SlideShare uma empresa Scribd logo
Ferramentas digitais na didática da Filosofia
Ficha técnica:
Autor/a: Sérgio Lagoa
Título: Ferramentas digitais na didática da Filosofia
Licença de utilização
Creative Commons BY-NC-ND. Atribuição + NãoComercial + SemDerivações
Ferramentas digitais para lecionar filosofia? Porquê?
• Michel Serres: o neo-indívíduo /
homo informaticus
• Tendência de hibridização do
ensino
• Sociedade em Rede / Sociedade
da Informação (ou do
Entretenimento informativo?)
Competências
filosóficas
Problematização
Conceptualização
Argumentação
Interpretação
e análise
Conhecimento
filosófico
Comunicação
Articulação do Perfil do Aluno com Filosofia (competências)
Linguagens e
textos
Pensamento
Crítico e criativo
Raciocínio e
resolução de
problemas
Conceptualização
Argumentação
Problematização
Articulação do Perfil do Aluno com Filosofia (conteúdos)
Relacionamento
interpessoal
Sensibilidade
estética e artística
Saber científico,
técnico e
tecnológico
Ética
Estética
Epistemologia
Articulação dos novos CNEBS com Filosofia (DAC no 10.º ano)
Matemática
Português
Inglês, Francês, Espanhol
História B, Economia
Economia, Física e Química,
Geografia B, História A, …
Formas de inferência válida
Principais falácias informais
O problema do critério ético
da moralidade de uma ação
O problema da organização
de uma sociedade justa
Temas / problemas do
mundo contemporâneo
Competências filosóficas: problematização
 identificação e formulação dos problemas filosóficos,
 identificação das disciplinas filosóficas que lhes são
correspondentes
 distinção entre problemas filosóficos e não-filosóficos
 capacidade de apresentar a importância desses mesmos
problemas
Problematização – mapas mentais
Problematização – mapas mentais
Versão gratuita
número limitado de dispositivos
adicionar links
salvar os trabalhos como
imagem (formato png) ou em
formato html
partilhá-los através de email.
Versão avançada
trabalho colaborativo online
entre os vários utilizadores
a consulta do histórico de
edições
utilização de imagens e
ficheiros.
Mapas mentais - alternativas
importação e conversão de
ficheiros áudio e vídeo para
incorporação no projeto
 modelos (templates) pré-
definidos
exportação para outros
formatos, como png, ppt ou pdf
 códigos de acesso para
trabalhos, turmas ou escolas
 introdução de notas e
comentários
registo de avaliação
freemind
Competências filosóficas: conceptualização
A competência de conceptualização implica:
 Definir um termo
 Utilizar um conceito para representar a realidade
 Confronto de conceitos
 Interligação de conceitos (pensamento complexo)
 Desenvolver um conceito (“depuração” da linguagem)
Conceptualização: mapas conceptuais
“sistemas facilitadores das aprendizagens pelo apoio que constituem em
processos de análise e de compreensão de ideias e conteúdos”
(Marques, 2008)
“permitem motivar os alunos a aprenderem e a relacionarem os conceitos
(…) e testar uma estratégia de ensino e aprendizagem que facilite a
construção de conhecimento e a promoção de competências”
(Miranda e Morais, 2009)
“facilitam a interligação das matérias, tornam o ensino da Filosofia mais
apelativo, permitindo aos alunos visualizar os conteúdos meramente
expostos ou reproduzidos através da leitura de textos filosóficos clássicos.
(Aires, 2014)
Mapas conceptuais: alternativas
• Partilha e edição com outros
utilizadores
• Publicação na internet,
• Links para outros mapas
• Histórico de edições
• …
Competências filosóficas: argumentação
As competências relativas à argumentação consistem em:
 Identificar argumentos
 Avaliar argumentos
 Comparar argumentos
 Propor novos argumentos (criatividade)
Argumentação: mapas de argumentos
 representação visual da estrutura de um argumento ou conjunto
de argumentos;
 Implica a identificação de teses, premissas, conclusões, objeções
para a sua construção;
 Esta ferramenta é muito útil para o desenvolvimento do
pensamento crítico (Perfil do Aluno) e, por inerência, do
pensamento filosófico.
 Estudos empíricos (Ortiz, Melbourne University) que demonstram
a relevância pedagógica dos mapas de argumentos.
Mapas de argumentos: alternativas
• Análise e visualização de debates
complexos
• Reconstrução da estrutura lógica e
argumentativa.
• Análise da validade do argumento.
• Planificação de um ensaio filosófico
• Exportação do mapa para outros
ficheiros; impressão e partilha dos
mapas).
• Rationale tem o apoio institucional
da Universidade de Princeton.
Outras ferramentas digitais: LMS
Outras ferramentas digitais: Wordpress como LMS
• Templates específicos para revistas
e jornais, portefólios, projetos ou
sites dedicados especificamente à
educação.
• Vários níveis de utilizador, cada um
com diferentes permissões no
acesso à página
 blogue de turma
Outras ferramentas digitais: plugins no Wordpress
• fóruns de discussão, grupos
de trabalho, trocar
mensagens diretas dentro
do site, etc.
• Wordpress como LMS:
gestão de aprendizagens,
cursos com estrutura
semelhante à que podemos
encontrar nos MOOC
(Coursera ou Udemy).
Outras ferramentas digitais
Ideias para trabalhos
colaborativos
“Jornal de Filosofia”
pertencente a uma turma
Publicação em e-book:
Beacon, Bloxp, Zinepal, etc.
Notas finais
1. A introdução das tecnologias deve ser devidamente
ponderada, estabelecendo criteriosamente objetivos de
aprendizagem, metodologias de trabalho, ferramentas
digitais necessárias, meios e estruturas disponíveis, literacia
digital dos alunos (e dos docentes), etc.
2. A sua introdução, naturalmente, também é exequível em
filosofia: “o ensino de filosofia, num curso online, encorajou
a reflexão crítica e o pensamento filosófico de forma
semelhante ao que acontece com os cursos presenciais”.
(Isidori, 2014)
www.paginasdefilosofia.net
Sérgio Lagoa

