SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
2
SENAI Mario Amato - Técnico de química
2QA
Cosméticos
São Bernardo do Campo, 05 de fevereiro de 2015
3
Cosméticos
Gabriela Fernanda
Rebecca Henrique
Laura Andrade
Leticia Elias
Pesquisa relacionada a Operações Uni-
tárias para o professor Reinaldo.
4
Sumário
Introdução................................................................................5
Desenvolvimento
1. Cosméticos.................................................................6
2. O perfume..................................................................7
3. Matérias-primas para fabricação do perfume..........8
4. Operações unitárias – perfume.................................11
5. Conclusão....................................................................12
6. Referências..................................................................13
5
Introdução
Com base em estudos sobre operações unitárias realizados em sala de aula e
pesquisas feitas em livros e sites este trabalho apresentará algumas
informações sobre Cosméticos. O principal produto da indústria de cosméticos
que será citado é o perfume.
O cosmético, é utilizado por muitas pessoas hoje em dia, tanto para a sua
estética ou até mesmo por cuidados necessários que o corpo precisa.
O perfume, é um grande exemplo de cosmético, onde para ser fabricado,
passa-se por vários processos até chegar ao seu produto final.É composta
muitas vezes por misturas de óleos essências, álcool e água, que se resulta na
fragrância que o perfume terá.
Passa-se por vários tipos de procedimento, como a destilação, absorção,
extrações e aqueles perfumes que tem a fragrância de flores, antes elas são
armazenadas em um enflurage.
O objetivo deste trabalho é nos familiarizarmos com as operações unitárias que
ocorrem durante a fabricação de produtos na indústria de cosméticos.
6
1. Cosmético
“Cosmético” é o nome usado para definir nome de ingredientes que são
utilizados para chegar até a matéria prima, muito diferente de "cosmética" que
seria a área onde é focada nos cuidados de beleza humana.
Na produção de perfume, são passados vários processamentos, onde uns
deles seria a passagem da matéria, na destilação, onde a matéria prima são
evaporadas, logo em seguida o perfume é coletado em um tudo de vidro, para
ser condensado, depois colocada em um frasco onde o óleo essencial
naturalmente sobe até o topo. Ou até mesmo a absorção, onde são
impregnadas de gorduras ou óleos aquecidos, filtrada através de tecido para
obter sólido perfumado e logo após o sólido é lavado com o álcool.
No processo de enfleurage, as flores são colocadas em caixas, onde a gordura
é "lavada" em álcool e logo após , a purificação do óleo essencial. Já na
extração, o solvente extrai óleos essenciais, dissolve a matéria vegetal,
deixando um óleo do tipo cera, e logo após, o óleo evapora
Cosméticos -> Definição: Nome dos ingredientes que são usados com o
objetivo final de conservar a pele ,corpo ,cabelo e ate deixar o corpo mais
atraente e até diminuir algumas imperfeições.
Cosmética -> Definição : é uma área relacionada com cuidados de beleza,
relacionado com a beleza humana.
Perfume: Processo do perfume -> coleta da matéria prima para a descoberta
da fragrância, é estabelecido o tipo de processo pelo qual ela vai passar, o qual
pode ser destilação, absorção ou extração e o menos usado hoje em dia o
enfleurage.
7
2. O perfume
Talvez você, como eu, um dia se perguntou como é feito um perfume. Como
são arranjados os elementos que , combinados, tornam o conteúdo destes
frascos maravilhosos tão sedutores, e tão particulares? Por que mesmas
matérias primas conseguem criar fragrâncias tão diferentes entre si? Por que
alguns perfumes são mais suaves que outros? Existem livros sobre o assunto,
e também sites que podem esclarecer um pouco mais, entretanto, aqui você
encontrará algumas respostas.
Criação
A extração dos aromas das flores, frutas, plantas, madeiras e outras matérias
primas, é a primeira etapa na longa trajetória de um perfume, desde os
elementos de sua essência, até a prateleira da perfumaria. As matérias primas
mais exóticas e as mais populares vêm de diversos lugares, e não é preciso
dizer, quanto mais rara, maior é seu preço. Por exemplo, o oud, um tipo de
madeira mofada dificílima de extrair das florestas do oriente, produz um óleo
que é quase duas vezes o preço do grama de ouro!
Existe uma série de maneiras de extração das essências:
destilação,enfleurage, maceração, filtragem, etc. Atualmente, devido à grande
demanda de perfumes no mundo, a produção de muitas matérias primas
naturais tornou-se insuficiente, aumentando o preço mesmo das matérias
primas mais populares (sabia que para obter um quilo de essência derosas,
utilizam-se cerca de duas toneladas das pétalas da flor?) e muitas são
compostos sintéticos, criados em laboratório, mas que apresentam os
mesmos resultados das essências naturais.
Mas não basta termos as essências, é preciso um profisssional que saiba
mesclar estes elementos com maestria: o Nariz ou Nez. Para ser um Nez, é
