SlideShare uma empresa Scribd logo
Bábara Gonçalves
Jaqueline Viriato
Jenifer Lino
Shirley Fernandes
 Direito
 Prof:
Vilmar de Carvalho
REPENSANDO O ACESSO A UM DOS
DIREITOS FUNDAMENTAIS DA
CONSTITUIÇÃO COM ÊNFASE NA
INCLUSÃO DE DEFICIENTES VISUAIS
NAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS E DAS
UNIVERSIDADES BRASILEIRAS.
A educação, direito de todos e dever
do Estado e da família, será promovida
e incentivada com a colaboração da
sociedade, visando ao pleno
desenvolvimento da pessoa, seu
preparo para o exercício da cidadania
e sua qualificação para o trabalho.
È sob uma ótica de inferioridade constitucional
explícita que vemos, geralmente, no Brasil, como
a educação é disponibilizada e conceituada na
sociedade. Principalmente quando se observa o
quesito da educação e o acesso á ela que os
deficientes visuais possuem.
‘’O deficiente tem direito a que sejam
levadas em conta suas necessidades
particulares em todas as etapas do
planejamento econômico e social’’.
Quando os campos sociais se voltam para
discutir a questão da inserção dos deficientes,
logo surge a idéia de que nada impede que
eles tenham uma vida plena e de se integrar ao
sistema social, incluindo sua possibilidade de
freqüência regular às universidades e
bibliotecas. Isso ocorre em termos de discurso,
pois a realidade desse “mundo perfeito”não
existe – há prédios, ruas e estabelecimentos
sem nenhuma infraestrutura que acomode ou
agilize a vida dessas pessoas. Portanto, é sob
uma ótica de inferioridade constitucional e de
diferenciação explícita nas formas de
tratamento que vemos, geralmente, no Brasil,
serem considerados os portadores de
deficiências.
E é notório como os deficientes Visuais
sofrem as consequencias de uma educação
“fechada” e de difícil inclusão.
Nas bibliotecas do Brasil há um grande
déficit e descaso social quanto aos
deficientes físicos e principalmente aos
visuais.
Contudo, não se pode deixar de citar e dar
merecimento á alguns projetos de bibliotecas
inclusivas no país:Sendo elas o Projeto
"Dosvox/intervox" da UFRJ e o "Disque
Braille"da USP.
E é de suma importância que em nossos
ideais elaboremos e pensemos em formas
inclusivas e inovadoras para que as bibliotecas
possam receber e fomentar o direito ao estudo e
a sabedoria.
*Desenvolver um acervo básico, constituído de
publicações em braile, livro falado e outros
materiais táteis, de modo a oferecer material
didático adequado aos deficientes visuais.
* Promover e instalar uma infra - estrutura
adequada para a locomoção de deficientes
visuais entre as estantes de livros.
* Paralelamente, proceder à ampliação do
serviço de leitura e gravação de textos/livros;
* Instaurar bibliotecas Virtuais que sejam em
áudio com um grande acervo literário para
facilitar as pesquisas estudantis e os inserido
no mundo virtual.
* Treinamento de pessoal docente, técnico e de
apoio para o atendimento desse público.
Referências bibliográficas
GUIMARÃES, Marcelo Pinto. Construir para ir
e vir. Belo Horizonte, Coordenadoria de Apoio
ao Deficiente, 1985.
SILVEIRA, Júlia Gonçalves. Biblioteca
inclusiva?: repensando barreiras de acesso
aos deficientes físicos e visuais no Sistema de
Bibliotecas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

inclusão social
inclusão socialinclusão social
inclusão social
elisabatista7
 
1º aula inclusão , o que é
1º aula  inclusão , o que é1º aula  inclusão , o que é
1º aula inclusão , o que é
Elder Bergmann (thi)
 
Convenção comentada art.24 por rosita edler
Convenção comentada art.24   por rosita edlerConvenção comentada art.24   por rosita edler
Convenção comentada art.24 por rosita edler
Valeria de Oliveira
 
Praticas reflexoes acessibilidade_af
Praticas reflexoes acessibilidade_afPraticas reflexoes acessibilidade_af
Praticas reflexoes acessibilidade_af
Andy Bk
 
