SlideShare uma empresa Scribd logo
GESTÃO DO TEMPO
Laysa Cunha
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
 Introdução aos princípios que regem o tempo
 Tempos pessoal
 Agendas dos profissionais de informática
 Meios e ferramentas de Gestão do tempo
 Avaliação dos meios de gerenciamento do tempo
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM
 Entender o que é a Gestão do Tempo e sua
importância
 Compreender os conceitos fundamentais de
Gestão do tempo como forma de desenvolvimento
eficaz do trabalho.
 Contextualizar a Gestão do Tempo no âmbito da
informática
 Saber utilizar as técnicas de Gestão do Tempo no
desenvolvimento de Projetos de Informática.
INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO
 Conteúdo dividido em 20 aulas;
 Aspectos:
 Introdução à Gestão do Tempo.
 Conseqüências da má gestão do tempo
 O gerenciamento eficaz do tempo e as vantagens para
o trabalho/ Meios e ferramentas que permitem uma
gestão eficaz do tempo.
 Listagem das principais atividades pessoais.
 Avaliação das atividades considerando a energia e o
tempo utilizado.
INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO
 Aspectos:
 Reflexão sobre a capacidade de gerenciamento da
agenda de tarefas.
 Listagem das principais atividades do suporte técnico
em informática.
 Determinar o nível de prioridade das atividades
pessoais e dos profissionais do suporte técnico em
informática.
 Determinar as atividades que podem ser delegadas.
INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO
 Aspectos:
 Planejar a execução de atividades com a ajuda de
ferramentas de gerenciamento do tempo.
 Refletir sobre a capacidade de avaliar a importância de
uma situação dada.
 Reconhecer os limites de suas responsabilidades/
Avaliar pontos fortes e pontos fracos na gestão do
tempo / Determinar meios que permitiriam uma gestão
do tempo mais eficiente.
 Se interrogar sobre a influência que pode ter a gestão
do tempo sobre os resultados das ações no universo
pessoal e profissional.
INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO
 O que é tempo?
 Origem grega:
 Chronos - relativo à seqüência de acontecimentos,
 Kairos - relativo ao momento em que algo acontece.
 “Tempo é o jeito que a natureza deu para que tudo não
acontecesse de uma vez só”, disse John Wheeler
(Professor de Teoria Física da Universidade de
Princeton)
 “organização da vida”, “presente, passado e futuro”, “é
um espaço que existe para realizar todas as atividades
que devem ser feitas”
INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO
 O que é gestão?
 é a atividade de administrar idéias para que se
transformem em resultados esperados.
 combinação e coordenação de inúmeros fatores como
planejamento, aporte de recursos humanos, físicos e
financeiros.
 O que é um gestor?
 é a pessoa a quem compete a interpretação dos
objetivos propostos pela organização, através do
planejamento, da organização, da liderança ou direção
e do controle, afim de atingir os referidos objetivos.
INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO
 O que é gestão do tempo?
 É a atividade que visa organizar o tempo disponível, de forma
que atenda a execução de tarefas visadas.
 escolha de prioridades, estabelecimento de cronogramas e
prazos,
 Qual a importância de se ter uma eficaz gestão do
tempo?
 “Na canção “O TEMPO NÃO PÁRA”, do compositor e cantor
brasileiro CAZUZA, fica nítido a noção de que efetivamente o
tempo escorre pelas mãos e que temos posse apenas do hoje
do agora, já que, o passado não volta mais e o futuro, nem
sequer sabemos se chegará.”
OBSTÁCULOS PARA UMA EFICAZ GESTÃO DO
TEMPO
 Falta de consciência do valor do tempo;
 Prazos curtos e cobranças.
 Planejamento ausente ou mal trabalhado;
 Não planejar as atividades diárias.
 Deficiência nos meios necessários;
 Falta de material e/ou verba.
 Desvio do foco e baixo comprometimento;
 Realização de atividades que não levam ao objetivo
final (TV, internet, etc).
CONSEQÜÊNCIAS DE UMA MÁ GESTÃO DO
TEMPO
 Atraso ou má qualidade dos produtos;
 Não cumprimento de prazos ou cumprimento com
produtos mal feitos.
 Falta de credibilidade;
 Falta de confiança dos clientes/pessoas.
 Falência.
 Sem credibilidade e sem produtos de qualidades,
significa sem clientes e conseqüentemente leva a
falência.
VANTAGENS DO GERENCIAMENTO EFICAZ DO
TEMPO
 Cumprimento de prazos;
 Economia de recursos;
 Elimina gastos supérfluos, horas perdidas e tempo vago
 Valorização do “nome”;
 Credibilidade;
 Fortalecimento da autoestima;
MEIOS E FERRAMENTAS QUE PERMITEM UMA
GESTÃO EFICAZ DO TEMPO
 Existem modelos estudados pela administração
para gerenciar o tempo. O PDCA é um deles:
 Plan: Planejamento da atividade;
 Do: Execução da Atividade;
 Check: Verificação do andamento da atividade;
 Action: Ação nos resultados.
 Também conhecido como Clico de Shewhart,
desenvolvido em 1930 por Walter Andrew
Shewhart
PDCA
PDCA
 Planejamento de atividade
 Identificar problemas, estabelecer metas e estabelecer o
plano de ação.
 Execução de atividade
 Dar andamento ao projeto ou conjunto de atividades com
base no estabelecido no planejamento.
 Verificação do andamento da atividade
 Checar se as tarefas/atividades estão sendo executadas nos
prazos estabelecidos.
 Ação nos resultados
 Após toda a execução do planejamento deve-se avaliar os
erros e acertos, criando uma “fórmula para o sucesso” na
gestão do tempo.
PARA REFLETIR
“As coisas mais importantes
nunca devem ficar a mercê
das coisas menos
importantes” Wolfang Von
Goethe - Alemão
LISTAGEM DAS PRINCIPAIS ATIVIDADES
PESSOAIS
 Todos temos uma rotina diária a cumprir que é
formada por um conjunto de tarefas.
