SlideShare uma empresa Scribd logo
Economia Solidária
Alana Conceição da Silva
Edivan Cleide Procopio Leite
Emmanuel Ilorran de Carvalho Lacerda Gonçalves
Hugo Thaynan da Silva Araújo
Ryanne Alves
Como surgiu a economia solidária?
• A proposta da economia solidária não surge da formulação teórica de intelectuais
da Universidade, mas da experiência prática de trabalhadores que ao longo da
história, em diversos países, vêm procurando alternativas frente à desigualdade e à
marginalização produzidas pela competição e relações de subordinação
características do capitalismo.
São princípios dos empreendimentos da economia
solidária:
Posse coletiva de meios de produção e distribuição;
Gestão democrática;
Repartição do excedente anual (sobras);
Capital (cota-parte) não é remunerado.
Ao longo do desenvolvimento da economia solidária,
encontram-se experiências de:
trabalhadores organizados como produtores associados que se reintegram à divisão
social do trabalho, podendo competir com empresas capitalistas;
pequenos produtores do campo e da cidade que se associam para comprar e vender
em conjunto, eliminando intermediários;
assalariados que se associam para adquirir em conjunto bens e serviços de consumo,
visando ganho de escala;
pequenos produtores e assalariados se associam para reunir suas poupanças em
fundos rotativos que lhes permite obter empréstimos a juros baixos;
Economia solidária no Brasil
No Brasil, a partir da década de 80, a economia solidária ressurgiu com a reação de
movimentos sociais frente à crise de desemprego em massa, intensificada nos anos
90, com a abertura do mercado às importações.
Atuam do movimento de economia solidária no Brasil hoje
Cooperativas industriais;
Empreendimentos populares;
Movimentos sociais;
Sindicatos;
Fóruns Municipais, Estaduais e Fórum Brasileiro de Economia Solidária,
Políticas públicas de fomento à Economia Solidária;
Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES).
O que é economia solidária?
Economia solidária é definida como o "conjunto de atividades econômicas,
organizadas sob a forma de autogestão." Compreende uma variedade de práticas
econômicas e sociais organizadas sob a forma de cooperativas, associações, clubes de
troca, empresas autogestionárias, redes de cooperação, entre outras, que realizam
atividades de produção de bens, prestação de serviços, finanças solidárias, trocas,
comércio justo e consumo solidário.Trata-se de uma forma de organização da
produção, consumo e distribuição de riqueza centrada na valorização do ser humano e
não do capital, caracterizada pela igualdade.
Características da economia solidária
Cooperação: interesses e objetivos comuns;
Autogestão: práticas participativas;
Dimensão Econômica: viabilidade econômica;
Solidariedade: expressa em diferentes dimensões;
Importância da economia solidária no Brasil
A Economia Solidaria é fruto da união de três pontos de sucesso que fazem o conceito cada
vez mais atrativo a partir da evolução ampla da
sociedade:
SOCIAL: com destaque para o aumento da densidade populacional, avanço para a
sustentabilidade, desejo de comunidade e abordagem mais solidária;
ECONÔMICO: focado em monetização do estoque em excesso ou ocioso, aumento da
flexibilidade financeira, preferência por acesso ao invés de aquisição, e abundância de
capital de risco
TECNOLÓGICO: beneficiado pelas redes sociais, dispositivos e plataformas móveis, além
de sistemas de pagamento.
Exemplos de economia solidária
O Airbnb: é um site que possibilita a comunicação entre turistas do mundo
inteiro e donos de imóveis. O ponto que mais chama atenção é seu o leque de
opções, mesmo com pouco dinheiro você pode arranjar um lugar para
dormir. Se o orçamento não está apertado, estúdios, pequenos
apartamentos ou casas são ótimas opções. Já para quem viaja em grupo e
