SlideShare uma empresa Scribd logo
SAGRADAS ESCRITURAS
Gleicy Laranjeira
contato@glelaranjeira.com.br
(43) 9976-0989
Meu nome é Gleicy, sou do…
• Nome
• Idade
• Profissão
• G.O
Sagrada
Escritura
Sagrada
Tradição
Sagrado Magistério
REVELAÇÃO PÚBLICA
O Entrelaçamento
perfeito..
SAGRADO MAGISTÉRIO
MAGISTÉRIO VIVO
=
Formação Sagrada Escritura
• Bíblos (Grego) = livro
• Diminutivo BIBLION = livrinhos
• Plural BIBLION = BÍBLIA
• São João Crisóstomo, séc. IV, o primeiro a usar a palavra bíblia.
Quem era o povo da Bíblia?
1-Saíram em busca
de uma nova terra
2-Foram pro Egito pq
a terra era mais fértil
3-Lá foram escravizados
4-Moisés lidera a fuga de volta e
caminham 40 anos
no deserto até entrarem na Terra
Prometida (Canaa)
5-Para ficarem mais fortes
elegem os Reis (Saul, Davi,
Salomão).
6-Lutas=divide o reino em Judá e
Israel
7-Os Babilônios leva o povo pro
exílio por 50 anos.
8-Pérsia conquista a Babilônia e
libera o povo de volta
Organização da História
Quantos livros?
Quantos livros tem a Bíblia?
– 73
Quantos livros tem o AT?
– 46
Quantos livros tem o NT?
– 27
Como eram os registros?
1250 a.C. (início) Moisés
100 d.C. (final) Apocalipse
Cerâmica (barro)
Papiro
Pergaminho (couro)
Quem traduziu?
São Jerônimo
Dalmácia (Croácia, em 340).
Família rica, culta e cristã.
Morou em Roma, lá estudou retórica e
oratória.
Doutor nas Sagradas Escrituras, teólog
o, entre outras.
Traduziu a Bíblia do hebraico e grego p
ara o latim.
Formação Sagrada Escritura
Como compreender?
Para melhor compreensão devemos analisar:
Cultura, tempo e costumes.
1. Genesis 29 (Jacó, Raquel e Lia)
2. Marcos 6 (irmão de Tiago, José, Judas e Si
mão)
Como entender as referências?
Is 55, 10 - 11
Nome do Livro abreviado
Capítulo
(número grandão)
Hífen = ATÉ
Versículos: Números
pequenos
Leitura do Livro do Profeta Isaías, Capítulo
cinquenta e cinco, versículo de dez a onze.
Como entender as referências?
Jo 1.
Nome do Livro abreviado: Jonas, Jó, Evangelho de João ou Carta?
Ponto = Ler o Capítulo inteiro
Leitura do Evangelho de João, capítulo 1.
1 João 1, 1-2
Leitura da Primeira Carta de São João, capítulo 1, do versículo 1
até o versículo 2.
Jonas – Jn
Jó = Jo
Evangelho de João = Jo
Carta = 1 Jo ou 2 Jo
Como entender as referências?
Gn 1, 15-20.25-26
Ponto = Pular de um versículo para o outro
Leitura do Livro de Gênesis, capítulo 1, do versículo 15 até o vinte e
depois do 25 até o 26.
Hífen = ATÉ
Como entender as referências?
Gn 1, 15-16ab
a = até a primeira frase do versículo ou ponto final
ab= até a segunda frase do versículo
Leitura do Livro de Gênesis, capítulo 1, do versículo 15 até a segunda
frase do 16.
• Antigo Testamento – A Promessa de
Salvação
(falamos: Palavra do Senhor. R: )
• Evangelho – A História da Salvação (
Palavra da Salvação. R: Glória a Vós
Senhor!)
• Novo Testamento e Cartas – A Conti
nuidade após a Salvação (Palavra do
Senhor)
Gênesis – O primeiro livro
Salmos – exatamente no meio da
Bíblia
Apocalipse – O último
Fonte Primária
Organização dos Livros
Livros HISTÓRICOS (NT)
Mateus, Marcos, Lucas e João (Evangelhos)
+ Atos dos Apóstolos