preciso uma memória olfativa qualificada e sensibilidade para aromas. Seu
trabalho é como o de um alquimista, ou cozinheiro, juntando essências para
produzir o mais perfeito perfume possível. Assim, chega-se a uma fragrância.
A elaboração da fórmula de um perfume pode levar de 6 meses até 2 anos.
Portanto, a criação de um perfume inicia com a busca das matérias primas
utilizadas, que são harmonizadas por um especialista, o Nez; e ainda, do
talento dos designer do frasco e dos criadores do nome do perfume, que
devem, ambos, refletir a essência do aroma daquela fragrância.
8
3. Matérias – primas para fabricação do perfume
O Nez deve , numa fragrância, administrar os aromas de cerca de 300
substâncias diferentes, que é a média das essências e
aromaquímicos (aromachemicals) de um perfume, hoje em dia. Para isso, tem
à sua disposição, para escolha do aroma, aproximadamente 300 essências
naturais e quase 2000 sintéticas, sendo que cada uma dessas essências tem
seu próprio teor de evaporação e reação.
Um perfume, do gênero mais comercial, como o que comumente encontramos
nas perfumarias, é composto por:
Água:esta deve ser submetidas a deionização, para assegurar a ausência de
partículas ou íons que podem vir a interferir no aroma.
Álcool:deve ser álcool etílico, de máxima pureza e transparência total e submetido a
filtros que asseguram a ausência de qualquer partícula. Constitui o suporte do
perfume, devido a sua neutralidade, é o veículo condutor da fragrância.
Absoluto (ouEssência): é a concentração mais pura da matéria prima, ou seja, da flor,
da madeira, de frutas, etc. Dentro da essência, há uma grande variedade de matérias
primas naturais que podem ser usadas, tais como:
Flores: rosa, jasmim, gardênia, gerânio, violeta, lírio, ylang ylang, etc.
Ervas aromáticas: tomilho, alecrim, menta, basílico, coriandro, etc.
Frutas cítricas: cascas de limão, laranja, bergamota, tangerina, etc.
Madeiras: cascas de árvores, raízes ou ramos, cedro, sândalo, canela,bétula,
etc.
Folhas: patchouli, vetiver, etc.
Resinas: gálbano, benjoin, opoponax, mirra, incenso.
Além dessas principais, existem muitas outras. Temos também, como já foi
dito, as matérias primas sintéticas, que são criadas em laboratório.
Obviamente, hoje em dia o uso de matéria prima natural em perfumaria não
artesanal é muito reduzida, devido a alta volatilidade da qualidade destes
elementos e de uma série de regulações. Você sabia que Thierry Mugler
Angel, o famoso perfume, tem somente um óleo essencial natural em sua
composição, o patchouli?
ESTRUTURA
A ideia é que um perfume evole os aromas em sequência, e não de uma vez
só. Ou seja, durante o processo de evaporação, seja na pele ou no próprio
frasco, a fragrância deve passar por uma série de mudanças sutis e, de
preferência, harmoniosas. É este processo que a perfumaria trata com a
denominação de “notas olfativas”.
9
São três:
Notas de Cabeça
É volátil, dura alguns minutos apenas, é a primeira impressão da fragrância,
sua alma. Normalmente, aromas mais frescos, como os citricos, que por
natureza são mais voláteis, desprendem-se primeiro, no conjunto de um aroma.
Notas de Coração
É liberado em seguida e denota sua personalidade, é onde se encontram as
principais essências, é o corpo da fragrância. Este é o cheiro que as pessoas
vão sentir mais, quando se aproximam de quem usa o perfume, por isso, para
muitos, é considerado o mais importante.
Notas de fundo
É onde se encontram os elementos fixadores, que conferem peso, calor, e
indicam o tempo de duração na pele. Normalmente são especiarias, resinas e
madeiras que conferem esta capacidade, e que podem ser sentidos neste
estágio da evaporação.
A impressão olfativa é independente em cada ser humano, mas alguns aromas
evocam as mesmas sensações na maioria de nós. A combinação destes
elementos num bom perfume deve caracterizar-se por uma sensação de
unidade ( a harmonia), e a evolução da “queima” dos aromas das notas de
cabeça, de coração e de fundo, uma experiência linear e agradável.
Classificação
A maioria dos perfumes podem ser agrupados em famílias olfativas. Cada
família é característica por uma nota olfativa dominante.
Amadeirados: com acordes dominantes baseados em madeira, tais como
sândalo, pau rosa, cedro, etc.
Aldeídicos: notas sintéticas picantes. Costumam ter nuances muito penetrantes,
valorizando florais e cítricos. Desvanecem para aromas talcados na maioria
das vezes, entretanto são conhecidos por sua abertura esfuziante e química,
bastante característica.
Almiscarados: aromas animálicos baseados em secreções animais, como
o almíscar natural ou sintético, castoreum, civet,ambergris e outros aromas que
realçam o aroma morno e sensual da pele. Hoje em dia majoritariamente
sintéticos. Alguns aromas almiscarados são encontrados em plantas, como
o ambrette por exemplo.
10
Florais: notas olfativas dominante de flores. Alguns podem ser soliflore quando
criados com apenas uma flor. Outros se utilizam de bouquets, que incluem
