SlideShare uma empresa Scribd logo
TEMA:   ADOLESCÊNCIA  E  A DEPENDÊNCIA QUÍMICA EXPOSITORA:  IRENE WENZEL GAVIOLLE Psicanalista – Psicóloga Clínica E-mail: igaviolle@terra.com.br www.institutoespirita.org.br www.institutoespirita.blogspot.com
É  um período de desenvolvimento do jovem em que se verificam mudanças na vida psíquica,  mudanças na relação com o próprio corpo e com o semelhante; onde se estabelecem novas escolhas e laços. Dura apenas um tempo e o tempo é seu remédio natural.  Fase de conflitos e modificações:  alguns a vivem sem problemas significativos, outros com grandes conflitos. PUBERDADE: é o amadurecimento físico – Início 11/12 anos. Meninas (menarca)  e nos meninos pela primeira ejaculação c/ sêmem. ADOLESCÊNCIA: é o amadurecimento emocional - Se completa por volta dos 15/17 anos. ADOLESCÊNCIA
ADOLESCÊNCIA SOCRATES – (470a.C. – 399 a . C.) “Os jovens rebelam-se contra a autoridade e não respeitam os mais velhos.  Contradizem seus pais, cruzam as pernas e tiranizam seus mestres”. ARISTÓTELES – (383a.C. – 322a.C.) “Os jovens tudo fazem em excesso: se amam, se odeiam, se enfim, agem, o fazem com veemência”.
O jovem adolescente precisa elaborar vários lutos: LUTO PELO CORPO INFANTIL:  Voz -  Corpo sofre modificações que o jovem não tem controle – Para não perder seus corpos o marcam com tatuagens ou pierces ou sentem vergonha do novo corpo – Um corpo desconhecido, novo. LUTO PELA DEFINIÇÃO SEXUAL: Nessa fase o adolescente começa a  pensar na diferenciação sexual.  Precisa haver uma definição e uma postura condizente com o seu sexo, o que antes não era pensado com tanta responsabilidade. ADOLESCÊNCIA LUTOS
LUTO PELOS PAIS DA INFÂNCIA:  Os pais agora são vistos  como seres humanos falíveis, que fracassam e que não são mais invencíveis.  LUTO PELO PAPEL E PELA IDENTIDADE INFANTIL: Conflito entre ser dependente ou independente.  Entrar no mundo dos adultos é um misto de desejo e temor. Significa a perda definitiva da condição de ser criança. ADOLESCÊNCIA LUTOS
DROGA    OMS (ORG. MUNDIAL DE SAÚDE )    QUALQUER SUBSTÂNCIA QUE UMA VEZ INTRODUZIDA NO ORGANISMO VIVO PODE MODIFICAR UMA OU MAIS DE SUAS FUNÇÕES, EXCETO AQUELAS NECESSÁRIAS À MANUTENÇÃO DA SAÚDE NORMAL.  DROGAS
1-   DEPRESSORAS (SNC)  - DROGAS QUE DIMINUEM A ATIVIDADE CEREBRAL:  ÁLCOOL – ÓPIO-  HIPNO-SEDATIVOS – BARBITÚRICOS – ANSIOLÍTICOS (TRANQUILIZANTES) – INALANTES (COLA, BENZINA, ELMALTE DE UNHA) – NARCÓTICOS (MORFINA – HEROÍNA). DIMINUEM A ATENÇÃO, A CONCENTRAÇÃO, A TENSÃO EMOCIONAL E A CAPACIDADE INTELECTUAL.  2- ESTIMULANTES (SNC)     DROGAS QUE AUMENTAM A ATIVIDADE CEREBRAL:  CAFEÍNA – NICOTINA (TABACO) - COCAÍNA – CRACK – ANFETAMINAS (REMÉDIOS P/ EMAGRECER – BOLAS)   DROGAS