 FUNDASONO – 8h/noite. É necessário para a
saúde e o bem estar e a alta produtividade.
 Exercício prático:
 Estabeleça as atividades que você desempenha nos
diversos ambientes em que vive.
LISTAGEM DE ATIVIDADES
 A
 Atividades de casa;
 Refeições;
 Tarefas domiciliares; Etc.
 B
 Atividades Escolares;
 Horário das aulas;
 Estudo; Etc.
 C
 Atividades Esportivas;
 Horário das atividades;
 Treino extra; Etc.
 D
 Atividades de lazer;
 Passeios / Festas;
 Leitura; Etc.
 E
 Atividades Espirituais;
 Reuniões / Celebrações;
 Obras Sociais; Etc.
ESTABELECIMENTO DO TEMPO GASTO PARA
TAREFAS DIÁRIAS
 Agora que já temos o conjunto de tarefas que
desempenhamos nos mais diversos ambientes e
aspectos de nossa vida, precisamos estabelecer
de acordo com os dias da semana as atividades e
horários nos quais reservamos para tais ações,
sendo assim, vamos montar nosso organograma
semanal de atividades partindo dos parâmetros dia
e turnos.
APROVEITAMENTO DO TEMPO LIVRE E
MAXIMIZAÇÃO DO TEMPO
 Já estabelecemos atividades e organizamo-las em
um cronograma semanal, agora vamos incluir o
fator motivação.
 Ou seja, devemos nos preocupar com preencher
nosso tempo livre com atividades saudáveis e
confortáveis, como relaxamento, leitura, corrida,
etc.
 Procurar atividades que estimulem o cérebro e o
corpo.
REFLEXÃO SOBRE A CAPACIDADE DE
GERENCIAMENTO DA AGENDA DE TAREFAS
 Já listamos as atividades e distribuímos as
mesmas num cronograma semanal, agora iremos
colocar prioridades para cada atividade.
 As atividades são subdivididas em caráter
importante, urgente ou circunstancial.
CASO DE SUCESSO
 Christian Barbosa
 Paulista, bacharel em Ciência da Computação
 maior especialista brasileiro em administração de
tempo e produtividade
 Christian Abriu sua primeira empresa aos 15 anos e foi
um dos profissionais mais jovens do mundo a receber
o certificado da Microsoft.
 É fundador da Triad Consulting, empresa
multinacional especializada em programas e
consultoria na área de produtividade, colaboração e
administração do tempo
 a qual presta assessoria para empresas como: Santander;
Bradesco; Toyota; Coca-Cola, Rede Globo e Nestlé.
ESFERA IMPORTANTE
 “A esfera Importante refere-se a todas as
atividades que você faz e que têm importância
em sua vida – aquelas que trazem resultado a
curto, médio ou longo prazo.
 É a esfera da estrada certa, na qual você coloca
seu carro e sabe que na linha de chegada
estará realizado.
 O que é importante tem tempo para ser feito,
pode esperar horas, dias, semanas, meses, etc.
ESFERA DA URGÊNCIA
 A esfera da Urgência tem todas as atividades na
qual o tempo está curto ou acabou.
 São as atividades que chegam em cima da hora,
que não podem ser previstas, mas que
geralmente causam estresse.
ESFERA CIRCUNSTANCIAL
 A esfera Circunstancial, por sua vez, cobre as
tarefas desnecessárias.
 São os gastos de tempo de forma inútil, tarefas
feitas por comodidade ou por
 serem “socialmente” apropriadas.
 É a esfera da estrada que não leva a lugar
algum, que não traz resultados, apenas
frustrações”.
EXEMPLO PRÁTICO
 Temos que focar nossas atividades na esfera do
que é importante e também dar atenção ao que é
urgente.
 Comemoração do aniversário de um ente querido –
IMPORTANTE
 Preparação para uma prova na semana que vem –
URGENTE
 Passar uma tarde vendo TV, jogando vídeo game
ou nas redes sociais - CIRCUNSTANCIAL
EM RESUMO!!
 As atividades importantes podem ser planejadas
com mais comodidade;
 As atividades urgentes devem ser resolvidas
imediatamente e
 As atividades circunstanciais devem ser levadas a
terceiro plano.
ATIVIDADE PRÁTICA
 estabelecer dentre as nossas tarefas a lista de
prioridades colocando-as como importantes,
urgentes e circunstanciais.
 Para tanto, voltemos para o alocado na aulas 5 e
coloquemos ao lado de cada uma das atividades a
letra I quando considerarmos Importante, U
quando considerarmos Urgente e C quando
considerarmos Circunstancial.
POTENCIALIZANDO O USO DO SEU TEMPO
 Após identificar a real importância de cada atividade,
agora vamos pensar sobre o que é necessário para
melhorar o uso do nosso tempo.
 Agora, diante das tarefas que você classificou com
urgentes, faça uma análise do porquê de ainda não ter
sido realizada e o que pode ser feito para sanar tal
situação.
 O mesmo exercício faça para com as atividades
consideradas importantes.
 Finalmente, dentro das atividades identificadas como
circunstanciais, estude a possibilidade de transferir o
tempo gasto com estas para a execução de tarefas
consideradas urgentes e importantes.
DICAS
 Dicas sobre gestão do tempo:
 http://exame.abril.com.br/topicos/administracao-do-
tempo
LISTAGEM DAS ATIVIDADES DO SUPORTE
TÉCNICO
 Agora que planejamos nossas atividades pessoais,
iremos afunilar nosso estudo para o lado técnico e
de TI.
 O gerenciamento do tempo é imprescindível para o
sucesso em projetos de TI;
 A materialização de um projeto é super importante;
 Na ciência de computação o suporte técnico é um
âmbito muito importante;
ASPECTOS IMPRESCINDÍVEIS PROJETO DE TI
 Formação da equipe
 Material
FORMAÇÃO DA EQUIPE
 Aspecto técnico (conhecimento e experiência)
 Levantamento da carreira acadêmica e profissional
(certificados, cursos, referencias, diplomas,
exames, histórico escolar, IRA)
 Aspectos das atitudes (teste psicológico, conversa,
comportamento, maneira de conversar e até se
sentar)
 OBS: “A vida profissional tem nascedouro nos
bancos da escola e possuem reflexos
inimagináveis”.
FORMAÇÃO DA EQUIPE
 Um boa equipe precisa de um bom GP (gerente de
projetos)
 O Gerente de projetos
 Estabelece o numero de profissionais
 O rol de equipamentos
 Os recursos na medida certa.
 Profissionais de um projeto de TI
