SlideShare uma empresa Scribd logo
Enunciado da Atividade 1
“A entrega da atividade deve ser realizada através do item Entrega da Avaliação - Fórum de Discussão [AVA 1], conforme o
prazo estipulado em calendário acadêmico.”
Atividade 1
Desafios da subjetividade na lógica da aceleração
Leia os textos abaixo identificando as problemáticas que eles propõem como reflexão:
TEXTO I
Pausa
Às sete horas o despertador tocou. Samuel saltou da cama, correu para o banheiro, fez a barba e lavou-se. Vestiu-se rapidamente e sem ruído.
Estava na cozinha, preparando sanduíches, quando a mulher apareceu, bocejando:
— Vais sair de novo, Samuel?
Fez que sim com a cabeça. Embora jovem, tinha a fronte calva; mas as sobrancelhas eram espessas, a barba, embora recém-feita, deixava
ainda no rosto uma sombra azulada. O conjunto era uma máscara escura.
— Todos os domingos tu sais cedo — observou a mulher com azedume na voz.
— Temos muito trabalho no escritório — disse o marido, secamente. Ela olhou os sanduíches:
— Por que não vens almoçar?
— Já te disse: muito trabalho. Não há tempo. Levo um lanche. A mulher coçava a axila esquerda. Antes que voltasse à carga, Samuel pegou o
chapéu:
— Volto de noite.
As ruas ainda estavam úmidas de cerração. Samuel tirou o carro da garagem. Guiava vagarosamente, ao longo do cais, olhando os guindastes,
as barcaças atracadas. Estacionou o carro numa travessa quieta. Com o pacote de sanduíches debaixo do braço, caminhou apressadamente
duas quadras. Deteve-se ao chegar a um hotel pequeno e sujo. Olhou para os lados e entrou furtivamente. Bateu com as chaves do carro no
balcão, acordando um homenzinho que dormia sentado numa poltrona rasgada. Era o gerente. Esfregando os olhos, pôs-se de pé.
— Ah! Seu Isidoro! Chegou mais cedo hoje. Friozinho bom este, não é? A gente...
— Estou com pressa, seu Raul!—atalhou Samuel.
— Está bem, não vou atrapalhar. O de sempre.— Estendeu a chave.
Samuel subiu quatro lanços de uma escada vacilante. Ao chegar ao último andar, duas mulheres gordas, de chambre floreado, olharam-no com
curiosidade:
— Aqui, meu bem!—uma gritou, e riu: um cacarejo curto.
Ofegante, Samuel entrou no quarto e fechou a porta à chave. Era um aposento pequeno: uma cama de casal, um guarda-roupa de pinho; a um
canto, uma bacia cheia d'água, sobre um tripé. Samuel correu as cortinas esfarrapadas, tirou do bolso um despertador de viagem, deu corda e
colocou-o na mesinha de cabeceira.
Puxou a colcha e examinou os lençóis com o cenho franzido; comum suspiro, tirou o casaco os sapatos, afrouxou a gravata. Sentado na cama,
comeu vorazmente quatro sanduíches. Limpou os dedos no papel de embrulho, deitou-se e fechou os olhos.
Dormir.
Em pouco, dormia. Lá embaixo, a cidade começava a mover-se: os automóveis buzinando, os jornaleiros gritando, os sons longínquos.
Um raio de sol filtrou-se pela cortina, estampou um círculo luminoso no chão carcomido. Samuel dormia; sonhava. Nu, corria por uma planície
imensa, perseguido por índio montado a cavalo. No quarto abafado ressoava o galope. No planalto da testa, nas colinas do ventre, no vale
entre as pernas, corriam.
Samuel mexia-se e resmungava. Às duas e meia da tarde sentiu uma dor lancinante nas costas. Sentou-se na cama, os olhos esbugalhados: o
índio acabava de trespassá-lo com a lança. Esvaindo-se em sangue, molhado de suor, Samuel tombou lentamente; ouviu o apito soturno de um
vapor. Depois, silêncio.
Às sete horas o despertador tocou. Samuel saltou da cama, correu para a bacia, lavou-se. Vestiu-se rapidamente e saiu.
Sentado numa poltrona, o gerente lia uma revista.
— Já vai, seu Isidoro?
— Já — disse Samuel, entregando a chave. Pagou, conferiu o troco em silêncio.
— Até domingo que vem, seu Isidoro—disse o gerente.
— Não sei se virei—respondeu Samuel, olhando pela porta; a noite caía.
— O senhor diz isto, mas volta sempre — observou o homem, rindo.
Samuel saiu.
Ao longo do cais, guiava lentamente. Parou, um instante, ficou olhando os guindastes recortados contra o céu avermelhado. Depois, seguiu.
Para casa."
SCLIAR, Moacyr. In: BOSI, Alfredo. O conto brasileiro contemporâneo. São Paulo: Cutrix, 1997.
TEXTO II
Assista ao curta argentino El Empleo (https://inquietaria.99jobs.com/curta-metragem-argentino-faz-cr%C3%ADtica-angustiante-sobre-o-
trabalho-1e02b2eb2675) para responder às questões:
Há no texto uma quebra de lógica no que diz respeito às sonoridades. O silêncio e os ruídos bem como a ausência de falas causam sensações
que nos inquietam. Podemos chamar esses procedimentos de movimentos aberrantes na arte? Provocam pensamentos? Fale sobre isso.
A arte desorganiza a vida. Explique essa afirmativa, a partir da apreciação do curta.
