SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO
GROSSO DO SUL
CÂMPUS DO PANTANAL
“É fundamental que o estudante adquira
uma compreensão e uma percepção nítida
dos valores. Tem de aprender a ter um
sentido bem definido do belo e do
moralmente bom”
Albert Einstein
Surge na Alemanha entre 1910-1920
MAX WERTHEIMER
(1880 – 1943)
KURT KOFFKA
(1886 – 1941)
WOLFGANG KÖHLER
(1887 – 1967)
Segundo a Gestalt, o cérebro é um sistema
dinâmico no qual se produz uma interação
entre os elementos, em determinado
momento, através de princípios de
organização perceptual como: proximidade,
continuidade, semelhança, segregação,
preenchimento, unidade, simplicidade e
figura/fundo. (veremos mais a frente cada um
desses elementos).
Gestalt
Gestalt (palavra alemã sem tradução para o português) é uma
teoria que estuda como os seres humanos percebem as
coisas: objetos, imagens, sensações – pode ser entendida
como um teoria da percepção;
A Psicologia da Gestalt, foi um campo de pesquisa que
trouxe uma série de novas perspectivas para entender a
maneira com a qual o homem se relaciona com o mundo;
Ela afirma que nossa percepção não se dá por “pontos
isolados”, mas, sim, por uma visão de “todo”. Não vemos
partes isoladas, mas relações. Isto é, uma parte na
dependência de outra parte.
Nossa percepção, que é resultado de uma sensação global, as
partes são inseparáveis do todo e são outra coisa que não elas
mesmas, fora desse todo. (Exemplos sobre esse tema - todo,
parte - mais a frente)
É UM SAPO?
OU
É UM
CAVALO?
Para a Gestalt o todo é sempre mais que a soma
de suas partes - o homem é uma totalidade.
O princípio fundamental da Teoria da Gestalt
sugere que a análise das partes nunca pode
proporcionar uma compreensão do todo, uma
vez que o todo é constituído pelas interações e
interdependências das partes;
Deste modo é que a teoria da gestalt se propõe a
estudar a vida psíquica sob o aspecto da
combinação de elementos (sensações e
imagens) que a constituem.
A teoria da Gestalt abordam os campos
da percepção e propõem uma visão global
do homem e do mundo (o lema da gestalt
é justamente “o todo é mais que a soma
das suas partes”)
Clareza dos objetivos da
escola e sistemas de
valores do professor;
Em primeiro lugar: os
objetivos do ensino deve
ser claros.
O processo de desenvolvimento é explicado pela
maturação do sistema nervoso e das estruturas
perceptivas que o sujeito já traz ao nascer;
A aprendizagem é explicada como um insight,
uma revelação, que pode ser entendido como uma
organização súbita do campo perceptivo a fim de
configurar uma totalidade. O insight ocorre
quando se percebe a relação entre o estímulo e o
campo.
Insight: os elementos da situação são percebidos
em um padrão certo; a solução surge de repente;
o sujeito reage à situação total; o todo determina
a organização das partes em uma situação
significativa.
Para que ocorra o insight devem ser levados em
conta os fatores subjetivos e objetivos:
Os dados devem estar presentes e apresentados
de forma a proporcionar o entendimento. O sujeito
deve estar predisposto a resolver o problema ou
entender a questão.
Se a aprendizagem ocorre por insight,
cabe ao ensino tratar de organizar os
estímulos de maneira a facilitar o
processo perceptivo;
A experiência passada, apesar de não
resolver o problema, facilita a
compreensão de uma nova situação;
O insight é facilitado se os estímulos
estiverem organizados de forma a
facilitar a percepção - a matéria deve ser
apresentada de forma clara, integrada.
 É objetivo central da Gestalt pedagogia
possibilitar ao indivíduo o
desenvolvimento completo das
capacidades e de todo o seu potencial (...)
é apenas preciso que se criem as
condições necessárias (BUROW &
SCHERPP, 1981).
O que você vê?
Você consegue achar o cachorro?
Lei da segregação
Podemos ver na imagem abaixo um exemplo de
segregação, em que uma única uva torna-se
"segregada", em relação às outras, pela sua cor, como
se estivesse "separada" do grupo, "isolada" do todo,
destacada, etc.
A segregação é a capacidade perceptiva de separar,
identificar, evidenciar ou destacar unidades formais em
um todo compositivo.
Os elementos são agrupados de acordo
com a distância a que se encontram uns
dos outros. Logicamente, elementos que
estão mais perto de outros numa região
tendem a ser percebidos como um
grupo, mais do que se estiverem distante
de seus similares.
Há uma tendência de a nossa
percepção seguir uma direção
para conectar os elementos de
modo que eles pareçam contínuos
ou fluir em uma direção
específica.
Os objetos similares tendem a se agrupar.
A similaridade pode acontecer na cor dos
objetos, na textura e na sensação de massa
dos elementos.
Diz que todas as formas tendem a ser
percebidas em seu caráter mais simples. É o
princípio da simplificação natural da
percepção. Quanto mais simples, mais
facilmente é assimilada: desta forma, a parte
mais facilmente compreendida em um
desenho é a mais regular, que requer menos
simplificação.
Referências
• http://design.blog.br/design-grafico/o-que-e-
gestalt
• www.ocre.com.br/blog
• www.gestaltsp.com.br
• www.infoescola.com › Psicologia
• pt.wikipedia.org/wiki/Gestalt
• www.lifecircles-inc.com/.../gestalt/koffka.html
• artigos.psicologado.com/.../gestalt-o-inicio

