SlideShare uma empresa Scribd logo
ETEC GUARACY SILVEIRA




TEORIA CIENTÍFICA ESTUDO DA FADIGA HUMANA




      THAIS FERREIRA DA CRUZ N°32 1°ETZ




                 SÃO PAULO

                    2012
Chiavenato, Idalberto

   Introdução à teoria geral da administração: uma visão abrangente da moderna
administração das organizações/ Idalberto Chiavenato-7. ed. rev. E atual. – Rio de
Janeiro: Elsevier, 2003 – 13º Reimpressão.

   CRUZ, Thais Ferreira.

   O estudo da Fadiga Humana dentro da Administração cientifica se baseia nos
movimentos na anatomia e fisiologia humanas. Foi realizado o estudo estatístico
sobre os efeitos da fadiga na produtividade dos operários.

   A fadiga é considerada um redutor da eficiência. Para reduzir a fadiga foi
proposto princípios de economia de movimentos relativos ao uso do corpo humano,
na disposição do material no local de trabalho e as ferramentas e equipamentos.

   O estudo dos movimentos humanos tem uma tripla finalidade; O primeiro é evitar
movimentos inúteis na execução de uma tarefa, ou seja, evitar movimentos que
sejam repetitivos e não leva o funcionário a nada. O segundo é a execução
econômica dos movimentos úteis do ponto de vista fisiológico, que seria uma forma
pratica e rápida de fazer o trabalho operacional com uma limitação dos movimentos,
movimentos curtos e eficientes. O terceiro seria a seriação apropriada aos
movimentos (princípios de economia de movimentos), ou seja, todos os movimentos
seriados, um dando continuidade ao outro.

   Gilbreth fez estudos sobre os efeitos da fadiga, alegando que diminui a
produtividade e qualidade do trabalho, perda de tempo, aumento da rotatividade de
pessoal, doenças e acidentes e diminuição da capacidade de esforços. Em suma, a
fadiga é um redutor da eficiência, por isso Gilbreth propôs os princípios de economia
de movimentos classificados em tripla finalidade.

   A análise do trabalho e o estudo dos tempos e movimentos provocou a
reestruturação das operações industriais nos Estados Unidos, eliminando os
movimentos desnecessários e economizando energia e tempo. Uma das
decorrências do estudo dos tempos e movimentos foi à divisão do trabalho e a
especialização do operário passou a ser especializado na execução de uma única
tarefa para ajustar-se aos padrões descritos e às normas de desempenho definidas
pelo método. A ideia básica era de que a eficiência aumenta com a especialização:
quanto mais especializado for um operário tanto maior será sua eficiência, sendo
assim, evitando a fadiga dos operários dentro das organizações.

   Observando alguns conceitos da resenha descrita acima, podemos ver que o
estudo da fadiga humana foi muito importante para os trabalhadores que tinham um
cargo operacional dentro das organizações, pois o estudo trouxe uma nova forma de
executar o trabalho, sendo beneficiado tanto o empregado como o empregador,
dando à eficiência e a eficácia as organizações.

   A leitura dessa resenha é essencial para pessoas que procuram saber sobre o
estudo da fadiga humana dentro das empresas, pois ajuda e facilita o trabalho
dentro das organizações, e mostra novos meios de efetuar as tarefas exigidas pelos
empregadores. Uma leitura indispensável para leitores que quere saber e entender o
por que desse estudo e como tudo surgiu.

   Chiavenato nasceu em               1936 no interior do estado de São Paulo, é
autor brasileiro na área de administração de empresas e de recursos humanos tendo
seus livros utilizados   por      administradores      no Brasil,   países   da América
Latina, Portugal, Espanha e países africanos de língua portuguesa. Algumas de
suas   principais   obras      são:    Administração   para    Administradores   e   Não
administradores - Ed. Saraiva (2008) 272 páginas, introdução à Teoria Geral da
Administração 7ª edição - Ed. Campus (2004) 634 páginas , Administração nos
Novos Tempos 2ª edição - Ed. Campus (2004) 648 páginas, entre muita outras
obras famosa do escritor. Chiavenato é autor de mais de 40 livros na língua
Portuguesa.

