SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
Dossiê DROGAS E SEXUALIDADE
Introdução ,[object Object]
Juventude e Drogas
[object Object]
O poder do exemplo  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
[object Object]
Existem Vários Tipos de Drogas ,[object Object]
Depressores Os entorpecentes ditos depressores da atividade do sistema nervoso central são substância que diminuem o ritmo da atividade cerebral, ocasionando maior lentidão aos estímulos nervosos, ou seja, agem em especial sobre as nossas áreas sensoriais e motoras, causando um descontrole na resposta do organismo aos estímulos externos. Em outras palavras, essas drogas conduzem a um estado de "dormência", no qual um dos nossos reflexos se torna mais demorado.Como consequência, o indivíduo fica "desligado" do que acontece à sua volta. Popularmente, um bom exemplo é o "enrolar a língua para falar" ou o "cambalear" ou "trançar as pernas", comuns nas pessoas que consomem álcool em excesso. Dosses muito altas dessas substâncias podem levar ao estado de  coma  e consequentemente à morte.
Drogas Estimulantes Algumas drogas são conhecidas por estimularem as atividades do sistema nervoso central, propiciando uma rápida e enganosa sensação de euforia, bem-estar, agitação, redução do apetite e do sono, muito difundidas entre os jovens, como aquelas que deixaram o indivíduo "ligado", mas que têm efeitos extremamente perigosos e muito nocivos sobre o nosso organismo. Algumas dessas drogas estão entre as mais usadas, principalmente pelos jovens, como é o caso da cocaína e do seu derivado, o crack.
Drogas Perturbadoras Todas as drogas perturbam a atividade do sistema nervoso central, desregulando suas atividades normais, algumas deprimindo, outras estimulando. Entretanto alguns tóxicos têm como efeito específico desorganizar o funcionamento normal de nosso cérebro, causando alucinações visuais ou auditivas, ou ainda perturbações psíquicas. Essas drogas são chamadas de  alucinógenos . Entre eles, podemos destacar: o LSD, a maconha, os cogumelos e as plantas alucinógenas.
Álcool é droga de uso mais freqüente entre jovens Aos 12 anos de idade, quase 13% dos estudantes brasileiros já usaram algum tipo de droga ilícita pelo menos uma vez, e 7% experimentaram cigarros. Mas a droga que ainda faz mais sucesso entre os jovens brasileiros continua a ser o álcool. O quinto levantamento nacional sobre consumo de drogas entre estudantes, preparado pela Secretaria Nacional Antidrogas (Senad), mostrou que, dos 48.155 jovens que participaram da pesquisa, 41% já tinham usado bebidas alcoólicas entre os 10 e os 12 anos. Aos 18 anos, 81% deles já haviam bebido. O álcool também é a droga de uso mais freqüente entre os jovens e foi considerado pelos pesquisadores um "grande problema de saúde pública". Entre os entrevistados, 11,7% afirmaram que faziam uso freqüente de bebidas alcoólicas - no mínimo seis vezes por mês - e 6,7%, uso pesado (pelo menos 20 dias por mês).
Solventes Entre as drogas ilegais, os solventes são os que aparecem com maior uso. Cola de sapateiro, acetona e benzina, entre outros, já foram usados por 15,5% dos jovens, e 14% afirmam que usaram pelo menos uma vez nos 12 meses anteriores à pesquisa. Apesar de serem ilegais e terem venda restrita, essas substâncias são comuns no comércio, já que, originalmente, não são drogas. O Brasil é o campeão no uso de solventes, em uma comparação com outros 24 países, e tem um número alto de jovens que já usaram algum tipo de droga pelo menos uma vez na vida. São 22,6%, enquanto no Uruguai são 13,5%, e, no Chile, 19,8%.
Mais atraentes As drogas legais, como tabaco e álcool, são as que atraem os mais jovens. A média de idade das crianças que iniciam o uso dessas substâncias é em torno de 12 anos, enquanto maconha e cocaína aparecem um pouco mais tarde, em torno dos 14 anos. O levantamento mostra, principalmente, que o uso de drogas é uma realidade nas escolas e isso afeta o seu desempenho escolar.
Desempenho escolar Entre os 48 mil alunos entrevistados, 54,4% dos que já haviam usado algum tipo de droga estavam pelo menos um ano atrasado em relação à série correta para sua idade. Mais da metade também tinha faltas constantes. De acordo com o secretário nacional antidrogas, Paulo Roberto Uchoa, o resultado da pesquisa mostra que a prevenção ao uso de drogas deve começar muito cedo, já que o uso também começa cedo. Os dados da pesquisa serão trabalhados com os Ministérios da Educação e do Desenvolvimento Social, que tem políticas específicas para crianças e adolescentes.
POR QUE OS JOVENS SE ATIRAM ÀS DROGAS  ? ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Juventude e risco nas sociedades atuais   ,[object Object]
 