Seminário história da educação ciep
Seminário história da educação ciepSeminário história da educação ciep
Seminário história da educação ciep
Thiago Soledade
 
Projeto 2009 - Desenvolvimento
Projeto 2009 - DesenvolvimentoProjeto 2009 - Desenvolvimento
Projeto 2009 - Desenvolvimento
guestb7c0881
 

Mais procurados (6)

inclusão social
inclusão socialinclusão social
inclusão social
 
1º aula inclusão , o que é
1º aula  inclusão , o que é1º aula  inclusão , o que é
1º aula inclusão , o que é
 
Convenção comentada art.24 por rosita edler
Convenção comentada art.24   por rosita edlerConvenção comentada art.24   por rosita edler
Convenção comentada art.24 por rosita edler
 
Praticas reflexoes acessibilidade_af
Praticas reflexoes acessibilidade_afPraticas reflexoes acessibilidade_af
Praticas reflexoes acessibilidade_af
 
Seminário história da educação ciep
Seminário história da educação ciepSeminário história da educação ciep
Seminário história da educação ciep
 
Projeto 2009 - Desenvolvimento
Projeto 2009 - DesenvolvimentoProjeto 2009 - Desenvolvimento
Projeto 2009 - Desenvolvimento
 

Destaque

Cartilha ldb (1)
Cartilha ldb (1)Cartilha ldb (1)
Cartilha ldb (1)
maria carolina
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
Priscila Gomes
 
Educacion virtual
Educacion virtualEducacion virtual
Educacion virtual
eva Briceño Navarro
 
Simrat Sandhu Portfolio-for mobile phones
Simrat Sandhu Portfolio-for mobile phonesSimrat Sandhu Portfolio-for mobile phones
Simrat Sandhu Portfolio-for mobile phones
Simrat Sandhu
 
Tugas proyeksi vektor faperika unri msp 2015 azizah laily saragih 1504114954
Tugas proyeksi vektor faperika unri msp 2015 azizah laily saragih 1504114954Tugas proyeksi vektor faperika unri msp 2015 azizah laily saragih 1504114954
Tugas proyeksi vektor faperika unri msp 2015 azizah laily saragih 1504114954
azizahlailys
 
แบบโครงร่างโครงงาน
แบบโครงร่างโครงงานแบบโครงร่างโครงงาน
แบบโครงร่างโครงงาน
pimjee
 
Liderazgo nuevo
Liderazgo nuevoLiderazgo nuevo
Liderazgo nuevo
Blanca Morales
 
ISE475-HAP-PPT
ISE475-HAP-PPTISE475-HAP-PPT
ISE475-HAP-PPT
Yixuan Huang
 
ISE475-ENT-PPT
ISE475-ENT-PPTISE475-ENT-PPT
ISE475-ENT-PPT
Yixuan Huang
 
Everyads - EN (11)
Everyads - EN (11)Everyads - EN (11)
Everyads - EN (11)
Aleksey Mos
 
Presentacion liderazgo
Presentacion liderazgoPresentacion liderazgo
Presentacion liderazgo
Blanca Morales
 
Ppt liderazgo1
Ppt liderazgo1Ppt liderazgo1
Ppt liderazgo1
Blanca Morales
 
Herramienta google drive
Herramienta google driveHerramienta google drive
Herramienta google drive
Janeth Ramirez
 
The Bond between Quran and Science
The Bond between Quran and ScienceThe Bond between Quran and Science
The Bond between Quran and Science
M Rafi Khan
 
Deficiencia da biotinidase silvano
Deficiencia da biotinidase silvanoDeficiencia da biotinidase silvano
Deficiencia da biotinidase silvano
Silvano de Souza
 
Deficiência Intelectual
Deficiência IntelectualDeficiência Intelectual
Deficiência Intelectual
Edilene Sampaio
 
Br sesame guia
Br sesame guiaBr sesame guia
Br sesame guia
Nome Sobrenome
 
Deficiência visual
Deficiência visualDeficiência visual
Deficiência visual
wemerson viana
 