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Ferramentas digitais na didática da Filosofia

Crise de Interesse das/os estudantes de Computação
Crise de Interesse das/os estudantes de ComputaçãoCrise de Interesse das/os estudantes de Computação
Crise de Interesse das/os estudantes de Computação
Mariano Pimentel
 
Portifólio Proinfo
Portifólio ProinfoPortifólio Proinfo
Portifólio Proinfo
itapevamarco
 
Ferramentas da Web 2.0 e as Comunidades de Prática e, Ambientes Virtuais de A...
Ferramentas da Web 2.0 e as Comunidades de Prática e, Ambientes Virtuais de A...Ferramentas da Web 2.0 e as Comunidades de Prática e, Ambientes Virtuais de A...
Ferramentas da Web 2.0 e as Comunidades de Prática e, Ambientes Virtuais de A...
Validoro
 
Pe pedagogia 12007
Pe pedagogia 12007Pe pedagogia 12007
Pe pedagogia 12007
mfdeia
 

Semelhante a Ferramentas digitais na didática da Filosofia (20)

Sistemas de gestão e difusão de aprendizagem online
Sistemas de gestão e difusão de aprendizagem onlineSistemas de gestão e difusão de aprendizagem online
Sistemas de gestão e difusão de aprendizagem online
 
Comunicacao Ic
Comunicacao IcComunicacao Ic
Comunicacao Ic
 
A influencia do esapço na criação de espaços de aprendizagem de alta qualidade
A influencia do esapço na criação de espaços de aprendizagem de alta qualidadeA influencia do esapço na criação de espaços de aprendizagem de alta qualidade
A influencia do esapço na criação de espaços de aprendizagem de alta qualidade
 
A influencia do espaço na criação de espaços de aprendizagem de alta qualidade
A influencia do espaço na criação de espaços de aprendizagem de alta qualidadeA influencia do espaço na criação de espaços de aprendizagem de alta qualidade
A influencia do espaço na criação de espaços de aprendizagem de alta qualidade
 