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestalt
GestaltGestalt
Gestalt
Misterios10
 
Leis de gestalt
Leis de gestaltLeis de gestalt
Leis de gestalt
Filipe Serra
 
Psicologia da forma GESTALT
Psicologia da forma GESTALTPsicologia da forma GESTALT
Psicologia da forma GESTALT
Elizabeth Fantauzzi
 
Gestalt
GestaltGestalt
Gestalt
Isaac Santos
 
Gestalt
GestaltGestalt
Teoria da Gestalt
Teoria da GestaltTeoria da Gestalt
Teoria da Gestalt
Silvia Marina Anaruma
 
Gestalt da forma
Gestalt da formaGestalt da forma
Gestalt da forma
sergioborgato
 
A teoria de gestalt
A teoria de gestaltA teoria de gestalt
A teoria de gestalt
Rute Oliveira
 
Gestalt - Teoria do Design
Gestalt - Teoria do DesignGestalt - Teoria do Design
Gestalt - Teoria do Design
Rodrigo Losina
 
Leis da Gestalt
Leis da GestaltLeis da Gestalt
Leis da Gestalt
Camila Casarotto
 
Teoria de Gestalt
Teoria de GestaltTeoria de Gestalt
Teoria de Gestalt
Patrícia Filipa Martins
 
A psicologia da Gestalt - histórico e princípios
A psicologia da Gestalt - histórico e princípiosA psicologia da Gestalt - histórico e princípios
A psicologia da Gestalt - histórico e princípios
Ludmila Moura
 
introdução gestalt
introdução gestaltintrodução gestalt
introdução gestalt
carol brandao
 
gestalt
gestaltgestalt
gestalt
carol brandao
 
Psicologia da gestalt
Psicologia da gestaltPsicologia da gestalt
Psicologia da gestalt
Glória Melo
 
PERCEPÇÃO VISUAL
PERCEPÇÃO VISUALPERCEPÇÃO VISUAL
PERCEPÇÃO VISUAL
Andrea Dalforno
 
Gestalt
GestaltGestalt
Gestalt Terapia - Psicologia
Gestalt Terapia - PsicologiaGestalt Terapia - Psicologia
Gestalt Terapia - Psicologia
Adriane Fernandes
 
Gestalt
GestaltGestalt
Gestalt
juju_turttle
 
Aula sobre Gestalt - FPE
Aula sobre Gestalt - FPEAula sobre Gestalt - FPE
Aula sobre Gestalt - FPE
Rodrigo Castro
 