ใบงานแบบสำรวจและประวัติของ นางสาวพิมพ์พจี-ถาเมือง-ชั้น-ม-6
ใบงานแบบสำรวจและประวัติของ นางสาวพิมพ์พจี-ถาเมือง-ชั้น-ม-6ใบงานแบบสำรวจและประวัติของ นางสาวพิมพ์พจี-ถาเมือง-ชั้น-ม-6
ใบงานแบบสำรวจและประวัติของ นางสาวพิมพ์พจี-ถาเมือง-ชั้น-ม-6
pimjee
 
Deficiência Visual
Deficiência VisualDeficiência Visual
Deficiência Visual
GABRIELLE MAIA
 

Destaque (20)

Cartilha ldb (1)
Cartilha ldb (1)Cartilha ldb (1)
Cartilha ldb (1)
 
Educação inclusiva
Educação inclusivaEducação inclusiva
Educação inclusiva
 
Educacion virtual
Educacion virtualEducacion virtual
Educacion virtual
 
Simrat Sandhu Portfolio-for mobile phones
Simrat Sandhu Portfolio-for mobile phonesSimrat Sandhu Portfolio-for mobile phones
Simrat Sandhu Portfolio-for mobile phones
 
Tugas proyeksi vektor faperika unri msp 2015 azizah laily saragih 1504114954
Tugas proyeksi vektor faperika unri msp 2015 azizah laily saragih 1504114954Tugas proyeksi vektor faperika unri msp 2015 azizah laily saragih 1504114954
Tugas proyeksi vektor faperika unri msp 2015 azizah laily saragih 1504114954
 
แบบโครงร่างโครงงาน
แบบโครงร่างโครงงานแบบโครงร่างโครงงาน
แบบโครงร่างโครงงาน
 
Liderazgo nuevo
Liderazgo nuevoLiderazgo nuevo
Liderazgo nuevo
 
ISE475-HAP-PPT
ISE475-HAP-PPTISE475-HAP-PPT
ISE475-HAP-PPT
 
ISE475-ENT-PPT
ISE475-ENT-PPTISE475-ENT-PPT
ISE475-ENT-PPT
 
Everyads - EN (11)
Everyads - EN (11)Everyads - EN (11)
Everyads - EN (11)
 
Presentacion liderazgo
Presentacion liderazgoPresentacion liderazgo
Presentacion liderazgo
 
Ppt liderazgo1
Ppt liderazgo1Ppt liderazgo1
Ppt liderazgo1
 
Herramienta google drive
Herramienta google driveHerramienta google drive
Herramienta google drive
 
The Bond between Quran and Science
The Bond between Quran and ScienceThe Bond between Quran and Science
The Bond between Quran and Science
 
Deficiencia da biotinidase silvano
Deficiencia da biotinidase silvanoDeficiencia da biotinidase silvano
Deficiencia da biotinidase silvano
 
Deficiência Intelectual
Deficiência IntelectualDeficiência Intelectual
Deficiência Intelectual
 
Br sesame guia
Br sesame guiaBr sesame guia
Br sesame guia
 
Deficiência visual
Deficiência visualDeficiência visual
Deficiência visual
 
ใบงานแบบสำรวจและประวัติของ นางสาวพิมพ์พจี-ถาเมือง-ชั้น-ม-6
ใบงานแบบสำรวจและประวัติของ นางสาวพิมพ์พจี-ถาเมือง-ชั้น-ม-6ใบงานแบบสำรวจและประวัติของ นางสาวพิมพ์พจี-ถาเมือง-ชั้น-ม-6
ใบงานแบบสำรวจและประวัติของ นางสาวพิมพ์พจี-ถาเมือง-ชั้น-ม-6
 
Deficiência Visual
Deficiência VisualDeficiência Visual
Deficiência Visual
 

Semelhante a Deficiência visual

A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA ESCOLAS ESTADUAIS DE RORAIMA.doc
A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA ESCOLAS ESTADUAIS DE RORAIMA.docA EDUCAÇÃO ESPECIAL NA ESCOLAS ESTADUAIS DE RORAIMA.doc
A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA ESCOLAS ESTADUAIS DE RORAIMA.doc
Ezequias Guimaraes
 
O BIBLIOTECÁRIO COMO SER SOCIAL NO COMBATE AO ANALFABETISMO FUNCIONAL
O BIBLIOTECÁRIO COMO SER SOCIAL NO COMBATE AO ANALFABETISMO FUNCIONALO BIBLIOTECÁRIO COMO SER SOCIAL NO COMBATE AO ANALFABETISMO FUNCIONAL
O BIBLIOTECÁRIO COMO SER SOCIAL NO COMBATE AO ANALFABETISMO FUNCIONAL
Alessandra Aguiar
 