variedades distintas de flores harmonizando-se entre si.
Verdes (Vert): a fragrância inicial lembra folhagem amassada. São perfumes
frescos, jovens, vivificantes.
Aquáticos: caracterizados pelo uso de sintéticos que simulam o aroma de água
fresca ou oceano. Geralmente refrescante. Pode ser ou não um marine (que
caracteriza-se por adicionar acordes levemente salgados, que lembrem algas,
e que não tem um apelo especificamente refrescante como os aquáticos
puros).
Chypre: sua denominação provém de uma combinação de cítricos
proeminentes, flores (normalmente rosas) e de um fundo quente
de musgo de carvalho e madeiras (recentemente mais e mais substituído pelo
patchuli). Priorizam um contraste entre o cítrico, floral e “amargo” ou
adstringente.
Orientais: perfumes fortes, sensuais, com base âmbar e baunilha. Presença de
especiarias, incenso, fava tonka, resinas ou orquídeas.
Couro: aromas dominantes de couro, suede, camurça. Normalmente aromas
adicionais ao tratamento do couro como o óleo de bétula, e até o castoreum,
são usados para chegar a este aroma que associamos ao couro.
Frutal: aromas dominantes de frutas não cítricas.
Spicy: com especiarias, notas picantes e penetrantes como cravo, canela, noz
moscada, cominho, pimentas em grão.
Herbais ou Aromáticos: à base de ervas frescas como tomilho, manjericão, erva-
doce, lavanda e outras.
Fougère: significa samambaia, em francês, e simula especificamente uma
combinação de aromáticos, musgo e madeiras, com nuances doces de fava
tonka.
Cítricas (ou ainda, hespérides): dominantes cítricas como limão, lima, laranja,
bergamota, tangerina e outras.
Aromas de sobremesas e patisserie, tais como cookies, caramelo, chocolate,
pralines, cupcakes, creme brulée mousses, sorbets etc. Também envolvem
aromas não doces que relacionam-se com bebidas alcoólicas ou comidas,
11
Concentração
Parfum
Forma mais “pura” comercializada. Produto que contém em média 15 a 20% de
absolutos (pode chegar a 40%, mas é muito raro), utiliza normalment o alcool
96° e dura aproximadamente 12h ou mais na pele. Muitas vezes não usa água
como diluente. Hoje em dia são muito incomuns, devido ao alto preço.
EDP - eau de parfum: intermediário entre o parfum e as EDT. Essência na
composição:10 a 15% alcool: 90° duração na pele: de 06 a 08h
EDT eau de toilette: base modificada para exalar as notas mais frescas. Sua
graduação alcoólica e concentração variam de acordo com o fabricante.
Essência: 05 a 10% alcool: cerca de 80° duração na pele: 04 a 06h
EDC - eau de cologne: base mais simplificada e acrescida de notas mais frescas
Essência: 03 a 05% alcool: 80° duração média: 02h
EDS - eau de splash: base refrescante Essência: menos que 01% alcool:
80°Duração : menos de 02h
4. Operações unitárias - perfume
Destilação: No método de destilação, as matérias-primas são evaporadas. À
medida que o vapor sobe, o perfume é coletado num tubo de vidro, onde se
condensa a mistura à medida em que resfria. A mistura é, então, colocada em
um frasco de onde o óleo essencial naturalmente sobe para o topo e é retirada
para a utilização no perfume.
Absorção: a absorção é usada para as matérias-primas que não conseguem
resistir ao calor do processo de destilação. Elas são impregnadas de gorduras
ou óleos aquecidos, em seguida, filtrada através de tecido para obter o sólido
perfumado. O sólido é então lavado com álcool. Quando a gordura é removida,
o álcool perfumado permanece.
Extração: a fragrância também é desenhada quando a matéria vegetal e
solventes voláteis são combinados num tanque de rotação. O solvente extrai os
óleos essenciais e dissolve a matéria vegetal, deixando um óleo do tipo cera.
Uma vez que o óleo tenha evaporado, uma pasta de perfume permanece.
Na técnica enfleurage, as flores são colocadas em caixas e tapadas com uma
placa coberta de gordura vegeral.
12
A gordura não toca nas pétalas, mas retém todo o seu perfume.
Após algum tempo, essa gordura é "lavada" em álcool. Depois, é feita a
purificação do óleo essencial. Essa técnica era muito utilizada na fabricação
dos perfumes franceses mas foi deixada para tras em 2002 por seu alto custo.
Conclusão
Com esse trabalho concluiu-se que não só na produção do perfume mas como
tudo que é produzido na área industrial passa por diversos processos unitário e
como exemplo disso,podemos citar a destilação,condensação, absorção e
extração no processo de produção do perfume. Essas etapas são
indispensáveis para o resultado final ser satisfatório.
13
Referências
http://condigital.cursosccead.net – Acesso em 30/01/15, as 10:15
http://www.ehow.com.br - Acesso em 30/01/15
http://economia.uol.com.br – Acesso em 30/01/15
http://lojaduperfume.com.br – Acesso em 30/01/15
http://www.significados.com.br – Acesso em 30/01/15
http://www.parana-online.com.br – Acesso em 30/01/15
Livro como fazer perfume / Autor: Diamantino F. Trindade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fabricação de perfumes. Marcio Lobão
Fabricação de perfumes. Marcio LobãoFabricação de perfumes. Marcio Lobão
Fabricação de perfumes. Marcio Lobão
lojathipos
 
