SlideShare uma empresa Scribd logo
LISTAS DE EXERCÍCIOS
RELAÇÕES MÉTRICAS
RELAÇÕES MÉTRICAS
1
01. (Espm 2019) Uma praça tem a forma de um quadrado de 200 m de lado. Partindo juntas de um mesmo canto P,
duas amigas percorrem o perímetro da praça caminhando em sentidos opostos, com velocidades constantes. O
primeiro encontro delas se dá em um ponto A e o segundo, em um ponto B. Se a medida do segmento PA é 250 m,
então, o segmento PB mede
a) 50 m
b) 100 m
c) 150 m
d) 200 m
e) 250 m
02. (Espm 2019) Num triângulo retângulo de hipotenusa a e catetos b e c, a medida da altura relativa à hipotenusa
é igual a 4. O valor da expressão
a b c
b c a c a b
+ +
⋅ ⋅ ⋅
é igual a
a) 1
b) 2
c)
1
2
d)
1
4
e)
1
8
03. (Fgv 2018) Um triângulo isósceles ABC, com AB AC 1,
= = é tal que cada ângulo da base BC mede o dobro do
ângulo de vértice A. Se cos18 m,
° = então, o quadrado de BC é igual a
a) 2
2 1 m 1 m
 
+ − −
 
 
b) 2
2 1 m 1 m
 
− + −
 
 
c) 2
2 2m
−
d) 2
4 2m
−
e) 2
4 4m
−
04. (Mackenzie 2018) Observe.
Na figura acima, o triângulo ABC é retângulo em C e sua área vale 6, então o valor do ˆ
senB é
a)
3
5
b) 1 c)
4
5
d)
2
5
e)
1
5
RELAÇÕES MÉTRICAS
2
05. (Insper 2018) Na figura, BAC e DEC são triângulos retângulos em  e Ê, com AB 15 cm,
= ED 10 cm
= e
AE 30 cm.
= O ponto C pertence a AE e o ponto F pertence a r, que é reta suporte de DE. O ponto C pode mover-
se ao longo de AE, e o ponto F pode mover-se ao longo de r, como mostra a figura.
A partir dessas condições, demonstra-se facilmente que BC CD
+ será mínimo na circunstância em que o triângulo
DCF é isósceles de base DF. A medida de BD, em centímetros, é igual a
a) 5 53
b) 5 37
c) 6 26
d) 5 41
e) 18 3
06. (Mackenzie 2016) A soma entre as medidas da altura e da base de um retângulo é de 14 cm. Se a diagonal mede
10 cm, então as medidas da altura e da base do retângulo são, respectivamente,
a) 2 cm e 12 cm
b) 9 cm e 5 cm
c) 10 cm e 4 cm
d) 8 cm e 6 cm
e) 11cm e 3 cm
07. (Mackenzie 2016) No triângulo ABC, da figura acima, AM é mediana relativa ao lado BC e é perpendicular ao
lado AB.
Se as medidas de BC e AM são, respectivamente, 4 cm e 1cm, então a medida do lado AC, em cm, é
a) 2 b) 3 c) 5 d) 6 e) 7
RELAÇÕES MÉTRICAS
3
08. (Insper 2016) A base da agência de espionagem C.O.N.T.R.O.L.E. localiza-se em um terreno plano, na origem de
um sistema de coordenadas cartesianas medidas em quilômetros. Nos pontos A(6;0), B(0;6), C( 6;0)
− e D(0; 6)
−
foram instalados radares com o intuito de alertar os agentes da base sobre possíveis ataques terrestres. Cada radar
patrulha uma região circular de R km de raio. Para que a proteção seja efetiva, a região patrulhada por um radar deve
interceptar as regiões patrulhadas por outros dois radares em pelo menos um ponto, como indicado na figura ao lado.
Nessas condições, para que a proteção seja efetiva, R deve valer, no mínimo,
a) 4 3
b) 4 2
c) 3 3
d) 3 2
e) 4
09. (Espm 2016) Num mapa, uma estrada retilínea passa sucessivamente pelas cidades A, B e C e uma cidade D,
distante 120 km de A, está localizada de tal forma que o ângulo 
DAB mede 36 .
° Um viajante fez o trajeto AB, BD e
DC, percorrendo em cada trecho a mesma distância. Se ele tivesse ido diretamente de A até C, teria percorrido uma
distância de
a) 120 km
b) 60 3 km
c) (120 cos 36 ) km
⋅ °
d)
120
km
cos 36°
e) 140 km
RELAÇÕES MÉTRICAS
4
10. (Unesp 2015) Em 2014, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantou duas faixas para pedestres na
diagonal de um cruzamento de ruas perpendiculares do centro de São Paulo. Juntas, as faixas formam um 'X', como
indicado na imagem. Segundo a CET, o objetivo das faixas foi o de encurtar o tempo e a distância da travessia.
Antes da implantação das novas faixas, o tempo necessário para o pedestre ir do ponto A até o ponto C era de 90
segundos e distribuía-se do seguinte modo: 40 segundos para atravessar AB, com velocidade média v; 20 segundos
esperando o sinal verde de pedestres para iniciar a travessia BC; e 30 segundos para atravessar BC, também com
velocidade média v. Na nova configuração das faixas, com a mesma velocidade média v, a economia de tempo para
ir de A até C, por meio da faixa AC, em segundos, será igual a
a) 20.
b) 30.
c) 50.
d) 10.
e) 40.
RELAÇÕES MÉTRICAS
5
11. (Unesp 2015) Em 09 de agosto de 1945, uma bomba atômica foi detonada sobre a cidade japonesa de Nagasaki.
A bomba explodiu a 500 m de altura acima do ponto que ficaria conhecido como “marco zero”.
No filme Wolverine Imortal, há uma sequência de imagens na qual o herói, acompanhado do militar japonês Yashida,
se encontrava a 1km do marco zero e a 50 m de um poço. No momento da explosão, os dois correm e se refugiam
no poço, chegando nesse local no momento exato em que uma nuvem de poeira e material radioativo, provocada pela
explosão, passa por eles. A figura a seguir mostra as posições do “marco zero”, da explosão da bomba, do poço e dos
personagens do filme no momento da explosão da bomba.
Se os ventos provocados pela explosão foram de 800 km h e adotando a aproximação 5 2,24,
≅ os personagens
correram até o poço, em linha reta, com uma velocidade média, em km h, de aproximadamente
a) 28.
b) 24.
c) 40.
d) 36.
e) 32.
12. (Insper 2015) Na figura, AD é um diâmetro da circunferência que contém o lado BC do quadrado sombreado,
cujos vértices E e F pertencem à circunferência.
Se a é a medida do segmento AB e  é a medida do lado do quadrado, então
a