quer a facilidade de poder cozinhar sua própria comida, nada melhor do que
alugar uma casa espaçosa, com direito a jardim, piscina e churrasqueira.
Uber: é uma empresa americana que atua no Brasil desde de meados de
2014. Estreando com o Uber Black, a companhia começou o seu trabalho no
país, que é conectar motoristas executivos aos usuários do aplicativo que
estiverem mais próximos.A parte mais interessante para os consumidores é
que não há bandeira dois, como acontece nos táxis.
Fleety: fornecer um serviço que beneficia tanto quem fornece o veículo, através do
recebimento de um pagamento pelo aluguel do carro, quanto quem aluga,
oferecendo conforto e preços acessíveis.
Netifix: No Brasil, a empresa iniciou os seus serviços em setembro de2011 e já
conquistou cerca de 2, 5 milhões de usuários. O valor do plano mensal para os
brasileiros é de R$ 16,90. Além disso, a empresa lançou recentemente o plano
família, em que quatro pessoas podem assistir filmes e séries de forma simultânea.
O valor é de R$ 25,90.
Exemplos de economia solidária
Visão crítica do grupo em relação à economia
solidária
Politicamente: atualmente a economia solidária está sendo usada como pano
de fundo numa disputa de duas correntes de pensamentos antagônicos. Por
um lado, os grandes empresários que querem lucrar a todo custo, usam a
economia solidária apenas como promoção social. E por outro lado, os
chamados cooperativistas, veem a Economia Solidária como uma forma de
implementar o seu projeto de poder, com o discurso de igualdade e autogestão
das empresas.
Economicamente: viável, como fonte de renda. A economia solidária acolhe
desempregados, pequenos produtores e outros, pois se fundamenta na
cooperação, na solidariedade, na responsabilidade social e na democracia
Resultados da economia solidária
• Pesquisa realizada pela Senaes, em 2005, apontou que praticamente
metade das cidades do Brasil possuía algum tipo de atividade voltada à
economia solidária. “Foram identificadas cerca de 14.954 Empreendimentos
Econômicos Solidários em 2.274 municípios do Brasil (o que corresponde a
41% dos municípios brasileiros)”. De acordo com o estudo, a maior parte dos
EES estão situados na “região Nordeste, com 44%. Os restantes 56% estão
distribuídos nas demais regiões: 13% na região Norte, 14% na região
Sudeste, 12% na região Centro-oeste e 17% na região Sul”
Resultados da economia solidária
Gráfico 1 – Percentual de EES nas macrorregiões do Brasil no ano de 2007
10%
45%
18%
17%
10%
Norte
Nordeste
Sudeste
Sul
Centro oeste
Maiores desafios para a consolidação da economia
solidária
74%
67%
56%
44%
43%
39%
37%
34%
16%
Gerar renda adequada aos (às) sócios (às)
Viabilizar economicamente o empreendimento
Manter a união do grupo/coletivo
Efetivar a participação e autogestão
Promover a articulação com outros empreendimentos
Garantir a proteção social (previdência, assistência e
saúde
Alcançar maior conscientização ambiental dos sócios
(às)
Alcançar a conscientização e politização dos sócios (às)
Outro
Fonte: SIES (2013)
Estudo de caso
Número de pessoas pesquisadas: 18
Sabem o que é a economia solidária: 12
Não sabem o que é a economia solidária: 06
Pretendem praticar ou praticam a economia solidária: 13
Não pretendem ou não praticam a economia solidária: 05
Responderam que não sabem o que é, mas usam opções de
economia solidária:
05
Não sabem e também não usam: 01
Questionamento
• Como consolidar a ES em uma sociedade capitalista? Como viver em
cooperativas e, dentro delas, definir o que me pertence e o que te pertence
quando nossos modelos de vida são estruturados pelo capitalismo?
OBRIGADO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ministério da Agricultura - Cooperativismo
Ministério da Agricultura - CooperativismoMinistério da Agricultura - Cooperativismo
Ministério da Agricultura - Cooperativismo
Portal Canal Rural
 