Relacione o curta ao texto de Gilles Deleuze:
(...) os homens não deixam de fabricar um guarda-sol que os abriga, por baixo do qual traçam um firmamento e escrevem suas convenções,
suas opiniões; mas o poeta, o artista abre uma fenda no guarda-sol, rasga até o firmamento, para fazer passar um pouco do caos livre e
tempestuoso e enquadrar numa luz brusca, uma visão que aparece através da fenda, primavera de Wordsworth, ou maçã de Cézanne, silhueta
de Macbeth ou de Ahab. Então, segue a massa dos imitadores, que remendam o guarda-sol, com uma peça que parece vagamente com a
visão; e a massa dos glosadores que preenchem a fenda com opiniões: comunicação. Será preciso sempre outros artistas para fazer outras
fendas, operar as necessárias destruições, talvez cada vez maiores, e restituir assim, a seus predecessores, a incomunicável novidade que não
mais se podia ver.
DELEUZE, Gilles; GUATTARI. Félix. O que é a filosofia? São Paulo: Editora 34, 1997. p. 56.
Texto III.
Leia o trecho retirado do texto “Sobre verdade e mentira no sentido extra-moral, de Nietzsche” e relacione ao contexto abordado.
“O que é a verdade, portanto? Um batalhão móvel de metáforas, metonímias, antropomorfismos, enfim, uma soma de relações humanas, que
foram enfatizadas poética e retoricamente, transpostas, enfeitadas, e que, após longo uso, parecem a um povo sólidas, canônicas e
obrigatórias: as verdades são ilusões, das quais se esqueceu que o são, metáforas que se tornaram gastas e sem força sensível, moedas que
perderam sua efígie e agora só entram em consideração como metal, não mais como moedas.”
(NIETZSCHE, F. Sobre verdade e mentira no sentido extra-moral. Tradução: Fernando de Moraes Barros. São Paulo: Hedra, 2007).
Veja que o filósofo considera metáforas esses modos de pensar que se solidificaram como verdades. Nesse sentido, é possível considerar, de
acordo com o pensamento de Nietzsche, que tais situações são modos de ver que foram naturalizados e não verdades absolutas?
Elabore um comentário no qual faça uma reflexão sobre os textos lidos relacionando-os a ideia de construção das subjetividades abordada por
Suely Rolnik e o pensamento de Nietzsche apresentado no item III: “Sobre verdade e mentira no sentido extra-moral”. O mais importante é:
Apresente a sua reflexão a partir das leituras realizadas nas unidades.
Relacione as reflexões com a contemporaneidade, com a sua vida.
Cite os textos aqui propostos.
Estabeleça relações entre os textos, a entrevista e as reflexões que vem realizando sobre o estar no mundo.
Seu texto deve ter até 15 linhas.
Apresente, ao menos, 2 comentários consistentes às postagens dos seus colegas a fim de promover a discussão e reflexão.
Referências:
DELEUZE, G; GUATTARI, F. O Que é filosofia? Tradução de Bento Prado Jr. e Alberto Alonso Muñoz. São Paulo: Editora 34, 2010.
DELEUZE, G. Nietzsche e a filosofia. São Paulo: N-1, 2018.
JASPERS, K. Introdução à filosofia de Friedrich Nietzsche. Tradução de Marco Antônio Casanova. Rio de Janeiro: Forense, 2015. Minha
Biblioteca.
MACHADO, R. O professor e o filósofo. In: Revista Trágica: estudos de filosofia da imanência. Rio de Janeiro: UFRJ, 2015. Disponível em:
TRÁGICA: Estudos de Filosofia da Imanência (ufrj.br) (https://revistas.ufrj.br/index.php/tragica/article/download/26810/14903) . Acesso em:
15 jan. 2021.
MOSÉ, V. Especial Nietzsche no café filosófico. 29/03/2009. YouTube. Disponível em:
Especial Nietzsche Viviane Mosé-Café Filosófico (https://www.youtube.com/watch?v=mxoa4HMT3SY)
(https://www.youtube.com/watch?v=mxoa4HMT3SY)
. Acesso em: 15 jan. 2021.
NIETZSCHE, F. Sobre verdade e mentira no sentido extra-moral. São Paulo: Hedra, 2007.
PELBART, P. P. Políticas da vida, produção do comum e a vida em jogo... Saúde soc., São Paulo, v. 24, supl. 1, p. 19-26, jun. 2015. Disponível
em: Políticas da vida, produção do comum e a vida em jogo... (scielo.br). (http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-
12902015000500019&tlng=pt) Acesso em: 10 dez. 2020.
Atenção
- Verifique os critérios deste fórum e leia o documento ‘’Critérios do Fórum Avaliativo” disponível na abertura da disciplina.
- As postagens devem ser autorais, podendo utilizar citações de acordo com a norma da ABNT.
- Em caso de plágio o comentário não será considerado para nota.
- Respostas como concordo/discordo sem embasamento não serão consideradas para nota.
- No caso de postagens agressivas ou desrespeitosas com os demais participantes, o aluno será advertido e a postagem apagada.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Enunciado_da_Atividade_1__CONSTRUCAO_DO_PENSAMENTO_(ED70100).pdf