Crise de Interesse das/os estudantes de Computação
Crise de Interesse das/os estudantes de ComputaçãoCrise de Interesse das/os estudantes de Computação
Crise de Interesse das/os estudantes de Computação
 
CVAs
CVAsCVAs
CVAs
 
Docência do ensino superior
Docência do ensino superiorDocência do ensino superior
Docência do ensino superior
 
Fóruns de discussão e desenvolvimento do Pensamento Crítico: representações d...
Fóruns de discussão e desenvolvimento do Pensamento Crítico: representações d...Fóruns de discussão e desenvolvimento do Pensamento Crítico: representações d...
Fóruns de discussão e desenvolvimento do Pensamento Crítico: representações d...
 
Portifólio proinfo
Portifólio proinfoPortifólio proinfo
Portifólio proinfo
 
Portifólio Proinfo
Portifólio ProinfoPortifólio Proinfo
Portifólio Proinfo
 
Portifólio Proinfo
Portifólio ProinfoPortifólio Proinfo
Portifólio Proinfo
 
Portifólio Proinfo
Portifólio ProinfoPortifólio Proinfo
Portifólio Proinfo
 
Ferramentas da Web 2.0 e as Comunidades de Prática e, Ambientes Virtuais de A...
Ferramentas da Web 2.0 e as Comunidades de Prática e, Ambientes Virtuais de A...Ferramentas da Web 2.0 e as Comunidades de Prática e, Ambientes Virtuais de A...
Ferramentas da Web 2.0 e as Comunidades de Prática e, Ambientes Virtuais de A...
 
Aula 01 docencia
Aula 01 docenciaAula 01 docencia
Aula 01 docencia
 
Educonvg
EduconvgEduconvg
Educonvg
 
Desenvolvimento profissional e docência no ensino superior: a oportunidade da...
Desenvolvimento profissional e docência no ensino superior: a oportunidade da...Desenvolvimento profissional e docência no ensino superior: a oportunidade da...
Desenvolvimento profissional e docência no ensino superior: a oportunidade da...
 
Palestra no evento Laboratório de Ideias (PUCRS) *** Prof. Crediné Menezes
Palestra no evento Laboratório de Ideias (PUCRS) *** Prof. Crediné MenezesPalestra no evento Laboratório de Ideias (PUCRS) *** Prof. Crediné Menezes
Palestra no evento Laboratório de Ideias (PUCRS) *** Prof. Crediné Menezes
 
Aprendizagem nas redes_sociais_virtuais
Aprendizagem nas redes_sociais_virtuaisAprendizagem nas redes_sociais_virtuais
Aprendizagem nas redes_sociais_virtuais
 
Pe pedagogia 12007
Pe pedagogia 12007Pe pedagogia 12007
Pe pedagogia 12007
 
Pae eca2012
Pae eca2012Pae eca2012
Pae eca2012
 

Mais de Sérgio Lagoa

Modelo de ficha de leitura
Modelo de ficha de leituraModelo de ficha de leitura
Modelo de ficha de leitura
Sérgio Lagoa
 
Mympel2012 sergiolagoa
Mympel2012 sergiolagoaMympel2012 sergiolagoa
Mympel2012 sergiolagoa
Sérgio Lagoa
 
áRea De IntegraçãO
áRea De IntegraçãOáRea De IntegraçãO
áRea De IntegraçãO
Sérgio Lagoa
 

Mais de Sérgio Lagoa (20)

A privacidade e os direitos humanos
A privacidade e os direitos humanosA privacidade e os direitos humanos
A privacidade e os direitos humanos
 
Encontro: Filosofia e Aprendizagens Essenciais
Encontro: Filosofia e Aprendizagens EssenciaisEncontro: Filosofia e Aprendizagens Essenciais
Encontro: Filosofia e Aprendizagens Essenciais
 
Critérios de correção da PACC - Filosofia 2015
Critérios de correção da PACC - Filosofia 2015Critérios de correção da PACC - Filosofia 2015
Critérios de correção da PACC - Filosofia 2015
 