Mais procurados (20)

Gestalt
GestaltGestalt
Gestalt
 
Leis de gestalt
Leis de gestaltLeis de gestalt
Leis de gestalt
 
Psicologia da forma GESTALT
Psicologia da forma GESTALTPsicologia da forma GESTALT
Psicologia da forma GESTALT
 
Gestalt
GestaltGestalt
Gestalt
 
Gestalt
GestaltGestalt
Gestalt
 
Teoria da Gestalt
Teoria da GestaltTeoria da Gestalt
Teoria da Gestalt
 
Gestalt da forma
Gestalt da formaGestalt da forma
Gestalt da forma
 
A teoria de gestalt
A teoria de gestaltA teoria de gestalt
A teoria de gestalt
 
Gestalt - Teoria do Design
Gestalt - Teoria do DesignGestalt - Teoria do Design
Gestalt - Teoria do Design
 
Leis da Gestalt
Leis da GestaltLeis da Gestalt
Leis da Gestalt
 
Teoria de Gestalt
Teoria de GestaltTeoria de Gestalt
Teoria de Gestalt
 
A psicologia da Gestalt - histórico e princípios
A psicologia da Gestalt - histórico e princípiosA psicologia da Gestalt - histórico e princípios
A psicologia da Gestalt - histórico e princípios
 
introdução gestalt
introdução gestaltintrodução gestalt
introdução gestalt
 
gestalt
gestaltgestalt
gestalt
 
Psicologia da gestalt
Psicologia da gestaltPsicologia da gestalt
Psicologia da gestalt
 
PERCEPÇÃO VISUAL
PERCEPÇÃO VISUALPERCEPÇÃO VISUAL
PERCEPÇÃO VISUAL
 
Gestalt
GestaltGestalt
Gestalt
 
Gestalt Terapia - Psicologia
Gestalt Terapia - PsicologiaGestalt Terapia - Psicologia
Gestalt Terapia - Psicologia
 
Gestalt
GestaltGestalt
Gestalt
 
Aula sobre Gestalt - FPE
Aula sobre Gestalt - FPEAula sobre Gestalt - FPE
Aula sobre Gestalt - FPE
 

Destaque

Ihm Aula 06 Gestalt 25.03.08 E
Ihm   Aula 06   Gestalt  25.03.08 EIhm   Aula 06   Gestalt  25.03.08 E
Ihm Aula 06 Gestalt 25.03.08 E
Professor Samuel Ribeiro
 
A historia da gestalt
A historia da gestaltA historia da gestalt
A historia da gestalt
Diego Avila
 
Leis Visuais Gestalt
Leis Visuais GestaltLeis Visuais Gestalt
Gestalt new(fix)
Gestalt new(fix)Gestalt new(fix)
Gestalt new(fix)
De Janks
 
[cv - 2011.2] 07 - gestalt
[cv - 2011.2] 07 - gestalt[cv - 2011.2] 07 - gestalt
[cv - 2011.2] 07 - gestalt
Eduardo Novais
 
Teoria da percepção
Teoria da percepção Teoria da percepção
Teoria da percepção
Roger Pimentel
 
Princípios da fotografia
Princípios da fotografiaPrincípios da fotografia
Princípios da fotografia
Cid Costa Neto
 
Luz e Composição Fotográfica
Luz e Composição FotográficaLuz e Composição Fotográfica
Luz e Composição Fotográfica
Cid Costa Neto
 

Destaque (8)

Ihm Aula 06 Gestalt 25.03.08 E
Ihm   Aula 06   Gestalt  25.03.08 EIhm   Aula 06   Gestalt  25.03.08 E
Ihm Aula 06 Gestalt 25.03.08 E
 
A historia da gestalt
A historia da gestaltA historia da gestalt
A historia da gestalt
 
Leis Visuais Gestalt
Leis Visuais GestaltLeis Visuais Gestalt
Leis Visuais Gestalt
 