Perfume receitas. Marcio Lobão
Perfume receitas. Marcio LobãoPerfume receitas. Marcio Lobão
Perfume receitas. Marcio Lobão
Marcio Lobão
 

Mais procurados (6)

Fabricação de perfumes. Marcio Lobão
Fabricação de perfumes. Marcio LobãoFabricação de perfumes. Marcio Lobão
Fabricação de perfumes. Marcio Lobão
 
Perfume receitas. Marcio Lobão
Perfume receitas. Marcio LobãoPerfume receitas. Marcio Lobão
Perfume receitas. Marcio Lobão
 
Fragrancias Informacoes
Fragrancias InformacoesFragrancias Informacoes
Fragrancias Informacoes
 
Faça e venda curso de sabonetes
Faça e venda   curso de sabonetesFaça e venda   curso de sabonetes
Faça e venda curso de sabonetes
 
Quem são Espirito Bird e Escentric Molecules Perfume?
Quem são Espirito Bird e Escentric Molecules Perfume?Quem são Espirito Bird e Escentric Molecules Perfume?
Quem são Espirito Bird e Escentric Molecules Perfume?
 
Catálogo Esika Agosto 2012
Catálogo Esika Agosto 2012Catálogo Esika Agosto 2012
Catálogo Esika Agosto 2012
 

Semelhante a Cosméticos 2 qa

14646177 aromaterapia1
14646177 aromaterapia114646177 aromaterapia1
14646177 aromaterapia1
kennyaeduardo
 
Fabricação de perfumes, Aromatizador de Ambiente,Sabonete Líquido, Detergente...
Fabricação de perfumes, Aromatizador de Ambiente,Sabonete Líquido, Detergente...Fabricação de perfumes, Aromatizador de Ambiente,Sabonete Líquido, Detergente...
Fabricação de perfumes, Aromatizador de Ambiente,Sabonete Líquido, Detergente...
marciolobao
 
Perfume: Um aroma divino.
Perfume: Um aroma divino.Perfume: Um aroma divino.
Perfume: Um aroma divino.
Cluqui
 

Semelhante a Cosméticos 2 qa (20)

1111360197.pdf
1111360197.pdf1111360197.pdf
1111360197.pdf
 
Treinamento de perfumaria.pdf
Treinamento de perfumaria.pdfTreinamento de perfumaria.pdf
Treinamento de perfumaria.pdf
 
Projeto perfume.pptx
Projeto perfume.pptxProjeto perfume.pptx
Projeto perfume.pptx
 
14646177 aromaterapia1
14646177 aromaterapia114646177 aromaterapia1
14646177 aromaterapia1
 
Guia completo-da-aromaterapia v1
Guia completo-da-aromaterapia v1Guia completo-da-aromaterapia v1
Guia completo-da-aromaterapia v1
 
Fabricação de perfumes, Aromatizador de Ambiente,Sabonete Líquido, Detergente...
Fabricação de perfumes, Aromatizador de Ambiente,Sabonete Líquido, Detergente...Fabricação de perfumes, Aromatizador de Ambiente,Sabonete Líquido, Detergente...
Fabricação de perfumes, Aromatizador de Ambiente,Sabonete Líquido, Detergente...
 