 Gerente de projetos, Analista de Sistemas, Técnico em
TI, Programador, Designer.
PROFISSIONAIS DA EQUIPE
 Gerente de Projetos
 Profissional graduado em Ciências da Computação ou áreas afins, que
tem o encargo de gerir os trabalhos da equipe rumo ao alcance das
metas o tempo estabelecido. Acompanha prazos.
 O Analista de Sistemas de Tecnologia da Informação;
 Profissional graduado em Ciências da Computação ou áreas afins e que
tem a missão de desenvolver softwares aplicáveis ao Projeto.
 O Técnico em Tecnologia da Informação;
 Profissional técnico que tem a missão de auxiliar a equipe no
desenvolvimento de suas tarefas. Atua na área de suporte de hardware
e redes.
 Programador;
 Geralmente profissional de formação técnica que tem a missão de
programar computadores, desenvolver e dar manutenção aos sistemas.
 Designer.
 Profissional que tem a habilidade de desenvolver sites, logomarcas ou
imagens relacionadas ao projeto.
MATERIAL
 Os instrumentos de Hardware e Periféricos
 Computadores de Mesa (desktops);
 Computadores móveis (Notebooks, Netbooks, Tablets,
etc.);
 Equipamentos de Telecomunicação (Aparelhos de
Rádio, Aparelhos Celulares, etc.);
 Impressoras; Scanners;
 Leitores de Código de Barras;
 Armazenadores de dados como pen drives, HDs
externos, etc.
 Espaço físico (sala) e mobília para os
equipamentos e para a equipe.
CONSIDERAÇÕES
 Desenvolver um projeto é complexo!
 Um dimensionamento deve ser feito (nem menor
nem maior, na medida)
 É necessário um planejamento e organização para
“juntar” esses recursos.
 Para que um projeto dê certo é necessário forte
planejamento, equipe eficaz e comprometida e algo
gerenciamento.
OBSTÁCULOS ENCONTRADOS NA EXECUÇÃO
DOS PROJETOS DE TI
 Problemas com a equipe de trabalho
 Rotatividade (troca de equipe), relacionamentos
interpessoais, falta de capacidade técnica
 Não entrega dos recursos materiais esperados
 Atrasos na entrega das atividades (causados por uma
má gestão do tempo ou um planejamento mal
elaborado)
 Quebra constante dos equipamentos e materiais
 Computadores quebrados ou softwares que não
funcionam.
 Deve-se fazer uma medida preventiva para todos
as aspectos citados
DELEGAÇÃO DE ATIVIDADES
 “A delegação representa a transferência de
determinado nível de autoridade de um superior
para um subordinado ou conjunto de subordinados.
Saber delegar com eficácia significa dar a tarefa
certa à pessoa certa, Concedendo-lhe o grau certo
de liberdade, para que o trabalho se desenvolva de
forma mais eficiente e produtiva. Saber delegar
permite ao superior e a toda a sua equipa darem o
seu melhor e aperfeiçoarem-se progressivamente,
de modo a poder enfrentar novos desafios. Com
uma fraca capacidade de delegação, a equipe fica
constante-mente ocupada a “apagar fogos” e perde
tempo precioso”.
DELEGAÇÃO DE ATIVIDADES
 Vantagens;
 Mais tempo para criação de idéias e solução de demandas
graves.
 Agilidade na tomada de decisões pois as decisões não
precisem passar por mãos diversas.
 Incremento na autoestima: responsabilidade para hierarquia
mais baixa
 Desvantagens
 Possível de perda de controle: pode ser que o individuo que
receba a delegação se deslumbre pelo poder e passe a
extrapolar os limites de atribuição da delegação.
 Perigo de incapacidades do delegado: possibilidade de
despreparo do que recebe o poder, e risco de causar
prejuízos.
ATIVIDADES COM FERRAMENTAS DE
GERENCIAMENTO DO TEMPO
 Nos projetos de TI a maximização do tempo deve
ser bem explorada;
 Ferramentas de gerenciamento do tempo são
utilizadas em projetos de TI;
 Modelo de gerenciamento em projetos de TI:
 Definição; Seqüenciamento; Estimativa de Recurso;
Estimativa de Duração das Atividades; Estabelecimento
do Cronograma e Controle do Cronograma
 No mercado existem softwares que auxiliam nessa
processo: Artemis, Microsoft Project, Project
Builder
ATIVIDADES COM FERRAMENTAS DE
GERENCIAMENTO DO TEMPO
 Definição das Atividades
 Identificação das atividades a serem desenvolvidas para atingir os
objetivos do Projeto.
 Seqüenciamento de Atividades
 Verificação da correspondência entre as fases do Projeto.
 Estimativa de Recursos
 Visualização do tipo e quantidade de produtos necessários para cada
atividade do cronograma.
 Estimativa de Duração de Atividade
 Estabelecimento de previsão de prazo para conclusão de cada atividade
do cronograma.
 Desenvolvimento do Cronograma
 Formatação das seqüências de atividades com suas respectivas
dependências, durações e recursos necessários para execução.
 Controle do Cronograma
 Acompanhamento das alterações surgidas durante a execução do
projeto e materialização dos ajustes necessários.
ATITUDES QUE PREJUDICAM O
APROVEITAMENTO DO TEMPO
 Desorganização
 Gavetas, guarda-roupa, mesa de trabalho, desktop do
computador.
 Desconcentração
 Atender telefone, ouvir música, ver TV, redes sociais
em paralelo.
 Pensamentos Negativos
COMPORTAMENTOS QUE MAXIMIZAM O
APROVEITAMENTO DO TEMPO
 Organização
 Concentração
 Pensamento Positivo
 Prioridade
 “condição daquilo que está em primeiro lugar”
 Eu não tenho tempo para isso deve ser substituído por
eu não priorizo isso.
REFERÊNCIAS
 CHIAVENATO, Idalberto. Teoria Geral da
Administração. Vol. I, 6ª. Edição. Rio de Janeiro:
Campus; 2001.
 www.amcham.com.br, jan 2012.
 http://resultadosrapidos.blogspot.com, jan 2012.
 www.fundasono.org.br, jan 2012.
 www.triadedotempo.com.br, jan 2012.
 www.gespublica.gov.br, jan 2012.
 http://www.knoow.net/, jan 2012.
 Mini Dicionário Português – Editora Wkids, jan
2012.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestão da mudança
Gestão da mudançaGestão da mudança
Gestão da mudança
Leila Oliva
 
Gestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. RandesGestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. Randes
Prof. Randes Enes, M.Sc.
 
Tomada de decisão
Tomada de decisãoTomada de decisão
Tomada de decisão
Leila Oliva
 
Liderança de equipes
Liderança de equipesLiderança de equipes
Liderança de equipes
Alessandro Lunardon
 
Feedback - A arte de ouvir e falar
Feedback - A arte de ouvir e falarFeedback - A arte de ouvir e falar
Feedback - A arte de ouvir e falar
Kenneth Corrêa
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
Rosario Cação
 
Mini curso comunicação (apresentação)
Mini curso comunicação (apresentação)Mini curso comunicação (apresentação)
Mini curso comunicação (apresentação)
Gislaine Milena Casula Magrini
 
A importância da inteligência emocional no trabalho
A importância da inteligência emocional no trabalhoA importância da inteligência emocional no trabalho
A importância da inteligência emocional no trabalho
inovaDay .
 
Gestão de Equipes de Alta Performance
Gestão de Equipes de Alta PerformanceGestão de Equipes de Alta Performance
Gestão de Equipes de Alta Performance
Thiago Villaça
 
Entendendo a profissao: Assistente Administrativo
Entendendo a profissao: Assistente AdministrativoEntendendo a profissao: Assistente Administrativo
Entendendo a profissao: Assistente Administrativo
Nyedson Barbosa
 
Comunicação Assertiva - Karime Kamel
Comunicação Assertiva  - Karime KamelComunicação Assertiva  - Karime Kamel
Comunicação Assertiva - Karime Kamel
Karime Kamel
 
Empreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E InovaçãoEmpreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E Inovação
Ana Maria Magni Coelho
 
Comunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE BásicoComunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE Básico
Carlos Alves
 
Gerenciamento de Tempo
Gerenciamento de TempoGerenciamento de Tempo
Gerenciamento de Tempo
Elton Leite
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
Celso Alfaia Barbosa
 
Administração do Tempo
Administração do TempoAdministração do Tempo
Administração do Tempo
Alexandre Pallota
 
Apresentação motivacional
Apresentação motivacionalApresentação motivacional
Apresentação motivacional
Avanti! Comunicação
 
ATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTEATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTE
Fidel Torquato
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
Prof. Leonardo Rocha
 
Aula 1 planejamento estratégico
Aula 1   planejamento estratégicoAula 1   planejamento estratégico
Aula 1 planejamento estratégico
Kesia Rozzett Oliveira
 

Mais procurados (20)

Gestão da mudança
Gestão da mudançaGestão da mudança
Gestão da mudança
 
Gestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. RandesGestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. Randes
 
Tomada de decisão
Tomada de decisãoTomada de decisão
Tomada de decisão
 
Liderança de equipes
Liderança de equipesLiderança de equipes
Liderança de equipes
 
Feedback - A arte de ouvir e falar
Feedback - A arte de ouvir e falarFeedback - A arte de ouvir e falar
Feedback - A arte de ouvir e falar
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Mini curso comunicação (apresentação)
Mini curso comunicação (apresentação)Mini curso comunicação (apresentação)
Mini curso comunicação (apresentação)
 
A importância da inteligência emocional no trabalho
A importância da inteligência emocional no trabalhoA importância da inteligência emocional no trabalho
A importância da inteligência emocional no trabalho
 
Gestão de Equipes de Alta Performance
Gestão de Equipes de Alta PerformanceGestão de Equipes de Alta Performance
Gestão de Equipes de Alta Performance
 
Entendendo a profissao: Assistente Administrativo
Entendendo a profissao: Assistente AdministrativoEntendendo a profissao: Assistente Administrativo
Entendendo a profissao: Assistente Administrativo
 
Comunicação Assertiva - Karime Kamel
Comunicação Assertiva  - Karime KamelComunicação Assertiva  - Karime Kamel
Comunicação Assertiva - Karime Kamel
 
Empreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E InovaçãoEmpreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E Inovação
 
Comunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE BásicoComunicação Empresarial CE Básico
Comunicação Empresarial CE Básico
 
Gerenciamento de Tempo
Gerenciamento de TempoGerenciamento de Tempo
Gerenciamento de Tempo
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Administração do Tempo
Administração do TempoAdministração do Tempo
Administração do Tempo
 
Apresentação motivacional
Apresentação motivacionalApresentação motivacional
Apresentação motivacional
 
ATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTEATENDIMENTO AO CLIENTE
ATENDIMENTO AO CLIENTE
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
 
Aula 1 planejamento estratégico
Aula 1   planejamento estratégicoAula 1   planejamento estratégico
Aula 1 planejamento estratégico
 

Semelhante a Gestão do tempo

Administração do Tempo
Administração do TempoAdministração do Tempo
Administração do Tempo
Andrea Costa
 
Administracao Do Tempo
Administracao Do TempoAdministracao Do Tempo
Administracao Do Tempo
Vander Pinheiro, PMP®, ITIL®, MBA
 
Administracao do tempo
Administracao do tempoAdministracao do tempo
Administracao do tempo
Felipe Leo
 
Gestao Tempo
Gestao TempoGestao Tempo
Gestao tempo aprenda_gerenciar
Gestao tempo aprenda_gerenciarGestao tempo aprenda_gerenciar
Gestao tempo aprenda_gerenciar
wdnilmacms
 