Gestalt new(fix)
Gestalt new(fix)Gestalt new(fix)
Gestalt new(fix)
 
[cv - 2011.2] 07 - gestalt
[cv - 2011.2] 07 - gestalt[cv - 2011.2] 07 - gestalt
[cv - 2011.2] 07 - gestalt
 
Teoria da percepção
Teoria da percepção Teoria da percepção
Teoria da percepção
 
Princípios da fotografia
Princípios da fotografiaPrincípios da fotografia
Princípios da fotografia
 
Luz e Composição Fotográfica
Luz e Composição FotográficaLuz e Composição Fotográfica
Luz e Composição Fotográfica
 

Semelhante a Gestalt para apresentar

Interface Homem Computador - Aula04 - Principios da Gestalt
Interface Homem Computador - Aula04 - Principios da GestaltInterface Homem Computador - Aula04 - Principios da Gestalt
Interface Homem Computador - Aula04 - Principios da Gestalt
CEULJI/ULBRA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
 
Jeanpiaget 120409101826-phpapp01
Jeanpiaget 120409101826-phpapp01Jeanpiaget 120409101826-phpapp01
Jeanpiaget 120409101826-phpapp01
Loyane Fernandes
 
As teorias do desenvolvimento humano
As teorias do desenvolvimento humanoAs teorias do desenvolvimento humano
As teorias do desenvolvimento humano
Bruno Gurué
 
Construtivismo
ConstrutivismoConstrutivismo
Construtivismo
sgessy
 
Jean piaget PPT
Jean piaget PPTJean piaget PPT
Psicologia e aprendizagem
Psicologia e aprendizagemPsicologia e aprendizagem
Psicologia e aprendizagem
Fabiano
 
Gestaltpedagogia
GestaltpedagogiaGestaltpedagogia
Gestaltpedagogia
Silvia Marina Anaruma
 
O que é um esquema.docx
O que é um esquema.docxO que é um esquema.docx
O que é um esquema.docx
Diego Lino
 
Jean Piaget.pptx
Jean Piaget.pptxJean Piaget.pptx
Jean Piaget.pptx
TatyaneViana1
 
Gestalt poligrafo
Gestalt poligrafoGestalt poligrafo
Escolas da Psicologia 1a. Aula
Escolas da Psicologia 1a. AulaEscolas da Psicologia 1a. Aula
Escolas da Psicologia 1a. Aula
rosariasperotto
 
A epistemologia genetica piaget
A epistemologia genetica piagetA epistemologia genetica piaget
A epistemologia genetica piaget
Jose Carlos Machado Cunha
 
Referencial -teorico_-_piaget
Referencial  -teorico_-_piagetReferencial  -teorico_-_piaget
Referencial -teorico_-_piaget
angelafreire
 
Referencial -teorico_-_piaget
Referencial  -teorico_-_piagetReferencial  -teorico_-_piaget
Referencial -teorico_-_piaget
angelafreire
 
Rev03 04
Rev03 04Rev03 04
Teoria de gestalt informacao
Teoria de gestalt informacaoTeoria de gestalt informacao
Teoria de gestalt informacao
Bibliotecas Infante D. Henrique
 
Teorias D..
Teorias D..Teorias D..
Gestalt do objeto
Gestalt do objetoGestalt do objeto
Gestalt do objeto
Priscila Souza
 
A teoria básica de jean piaget
A teoria básica de jean piagetA teoria básica de jean piaget
A teoria básica de jean piaget
Castilho Junior
 
A teoria básica de jean piaget
A teoria básica de jean piagetA teoria básica de jean piaget
A teoria básica de jean piaget
Fábio Domingues
 

Semelhante a Gestalt para apresentar (20)

Interface Homem Computador - Aula04 - Principios da Gestalt
Interface Homem Computador - Aula04 - Principios da GestaltInterface Homem Computador - Aula04 - Principios da Gestalt
Interface Homem Computador - Aula04 - Principios da Gestalt
 