Aula mgme abre
Aula mgme abreAula mgme abre
Aula mgme abre
lesrodriguesedassan
 
Leda aula
Leda   aulaLeda   aula
Leda aula
ledamaria891952
 
Leda aula
Leda   aulaLeda   aula
Leda aula
ledamaria891952
 
Situação de aprendizagem Lucilene
Situação de aprendizagem LucileneSituação de aprendizagem Lucilene
Situação de aprendizagem Lucilene
maragsilva
 
Situação de aprendizagem curso mgme -pausa (sabrina) - cópia
Situação de aprendizagem   curso mgme -pausa (sabrina) - cópiaSituação de aprendizagem   curso mgme -pausa (sabrina) - cópia
Situação de aprendizagem curso mgme -pausa (sabrina) - cópia
Roberta Marcon
 
Sa pausa (sabrina)
Sa  pausa (sabrina)Sa  pausa (sabrina)
Sa pausa (sabrina)
Roberta Marcon
 
Aula mgme abre
Aula mgme abreAula mgme abre
Aula mgme abre
Leonardo Teixeira
 
SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM – TEXTO "PAUSA" DE MOACYR SCLIAR
SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM – TEXTO "PAUSA" DE MOACYR SCLIARSITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM – TEXTO "PAUSA" DE MOACYR SCLIAR
SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM – TEXTO "PAUSA" DE MOACYR SCLIAR
Eliana Célia Prado Moreira
 
Sequência didática crônica pausa
Sequência didática   crônica pausaSequência didática   crônica pausa
Sequência didática crônica pausa
Maria Angelica botoni de souza
 
Situação de aprendizagem
 Situação de aprendizagem Situação de aprendizagem
Situação de aprendizagem
Camila Machado
 
Situação de aprendizagem do texto "Pausa"
Situação de aprendizagem do texto "Pausa"Situação de aprendizagem do texto "Pausa"
Situação de aprendizagem do texto "Pausa"
Vania1969
 
Pausa
PausaPausa
Situação de aprendizagem feita e analisada pela Profª Jane Aparecida Santos d...
Situação de aprendizagem feita e analisada pela Profª Jane Aparecida Santos d...Situação de aprendizagem feita e analisada pela Profª Jane Aparecida Santos d...
Situação de aprendizagem feita e analisada pela Profª Jane Aparecida Santos d...
Gisa31
 
Sequência didática com gênero textual conto
Sequência didática com gênero textual contoSequência didática com gênero textual conto
Sequência didática com gênero textual conto
Thauane Furquim
 
Pausa - Moacyr Scliar
Pausa  - Moacyr ScliarPausa  - Moacyr Scliar
Pausa - Moacyr Scliar
Maria Fernanda F. Albuquerque
 
Pausa.Situação de Aprendizagem
Pausa.Situação de AprendizagemPausa.Situação de Aprendizagem
Pausa.Situação de Aprendizagem
Mariwata
 