“??????????????”
EPÍSTOLAS (NT)
Paulo (14), Tiago, Judas, Pedro (2) e João (3)
Apocalipse de São João (NT)
Evangelhos – Palavra d..?
• Jesus pregou sem deixar nada escrito.
• Transmitiam oralmente
• Surgiram alguns resumos que serviram de base
• Foram escritos lá pelo ano
70
• Estão bem no começo do
novo Testamento
Palavra da Salvação!
Jesus pregou sem nada deixar escrito, mas garantiu aos
Apóstolos que “O Espírito Santo os faria relembrar todas as
coisas e lhes ensinaria toda a verdade” (Jo 14, 25)
São livros inspirados que narram os ensinamentos, milagres,
morte e ressurreição.
Principal Propósito: Demonstrar que Jesus é o Messias
prometido e enviado por Deus a todos os homens.
Visam levar a Boa Nova da Salvação a todos, mediante o
Batismo, o arrependimento dos pecados e a conversão dos
costumes.
Por isso falamos “Palavra da Salvação”
Evangelho: Boa Notícia
Evangelhos
Boa notícia! Aquilo que Jesus fez e disse.
Canônicos: Inspirados por Deus
Sinóticos: Mateus, Marcos e Lucas
João: Descreve Jesus como Messias,
como Deus
Evangelhos Apócrifos: Não foram
reconhecidos pela Igreja por não terem
sido inspirados por Deus. Mas ajudam a
confirmar a o cenário do povo e relatos
dos canônicos.
Atos dos Apóstolos
• Documento testemunhal da Igreja: nascimento dos
primeiros Cristãos
• Os discípulos agora sendo conduzidos pelo Espírito
Santo (Jo 16, 12-13)
Personagens
Pedro: O “coordena” dos 12, em contato com a Igreja local
de Jerusalém
Paulo: Líder de equipe missionária em contato com a Igreja
de Antioquia
Atos dos Apóstolos
Se divide em 2 partes:
Parte 1:
Atos de 1 a 12: Pedro
Leva o Evangelho, vai a Judeia e a
Samaria, batiza o primeiro pagão e
preside o Concílio de Jerusalém
(reunião para discutir a causa dos
circuncidados)
Parte 2
Atos de 12 a 28: Paulo
Realiza várias viagens apóstolicas e
funda importantes comunidades
para quais escreveu várias cartas
(Cor, Tm, Ts..)
RoCoCo – Romanos, Corintios 1 e 2
GalEfClo – Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses
TeTe – Tessalonicenses 1 e 2
TimTim – Timóteo 1 e 2
TiFil – Tito, Filêmon,
HeTiPePe – Hebreus, Tiago, Pedro 1 e 2
JoDuPs: Jo, Judas e Apocalipse
Bônus: Macete para as Cartas!
“Aquele que beija a
Palavra de Deus, beija
a face de Cristo”
Santo Agostinho
Jesus lia as Sagradas
Escrituras:
Lucas 4, 16-17
Jonas (Lucas 12, 38-4
2)
Dúvidas Frequentes
Qual a diferença entre a Bíblia Católica e
a Protestante?
O cânon (lista) católico contém 46 livros e o protestante, 39. Neste, estão
ausentes os livros de Tobias, Judite, Sabedoria, Baruc, Eclesiástico (Sirácida
ou Sirac), I Macabeus e II Macabeus. Além disso, faltam alguns fragmentos
dos livros de Ester e de Daniel.
CIC 120 – “Foi a Tradição apostólica que fez a Igreja discernir que escritos
deveriam ser enumerados na lista dos Livros Sagrados.
Dúvidas?
Muito obrigada! Deus abençõe !
Fale comigo:
E-mail: contato@glelaranjeira.com.br
Telefone: 9976-0989
Fontes:
ABC DA BÍBLIA
APOSTILA RCC
CIC
PROF. FELIPE AQUINO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Homilética
HomiléticaHomilética
Homilética
Moisés Sampaio
 