3-   DROGAS QUE ALTERAM A PERCEPÇÃO DO SNC :  ALUCINÓGENOS- DEIXAM A  MENTE PERTURBADA :  MACONHA –  SKANK (MUTAÇÃO GENÉTICA DA CANABIS) - LSD – ECSTASY – COGUMELO – MERLA (FOLHA DE COCAÍNA ADICIONADA AO QUEROSENE/GASOLINA).  DROGAS LÍCITAS -  VENDIDAS LIVREMENTE (ALCOOL – TABACO) DROGAS ILÍCITAS – COMERCIALIZAÇÃO RESTRITA E CONTROLADA (TRANQUILIZANTES, MORFINA, ANTIDEPRESSIVOS, ANOREXÍGENOS, ETC.) OU TERMINANTEMENTE PROIBIDAS - (MACONHA, COCAÍNA, CRACK, MERLA, HEROÍNA, ECSTASY)   DROGAS
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ADOLESCÊNCIA x DROGAS
[object Object],[object Object],[object Object],ADOLESCÊNCIA x DROGAS
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ADOLESCÊNCIA x DROGAS
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ADOLESCÊNCIA x DROGAS SINAIS A SEREM OBSERVADOS
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ADOLESCÊNCIA x DROGAS SINAIS A SEREM OBSERVADOS
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ADOLESCÊNCIA x DROGAS SINAIS A SEREM OBSERVADOS
  1-    OS PAIS ENFRENTAREM O PROBLEMA E NÃO O NEGAR. 2-      CONTROLAR A RAIVA E OS RESSENTIMENTOS 3-    NÃO AGREDIR O FILHO NEM POR PALAVRAS (MACONHEIRO – VAGABUNDO – MARGINAL – INÚTIL) NEM POR AÇÕES. 4-      DIALOGAR COM O FILHO ABERTAMENTE SOBRE COMO ELE CHEGOU A ISSO.  OS PAIS NÃO DEVEM SE VIOLENTAR POR NENHUM TIPO DE RESPOSTA QUE O FILHO LHES DÊ.   ADOLESCÊNCIA x DROGAS O QUE SE DEVE FAZER?
5-   DEMONSTRAR CLARAMENTE O DESEJO DE AJUDÁ-LO A SAIR DA DIFICULDADE.  FAZÊ-LO COMPREENDER QUE O PROBLEMA É DOS DOIS. MANTER CLIMA DE AFETO E COMPREENSÃO, MAS SEM COMPACTUAR COM AS DROGAS. 6- PROCURAR ORIENTAÇÃO E AJUDA ESPECIALIZADA EM TRATAMENTO DE DROGAS.  7- OS PAIS ESTAREM PRESENTES FÍSICA E PSICOLOGICAMENTE TOCANDO O FILHO, ABRAÇANDO-O, OUVINDO-O. 8-   A FAMÍLIA (SE HOUVER) PARTICIPAR DO TRATAMENTO. ADOLESCÊNCIA x DROGAS O QUE SE DEVE FAZER?
9-    NÃO SUPERVALORIZAR  A DROGA ACHANDO QUE O JOVEM JAMAIS SE LIBERTARÁ DELA OU SUBESTIMÁ-LA ACHANDO QUE ELA NÃO É PERIGOSA E QUE O CASO É PASSAGEIRO. 10- O TRATAMENTO É IMPOSSÍVEL QUANDO O PACIENTE NÃO ESTÁ CONVICTO DA NECESSIDADE DE TRATAMENTO. ADOLESCÊNCIA x DROGAS O QUE SE DEVE FAZER?
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],PAIS E EDUCADORES  PREVENÇÃO
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],PAIS E EDUCADORES  PREVENÇÃO
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],PAIS E EDUCADORES  PREVENÇÃO
É fato que as drogas atingem qualquer pessoa de qualquer credo, raça, cor, sexo e idade. Mas ela só alcança você, se você deixar ou quiser que isso aconteça. Nunca se considere imune à elas. Nunca duvide dos poderes que elas possuem. Amar a vida não é ser careta. PAIS E EDUCADORES CONSIDERAÇÕES GERAIS
[object Object],[object Object],BIBLIOGRAFIAS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Folder alcool e_drogas
Folder alcool e_drogasFolder alcool e_drogas
Folder alcool e_drogas
saudefieb
 