Jovens e Sexualidade
Jovens e os dilemas da sexualidade ,[object Object]
[object Object]
[object Object]
[object Object]
Sexualidade na adolescência e principais dúvidas de jovens e pais.
Os jovens estão despertando cada vez mais cedo para a vida sexual?   Se pensarmos que aos 15 anos 50% dos meninos e meninas já tiveram a primeira relação sexual, temos de concluir que a iniciação sexual está acontecendo mais cedo. Comparado com os dados obtidos não muitos anos atrás, o primeiro beijo também é uma experiência que ocorre mais cedo. Sem dúvida, essa precocidade é estimulada pelos meios de comunicação deste século XXI - Internet, TV, imprensa falada e escrita, bancas de jornal, etc. – e até por muitos pais que, por exemplo, aplaudem a dança erotizada da menina de cinco anos, mas se assustam e ficam preocupados quando ela, aos dez anos, começa a namorar. Eu defendo que, apesar de todo o apelo à sexualidade, é preciso não saltar etapas e preservar a infância. Como não dá para fugir dessa exposição constante, o jovem deve ser informado sobre todas as questões que envolvem a sexualidade, sobre seus riscos e perigos, sempre lembrando que ela é um impulso normal e fonte de prazer. Por isso, é fundamental conversar com os jovens para que o sexo seja praticado com responsabilidade.
Conclusão ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Bibliografias http://www.ssrevista.uel.br/c_v3n1_jovens.htm http://www.anitamulher.com.br/anita/sexualidade-na-adolescencia-e-principais-duvidas-de-jovens-e-pais/
Feito por: Anna Thays nº 07 Flávia Marques nº12 Série: 3º ano A

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Morte e luto
Morte e lutoMorte e luto
Morte e lutonu9000
 
Dependência química na infância e adolescência
Dependência química na infância e adolescênciaDependência química na infância e adolescência
Dependência química na infância e adolescênciavidamentalforense
 
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIADROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIAFernanda Marinho
 
Transtornos da criança e do adolescente 3
Transtornos da criança e do adolescente 3Transtornos da criança e do adolescente 3
Transtornos da criança e do adolescente 3Inaiara Bragante
 
Slides semana do idoso
Slides semana do idosoSlides semana do idoso
Slides semana do idosoVânia Sampaio
 
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaDistúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaEnfº Ícaro Araújo
 
Ética e bioética - eutanásia - cap 4 aula 7
Ética e bioética - eutanásia - cap 4 aula 7Ética e bioética - eutanásia - cap 4 aula 7
Ética e bioética - eutanásia - cap 4 aula 7Cleanto Santos Vieira
 
Adolescência e desafios
Adolescência e desafiosAdolescência e desafios
Adolescência e desafiosBruno Carrasco
 
Gravidez Na AdolescêNcia
Gravidez Na AdolescêNciaGravidez Na AdolescêNcia
Gravidez Na AdolescêNciaMarlui Oliveira
 

Mais procurados (20)

Morte e luto
Morte e lutoMorte e luto
Morte e luto
 
Projeto Profissões - Gerontologia
Projeto Profissões - GerontologiaProjeto Profissões - Gerontologia
Projeto Profissões - Gerontologia
 
Dependência química na infância e adolescência
Dependência química na infância e adolescênciaDependência química na infância e adolescência
Dependência química na infância e adolescência
 
Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)
Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)
Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)
 
Saúde mental
Saúde mentalSaúde mental
Saúde mental
 
Transtornos mentais na gravidez e puerpério
Transtornos mentais na gravidez e puerpérioTranstornos mentais na gravidez e puerpério
Transtornos mentais na gravidez e puerpério
 