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
ASD Remanescentes
 
Panorama do AT - Êxodo
Panorama do AT -  ÊxodoPanorama do AT -  Êxodo
Panorama do AT - Êxodo
Respirando Deus
 
(01) apresentação aula 1 a bíblia
(01) apresentação aula 1 a bíblia(01) apresentação aula 1 a bíblia
(01) apresentação aula 1 a bíblia
GlauciaSlides
 
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Coop. Fabio Silva
 
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasBibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Erivelton Rodrigues Nunes
 
A bíblia
A bíbliaA bíblia
A bíblia
Luciana Campos
 
Introdução à Sagrada Escritura - A Revelação Divina.
Introdução à Sagrada Escritura - A Revelação Divina.  Introdução à Sagrada Escritura - A Revelação Divina.
Introdução à Sagrada Escritura - A Revelação Divina.
Rayman Assunção
 
Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
Viva a Igreja
 
Aula 5 pneumatologia
Aula 5   pneumatologiaAula 5   pneumatologia
Aula 5 pneumatologia
magnao2
 
Cartas Gerais
Cartas GeraisCartas Gerais
Cartas Gerais
Egmon Pereira
 
RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos
Fábio Vasconcelos
 
Eclesiologia
EclesiologiaEclesiologia
Eclesiologia
Romulo Roosemberg
 
Bibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da BíbliaBibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da Bíblia
Marcos Aurélio
 
Introdução aos sacramentos 09.04.13
Introdução aos sacramentos   09.04.13Introdução aos sacramentos   09.04.13
Introdução aos sacramentos 09.04.13
Daiane Costa
 
Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
Alberto Nery
 
Power point da formação
Power point da formaçãoPower point da formação
Power point da formação
acolitosdeparanhos
 
Panorama do NT - João
Panorama do NT - JoãoPanorama do NT - João
Panorama do NT - João
Respirando Deus
 
Panorama do NT - Lucas
Panorama do NT - LucasPanorama do NT - Lucas
Panorama do NT - Lucas
Respirando Deus
 
Aula 3 - Terceiro Período - A Igreja Imperial
Aula 3 -  Terceiro Período - A Igreja ImperialAula 3 -  Terceiro Período - A Igreja Imperial
Aula 3 - Terceiro Período - A Igreja Imperial
Adriano Pascoa
 

Mais procurados (20)

Homilética
HomiléticaHomilética
Homilética
 
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
Analisando o termo OUTRO do grego ALLOS(ἄλλον) de João 14:16.
 
Panorama do AT - Êxodo
Panorama do AT -  ÊxodoPanorama do AT -  Êxodo
Panorama do AT - Êxodo
 
(01) apresentação aula 1 a bíblia
(01) apresentação aula 1 a bíblia(01) apresentação aula 1 a bíblia
(01) apresentação aula 1 a bíblia
 
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01Bibliologia - IBADEP: AULA 01
Bibliologia - IBADEP: AULA 01
 
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras SagradasBibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
Bibliologia - Inspiração - Cânon das Escrituras Sagradas
 
A bíblia
A bíbliaA bíblia
A bíblia
 
Introdução à Sagrada Escritura - A Revelação Divina.
Introdução à Sagrada Escritura - A Revelação Divina.  Introdução à Sagrada Escritura - A Revelação Divina.
Introdução à Sagrada Escritura - A Revelação Divina.
 
Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
 
Aula 5 pneumatologia
Aula 5   pneumatologiaAula 5   pneumatologia
Aula 5 pneumatologia
 
Cartas Gerais
Cartas GeraisCartas Gerais
Cartas Gerais
 
RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos
 
Eclesiologia
EclesiologiaEclesiologia
Eclesiologia
 
Bibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da BíbliaBibliologia - Estudo da Bíblia
Bibliologia - Estudo da Bíblia
 
Introdução aos sacramentos 09.04.13
Introdução aos sacramentos   09.04.13Introdução aos sacramentos   09.04.13
Introdução aos sacramentos 09.04.13
 
Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
 
Power point da formação
Power point da formaçãoPower point da formação
Power point da formação
 
Panorama do NT - João
Panorama do NT - JoãoPanorama do NT - João
Panorama do NT - João
 
Panorama do NT - Lucas
Panorama do NT - LucasPanorama do NT - Lucas
Panorama do NT - Lucas
 
Aula 3 - Terceiro Período - A Igreja Imperial
Aula 3 -  Terceiro Período - A Igreja ImperialAula 3 -  Terceiro Período - A Igreja Imperial
Aula 3 - Terceiro Período - A Igreja Imperial
 

Destaque

Sagrado Magistério da Igreja Católica
Sagrado Magistério da Igreja Católica Sagrado Magistério da Igreja Católica
Sagrado Magistério da Igreja Católica
Gleicy Laranjeira - Consultora de Marketing Digital
 