Conto -Pausa
Conto -PausaConto -Pausa
Conto -Pausa
1j2uliana
 
Conto
ContoConto
Conto 2
Conto 2Conto 2
Zeli pausa
Zeli pausaZeli pausa

Semelhante a Enunciado_da_Atividade_1__CONSTRUCAO_DO_PENSAMENTO_(ED70100).pdf (20)

Aula mgme abre
Aula mgme abreAula mgme abre
Aula mgme abre
 
Leda aula
Leda   aulaLeda   aula
Leda aula
 
Leda aula
Leda   aulaLeda   aula
Leda aula
 
Situação de aprendizagem Lucilene
Situação de aprendizagem LucileneSituação de aprendizagem Lucilene
Situação de aprendizagem Lucilene
 
Situação de aprendizagem curso mgme -pausa (sabrina) - cópia
Situação de aprendizagem   curso mgme -pausa (sabrina) - cópiaSituação de aprendizagem   curso mgme -pausa (sabrina) - cópia
Situação de aprendizagem curso mgme -pausa (sabrina) - cópia
 
Sa pausa (sabrina)
Sa  pausa (sabrina)Sa  pausa (sabrina)
Sa pausa (sabrina)
 
Aula mgme abre
Aula mgme abreAula mgme abre
Aula mgme abre
 
SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM – TEXTO "PAUSA" DE MOACYR SCLIAR
SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM – TEXTO "PAUSA" DE MOACYR SCLIARSITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM – TEXTO "PAUSA" DE MOACYR SCLIAR
SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM – TEXTO "PAUSA" DE MOACYR SCLIAR
 
Sequência didática crônica pausa
Sequência didática   crônica pausaSequência didática   crônica pausa
Sequência didática crônica pausa
 
Situação de aprendizagem
 Situação de aprendizagem Situação de aprendizagem
Situação de aprendizagem
 
Situação de aprendizagem do texto "Pausa"
Situação de aprendizagem do texto "Pausa"Situação de aprendizagem do texto "Pausa"
Situação de aprendizagem do texto "Pausa"
 
Pausa
PausaPausa
Pausa
 
Situação de aprendizagem feita e analisada pela Profª Jane Aparecida Santos d...
Situação de aprendizagem feita e analisada pela Profª Jane Aparecida Santos d...Situação de aprendizagem feita e analisada pela Profª Jane Aparecida Santos d...
Situação de aprendizagem feita e analisada pela Profª Jane Aparecida Santos d...
 
Sequência didática com gênero textual conto
Sequência didática com gênero textual contoSequência didática com gênero textual conto
Sequência didática com gênero textual conto
 
Pausa - Moacyr Scliar
Pausa  - Moacyr ScliarPausa  - Moacyr Scliar
Pausa - Moacyr Scliar
 
Pausa.Situação de Aprendizagem
Pausa.Situação de AprendizagemPausa.Situação de Aprendizagem
Pausa.Situação de Aprendizagem
 