Drogas na adolescência
Drogas na adolescênciaDrogas na adolescência
Drogas na adolescência
Soraia Cristina
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas na Escola 2014 PSE
Drogas na Escola 2014 PSEDrogas na Escola 2014 PSE
Drogas na Escola 2014 PSE
SMEdeItabaianinha
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas na escola
Drogas na escolaDrogas na escola
Drogas na escola
-
 
Slide sobre drogas
Slide sobre drogasSlide sobre drogas
Slide sobre drogas
ladydanasoares
 
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasCartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Paulo Negreiros
 
Combate às drogas
Combate às drogasCombate às drogas
Combate às drogas
ascarlets
 
Drogas
DrogasDrogas
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicas
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicasCartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicas
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicas
JR
 
Europa sem drogas
Europa sem drogasEuropa sem drogas
Europa sem drogas
Mario Mariorui
 
Consumo de substancias psicoativas
Consumo de substancias psicoativasConsumo de substancias psicoativas
Consumo de substancias psicoativas
brunomfdias
 
Drogas - Pesquisa em Área de Projecto
Drogas - Pesquisa em Área de ProjectoDrogas - Pesquisa em Área de Projecto
Drogas - Pesquisa em Área de Projecto
Maria Olinda Mineiro
 
Trabalho de ciências 6º ano - drogas
Trabalho de ciências 6º ano - drogasTrabalho de ciências 6º ano - drogas
Trabalho de ciências 6º ano - drogas
Joana Sousa
 
Toxicodependência
ToxicodependênciaToxicodependência
Toxicodependência
Diogo Almeida
 
Cartilha sobre drogas
Cartilha sobre drogasCartilha sobre drogas
Cartilha sobre drogas
saudefieb
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
marretti
 
D R O G A S N A A D O L E S CÊ N C I A
D R O G A S  N A  A D O L E S CÊ N C I AD R O G A S  N A  A D O L E S CÊ N C I A
D R O G A S N A A D O L E S CÊ N C I A
John Brito John
 
Guiapraticodrogas
GuiapraticodrogasGuiapraticodrogas
Guiapraticodrogas
Sispho Horizonte
 

Mais procurados (20)

Folder alcool e_drogas
Folder alcool e_drogasFolder alcool e_drogas
Folder alcool e_drogas
 
Drogas na adolescência
Drogas na adolescênciaDrogas na adolescência
Drogas na adolescência
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Drogas na Escola 2014 PSE
Drogas na Escola 2014 PSEDrogas na Escola 2014 PSE
Drogas na Escola 2014 PSE
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Drogas na escola
Drogas na escolaDrogas na escola
Drogas na escola
 
Slide sobre drogas
Slide sobre drogasSlide sobre drogas
Slide sobre drogas
 
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasCartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
 
Combate às drogas
Combate às drogasCombate às drogas
Combate às drogas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicas
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicasCartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicas
Cartilha conhecendo e aprendendo a dizer não as drogas psicotrópicas
 
Europa sem drogas
Europa sem drogasEuropa sem drogas
Europa sem drogas
 
Consumo de substancias psicoativas
Consumo de substancias psicoativasConsumo de substancias psicoativas
Consumo de substancias psicoativas
 
Drogas - Pesquisa em Área de Projecto
Drogas - Pesquisa em Área de ProjectoDrogas - Pesquisa em Área de Projecto
Drogas - Pesquisa em Área de Projecto
 
Trabalho de ciências 6º ano - drogas
Trabalho de ciências 6º ano - drogasTrabalho de ciências 6º ano - drogas
Trabalho de ciências 6º ano - drogas
 
Toxicodependência
ToxicodependênciaToxicodependência
Toxicodependência
 
Cartilha sobre drogas
Cartilha sobre drogasCartilha sobre drogas
Cartilha sobre drogas
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
 
D R O G A S N A A D O L E S CÊ N C I A
D R O G A S  N A  A D O L E S CÊ N C I AD R O G A S  N A  A D O L E S CÊ N C I A
D R O G A S N A A D O L E S CÊ N C I A
 
Guiapraticodrogas
GuiapraticodrogasGuiapraticodrogas
Guiapraticodrogas
 

Destaque

Trabalho drogas
Trabalho drogasTrabalho drogas
Trabalho drogas
5feugeniocastro
 
Álcool e drogas na Infância e Adolescência
Álcool e drogas na Infância e AdolescênciaÁlcool e drogas na Infância e Adolescência
Álcool e drogas na Infância e Adolescência
Gabriel Lopes
 
trabalho sobre drogas
trabalho sobre drogastrabalho sobre drogas
trabalho sobre drogas
fabio silva
 