   Aluna do primeiro modulo do ensino Técnico em Administração. Atividade
realizada no decorrer da disciplina.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades educativas 2 ano 04 agosto
Atividades educativas 2 ano 04 agostoAtividades educativas 2 ano 04 agosto
Atividades educativas 2 ano 04 agosto
Washington Rocha
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
Democracia
Direito Nabuco
 
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
RAFAELASCARI1
 
Comércio eletrônico Vantagens e Desvantagens
Comércio eletrônico  Vantagens e DesvantagensComércio eletrônico  Vantagens e Desvantagens
Comércio eletrônico Vantagens e Desvantagens
Danilo Pires
 
Aula 5 midias sociais
Aula 5   midias sociaisAula 5   midias sociais
Aula 5 midias sociais
aulasdejornalismo
 
O mundo do trabalho
O mundo do trabalho  O mundo do trabalho
O mundo do trabalho
Sarah Bruck
 
Teste de qualidade de vida
Teste de qualidade de vidaTeste de qualidade de vida
Teste de qualidade de vida
Luciano de Oliveira
 
Justiça com as próprias mãos
Justiça com as próprias mãosJustiça com as próprias mãos
Justiça com as próprias mãos
João Mendonça
 
Publicidade[1]
Publicidade[1]Publicidade[1]
Publicidade[1]
Cristina Fontes
 
Exercicios revisao 3 etapa 8 ano gabarito hist
Exercicios revisao 3 etapa 8 ano gabarito histExercicios revisao 3 etapa 8 ano gabarito hist
Exercicios revisao 3 etapa 8 ano gabarito hist
ProfessoresColeguium
 
9º-ANO-HIST-II.pdf
9º-ANO-HIST-II.pdf9º-ANO-HIST-II.pdf
9º-ANO-HIST-II.pdf
WAGNERLUIZELIASDASIL
 
Caderno do Aluno Inglês 8 série vol 1 2014-2017
Caderno do Aluno Inglês 8 série vol 1 2014-2017Caderno do Aluno Inglês 8 série vol 1 2014-2017
Caderno do Aluno Inglês 8 série vol 1 2014-2017
Diogo Santos
 
Redes sociais apresentação completa
Redes sociais   apresentação completaRedes sociais   apresentação completa
Redes sociais apresentação completa
Interface Comunicação
 
Lados Negativos da Tecnologia.
Lados Negativos da Tecnologia.Lados Negativos da Tecnologia.
Lados Negativos da Tecnologia.
Nicole Gouveia
 
memes atividades.pdf
memes atividades.pdfmemes atividades.pdf
Projeto reportagem
Projeto reportagemProjeto reportagem
Projeto reportagem
William Régis
 
Empreendedorismo 3º ano
Empreendedorismo 3º anoEmpreendedorismo 3º ano
Empreendedorismo 3º ano
paulobarros512
 
Apresentação - Gerenciamento de Mídias Sociais
Apresentação - Gerenciamento de Mídias SociaisApresentação - Gerenciamento de Mídias Sociais
Apresentação - Gerenciamento de Mídias Sociais
Resulta Mkt & Vendas
 
TIC no mundo do Trabalho
TIC no mundo do TrabalhoTIC no mundo do Trabalho
TIC no mundo do Trabalho
José Denizar Oliveira Júnior
 
Netiqueta
NetiquetaNetiqueta

Mais procurados (20)

Atividades educativas 2 ano 04 agosto
Atividades educativas 2 ano 04 agostoAtividades educativas 2 ano 04 agosto
Atividades educativas 2 ano 04 agosto
 
Democracia
DemocraciaDemocracia
Democracia
 
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
 
Comércio eletrônico Vantagens e Desvantagens
Comércio eletrônico  Vantagens e DesvantagensComércio eletrônico  Vantagens e Desvantagens
Comércio eletrônico Vantagens e Desvantagens
 
Aula 5 midias sociais
Aula 5   midias sociaisAula 5   midias sociais
Aula 5 midias sociais
 
O mundo do trabalho
O mundo do trabalho  O mundo do trabalho
O mundo do trabalho
 
Teste de qualidade de vida
Teste de qualidade de vidaTeste de qualidade de vida
Teste de qualidade de vida
 
Justiça com as próprias mãos
Justiça com as próprias mãosJustiça com as próprias mãos
Justiça com as próprias mãos
 
Publicidade[1]
Publicidade[1]Publicidade[1]
Publicidade[1]
 
Exercicios revisao 3 etapa 8 ano gabarito hist
Exercicios revisao 3 etapa 8 ano gabarito histExercicios revisao 3 etapa 8 ano gabarito hist
Exercicios revisao 3 etapa 8 ano gabarito hist
 