é igual a
a) 5 2.
− b)
5 1
.
2
−
c)
5 1
.
2
+
d)
5
.
2
e) 5 2.
+
RELAÇÕES MÉTRICAS
6
13. (Unicamp 2014) O perímetro de um triângulo retângulo é igual a 6,0 m e as medidas dos lados estão em progressão
aritmética (PA). A área desse triângulo é igual a
a) 3,0 m2
b) 2,0 m2
c) 1,5 m2
d) 3,5 m2
14. (ifsp 2014) Ao ligar, por segmentos de retas, os pontos médios dos lados de um quadrado de lado 60 cm, obtém-
se um quadrilátero, cujo perímetro é, em centímetros,
a) 30 2.
b) 60 2.
c) 90 2.
d) 120 2.
e) 150 2.
15. (ifsp 2014) Um restaurante foi representado em sua planta por um retângulo PQRS. Um arquiteto dividiu sua área
em: cozinha (C), área de atendimento ao público (A) e estacionamento (E), como mostra a figura abaixo.
Sabendo que P, H e R são colineares, que PH mede 9 m e que SH mede 12 m, a área total do restaurante, em metros
quadrados, é
a) 150
b) 200
c) 250
d) 300
e) 350
16. (Fgv 2013) Um triângulo tem lados medindo 1cm, 2cm e 2,5cm. Seja h a medida da altura relativa ao maior lado.
O valor de h2
expresso em cm2
é, aproximadamente, igual a
a) 0,54
b) 0,56
c) 0,58
d) 0,60
e) 0,62
RELAÇÕES MÉTRICAS
7
17. (Unicamp 2013) Em um aparelho experimental, um feixe laser emitido no ponto P reflete internamente três vezes
e chega ao ponto Q, percorrendo o trajeto PFGHQ. Na figura abaixo, considere que o comprimento do segmento PB é
de 6 cm, o do lado AB é de 3 cm, o polígono ABPQ é um retângulo e os ângulos de incidência e reflexão são congruentes,
como se indica em cada ponto da reflexão interna. Qual é a distância total percorrida pelo feixe luminoso no trajeto
PFGHQ?
a) 12 cm
b) 15 cm
c) 16 cm
d) 18 cm
18. (ifsp 2013) Um instrumento musical é formado por 6 cordas paralelas de comprimentos diferentes as quais estão
fixadas em duas hastes retas, sendo que uma delas está perpendicular às cordas. O comprimento da maior corda é de
50 cm, e o da menor é de 30 cm. Sabendo que a haste não perpendicular às cordas possui 25 cm de comprimento da
primeira à última corda, se todas as cordas são equidistantes, a distância entre duas cordas seguidas, em centímetros,
é
a) 1
b) 1,5
c) 2
d) 2,5
e) 3
19. (Espm 2012) As medidas dos lados de um triângulo retângulo formam uma PA. Se x é a medida do menor ângulo
interno desse triângulo, o valor de tg x é
a) 0,6
b) 0,5
c) 0,8
d) 0,45
e) 0,75
RELAÇÕES MÉTRICAS
8
20. (Espm 2012) Na figura plana abaixo, ABCD é um quadrado de área 10 cm2
. Os segmentos CE e CF medem 4 cm
cada. Essa figura deverá ser dobrada nas linhas tracejadas, fazendo com que os pontos E e F coincidam com um ponto
P do espaço.
A distância desse ponto P ao ponto A é igual a
a) 6 cm
b) 5 cm
c) 4 2 cm
d) 5 2 cm
e) 6 2 cm
21. (Insper 2012) A figura mostra parte de um campo de futebol, em que estão representados um dos gols e a marca
do pênalti (ponto P).
Considere que a marca do pênalti equidista das duas traves do gol, que são perpendiculares ao plano do campo, além
das medidas a seguir, que foram aproximadas para facilitar as contas.
• Distância da marca do pênalti até a linha do gol: 11 metros.
• Largura do gol: 8 metros.
• Altura do gol: 2,5 metros.
Um atacante chuta a bola da marca do pênalti e ela, seguindo uma trajetória reta, choca-se contra a junção da trave
esquerda com o travessão (ponto T). Nessa situação, a bola terá percorrido, do momento do chute até o choque, uma
distância, em metros, aproximadamente igual a
a) 12
b) 14
c) 16
d) 18
e) 20
RELAÇÕES MÉTRICAS
9
22. (Espm 2012) A figura mostra um quadrado, dois círculos claros de raios R e dois círculos escuros de raios r,
tangentes entre si e aos lados do quadrado.
A razão entre R e r é igual a
a) 2
b) 3
c)
3
2
d) 2
e)
5
2
23. (Fgv 2012) As cordas AB e CD de um círculo são perpendiculares no ponto P, sendo que AP 6,
= PB 4
= e
CP 2.
= O raio desse círculo mede
a) 5
b) 6
c) 3 3.
d) 4 2.
e) 5 2.
RELAÇÕES MÉTRICAS
10
24. (Espm 2012) A figura abaixo representa um paralelepípedo reto-retângulo de medidas AF = 4, FC = 3 e CE = 2 3,
sendo B o ponto médio de DE. O perímetro do triângulo ABC é igual a
a) 12
b) 14
c) 13
d) 15
e) 11
25. (Insper 2012) Considere a figura a seguir, na qual foram construídos quadrados sobre os lados de um triângulo
retângulo de hipotenusa medindo a e catetos medindo b e c.
A partir dessa figura, pode-se enunciar o teorema de Pitágoras:
Se a
A , b
A e c
A são as áreas dos quadrados construídos sobre os lados de um triângulo retângulo, conforme indicado
na figura, então vale a igualdade a b c
A A A .
= +
Considere agora que, sobre os lados do mesmo triângulo retângulo, sejam construídos retângulos de altura unitária,
conforme a figura.
A partir da igualdade expressa no teorema de Pitágoras, assinale a alternativa que completa a sentença a seguir,
baseada na nova figura. Se a
A , b
A e c
A são as áreas dos retângulos de altura unitária construídos sobre os lados de
um triângulo retângulo, conforme indicado na figura, então vale a igualdade
a) a b c
A A A
.
a b c
= + b) a b c
aA bA cA .
= + c)
2 2 2
a b c
A A A
.
a b c
= + d) 2 2 2
a b c
aA bA cA .
= + e) 2 2 2
a b c
a A b A c A .
= +
RELAÇÕES MÉTRICAS
11
26. (Unicamp 2012) Um carpinteiro foi contratado para construir uma cerca formada por ripas de madeira. As figuras
abaixo apresentam uma vista parcial da cerca, bem como os detalhes das ligações entre as ripas, nos quais os parafusos
são representados por círculos brancos. Note que cada ripa está presa à cerca por dois parafusos em cada
extremidade.
Para construir uma cerca com 300 m de comprimento, são necessários
a) 1201,5 m de ripas
b) 1425,0 m de ripas
c) 2403,0 m de ripas
d) 712,5 m de ripas
27. (Unicamp 2011) Para trocar uma lâmpada, Roberto encostou uma escada na parede de sua casa, de forma que o
topo da escada ficou a uma altura de 4 m. Enquanto Roberto subia os degraus, a base da escada escorregou por 1 m,
tocando o muro paralelo à parede, conforme ilustração abaixo. Refeito do susto, Roberto reparou que, após deslizar,
a escada passou a fazer um ângulo de 45º com o piso horizontal. A distância entre a parede da casa e o muro equivale
a
a) 4 3 + 1 metros
b) 3 2 −1 metros
c) 4 3 metros
d) 3 2 −2 metros
RELAÇÕES MÉTRICAS
12
28. (Fatec 2010) Na figura tem-se:
- a circunferência de centro O tangente à reta CE