Conto -Pausa
Conto -PausaConto -Pausa
Conto -Pausa
 
Conto
ContoConto
Conto
 
Conto 2
Conto 2Conto 2
Conto 2
 
Zeli pausa
Zeli pausaZeli pausa
Zeli pausa
 

Mais de UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3

Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_avaliacao_1__Historia_e_Ensino_da_Cultura_Afrobrasileira-Indigen...
Enunciado_da_avaliacao_1__Historia_e_Ensino_da_Cultura_Afrobrasileira-Indigen...Enunciado_da_avaliacao_1__Historia_e_Ensino_da_Cultura_Afrobrasileira-Indigen...
Enunciado_da_avaliacao_1__Historia_e_Ensino_da_Cultura_Afrobrasileira-Indigen...
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_atividade_1__Educacao_Ambiental_(IL20073).pdf
Enunciado_da_atividade_1__Educacao_Ambiental_(IL20073).pdfEnunciado_da_atividade_1__Educacao_Ambiental_(IL20073).pdf
Enunciado_da_atividade_1__Educacao_Ambiental_(IL20073).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__Analise_Economica_de_Mercado_(IL60006).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Analise_Economica_de_Mercado_(IL60006).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__Analise_Economica_de_Mercado_(IL60006).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Analise_Economica_de_Mercado_(IL60006).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__Pesquisa_de_Mercado_(IL60090).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Pesquisa_de_Mercado_(IL60090).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__Pesquisa_de_Mercado_(IL60090).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Pesquisa_de_Mercado_(IL60090).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__Leitura_e_Producao_Academica_(UD80200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Leitura_e_Producao_Academica_(UD80200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__Leitura_e_Producao_Academica_(UD80200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Leitura_e_Producao_Academica_(UD80200).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_avaliacao_1__Linguagem_Comunicacao_e_Discurso_(IL80001).pdf
Enunciado_da_avaliacao_1__Linguagem_Comunicacao_e_Discurso_(IL80001).pdfEnunciado_da_avaliacao_1__Linguagem_Comunicacao_e_Discurso_(IL80001).pdf
Enunciado_da_avaliacao_1__Linguagem_Comunicacao_e_Discurso_(IL80001).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Assunto_Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1Politicas_Publicas_de_...
Assunto_Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1Politicas_Publicas_de_...Assunto_Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1Politicas_Publicas_de_...
Assunto_Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1Politicas_Publicas_de_...
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Entrega_da_Avaliacao_-_Trabalho_da_Disciplina_AVA_2INFORM._GEREC._INTEGRADAS_...
Entrega_da_Avaliacao_-_Trabalho_da_Disciplina_AVA_2INFORM._GEREC._INTEGRADAS_...Entrega_da_Avaliacao_-_Trabalho_da_Disciplina_AVA_2INFORM._GEREC._INTEGRADAS_...
Entrega_da_Avaliacao_-_Trabalho_da_Disciplina_AVA_2INFORM._GEREC._INTEGRADAS_...
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Assunto__Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1GESTAO_DA_INDUSTRIA_4...
Assunto__Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1GESTAO_DA_INDUSTRIA_4...Assunto__Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1GESTAO_DA_INDUSTRIA_4...
Assunto__Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1GESTAO_DA_INDUSTRIA_4...
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
TODOS OS AVA1 AVA2 2024 UVA UNIJORGE.pdf
TODOS OS AVA1 AVA2 2024 UVA UNIJORGE.pdfTODOS OS AVA1 AVA2 2024 UVA UNIJORGE.pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__DIREITO_PENAL_(E601012).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__DIREITO_PENAL_(E601012).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__DIREITO_PENAL_(E601012).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__DIREITO_PENAL_(E601012).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__DIREITO_PENAL_(E601012).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__DIREITO_PENAL_(E601012).pdf
Enunciado_da_avaliacao_1__Etica_e_Responsabilidade_Social_(IL60263).pdf
Enunciado_da_avaliacao_1__Etica_e_Responsabilidade_Social_(IL60263).pdfEnunciado_da_avaliacao_1__Etica_e_Responsabilidade_Social_(IL60263).pdf
Enunciado_da_avaliacao_1__Etica_e_Responsabilidade_Social_(IL60263).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__CRIMES_DIGITAIS_(E601018).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__CRIMES_DIGITAIS_(E601018).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__CRIMES_DIGITAIS_(E601018).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__CRIMES_DIGITAIS_(E601018).pdf
UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3
 

Mais de UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 UVA UVA UNIJORGE AVA1 AVA2 RESPOSTAS A2 A3 (20)

Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Enunciado_da_avaliacao_1__Historia_e_Ensino_da_Cultura_Afrobrasileira-Indigen...
Enunciado_da_avaliacao_1__Historia_e_Ensino_da_Cultura_Afrobrasileira-Indigen...Enunciado_da_avaliacao_1__Historia_e_Ensino_da_Cultura_Afrobrasileira-Indigen...
Enunciado_da_avaliacao_1__Historia_e_Ensino_da_Cultura_Afrobrasileira-Indigen...
 
Enunciado_da_atividade_1__Educacao_Ambiental_(IL20073).pdf
Enunciado_da_atividade_1__Educacao_Ambiental_(IL20073).pdfEnunciado_da_atividade_1__Educacao_Ambiental_(IL20073).pdf
Enunciado_da_atividade_1__Educacao_Ambiental_(IL20073).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__Analise_Economica_de_Mercado_(IL60006).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Analise_Economica_de_Mercado_(IL60006).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__Analise_Economica_de_Mercado_(IL60006).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Analise_Economica_de_Mercado_(IL60006).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__Pesquisa_de_Mercado_(IL60090).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Pesquisa_de_Mercado_(IL60090).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__Pesquisa_de_Mercado_(IL60090).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Pesquisa_de_Mercado_(IL60090).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__Leitura_e_Producao_Academica_(UD80200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Leitura_e_Producao_Academica_(UD80200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__Leitura_e_Producao_Academica_(UD80200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Leitura_e_Producao_Academica_(UD80200).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__CONTABILIDADE_GOVERNAMENTAL_(E602014).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Enunciado_da_avaliacao_1__Linguagem_Comunicacao_e_Discurso_(IL80001).pdf
Enunciado_da_avaliacao_1__Linguagem_Comunicacao_e_Discurso_(IL80001).pdfEnunciado_da_avaliacao_1__Linguagem_Comunicacao_e_Discurso_(IL80001).pdf
Enunciado_da_avaliacao_1__Linguagem_Comunicacao_e_Discurso_(IL80001).pdf
 