Drogas
Drogas Drogas
Drogas
Fernanda Iris
 
Palestra drogas escolas
Palestra drogas   escolasPalestra drogas   escolas
Palestra drogas escolas
Edson Demarch
 
Adolescentes e drogas
Adolescentes e drogasAdolescentes e drogas
Adolescentes e drogas
ariadnemonitoria
 
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
Dallyla Sohara
 
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDEDROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
Zelton Alves Oliveira
 

Destaque (8)

Trabalho drogas
Trabalho drogasTrabalho drogas
Trabalho drogas
 
Álcool e drogas na Infância e Adolescência
Álcool e drogas na Infância e AdolescênciaÁlcool e drogas na Infância e Adolescência
Álcool e drogas na Infância e Adolescência
 
trabalho sobre drogas
trabalho sobre drogastrabalho sobre drogas
trabalho sobre drogas
 
Drogas
Drogas Drogas
Drogas
 
Palestra drogas escolas
Palestra drogas   escolasPalestra drogas   escolas
Palestra drogas escolas
 
Adolescentes e drogas
Adolescentes e drogasAdolescentes e drogas
Adolescentes e drogas
 
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
 
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDEDROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
DROGAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS-SLIDE
 

Semelhante a Instituto Espírita de Educação - Adolescência e Dependência Química

Toxico
ToxicoToxico
Um olhar sobre a dependência química.
Um olhar sobre a dependência química.Um olhar sobre a dependência química.
Um olhar sobre a dependência química.
Maria José E.Junqueira D.Alcalá Cravo.
 
Drogas escola 2014
Drogas escola 2014Drogas escola 2014
Drogas escola 2014
SMEdeItabaianinha
 
Drogas na Escola
Drogas na EscolaDrogas na Escola
Drogas na Escola
Caroline de Sousa Medeiros
 
Mitos
MitosMitos
Mitos
MitosMitos
Mitos
MitosMitos
Palestras Fundac
Palestras FundacPalestras Fundac
Palestras Fundac
Roberto Clébio
 
Guia Prático Sobre Drogas
Guia Prático Sobre DrogasGuia Prático Sobre Drogas
Guia Prático Sobre Drogas
Gilvander Dias Queiroz
 
Drogas como podemos agir
Drogas como podemos agirDrogas como podemos agir
Drogas como podemos agir
Elenildo Allman
 
Comportamentos de risco fam%e dlias
Comportamentos de risco fam%e dliasComportamentos de risco fam%e dlias
Comportamentos de risco fam%e dlias
Escola E.B.2,3 de Jovim Gondomar
 
Europa sem drogas
Europa sem drogasEuropa sem drogas
Europa sem drogas
Mario Mariorui
 
Drogas
DrogasDrogas
Slidedrogas 121106113024-phpapp01
Slidedrogas 121106113024-phpapp01Slidedrogas 121106113024-phpapp01
Slidedrogas 121106113024-phpapp01
Josianesalto
 
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas PsicotrópicasCartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
JR
 
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas PsicotrópicasCartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
JR
 
Alcool 2
Alcool 2Alcool 2
Problemas sociais
Problemas sociaisProblemas sociais
Problemas sociais
Joana Sousa
 
Transtorno Bipolar
Transtorno BipolarTranstorno Bipolar
Transtorno Bipolar
Stefany da Silva
 
4 plano de aula nervoso.mona
4 plano de aula nervoso.mona4 plano de aula nervoso.mona
4 plano de aula nervoso.mona
familiaestagio
 

Semelhante a Instituto Espírita de Educação - Adolescência e Dependência Química (20)

Toxico
ToxicoToxico
Toxico
 
Um olhar sobre a dependência química.
Um olhar sobre a dependência química.Um olhar sobre a dependência química.
Um olhar sobre a dependência química.
 