e à reta EF


nos pontos D e F, respectivamente;
- a reta OB

perpendicular à reta AC;

- a reta EF


paralela à reta OB.

Sabendo que a medida do maior ângulo 
CEF é igual a 230 ,
° a medida do ângulo agudo 
ACE é igual a
a) 20 .
°
b) 30 .
°
c) 40 .
°
d) 50 .
°
e) 60 .
°
29. (Fgv 2010) Seja ABC um triângulo retângulo em B tal que
7 3
AC
2
= e BP 3,
= onde BP é a altura do triângulo
ABC pelo vértice B. A menor medida possível do ângulo 
ACB tem aproximação inteira igual a
Dado:
tgα
valor aproximado de α
em graus
2
3
25,2°
2
2
35,3°
3
2
40,9°
2 2
3
43,3°
2 3
3
49,1°
a) 25 .
° b) 35 .
° c) 41 .
° d) 43 .
° e) 49 .
°
RELAÇÕES MÉTRICAS
13
30. (Fuvest 2001) Um lenhador empilhou 3 troncos de madeira num caminhão de largura 2,5 m, conforme a figura a
seguir. Cada tronco é um cilindro reto, cujo raio da base mede 0,5 m. Logo, a altura h, em metros, é:
a) (1 7)
2
+
b) (1 7)
3
+
c) (1 7)
4
+
d) 7
1
3
 
+  
 
 
e) 1+ 7
4
 
 
 
 
GABARITO
1 - B 2 - C 3 - E 4 - A 5 - B
6 - D 7 - E 8 - D 9 - A 10 - E
11 - D 12 - C 13 - C 14 - D 15 - D
16 - C 17 - B 18 - E 19 - E 20 - A
21 - A 22 - C 23 - E 24 - B 25 - B
26 - A 27 - B 28 - C 29 - C 30 - E

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades - Lei de Seno - Mariele Vilas Boas
Atividades - Lei de Seno - Mariele Vilas BoasAtividades - Lei de Seno - Mariele Vilas Boas
Atividades - Lei de Seno - Mariele Vilas Boas
Antonio Pinto Pereira
 
Exercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenosExercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenos
Professor Carlinhos
 
Lista de Exercícios 2 – Semelhança
Lista de Exercícios 2 – SemelhançaLista de Exercícios 2 – Semelhança
Lista de Exercícios 2 – Semelhança
Everton Moraes
 
Geometria plana - Círculos
Geometria plana - CírculosGeometria plana - Círculos
Geometria plana - Círculos
KalculosOnline
 
Pirâmides
PirâmidesPirâmides
Pirâmides
KalculosOnline
 
01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales
LciaRibeiro17
 
Geometria sólida - Pirâmides
Geometria sólida - PirâmidesGeometria sólida - Pirâmides
Geometria sólida - Pirâmides
KalculosOnline
 
5ª lista de geometria
5ª lista de geometria5ª lista de geometria
5ª lista de geometria
Professor Carlinhos
 
Razões trigonométricas
Razões trigonométricasRazões trigonométricas
Razões trigonométricas
KalculosOnline
 
Matemática semelhança de triângulos ns gabarito
Matemática   semelhança de triângulos ns gabaritoMatemática   semelhança de triângulos ns gabarito
Matemática semelhança de triângulos ns gabarito
eduardo madureira
 