Formação Sagrada Tradição
Formação Sagrada TradiçãoFormação Sagrada Tradição
Formação Práticas Espirituais - Oração Pessoal, Terço e Jejum
Formação Práticas Espirituais - Oração Pessoal, Terço e JejumFormação Práticas Espirituais - Oração Pessoal, Terço e Jejum
Formação Práticas Espirituais - Oração Pessoal, Terço e Jejum
Gleicy Laranjeira - Consultora de Marketing Digital
 
02 servo do pastoreio ppt
02 servo do pastoreio ppt02 servo do pastoreio ppt
02 servo do pastoreio ppt
Tarcísio Augusto
 
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Lara Lídia
 
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVIExortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
José Eduardo
 
Discipulando poderosos_Lição_original com textos_912014
Discipulando poderosos_Lição_original com textos_912014Discipulando poderosos_Lição_original com textos_912014
Discipulando poderosos_Lição_original com textos_912014
Gerson G. Ramos
 
Bíblia: Uma bênção para nós (Estudo 1)
Bíblia: Uma bênção para nós (Estudo 1)Bíblia: Uma bênção para nós (Estudo 1)
Bíblia: Uma bênção para nós (Estudo 1)
Daniel Junior
 
A pessoa do catequista e sua identidade
A pessoa do catequista e sua identidadeA pessoa do catequista e sua identidade
A pessoa do catequista e sua identidade
Francisco Rodrigues
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
Lara Lídia
 
01 serviço de pastoreio ppt
01 serviço de pastoreio ppt01 serviço de pastoreio ppt
01 serviço de pastoreio ppt
Tarcísio Augusto
 
Taxa juros
Taxa jurosTaxa juros
Taxa juros
geralinvestimentos
 
Hosted Exchange 2010
Hosted Exchange 2010Hosted Exchange 2010
Hosted Exchange 2010
globalsp
 
Felice Tre, Cristo Rei, Curitiba
Felice Tre, Cristo Rei, CuritibaFelice Tre, Cristo Rei, Curitiba
Felice Tre, Cristo Rei, Curitiba
1188 Consulting Group
 
Geralnews17mar
Geralnews17marGeralnews17mar
Geralnews17mar
geralinvestimentos
 
ECM TOTVS - Workflow e BPM
ECM TOTVS - Workflow e BPMECM TOTVS - Workflow e BPM
ECM TOTVS - Workflow e BPM
BRAVA
 
Anais snie 2012
Anais snie 2012Anais snie 2012
Anais snie 2012
Tiago Dziekaniak
 
Gio Midia Exterior
Gio Midia ExteriorGio Midia Exterior
Gio Midia Exterior
Gustavo Tavinho
 
Formação Servos
Formação ServosFormação Servos
Formação Servos
adrianojose1983
 
Grand Garden, Curitiba
Grand Garden, CuritibaGrand Garden, Curitiba
Grand Garden, Curitiba
1188 Consulting Group
 

Destaque (20)

Sagrado Magistério da Igreja Católica
Sagrado Magistério da Igreja Católica Sagrado Magistério da Igreja Católica
Sagrado Magistério da Igreja Católica
 
Formação Sagrada Tradição
Formação Sagrada TradiçãoFormação Sagrada Tradição
Formação Sagrada Tradição
 
Formação Práticas Espirituais - Oração Pessoal, Terço e Jejum
Formação Práticas Espirituais - Oração Pessoal, Terço e JejumFormação Práticas Espirituais - Oração Pessoal, Terço e Jejum
Formação Práticas Espirituais - Oração Pessoal, Terço e Jejum
 
02 servo do pastoreio ppt
02 servo do pastoreio ppt02 servo do pastoreio ppt
02 servo do pastoreio ppt
 
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
Introdução a Eletrostática e Processos de eletrização.
 
