projetos e objetivos: o Autodeterminação dos povos. o Território delimitado. o Estado independente.
  • 11. A Liberdade Guiando o Povo – Eugène Delacroix
  • 16. 7. Socialismo: o Princípios e ideais que combatiam a exploração do povo em defesa de uma sociedade igualitária. o Símbolo de resistência à opressão e bandeira de luta do proletariado contra a burguesia. o Consequência da exclusão social.
  • 17. Socialismo Utópico o Utopia: sonho ou imaginação. o Thomas More sonhava com uma sociedade igualitária e perfeita. o O Socialismo Utópico sonhava com a justiça social e a igualdade concedidas naturalmente pela burguesia, sem revolução.
  • 18. Saint – Simon (1760/1825) o Pregava a extinção das classes sociais. o Defendia uma sociedade com três classes: sábios, proprietários e não proprietários. o Parasitas e ociosos não teriam direito à riqueza e o poder com os sábios.
  • 20. Charles Fourier (1772/1837) o Defendia a sociedade igualitária. Falanstérios (comunidades) o Condomínios sociais. o Propriedade coletiva de divisão justa: terra, trabalho e riqueza. o Sonhava com a harmonia social e um homem justo e novo.
  • 22. Robert Owen (1771/1858) o Empresário/burguês não aceitava a exploração e a miséria de seus operários. o Adotou sistema de autogestão e divisão de renda (cooperativismo). o Construiu um bairro operário e creches para os filhos de seus funcionários.
  • 24. Pierre Proudhon (1804/1865) o Crítico da propriedade privada. o Propôs reformas radicais e o cooperativismo (autogestão). o Idealizou a República igualitária. o Por suas idéias é considerado o precursor do Anarquismo.
  • 26. Socialismo Científico Karl Marx e Friedrich Engels o Análise científica do Capitalismo e suas contradições. o Indicavam caminhos para a superação das desigualdades e a sociedade igualitária. o Analisou os modos de produção.
  • 27. Karl Marx Friedrich Engels (1818 – 1883) (1820 – 1895)
  • 28. Materialismo histórico o Examina a sociedade a partir de elementos materiais/econômicos. o A base socioeconômica define os elementos econômicos, sociais, políticos e culturais (superestrutura). o As contradições resultantes levam à Revolução.
  • 29. Luta de Classes (motor da história) o Os antagonismos entre classes são resultado da exploração. o A propriedade privada é a base da exploração que gera a luta entre dominantes e dominados. o Senhores feudais X servos. o Burgueses X proletários.
  • 30. Mais Valia o Diferença entre riqueza produzida e o valor da remuneração (salário) recebida. o A burguesia transforma mais valia em lucro e reinveste no negócio, tornando –se mais rica. o Exploração gerando capital.
  • 31. Caminhos da Revolução o O proletariado faria a Revolução armada, tomando o Estado da burguesia. o Seria implantada a ditadura do proletariado e depois o Socialismo. o Socialismo seria transitório. o A meta final seria o Comunismo.
  • 32. Socialismo: o Após a ditadura do proletariado, sistema coletivo, sem propriedade privada, sem classes sociais e o Estado em poder do povo. Comunismo: o Socialismo sem o Estado. o Sociedade igualitária e perfeita.
  • 33. “Os trabalhadores não têm nada a perder a não ser seus grilhões... Proletários de todo o mundo, UNI – VOS.” (Manifesto Comunista – 1848 )
  • 36. Anarquismo Teóricos: Bakunin, Kropotkin. o Variação do Socialismo científico. o Propunha o Comunismo sem passar pelo Socialismo. o Criticavam a propriedade privada, as classes sociais e o Estado. o Repudiavam leis e regras em favor da autogestão.
  • 37. Mikhail Aleksandrovitch Bakunin Piotr Alexeyevich Kropotkin (1814 – 1876) (1842 – 1921)
  • 38. Via revolucionária o Derrubar o Estado capitalista com violência e, radicalmente, passar ao Comunismo. Via pacífica o Boicotar o Estado capitalista com desobediência civil. o Não pagar impostos, greves.
  • 39. 8. Socialismo cristão (católico): o Representa as posições da Igreja Católica diante da exploração e das desigualdades sociais. o Propunha reformas sem revolução (justiça, salários) para evitar os confrontos e proteger a burguesia e seus valores (capital, lucro e propriedade privada).
  • 40. Bulas e Encíclicas Rerum Novarum – Leão XIII o Igreja: mediadora de conflitos. o Condenava o marxismo. o Crença nas reformas pacíficas. O caráter moderado da Igreja Católica foi reafirmado por Pio XI (Quadragesimo Anno), João XXIII (Mater et Magistra e Pacem in Terris) e Paulo VI (Populorum Progressio e Humanae Vitae). O Concílio Vaticano II (1962 – 1965), reafirmou as preocupações da Igreja com a questão social.