Drogas escola 2014
Drogas escola 2014Drogas escola 2014
Drogas escola 2014
 
Drogas na Escola
Drogas na EscolaDrogas na Escola
Drogas na Escola
 
Mitos
MitosMitos
Mitos
 
Mitos
MitosMitos
Mitos
 
Mitos
MitosMitos
Mitos
 
Palestras Fundac
Palestras FundacPalestras Fundac
Palestras Fundac
 
Guia Prático Sobre Drogas
Guia Prático Sobre DrogasGuia Prático Sobre Drogas
Guia Prático Sobre Drogas
 
Drogas como podemos agir
Drogas como podemos agirDrogas como podemos agir
Drogas como podemos agir
 
Comportamentos de risco fam%e dlias
Comportamentos de risco fam%e dliasComportamentos de risco fam%e dlias
Comportamentos de risco fam%e dlias
 
Europa sem drogas
Europa sem drogasEuropa sem drogas
Europa sem drogas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Slidedrogas 121106113024-phpapp01
Slidedrogas 121106113024-phpapp01Slidedrogas 121106113024-phpapp01
Slidedrogas 121106113024-phpapp01
 
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas PsicotrópicasCartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
 
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas PsicotrópicasCartilha  Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
Cartilha Conhecendo E Aprendendo A Dizer Não As Drogas Psicotrópicas
 
Alcool 2
Alcool 2Alcool 2
Alcool 2
 
Problemas sociais
Problemas sociaisProblemas sociais
Problemas sociais
 
Transtorno Bipolar
Transtorno BipolarTranstorno Bipolar
Transtorno Bipolar
 
4 plano de aula nervoso.mona
4 plano de aula nervoso.mona4 plano de aula nervoso.mona
4 plano de aula nervoso.mona
 

Mais de Instituto Espírita de Educação

O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma BadanO Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
O médium e a mediunidade - Wilma Badan
O médium e a mediunidade - Wilma BadanO médium e a mediunidade - Wilma Badan
O médium e a mediunidade - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
Instituto Espírita de Educação
 
Lei de sociedade - Wilma Badan
Lei de sociedade - Wilma BadanLei de sociedade - Wilma Badan
Lei de sociedade - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma BadanPenas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma BadanPenas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Mãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma BadanMãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Gratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma BadanGratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Gratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma BadanGratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma BadanFalsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Ação do Pensamento - Wilma Badan
Ação do Pensamento - Wilma BadanAção do Pensamento - Wilma Badan
Ação do Pensamento - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
A melhor Medida - Wilma Badan
A melhor Medida - Wilma BadanA melhor Medida - Wilma Badan
A melhor Medida - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Paulo e Estevão
Paulo e EstevãoPaulo e Estevão
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de EducaçãoVinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações autoperdão - Instituto...
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações   autoperdão  - Instituto...Reconhecimento das próprias qualidades e limitações   autoperdão  - Instituto...
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações autoperdão - Instituto...
Instituto Espírita de Educação
 
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de EducaçãoHoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 
Volta à Terra - Instituto Espírita de Educação
Volta à Terra - Instituto Espírita de EducaçãoVolta à Terra - Instituto Espírita de Educação
Volta à Terra - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 
Quem somos nós - Instituto Espírita de Educação
Quem somos nós - Instituto Espírita de EducaçãoQuem somos nós - Instituto Espírita de Educação
Quem somos nós - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de EducaçãoIdentificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 
Gratidão - Instituto Espírita de Educação
Gratidão - Instituto Espírita de EducaçãoGratidão - Instituto Espírita de Educação
Gratidão - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 

Mais de Instituto Espírita de Educação (20)

O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma BadanO Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
 
O médium e a mediunidade - Wilma Badan
O médium e a mediunidade - Wilma BadanO médium e a mediunidade - Wilma Badan
O médium e a mediunidade - Wilma Badan
 
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
 
Lei de sociedade - Wilma Badan
Lei de sociedade - Wilma BadanLei de sociedade - Wilma Badan
Lei de sociedade - Wilma Badan
 
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma BadanPenas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
 
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma BadanPenas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
 
Mãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma BadanMãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma Badan
 
Gratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma BadanGratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma Badan
 
Gratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma BadanGratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma Badan
 
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma BadanFalsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
 
Ação do Pensamento - Wilma Badan
Ação do Pensamento - Wilma BadanAção do Pensamento - Wilma Badan
Ação do Pensamento - Wilma Badan
 
A melhor Medida - Wilma Badan
A melhor Medida - Wilma BadanA melhor Medida - Wilma Badan
A melhor Medida - Wilma Badan
 
Paulo e Estevão
Paulo e EstevãoPaulo e Estevão
Paulo e Estevão
 
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de EducaçãoVinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
 
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações autoperdão - Instituto...
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações   autoperdão  - Instituto...Reconhecimento das próprias qualidades e limitações   autoperdão  - Instituto...
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações autoperdão - Instituto...
 