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVIExortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
 
Discipulando poderosos_Lição_original com textos_912014
Discipulando poderosos_Lição_original com textos_912014Discipulando poderosos_Lição_original com textos_912014
Discipulando poderosos_Lição_original com textos_912014
 
Bíblia: Uma bênção para nós (Estudo 1)
Bíblia: Uma bênção para nós (Estudo 1)Bíblia: Uma bênção para nós (Estudo 1)
Bíblia: Uma bênção para nós (Estudo 1)
 
A pessoa do catequista e sua identidade
A pessoa do catequista e sua identidadeA pessoa do catequista e sua identidade
A pessoa do catequista e sua identidade
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
 
01 serviço de pastoreio ppt
01 serviço de pastoreio ppt01 serviço de pastoreio ppt
01 serviço de pastoreio ppt
 
Taxa juros
Taxa jurosTaxa juros
Taxa juros
 
Hosted Exchange 2010
Hosted Exchange 2010Hosted Exchange 2010
Hosted Exchange 2010
 
Felice Tre, Cristo Rei, Curitiba
Felice Tre, Cristo Rei, CuritibaFelice Tre, Cristo Rei, Curitiba
Felice Tre, Cristo Rei, Curitiba
 
Geralnews17mar
Geralnews17marGeralnews17mar
Geralnews17mar
 
ECM TOTVS - Workflow e BPM
ECM TOTVS - Workflow e BPMECM TOTVS - Workflow e BPM
ECM TOTVS - Workflow e BPM
 
Anais snie 2012
Anais snie 2012Anais snie 2012
Anais snie 2012
 
Gio Midia Exterior
Gio Midia ExteriorGio Midia Exterior
Gio Midia Exterior
 
Formação Servos
Formação ServosFormação Servos
Formação Servos
 
Grand Garden, Curitiba
Grand Garden, CuritibaGrand Garden, Curitiba
Grand Garden, Curitiba
 

Semelhante a Formação Sagrada Escritura

Bibliologia pr. jonas freitas de jesus
Bibliologia   pr. jonas freitas de jesusBibliologia   pr. jonas freitas de jesus
Bibliologia pr. jonas freitas de jesus
jonasfreitasdejesus
 
Trabalho De Religiao
Trabalho De ReligiaoTrabalho De Religiao
Trabalho De Religiao
rafaeliXbonatto
 
BIBLILOGIA rossi.pdf
BIBLILOGIA rossi.pdfBIBLILOGIA rossi.pdf
BIBLILOGIA rossi.pdf
Rossi Aguiar Aguiar
 
Bíblia Games
Bíblia GamesBíblia Games
Bíblia Games
Espaço Emrc
 
Aula int literaria ao at
Aula int literaria ao atAula int literaria ao at
Aula int literaria ao at
Metodista_Barreto
 
Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02
Paulinho Silva
 
Apostila biblia
Apostila bibliaApostila biblia
Apostila biblia
nyllolucas
 
Apostila biblia
Apostila bibliaApostila biblia
Apostila biblia
Danillo Lucas
 
Apostila biblia
Apostila bibliaApostila biblia
Apostila biblia
Danillo Lucas
 
Panorama do NT - Introdução
Panorama do NT - IntroduçãoPanorama do NT - Introdução
Panorama do NT - Introdução
Respirando Deus
 
Biblia na catequese
Biblia na catequeseBiblia na catequese
Biblia na catequese
Ramon Gimenez
 
Unidade 1 - Descobrindo a Bíblia- Introdução - versão 2018
Unidade 1 -  Descobrindo a Bíblia-  Introdução - versão 2018Unidade 1 -  Descobrindo a Bíblia-  Introdução - versão 2018
Unidade 1 - Descobrindo a Bíblia- Introdução - versão 2018
Ramón Zazatt
 
Os_Evangelhos_Lucas.pdf
Os_Evangelhos_Lucas.pdfOs_Evangelhos_Lucas.pdf
Os_Evangelhos_Lucas.pdf
AMILTON gomes Gomes
 
Bem vindo a sua vida com Jesus
Bem vindo a sua vida com JesusBem vindo a sua vida com Jesus
Bem vindo a sua vida com Jesus
Viva a Igreja
 
44 1, 2 e 3 joão
44  1, 2 e 3 joão44  1, 2 e 3 joão
44 1, 2 e 3 joão
PIB Penha
 
Lição 1 e 2 _ Edilson.pdf
Lição 1 e 2 _ Edilson.pdfLição 1 e 2 _ Edilson.pdf
Lição 1 e 2 _ Edilson.pdf
EdilsonJanuariodeSou
 
Lição
LiçãoLição
Lição
cledsondrumms
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
RODRIGO FERREIRA
 
Estudo de teologia básico Bibliologia.pdf
Estudo de teologia básico Bibliologia.pdfEstudo de teologia básico Bibliologia.pdf
Estudo de teologia básico Bibliologia.pdf
CristinoRodrigues3
 