Disciplina Educação Especial no Brasil.pptx
Disciplina Educação Especial no Brasil.pptxDisciplina Educação Especial no Brasil.pptx
Disciplina Educação Especial no Brasil.pptx
ClaudiaStefaniadeAlm
 
Cultura e artes
Cultura e artesCultura e artes
Cultura e artes
EducacaoIntegralPTC
 
Projeto Escola Viva Construindo
Projeto Escola Viva ConstruindoProjeto Escola Viva Construindo
Projeto Escola Viva Construindo
asustecnologia
 
Bibliotecas escolares: o bibliotecário, seu papel e as urgências do tema - Pa...
Bibliotecas escolares: o bibliotecário, seu papel e as urgências do tema - Pa...Bibliotecas escolares: o bibliotecário, seu papel e as urgências do tema - Pa...
Bibliotecas escolares: o bibliotecário, seu papel e as urgências do tema - Pa...
Semana Biblioteconomia
 
Inclusao prof. de recurso aninha
Inclusao   prof. de recurso aninhaInclusao   prof. de recurso aninha
Inclusao prof. de recurso aninha
Aninha Ribeiro
 
Apresentação Neide Gomes - Projeto APAE/BCE-UnB
Apresentação Neide Gomes - Projeto APAE/BCE-UnBApresentação Neide Gomes - Projeto APAE/BCE-UnB
Apresentação Neide Gomes - Projeto APAE/BCE-UnB
semanadobibliotecario
 
A inclusão-da-pessoa-surda-especificidades-no-âmbito-educacional
A inclusão-da-pessoa-surda-especificidades-no-âmbito-educacionalA inclusão-da-pessoa-surda-especificidades-no-âmbito-educacional
A inclusão-da-pessoa-surda-especificidades-no-âmbito-educacional
Junior Sales
 
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM MOVIMENTO.pptx
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM MOVIMENTO.pptxALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM MOVIMENTO.pptx
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM MOVIMENTO.pptx
ThaiziHelena
 
Alfabetizar sem infantilizar(1)
Alfabetizar sem infantilizar(1)Alfabetizar sem infantilizar(1)
Alfabetizar sem infantilizar(1)
Prefeitura Municipal de Felipe Guerra
 
Gt 11 05_2010
Gt 11 05_2010Gt 11 05_2010
Gt 11 05_2010
Cristiano Silva
 
PIBIDIANOS_DA_UTFPR_MEDIANTE_A_EDUCAÇÃO_INCLUSIVA_COM_NEURODIVERGENTES,_DEFIC...
PIBIDIANOS_DA_UTFPR_MEDIANTE_A_EDUCAÇÃO_INCLUSIVA_COM_NEURODIVERGENTES,_DEFIC...PIBIDIANOS_DA_UTFPR_MEDIANTE_A_EDUCAÇÃO_INCLUSIVA_COM_NEURODIVERGENTES,_DEFIC...
PIBIDIANOS_DA_UTFPR_MEDIANTE_A_EDUCAÇÃO_INCLUSIVA_COM_NEURODIVERGENTES,_DEFIC...
GiulianeStauski
 
Políticas de Inclusão e Educação Bilíngue para Surdos
Políticas de Inclusão e Educação Bilíngue para SurdosPolíticas de Inclusão e Educação Bilíngue para Surdos
Políticas de Inclusão e Educação Bilíngue para Surdos
Danielle Souza
 
REDAÇÃO (1).pptx
REDAÇÃO (1).pptxREDAÇÃO (1).pptx
REDAÇÃO (1).pptx
AllanRodrigues886867
 
EJA
EJA EJA
Trabalho Psicologia da Educação.pptx
Trabalho Psicologia da Educação.pptxTrabalho Psicologia da Educação.pptx
Trabalho Psicologia da Educação.pptx
VictorHugoGuimares3
 
Regimento escolar bartolomeu bueno da silva 2010
Regimento escolar bartolomeu bueno da silva   2010Regimento escolar bartolomeu bueno da silva   2010
Regimento escolar bartolomeu bueno da silva 2010
Paulo Sérgio
 