9º-ANO-HIST-II.pdf
9º-ANO-HIST-II.pdf9º-ANO-HIST-II.pdf
9º-ANO-HIST-II.pdf
 
Caderno do Aluno Inglês 8 série vol 1 2014-2017
Caderno do Aluno Inglês 8 série vol 1 2014-2017Caderno do Aluno Inglês 8 série vol 1 2014-2017
Caderno do Aluno Inglês 8 série vol 1 2014-2017
 
Redes sociais apresentação completa
Redes sociais   apresentação completaRedes sociais   apresentação completa
Redes sociais apresentação completa
 
Lados Negativos da Tecnologia.
Lados Negativos da Tecnologia.Lados Negativos da Tecnologia.
Lados Negativos da Tecnologia.
 
memes atividades.pdf
memes atividades.pdfmemes atividades.pdf
memes atividades.pdf
 
Projeto reportagem
Projeto reportagemProjeto reportagem
Projeto reportagem
 
Empreendedorismo 3º ano
Empreendedorismo 3º anoEmpreendedorismo 3º ano
Empreendedorismo 3º ano
 
Apresentação - Gerenciamento de Mídias Sociais
Apresentação - Gerenciamento de Mídias SociaisApresentação - Gerenciamento de Mídias Sociais
Apresentação - Gerenciamento de Mídias Sociais
 
TIC no mundo do Trabalho
TIC no mundo do TrabalhoTIC no mundo do Trabalho
TIC no mundo do Trabalho
 
Netiqueta
NetiquetaNetiqueta
Netiqueta
 

Destaque

Aula 3 tga - administração científica e taylor
Aula 3   tga - administração científica e taylorAula 3   tga - administração científica e taylor
Aula 3 tga - administração científica e taylor
Prof. Leonardo Rocha
 
Administração cientifica taylor
Administração cientifica   taylorAdministração cientifica   taylor
Administração cientifica taylor
Sergio Finamore
 
Aula 2 Adm CientíFica
Aula 2 Adm CientíFicaAula 2 Adm CientíFica
Aula 2 Adm CientíFica
Universidade
 
Administração Científica de Taylor
Administração Científica de TaylorAdministração Científica de Taylor
Administração Científica de Taylor
Emma Baltazar
 
Resenha - ADM Científica
Resenha - ADM CientíficaResenha - ADM Científica
Resenha - ADM Científica
admetz01
 
Aula 12 capítulo 8 - amplitude de controle e níveis hierárquicos
Aula 12   capítulo 8 - amplitude de controle e níveis hierárquicosAula 12   capítulo 8 - amplitude de controle e níveis hierárquicos
Aula 12 capítulo 8 - amplitude de controle e níveis hierárquicos
Correios
 
Contrato locacao-e-outras-avencas
Contrato locacao-e-outras-avencasContrato locacao-e-outras-avencas
Contrato locacao-e-outras-avencas
orbrokerssp
 
Resumo de anatomia (1)
Resumo de anatomia (1)Resumo de anatomia (1)
Resumo de anatomia (1)
Fran Apel
 
Aula 3 adm 1 - administração científica
Aula 3   adm 1 - administração científicaAula 3   adm 1 - administração científica
Aula 3 adm 1 - administração científica
PMY TECNOLOGIA LTDA
 
Administração científica 2012_01
Administração científica 2012_01Administração científica 2012_01
Administração científica 2012_01
Milton Henrique do Couto Neto
 
Delegação, centralização e descentralização 2012_01
Delegação, centralização e descentralização 2012_01Delegação, centralização e descentralização 2012_01
Delegação, centralização e descentralização 2012_01
Milton Henrique do Couto Neto
 
Princípios da Administração Contemporânea - Taylor
Princípios da Administração Contemporânea - TaylorPrincípios da Administração Contemporânea - Taylor
Princípios da Administração Contemporânea - Taylor
Grupo VAHALI
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
Sandra Alencar Pires
 
Teoria da Administração
Teoria da AdministraçãoTeoria da Administração
Teoria da Administração
Siebra Neto
 
Cálculo da capacidade de carga de fundações em estacas pelo SPT
Cálculo da capacidade de carga de fundações em estacas pelo SPTCálculo da capacidade de carga de fundações em estacas pelo SPT
Cálculo da capacidade de carga de fundações em estacas pelo SPT
Engenheiro No Canteiro
 