Tiago – fé que se mostra pelas obras
Tiago – fé que se mostra pelas obrasTiago – fé que se mostra pelas obras
Tiago – fé que se mostra pelas obras
Moisés Sampaio
 

Semelhante a Formação Sagrada Escritura (20)

Bibliologia pr. jonas freitas de jesus
Bibliologia   pr. jonas freitas de jesusBibliologia   pr. jonas freitas de jesus
Bibliologia pr. jonas freitas de jesus
 
Trabalho De Religiao
Trabalho De ReligiaoTrabalho De Religiao
Trabalho De Religiao
 
BIBLILOGIA rossi.pdf
BIBLILOGIA rossi.pdfBIBLILOGIA rossi.pdf
BIBLILOGIA rossi.pdf
 
Bíblia Games
Bíblia GamesBíblia Games
Bíblia Games
 
Aula int literaria ao at
Aula int literaria ao atAula int literaria ao at
Aula int literaria ao at
 
Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02Introduobblica 121003071240-phpapp02
Introduobblica 121003071240-phpapp02
 
Apostila biblia
Apostila bibliaApostila biblia
Apostila biblia
 
Apostila biblia
Apostila bibliaApostila biblia
Apostila biblia
 
Apostila biblia
Apostila bibliaApostila biblia
Apostila biblia
 
Panorama do NT - Introdução
Panorama do NT - IntroduçãoPanorama do NT - Introdução
Panorama do NT - Introdução
 
Biblia na catequese
Biblia na catequeseBiblia na catequese
Biblia na catequese
 
Unidade 1 - Descobrindo a Bíblia- Introdução - versão 2018
Unidade 1 -  Descobrindo a Bíblia-  Introdução - versão 2018Unidade 1 -  Descobrindo a Bíblia-  Introdução - versão 2018
Unidade 1 - Descobrindo a Bíblia- Introdução - versão 2018
 
Os_Evangelhos_Lucas.pdf
Os_Evangelhos_Lucas.pdfOs_Evangelhos_Lucas.pdf
Os_Evangelhos_Lucas.pdf
 
Bem vindo a sua vida com Jesus
Bem vindo a sua vida com JesusBem vindo a sua vida com Jesus
Bem vindo a sua vida com Jesus
 
44 1, 2 e 3 joão
44  1, 2 e 3 joão44  1, 2 e 3 joão
44 1, 2 e 3 joão
 
Lição 1 e 2 _ Edilson.pdf
Lição 1 e 2 _ Edilson.pdfLição 1 e 2 _ Edilson.pdf
Lição 1 e 2 _ Edilson.pdf
 
Lição
LiçãoLição
Lição
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
 
Estudo de teologia básico Bibliologia.pdf
Estudo de teologia básico Bibliologia.pdfEstudo de teologia básico Bibliologia.pdf
Estudo de teologia básico Bibliologia.pdf
 
Tiago – fé que se mostra pelas obras
Tiago – fé que se mostra pelas obrasTiago – fé que se mostra pelas obras
Tiago – fé que se mostra pelas obras
 

Mais de Gleicy Laranjeira - Consultora de Marketing Digital

As 5 Fases do Inbound Marketing
As 5 Fases do Inbound MarketingAs 5 Fases do Inbound Marketing
Dicas práticas de Marketing Digital para Pequenas Empresas
Dicas práticas de Marketing Digital para Pequenas EmpresasDicas práticas de Marketing Digital para Pequenas Empresas
Dicas práticas de Marketing Digital para Pequenas Empresas
Gleicy Laranjeira - Consultora de Marketing Digital
 
Como procurar emprego na Internet?
Como procurar emprego na Internet? Como procurar emprego na Internet?
Como procurar emprego na Internet?
Gleicy Laranjeira - Consultora de Marketing Digital
 
A Metodologia na Formação
A Metodologia na Formação A Metodologia na Formação
A Oração na Vida Cristã
A Oração na Vida CristãA Oração na Vida Cristã
Formação - Evangelho e Atos dos Apóstolos
Formação - Evangelho e Atos dos ApóstolosFormação - Evangelho e Atos dos Apóstolos
Formação - Evangelho e Atos dos Apóstolos
Gleicy Laranjeira - Consultora de Marketing Digital
 