Word cosméticos
Word  cosméticosWord  cosméticos
Word cosméticos
 
Artigo 1
Artigo 1Artigo 1
Artigo 1
 
e book+oshadhi
 e book+oshadhi e book+oshadhi
e book+oshadhi
 
Perfume: Um aroma divino.
Perfume: Um aroma divino.Perfume: Um aroma divino.
Perfume: Um aroma divino.
 
Brasil aromaticos
Brasil aromaticosBrasil aromaticos
Brasil aromaticos
 
E book-poder-oleos-essenciais-atualizado
E book-poder-oleos-essenciais-atualizadoE book-poder-oleos-essenciais-atualizado
E book-poder-oleos-essenciais-atualizado
 
Workshop Aromatizadores
Workshop AromatizadoresWorkshop Aromatizadores
Workshop Aromatizadores
 
Apostila de-perfumes
Apostila de-perfumes Apostila de-perfumes
Apostila de-perfumes
 
Cosméticos 2 qa
Cosméticos 2 qaCosméticos 2 qa
Cosméticos 2 qa
 
COSMETOLOGIA PARTE 2 PERFUMARIA(1).pptx
COSMETOLOGIA PARTE 2 PERFUMARIA(1).pptxCOSMETOLOGIA PARTE 2 PERFUMARIA(1).pptx
COSMETOLOGIA PARTE 2 PERFUMARIA(1).pptx
 
Livreto aromaterapia
Livreto aromaterapiaLivreto aromaterapia
Livreto aromaterapia
 
Hidrolatos O guia completo
Hidrolatos O guia completoHidrolatos O guia completo
Hidrolatos O guia completo
 
Projeto 2017
Projeto 2017Projeto 2017
Projeto 2017
 
aromaterapia.pdf
aromaterapia.pdfaromaterapia.pdf
aromaterapia.pdf
 

Mais de Cristyan Ribeiro

Mais de Cristyan Ribeiro (20)

Separação magnetica 1
Separação magnetica 1Separação magnetica 1
Separação magnetica 1
 
Separação magnetica2
Separação magnetica2Separação magnetica2
Separação magnetica2
 
Separação magnetica1
Separação magnetica1Separação magnetica1
Separação magnetica1
 
Separação de misturas sublimação
Separação de misturas sublimaçãoSeparação de misturas sublimação
Separação de misturas sublimação
 
Senai2
Senai2Senai2
Senai2
 
Senai2
Senai2Senai2
Senai2
 
Senai mario amato
Senai mario amatoSenai mario amato
Senai mario amato
 
Reposição de conteúdo bruno luz 2 qa
Reposição de conteúdo bruno luz 2 qaReposição de conteúdo bruno luz 2 qa
Reposição de conteúdo bruno luz 2 qa
 
DESTILAÇÃO ALCOOL
DESTILAÇÃO ALCOOLDESTILAÇÃO ALCOOL
DESTILAÇÃO ALCOOL
 
OPU
OPUOPU
OPU
 
Petrquimica
PetrquimicaPetrquimica
Petrquimica
 
Peneiramento
PeneiramentoPeneiramento
Peneiramento
 
Opu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separaçãoOpu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separação
 
Opu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separaçãoOpu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separação
 
Opu
OpuOpu
Opu
 
Opu transformações mecânicas dos plásticos
Opu   transformações mecânicas dos plásticosOpu   transformações mecânicas dos plásticos
Opu transformações mecânicas dos plásticos
 
Framaceutica (2)
Framaceutica (2)Framaceutica (2)
Framaceutica (2)
 
Filtração 2 qa-
Filtração 2 qa-Filtração 2 qa-
Filtração 2 qa-
 
Filtração
FiltraçãoFiltração
Filtração
 
OPERAÇÕES UNITARIAS
OPERAÇÕES UNITARIASOPERAÇÕES UNITARIAS
OPERAÇÕES UNITARIAS
 

Último

clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
LuanaAlves940822
 

Último (20)

prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e SenegalTrabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
Trabalho sobre as diferenças demograficas entre EUA e Senegal
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 