Gestão de tempo
Gestão de tempoGestão de tempo
Gestão de tempo
Andreia Durães
 
Marinez trabralho slides completoadministraodotempo 091001170949-phpapp02
  Marinez trabralho slides completoadministraodotempo 091001170949-phpapp02  Marinez trabralho slides completoadministraodotempo 091001170949-phpapp02
Marinez trabralho slides completoadministraodotempo 091001170949-phpapp02
Maria Renata Alves
 
e-book - Gestão Eficaz do Tempo em Seis Passos
e-book - Gestão Eficaz do Tempo em Seis Passose-book - Gestão Eficaz do Tempo em Seis Passos
e-book - Gestão Eficaz do Tempo em Seis Passos
ZONAVERDE - Formação e Consultoria
 
Como administrar seu tempo
Como administrar seu tempoComo administrar seu tempo
Como administrar seu tempo
EstudoFacil.com
 
Como administrar seu tempo
Como administrar seu tempoComo administrar seu tempo
Como administrar seu tempo
EstudoFacil.com
 
Gestão de Tempo: como criar uma cadência de entregas eficazes na sua organiza...
Gestão de Tempo: como criar uma cadência de entregas eficazes na sua organiza...Gestão de Tempo: como criar uma cadência de entregas eficazes na sua organiza...
Gestão de Tempo: como criar uma cadência de entregas eficazes na sua organiza...
Marcely Santos
 
Test Slide Gestão de Tempo
Test Slide Gestão de TempoTest Slide Gestão de Tempo
Test Slide Gestão de Tempo
Wilker Alves Nogueira
 
Eficiência Executiva
Eficiência ExecutivaEficiência Executiva
Eficiência Executiva
Eduardo Fagundes
 
Time Management Part 1
Time Management Part 1Time Management Part 1
Time Management Part 1
CLT Valuebased Services
 
Gestaodotempoeprodutividade 130723223754-phpapp02
Gestaodotempoeprodutividade 130723223754-phpapp02Gestaodotempoeprodutividade 130723223754-phpapp02
Gestaodotempoeprodutividade 130723223754-phpapp02
Jonnathan das Mercês
 
LATEC - UFF. PALESTRA - GESTÃO DO TEMPO E PRODUTIVIDADE
LATEC - UFF.  PALESTRA - GESTÃO DO TEMPO E PRODUTIVIDADELATEC - UFF.  PALESTRA - GESTÃO DO TEMPO E PRODUTIVIDADE
LATEC - UFF. PALESTRA - GESTÃO DO TEMPO E PRODUTIVIDADE
LATEC - UFF
 
A earquivoadministracaodotempo
A earquivoadministracaodotempoA earquivoadministracaodotempo
A earquivoadministracaodotempo
Weberson Barcellos
 
Administracao do tempo
Administracao do tempoAdministracao do tempo
Administracao do tempo
Adilson P Motta Motta
 
Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
Silas Serpa
 
Estratégias e Práticas para o Sucesso Profissional e Pessoal
Estratégias e Práticas para o Sucesso Profissional e PessoalEstratégias e Práticas para o Sucesso Profissional e Pessoal
Estratégias e Práticas para o Sucesso Profissional e Pessoal
Marcos menezes
 

Semelhante a Gestão do tempo (20)

Administração do Tempo
Administração do TempoAdministração do Tempo
Administração do Tempo
 
Administracao Do Tempo
Administracao Do TempoAdministracao Do Tempo
Administracao Do Tempo
 
Administracao do tempo
Administracao do tempoAdministracao do tempo
Administracao do tempo
 
Gestao Tempo
Gestao TempoGestao Tempo
Gestao Tempo
 
Gestao tempo aprenda_gerenciar
Gestao tempo aprenda_gerenciarGestao tempo aprenda_gerenciar
Gestao tempo aprenda_gerenciar
 
Gestão de tempo
Gestão de tempoGestão de tempo
Gestão de tempo
 
Marinez trabralho slides completoadministraodotempo 091001170949-phpapp02
  Marinez trabralho slides completoadministraodotempo 091001170949-phpapp02  Marinez trabralho slides completoadministraodotempo 091001170949-phpapp02
Marinez trabralho slides completoadministraodotempo 091001170949-phpapp02
 
e-book - Gestão Eficaz do Tempo em Seis Passos
e-book - Gestão Eficaz do Tempo em Seis Passose-book - Gestão Eficaz do Tempo em Seis Passos
e-book - Gestão Eficaz do Tempo em Seis Passos
 
Como administrar seu tempo
Como administrar seu tempoComo administrar seu tempo
Como administrar seu tempo
 
Como administrar seu tempo
Como administrar seu tempoComo administrar seu tempo
Como administrar seu tempo
 
Gestão de Tempo: como criar uma cadência de entregas eficazes na sua organiza...
Gestão de Tempo: como criar uma cadência de entregas eficazes na sua organiza...Gestão de Tempo: como criar uma cadência de entregas eficazes na sua organiza...
Gestão de Tempo: como criar uma cadência de entregas eficazes na sua organiza...
 
Test Slide Gestão de Tempo
Test Slide Gestão de TempoTest Slide Gestão de Tempo
Test Slide Gestão de Tempo
 
Eficiência Executiva
Eficiência ExecutivaEficiência Executiva
Eficiência Executiva
 
Time Management Part 1
Time Management Part 1Time Management Part 1
Time Management Part 1
 
Gestaodotempoeprodutividade 130723223754-phpapp02
Gestaodotempoeprodutividade 130723223754-phpapp02Gestaodotempoeprodutividade 130723223754-phpapp02
Gestaodotempoeprodutividade 130723223754-phpapp02
 
LATEC - UFF. PALESTRA - GESTÃO DO TEMPO E PRODUTIVIDADE
LATEC - UFF.  PALESTRA - GESTÃO DO TEMPO E PRODUTIVIDADELATEC - UFF.  PALESTRA - GESTÃO DO TEMPO E PRODUTIVIDADE
LATEC - UFF. PALESTRA - GESTÃO DO TEMPO E PRODUTIVIDADE
 
A earquivoadministracaodotempo
A earquivoadministracaodotempoA earquivoadministracaodotempo
A earquivoadministracaodotempo
 
Administracao do tempo
Administracao do tempoAdministracao do tempo
Administracao do tempo
 
Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
Autogerenciamento, Priorização e produtividade - Tudo se inicia com Senso de ...
 