Jeanpiaget 120409101826-phpapp01
Jeanpiaget 120409101826-phpapp01Jeanpiaget 120409101826-phpapp01
Jeanpiaget 120409101826-phpapp01
 
As teorias do desenvolvimento humano
As teorias do desenvolvimento humanoAs teorias do desenvolvimento humano
As teorias do desenvolvimento humano
 
Construtivismo
ConstrutivismoConstrutivismo
Construtivismo
 
Jean piaget PPT
Jean piaget PPTJean piaget PPT
Jean piaget PPT
 
Psicologia e aprendizagem
Psicologia e aprendizagemPsicologia e aprendizagem
Psicologia e aprendizagem
 
Gestaltpedagogia
GestaltpedagogiaGestaltpedagogia
Gestaltpedagogia
 
O que é um esquema.docx
O que é um esquema.docxO que é um esquema.docx
O que é um esquema.docx
 
Jean Piaget.pptx
Jean Piaget.pptxJean Piaget.pptx
Jean Piaget.pptx
 
Gestalt poligrafo
Gestalt poligrafoGestalt poligrafo
Gestalt poligrafo
 
Escolas da Psicologia 1a. Aula
Escolas da Psicologia 1a. AulaEscolas da Psicologia 1a. Aula
Escolas da Psicologia 1a. Aula
 
A epistemologia genetica piaget
A epistemologia genetica piagetA epistemologia genetica piaget
A epistemologia genetica piaget
 
Referencial -teorico_-_piaget
Referencial  -teorico_-_piagetReferencial  -teorico_-_piaget
Referencial -teorico_-_piaget
 
Referencial -teorico_-_piaget
Referencial  -teorico_-_piagetReferencial  -teorico_-_piaget
Referencial -teorico_-_piaget
 
Rev03 04
Rev03 04Rev03 04
Rev03 04
 
Teoria de gestalt informacao
Teoria de gestalt informacaoTeoria de gestalt informacao
Teoria de gestalt informacao
 
Teorias D..
Teorias D..Teorias D..
Teorias D..
 
Gestalt do objeto
Gestalt do objetoGestalt do objeto
Gestalt do objeto
 
A teoria básica de jean piaget
A teoria básica de jean piagetA teoria básica de jean piaget
A teoria básica de jean piaget
 
A teoria básica de jean piaget
A teoria básica de jean piagetA teoria básica de jean piaget
A teoria básica de jean piaget
 