Cosméticos 2 qa

  • 1. 2 SENAI Mario Amato - Técnico de química 2QA Cosméticos São Bernardo do Campo, 05 de fevereiro de 2015
  • 2. 3 Cosméticos Gabriela Fernanda Rebecca Henrique Laura Andrade Leticia Elias Pesquisa relacionada a Operações Uni- tárias para o professor Reinaldo.
  • 3. 4 Sumário Introdução................................................................................5 Desenvolvimento 1. Cosméticos.................................................................6 2. O perfume..................................................................7 3. Matérias-primas para fabricação do perfume..........8 4. Operações unitárias – perfume.................................11 5. Conclusão....................................................................12 6. Referências..................................................................13
  • 4. 5 Introdução Com base em estudos sobre operações unitárias realizados em sala de aula e pesquisas feitas em livros e sites este trabalho apresentará algumas informações sobre Cosméticos. O principal produto da indústria de cosméticos que será citado é o perfume. O cosmético, é utilizado por muitas pessoas hoje em dia, tanto para a sua estética ou até mesmo por cuidados necessários que o corpo precisa. O perfume, é um grande exemplo de cosmético, onde para ser fabricado, passa-se por vários processos até chegar ao seu produto final.É composta muitas vezes por misturas de óleos essências, álcool e água, que se resulta na fragrância que o perfume terá. Passa-se por vários tipos de procedimento, como a destilação, absorção, extrações e aqueles perfumes que tem a fragrância de flores, antes elas são armazenadas em um enflurage. O objetivo deste trabalho é nos familiarizarmos com as operações unitárias que ocorrem durante a fabricação de produtos na indústria de cosméticos.
  • 5. 6 1. Cosmético “Cosmético” é o nome usado para definir nome de ingredientes que são utilizados para chegar até a matéria prima, muito diferente de "cosmética" que seria a área onde é focada nos cuidados de beleza humana. Na produção de perfume, são passados vários processamentos, onde uns deles seria a passagem da matéria, na destilação, onde a matéria prima são evaporadas, logo em seguida o perfume é coletado em um tudo de vidro, para ser condensado, depois colocada em um frasco onde o óleo essencial naturalmente sobe até o topo. Ou até mesmo a absorção, onde são impregnadas de gorduras ou óleos aquecidos, filtrada através de tecido para obter sólido perfumado e logo após o sólido é lavado com o álcool. No processo de enfleurage, as flores são colocadas em caixas, onde a gordura é "lavada" em álcool e logo após , a purificação do óleo essencial. Já na extração, o solvente extrai óleos essenciais, dissolve a matéria vegetal, deixando um óleo do tipo cera, e logo após, o óleo evapora Cosméticos -> Definição: Nome dos ingredientes que são usados com o objetivo final de conservar a pele ,corpo ,cabelo e ate deixar o corpo mais atraente e até diminuir algumas imperfeições. Cosmética -> Definição : é uma área relacionada com cuidados de beleza, relacionado com a beleza humana. Perfume: Processo do perfume -> coleta da matéria prima para a descoberta da fragrância, é estabelecido o tipo de processo pelo qual ela vai passar, o qual pode ser destilação, absorção ou extração e o menos usado hoje em dia o enfleurage.
  • 6. 7 2. O perfume Talvez você, como eu, um dia se perguntou como é feito um perfume. Como são arranjados os elementos que , combinados, tornam o conteúdo destes frascos maravilhosos tão sedutores, e tão particulares? Por que mesmas matérias primas conseguem criar fragrâncias tão diferentes entre si? Por que alguns perfumes são mais suaves que outros? Existem livros sobre o assunto, e também sites que podem esclarecer um pouco mais, entretanto, aqui você encontrará algumas respostas. Criação A extração dos aromas das flores, frutas, plantas, madeiras e outras matérias primas, é a primeira etapa na longa trajetória de um perfume, desde os elementos de sua essência, até a prateleira da perfumaria. As matérias primas mais exóticas e as mais populares vêm de diversos lugares, e não é preciso dizer, quanto mais rara, maior é seu preço. Por exemplo, o oud, um tipo de madeira mofada dificílima de extrair das florestas do oriente, produz um óleo que é quase duas vezes o preço do grama de ouro! Existe uma série de maneiras de extração das essências: destilação,enfleurage, maceração, filtragem, etc. Atualmente, devido à grande demanda de perfumes no mundo, a produção de muitas matérias primas naturais tornou-se insuficiente, aumentando o preço mesmo das matérias primas mais populares (sabia que para obter um quilo de essência derosas, utilizam-se cerca de duas toneladas das pétalas da flor?) e muitas são compostos sintéticos, criados em laboratório, mas que apresentam os mesmos resultados das essências naturais. Mas não basta termos as essências, é preciso um profisssional que saiba mesclar estes elementos com maestria: o Nariz ou Nez. Para ser um Nez, é preciso uma memória olfativa qualificada e sensibilidade para aromas. Seu trabalho é como o de um alquimista, ou cozinheiro, juntando essências para produzir o mais perfeito perfume possível. Assim, chega-se a uma fragrância. A elaboração da fórmula de um perfume pode levar de 6 meses até 2 anos. Portanto, a criação de um perfume inicia com a busca das matérias primas utilizadas, que são harmonizadas por um especialista, o Nez; e ainda, do talento dos designer do frasco e dos criadores do nome do perfume, que devem, ambos, refletir a essência do aroma daquela fragrância.