Estratégias e Práticas para o Sucesso Profissional e Pessoal
Estratégias e Práticas para o Sucesso Profissional e PessoalEstratégias e Práticas para o Sucesso Profissional e Pessoal
Estratégias e Práticas para o Sucesso Profissional e Pessoal
 

Último

Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 

Gestão do tempo

  • 2. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO  Introdução aos princípios que regem o tempo  Tempos pessoal  Agendas dos profissionais de informática  Meios e ferramentas de Gestão do tempo  Avaliação dos meios de gerenciamento do tempo
  • 3. OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM  Entender o que é a Gestão do Tempo e sua importância  Compreender os conceitos fundamentais de Gestão do tempo como forma de desenvolvimento eficaz do trabalho.  Contextualizar a Gestão do Tempo no âmbito da informática  Saber utilizar as técnicas de Gestão do Tempo no desenvolvimento de Projetos de Informática.
  • 4. INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO  Conteúdo dividido em 20 aulas;  Aspectos:  Introdução à Gestão do Tempo.  Conseqüências da má gestão do tempo  O gerenciamento eficaz do tempo e as vantagens para o trabalho/ Meios e ferramentas que permitem uma gestão eficaz do tempo.  Listagem das principais atividades pessoais.  Avaliação das atividades considerando a energia e o tempo utilizado.
  • 5. INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO  Aspectos:  Reflexão sobre a capacidade de gerenciamento da agenda de tarefas.  Listagem das principais atividades do suporte técnico em informática.  Determinar o nível de prioridade das atividades pessoais e dos profissionais do suporte técnico em informática.  Determinar as atividades que podem ser delegadas.
  • 6. INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO  Aspectos:  Planejar a execução de atividades com a ajuda de ferramentas de gerenciamento do tempo.  Refletir sobre a capacidade de avaliar a importância de uma situação dada.  Reconhecer os limites de suas responsabilidades/ Avaliar pontos fortes e pontos fracos na gestão do tempo / Determinar meios que permitiriam uma gestão do tempo mais eficiente.  Se interrogar sobre a influência que pode ter a gestão do tempo sobre os resultados das ações no universo pessoal e profissional.
  • 7. INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO  O que é tempo?  Origem grega:  Chronos - relativo à seqüência de acontecimentos,  Kairos - relativo ao momento em que algo acontece.  “Tempo é o jeito que a natureza deu para que tudo não acontecesse de uma vez só”, disse John Wheeler (Professor de Teoria Física da Universidade de Princeton)  “organização da vida”, “presente, passado e futuro”, “é um espaço que existe para realizar todas as atividades que devem ser feitas”
  • 8. INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO  O que é gestão?  é a atividade de administrar idéias para que se transformem em resultados esperados.  combinação e coordenação de inúmeros fatores como planejamento, aporte de recursos humanos, físicos e financeiros.  O que é um gestor?  é a pessoa a quem compete a interpretação dos objetivos propostos pela organização, através do planejamento, da organização, da liderança ou direção e do controle, afim de atingir os referidos objetivos.
  • 9. INTRODUÇÃO À GESTÃO DO TEMPO  O que é gestão do tempo?  É a atividade que visa organizar o tempo disponível, de forma que atenda a execução de tarefas visadas.  escolha de prioridades, estabelecimento de cronogramas e prazos,  Qual a importância de se ter uma eficaz gestão do tempo?  “Na canção “O TEMPO NÃO PÁRA”, do compositor e cantor brasileiro CAZUZA, fica nítido a noção de que efetivamente o tempo escorre pelas mãos e que temos posse apenas do hoje do agora, já que, o passado não volta mais e o futuro, nem sequer sabemos se chegará.”
  • 10. OBSTÁCULOS PARA UMA EFICAZ GESTÃO DO TEMPO  Falta de consciência do valor do tempo;  Prazos curtos e cobranças.  Planejamento ausente ou mal trabalhado;  Não planejar as atividades diárias.  Deficiência nos meios necessários;  Falta de material e/ou verba.  Desvio do foco e baixo comprometimento;  Realização de atividades que não levam ao objetivo final (TV, internet, etc).
  • 11. CONSEQÜÊNCIAS DE UMA MÁ GESTÃO DO TEMPO  Atraso ou má qualidade dos produtos;  Não cumprimento de prazos ou cumprimento com produtos mal feitos.  Falta de credibilidade;  Falta de confiança dos clientes/pessoas.  Falência.  Sem credibilidade e sem produtos de qualidades, significa sem clientes e conseqüentemente leva a falência.
  • 12. VANTAGENS DO GERENCIAMENTO EFICAZ DO TEMPO  Cumprimento de prazos;  Economia de recursos;  Elimina gastos supérfluos, horas perdidas e tempo vago  Valorização do “nome”;  Credibilidade;  Fortalecimento da autoestima;
  • 13. MEIOS E FERRAMENTAS QUE PERMITEM UMA GESTÃO EFICAZ DO TEMPO  Existem modelos estudados pela administração para gerenciar o tempo. O PDCA é um deles:  Plan: Planejamento da atividade;  Do: Execução da Atividade;  Check: Verificação do andamento da atividade;  Action: Ação nos resultados.  Também conhecido como Clico de Shewhart, desenvolvido em 1930 por Walter Andrew Shewhart
  • 14. PDCA
  • 15. PDCA  Planejamento de atividade  Identificar problemas, estabelecer metas e estabelecer o plano de ação.  Execução de atividade  Dar andamento ao projeto ou conjunto de atividades com base no estabelecido no planejamento.  Verificação do andamento da atividade  Checar se as tarefas/atividades estão sendo executadas nos prazos estabelecidos.  Ação nos resultados  Após toda a execução do planejamento deve-se avaliar os erros e acertos, criando uma “fórmula para o sucesso” na gestão do tempo.
  • 16. PARA REFLETIR “As coisas mais importantes nunca devem ficar a mercê das coisas menos importantes” Wolfang Von Goethe - Alemão