Lista de Exercícios 1 – Semelhança
Lista de Exercícios 1 – SemelhançaLista de Exercícios 1 – Semelhança
Lista de Exercícios 1 – Semelhança
Everton Moraes
 
Geometria plana - Segmentos proporcionais
Geometria plana - Segmentos proporcionaisGeometria plana - Segmentos proporcionais
Geometria plana - Segmentos proporcionais
KalculosOnline
 
Lista - Geometria
Lista - GeometriaLista - Geometria
Lista - Geometria
luiz10filho
 
Exercicios de-semlhanca-e-teorema-de-tales
Exercicios de-semlhanca-e-teorema-de-talesExercicios de-semlhanca-e-teorema-de-tales
Exercicios de-semlhanca-e-teorema-de-tales
cleicia
 
Lista de exercícios teorema de tales e semelhança de triangulos
Lista de exercícios teorema de tales e semelhança de triangulosLista de exercícios teorema de tales e semelhança de triangulos
Lista de exercícios teorema de tales e semelhança de triangulos
Pablo Nunes
 
Teorema de tales
Teorema de talesTeorema de tales
Teorema de tales
Jose Donisete
 
9 ano trigonometria
9 ano trigonometria9 ano trigonometria
9 ano trigonometria
Clauzir Paiva Nascim Paiva
 
Lista teorema de tales
Lista teorema de talesLista teorema de tales
Lista teorema de tales
Prof. Valdemir Ferreira
 
2ª atividade - Relações Métricas no Triângulo Retângulo
2ª atividade - Relações Métricas no Triângulo Retângulo2ª atividade - Relações Métricas no Triângulo Retângulo
2ª atividade - Relações Métricas no Triângulo Retângulo
Gabriela Maretti
 
Plana sem. e areas
Plana sem. e areasPlana sem. e areas
Plana sem. e areas
Antonio Rafael
 

Mais procurados (20)

Atividades - Lei de Seno - Mariele Vilas Boas
Atividades - Lei de Seno - Mariele Vilas BoasAtividades - Lei de Seno - Mariele Vilas Boas
Atividades - Lei de Seno - Mariele Vilas Boas
 
Exercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenosExercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenos
 
Lista de Exercícios 2 – Semelhança
Lista de Exercícios 2 – SemelhançaLista de Exercícios 2 – Semelhança
Lista de Exercícios 2 – Semelhança
 
Geometria plana - Círculos
Geometria plana - CírculosGeometria plana - Círculos
Geometria plana - Círculos
 
Pirâmides
PirâmidesPirâmides
Pirâmides
 
01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales
 
Geometria sólida - Pirâmides
Geometria sólida - PirâmidesGeometria sólida - Pirâmides
Geometria sólida - Pirâmides
 
5ª lista de geometria
5ª lista de geometria5ª lista de geometria
5ª lista de geometria
 
Razões trigonométricas
Razões trigonométricasRazões trigonométricas
Razões trigonométricas
 
Matemática semelhança de triângulos ns gabarito
Matemática   semelhança de triângulos ns gabaritoMatemática   semelhança de triângulos ns gabarito
Matemática semelhança de triângulos ns gabarito
 
Lista de Exercícios 1 – Semelhança
Lista de Exercícios 1 – SemelhançaLista de Exercícios 1 – Semelhança
Lista de Exercícios 1 – Semelhança
 
Geometria plana - Segmentos proporcionais
Geometria plana - Segmentos proporcionaisGeometria plana - Segmentos proporcionais
Geometria plana - Segmentos proporcionais
 
Lista - Geometria
Lista - GeometriaLista - Geometria
Lista - Geometria
 
Exercicios de-semlhanca-e-teorema-de-tales
Exercicios de-semlhanca-e-teorema-de-talesExercicios de-semlhanca-e-teorema-de-tales
Exercicios de-semlhanca-e-teorema-de-tales
 
Lista de exercícios teorema de tales e semelhança de triangulos
Lista de exercícios teorema de tales e semelhança de triangulosLista de exercícios teorema de tales e semelhança de triangulos
Lista de exercícios teorema de tales e semelhança de triangulos
 
Teorema de tales
Teorema de talesTeorema de tales
Teorema de tales
 
9 ano trigonometria
9 ano trigonometria9 ano trigonometria
9 ano trigonometria
 
Lista teorema de tales
Lista teorema de talesLista teorema de tales
Lista teorema de tales
 
2ª atividade - Relações Métricas no Triângulo Retângulo
2ª atividade - Relações Métricas no Triângulo Retângulo2ª atividade - Relações Métricas no Triângulo Retângulo
2ª atividade - Relações Métricas no Triângulo Retângulo
 
Plana sem. e areas
Plana sem. e areasPlana sem. e areas
Plana sem. e areas
 

Semelhante a Geometria plana - Relações métricas no triângulo

Geometria plana semelhanca_triang_lista01
Geometria plana semelhanca_triang_lista01Geometria plana semelhanca_triang_lista01
Geometria plana semelhanca_triang_lista01
Tassia Souza
 
Trigonometria - Lei dos senos e cossenos
Trigonometria - Lei dos senos e cossenosTrigonometria - Lei dos senos e cossenos
Trigonometria - Lei dos senos e cossenos
KalculosOnline
 
Áreas 4
Áreas 4Áreas 4
Áreas 4
KalculosOnline
 
Lei dos senos e lei dos cossenos
Lei dos senos e lei dos cossenosLei dos senos e lei dos cossenos
Lei dos senos e lei dos cossenos
KalculosOnline
 
Geometria plana - Fundamentos
Geometria plana - FundamentosGeometria plana - Fundamentos
Geometria plana - Fundamentos
KalculosOnline
 
01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales
Cristiane Ruas
 
01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales
Cristiane Ruas
 
Segmentos proporcionais
Segmentos proporcionaisSegmentos proporcionais
Segmentos proporcionais
KalculosOnline
 