Gestalt para apresentar

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL CÂMPUS DO PANTANAL
  • 2.
  • 3. “É fundamental que o estudante adquira uma compreensão e uma percepção nítida dos valores. Tem de aprender a ter um sentido bem definido do belo e do moralmente bom” Albert Einstein
  • 4. Surge na Alemanha entre 1910-1920 MAX WERTHEIMER (1880 – 1943) KURT KOFFKA (1886 – 1941) WOLFGANG KÖHLER (1887 – 1967)
  • 5.
  • 6. Segundo a Gestalt, o cérebro é um sistema dinâmico no qual se produz uma interação entre os elementos, em determinado momento, através de princípios de organização perceptual como: proximidade, continuidade, semelhança, segregação, preenchimento, unidade, simplicidade e figura/fundo. (veremos mais a frente cada um desses elementos).
  • 7. Gestalt Gestalt (palavra alemã sem tradução para o português) é uma teoria que estuda como os seres humanos percebem as coisas: objetos, imagens, sensações – pode ser entendida como um teoria da percepção; A Psicologia da Gestalt, foi um campo de pesquisa que trouxe uma série de novas perspectivas para entender a maneira com a qual o homem se relaciona com o mundo; Ela afirma que nossa percepção não se dá por “pontos isolados”, mas, sim, por uma visão de “todo”. Não vemos partes isoladas, mas relações. Isto é, uma parte na dependência de outra parte. Nossa percepção, que é resultado de uma sensação global, as partes são inseparáveis do todo e são outra coisa que não elas mesmas, fora desse todo. (Exemplos sobre esse tema - todo, parte - mais a frente)
  • 10. Para a Gestalt o todo é sempre mais que a soma de suas partes - o homem é uma totalidade. O princípio fundamental da Teoria da Gestalt sugere que a análise das partes nunca pode proporcionar uma compreensão do todo, uma vez que o todo é constituído pelas interações e interdependências das partes; Deste modo é que a teoria da gestalt se propõe a estudar a vida psíquica sob o aspecto da combinação de elementos (sensações e imagens) que a constituem.
  • 11. A teoria da Gestalt abordam os campos da percepção e propõem uma visão global do homem e do mundo (o lema da gestalt é justamente “o todo é mais que a soma das suas partes”)
  • 12. Clareza dos objetivos da escola e sistemas de valores do professor; Em primeiro lugar: os objetivos do ensino deve ser claros.
  • 13. O processo de desenvolvimento é explicado pela maturação do sistema nervoso e das estruturas perceptivas que o sujeito já traz ao nascer; A aprendizagem é explicada como um insight, uma revelação, que pode ser entendido como uma organização súbita do campo perceptivo a fim de configurar uma totalidade. O insight ocorre quando se percebe a relação entre o estímulo e o campo.
  • 14. Insight: os elementos da situação são percebidos em um padrão certo; a solução surge de repente; o sujeito reage à situação total; o todo determina a organização das partes em uma situação significativa. Para que ocorra o insight devem ser levados em conta os fatores subjetivos e objetivos: Os dados devem estar presentes e apresentados de forma a proporcionar o entendimento. O sujeito deve estar predisposto a resolver o problema ou entender a questão.
  • 15. Se a aprendizagem ocorre por insight, cabe ao ensino tratar de organizar os estímulos de maneira a facilitar o processo perceptivo; A experiência passada, apesar de não resolver o problema, facilita a compreensão de uma nova situação; O insight é facilitado se os estímulos estiverem organizados de forma a facilitar a percepção - a matéria deve ser apresentada de forma clara, integrada.
  • 16.  É objetivo central da Gestalt pedagogia possibilitar ao indivíduo o desenvolvimento completo das capacidades e de todo o seu potencial (...) é apenas preciso que se criem as condições necessárias (BUROW & SCHERPP, 1981).
  • 17.
  • 18.
  • 19. O que você vê?
  • 20. Você consegue achar o cachorro?
  • 21. Lei da segregação Podemos ver na imagem abaixo um exemplo de segregação, em que uma única uva torna-se "segregada", em relação às outras, pela sua cor, como se estivesse "separada" do grupo, "isolada" do todo, destacada, etc. A segregação é a capacidade perceptiva de separar, identificar, evidenciar ou destacar unidades formais em um todo compositivo.
  • 22.
  • 23. Os elementos são agrupados de acordo com a distância a que se encontram uns dos outros. Logicamente, elementos que estão mais perto de outros numa região tendem a ser percebidos como um grupo, mais do que se estiverem distante de seus similares.
  • 24.
  • 25. Há uma tendência de a nossa percepção seguir uma direção para conectar os elementos de modo que eles pareçam contínuos ou fluir em uma direção específica.
  • 26.
  • 27. Os objetos similares tendem a se agrupar. A similaridade pode acontecer na cor dos objetos, na textura e na sensação de massa dos elementos.
  • 28.
  • 29. Diz que todas as formas tendem a ser percebidas em seu caráter mais simples. É o princípio da simplificação natural da percepção. Quanto mais simples, mais facilmente é assimilada: desta forma, a parte mais facilmente compreendida em um desenho é a mais regular, que requer menos simplificação.
  • 30.
  • 31. Referências • http://design.blog.br/design-grafico/o-que-e- gestalt • www.ocre.com.br/blog • www.gestaltsp.com.br • www.infoescola.com › Psicologia • pt.wikipedia.org/wiki/Gestalt • www.lifecircles-inc.com/.../gestalt/koffka.html • artigos.psicologado.com/.../gestalt-o-inicio