Assunto_Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1Politicas_Publicas_de_...
Assunto_Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1Politicas_Publicas_de_...Assunto_Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1Politicas_Publicas_de_...
Assunto_Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1Politicas_Publicas_de_...
 
Entrega_da_Avaliacao_-_Trabalho_da_Disciplina_AVA_2INFORM._GEREC._INTEGRADAS_...
Entrega_da_Avaliacao_-_Trabalho_da_Disciplina_AVA_2INFORM._GEREC._INTEGRADAS_...Entrega_da_Avaliacao_-_Trabalho_da_Disciplina_AVA_2INFORM._GEREC._INTEGRADAS_...
Entrega_da_Avaliacao_-_Trabalho_da_Disciplina_AVA_2INFORM._GEREC._INTEGRADAS_...
 
Assunto__Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1GESTAO_DA_INDUSTRIA_4...
Assunto__Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1GESTAO_DA_INDUSTRIA_4...Assunto__Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1GESTAO_DA_INDUSTRIA_4...
Assunto__Entrega_da_Avaliacao_-_Forum_de_Discussao_AVA_1GESTAO_DA_INDUSTRIA_4...
 
TODOS OS AVA1 AVA2 2024 UVA UNIJORGE.pdf
TODOS OS AVA1 AVA2 2024 UVA UNIJORGE.pdfTODOS OS AVA1 AVA2 2024 UVA UNIJORGE.pdf
TODOS OS AVA1 AVA2 2024 UVA UNIJORGE.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__DIREITO_PENAL_(E601012).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__DIREITO_PENAL_(E601012).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__DIREITO_PENAL_(E601012).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__DIREITO_PENAL_(E601012).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__DIREITO_PENAL_(E601012).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__DIREITO_PENAL_(E601012).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__DIREITO_PENAL_(E601012).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__DIREITO_PENAL_(E601012).pdf
 
Enunciado_da_avaliacao_1__Etica_e_Responsabilidade_Social_(IL60263).pdf
Enunciado_da_avaliacao_1__Etica_e_Responsabilidade_Social_(IL60263).pdfEnunciado_da_avaliacao_1__Etica_e_Responsabilidade_Social_(IL60263).pdf
Enunciado_da_avaliacao_1__Etica_e_Responsabilidade_Social_(IL60263).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_2__CRIMES_DIGITAIS_(E601018).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__CRIMES_DIGITAIS_(E601018).pdfEnunciado_da_Avaliacao_2__CRIMES_DIGITAIS_(E601018).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_2__CRIMES_DIGITAIS_(E601018).pdf
 