Aeepauditiva
AeepauditivaAeepauditiva
Aeepauditiva
Nívea Viegas
 
LBI - saionara ok.pptx
LBI - saionara ok.pptxLBI - saionara ok.pptx
LBI - saionara ok.pptx
SaionaraPussenti1
 

Semelhante a Deficiência visual (20)

A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA ESCOLAS ESTADUAIS DE RORAIMA.doc
A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA ESCOLAS ESTADUAIS DE RORAIMA.docA EDUCAÇÃO ESPECIAL NA ESCOLAS ESTADUAIS DE RORAIMA.doc
A EDUCAÇÃO ESPECIAL NA ESCOLAS ESTADUAIS DE RORAIMA.doc
 
O BIBLIOTECÁRIO COMO SER SOCIAL NO COMBATE AO ANALFABETISMO FUNCIONAL
O BIBLIOTECÁRIO COMO SER SOCIAL NO COMBATE AO ANALFABETISMO FUNCIONALO BIBLIOTECÁRIO COMO SER SOCIAL NO COMBATE AO ANALFABETISMO FUNCIONAL
O BIBLIOTECÁRIO COMO SER SOCIAL NO COMBATE AO ANALFABETISMO FUNCIONAL
 
Disciplina Educação Especial no Brasil.pptx
Disciplina Educação Especial no Brasil.pptxDisciplina Educação Especial no Brasil.pptx
Disciplina Educação Especial no Brasil.pptx
 
Cultura e artes
Cultura e artesCultura e artes
Cultura e artes
 
Projeto Escola Viva Construindo
Projeto Escola Viva ConstruindoProjeto Escola Viva Construindo
Projeto Escola Viva Construindo
 
Bibliotecas escolares: o bibliotecário, seu papel e as urgências do tema - Pa...
Bibliotecas escolares: o bibliotecário, seu papel e as urgências do tema - Pa...Bibliotecas escolares: o bibliotecário, seu papel e as urgências do tema - Pa...
Bibliotecas escolares: o bibliotecário, seu papel e as urgências do tema - Pa...
 
Inclusao prof. de recurso aninha
Inclusao   prof. de recurso aninhaInclusao   prof. de recurso aninha
Inclusao prof. de recurso aninha
 
Apresentação Neide Gomes - Projeto APAE/BCE-UnB
Apresentação Neide Gomes - Projeto APAE/BCE-UnBApresentação Neide Gomes - Projeto APAE/BCE-UnB
Apresentação Neide Gomes - Projeto APAE/BCE-UnB
 
A inclusão-da-pessoa-surda-especificidades-no-âmbito-educacional
A inclusão-da-pessoa-surda-especificidades-no-âmbito-educacionalA inclusão-da-pessoa-surda-especificidades-no-âmbito-educacional
A inclusão-da-pessoa-surda-especificidades-no-âmbito-educacional
 
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM MOVIMENTO.pptx
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM MOVIMENTO.pptxALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM MOVIMENTO.pptx
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EM MOVIMENTO.pptx
 
Alfabetizar sem infantilizar(1)
Alfabetizar sem infantilizar(1)Alfabetizar sem infantilizar(1)
Alfabetizar sem infantilizar(1)
 
Gt 11 05_2010
Gt 11 05_2010Gt 11 05_2010
Gt 11 05_2010
 
PIBIDIANOS_DA_UTFPR_MEDIANTE_A_EDUCAÇÃO_INCLUSIVA_COM_NEURODIVERGENTES,_DEFIC...
PIBIDIANOS_DA_UTFPR_MEDIANTE_A_EDUCAÇÃO_INCLUSIVA_COM_NEURODIVERGENTES,_DEFIC...PIBIDIANOS_DA_UTFPR_MEDIANTE_A_EDUCAÇÃO_INCLUSIVA_COM_NEURODIVERGENTES,_DEFIC...
PIBIDIANOS_DA_UTFPR_MEDIANTE_A_EDUCAÇÃO_INCLUSIVA_COM_NEURODIVERGENTES,_DEFIC...
 