  • 7. 8 3. Matérias – primas para fabricação do perfume O Nez deve , numa fragrância, administrar os aromas de cerca de 300 substâncias diferentes, que é a média das essências e aromaquímicos (aromachemicals) de um perfume, hoje em dia. Para isso, tem à sua disposição, para escolha do aroma, aproximadamente 300 essências naturais e quase 2000 sintéticas, sendo que cada uma dessas essências tem seu próprio teor de evaporação e reação. Um perfume, do gênero mais comercial, como o que comumente encontramos nas perfumarias, é composto por: Água:esta deve ser submetidas a deionização, para assegurar a ausência de partículas ou íons que podem vir a interferir no aroma. Álcool:deve ser álcool etílico, de máxima pureza e transparência total e submetido a filtros que asseguram a ausência de qualquer partícula. Constitui o suporte do perfume, devido a sua neutralidade, é o veículo condutor da fragrância. Absoluto (ouEssência): é a concentração mais pura da matéria prima, ou seja, da flor, da madeira, de frutas, etc. Dentro da essência, há uma grande variedade de matérias primas naturais que podem ser usadas, tais como: Flores: rosa, jasmim, gardênia, gerânio, violeta, lírio, ylang ylang, etc. Ervas aromáticas: tomilho, alecrim, menta, basílico, coriandro, etc. Frutas cítricas: cascas de limão, laranja, bergamota, tangerina, etc. Madeiras: cascas de árvores, raízes ou ramos, cedro, sândalo, canela,bétula, etc. Folhas: patchouli, vetiver, etc. Resinas: gálbano, benjoin, opoponax, mirra, incenso. Além dessas principais, existem muitas outras. Temos também, como já foi dito, as matérias primas sintéticas, que são criadas em laboratório. Obviamente, hoje em dia o uso de matéria prima natural em perfumaria não artesanal é muito reduzida, devido a alta volatilidade da qualidade destes elementos e de uma série de regulações. Você sabia que Thierry Mugler Angel, o famoso perfume, tem somente um óleo essencial natural em sua composição, o patchouli? ESTRUTURA A ideia é que um perfume evole os aromas em sequência, e não de uma vez só. Ou seja, durante o processo de evaporação, seja na pele ou no próprio frasco, a fragrância deve passar por uma série de mudanças sutis e, de preferência, harmoniosas. É este processo que a perfumaria trata com a denominação de “notas olfativas”.
  • 8. 9 São três: Notas de Cabeça É volátil, dura alguns minutos apenas, é a primeira impressão da fragrância, sua alma. Normalmente, aromas mais frescos, como os citricos, que por natureza são mais voláteis, desprendem-se primeiro, no conjunto de um aroma. Notas de Coração É liberado em seguida e denota sua personalidade, é onde se encontram as principais essências, é o corpo da fragrância. Este é o cheiro que as pessoas vão sentir mais, quando se aproximam de quem usa o perfume, por isso, para muitos, é considerado o mais importante. Notas de fundo É onde se encontram os elementos fixadores, que conferem peso, calor, e indicam o tempo de duração na pele. Normalmente são especiarias, resinas e madeiras que conferem esta capacidade, e que podem ser sentidos neste estágio da evaporação. A impressão olfativa é independente em cada ser humano, mas alguns aromas evocam as mesmas sensações na maioria de nós. A combinação destes elementos num bom perfume deve caracterizar-se por uma sensação de unidade ( a harmonia), e a evolução da “queima” dos aromas das notas de cabeça, de coração e de fundo, uma experiência linear e agradável. Classificação A maioria dos perfumes podem ser agrupados em famílias olfativas. Cada família é característica por uma nota olfativa dominante. Amadeirados: com acordes dominantes baseados em madeira, tais como sândalo, pau rosa, cedro, etc. Aldeídicos: notas sintéticas picantes. Costumam ter nuances muito penetrantes, valorizando florais e cítricos. Desvanecem para aromas talcados na maioria das vezes, entretanto são conhecidos por sua abertura esfuziante e química, bastante característica. Almiscarados: aromas animálicos baseados em secreções animais, como o almíscar natural ou sintético, castoreum, civet,ambergris e outros aromas que realçam o aroma morno e sensual da pele. Hoje em dia majoritariamente sintéticos. Alguns aromas almiscarados são encontrados em plantas, como o ambrette por exemplo.