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIADROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
 
Adolescência
Adolescência  Adolescência
Adolescência
 
Transtornos da criança e do adolescente 3
Transtornos da criança e do adolescente 3Transtornos da criança e do adolescente 3
Transtornos da criança e do adolescente 3
 
Setembro Amarelo
Setembro AmareloSetembro Amarelo
Setembro Amarelo
 
Slides semana do idoso
Slides semana do idosoSlides semana do idoso
Slides semana do idoso
 
Drogas e alcool
Drogas e alcool Drogas e alcool
Drogas e alcool
 
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaDistúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
 
Ética e bioética - eutanásia - cap 4 aula 7
Ética e bioética - eutanásia - cap 4 aula 7Ética e bioética - eutanásia - cap 4 aula 7
Ética e bioética - eutanásia - cap 4 aula 7
 
Adolescência e desafios
Adolescência e desafiosAdolescência e desafios
Adolescência e desafios
 
Comportamento Suicida na Infância: por que devemos pensar sobre isso?
Comportamento Suicida na Infância: por que devemos pensar sobre isso?Comportamento Suicida na Infância: por que devemos pensar sobre isso?
Comportamento Suicida na Infância: por que devemos pensar sobre isso?
 
A adolescência
A adolescênciaA adolescência
A adolescência
 
Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
 
Gravidez Na AdolescêNcia
Gravidez Na AdolescêNciaGravidez Na AdolescêNcia
Gravidez Na AdolescêNcia
 
Obesidade infantil
Obesidade infantilObesidade infantil
Obesidade infantil
 

Destaque

Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Alinebrauna Brauna
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescênciaSexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescênciaCamila Oliveira
 
A sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescênciaA sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescênciaLilia Braga
 
Palestra sexualidade, gravidez e dst s pronta
Palestra sexualidade, gravidez e dst s prontaPalestra sexualidade, gravidez e dst s pronta
Palestra sexualidade, gravidez e dst s prontaBianca Trajanoski
 
Novos I Acabado Pp
Novos I Acabado PpNovos I Acabado Pp
Novos I Acabado Ppguestaa6b26
 
Puberdade é maturação mais rápida do corpo até adulto
Puberdade é maturação mais rápida do corpo até adultoPuberdade é maturação mais rápida do corpo até adulto
Puberdade é maturação mais rápida do corpo até adultoVan Der Häägen Brazil
 
Saúde da mulher por Maria Brito do Rio
Saúde da mulher por Maria Brito do RioSaúde da mulher por Maria Brito do Rio
Saúde da mulher por Maria Brito do RioMichele Pó
 
Drogas e Consequências
Drogas e Consequências Drogas e Consequências
Drogas e Consequências Walquiria Dutra
 
A gravidez na adolescencia
A gravidez na adolescenciaA gravidez na adolescencia
A gravidez na adolescenciacefaprodematupa
 
Prazer sem medo (sobre saúde e sexualidade para mulheres lésbicas)
Prazer sem medo (sobre saúde e sexualidade para mulheres lésbicas)Prazer sem medo (sobre saúde e sexualidade para mulheres lésbicas)
Prazer sem medo (sobre saúde e sexualidade para mulheres lésbicas)Míriam Martinho
 
A mulher e a filosofia
A mulher e a filosofiaA mulher e a filosofia
A mulher e a filosofiaIlza Brito
 
Jovens, Drogas e Anabolizantes
Jovens, Drogas e AnabolizantesJovens, Drogas e Anabolizantes
Jovens, Drogas e AnabolizantesJailson Lima
 
Drogas e Doenças Transmissíveis - DST/AIDS
Drogas e Doenças Transmissíveis - DST/AIDSDrogas e Doenças Transmissíveis - DST/AIDS
Drogas e Doenças Transmissíveis - DST/AIDSÂngela Patrícia Ramos
 
Equipe multidisciplinar 2013
Equipe multidisciplinar 2013Equipe multidisciplinar 2013
Equipe multidisciplinar 2013Hildegard Sondahl
 

Destaque (20)

Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
Slides sexualidade na adolescência (palestra infanto)
 
Sexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescênciaSexualidade na adolescência
Sexualidade na adolescência
 
A sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescênciaA sexualidade na adolescência
A sexualidade na adolescência
 
Aula conceição lyra
Aula conceição lyraAula conceição lyra
Aula conceição lyra
 
Palestra sexualidade, gravidez e dst s pronta
Palestra sexualidade, gravidez e dst s prontaPalestra sexualidade, gravidez e dst s pronta
Palestra sexualidade, gravidez e dst s pronta
 
Novos I Acabado Pp
Novos I Acabado PpNovos I Acabado Pp
Novos I Acabado Pp
 
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
 
Puberdade é maturação mais rápida do corpo até adulto
Puberdade é maturação mais rápida do corpo até adultoPuberdade é maturação mais rápida do corpo até adulto
Puberdade é maturação mais rápida do corpo até adulto
 
Saúde da mulher por Maria Brito do Rio
Saúde da mulher por Maria Brito do RioSaúde da mulher por Maria Brito do Rio
Saúde da mulher por Maria Brito do Rio
 
Drogas e Consequências
Drogas e Consequências Drogas e Consequências
Drogas e Consequências
 
A gravidez na adolescencia
A gravidez na adolescenciaA gravidez na adolescencia
A gravidez na adolescencia
 
Prazer sem medo (sobre saúde e sexualidade para mulheres lésbicas)
Prazer sem medo (sobre saúde e sexualidade para mulheres lésbicas)Prazer sem medo (sobre saúde e sexualidade para mulheres lésbicas)
Prazer sem medo (sobre saúde e sexualidade para mulheres lésbicas)
 
Assistência Multidisciplinar à Saúde
Assistência Multidisciplinar à SaúdeAssistência Multidisciplinar à Saúde
Assistência Multidisciplinar à Saúde
 
A mulher e a filosofia
A mulher e a filosofiaA mulher e a filosofia
A mulher e a filosofia
 
Drogas i
Drogas iDrogas i
Drogas i
 
Jovens, Drogas e Anabolizantes
Jovens, Drogas e AnabolizantesJovens, Drogas e Anabolizantes
Jovens, Drogas e Anabolizantes
 
Comportamento social-v1
Comportamento social-v1Comportamento social-v1
Comportamento social-v1
 
Drogas e Doenças Transmissíveis - DST/AIDS
Drogas e Doenças Transmissíveis - DST/AIDSDrogas e Doenças Transmissíveis - DST/AIDS
Drogas e Doenças Transmissíveis - DST/AIDS
 
Ser mulher.pptx
Ser mulher.pptxSer mulher.pptx
Ser mulher.pptx
 
Equipe multidisciplinar 2013
Equipe multidisciplinar 2013Equipe multidisciplinar 2013
Equipe multidisciplinar 2013
 

Semelhante a Drogas e sexualidade

A adolescência pelo olhar do adolescente.ppt
A adolescência pelo olhar do adolescente.pptA adolescência pelo olhar do adolescente.ppt
A adolescência pelo olhar do adolescente.pptValskaValdivino
 
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas PsicotrópicasCartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas PsicotrópicasJR
 
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas PsicotrópicasCartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas PsicotrópicasJR
 
Bebidas ALCOÓLICAS são prejudiciais para @ ADOLESCENTE - SBP
Bebidas ALCOÓLICAS são prejudiciais para @ ADOLESCENTE - SBP Bebidas ALCOÓLICAS são prejudiciais para @ ADOLESCENTE - SBP
Bebidas ALCOÓLICAS são prejudiciais para @ ADOLESCENTE - SBP Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicas
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicasCartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicas
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicasJR
 
Módulo ii a arte de argumentar corrigido
Módulo ii a arte de argumentar corrigidoMódulo ii a arte de argumentar corrigido
Módulo ii a arte de argumentar corrigidoRenally Arruda
 
Drogas na escola
Drogas na escolaDrogas na escola
Drogas na escola-
 
A Inclusão Na Prática Extensionista Através Da Clínica
A Inclusão Na Prática Extensionista Através Da Clínica A Inclusão Na Prática Extensionista Através Da Clínica
A Inclusão Na Prática Extensionista Através Da Clínica kickbeggar3
 