Áreas 1
Áreas 1Áreas 1
Áreas 1
KalculosOnline
 
Lista de Matemática 01
Lista de Matemática 01Lista de Matemática 01
Lista de Matemática 01
Arthur Prata
 
D (1)
D (1)D (1)
Senos e-cossenos trigonometria
Senos e-cossenos trigonometriaSenos e-cossenos trigonometria
Senos e-cossenos trigonometriaAndrea de Souza
 
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Alcides Cabral
 
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Alcides Cabral
 
Apostila mt maurion
Apostila mt maurionApostila mt maurion
Apostila mt maurion
Celso Berredo
 
Geometria plana - Polígonos
Geometria plana - PolígonosGeometria plana - Polígonos
Geometria plana - Polígonos
KalculosOnline
 
12 areas
12 areas12 areas
Teorema de tales
Teorema de tales Teorema de tales
Teorema de tales
Giselle Probst Do Amaral
 
Geometria plana - Áreas 3
Geometria plana - Áreas 3Geometria plana - Áreas 3
Geometria plana - Áreas 3
KalculosOnline
 
Geometria Plana - Exercícios
Geometria Plana - ExercíciosGeometria Plana - Exercícios
Geometria Plana - Exercícios
Everton Moraes
 

Semelhante a Geometria plana - Relações métricas no triângulo (20)

Geometria plana semelhanca_triang_lista01
Geometria plana semelhanca_triang_lista01Geometria plana semelhanca_triang_lista01
Geometria plana semelhanca_triang_lista01
 
Trigonometria - Lei dos senos e cossenos
Trigonometria - Lei dos senos e cossenosTrigonometria - Lei dos senos e cossenos
Trigonometria - Lei dos senos e cossenos
 
Áreas 4
Áreas 4Áreas 4
Áreas 4
 
Lei dos senos e lei dos cossenos
Lei dos senos e lei dos cossenosLei dos senos e lei dos cossenos
Lei dos senos e lei dos cossenos
 
Geometria plana - Fundamentos
Geometria plana - FundamentosGeometria plana - Fundamentos
Geometria plana - Fundamentos
 
01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales
 
01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales01 teorema-de-tales
01 teorema-de-tales
 
Segmentos proporcionais
Segmentos proporcionaisSegmentos proporcionais
Segmentos proporcionais
 
Áreas 1
Áreas 1Áreas 1
Áreas 1
 
Lista de Matemática 01
Lista de Matemática 01Lista de Matemática 01
Lista de Matemática 01
 
D (1)
D (1)D (1)
D (1)
 
Senos e-cossenos trigonometria
Senos e-cossenos trigonometriaSenos e-cossenos trigonometria
Senos e-cossenos trigonometria
 
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
 
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
Lista de exercicios_-_geometria_plana010620111337
 
Apostila mt maurion
Apostila mt maurionApostila mt maurion
Apostila mt maurion
 
Geometria plana - Polígonos
Geometria plana - PolígonosGeometria plana - Polígonos
Geometria plana - Polígonos
 
12 areas
12 areas12 areas
12 areas
 
Teorema de tales
Teorema de tales Teorema de tales
Teorema de tales
 
Geometria plana - Áreas 3
Geometria plana - Áreas 3Geometria plana - Áreas 3
Geometria plana - Áreas 3
 
Geometria Plana - Exercícios
Geometria Plana - ExercíciosGeometria Plana - Exercícios
Geometria Plana - Exercícios
 

Mais de KalculosOnline

Enem PPL 2019
Enem PPL 2019Enem PPL 2019
Enem PPL 2019
KalculosOnline
 
Enem PPL 2018
Enem PPL 2018Enem PPL 2018
Enem PPL 2018
KalculosOnline
 
Enem PPL 2017
Enem PPL 2017Enem PPL 2017
Enem PPL 2017
KalculosOnline
 
Enem PPL 2016
Enem PPL 2016Enem PPL 2016
Enem PPL 2016
KalculosOnline
 
Enem PPL 2015
Enem PPL 2015Enem PPL 2015
Enem PPL 2015
KalculosOnline
 
Enem PPL 2014
Enem PPL 2014Enem PPL 2014
Enem PPL 2014
KalculosOnline
 
Enem PPL 2013
Enem PPL 2013Enem PPL 2013
Enem PPL 2013
KalculosOnline
 
Enem PPL 2012
Enem PPL 2012Enem PPL 2012
Enem PPL 2012
KalculosOnline
 
Enem libras 2017
Enem libras 2017Enem libras 2017
Enem libras 2017
KalculosOnline
 
Enem 2009 cancelado
Enem 2009 canceladoEnem 2009 cancelado
Enem 2009 cancelado
KalculosOnline
 
Enem 2° aplicação 2010
Enem 2° aplicação 2010Enem 2° aplicação 2010
Enem 2° aplicação 2010
KalculosOnline
 
Enem 2° aplicação 2016
Enem 2° aplicação 2016Enem 2° aplicação 2016
Enem 2° aplicação 2016
KalculosOnline
 
Enem 2° aplicação 2014
Enem 2° aplicação 2014Enem 2° aplicação 2014
Enem 2° aplicação 2014
KalculosOnline
 
Enem 2020
Enem 2020Enem 2020
Enem 2020
KalculosOnline
 
Enem 2019
Enem 2019Enem 2019
Enem 2019
KalculosOnline
 
Enem 2018
Enem 2018Enem 2018
Enem 2018
KalculosOnline
 
Enem 2017
Enem 2017Enem 2017
Enem 2017
KalculosOnline
 
Enem 2016
Enem 2016Enem 2016
Enem 2016
KalculosOnline
 
Enem 2015
Enem 2015Enem 2015
Enem 2015
KalculosOnline
 
Enem 2014
Enem 2014Enem 2014
Enem 2014
KalculosOnline
 

Mais de KalculosOnline (20)