  • 9. 10 Florais: notas olfativas dominante de flores. Alguns podem ser soliflore quando criados com apenas uma flor. Outros se utilizam de bouquets, que incluem variedades distintas de flores harmonizando-se entre si. Verdes (Vert): a fragrância inicial lembra folhagem amassada. São perfumes frescos, jovens, vivificantes. Aquáticos: caracterizados pelo uso de sintéticos que simulam o aroma de água fresca ou oceano. Geralmente refrescante. Pode ser ou não um marine (que caracteriza-se por adicionar acordes levemente salgados, que lembrem algas, e que não tem um apelo especificamente refrescante como os aquáticos puros). Chypre: sua denominação provém de uma combinação de cítricos proeminentes, flores (normalmente rosas) e de um fundo quente de musgo de carvalho e madeiras (recentemente mais e mais substituído pelo patchuli). Priorizam um contraste entre o cítrico, floral e “amargo” ou adstringente. Orientais: perfumes fortes, sensuais, com base âmbar e baunilha. Presença de especiarias, incenso, fava tonka, resinas ou orquídeas. Couro: aromas dominantes de couro, suede, camurça. Normalmente aromas adicionais ao tratamento do couro como o óleo de bétula, e até o castoreum, são usados para chegar a este aroma que associamos ao couro. Frutal: aromas dominantes de frutas não cítricas. Spicy: com especiarias, notas picantes e penetrantes como cravo, canela, noz moscada, cominho, pimentas em grão. Herbais ou Aromáticos: à base de ervas frescas como tomilho, manjericão, erva- doce, lavanda e outras. Fougère: significa samambaia, em francês, e simula especificamente uma combinação de aromáticos, musgo e madeiras, com nuances doces de fava tonka. Cítricas (ou ainda, hespérides): dominantes cítricas como limão, lima, laranja, bergamota, tangerina e outras. Aromas de sobremesas e patisserie, tais como cookies, caramelo, chocolate, pralines, cupcakes, creme brulée mousses, sorbets etc. Também envolvem aromas não doces que relacionam-se com bebidas alcoólicas ou comidas,
  • 10. 11 Concentração Parfum Forma mais “pura” comercializada. Produto que contém em média 15 a 20% de absolutos (pode chegar a 40%, mas é muito raro), utiliza normalment o alcool 96° e dura aproximadamente 12h ou mais na pele. Muitas vezes não usa água como diluente. Hoje em dia são muito incomuns, devido ao alto preço. EDP - eau de parfum: intermediário entre o parfum e as EDT. Essência na composição:10 a 15% alcool: 90° duração na pele: de 06 a 08h EDT eau de toilette: base modificada para exalar as notas mais frescas. Sua graduação alcoólica e concentração variam de acordo com o fabricante. Essência: 05 a 10% alcool: cerca de 80° duração na pele: 04 a 06h EDC - eau de cologne: base mais simplificada e acrescida de notas mais frescas Essência: 03 a 05% alcool: 80° duração média: 02h EDS - eau de splash: base refrescante Essência: menos que 01% alcool: 80°Duração : menos de 02h 4. Operações unitárias - perfume Destilação: No método de destilação, as matérias-primas são evaporadas. À medida que o vapor sobe, o perfume é coletado num tubo de vidro, onde se condensa a mistura à medida em que resfria. A mistura é, então, colocada em um frasco de onde o óleo essencial naturalmente sobe para o topo e é retirada para a utilização no perfume. Absorção: a absorção é usada para as matérias-primas que não conseguem resistir ao calor do processo de destilação. Elas são impregnadas de gorduras ou óleos aquecidos, em seguida, filtrada através de tecido para obter o sólido perfumado. O sólido é então lavado com álcool. Quando a gordura é removida, o álcool perfumado permanece. Extração: a fragrância também é desenhada quando a matéria vegetal e solventes voláteis são combinados num tanque de rotação. O solvente extrai os óleos essenciais e dissolve a matéria vegetal, deixando um óleo do tipo cera. Uma vez que o óleo tenha evaporado, uma pasta de perfume permanece. Na técnica enfleurage, as flores são colocadas em caixas e tapadas com uma placa coberta de gordura vegeral.
  • 11. 12 A gordura não toca nas pétalas, mas retém todo o seu perfume. Após algum tempo, essa gordura é "lavada" em álcool. Depois, é feita a purificação do óleo essencial. Essa técnica era muito utilizada na fabricação dos perfumes franceses mas foi deixada para tras em 2002 por seu alto custo. Conclusão Com esse trabalho concluiu-se que não só na produção do perfume mas como tudo que é produzido na área industrial passa por diversos processos unitário e como exemplo disso,podemos citar a destilação,condensação, absorção e extração no processo de produção do perfume. Essas etapas são indispensáveis para o resultado final ser satisfatório.
  • 12. 13 Referências http://condigital.cursosccead.net – Acesso em 30/01/15, as 10:15 http://www.ehow.com.br - Acesso em 30/01/15 http://economia.uol.com.br – Acesso em 30/01/15 http://lojaduperfume.com.br – Acesso em 30/01/15 http://www.significados.com.br – Acesso em 30/01/15 http://www.parana-online.com.br – Acesso em 30/01/15 Livro como fazer perfume / Autor: Diamantino F. Trindade