Último

Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 

Enunciado_da_Atividade_1__CONSTRUCAO_DO_PENSAMENTO_(ED70100).pdf

  • 1. Enunciado da Atividade 1 “A entrega da atividade deve ser realizada através do item Entrega da Avaliação - Fórum de Discussão [AVA 1], conforme o prazo estipulado em calendário acadêmico.” Atividade 1 Desafios da subjetividade na lógica da aceleração Leia os textos abaixo identificando as problemáticas que eles propõem como reflexão: TEXTO I Pausa Às sete horas o despertador tocou. Samuel saltou da cama, correu para o banheiro, fez a barba e lavou-se. Vestiu-se rapidamente e sem ruído. Estava na cozinha, preparando sanduíches, quando a mulher apareceu, bocejando: — Vais sair de novo, Samuel? Fez que sim com a cabeça. Embora jovem, tinha a fronte calva; mas as sobrancelhas eram espessas, a barba, embora recém-feita, deixava ainda no rosto uma sombra azulada. O conjunto era uma máscara escura. — Todos os domingos tu sais cedo — observou a mulher com azedume na voz. — Temos muito trabalho no escritório — disse o marido, secamente. Ela olhou os sanduíches:
  • 2. — Por que não vens almoçar? — Já te disse: muito trabalho. Não há tempo. Levo um lanche. A mulher coçava a axila esquerda. Antes que voltasse à carga, Samuel pegou o chapéu: — Volto de noite. As ruas ainda estavam úmidas de cerração. Samuel tirou o carro da garagem. Guiava vagarosamente, ao longo do cais, olhando os guindastes, as barcaças atracadas. Estacionou o carro numa travessa quieta. Com o pacote de sanduíches debaixo do braço, caminhou apressadamente duas quadras. Deteve-se ao chegar a um hotel pequeno e sujo. Olhou para os lados e entrou furtivamente. Bateu com as chaves do carro no balcão, acordando um homenzinho que dormia sentado numa poltrona rasgada. Era o gerente. Esfregando os olhos, pôs-se de pé. — Ah! Seu Isidoro! Chegou mais cedo hoje. Friozinho bom este, não é? A gente... — Estou com pressa, seu Raul!—atalhou Samuel. — Está bem, não vou atrapalhar. O de sempre.— Estendeu a chave. Samuel subiu quatro lanços de uma escada vacilante. Ao chegar ao último andar, duas mulheres gordas, de chambre floreado, olharam-no com curiosidade: — Aqui, meu bem!—uma gritou, e riu: um cacarejo curto. Ofegante, Samuel entrou no quarto e fechou a porta à chave. Era um aposento pequeno: uma cama de casal, um guarda-roupa de pinho; a um canto, uma bacia cheia d'água, sobre um tripé. Samuel correu as cortinas esfarrapadas, tirou do bolso um despertador de viagem, deu corda e colocou-o na mesinha de cabeceira. Puxou a colcha e examinou os lençóis com o cenho franzido; comum suspiro, tirou o casaco os sapatos, afrouxou a gravata. Sentado na cama, comeu vorazmente quatro sanduíches. Limpou os dedos no papel de embrulho, deitou-se e fechou os olhos. Dormir. Em pouco, dormia. Lá embaixo, a cidade começava a mover-se: os automóveis buzinando, os jornaleiros gritando, os sons longínquos. Um raio de sol filtrou-se pela cortina, estampou um círculo luminoso no chão carcomido. Samuel dormia; sonhava. Nu, corria por uma planície imensa, perseguido por índio montado a cavalo. No quarto abafado ressoava o galope. No planalto da testa, nas colinas do ventre, no vale
  • 3. entre as pernas, corriam. Samuel mexia-se e resmungava. Às duas e meia da tarde sentiu uma dor lancinante nas costas. Sentou-se na cama, os olhos esbugalhados: o índio acabava de trespassá-lo com a lança. Esvaindo-se em sangue, molhado de suor, Samuel tombou lentamente; ouviu o apito soturno de um vapor. Depois, silêncio. Às sete horas o despertador tocou. Samuel saltou da cama, correu para a bacia, lavou-se. Vestiu-se rapidamente e saiu. Sentado numa poltrona, o gerente lia uma revista. — Já vai, seu Isidoro? — Já — disse Samuel, entregando a chave. Pagou, conferiu o troco em silêncio. — Até domingo que vem, seu Isidoro—disse o gerente. — Não sei se virei—respondeu Samuel, olhando pela porta; a noite caía. — O senhor diz isto, mas volta sempre — observou o homem, rindo. Samuel saiu. Ao longo do cais, guiava lentamente. Parou, um instante, ficou olhando os guindastes recortados contra o céu avermelhado. Depois, seguiu. Para casa." SCLIAR, Moacyr. In: BOSI, Alfredo. O conto brasileiro contemporâneo. São Paulo: Cutrix, 1997. TEXTO II Assista ao curta argentino El Empleo (https://inquietaria.99jobs.com/curta-metragem-argentino-faz-cr%C3%ADtica-angustiante-sobre-o- trabalho-1e02b2eb2675) para responder às questões: Há no texto uma quebra de lógica no que diz respeito às sonoridades. O silêncio e os ruídos bem como a ausência de falas causam sensações que nos inquietam. Podemos chamar esses procedimentos de movimentos aberrantes na arte? Provocam pensamentos? Fale sobre isso.