Agricultura familiar no Brasil
Agricultura familiar no BrasilAgricultura familiar no Brasil
Agricultura familiar no Brasil
FAO
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
lucasvinicius98
 
Apresentacao cooperativismo
Apresentacao cooperativismoApresentacao cooperativismo
Apresentacao cooperativismo
Carolina Darcie
 
Agricultura familiar iica
Agricultura familiar   iicaAgricultura familiar   iica
Agricultura familiar iica
Universidade Estadual de Santa Cruz
 
Empreendedorismo no Brasil
Empreendedorismo no BrasilEmpreendedorismo no Brasil
Cooperativismo e Associativismo.pdf
Cooperativismo e Associativismo.pdfCooperativismo e Associativismo.pdf
Cooperativismo e Associativismo.pdf
Adm.Geisiane Soares
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do TrabalhoSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Turma Olímpica
 
Aula 1 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
Aula 1 Cooperativismo prova dia 05/11/2014Aula 1 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
Aula 1 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
Matheus Yuri
 
Aula 2 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
Aula 2 Cooperativismo prova dia 05/11/2014Aula 2 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
Aula 2 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
Matheus Yuri
 
Aula 4 Prof Júlia
Aula 4 Prof JúliaAula 4 Prof Júlia
Aula 4 Prof Júlia
Matheus Yuri
 
Aula politicas publicas e desenvolvimento rural
Aula politicas publicas e desenvolvimento ruralAula politicas publicas e desenvolvimento rural
Aula politicas publicas e desenvolvimento rural
Cris Godoy
 
Aula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADEAula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADE
DAIANE AZOLINI
 
Associativismo Aula I IFGoiano Campus Ceres
Associativismo Aula I IFGoiano Campus CeresAssociativismo Aula I IFGoiano Campus Ceres
Associativismo Aula I IFGoiano Campus Ceres
escola_associativismo
 
Economia solidária
Economia solidáriaEconomia solidária
Economia solidária
kmilabreu
 
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIALAPRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
Sociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambienteSociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambiente
EEBMiguelCouto
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
Dell Andrade
 
Extensão rural
Extensão ruralExtensão rural
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
taisy goncalves
 

Mais procurados (20)

Ministério da Agricultura - Cooperativismo
Ministério da Agricultura - CooperativismoMinistério da Agricultura - Cooperativismo
Ministério da Agricultura - Cooperativismo
 
Agricultura familiar no Brasil
Agricultura familiar no BrasilAgricultura familiar no Brasil
Agricultura familiar no Brasil
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
Apresentacao cooperativismo
Apresentacao cooperativismoApresentacao cooperativismo
Apresentacao cooperativismo
 
Agricultura familiar iica
Agricultura familiar   iicaAgricultura familiar   iica
Agricultura familiar iica
 
Empreendedorismo no Brasil
Empreendedorismo no BrasilEmpreendedorismo no Brasil
Empreendedorismo no Brasil
 
Cooperativismo e Associativismo.pdf
Cooperativismo e Associativismo.pdfCooperativismo e Associativismo.pdf
Cooperativismo e Associativismo.pdf
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do TrabalhoSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Divisão Social do Trabalho
 
Aula 1 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
Aula 1 Cooperativismo prova dia 05/11/2014Aula 1 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
Aula 1 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
 
Aula 2 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
Aula 2 Cooperativismo prova dia 05/11/2014Aula 2 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
Aula 2 Cooperativismo prova dia 05/11/2014
 
Aula 4 Prof Júlia
Aula 4 Prof JúliaAula 4 Prof Júlia
Aula 4 Prof Júlia
 
Aula politicas publicas e desenvolvimento rural
Aula politicas publicas e desenvolvimento ruralAula politicas publicas e desenvolvimento rural
Aula politicas publicas e desenvolvimento rural
 
Aula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADEAula SUSTENTABILIDADE
Aula SUSTENTABILIDADE
 
Associativismo Aula I IFGoiano Campus Ceres
Associativismo Aula I IFGoiano Campus CeresAssociativismo Aula I IFGoiano Campus Ceres
Associativismo Aula I IFGoiano Campus Ceres
 
Economia solidária
Economia solidáriaEconomia solidária
Economia solidária
 
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIALAPRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
APRESENTAÇÃO - EMPREENDEDORISMO SOCIAL
 
Sociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambienteSociologia e meio ambiente
Sociologia e meio ambiente
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
 
Extensão rural
Extensão ruralExtensão rural
Extensão rural
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 

Destaque

Células–tronco
Células–troncoCélulas–tronco
Células–tronco
Alana Silva
 
Fit truck
Fit truckFit truck
Fit truck
Alana Silva
 
Aula de logística 03
Aula de logística 03Aula de logística 03
Aula de logística 03
trainertek
 
F1.pacheco.pillajo.paola.economìa.popular.y.solidaria
F1.pacheco.pillajo.paola.economìa.popular.y.solidariaF1.pacheco.pillajo.paola.economìa.popular.y.solidaria
F1.pacheco.pillajo.paola.economìa.popular.y.solidaria
Pao Alexita
 