Destaque (15)

Aula 3 tga - administração científica e taylor
Aula 3   tga - administração científica e taylorAula 3   tga - administração científica e taylor
Aula 3 tga - administração científica e taylor
 
Administração cientifica taylor
Administração cientifica   taylorAdministração cientifica   taylor
Administração cientifica taylor
 
Aula 2 Adm CientíFica
Aula 2 Adm CientíFicaAula 2 Adm CientíFica
Aula 2 Adm CientíFica
 
Administração Científica de Taylor
Administração Científica de TaylorAdministração Científica de Taylor
Administração Científica de Taylor
 
Resenha - ADM Científica
Resenha - ADM CientíficaResenha - ADM Científica
Resenha - ADM Científica
 
Aula 12 capítulo 8 - amplitude de controle e níveis hierárquicos
Aula 12   capítulo 8 - amplitude de controle e níveis hierárquicosAula 12   capítulo 8 - amplitude de controle e níveis hierárquicos
Aula 12 capítulo 8 - amplitude de controle e níveis hierárquicos
 
Contrato locacao-e-outras-avencas
Contrato locacao-e-outras-avencasContrato locacao-e-outras-avencas
Contrato locacao-e-outras-avencas
 
Resumo de anatomia (1)
Resumo de anatomia (1)Resumo de anatomia (1)
Resumo de anatomia (1)
 
Aula 3 adm 1 - administração científica
Aula 3   adm 1 - administração científicaAula 3   adm 1 - administração científica
Aula 3 adm 1 - administração científica
 
Administração científica 2012_01
Administração científica 2012_01Administração científica 2012_01
Administração científica 2012_01
 
Delegação, centralização e descentralização 2012_01
Delegação, centralização e descentralização 2012_01Delegação, centralização e descentralização 2012_01
Delegação, centralização e descentralização 2012_01
 
Princípios da Administração Contemporânea - Taylor
Princípios da Administração Contemporânea - TaylorPrincípios da Administração Contemporânea - Taylor
Princípios da Administração Contemporânea - Taylor
 
Gestão de pessoas
Gestão de pessoasGestão de pessoas
Gestão de pessoas
 
Teoria da Administração
Teoria da AdministraçãoTeoria da Administração
Teoria da Administração
 
Cálculo da capacidade de carga de fundações em estacas pelo SPT
Cálculo da capacidade de carga de fundações em estacas pelo SPTCálculo da capacidade de carga de fundações em estacas pelo SPT
Cálculo da capacidade de carga de fundações em estacas pelo SPT
 

Semelhante a Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana

Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do TrabalhoResenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
admetz01
 
Administração ciência e técnica
Administração ciência e técnicaAdministração ciência e técnica
Administração ciência e técnica
Lemos1960
 
Resenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM CientíficaResenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM Científica
admetz01
 
Teoria da Administração
Teoria da AdministraçãoTeoria da Administração
Teoria da Administração
Siebra Neto
 
Anexo apostilha adm.2
Anexo apostilha adm.2Anexo apostilha adm.2
Anexo apostilha adm.2
angelo nagahy
 
Aula3
Aula3Aula3
Aps adm 2013
Aps adm 2013Aps adm 2013
Aps adm 2013
Celeste Lys
 
Fundamentos de aministraçao taylor
Fundamentos de aministraçao taylorFundamentos de aministraçao taylor
Fundamentos de aministraçao taylor
Rafael Santos
 
Fundamentos de aministraçao taylor
Fundamentos de aministraçao taylorFundamentos de aministraçao taylor
Fundamentos de aministraçao taylor
Rafael Santos
 
UNIDADE I -FAA001.ppt
UNIDADE I -FAA001.pptUNIDADE I -FAA001.ppt
UNIDADE I -FAA001.ppt
PauloCesarAraujoNegr
 
classica.pdf
classica.pdfclassica.pdf
classica.pdf
PedroLuis216164
 
Aulas de TGA
Aulas de TGAAulas de TGA
Aulas de TGA
Pedro César
 
Abordagem clássica da administração
Abordagem clássica da administraçãoAbordagem clássica da administração
Abordagem clássica da administração
Marcio Galvao
 
Frederick Winslow Taylor
Frederick Winslow TaylorFrederick Winslow Taylor
Frederick Winslow Taylor
Laura Marcht
 