A adolescência-e-o-consumo-de-substâncias-trabalho-escrito
A adolescência-e-o-consumo-de-substâncias-trabalho-escritoA adolescência-e-o-consumo-de-substâncias-trabalho-escrito
A adolescência-e-o-consumo-de-substâncias-trabalho-escritoLiteracia em Saúde
 
Material-de-Apoio-ENEM-NÃO-TIRA-FÉRIAS-LIVE-JOÃO-SARAIVA-SOUSA-NUNES.pdf
Material-de-Apoio-ENEM-NÃO-TIRA-FÉRIAS-LIVE-JOÃO-SARAIVA-SOUSA-NUNES.pdfMaterial-de-Apoio-ENEM-NÃO-TIRA-FÉRIAS-LIVE-JOÃO-SARAIVA-SOUSA-NUNES.pdf
Material-de-Apoio-ENEM-NÃO-TIRA-FÉRIAS-LIVE-JOÃO-SARAIVA-SOUSA-NUNES.pdfAnaCarol906587
 
Cartilha Sobre Drogas
Cartilha Sobre DrogasCartilha Sobre Drogas
Cartilha Sobre DrogasMarina-Rosado
 

Semelhante a Drogas e sexualidade (20)

Adolescência
AdolescênciaAdolescência
Adolescência
 
Drogas palestras
Drogas palestrasDrogas palestras
Drogas palestras
 
A adolescência pelo olhar do adolescente.ppt
A adolescência pelo olhar do adolescente.pptA adolescência pelo olhar do adolescente.ppt
A adolescência pelo olhar do adolescente.ppt
 
Drogas palestras
Drogas palestrasDrogas palestras
Drogas palestras
 
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas PsicotrópicasCartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
 
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas PsicotrópicasCartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
 
Bebidas ALCOÓLICAS são prejudiciais para @ ADOLESCENTE - SBP
Bebidas ALCOÓLICAS são prejudiciais para @ ADOLESCENTE - SBP Bebidas ALCOÓLICAS são prejudiciais para @ ADOLESCENTE - SBP
Bebidas ALCOÓLICAS são prejudiciais para @ ADOLESCENTE - SBP
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicas
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicasCartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicas
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicas
 
Drogas e família
Drogas e famíliaDrogas e família
Drogas e família
 
Drogas na adolescência
Drogas na adolescênciaDrogas na adolescência
Drogas na adolescência
 
Módulo ii a arte de argumentar corrigido
Módulo ii a arte de argumentar corrigidoMódulo ii a arte de argumentar corrigido
Módulo ii a arte de argumentar corrigido
 
Drogas na escola
Drogas na escolaDrogas na escola
Drogas na escola
 
A0832.pdf
A0832.pdfA0832.pdf
A0832.pdf
 
A Inclusão Na Prática Extensionista Através Da Clínica
A Inclusão Na Prática Extensionista Através Da Clínica A Inclusão Na Prática Extensionista Através Da Clínica
A Inclusão Na Prática Extensionista Através Da Clínica
 
A adolescência-e-o-consumo-de-substâncias-trabalho-escrito
A adolescência-e-o-consumo-de-substâncias-trabalho-escritoA adolescência-e-o-consumo-de-substâncias-trabalho-escrito
A adolescência-e-o-consumo-de-substâncias-trabalho-escrito
 
Drogas 1
Drogas 1Drogas 1
Drogas 1
 
Material-de-Apoio-ENEM-NÃO-TIRA-FÉRIAS-LIVE-JOÃO-SARAIVA-SOUSA-NUNES.pdf
Material-de-Apoio-ENEM-NÃO-TIRA-FÉRIAS-LIVE-JOÃO-SARAIVA-SOUSA-NUNES.pdfMaterial-de-Apoio-ENEM-NÃO-TIRA-FÉRIAS-LIVE-JOÃO-SARAIVA-SOUSA-NUNES.pdf
Material-de-Apoio-ENEM-NÃO-TIRA-FÉRIAS-LIVE-JOÃO-SARAIVA-SOUSA-NUNES.pdf
 
Cartilha Sobre Drogas
Cartilha Sobre DrogasCartilha Sobre Drogas
Cartilha Sobre Drogas
 
Cartilha sobre drogas
Cartilha sobre drogasCartilha sobre drogas
Cartilha sobre drogas
 