Enem PPL 2019
Enem PPL 2019Enem PPL 2019
Enem PPL 2019
 
Enem PPL 2018
Enem PPL 2018Enem PPL 2018
Enem PPL 2018
 
Enem PPL 2017
Enem PPL 2017Enem PPL 2017
Enem PPL 2017
 
Enem PPL 2016
Enem PPL 2016Enem PPL 2016
Enem PPL 2016
 
Enem PPL 2015
Enem PPL 2015Enem PPL 2015
Enem PPL 2015
 
Enem PPL 2014
Enem PPL 2014Enem PPL 2014
Enem PPL 2014
 
Enem PPL 2013
Enem PPL 2013Enem PPL 2013
Enem PPL 2013
 
Enem PPL 2012
Enem PPL 2012Enem PPL 2012
Enem PPL 2012
 
Enem libras 2017
Enem libras 2017Enem libras 2017
Enem libras 2017
 
Enem 2009 cancelado
Enem 2009 canceladoEnem 2009 cancelado
Enem 2009 cancelado
 
Enem 2° aplicação 2010
Enem 2° aplicação 2010Enem 2° aplicação 2010
Enem 2° aplicação 2010
 
Enem 2° aplicação 2016
Enem 2° aplicação 2016Enem 2° aplicação 2016
Enem 2° aplicação 2016
 
Enem 2° aplicação 2014
Enem 2° aplicação 2014Enem 2° aplicação 2014
Enem 2° aplicação 2014
 
Enem 2020
Enem 2020Enem 2020
Enem 2020
 
Enem 2019
Enem 2019Enem 2019
Enem 2019
 
Enem 2018
Enem 2018Enem 2018
Enem 2018
 
Enem 2017
Enem 2017Enem 2017
Enem 2017
 
Enem 2016
Enem 2016Enem 2016
Enem 2016
 
Enem 2015
Enem 2015Enem 2015
Enem 2015
 
Enem 2014
Enem 2014Enem 2014
Enem 2014
 

Último

CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 

Último (20)

CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 

Geometria plana - Relações métricas no triângulo

  • 2. RELAÇÕES MÉTRICAS 1 01. (Espm 2019) Uma praça tem a forma de um quadrado de 200 m de lado. Partindo juntas de um mesmo canto P, duas amigas percorrem o perímetro da praça caminhando em sentidos opostos, com velocidades constantes. O primeiro encontro delas se dá em um ponto A e o segundo, em um ponto B. Se a medida do segmento PA é 250 m, então, o segmento PB mede a) 50 m b) 100 m c) 150 m d) 200 m e) 250 m 02. (Espm 2019) Num triângulo retângulo de hipotenusa a e catetos b e c, a medida da altura relativa à hipotenusa é igual a 4. O valor da expressão a b c b c a c a b + + ⋅ ⋅ ⋅ é igual a a) 1 b) 2 c) 1 2 d) 1 4 e) 1 8 03. (Fgv 2018) Um triângulo isósceles ABC, com AB AC 1, = = é tal que cada ângulo da base BC mede o dobro do ângulo de vértice A. Se cos18 m, ° = então, o quadrado de BC é igual a a) 2 2 1 m 1 m   + − −     b) 2 2 1 m 1 m   − + −     c) 2 2 2m − d) 2 4 2m − e) 2 4 4m − 04. (Mackenzie 2018) Observe. Na figura acima, o triângulo ABC é retângulo em C e sua área vale 6, então o valor do ˆ senB é a) 3 5 b) 1 c) 4 5 d) 2 5 e) 1 5
  • 3. RELAÇÕES MÉTRICAS 2 05. (Insper 2018) Na figura, BAC e DEC são triângulos retângulos em  e Ê, com AB 15 cm, = ED 10 cm = e AE 30 cm. = O ponto C pertence a AE e o ponto F pertence a r, que é reta suporte de DE. O ponto C pode mover- se ao longo de AE, e o ponto F pode mover-se ao longo de r, como mostra a figura. A partir dessas condições, demonstra-se facilmente que BC CD + será mínimo na circunstância em que o triângulo DCF é isósceles de base DF. A medida de BD, em centímetros, é igual a a) 5 53 b) 5 37 c) 6 26 d) 5 41 e) 18 3 06. (Mackenzie 2016) A soma entre as medidas da altura e da base de um retângulo é de 14 cm. Se a diagonal mede 10 cm, então as medidas da altura e da base do retângulo são, respectivamente, a) 2 cm e 12 cm b) 9 cm e 5 cm c) 10 cm e 4 cm d) 8 cm e 6 cm e) 11cm e 3 cm 07. (Mackenzie 2016) No triângulo ABC, da figura acima, AM é mediana relativa ao lado BC e é perpendicular ao lado AB. Se as medidas de BC e AM são, respectivamente, 4 cm e 1cm, então a medida do lado AC, em cm, é a) 2 b) 3 c) 5 d) 6 e) 7
  • 4. RELAÇÕES MÉTRICAS 3 08. (Insper 2016) A base da agência de espionagem C.O.N.T.R.O.L.E. localiza-se em um terreno plano, na origem de um sistema de coordenadas cartesianas medidas em quilômetros. Nos pontos A(6;0), B(0;6), C( 6;0) − e D(0; 6) − foram instalados radares com o intuito de alertar os agentes da base sobre possíveis ataques terrestres. Cada radar patrulha uma região circular de R km de raio. Para que a proteção seja efetiva, a região patrulhada por um radar deve interceptar as regiões patrulhadas por outros dois radares em pelo menos um ponto, como indicado na figura ao lado. Nessas condições, para que a proteção seja efetiva, R deve valer, no mínimo, a) 4 3 b) 4 2 c) 3 3 d) 3 2 e) 4 09. (Espm 2016) Num mapa, uma estrada retilínea passa sucessivamente pelas cidades A, B e C e uma cidade D, distante 120 km de A, está localizada de tal forma que o ângulo  DAB mede 36 . ° Um viajante fez o trajeto AB, BD e DC, percorrendo em cada trecho a mesma distância. Se ele tivesse ido diretamente de A até C, teria percorrido uma distância de a) 120 km b) 60 3 km c) (120 cos 36 ) km ⋅ ° d) 120 km cos 36° e) 140 km
  • 5. RELAÇÕES MÉTRICAS 4 10. (Unesp 2015) Em 2014, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantou duas faixas para pedestres na diagonal de um cruzamento de ruas perpendiculares do centro de São Paulo. Juntas, as faixas formam um 'X', como indicado na imagem. Segundo a CET, o objetivo das faixas foi o de encurtar o tempo e a distância da travessia. Antes da implantação das novas faixas, o tempo necessário para o pedestre ir do ponto A até o ponto C era de 90 segundos e distribuía-se do seguinte modo: 40 segundos para atravessar AB, com velocidade média v; 20 segundos esperando o sinal verde de pedestres para iniciar a travessia BC; e 30 segundos para atravessar BC, também com velocidade média v. Na nova configuração das faixas, com a mesma velocidade média v, a economia de tempo para ir de A até C, por meio da faixa AC, em segundos, será igual a a) 20. b) 30. c) 50. d) 10. e) 40.
  • 6. RELAÇÕES MÉTRICAS 5 11. (Unesp 2015) Em 09 de agosto de 1945, uma bomba atômica foi detonada sobre a cidade japonesa de Nagasaki. A bomba explodiu a 500 m de altura acima do ponto que ficaria conhecido como “marco zero”. No filme Wolverine Imortal, há uma sequência de imagens na qual o herói, acompanhado do militar japonês Yashida, se encontrava a 1km do marco zero e a 50 m de um poço. No momento da explosão, os dois correm e se refugiam no poço, chegando nesse local no momento exato em que uma nuvem de poeira e material radioativo, provocada pela explosão, passa por eles. A figura a seguir mostra as posições do “marco zero”, da explosão da bomba, do poço e dos personagens do filme no momento da explosão da bomba. Se os ventos provocados pela explosão foram de 800 km h e adotando a aproximação 5 2,24, ≅ os personagens correram até o poço, em linha reta, com uma velocidade média, em km h, de aproximadamente a) 28. b) 24. c) 40. d) 36. e) 32. 12. (Insper 2015) Na figura, AD é um diâmetro da circunferência que contém o lado BC do quadrado sombreado, cujos vértices E e F pertencem à circunferência. Se a é a medida do segmento AB e  é a medida do lado do quadrado, então a  é igual a a) 5 2. − b) 5 1 . 2 − c) 5 1 . 2 + d) 5 . 2 e) 5 2. +
  • 7. RELAÇÕES MÉTRICAS 6 13. (Unicamp 2014) O perímetro de um triângulo retângulo é igual a 6,0 m e as medidas dos lados estão em progressão aritmética (PA). A área desse triângulo é igual a a) 3,0 m2 b) 2,0 m2 c) 1,5 m2 d) 3,5 m2 14. (ifsp 2014) Ao ligar, por segmentos de retas, os pontos médios dos lados de um quadrado de lado 60 cm, obtém- se um quadrilátero, cujo perímetro é, em centímetros, a) 30 2. b) 60 2. c) 90 2. d) 120 2. e) 150 2. 15. (ifsp 2014) Um restaurante foi representado em sua planta por um retângulo PQRS. Um arquiteto dividiu sua área em: cozinha (C), área de atendimento ao público (A) e estacionamento (E), como mostra a figura abaixo. Sabendo que P, H e R são colineares, que PH mede 9 m e que SH mede 12 m, a área total do restaurante, em metros quadrados, é a) 150 b) 200 c) 250 d) 300 e) 350 16. (Fgv 2013) Um triângulo tem lados medindo 1cm, 2cm e 2,5cm. Seja h a medida da altura relativa ao maior lado. O valor de h2 expresso em cm2 é, aproximadamente, igual a a) 0,54 b) 0,56 c) 0,58 d) 0,60 e) 0,62