Adinstração cientifca resumo taylor
Adinstração cientifca resumo taylorAdinstração cientifca resumo taylor
Adinstração cientifca resumo taylor
Leonel Mendes
 
Resenha Taylor
Resenha TaylorResenha Taylor
Resenha Taylor
roneison
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
Denis Carlos Sodré
 
Teoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração pptTeoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração ppt
icbianchi
 
Aula Administração de Teoria clássica de gestão.pdf
Aula Administração de Teoria clássica de gestão.pdfAula Administração de Teoria clássica de gestão.pdf
Aula Administração de Teoria clássica de gestão.pdf
Pedro Luis Moraes
 
A teoria-das-relacoes-humanas
A teoria-das-relacoes-humanasA teoria-das-relacoes-humanas
A teoria-das-relacoes-humanas
Almelye
 

Semelhante a Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana (20)

Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do TrabalhoResenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
Resenha - ADM Científica: Divisão Racional do Trabalho
 
Administração ciência e técnica
Administração ciência e técnicaAdministração ciência e técnica
Administração ciência e técnica
 
Resenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM CientíficaResenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM Científica
 
Teoria da Administração
Teoria da AdministraçãoTeoria da Administração
Teoria da Administração
 
Anexo apostilha adm.2
Anexo apostilha adm.2Anexo apostilha adm.2
Anexo apostilha adm.2
 
Aula3
Aula3Aula3
Aula3
 
Aps adm 2013
Aps adm 2013Aps adm 2013
Aps adm 2013
 
Fundamentos de aministraçao taylor
Fundamentos de aministraçao taylorFundamentos de aministraçao taylor
Fundamentos de aministraçao taylor
 
Fundamentos de aministraçao taylor
Fundamentos de aministraçao taylorFundamentos de aministraçao taylor
Fundamentos de aministraçao taylor
 
UNIDADE I -FAA001.ppt
UNIDADE I -FAA001.pptUNIDADE I -FAA001.ppt
UNIDADE I -FAA001.ppt
 
classica.pdf
classica.pdfclassica.pdf
classica.pdf
 
Aulas de TGA
Aulas de TGAAulas de TGA
Aulas de TGA
 
Abordagem clássica da administração
Abordagem clássica da administraçãoAbordagem clássica da administração
Abordagem clássica da administração
 
Frederick Winslow Taylor
Frederick Winslow TaylorFrederick Winslow Taylor
Frederick Winslow Taylor
 
Adinstração cientifca resumo taylor
Adinstração cientifca resumo taylorAdinstração cientifca resumo taylor
Adinstração cientifca resumo taylor
 
Resenha Taylor
Resenha TaylorResenha Taylor
Resenha Taylor
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
 
Teoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração pptTeoria geral da administração ppt
Teoria geral da administração ppt
 
Aula Administração de Teoria clássica de gestão.pdf
Aula Administração de Teoria clássica de gestão.pdfAula Administração de Teoria clássica de gestão.pdf
Aula Administração de Teoria clássica de gestão.pdf
 
A teoria-das-relacoes-humanas
A teoria-das-relacoes-humanasA teoria-das-relacoes-humanas
A teoria-das-relacoes-humanas
 

Mais de admetz01

Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e FlexívelResenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
admetz01
 
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
admetz01
 
Resenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações HumanasResenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações Humanas
admetz01
 
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da OrganizaçãoResenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
admetz01
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
admetz01
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de MaslowResenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
admetz01
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
admetz01
 
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia OrganizacionalResenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
admetz01
 
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: AmbienteResenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois FatoresResenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e YResenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das IdéiasResenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
admetz01
 
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e EspecializaçãoResenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
admetz01
 
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: DepartamentalizaçãoResenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
admetz01
 
Resenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria ClássicaResenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria Clássica
admetz01
 
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
admetz01
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e AutoridadeResenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
admetz01
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
admetz01
 
Teoria Contingencial
Teoria ContingencialTeoria Contingencial
Teoria Contingencial
admetz01
 

Mais de admetz01 (20)

Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e FlexívelResenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
 
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
 
Resenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações HumanasResenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações Humanas
 
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da OrganizaçãoResenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de MaslowResenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
 
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia OrganizacionalResenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
 
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: AmbienteResenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois FatoresResenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e YResenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das IdéiasResenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
 