Economía popular y solidaria francisco uvidia
Economía popular y solidaria francisco uvidiaEconomía popular y solidaria francisco uvidia
Economía popular y solidaria francisco uvidia
Francisco Javier Uvidia Yunda
 
Economia Solidária
Economia SolidáriaEconomia Solidária
Economia Solidária
Raphael Leite Campos
 
Economía popular y solidaria
Economía popular y solidariaEconomía popular y solidaria
Economía popular y solidaria
Belencita Gálvez
 
Economia Solidaria
Economia SolidariaEconomia Solidaria
Economia Solidaria
Maria del Carmen Jimenez
 
Economía solidaria.docx
Economía solidaria.docxEconomía solidaria.docx
Economía solidaria.docx
Andres Peña Lopez
 
Aula de Artigos críticos, semi críticos e não críticos
Aula de Artigos críticos, semi críticos e não críticosAula de Artigos críticos, semi críticos e não críticos
Aula de Artigos críticos, semi críticos e não críticos
SMS - Petrópolis
 
Tipos de organizaciones de la economía solidaria
Tipos de organizaciones de la economía solidariaTipos de organizaciones de la economía solidaria
Tipos de organizaciones de la economía solidaria
vivica19
 
Hacking & its types
Hacking & its typesHacking & its types
Hacking & its types
Sai Sakoji
 
Economia solidaria ley 454 de Colombia
Economia solidaria ley 454 de ColombiaEconomia solidaria ley 454 de Colombia
Economia solidaria ley 454 de Colombia
Josema España
 

Destaque (14)

Células–tronco
Células–troncoCélulas–tronco
Células–tronco
 
Fit truck
Fit truckFit truck
Fit truck
 
Aula de logística 03
Aula de logística 03Aula de logística 03
Aula de logística 03
 
F1.pacheco.pillajo.paola.economìa.popular.y.solidaria
F1.pacheco.pillajo.paola.economìa.popular.y.solidariaF1.pacheco.pillajo.paola.economìa.popular.y.solidaria
F1.pacheco.pillajo.paola.economìa.popular.y.solidaria
 
まめのめかるた
まめのめかるたまめのめかるた
まめのめかるた
 
Economía popular y solidaria francisco uvidia
Economía popular y solidaria francisco uvidiaEconomía popular y solidaria francisco uvidia
Economía popular y solidaria francisco uvidia
 
Economia Solidária
Economia SolidáriaEconomia Solidária
Economia Solidária
 
Economía popular y solidaria
Economía popular y solidariaEconomía popular y solidaria
Economía popular y solidaria
 
Economia Solidaria
Economia SolidariaEconomia Solidaria
Economia Solidaria
 
Economía solidaria.docx
Economía solidaria.docxEconomía solidaria.docx
Economía solidaria.docx
 
Aula de Artigos críticos, semi críticos e não críticos
Aula de Artigos críticos, semi críticos e não críticosAula de Artigos críticos, semi críticos e não críticos
Aula de Artigos críticos, semi críticos e não críticos
 
Tipos de organizaciones de la economía solidaria
Tipos de organizaciones de la economía solidariaTipos de organizaciones de la economía solidaria
Tipos de organizaciones de la economía solidaria
 
Hacking & its types
Hacking & its typesHacking & its types
Hacking & its types
 
Economia solidaria ley 454 de Colombia
Economia solidaria ley 454 de ColombiaEconomia solidaria ley 454 de Colombia
Economia solidaria ley 454 de Colombia
 

Semelhante a Economia solidária

aula-22.pptx
aula-22.pptxaula-22.pptx
aula-22.pptx
Nayane Souza
 
ASSCIATIVISMO 4
ASSCIATIVISMO 4ASSCIATIVISMO 4
ASSCIATIVISMO 4
Karlla Costa
 
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdfPerspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
IDIS
 
Associativismo e cooperativismo - Carolina Della Giustina.pdf
Associativismo e cooperativismo - Carolina Della Giustina.pdfAssociativismo e cooperativismo - Carolina Della Giustina.pdf
Associativismo e cooperativismo - Carolina Della Giustina.pdf
andersonwebler1
 
Economia Solidária.pptx
Economia Solidária.pptxEconomia Solidária.pptx
Economia Solidária.pptx
ssuser7091ae
 
Economia solidaria
Economia solidariaEconomia solidaria
Economia solidaria
Bell Abreu
 