  • 8. RELAÇÕES MÉTRICAS 7 17. (Unicamp 2013) Em um aparelho experimental, um feixe laser emitido no ponto P reflete internamente três vezes e chega ao ponto Q, percorrendo o trajeto PFGHQ. Na figura abaixo, considere que o comprimento do segmento PB é de 6 cm, o do lado AB é de 3 cm, o polígono ABPQ é um retângulo e os ângulos de incidência e reflexão são congruentes, como se indica em cada ponto da reflexão interna. Qual é a distância total percorrida pelo feixe luminoso no trajeto PFGHQ? a) 12 cm b) 15 cm c) 16 cm d) 18 cm 18. (ifsp 2013) Um instrumento musical é formado por 6 cordas paralelas de comprimentos diferentes as quais estão fixadas em duas hastes retas, sendo que uma delas está perpendicular às cordas. O comprimento da maior corda é de 50 cm, e o da menor é de 30 cm. Sabendo que a haste não perpendicular às cordas possui 25 cm de comprimento da primeira à última corda, se todas as cordas são equidistantes, a distância entre duas cordas seguidas, em centímetros, é a) 1 b) 1,5 c) 2 d) 2,5 e) 3 19. (Espm 2012) As medidas dos lados de um triângulo retângulo formam uma PA. Se x é a medida do menor ângulo interno desse triângulo, o valor de tg x é a) 0,6 b) 0,5 c) 0,8 d) 0,45 e) 0,75
  • 9. RELAÇÕES MÉTRICAS 8 20. (Espm 2012) Na figura plana abaixo, ABCD é um quadrado de área 10 cm2 . Os segmentos CE e CF medem 4 cm cada. Essa figura deverá ser dobrada nas linhas tracejadas, fazendo com que os pontos E e F coincidam com um ponto P do espaço. A distância desse ponto P ao ponto A é igual a a) 6 cm b) 5 cm c) 4 2 cm d) 5 2 cm e) 6 2 cm 21. (Insper 2012) A figura mostra parte de um campo de futebol, em que estão representados um dos gols e a marca do pênalti (ponto P). Considere que a marca do pênalti equidista das duas traves do gol, que são perpendiculares ao plano do campo, além das medidas a seguir, que foram aproximadas para facilitar as contas. • Distância da marca do pênalti até a linha do gol: 11 metros. • Largura do gol: 8 metros. • Altura do gol: 2,5 metros. Um atacante chuta a bola da marca do pênalti e ela, seguindo uma trajetória reta, choca-se contra a junção da trave esquerda com o travessão (ponto T). Nessa situação, a bola terá percorrido, do momento do chute até o choque, uma distância, em metros, aproximadamente igual a a) 12 b) 14 c) 16 d) 18 e) 20
  • 10. RELAÇÕES MÉTRICAS 9 22. (Espm 2012) A figura mostra um quadrado, dois círculos claros de raios R e dois círculos escuros de raios r, tangentes entre si e aos lados do quadrado. A razão entre R e r é igual a a) 2 b) 3 c) 3 2 d) 2 e) 5 2 23. (Fgv 2012) As cordas AB e CD de um círculo são perpendiculares no ponto P, sendo que AP 6, = PB 4 = e CP 2. = O raio desse círculo mede a) 5 b) 6 c) 3 3. d) 4 2. e) 5 2.
  • 11. RELAÇÕES MÉTRICAS 10 24. (Espm 2012) A figura abaixo representa um paralelepípedo reto-retângulo de medidas AF = 4, FC = 3 e CE = 2 3, sendo B o ponto médio de DE. O perímetro do triângulo ABC é igual a a) 12 b) 14 c) 13 d) 15 e) 11 25. (Insper 2012) Considere a figura a seguir, na qual foram construídos quadrados sobre os lados de um triângulo retângulo de hipotenusa medindo a e catetos medindo b e c. A partir dessa figura, pode-se enunciar o teorema de Pitágoras: Se a A , b A e c A são as áreas dos quadrados construídos sobre os lados de um triângulo retângulo, conforme indicado na figura, então vale a igualdade a b c A A A . = + Considere agora que, sobre os lados do mesmo triângulo retângulo, sejam construídos retângulos de altura unitária, conforme a figura. A partir da igualdade expressa no teorema de Pitágoras, assinale a alternativa que completa a sentença a seguir, baseada na nova figura. Se a A , b A e c A são as áreas dos retângulos de altura unitária construídos sobre os lados de um triângulo retângulo, conforme indicado na figura, então vale a igualdade a) a b c A A A . a b c = + b) a b c aA bA cA . = + c) 2 2 2 a b c A A A . a b c = + d) 2 2 2 a b c aA bA cA . = + e) 2 2 2 a b c a A b A c A . = +
  • 12. RELAÇÕES MÉTRICAS 11 26. (Unicamp 2012) Um carpinteiro foi contratado para construir uma cerca formada por ripas de madeira. As figuras abaixo apresentam uma vista parcial da cerca, bem como os detalhes das ligações entre as ripas, nos quais os parafusos são representados por círculos brancos. Note que cada ripa está presa à cerca por dois parafusos em cada extremidade. Para construir uma cerca com 300 m de comprimento, são necessários a) 1201,5 m de ripas b) 1425,0 m de ripas c) 2403,0 m de ripas d) 712,5 m de ripas 27. (Unicamp 2011) Para trocar uma lâmpada, Roberto encostou uma escada na parede de sua casa, de forma que o topo da escada ficou a uma altura de 4 m. Enquanto Roberto subia os degraus, a base da escada escorregou por 1 m, tocando o muro paralelo à parede, conforme ilustração abaixo. Refeito do susto, Roberto reparou que, após deslizar, a escada passou a fazer um ângulo de 45º com o piso horizontal. A distância entre a parede da casa e o muro equivale a a) 4 3 + 1 metros b) 3 2 −1 metros c) 4 3 metros d) 3 2 −2 metros
  • 13. RELAÇÕES MÉTRICAS 12 28. (Fatec 2010) Na figura tem-se: - a circunferência de centro O tangente à reta CE   e à reta EF   nos pontos D e F, respectivamente; - a reta OB  perpendicular à reta AC;  - a reta EF   paralela à reta OB.  Sabendo que a medida do maior ângulo  CEF é igual a 230 , ° a medida do ângulo agudo  ACE é igual a a) 20 . ° b) 30 . ° c) 40 . ° d) 50 . ° e) 60 . ° 29. (Fgv 2010) Seja ABC um triângulo retângulo em B tal que 7 3 AC 2 = e BP 3, = onde BP é a altura do triângulo ABC pelo vértice B. A menor medida possível do ângulo  ACB tem aproximação inteira igual a Dado: tgα valor aproximado de α em graus 2 3 25,2° 2 2 35,3° 3 2 40,9° 2 2 3 43,3° 2 3 3 49,1° a) 25 . ° b) 35 . ° c) 41 . ° d) 43 . ° e) 49 . °
  • 14. RELAÇÕES MÉTRICAS 13 30. (Fuvest 2001) Um lenhador empilhou 3 troncos de madeira num caminhão de largura 2,5 m, conforme a figura a seguir. Cada tronco é um cilindro reto, cujo raio da base mede 0,5 m. Logo, a altura h, em metros, é: a) (1 7) 2 + b) (1 7) 3 + c) (1 7) 4 + d) 7 1 3   +       e) 1+ 7 4         GABARITO 1 - B 2 - C 3 - E 4 - A 5 - B 6 - D 7 - E 8 - D 9 - A 10 - E 11 - D 12 - C 13 - C 14 - D 15 - D 16 - C 17 - B 18 - E 19 - E 20 - A 21 - A 22 - C 23 - E 24 - B 25 - B 26 - A 27 - B 28 - C 29 - C 30 - E