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e EspecializaçãoResenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
 
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: DepartamentalizaçãoResenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
 
Resenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria ClássicaResenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria Clássica
 
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e AutoridadeResenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
 
Teoria Contingencial
Teoria ContingencialTeoria Contingencial
Teoria Contingencial
 

Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana

  • 1. ETEC GUARACY SILVEIRA TEORIA CIENTÍFICA ESTUDO DA FADIGA HUMANA THAIS FERREIRA DA CRUZ N°32 1°ETZ SÃO PAULO 2012
  • 2. Chiavenato, Idalberto Introdução à teoria geral da administração: uma visão abrangente da moderna administração das organizações/ Idalberto Chiavenato-7. ed. rev. E atual. – Rio de Janeiro: Elsevier, 2003 – 13º Reimpressão. CRUZ, Thais Ferreira. O estudo da Fadiga Humana dentro da Administração cientifica se baseia nos movimentos na anatomia e fisiologia humanas. Foi realizado o estudo estatístico sobre os efeitos da fadiga na produtividade dos operários. A fadiga é considerada um redutor da eficiência. Para reduzir a fadiga foi proposto princípios de economia de movimentos relativos ao uso do corpo humano, na disposição do material no local de trabalho e as ferramentas e equipamentos. O estudo dos movimentos humanos tem uma tripla finalidade; O primeiro é evitar movimentos inúteis na execução de uma tarefa, ou seja, evitar movimentos que sejam repetitivos e não leva o funcionário a nada. O segundo é a execução econômica dos movimentos úteis do ponto de vista fisiológico, que seria uma forma pratica e rápida de fazer o trabalho operacional com uma limitação dos movimentos, movimentos curtos e eficientes. O terceiro seria a seriação apropriada aos movimentos (princípios de economia de movimentos), ou seja, todos os movimentos seriados, um dando continuidade ao outro. Gilbreth fez estudos sobre os efeitos da fadiga, alegando que diminui a produtividade e qualidade do trabalho, perda de tempo, aumento da rotatividade de pessoal, doenças e acidentes e diminuição da capacidade de esforços. Em suma, a fadiga é um redutor da eficiência, por isso Gilbreth propôs os princípios de economia de movimentos classificados em tripla finalidade. A análise do trabalho e o estudo dos tempos e movimentos provocou a reestruturação das operações industriais nos Estados Unidos, eliminando os movimentos desnecessários e economizando energia e tempo. Uma das decorrências do estudo dos tempos e movimentos foi à divisão do trabalho e a especialização do operário passou a ser especializado na execução de uma única tarefa para ajustar-se aos padrões descritos e às normas de desempenho definidas
  • 3. pelo método. A ideia básica era de que a eficiência aumenta com a especialização: quanto mais especializado for um operário tanto maior será sua eficiência, sendo assim, evitando a fadiga dos operários dentro das organizações. Observando alguns conceitos da resenha descrita acima, podemos ver que o estudo da fadiga humana foi muito importante para os trabalhadores que tinham um cargo operacional dentro das organizações, pois o estudo trouxe uma nova forma de executar o trabalho, sendo beneficiado tanto o empregado como o empregador, dando à eficiência e a eficácia as organizações. A leitura dessa resenha é essencial para pessoas que procuram saber sobre o estudo da fadiga humana dentro das empresas, pois ajuda e facilita o trabalho dentro das organizações, e mostra novos meios de efetuar as tarefas exigidas pelos empregadores. Uma leitura indispensável para leitores que quere saber e entender o por que desse estudo e como tudo surgiu. Chiavenato nasceu em 1936 no interior do estado de São Paulo, é autor brasileiro na área de administração de empresas e de recursos humanos tendo seus livros utilizados por administradores no Brasil, países da América Latina, Portugal, Espanha e países africanos de língua portuguesa. Algumas de suas principais obras são: Administração para Administradores e Não administradores - Ed. Saraiva (2008) 272 páginas, introdução à Teoria Geral da Administração 7ª edição - Ed. Campus (2004) 634 páginas , Administração nos Novos Tempos 2ª edição - Ed. Campus (2004) 648 páginas, entre muita outras obras famosa do escritor. Chiavenato é autor de mais de 40 livros na língua Portuguesa. Aluna do primeiro modulo do ensino Técnico em Administração. Atividade realizada no decorrer da disciplina.