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIASAPRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
Comércio Justo e Ecosol
Comércio Justo e Ecosol Comércio Justo e Ecosol
Comércio Justo e Ecosol
Rosemary Gomes
 
Apresentação curso para edição
Apresentação curso para ediçãoApresentação curso para edição
Apresentação curso para edição
Diana Sampaio
 
empreendedorismo social.pdf
empreendedorismo social.pdfempreendedorismo social.pdf
empreendedorismo social.pdf
Ricardo Pereira
 
Carta dos fundos rotativos solidários Bahia
Carta dos fundos rotativos solidários BahiaCarta dos fundos rotativos solidários Bahia
Carta dos fundos rotativos solidários Bahia
TRAMPO Comunicação e Eventos Soares
 
Raízes e pratica de economia solidária articulando economia plural e dádiva
Raízes e pratica de economia solidária articulando economia plural e dádivaRaízes e pratica de economia solidária articulando economia plural e dádiva
Raízes e pratica de economia solidária articulando economia plural e dádiva
MARIA ODETE ALVES
 
Projeto inicial do programa empreender comunidade
Projeto inicial do programa empreender comunidadeProjeto inicial do programa empreender comunidade
Projeto inicial do programa empreender comunidade
Ornilo Lundgren
 
CURSO ASSOCIATIVISMO 1
CURSO ASSOCIATIVISMO 1CURSO ASSOCIATIVISMO 1
CURSO ASSOCIATIVISMO 1
Karlla Costa
 
Economia solidária laura e andressa
Economia solidária  laura e andressaEconomia solidária  laura e andressa
Economia solidária laura e andressa
Lau_Schmitt
 
Economia solidária laura e andressa
Economia solidária  laura e andressaEconomia solidária  laura e andressa
Economia solidária laura e andressa
Lau_Schmitt
 
Novas tipologias de negócios
Novas tipologias de negóciosNovas tipologias de negócios
Novas tipologias de negócios
Deborah Tazima
 
Moeda Social Pirapirê
Moeda Social PirapirêMoeda Social Pirapirê
Moeda Social Pirapirê
Guacira Quirino Miranda
 
Cooperativismo
CooperativismoCooperativismo
Cooperativismo
Karlla Costa
 
Carta da plenária do forum baiano ecosol
Carta da plenária do forum baiano ecosolCarta da plenária do forum baiano ecosol
Carta da plenária do forum baiano ecosol
TRAMPO Comunicação e Eventos Soares
 

Semelhante a Economia solidária (20)

aula-22.pptx
aula-22.pptxaula-22.pptx
aula-22.pptx
 
ASSCIATIVISMO 4
ASSCIATIVISMO 4ASSCIATIVISMO 4
ASSCIATIVISMO 4
 
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdfPerspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
Perspectivas-para-a-Filantropia-no-Brasil-2023-IDIS.pdf
 
Associativismo e cooperativismo - Carolina Della Giustina.pdf
Associativismo e cooperativismo - Carolina Della Giustina.pdfAssociativismo e cooperativismo - Carolina Della Giustina.pdf
Associativismo e cooperativismo - Carolina Della Giustina.pdf
 
Economia Solidária.pptx
Economia Solidária.pptxEconomia Solidária.pptx
Economia Solidária.pptx
 
Economia solidaria
Economia solidariaEconomia solidaria
Economia solidaria
 
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIASAPRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
APRESENTAÇÃO - FINANÇAS SOLIDÁRIAS
 
Comércio Justo e Ecosol
Comércio Justo e Ecosol Comércio Justo e Ecosol
Comércio Justo e Ecosol
 
Apresentação curso para edição
Apresentação curso para ediçãoApresentação curso para edição
Apresentação curso para edição
 
empreendedorismo social.pdf
empreendedorismo social.pdfempreendedorismo social.pdf
empreendedorismo social.pdf
 
Carta dos fundos rotativos solidários Bahia
Carta dos fundos rotativos solidários BahiaCarta dos fundos rotativos solidários Bahia
Carta dos fundos rotativos solidários Bahia
 
Raízes e pratica de economia solidária articulando economia plural e dádiva
Raízes e pratica de economia solidária articulando economia plural e dádivaRaízes e pratica de economia solidária articulando economia plural e dádiva
Raízes e pratica de economia solidária articulando economia plural e dádiva
 