Filosofia - PACC 2015 Prova Específica
Filosofia - PACC 2015 Prova Específica Filosofia - PACC 2015 Prova Específica
Filosofia - PACC 2015 Prova Específica
 
Modelo de ficha de leitura
Modelo de ficha de leituraModelo de ficha de leitura
Modelo de ficha de leitura
 
Ficha de leitura
Ficha de leituraFicha de leitura
Ficha de leitura
 
Cidadaniadigital
CidadaniadigitalCidadaniadigital
Cidadaniadigital
 
Mympel2012 sergiolagoa
Mympel2012 sergiolagoaMympel2012 sergiolagoa
Mympel2012 sergiolagoa
 
Blended learning1
Blended learning1Blended learning1
Blended learning1
 
TEORIA DA APRENDIZAGEM MULTIMÉDIA E ANÁLISE DO EFEITO DE MODALIDADE
TEORIA DA APRENDIZAGEM MULTIMÉDIA E ANÁLISE DO EFEITO DE MODALIDADETEORIA DA APRENDIZAGEM MULTIMÉDIA E ANÁLISE DO EFEITO DE MODALIDADE
TEORIA DA APRENDIZAGEM MULTIMÉDIA E ANÁLISE DO EFEITO DE MODALIDADE
 
Ensaio Paula
Ensaio PaulaEnsaio Paula
Ensaio Paula
 
Programa
ProgramaPrograma
Programa
 
áRea De IntegraçãO
áRea De IntegraçãOáRea De IntegraçãO
áRea De IntegraçãO
 
Guia
GuiaGuia
Guia
 
Referencial
ReferencialReferencial
Referencial
 
Aec Programa
Aec ProgramaAec Programa
Aec Programa
 
Programa 10 11
Programa 10 11Programa 10 11
Programa 10 11
 
Soc 12
Soc 12Soc 12
Soc 12
 
Ciencia Politica[1]
Ciencia Politica[1]Ciencia Politica[1]
Ciencia Politica[1]
 
Programa de Psicologia e Sociologia dos Cursos Profissionais
Programa de Psicologia e Sociologia dos Cursos ProfissionaisPrograma de Psicologia e Sociologia dos Cursos Profissionais
Programa de Psicologia e Sociologia dos Cursos Profissionais
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
rarakey779
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
edjailmax
 

Último (20)

bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 

Ferramentas digitais na didática da Filosofia

  • 1. Ferramentas digitais na didática da Filosofia
  • 2. Ficha técnica: Autor/a: Sérgio Lagoa Título: Ferramentas digitais na didática da Filosofia Licença de utilização Creative Commons BY-NC-ND. Atribuição + NãoComercial + SemDerivações
  • 3.
  • 4. Ferramentas digitais para lecionar filosofia? Porquê? • Michel Serres: o neo-indívíduo / homo informaticus • Tendência de hibridização do ensino • Sociedade em Rede / Sociedade da Informação (ou do Entretenimento informativo?) Competências filosóficas Problematização Conceptualização Argumentação Interpretação e análise Conhecimento filosófico Comunicação
  • 5. Articulação do Perfil do Aluno com Filosofia (competências) Linguagens e textos Pensamento Crítico e criativo Raciocínio e resolução de problemas Conceptualização Argumentação Problematização
  • 6. Articulação do Perfil do Aluno com Filosofia (conteúdos) Relacionamento interpessoal Sensibilidade estética e artística Saber científico, técnico e tecnológico Ética Estética Epistemologia
  • 7. Articulação dos novos CNEBS com Filosofia (DAC no 10.º ano) Matemática Português Inglês, Francês, Espanhol História B, Economia Economia, Física e Química, Geografia B, História A, … Formas de inferência válida Principais falácias informais O problema do critério ético da moralidade de uma ação O problema da organização de uma sociedade justa Temas / problemas do mundo contemporâneo
  • 8. Competências filosóficas: problematização  identificação e formulação dos problemas filosóficos,  identificação das disciplinas filosóficas que lhes são correspondentes  distinção entre problemas filosóficos e não-filosóficos  capacidade de apresentar a importância desses mesmos problemas
  • 10. Problematização – mapas mentais Versão gratuita número limitado de dispositivos adicionar links salvar os trabalhos como imagem (formato png) ou em formato html partilhá-los através de email. Versão avançada trabalho colaborativo online entre os vários utilizadores a consulta do histórico de edições utilização de imagens e ficheiros.
  • 11. Mapas mentais - alternativas importação e conversão de ficheiros áudio e vídeo para incorporação no projeto  modelos (templates) pré- definidos exportação para outros formatos, como png, ppt ou pdf  códigos de acesso para trabalhos, turmas ou escolas  introdução de notas e comentários registo de avaliação freemind
  • 12. Competências filosóficas: conceptualização A competência de conceptualização implica:  Definir um termo  Utilizar um conceito para representar a realidade  Confronto de conceitos  Interligação de conceitos (pensamento complexo)  Desenvolver um conceito (“depuração” da linguagem)
  • 13. Conceptualização: mapas conceptuais “sistemas facilitadores das aprendizagens pelo apoio que constituem em processos de análise e de compreensão de ideias e conteúdos” (Marques, 2008) “permitem motivar os alunos a aprenderem e a relacionarem os conceitos (…) e testar uma estratégia de ensino e aprendizagem que facilite a construção de conhecimento e a promoção de competências” (Miranda e Morais, 2009) “facilitam a interligação das matérias, tornam o ensino da Filosofia mais apelativo, permitindo aos alunos visualizar os conteúdos meramente expostos ou reproduzidos através da leitura de textos filosóficos clássicos. (Aires, 2014)
  • 14.
  • 15. Mapas conceptuais: alternativas • Partilha e edição com outros utilizadores • Publicação na internet, • Links para outros mapas • Histórico de edições • …
  • 16. Competências filosóficas: argumentação As competências relativas à argumentação consistem em:  Identificar argumentos  Avaliar argumentos  Comparar argumentos  Propor novos argumentos (criatividade)
  • 17.
  • 18. Argumentação: mapas de argumentos  representação visual da estrutura de um argumento ou conjunto de argumentos;  Implica a identificação de teses, premissas, conclusões, objeções para a sua construção;  Esta ferramenta é muito útil para o desenvolvimento do pensamento crítico (Perfil do Aluno) e, por inerência, do pensamento filosófico.  Estudos empíricos (Ortiz, Melbourne University) que demonstram a relevância pedagógica dos mapas de argumentos.
  • 19. Mapas de argumentos: alternativas • Análise e visualização de debates complexos • Reconstrução da estrutura lógica e argumentativa. • Análise da validade do argumento. • Planificação de um ensaio filosófico • Exportação do mapa para outros ficheiros; impressão e partilha dos mapas). • Rationale tem o apoio institucional da Universidade de Princeton.
  • 21. Outras ferramentas digitais: Wordpress como LMS • Templates específicos para revistas e jornais, portefólios, projetos ou sites dedicados especificamente à educação. • Vários níveis de utilizador, cada um com diferentes permissões no acesso à página  blogue de turma
  • 22. Outras ferramentas digitais: plugins no Wordpress • fóruns de discussão, grupos de trabalho, trocar mensagens diretas dentro do site, etc. • Wordpress como LMS: gestão de aprendizagens, cursos com estrutura semelhante à que podemos encontrar nos MOOC (Coursera ou Udemy).
  • 23. Outras ferramentas digitais Ideias para trabalhos colaborativos “Jornal de Filosofia” pertencente a uma turma Publicação em e-book: Beacon, Bloxp, Zinepal, etc.
  • 24. Notas finais 1. A introdução das tecnologias deve ser devidamente ponderada, estabelecendo criteriosamente objetivos de aprendizagem, metodologias de trabalho, ferramentas digitais necessárias, meios e estruturas disponíveis, literacia digital dos alunos (e dos docentes), etc. 2. A sua introdução, naturalmente, também é exequível em filosofia: “o ensino de filosofia, num curso online, encorajou a reflexão crítica e o pensamento filosófico de forma semelhante ao que acontece com os cursos presenciais”. (Isidori, 2014)