Mais de Ana Paula Ribeiro de Oliveira

Mais de Ana Paula Ribeiro de Oliveira (20)

Análise 'A cartomante'
Análise 'A cartomante'Análise 'A cartomante'
Análise 'A cartomante'
 
Manoel de Barros
Manoel de BarrosManoel de Barros
Manoel de Barros
 
João Cabral de Melo Neto
João Cabral de Melo NetoJoão Cabral de Melo Neto
João Cabral de Melo Neto
 
Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de AndradeCarlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade
 
Festa marujada
Festa marujadaFesta marujada
Festa marujada
 
Projeto ecologia das águas
Projeto ecologia das águasProjeto ecologia das águas
Projeto ecologia das águas
 
JUVENTUDE E MENORIDADE PENAL
 JUVENTUDE E MENORIDADE PENAL JUVENTUDE E MENORIDADE PENAL
JUVENTUDE E MENORIDADE PENAL
 
Juventude e exploração sexual
Juventude e exploração sexualJuventude e exploração sexual
Juventude e exploração sexual
 
Juventude e emoção
Juventude e emoçãoJuventude e emoção
Juventude e emoção
 
Juventude e assédio sexual
Juventude e assédio sexualJuventude e assédio sexual
Juventude e assédio sexual
 
Juventude e exploração sexual
Juventude e exploração sexualJuventude e exploração sexual
Juventude e exploração sexual
 
Juventude & obesidade
Juventude & obesidadeJuventude & obesidade
Juventude & obesidade
 
Dossiê Crescendo e Aparecendo
Dossiê Crescendo e AparecendoDossiê Crescendo e Aparecendo
Dossiê Crescendo e Aparecendo
 
Juventude e mercado de trabalho
Juventude e mercado de trabalhoJuventude e mercado de trabalho
Juventude e mercado de trabalho
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
 
Juventude e gravidez
Juventude e gravidezJuventude e gravidez
Juventude e gravidez
 
Festa do divino
Festa do divinoFesta do divino
Festa do divino
 
Cavalhada
CavalhadaCavalhada
Cavalhada
 
Festa do boi bumba de parintins
Festa do boi bumba de parintinsFesta do boi bumba de parintins
Festa do boi bumba de parintins
 
Festa junina em caruaru
Festa junina em caruaruFesta junina em caruaru
Festa junina em caruaru
 

Último

UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 

Último (20)

UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 

Drogas e sexualidade

  • 1. Dossiê DROGAS E SEXUALIDADE
  • 2.
  • 4.
  • 5.
  • 6.  
  • 7.
  • 8.
  • 9. Depressores Os entorpecentes ditos depressores da atividade do sistema nervoso central são substância que diminuem o ritmo da atividade cerebral, ocasionando maior lentidão aos estímulos nervosos, ou seja, agem em especial sobre as nossas áreas sensoriais e motoras, causando um descontrole na resposta do organismo aos estímulos externos. Em outras palavras, essas drogas conduzem a um estado de "dormência", no qual um dos nossos reflexos se torna mais demorado.Como consequência, o indivíduo fica "desligado" do que acontece à sua volta. Popularmente, um bom exemplo é o "enrolar a língua para falar" ou o "cambalear" ou "trançar as pernas", comuns nas pessoas que consomem álcool em excesso. Dosses muito altas dessas substâncias podem levar ao estado de coma e consequentemente à morte.
  • 10. Drogas Estimulantes Algumas drogas são conhecidas por estimularem as atividades do sistema nervoso central, propiciando uma rápida e enganosa sensação de euforia, bem-estar, agitação, redução do apetite e do sono, muito difundidas entre os jovens, como aquelas que deixaram o indivíduo "ligado", mas que têm efeitos extremamente perigosos e muito nocivos sobre o nosso organismo. Algumas dessas drogas estão entre as mais usadas, principalmente pelos jovens, como é o caso da cocaína e do seu derivado, o crack.
  • 11. Drogas Perturbadoras Todas as drogas perturbam a atividade do sistema nervoso central, desregulando suas atividades normais, algumas deprimindo, outras estimulando. Entretanto alguns tóxicos têm como efeito específico desorganizar o funcionamento normal de nosso cérebro, causando alucinações visuais ou auditivas, ou ainda perturbações psíquicas. Essas drogas são chamadas de alucinógenos . Entre eles, podemos destacar: o LSD, a maconha, os cogumelos e as plantas alucinógenas.
  • 12. Álcool é droga de uso mais freqüente entre jovens Aos 12 anos de idade, quase 13% dos estudantes brasileiros já usaram algum tipo de droga ilícita pelo menos uma vez, e 7% experimentaram cigarros. Mas a droga que ainda faz mais sucesso entre os jovens brasileiros continua a ser o álcool. O quinto levantamento nacional sobre consumo de drogas entre estudantes, preparado pela Secretaria Nacional Antidrogas (Senad), mostrou que, dos 48.155 jovens que participaram da pesquisa, 41% já tinham usado bebidas alcoólicas entre os 10 e os 12 anos. Aos 18 anos, 81% deles já haviam bebido. O álcool também é a droga de uso mais freqüente entre os jovens e foi considerado pelos pesquisadores um "grande problema de saúde pública". Entre os entrevistados, 11,7% afirmaram que faziam uso freqüente de bebidas alcoólicas - no mínimo seis vezes por mês - e 6,7%, uso pesado (pelo menos 20 dias por mês).
  • 13. Solventes Entre as drogas ilegais, os solventes são os que aparecem com maior uso. Cola de sapateiro, acetona e benzina, entre outros, já foram usados por 15,5% dos jovens, e 14% afirmam que usaram pelo menos uma vez nos 12 meses anteriores à pesquisa. Apesar de serem ilegais e terem venda restrita, essas substâncias são comuns no comércio, já que, originalmente, não são drogas. O Brasil é o campeão no uso de solventes, em uma comparação com outros 24 países, e tem um número alto de jovens que já usaram algum tipo de droga pelo menos uma vez na vida. São 22,6%, enquanto no Uruguai são 13,5%, e, no Chile, 19,8%.
  • 14. Mais atraentes As drogas legais, como tabaco e álcool, são as que atraem os mais jovens. A média de idade das crianças que iniciam o uso dessas substâncias é em torno de 12 anos, enquanto maconha e cocaína aparecem um pouco mais tarde, em torno dos 14 anos. O levantamento mostra, principalmente, que o uso de drogas é uma realidade nas escolas e isso afeta o seu desempenho escolar.
  • 15. Desempenho escolar Entre os 48 mil alunos entrevistados, 54,4% dos que já haviam usado algum tipo de droga estavam pelo menos um ano atrasado em relação à série correta para sua idade. Mais da metade também tinha faltas constantes. De acordo com o secretário nacional antidrogas, Paulo Roberto Uchoa, o resultado da pesquisa mostra que a prevenção ao uso de drogas deve começar muito cedo, já que o uso também começa cedo. Os dados da pesquisa serão trabalhados com os Ministérios da Educação e do Desenvolvimento Social, que tem políticas específicas para crianças e adolescentes.
  • 16.
  • 17.
  • 18.  
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24. Sexualidade na adolescência e principais dúvidas de jovens e pais.
  • 25. Os jovens estão despertando cada vez mais cedo para a vida sexual? Se pensarmos que aos 15 anos 50% dos meninos e meninas já tiveram a primeira relação sexual, temos de concluir que a iniciação sexual está acontecendo mais cedo. Comparado com os dados obtidos não muitos anos atrás, o primeiro beijo também é uma experiência que ocorre mais cedo. Sem dúvida, essa precocidade é estimulada pelos meios de comunicação deste século XXI - Internet, TV, imprensa falada e escrita, bancas de jornal, etc. – e até por muitos pais que, por exemplo, aplaudem a dança erotizada da menina de cinco anos, mas se assustam e ficam preocupados quando ela, aos dez anos, começa a namorar. Eu defendo que, apesar de todo o apelo à sexualidade, é preciso não saltar etapas e preservar a infância. Como não dá para fugir dessa exposição constante, o jovem deve ser informado sobre todas as questões que envolvem a sexualidade, sobre seus riscos e perigos, sempre lembrando que ela é um impulso normal e fonte de prazer. Por isso, é fundamental conversar com os jovens para que o sexo seja praticado com responsabilidade.
  • 26.
  • 28. Feito por: Anna Thays nº 07 Flávia Marques nº12 Série: 3º ano A