  • 4. A arte desorganiza a vida. Explique essa afirmativa, a partir da apreciação do curta. Relacione o curta ao texto de Gilles Deleuze: (...) os homens não deixam de fabricar um guarda-sol que os abriga, por baixo do qual traçam um firmamento e escrevem suas convenções, suas opiniões; mas o poeta, o artista abre uma fenda no guarda-sol, rasga até o firmamento, para fazer passar um pouco do caos livre e tempestuoso e enquadrar numa luz brusca, uma visão que aparece através da fenda, primavera de Wordsworth, ou maçã de Cézanne, silhueta de Macbeth ou de Ahab. Então, segue a massa dos imitadores, que remendam o guarda-sol, com uma peça que parece vagamente com a visão; e a massa dos glosadores que preenchem a fenda com opiniões: comunicação. Será preciso sempre outros artistas para fazer outras fendas, operar as necessárias destruições, talvez cada vez maiores, e restituir assim, a seus predecessores, a incomunicável novidade que não mais se podia ver. DELEUZE, Gilles; GUATTARI. Félix. O que é a filosofia? São Paulo: Editora 34, 1997. p. 56. Texto III. Leia o trecho retirado do texto “Sobre verdade e mentira no sentido extra-moral, de Nietzsche” e relacione ao contexto abordado. “O que é a verdade, portanto? Um batalhão móvel de metáforas, metonímias, antropomorfismos, enfim, uma soma de relações humanas, que foram enfatizadas poética e retoricamente, transpostas, enfeitadas, e que, após longo uso, parecem a um povo sólidas, canônicas e obrigatórias: as verdades são ilusões, das quais se esqueceu que o são, metáforas que se tornaram gastas e sem força sensível, moedas que perderam sua efígie e agora só entram em consideração como metal, não mais como moedas.” (NIETZSCHE, F. Sobre verdade e mentira no sentido extra-moral. Tradução: Fernando de Moraes Barros. São Paulo: Hedra, 2007). Veja que o filósofo considera metáforas esses modos de pensar que se solidificaram como verdades. Nesse sentido, é possível considerar, de acordo com o pensamento de Nietzsche, que tais situações são modos de ver que foram naturalizados e não verdades absolutas?
  • 5. Elabore um comentário no qual faça uma reflexão sobre os textos lidos relacionando-os a ideia de construção das subjetividades abordada por Suely Rolnik e o pensamento de Nietzsche apresentado no item III: “Sobre verdade e mentira no sentido extra-moral”. O mais importante é: Apresente a sua reflexão a partir das leituras realizadas nas unidades. Relacione as reflexões com a contemporaneidade, com a sua vida. Cite os textos aqui propostos. Estabeleça relações entre os textos, a entrevista e as reflexões que vem realizando sobre o estar no mundo. Seu texto deve ter até 15 linhas. Apresente, ao menos, 2 comentários consistentes às postagens dos seus colegas a fim de promover a discussão e reflexão. Referências: DELEUZE, G; GUATTARI, F. O Que é filosofia? Tradução de Bento Prado Jr. e Alberto Alonso Muñoz. São Paulo: Editora 34, 2010. DELEUZE, G. Nietzsche e a filosofia. São Paulo: N-1, 2018. JASPERS, K. Introdução à filosofia de Friedrich Nietzsche. Tradução de Marco Antônio Casanova. Rio de Janeiro: Forense, 2015. Minha Biblioteca. MACHADO, R. O professor e o filósofo. In: Revista Trágica: estudos de filosofia da imanência. Rio de Janeiro: UFRJ, 2015. Disponível em: TRÁGICA: Estudos de Filosofia da Imanência (ufrj.br) (https://revistas.ufrj.br/index.php/tragica/article/download/26810/14903) . Acesso em: 15 jan. 2021. MOSÉ, V. Especial Nietzsche no café filosófico. 29/03/2009. YouTube. Disponível em: Especial Nietzsche Viviane Mosé-Café Filosófico (https://www.youtube.com/watch?v=mxoa4HMT3SY) (https://www.youtube.com/watch?v=mxoa4HMT3SY)
  • 6. . Acesso em: 15 jan. 2021. NIETZSCHE, F. Sobre verdade e mentira no sentido extra-moral. São Paulo: Hedra, 2007. PELBART, P. P. Políticas da vida, produção do comum e a vida em jogo... Saúde soc., São Paulo, v. 24, supl. 1, p. 19-26, jun. 2015. Disponível em: Políticas da vida, produção do comum e a vida em jogo... (scielo.br). (http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104- 12902015000500019&tlng=pt) Acesso em: 10 dez. 2020. Atenção - Verifique os critérios deste fórum e leia o documento ‘’Critérios do Fórum Avaliativo” disponível na abertura da disciplina. - As postagens devem ser autorais, podendo utilizar citações de acordo com a norma da ABNT. - Em caso de plágio o comentário não será considerado para nota. - Respostas como concordo/discordo sem embasamento não serão consideradas para nota. - No caso de postagens agressivas ou desrespeitosas com os demais participantes, o aluno será advertido e a postagem apagada.