Políticas de Inclusão e Educação Bilíngue para Surdos
Políticas de Inclusão e Educação Bilíngue para SurdosPolíticas de Inclusão e Educação Bilíngue para Surdos
Políticas de Inclusão e Educação Bilíngue para Surdos
 
REDAÇÃO (1).pptx
REDAÇÃO (1).pptxREDAÇÃO (1).pptx
REDAÇÃO (1).pptx
 
EJA
EJA EJA
EJA
 
Trabalho Psicologia da Educação.pptx
Trabalho Psicologia da Educação.pptxTrabalho Psicologia da Educação.pptx
Trabalho Psicologia da Educação.pptx
 
Regimento escolar bartolomeu bueno da silva 2010
Regimento escolar bartolomeu bueno da silva   2010Regimento escolar bartolomeu bueno da silva   2010
Regimento escolar bartolomeu bueno da silva 2010
 
Aeepauditiva
AeepauditivaAeepauditiva
Aeepauditiva
 
LBI - saionara ok.pptx
LBI - saionara ok.pptxLBI - saionara ok.pptx
LBI - saionara ok.pptx
 

Último

Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 

Último (20)

Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 

Deficiência visual

  • 1. Bábara Gonçalves Jaqueline Viriato Jenifer Lino Shirley Fernandes  Direito  Prof: Vilmar de Carvalho
  • 2. REPENSANDO O ACESSO A UM DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DA CONSTITUIÇÃO COM ÊNFASE NA INCLUSÃO DE DEFICIENTES VISUAIS NAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS E DAS UNIVERSIDADES BRASILEIRAS.
  • 3. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.
  • 4. È sob uma ótica de inferioridade constitucional explícita que vemos, geralmente, no Brasil, como a educação é disponibilizada e conceituada na sociedade. Principalmente quando se observa o quesito da educação e o acesso á ela que os deficientes visuais possuem.
  • 5. ‘’O deficiente tem direito a que sejam levadas em conta suas necessidades particulares em todas as etapas do planejamento econômico e social’’.
  • 6. Quando os campos sociais se voltam para discutir a questão da inserção dos deficientes, logo surge a idéia de que nada impede que eles tenham uma vida plena e de se integrar ao sistema social, incluindo sua possibilidade de freqüência regular às universidades e bibliotecas. Isso ocorre em termos de discurso, pois a realidade desse “mundo perfeito”não existe – há prédios, ruas e estabelecimentos sem nenhuma infraestrutura que acomode ou agilize a vida dessas pessoas. Portanto, é sob uma ótica de inferioridade constitucional e de diferenciação explícita nas formas de tratamento que vemos, geralmente, no Brasil, serem considerados os portadores de deficiências.
  • 7. E é notório como os deficientes Visuais sofrem as consequencias de uma educação “fechada” e de difícil inclusão. Nas bibliotecas do Brasil há um grande déficit e descaso social quanto aos deficientes físicos e principalmente aos visuais.
  • 8. Contudo, não se pode deixar de citar e dar merecimento á alguns projetos de bibliotecas inclusivas no país:Sendo elas o Projeto "Dosvox/intervox" da UFRJ e o "Disque Braille"da USP. E é de suma importância que em nossos ideais elaboremos e pensemos em formas inclusivas e inovadoras para que as bibliotecas possam receber e fomentar o direito ao estudo e a sabedoria. *Desenvolver um acervo básico, constituído de publicações em braile, livro falado e outros materiais táteis, de modo a oferecer material didático adequado aos deficientes visuais. * Promover e instalar uma infra - estrutura adequada para a locomoção de deficientes visuais entre as estantes de livros.
  • 9. * Paralelamente, proceder à ampliação do serviço de leitura e gravação de textos/livros; * Instaurar bibliotecas Virtuais que sejam em áudio com um grande acervo literário para facilitar as pesquisas estudantis e os inserido no mundo virtual. * Treinamento de pessoal docente, técnico e de apoio para o atendimento desse público.
  • 10. Referências bibliográficas GUIMARÃES, Marcelo Pinto. Construir para ir e vir. Belo Horizonte, Coordenadoria de Apoio ao Deficiente, 1985. SILVEIRA, Júlia Gonçalves. Biblioteca inclusiva?: repensando barreiras de acesso aos deficientes físicos e visuais no Sistema de Bibliotecas.