Mais de Gleicy Laranjeira - Consultora de Marketing Digital (6)

As 5 Fases do Inbound Marketing
As 5 Fases do Inbound MarketingAs 5 Fases do Inbound Marketing
As 5 Fases do Inbound Marketing
 
Dicas práticas de Marketing Digital para Pequenas Empresas
Dicas práticas de Marketing Digital para Pequenas EmpresasDicas práticas de Marketing Digital para Pequenas Empresas
Dicas práticas de Marketing Digital para Pequenas Empresas
 
Como procurar emprego na Internet?
Como procurar emprego na Internet? Como procurar emprego na Internet?
Como procurar emprego na Internet?
 
A Metodologia na Formação
A Metodologia na Formação A Metodologia na Formação
A Metodologia na Formação
 
A Oração na Vida Cristã
A Oração na Vida CristãA Oração na Vida Cristã
A Oração na Vida Cristã
 
Formação - Evangelho e Atos dos Apóstolos
Formação - Evangelho e Atos dos ApóstolosFormação - Evangelho e Atos dos Apóstolos
Formação - Evangelho e Atos dos Apóstolos
 

Último

quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 

Último (20)

quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 

Formação Sagrada Escritura

  • 2. Meu nome é Gleicy, sou do… • Nome • Idade • Profissão • G.O
  • 6. • Bíblos (Grego) = livro • Diminutivo BIBLION = livrinhos • Plural BIBLION = BÍBLIA • São João Crisóstomo, séc. IV, o primeiro a usar a palavra bíblia.
  • 7. Quem era o povo da Bíblia? 1-Saíram em busca de uma nova terra 2-Foram pro Egito pq a terra era mais fértil 3-Lá foram escravizados 4-Moisés lidera a fuga de volta e caminham 40 anos no deserto até entrarem na Terra Prometida (Canaa) 5-Para ficarem mais fortes elegem os Reis (Saul, Davi, Salomão). 6-Lutas=divide o reino em Judá e Israel 7-Os Babilônios leva o povo pro exílio por 50 anos. 8-Pérsia conquista a Babilônia e libera o povo de volta
  • 9. Quantos livros? Quantos livros tem a Bíblia? – 73 Quantos livros tem o AT? – 46 Quantos livros tem o NT? – 27
  • 10. Como eram os registros? 1250 a.C. (início) Moisés 100 d.C. (final) Apocalipse Cerâmica (barro) Papiro Pergaminho (couro)
  • 11. Quem traduziu? São Jerônimo Dalmácia (Croácia, em 340). Família rica, culta e cristã. Morou em Roma, lá estudou retórica e oratória. Doutor nas Sagradas Escrituras, teólog o, entre outras. Traduziu a Bíblia do hebraico e grego p ara o latim.
  • 13. Como compreender? Para melhor compreensão devemos analisar: Cultura, tempo e costumes. 1. Genesis 29 (Jacó, Raquel e Lia) 2. Marcos 6 (irmão de Tiago, José, Judas e Si mão)
  • 14. Como entender as referências? Is 55, 10 - 11 Nome do Livro abreviado Capítulo (número grandão) Hífen = ATÉ Versículos: Números pequenos Leitura do Livro do Profeta Isaías, Capítulo cinquenta e cinco, versículo de dez a onze.
  • 15. Como entender as referências? Jo 1. Nome do Livro abreviado: Jonas, Jó, Evangelho de João ou Carta? Ponto = Ler o Capítulo inteiro Leitura do Evangelho de João, capítulo 1. 1 João 1, 1-2 Leitura da Primeira Carta de São João, capítulo 1, do versículo 1 até o versículo 2. Jonas – Jn Jó = Jo Evangelho de João = Jo Carta = 1 Jo ou 2 Jo
  • 16. Como entender as referências? Gn 1, 15-20.25-26 Ponto = Pular de um versículo para o outro Leitura do Livro de Gênesis, capítulo 1, do versículo 15 até o vinte e depois do 25 até o 26. Hífen = ATÉ
  • 17. Como entender as referências? Gn 1, 15-16ab a = até a primeira frase do versículo ou ponto final ab= até a segunda frase do versículo Leitura do Livro de Gênesis, capítulo 1, do versículo 15 até a segunda frase do 16.