  • 17. LISTAGEM DAS PRINCIPAIS ATIVIDADES PESSOAIS  Todos temos uma rotina diária a cumprir que é formada por um conjunto de tarefas.  FUNDASONO – 8h/noite. É necessário para a saúde e o bem estar e a alta produtividade.  Exercício prático:  Estabeleça as atividades que você desempenha nos diversos ambientes em que vive.
  • 18. LISTAGEM DE ATIVIDADES  A  Atividades de casa;  Refeições;  Tarefas domiciliares; Etc.  B  Atividades Escolares;  Horário das aulas;  Estudo; Etc.  C  Atividades Esportivas;  Horário das atividades;  Treino extra; Etc.  D  Atividades de lazer;  Passeios / Festas;  Leitura; Etc.  E  Atividades Espirituais;  Reuniões / Celebrações;  Obras Sociais; Etc.
  • 19. ESTABELECIMENTO DO TEMPO GASTO PARA TAREFAS DIÁRIAS  Agora que já temos o conjunto de tarefas que desempenhamos nos mais diversos ambientes e aspectos de nossa vida, precisamos estabelecer de acordo com os dias da semana as atividades e horários nos quais reservamos para tais ações, sendo assim, vamos montar nosso organograma semanal de atividades partindo dos parâmetros dia e turnos.
  • 20. APROVEITAMENTO DO TEMPO LIVRE E MAXIMIZAÇÃO DO TEMPO  Já estabelecemos atividades e organizamo-las em um cronograma semanal, agora vamos incluir o fator motivação.  Ou seja, devemos nos preocupar com preencher nosso tempo livre com atividades saudáveis e confortáveis, como relaxamento, leitura, corrida, etc.  Procurar atividades que estimulem o cérebro e o corpo.
  • 21. REFLEXÃO SOBRE A CAPACIDADE DE GERENCIAMENTO DA AGENDA DE TAREFAS  Já listamos as atividades e distribuímos as mesmas num cronograma semanal, agora iremos colocar prioridades para cada atividade.  As atividades são subdivididas em caráter importante, urgente ou circunstancial.
  • 22. CASO DE SUCESSO  Christian Barbosa  Paulista, bacharel em Ciência da Computação  maior especialista brasileiro em administração de tempo e produtividade  Christian Abriu sua primeira empresa aos 15 anos e foi um dos profissionais mais jovens do mundo a receber o certificado da Microsoft.  É fundador da Triad Consulting, empresa multinacional especializada em programas e consultoria na área de produtividade, colaboração e administração do tempo  a qual presta assessoria para empresas como: Santander; Bradesco; Toyota; Coca-Cola, Rede Globo e Nestlé.
  • 23. ESFERA IMPORTANTE  “A esfera Importante refere-se a todas as atividades que você faz e que têm importância em sua vida – aquelas que trazem resultado a curto, médio ou longo prazo.  É a esfera da estrada certa, na qual você coloca seu carro e sabe que na linha de chegada estará realizado.  O que é importante tem tempo para ser feito, pode esperar horas, dias, semanas, meses, etc.
  • 24. ESFERA DA URGÊNCIA  A esfera da Urgência tem todas as atividades na qual o tempo está curto ou acabou.  São as atividades que chegam em cima da hora, que não podem ser previstas, mas que geralmente causam estresse.
  • 25. ESFERA CIRCUNSTANCIAL  A esfera Circunstancial, por sua vez, cobre as tarefas desnecessárias.  São os gastos de tempo de forma inútil, tarefas feitas por comodidade ou por  serem “socialmente” apropriadas.  É a esfera da estrada que não leva a lugar algum, que não traz resultados, apenas frustrações”.
  • 26. EXEMPLO PRÁTICO  Temos que focar nossas atividades na esfera do que é importante e também dar atenção ao que é urgente.  Comemoração do aniversário de um ente querido – IMPORTANTE  Preparação para uma prova na semana que vem – URGENTE  Passar uma tarde vendo TV, jogando vídeo game ou nas redes sociais - CIRCUNSTANCIAL
  • 27. EM RESUMO!!  As atividades importantes podem ser planejadas com mais comodidade;  As atividades urgentes devem ser resolvidas imediatamente e  As atividades circunstanciais devem ser levadas a terceiro plano.
  • 28. ATIVIDADE PRÁTICA  estabelecer dentre as nossas tarefas a lista de prioridades colocando-as como importantes, urgentes e circunstanciais.  Para tanto, voltemos para o alocado na aulas 5 e coloquemos ao lado de cada uma das atividades a letra I quando considerarmos Importante, U quando considerarmos Urgente e C quando considerarmos Circunstancial.
  • 29. POTENCIALIZANDO O USO DO SEU TEMPO  Após identificar a real importância de cada atividade, agora vamos pensar sobre o que é necessário para melhorar o uso do nosso tempo.  Agora, diante das tarefas que você classificou com urgentes, faça uma análise do porquê de ainda não ter sido realizada e o que pode ser feito para sanar tal situação.  O mesmo exercício faça para com as atividades consideradas importantes.  Finalmente, dentro das atividades identificadas como circunstanciais, estude a possibilidade de transferir o tempo gasto com estas para a execução de tarefas consideradas urgentes e importantes.
  • 30. DICAS  Dicas sobre gestão do tempo:  http://exame.abril.com.br/topicos/administracao-do- tempo
  • 31. LISTAGEM DAS ATIVIDADES DO SUPORTE TÉCNICO  Agora que planejamos nossas atividades pessoais, iremos afunilar nosso estudo para o lado técnico e de TI.  O gerenciamento do tempo é imprescindível para o sucesso em projetos de TI;  A materialização de um projeto é super importante;  Na ciência de computação o suporte técnico é um âmbito muito importante;
  • 32. ASPECTOS IMPRESCINDÍVEIS PROJETO DE TI  Formação da equipe  Material
  • 33. FORMAÇÃO DA EQUIPE  Aspecto técnico (conhecimento e experiência)  Levantamento da carreira acadêmica e profissional (certificados, cursos, referencias, diplomas, exames, histórico escolar, IRA)  Aspectos das atitudes (teste psicológico, conversa, comportamento, maneira de conversar e até se sentar)  OBS: “A vida profissional tem nascedouro nos bancos da escola e possuem reflexos inimagináveis”.