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de EducaçãoHoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
 
Volta à Terra - Instituto Espírita de Educação
Volta à Terra - Instituto Espírita de EducaçãoVolta à Terra - Instituto Espírita de Educação
Volta à Terra - Instituto Espírita de Educação
 
Quem somos nós - Instituto Espírita de Educação
Quem somos nós - Instituto Espírita de EducaçãoQuem somos nós - Instituto Espírita de Educação
Quem somos nós - Instituto Espírita de Educação
 
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de EducaçãoIdentificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
 
Gratidão - Instituto Espírita de Educação
Gratidão - Instituto Espírita de EducaçãoGratidão - Instituto Espírita de Educação
Gratidão - Instituto Espírita de Educação
 

Instituto Espírita de Educação - Adolescência e Dependência Química

  • 1. TEMA: ADOLESCÊNCIA E A DEPENDÊNCIA QUÍMICA EXPOSITORA: IRENE WENZEL GAVIOLLE Psicanalista – Psicóloga Clínica E-mail: igaviolle@terra.com.br www.institutoespirita.org.br www.institutoespirita.blogspot.com
  • 2. É um período de desenvolvimento do jovem em que se verificam mudanças na vida psíquica, mudanças na relação com o próprio corpo e com o semelhante; onde se estabelecem novas escolhas e laços. Dura apenas um tempo e o tempo é seu remédio natural. Fase de conflitos e modificações: alguns a vivem sem problemas significativos, outros com grandes conflitos. PUBERDADE: é o amadurecimento físico – Início 11/12 anos. Meninas (menarca) e nos meninos pela primeira ejaculação c/ sêmem. ADOLESCÊNCIA: é o amadurecimento emocional - Se completa por volta dos 15/17 anos. ADOLESCÊNCIA
  • 3. ADOLESCÊNCIA SOCRATES – (470a.C. – 399 a . C.) “Os jovens rebelam-se contra a autoridade e não respeitam os mais velhos. Contradizem seus pais, cruzam as pernas e tiranizam seus mestres”. ARISTÓTELES – (383a.C. – 322a.C.) “Os jovens tudo fazem em excesso: se amam, se odeiam, se enfim, agem, o fazem com veemência”.
  • 4. O jovem adolescente precisa elaborar vários lutos: LUTO PELO CORPO INFANTIL: Voz - Corpo sofre modificações que o jovem não tem controle – Para não perder seus corpos o marcam com tatuagens ou pierces ou sentem vergonha do novo corpo – Um corpo desconhecido, novo. LUTO PELA DEFINIÇÃO SEXUAL: Nessa fase o adolescente começa a pensar na diferenciação sexual. Precisa haver uma definição e uma postura condizente com o seu sexo, o que antes não era pensado com tanta responsabilidade. ADOLESCÊNCIA LUTOS
  • 5. LUTO PELOS PAIS DA INFÂNCIA: Os pais agora são vistos como seres humanos falíveis, que fracassam e que não são mais invencíveis. LUTO PELO PAPEL E PELA IDENTIDADE INFANTIL: Conflito entre ser dependente ou independente. Entrar no mundo dos adultos é um misto de desejo e temor. Significa a perda definitiva da condição de ser criança. ADOLESCÊNCIA LUTOS