  • 18. • Antigo Testamento – A Promessa de Salvação (falamos: Palavra do Senhor. R: ) • Evangelho – A História da Salvação ( Palavra da Salvação. R: Glória a Vós Senhor!) • Novo Testamento e Cartas – A Conti nuidade após a Salvação (Palavra do Senhor) Gênesis – O primeiro livro Salmos – exatamente no meio da Bíblia Apocalipse – O último
  • 20. Organização dos Livros Livros HISTÓRICOS (NT) Mateus, Marcos, Lucas e João (Evangelhos) + Atos dos Apóstolos “??????????????” EPÍSTOLAS (NT) Paulo (14), Tiago, Judas, Pedro (2) e João (3) Apocalipse de São João (NT)
  • 21. Evangelhos – Palavra d..? • Jesus pregou sem deixar nada escrito. • Transmitiam oralmente • Surgiram alguns resumos que serviram de base • Foram escritos lá pelo ano 70 • Estão bem no começo do novo Testamento
  • 22. Palavra da Salvação! Jesus pregou sem nada deixar escrito, mas garantiu aos Apóstolos que “O Espírito Santo os faria relembrar todas as coisas e lhes ensinaria toda a verdade” (Jo 14, 25) São livros inspirados que narram os ensinamentos, milagres, morte e ressurreição. Principal Propósito: Demonstrar que Jesus é o Messias prometido e enviado por Deus a todos os homens. Visam levar a Boa Nova da Salvação a todos, mediante o Batismo, o arrependimento dos pecados e a conversão dos costumes. Por isso falamos “Palavra da Salvação”
  • 23. Evangelho: Boa Notícia Evangelhos Boa notícia! Aquilo que Jesus fez e disse. Canônicos: Inspirados por Deus Sinóticos: Mateus, Marcos e Lucas João: Descreve Jesus como Messias, como Deus Evangelhos Apócrifos: Não foram reconhecidos pela Igreja por não terem sido inspirados por Deus. Mas ajudam a confirmar a o cenário do povo e relatos dos canônicos.
  • 24. Atos dos Apóstolos • Documento testemunhal da Igreja: nascimento dos primeiros Cristãos • Os discípulos agora sendo conduzidos pelo Espírito Santo (Jo 16, 12-13) Personagens Pedro: O “coordena” dos 12, em contato com a Igreja local de Jerusalém Paulo: Líder de equipe missionária em contato com a Igreja de Antioquia
  • 25. Atos dos Apóstolos Se divide em 2 partes: Parte 1: Atos de 1 a 12: Pedro Leva o Evangelho, vai a Judeia e a Samaria, batiza o primeiro pagão e preside o Concílio de Jerusalém (reunião para discutir a causa dos circuncidados) Parte 2 Atos de 12 a 28: Paulo Realiza várias viagens apóstolicas e funda importantes comunidades para quais escreveu várias cartas (Cor, Tm, Ts..)
  • 26. RoCoCo – Romanos, Corintios 1 e 2 GalEfClo – Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses TeTe – Tessalonicenses 1 e 2 TimTim – Timóteo 1 e 2 TiFil – Tito, Filêmon, HeTiPePe – Hebreus, Tiago, Pedro 1 e 2 JoDuPs: Jo, Judas e Apocalipse Bônus: Macete para as Cartas!
  • 27. “Aquele que beija a Palavra de Deus, beija a face de Cristo” Santo Agostinho Jesus lia as Sagradas Escrituras: Lucas 4, 16-17 Jonas (Lucas 12, 38-4 2)
  • 28. Dúvidas Frequentes Qual a diferença entre a Bíblia Católica e a Protestante? O cânon (lista) católico contém 46 livros e o protestante, 39. Neste, estão ausentes os livros de Tobias, Judite, Sabedoria, Baruc, Eclesiástico (Sirácida ou Sirac), I Macabeus e II Macabeus. Além disso, faltam alguns fragmentos dos livros de Ester e de Daniel. CIC 120 – “Foi a Tradição apostólica que fez a Igreja discernir que escritos deveriam ser enumerados na lista dos Livros Sagrados.
  • 29. Dúvidas? Muito obrigada! Deus abençõe ! Fale comigo: E-mail: contato@glelaranjeira.com.br Telefone: 9976-0989 Fontes: ABC DA BÍBLIA APOSTILA RCC CIC PROF. FELIPE AQUINO