  • 34. FORMAÇÃO DA EQUIPE  Um boa equipe precisa de um bom GP (gerente de projetos)  O Gerente de projetos  Estabelece o numero de profissionais  O rol de equipamentos  Os recursos na medida certa.  Profissionais de um projeto de TI  Gerente de projetos, Analista de Sistemas, Técnico em TI, Programador, Designer.
  • 35. PROFISSIONAIS DA EQUIPE  Gerente de Projetos  Profissional graduado em Ciências da Computação ou áreas afins, que tem o encargo de gerir os trabalhos da equipe rumo ao alcance das metas o tempo estabelecido. Acompanha prazos.  O Analista de Sistemas de Tecnologia da Informação;  Profissional graduado em Ciências da Computação ou áreas afins e que tem a missão de desenvolver softwares aplicáveis ao Projeto.  O Técnico em Tecnologia da Informação;  Profissional técnico que tem a missão de auxiliar a equipe no desenvolvimento de suas tarefas. Atua na área de suporte de hardware e redes.  Programador;  Geralmente profissional de formação técnica que tem a missão de programar computadores, desenvolver e dar manutenção aos sistemas.  Designer.  Profissional que tem a habilidade de desenvolver sites, logomarcas ou imagens relacionadas ao projeto.
  • 36. MATERIAL  Os instrumentos de Hardware e Periféricos  Computadores de Mesa (desktops);  Computadores móveis (Notebooks, Netbooks, Tablets, etc.);  Equipamentos de Telecomunicação (Aparelhos de Rádio, Aparelhos Celulares, etc.);  Impressoras; Scanners;  Leitores de Código de Barras;  Armazenadores de dados como pen drives, HDs externos, etc.  Espaço físico (sala) e mobília para os equipamentos e para a equipe.
  • 37. CONSIDERAÇÕES  Desenvolver um projeto é complexo!  Um dimensionamento deve ser feito (nem menor nem maior, na medida)  É necessário um planejamento e organização para “juntar” esses recursos.  Para que um projeto dê certo é necessário forte planejamento, equipe eficaz e comprometida e algo gerenciamento.
  • 38. OBSTÁCULOS ENCONTRADOS NA EXECUÇÃO DOS PROJETOS DE TI  Problemas com a equipe de trabalho  Rotatividade (troca de equipe), relacionamentos interpessoais, falta de capacidade técnica  Não entrega dos recursos materiais esperados  Atrasos na entrega das atividades (causados por uma má gestão do tempo ou um planejamento mal elaborado)  Quebra constante dos equipamentos e materiais  Computadores quebrados ou softwares que não funcionam.  Deve-se fazer uma medida preventiva para todos as aspectos citados
  • 39. DELEGAÇÃO DE ATIVIDADES  “A delegação representa a transferência de determinado nível de autoridade de um superior para um subordinado ou conjunto de subordinados. Saber delegar com eficácia significa dar a tarefa certa à pessoa certa, Concedendo-lhe o grau certo de liberdade, para que o trabalho se desenvolva de forma mais eficiente e produtiva. Saber delegar permite ao superior e a toda a sua equipa darem o seu melhor e aperfeiçoarem-se progressivamente, de modo a poder enfrentar novos desafios. Com uma fraca capacidade de delegação, a equipe fica constante-mente ocupada a “apagar fogos” e perde tempo precioso”.
  • 40. DELEGAÇÃO DE ATIVIDADES  Vantagens;  Mais tempo para criação de idéias e solução de demandas graves.  Agilidade na tomada de decisões pois as decisões não precisem passar por mãos diversas.  Incremento na autoestima: responsabilidade para hierarquia mais baixa  Desvantagens  Possível de perda de controle: pode ser que o individuo que receba a delegação se deslumbre pelo poder e passe a extrapolar os limites de atribuição da delegação.  Perigo de incapacidades do delegado: possibilidade de despreparo do que recebe o poder, e risco de causar prejuízos.
  • 41. ATIVIDADES COM FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DO TEMPO  Nos projetos de TI a maximização do tempo deve ser bem explorada;  Ferramentas de gerenciamento do tempo são utilizadas em projetos de TI;  Modelo de gerenciamento em projetos de TI:  Definição; Seqüenciamento; Estimativa de Recurso; Estimativa de Duração das Atividades; Estabelecimento do Cronograma e Controle do Cronograma  No mercado existem softwares que auxiliam nessa processo: Artemis, Microsoft Project, Project Builder
  • 42. ATIVIDADES COM FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DO TEMPO  Definição das Atividades  Identificação das atividades a serem desenvolvidas para atingir os objetivos do Projeto.  Seqüenciamento de Atividades  Verificação da correspondência entre as fases do Projeto.  Estimativa de Recursos  Visualização do tipo e quantidade de produtos necessários para cada atividade do cronograma.  Estimativa de Duração de Atividade  Estabelecimento de previsão de prazo para conclusão de cada atividade do cronograma.  Desenvolvimento do Cronograma  Formatação das seqüências de atividades com suas respectivas dependências, durações e recursos necessários para execução.  Controle do Cronograma  Acompanhamento das alterações surgidas durante a execução do projeto e materialização dos ajustes necessários.
  • 43. ATITUDES QUE PREJUDICAM O APROVEITAMENTO DO TEMPO  Desorganização  Gavetas, guarda-roupa, mesa de trabalho, desktop do computador.  Desconcentração  Atender telefone, ouvir música, ver TV, redes sociais em paralelo.  Pensamentos Negativos
  • 44. COMPORTAMENTOS QUE MAXIMIZAM O APROVEITAMENTO DO TEMPO  Organização  Concentração  Pensamento Positivo  Prioridade  “condição daquilo que está em primeiro lugar”  Eu não tenho tempo para isso deve ser substituído por eu não priorizo isso.
  • 45. REFERÊNCIAS  CHIAVENATO, Idalberto. Teoria Geral da Administração. Vol. I, 6ª. Edição. Rio de Janeiro: Campus; 2001.  www.amcham.com.br, jan 2012.  http://resultadosrapidos.blogspot.com, jan 2012.  www.fundasono.org.br, jan 2012.  www.triadedotempo.com.br, jan 2012.  www.gespublica.gov.br, jan 2012.  http://www.knoow.net/, jan 2012.  Mini Dicionário Português – Editora Wkids, jan 2012.