Projeto inicial do programa empreender comunidade
Projeto inicial do programa empreender comunidadeProjeto inicial do programa empreender comunidade
Projeto inicial do programa empreender comunidade
 
CURSO ASSOCIATIVISMO 1
CURSO ASSOCIATIVISMO 1CURSO ASSOCIATIVISMO 1
CURSO ASSOCIATIVISMO 1
 
Economia solidária laura e andressa
Economia solidária  laura e andressaEconomia solidária  laura e andressa
Economia solidária laura e andressa
 
Economia solidária laura e andressa
Economia solidária  laura e andressaEconomia solidária  laura e andressa
Economia solidária laura e andressa
 
Novas tipologias de negócios
Novas tipologias de negóciosNovas tipologias de negócios
Novas tipologias de negócios
 
Moeda Social Pirapirê
Moeda Social PirapirêMoeda Social Pirapirê
Moeda Social Pirapirê
 
Cooperativismo
CooperativismoCooperativismo
Cooperativismo
 
Carta da plenária do forum baiano ecosol
Carta da plenária do forum baiano ecosolCarta da plenária do forum baiano ecosol
Carta da plenária do forum baiano ecosol
 

Economia solidária

  • 1. Economia Solidária Alana Conceição da Silva Edivan Cleide Procopio Leite Emmanuel Ilorran de Carvalho Lacerda Gonçalves Hugo Thaynan da Silva Araújo Ryanne Alves
  • 2. Como surgiu a economia solidária? • A proposta da economia solidária não surge da formulação teórica de intelectuais da Universidade, mas da experiência prática de trabalhadores que ao longo da história, em diversos países, vêm procurando alternativas frente à desigualdade e à marginalização produzidas pela competição e relações de subordinação características do capitalismo.
  • 3. São princípios dos empreendimentos da economia solidária: Posse coletiva de meios de produção e distribuição; Gestão democrática; Repartição do excedente anual (sobras); Capital (cota-parte) não é remunerado.
  • 4. Ao longo do desenvolvimento da economia solidária, encontram-se experiências de: trabalhadores organizados como produtores associados que se reintegram à divisão social do trabalho, podendo competir com empresas capitalistas; pequenos produtores do campo e da cidade que se associam para comprar e vender em conjunto, eliminando intermediários; assalariados que se associam para adquirir em conjunto bens e serviços de consumo, visando ganho de escala; pequenos produtores e assalariados se associam para reunir suas poupanças em fundos rotativos que lhes permite obter empréstimos a juros baixos;
  • 5. Economia solidária no Brasil No Brasil, a partir da década de 80, a economia solidária ressurgiu com a reação de movimentos sociais frente à crise de desemprego em massa, intensificada nos anos 90, com a abertura do mercado às importações.
  • 6. Atuam do movimento de economia solidária no Brasil hoje Cooperativas industriais; Empreendimentos populares; Movimentos sociais; Sindicatos; Fóruns Municipais, Estaduais e Fórum Brasileiro de Economia Solidária, Políticas públicas de fomento à Economia Solidária; Secretaria Nacional de Economia Solidária (SENAES).
  • 7. O que é economia solidária? Economia solidária é definida como o "conjunto de atividades econômicas, organizadas sob a forma de autogestão." Compreende uma variedade de práticas econômicas e sociais organizadas sob a forma de cooperativas, associações, clubes de troca, empresas autogestionárias, redes de cooperação, entre outras, que realizam atividades de produção de bens, prestação de serviços, finanças solidárias, trocas, comércio justo e consumo solidário.Trata-se de uma forma de organização da produção, consumo e distribuição de riqueza centrada na valorização do ser humano e não do capital, caracterizada pela igualdade.
  • 8. Características da economia solidária Cooperação: interesses e objetivos comuns; Autogestão: práticas participativas; Dimensão Econômica: viabilidade econômica; Solidariedade: expressa em diferentes dimensões;
  • 9. Importância da economia solidária no Brasil A Economia Solidaria é fruto da união de três pontos de sucesso que fazem o conceito cada vez mais atrativo a partir da evolução ampla da sociedade: SOCIAL: com destaque para o aumento da densidade populacional, avanço para a sustentabilidade, desejo de comunidade e abordagem mais solidária; ECONÔMICO: focado em monetização do estoque em excesso ou ocioso, aumento da flexibilidade financeira, preferência por acesso ao invés de aquisição, e abundância de capital de risco TECNOLÓGICO: beneficiado pelas redes sociais, dispositivos e plataformas móveis, além de sistemas de pagamento.