  • 6. DROGA  OMS (ORG. MUNDIAL DE SAÚDE )  QUALQUER SUBSTÂNCIA QUE UMA VEZ INTRODUZIDA NO ORGANISMO VIVO PODE MODIFICAR UMA OU MAIS DE SUAS FUNÇÕES, EXCETO AQUELAS NECESSÁRIAS À MANUTENÇÃO DA SAÚDE NORMAL. DROGAS
  • 7. 1- DEPRESSORAS (SNC) - DROGAS QUE DIMINUEM A ATIVIDADE CEREBRAL: ÁLCOOL – ÓPIO- HIPNO-SEDATIVOS – BARBITÚRICOS – ANSIOLÍTICOS (TRANQUILIZANTES) – INALANTES (COLA, BENZINA, ELMALTE DE UNHA) – NARCÓTICOS (MORFINA – HEROÍNA). DIMINUEM A ATENÇÃO, A CONCENTRAÇÃO, A TENSÃO EMOCIONAL E A CAPACIDADE INTELECTUAL.  2- ESTIMULANTES (SNC)  DROGAS QUE AUMENTAM A ATIVIDADE CEREBRAL: CAFEÍNA – NICOTINA (TABACO) - COCAÍNA – CRACK – ANFETAMINAS (REMÉDIOS P/ EMAGRECER – BOLAS) DROGAS
  • 8. 3- DROGAS QUE ALTERAM A PERCEPÇÃO DO SNC : ALUCINÓGENOS- DEIXAM A MENTE PERTURBADA : MACONHA – SKANK (MUTAÇÃO GENÉTICA DA CANABIS) - LSD – ECSTASY – COGUMELO – MERLA (FOLHA DE COCAÍNA ADICIONADA AO QUEROSENE/GASOLINA).  DROGAS LÍCITAS - VENDIDAS LIVREMENTE (ALCOOL – TABACO) DROGAS ILÍCITAS – COMERCIALIZAÇÃO RESTRITA E CONTROLADA (TRANQUILIZANTES, MORFINA, ANTIDEPRESSIVOS, ANOREXÍGENOS, ETC.) OU TERMINANTEMENTE PROIBIDAS - (MACONHA, COCAÍNA, CRACK, MERLA, HEROÍNA, ECSTASY) DROGAS
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.   1-   OS PAIS ENFRENTAREM O PROBLEMA E NÃO O NEGAR. 2-     CONTROLAR A RAIVA E OS RESSENTIMENTOS 3-    NÃO AGREDIR O FILHO NEM POR PALAVRAS (MACONHEIRO – VAGABUNDO – MARGINAL – INÚTIL) NEM POR AÇÕES. 4-     DIALOGAR COM O FILHO ABERTAMENTE SOBRE COMO ELE CHEGOU A ISSO. OS PAIS NÃO DEVEM SE VIOLENTAR POR NENHUM TIPO DE RESPOSTA QUE O FILHO LHES DÊ.   ADOLESCÊNCIA x DROGAS O QUE SE DEVE FAZER?
  • 16. 5-   DEMONSTRAR CLARAMENTE O DESEJO DE AJUDÁ-LO A SAIR DA DIFICULDADE. FAZÊ-LO COMPREENDER QUE O PROBLEMA É DOS DOIS. MANTER CLIMA DE AFETO E COMPREENSÃO, MAS SEM COMPACTUAR COM AS DROGAS. 6- PROCURAR ORIENTAÇÃO E AJUDA ESPECIALIZADA EM TRATAMENTO DE DROGAS. 7- OS PAIS ESTAREM PRESENTES FÍSICA E PSICOLOGICAMENTE TOCANDO O FILHO, ABRAÇANDO-O, OUVINDO-O. 8-   A FAMÍLIA (SE HOUVER) PARTICIPAR DO TRATAMENTO. ADOLESCÊNCIA x DROGAS O QUE SE DEVE FAZER?
  • 17. 9-    NÃO SUPERVALORIZAR A DROGA ACHANDO QUE O JOVEM JAMAIS SE LIBERTARÁ DELA OU SUBESTIMÁ-LA ACHANDO QUE ELA NÃO É PERIGOSA E QUE O CASO É PASSAGEIRO. 10- O TRATAMENTO É IMPOSSÍVEL QUANDO O PACIENTE NÃO ESTÁ CONVICTO DA NECESSIDADE DE TRATAMENTO. ADOLESCÊNCIA x DROGAS O QUE SE DEVE FAZER?
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21. É fato que as drogas atingem qualquer pessoa de qualquer credo, raça, cor, sexo e idade. Mas ela só alcança você, se você deixar ou quiser que isso aconteça. Nunca se considere imune à elas. Nunca duvide dos poderes que elas possuem. Amar a vida não é ser careta. PAIS E EDUCADORES CONSIDERAÇÕES GERAIS
  • 22.