  • 10. Exemplos de economia solidária O Airbnb: é um site que possibilita a comunicação entre turistas do mundo inteiro e donos de imóveis. O ponto que mais chama atenção é seu o leque de opções, mesmo com pouco dinheiro você pode arranjar um lugar para dormir. Se o orçamento não está apertado, estúdios, pequenos apartamentos ou casas são ótimas opções. Já para quem viaja em grupo e quer a facilidade de poder cozinhar sua própria comida, nada melhor do que alugar uma casa espaçosa, com direito a jardim, piscina e churrasqueira. Uber: é uma empresa americana que atua no Brasil desde de meados de 2014. Estreando com o Uber Black, a companhia começou o seu trabalho no país, que é conectar motoristas executivos aos usuários do aplicativo que estiverem mais próximos.A parte mais interessante para os consumidores é que não há bandeira dois, como acontece nos táxis.
  • 11. Fleety: fornecer um serviço que beneficia tanto quem fornece o veículo, através do recebimento de um pagamento pelo aluguel do carro, quanto quem aluga, oferecendo conforto e preços acessíveis. Netifix: No Brasil, a empresa iniciou os seus serviços em setembro de2011 e já conquistou cerca de 2, 5 milhões de usuários. O valor do plano mensal para os brasileiros é de R$ 16,90. Além disso, a empresa lançou recentemente o plano família, em que quatro pessoas podem assistir filmes e séries de forma simultânea. O valor é de R$ 25,90. Exemplos de economia solidária
  • 12. Visão crítica do grupo em relação à economia solidária Politicamente: atualmente a economia solidária está sendo usada como pano de fundo numa disputa de duas correntes de pensamentos antagônicos. Por um lado, os grandes empresários que querem lucrar a todo custo, usam a economia solidária apenas como promoção social. E por outro lado, os chamados cooperativistas, veem a Economia Solidária como uma forma de implementar o seu projeto de poder, com o discurso de igualdade e autogestão das empresas. Economicamente: viável, como fonte de renda. A economia solidária acolhe desempregados, pequenos produtores e outros, pois se fundamenta na cooperação, na solidariedade, na responsabilidade social e na democracia
  • 13. Resultados da economia solidária • Pesquisa realizada pela Senaes, em 2005, apontou que praticamente metade das cidades do Brasil possuía algum tipo de atividade voltada à economia solidária. “Foram identificadas cerca de 14.954 Empreendimentos Econômicos Solidários em 2.274 municípios do Brasil (o que corresponde a 41% dos municípios brasileiros)”. De acordo com o estudo, a maior parte dos EES estão situados na “região Nordeste, com 44%. Os restantes 56% estão distribuídos nas demais regiões: 13% na região Norte, 14% na região Sudeste, 12% na região Centro-oeste e 17% na região Sul”
  • 14. Resultados da economia solidária Gráfico 1 – Percentual de EES nas macrorregiões do Brasil no ano de 2007 10% 45% 18% 17% 10% Norte Nordeste Sudeste Sul Centro oeste
  • 15. Maiores desafios para a consolidação da economia solidária 74% 67% 56% 44% 43% 39% 37% 34% 16% Gerar renda adequada aos (às) sócios (às) Viabilizar economicamente o empreendimento Manter a união do grupo/coletivo Efetivar a participação e autogestão Promover a articulação com outros empreendimentos Garantir a proteção social (previdência, assistência e saúde Alcançar maior conscientização ambiental dos sócios (às) Alcançar a conscientização e politização dos sócios (às) Outro Fonte: SIES (2013)
  • 16. Estudo de caso Número de pessoas pesquisadas: 18 Sabem o que é a economia solidária: 12 Não sabem o que é a economia solidária: 06 Pretendem praticar ou praticam a economia solidária: 13 Não pretendem ou não praticam a economia solidária: 05 Responderam que não sabem o que é, mas usam opções de economia solidária: 05 Não sabem e também não usam: 01
  • 17. Questionamento • Como consolidar a ES em uma sociedade capitalista? Como viver em cooperativas e, dentro delas, definir o que me pertence e o que te pertence quando nossos modelos de vida são estruturados pelo capitalismo?